Sie sind auf Seite 1von 8

Companhia Potiguar de Gás

Concurso Público 2006

Prova Objetiva

Engenheiro (Pleno e Júnior)

Instruções

+ Você receberá do fiscal o material descrito a seguir:


a) uma folha destinada às respostas das questões formuladas na prova;
b) este caderno com o nome do cargo a que você está concorrendo e o enunciado das
50 questões, sem repetição ou falha.
+ Verifique se o material está em ordem, se seu nome e seu número de inscrição são os que
aparecem na folha de respostas; caso contrário, notifique imediatamente o fiscal.
+ Ao receber a folha de respostas, é obrigação do candidato:
a) ler atentamente as instruções para a marcação das respostas;
b) conferir seu nome e número de inscrição;
c) assinar, no espaço reservado, com caneta esferográfica azul ou preta, a folha de
respostas.
+ As questões são identificadas pelo número que se situa acima do seu enunciado.
+ Reserve os 20 (vinte) minutos finais para marcar a folha de respostas.
+ Quando terminar, entregue a folha de respostas ao fiscal.
+ O rascunho no caderno de questões não será levado em consideração.
+ O tempo disponível para esta prova será de 3 (três) horas.
Companhia Potiguar de Gás | Concurso Público 2006

LÍNGUA PORTUGUESA explicitou. O negociador só pode ser neutro. Chávez é mais do


que apoiador de Evo Morales. Ele o inspira.
Texto 1
Sim, o Brasil tem um sonho de construir uma unidade
O sim e o não
entre os países da América do Sul, vários governos
Sim, a política externa brasileira sempre foi pacífica, a 70 trabalharam nessa direção, cada acordo hoje em vigor não é
favor da solução negociada e, por isso, há cem anos o Brasil mérito – nem culpa – de um governo só. É o Brasil que tem
não tem uma guerra com qualquer dos dez países com os persistido em iniciativas para aumentar o comércio e a
quais compartilha 16.886km de fronteira. Não, isso não cooperação com os países vizinhos, encurtando a distância
5 significa abrir mão da firmeza, da defesa dos interesses que nasceu do fato de termos histórias e línguas diferentes.
nacionais, do tom mais duro quando necessário. O governo 75 Não, isso não pode ser feito renunciando ao respeito, calando
Lula, com sua diplomacia bicéfala, não entende a diferença do diante de uma humilhação pública, aceitando interesses
sim e do não. feridos. A confiança foi abalada e não por nós. Para reconstruí-la,
será preciso que a Bolívia faça um gesto de amizade, e houve
Sim, a Bolívia é um país pobre, foi espoliada no passado, o oposto: ela foi fortalecida pela tibieza brasileira e pelo
10 tem uma maioria indígena que precisa de mais poder e mais
80 oportunismo venezuelano.
riqueza em suas mãos. Não, isso não significa que possa
tomar qualquer atitude confiando que sua pobreza e seu Sim, a América do Sul é auto-suficiente em energia e esta
sofrimento passado a abonam previamente por qualquer erro é a melhor chance da região de construir parcerias boas para
que cometa. países fornecedores e consumidores. Não, o Brasil não pode
aumentar as compras e investimentos se não for restabelecida
15 Sim, a Bolívia tem direito a toda a sua riqueza e seu
85 a confiança em que o que for negociado será respeitado nas
patrimônio; seu solo e subsolo são sua soberania. Ela pode – relações regionais.
qualquer país pode – mudar suas leis e rever contratos. Não,
essas mudanças não podem ser feitas pela força, com o uso Sim, a política externa deve ser conduzida por quem foi
de tropas, com ações unilaterais para revogar tudo o que foi eleito para governar o país, exercendo o poder que lhe foi
20 livremente negociado. Por isso existe o direito internacional. A delegado. Não, a política externa não pode se guiar por
civilização construiu, para a convivência entre os países, para 90 convicções e preferências partidárias. Os partidos são
arbitrar os interesses divergentes, as leis internacionais que passageiros, o poder é efêmero, a ideologia muda.
limitam os estados nacionais. Permanente é o país e suas escolhas. Um bom estadista
constrói a política da sua gestão, mas ouve as lições da
Sim, a Bolívia pode querer alterar o preço do gás que história do país e entende as escolhas permanentes da nação.
25 vende ao Brasil ou a qualquer país. Se ela se sente lesada (Miriam Leitão. O Globo, 06/05/2006)
comercialmente, pode e deve propor uma negociação para
rever isso. Não, nem de longe a maneira como a Bolívia fez é a 1
forma correta de propor uma revisão de preços; não se agride
O texto I constrói, por meio da alternância entre o sim e o não:
um parceiro com o qual se quer chegar a uma solução
30 negociada; não há espaço para uma negociação quando a (A) uma análise do comportamento brasileiro em relação à
opção é aceitar os termos ou abandonar o país. crise estabelecida a partir do Primeiro de Maio boliviano.
(B) uma crítica ao governo brasileiro, que não soube lidar com
Sim, seria absurdo o Brasil mandar tropas para a fronteira,
a arbitrariedade boliviana e não se abriu ao diálogo.
ameaçar guerra como sempre fazem os Estados Unidos
quando são contrariados. Não, os críticos não propuseram (C) uma proposta de ação para o governo brasileiro, que deve
colocar os interesses do país equiparados aos interesses
35 vociferar beligerâncias. Entre tropas na fronteira e aceitação
bolivianos.
do desaforo, há um enorme gradiente de tons para a reação
diplomática. A diplomacia é exatamente isto: a arte de usar (D) uma síntese dos fatos decorrentes da ação boliviana,
sinais e palavras para manifestar agrados e desagrados, apoiando-se no escopo de que o Brasil não se deixou
defender interesses e estabelecer limites, construir respeito influenciar por convicções que norteiam o partido que se
40 recíproco e negociar parcerias. Não, a opção não é a frouxidão encontra no governo.
ou a guerra. O que o Brasil deveria ter feito era dizer que não (E) um relato dos prós e contras da ação boliviana para o
gostou do que houve, diplomática e civilizadamente. Em cenário brasileiro.
nenhum momento fez isso; nem na nota de terça-feira, nem
na nota conjunta, nem na entrevista do presidente Lula em
2
45 Puerto Iguazú. Os assessores do presidente dizem que ele A diplomacia é exatamente isto: a arte de usar sinais e
teria dito na reunião isso ou aquilo. Mas há uma mensagem de palavras para manifestar agrados e desagrados, defender
respeito ao Brasil que deveria ter sido passada por gestos e interesses e estabelecer limites, construir respeito recíproco e
palavras públicas. Na diplomacia, existe o momento de calar e negociar parcerias. (L.37-40)
o de falar. Nesta semana, era a hora de falar publicamente O pronome destacado no trecho acima exerce função:
50 sobre o sentimento brasileiro. Não apenas por orgulho (A) anafórica.
nacional. Também por cálculo. As empresas brasileiras têm
(B) dêitica.
negócios e investimentos em vários países da região e o
precedente criado é perigoso. Estão todos os países (C) epanafórica.
informados que o Brasil aceita qualquer desaforo e que, além (D) catafórica.
55 de não responder, promete ajuda ao país que o ofende. (E) díctica.
Sim, quando há divergências, os países que mantêm boas 3
relações devem se encontrar para negociar; se o diálogo está
difícil, podem chamar quem facilite o encontro de uma O recurso estilístico de se repetir a mesma palavra no início de
solução comum. O Brasil foi o pivô de várias soluções cada parágrafo se chama:
60 negociadas para perigosas divergências entre os países da (A) antítese.
região. Não, a reunião de Puerto Iguazú não deveria ter sido (B) anáfora.
feita assim. Da parte do Brasil, a disposição para o diálogo (C) anacoluto.
continuava, não eram necessários terceiros presentes na (D) hipérbato.
conversa. Se fosse preciso, não poderia ser Hugo Chávez por
(E) apóstrofe.
65 um motivo simples: ele tem um lado, já o escolheu e o

2
Prova Objetiva | Engenheiro (Pleno e Júnior)

4 11
O texto I pode ser classificado como: Estão todos os países informados que o Brasil aceita qualquer
(A) descritivo. desaforo e que, além de não responder, promete ajuda ao país
que o ofende. (L.53-55)
(B) narrativo.
(C) dissertativo argumentativo. Os casos grifados acima da ocorrência da palavra QUE
classificam-se, respectivamente, como:
(D) dissertativo expositivo.
(A) conjunção integrante – pronome relativo – conjunção integrante.
(E) epistolar.
(B) pronome relativo – conjunção integrante – conjunção integrante.
5 (C) pronome relativo – pronome relativo – conjunção integrante.
Assinale a alternativa em que a palavra tenha sido acentuada (D) conjunção subordinativa final – conjunção subordinativa
seguindo a mesma regra que país (L.9). final – pronome relativo.
(A) Bolívia (L.9) (E) conjunção integrante – conjunção integrante – pronome relativo.
(B) gás (L.24)
12
(C) pivô (L.59)
Não, a política externa não pode se guiar por convicções e
(D) comércio (L.72) preferências partidárias. (L.89-90)
(E) reconstruí-la (L.77)
O termo grifado acima desempenha função sintática de:
6 (A) complemento nominal.
Ela pode – qualquer país pode – mudar suas leis e rever (B) objeto indireto.
contratos. (L.16-17) (C) adjunto adverbial.
No trecho acima, os travessões foram utilizados para introduzir: (D) agente da passiva.
(A) um aposto. (E) adjunto adnominal.
(B) uma explicação.
(C) uma explicitação. 13
(D) uma ressalva. O Brasil foi o pivô de várias soluções negociadas para
(E) mudança da pessoa do discurso. perigosas divergências entre os países da região. (L.59-61)
Na frase acima, a palavra pivô pode ser entendida:
7
(A) com seu sentido denotativo.
Em auto-suficiente (L.81), optou-se corretamente pelo uso do
hífen. Assinale a alternativa em que não se procedeu (B) por seu uso regional.
corretamente quanto à necessidade ou não de seu emprego. (C) como possuidora de sentido figurado.
(A) autobiografia (B) superatleta (D) por ser gíria.
(C) antiinflamatório (D) pseudocientista (E) por constituir um jargão profissional.
(E) micro-região 14
8 Assinale a alternativa em que a palavra contenha o mesmo
número de radicais que beligerâncias (L.35).
Por tibieza (L.79), entende-se:
(A) brasileira (L.1) (B) unilaterais (L.19)
(A) fraqueza. (B) energia.
(C) livremente (L.20) (D) convivência (L.21)
(C) indecisão. (D) consideração.
(E) civilizadamente (L.42)
(E) altruísmo.

9 15
Em não se agride um parceiro (L.28-29), o termo grifado
Da parte do Brasil, a disposição para o diálogo continuava, não
classifica-se como:
eram necessários terceiros presentes na conversa. (L.62-64)
(A) partícula apassivadora.
No trecho acima, terceiros e presentes classificam-se,
respectivamente, como: (B) índice de indeterminação do sujeito.
(A) numeral e adjetivo. (C) pronome reflexivo.
(B) substantivo e adjetivo. (D) parte integrante do verbo.
(C) adjetivo e substantivo. (E) conjunção integrante.
(D) numeral e substantivo.
ATUALIDADES
(E) adjetivo e adjetivo.

10 16
Permanente é o país e suas escolhas. (L.92) Após o Primeiro de Maio boliviano, quando as tropas do
Exército ocuparam as instalações da Petrobras na Bolívia, o
Embora a palavra permanente se refira a país e suas escolhas,
presidente Evo Morales:
a concordância se fez corretamente com o mais próximo.
(A) afirmou que se desligaria do partido MAS.
Assinale a alternativa em que tenha havido inadequação à
norma culta da língua no que tange às regras de concordância. (B) argumentou que não cederia às pressões da COB.
(A) As alegrias da casa era ele. (C) declarou que, após a nacionalização do gás e de petróleo,
viriam a da mineração e dos recursos florestais.
(B) Compramos caras blusas e sapatos.
(D) decretou um aumento do imposto sobre o gás de 50%
(C) Ele pediu emprestado os livros com as anotações. para 77%.
(D) Cheguei eu e ele para a festa. (E) estabeleceu um prazo de sessenta dias para as empresas
(E) Marcamos ao meio-dia e meia. estrangeiras aceitarem as medidas da nacionalização.

3
Companhia Potiguar de Gás | Concurso Público 2006

17 Para resolver as questões 22 e 23, observe a figura a seguir,


que mostra uma tela do Excel 2000 em português.
Atualmente, a Potigás atende, no Rio Grande do Norte, a
quantos postos de abastecimento?
(A) 41 (B) 42
(C) 43 (D) 44
(E) 45

18
De acordo com o potencial de crescimento do mercado de
gás no Rio Grande do Norte e os projetos de expansão
previstos, a possibilidade de vendas de gás natural da Potigás
pode atingir, em cinco anos:
(A) cento e cinqüenta mil metros cúbicos por dia.
(B) trezentos e vinte mil metros cúbicos por dia.
(C) quinhentos mil metros cúbicos por dia.
(D) um milhão de metros cúbicos por dia.
(E) quatro milhões de metros cúbicos por dia. A planilha mostra o consumo de um carro durante um
intervalo de 5 dias.
19
Assinale a alternativa correta a respeito da Varig, empresa 22
aérea que esteve em recuperação judicial por mais de um ano.
Com relação a essa situação e ao Excel 2000, analise as
(A) A companhia foi arrematada em leilão por um consórcio de afirmativas a seguir:
funcionários, que contaram com um empréstimo do
BNDES para realizar os primeiros depósitos. I. O resultado da fórmula =C3+B5 é #VALOR!
(B) A companhia foi arrematada pela VarigLog, que disputou o II. O resultado da fórmula =SOMA(C3:C7) é 72
leilão com a Cooper Data (Cooperativa de Trabalho dos III. O resultado da fórmula =MÁXIMO(C3:C7) é 25
Profissionais de Processamento de Dados e Informática). IV. O resultado da fórmula =DIAS360(B4;B7) é 3
(C) A companhia foi arrematada por sua ex-subsidiária, V. O resultado da fórmula =B7-3 é 07/07/2006
constituindo a "nova Varig" e mantendo a marca Varig. A Quantas afirmativas estão corretas?
marca Rio Sul ficou como a "velha Varig".
(A) 0
(D) A "nova Varig", agora de propriedade da ex-subsidiária da
(B) 1
Varig, ficou com as rotas domésticas e internacionais. A
"velha Varig" ficou com um avião, a linha São Paulo – Porto (C) 2
Seguro e as operações da Nordeste. (D) 3
(E) A Varig foi arrematada em leilão pela VarigLog por (E) 4
US$ 53 milhões.
23
20 Após selecionar a região que compreende as células A2 até
O último relatório Doing Business, do Banco Mundial, revelou C7, o usuário seleciona o menu Dados e a opção Classificar... .
que o Brasil: O Excel apresentará a seguinte caixa de diálogo:
(A) é um dos piores países do mundo para fazer negócios.
(B) ostenta uma posição comparável à da China e da Austrália.
(C) ostenta uma posição comparável à do México e da
Espanha.
(D) está entre as trinta melhores economias em facilidade para
fazer negócios.
(E) ficou abaixo de Haiti e Angola.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA
21
Em relação aos recursos para inserção de cabeçalhos e
rodapés, no Microsoft Word 2000 em português, analise as
afirmativas a seguir:
I. Não é possível incluir uma tabela dentro do cabeçalho.
II. A numeração automática só pode ser inserida no rodapé. Se o usuário clicar no botão OK com as opções mostradas na
III. Não é possível formatar o cabeçalho em múltiplas colunas. caixa acima, qual será o novo valor da célula C3?
Assinale: (A) 9/7/2006
(A) se somente a afirmativa I estiver correta. (B) 3
(B) se somente a afirmativa II estiver correta. (C) 25
(C) se somente a afirmativa III estiver correta. (D) 2
(D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. (E) 8/7/2006
(E) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.

4
Prova Objetiva | Engenheiro (Pleno e Júnior)

24 27
Em relação ao Microsoft Word 2000 em português, analise os O gás natural pode se originar de um reservatório de óleo ou de
itens a seguir: gás. O reservatório de gás é caracterizado como sendo o
I. Um documento com várias seções pode possuir reservatório em que a jazida de petróleo, que contém a mistura de
numeração de página independente para cada seção. hidrocarbonetos, encontra-se no estado gasoso em condições de
reservatório. Esse tipo de reservatório se subdivide em:
II. Documentos produzidos pelo recurso Mala Direta
combinam um texto-padrão com informações obtidas em I. reservatório de gás úmido;
uma base de dados. II. reservatório de gás seco;
III. Senhas de proteção podem ser atribuídas a um documento III. reservatório de gás retrógrado.
para impedir que outro usuário possa visualizá-lo. A figura a seguir mostra um exemplo de diagrama de fase de um
Assinale: reservatório de gás retrógrado:
(A) se somente o item I estiver correto.
(B) se somente o item II estiver correto.
(C) se somente o item III estiver correto.
(D) se somente os itens I e III estiverem corretos.
(E) se todos os itens estiverem corretos.

25
Observe a figura a seguir a respeito do Internet Explorer:

Em relação a ela pode-se afirmar que:


(A) a temperatura crítica da mistura é maior do que as
temperaturas dos componentes da mistura.
(B) quando a pressão do reservatório cai de 1 para 2, existe
uma vaporização do condensado.
(C) quando a pressão do reservatório cai de 1 para 2, existe
uma condensação da fase líquida.
(D) no ponto 2 a fração de líquido é igual a 5%.
(E) quando a pressão cai de 2 para 3, parte da fase líquida se
condensa.

28

Correlacione as colunas:
n ( ) barra de endereços
o ( ) barra de status
p ( ) barra de rolagem
q ( ) barra de menus
r ( ) barra de botões padrão
Um tanque A (cilíndrico) descarrega água, por um orifício, para
A seqüência correta dos números entre parênteses, de cima um tanque B, que, por sua vez, descarrega a água por um
para baixo, é: orifício. Supondo o sistema em equilíbrio, ou seja, tanto o nível
(A) 1, 2, 3, 4, 5 do tanque A quanto o de B permanecem constantes. Determine
(B) 5, 1, 3, 2, 4 o valor do coeficiente de velocidade do orifício do tanque B.
(C) 1, 4, 5, 2, 3 Dados:
(D) 2, 4, 5, 1, 3 g = 10m/s2
(E) 5, 4, 3, 2, 1 área da base do tanque A= 20m2
área da base do tanque B= 10m2
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS coeficiente de contração dos orifícios=0,6
área de cada orifício=0,1m2
26 coeficiente de velocidade de (CV) vazão do orifício do tanque A=0,97
Por desvio-padrão entende-se: (A) CV = 1,94/(2)(2)1/2.
(A) média ponderada. (B) O coeficiente de velocidade de vazão do orifício do tanque
A é igual ao do tanque B.
(B) afastamento da média.
(C) CV = 19,4/(2)1/2.
(C) média aritmética.
(D) CV = 19,4/2.
(D) amostra.
(E) Faltam dados para determinar o coeficiente de velocidade
(E) combinação.
de vazão do orifício do tanque B.

5
Companhia Potiguar de Gás | Concurso Público 2006

29 32
Supondo que a velocidade de escoamento do fluido no duto A não A figura a seguir mostra uma evolução cíclica de um gás no
tenha componente transversal e sim somente na direção do duto, diagrama PV, onde, na abscissa, temos o volume (V) e na
desprezando a diferença de energia potencial entre os pontos A e ordenada a pressão (P). Com este gráfico, podemos afirmar que:
B, pode-se afirmar que a velocidade no duto B é igual a:

(A) o trabalho realizado pelo sistema independe da trajetória


Dados: do processo no plano PV.
P1=P2 (B) de acordo com a primeira lei da termodinâmica, a energia
D=4d interna não é função de estado.
VA=velocidade de escoamento do fluido no duto A (C) o processo A representa um trabalho positivo, e o B, um
VB=velocidade de escoamento do fluido no duto B trabalho negativo.
(A) VB= VA. (B) VB= 4 VA. (D) a variação da energia interna do gás indo do estado 2 para
(C) VB= 16 VA. (D) VA= (1/16) VB. o estado 1 e retornando ao estado 2 é zero.
(E) VA= 4 VB. (E) o calor não é igual ao trabalho no ciclo fechado (2-1-2).

30 33
A produção de petróleo vem sempre acompanhada de gás e água.
Uma das formas de medir a produção de um poço de petróleo é
descarregá-la para um tanque cilíndrico, por um determinado
tempo, e esperar de vinte e quatro a quarenta e oito horas para
liberar todo o gás em solução. Determine a relação entre os
Define-se o número de Mach (M) como sendo a relação entre a
volumes de água e óleo em função dos dados da figura a seguir.
velocidade de um fluido numa seção e a velocidade do som na
mesma seção. A figura acima mostra um bocal sônico, que é
constituído de uma entrada de seção convergente, uma seção
transversal de menor área chamada garganta e uma saída de seção
divergente. Considerando um escoamento de gás em condição
isoentrópica através do bocal sônico, pode-se afirmar que:
(A) na seção convergente, quando M<1, a pressão aumenta e
a velocidade diminui.
(B) na seção divergente, quando M>1, com a ausência de ondas
de choque, a pressão diminui e a velocidade aumenta.
Dados: (C) na seção convergente, quando M>1, a pressão diminui e a
g = 10m/s2 velocidade aumenta.
Massa específica do óleo = 800 kg/m³ (D) na seção divergente, quando M>1, com a ausência de ondas
Massa específica da água = 1000 kg/m³ de choque, a pressão aumenta e a velocidade diminui.
Área da base do tanque = 10m2 (E) quando M=1 na garganta, para uma determinada condição
QA= volume de água de temperatura e pressão na entrada, pode-se aumentar a
QO= volume de óleo vazão mássica através do bocal sônico com a diminuição
(A) QA = 2QO. da pressão na saída.
(B) Com esses dados não se pode calcular o volume de óleo. 34
(C) QA = (2)1/2QO.
Qual tipo de metal deve ser usado nos equipamentos das
(D) QA = (1/2)QO. refinarias para suportar acidez elevada de alguns tipos de
(E) QA=QO. petróleo?
31 (A) Aço AISI 316. (B) Ferro fundido.
(C) Alumínio. (D) Cobre.
A Portaria Conjunta n° 1 ANP/INMETRO estabelece três tipos (E) Chumbo.
de medição: a) fiscal, b) apropriação, e c) operacional. Em
relação à periodicidade de calibração dos medidores-padrão, 35
pode-se afirmar que:
Entregar produto com qualidade significa:
(A) devem ser calibrados de 3 em 3 meses. (A) preço baixo. (B) entregar destino.
(B) a periodicidade de calibração é função da recomendação (C) qualidade elevada. (D) adiantar entrega.
do fabricante do medidor-padrão. (E) atender cliente.
(C) a Portaria não estabelece periodicidade de calibração dos
medidores-padrão. 36
(D) com os resultados históricos das calibrações, a ANP pode Uma característica do petróleo que contribui para a corrosão
autorizar calibrações menos freqüentes para os das tubulações é:
medidores-padrão. (A) a acidez.
(E) a incerteza expandida da medição de apropriação é igual à (B) o enxofre.
da medição fiscal. (C) a temperatura de corte dos derivados.
(D) o ponto de fluidez.
(E) o grau API.

6
Prova Objetiva | Engenheiro (Pleno e Júnior)

37 41
Em relação ao medidor do tipo Pitot, mostrado na figura abaixo, Analise as afirmativas que complementam o texto a seguir:
desprezando a variação da energia potencial, pode-se
Tradicionalmente, num mercado de gás natural integrado e
afirmar que: verticalizado, o produtor de gás natural vende o gás produzido a
uma companhia transportadora, que, utilizando gasodutos
próprios, entrega o gás a uma empresa distribuidora local, que,
por sua vez, comercializa o gás natural com os consumidores
finais. Contudo, a indústria do gás natural está experimentando
mudanças desafiadoras nestes tempos de liberalização. O setor
do gás natural está submetendo-se a uma reestruturação
fundamental, que está ligada à desverticalização das atividades e
à liberalização dos mercados de gás.
Nesse contexto, a regulação econômica tem papel de destaque,
cabendo a ela:
(A) a velocidade é determinada pela medida da pressão I. garantir a maximização da remuneração das empresas
manométrica no ponto Y da tubulação. públicas ou de economia mista que atuam no setor de
(B) o Pitot mede a velocidade média na seção transversal da forma monopolista;
tubulação. II. garantir o interesse público, proporcionando tarifas que
(C) a pressão no ponto X é chamada de estagnação e é igual à remunerem os serviços, mas considerando também os
manométrica. interesses dos consumidores e a qualidade dos produtos
(D) a altura H (pressão diferencial) é igual à energia cinética do ofertados;
fluido, na entrada do tubo horizontal (ponto X). III. determinar o planejamento centralizado da expansão de
(E) a pressão no ponto X é igual à pressão no ponto Y. toda a indústria do gás natural.
Assinale:
38 (A) se nenhuma afirmativa estiver correta.
Analise as afirmativas que complementam o texto a seguir:
(B) se somente a afirmativa I estiver correta.
Regulação consiste em exercer algum grau de controle,
normalmente por parte do Estado, sobre uma determinada (C) se somente a afirmativa II estiver correta.
atividade considerada de interesse público. Normalmente, (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
está relacionada à existência de setores nos quais: (E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
I. o monopólio seja a solução mais eficiente para a prestação
do serviço; 42
II. a estrutura monopólica poderia fazer com que os No Brasil, a indústria do gás natural permanece ainda, na
prestadores de serviço auferissem ganhos abusivos da prática, bastante verticalizada, tendo a presença dominante de
renda de monopólio gerada na atividade; poucos grupos econômicos em todos os elos da sua cadeia
de valor. Objetivando promover a competição no setor, a Lei
III. a indústria de rede é uma característica predominante. Isso 9.478/97  Lei do Petróleo  prevê no segmento de transporte:
quer dizer que a indústria é composta por diferentes
atividades que se constituem sob a forma de uma rede (A) a fixação de tarifas máximas pela ANP.
física. Nessas indústrias, a dinâmica da interconexão é (B) a exclusividade da utilização da rede de transporte por seu
fundamental para a prestação do serviço de forma eficiente. produtor proprietário.
Assinale: (C) a licitação e assinatura de contrato de concessão para
(A) se nenhuma afirmativa estiver correta. construção de novos gasodutos.
(B) se somente a afirmativa I estiver correta. (D) o livre-acesso à infra-estrutura de gasodutos.
(C) se somente a afirmativa II estiver correta. (E) a instalação de um novo city gate, sem ônus para a
(D) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. distribuidora local.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
43
39 No Brasil, o preço do gás natural é estabelecido para os
As duas principais leis relacionadas à indústria brasileira de diferentes estágios da cadeia de suprimento. Já as tarifas do
gás natural são a Constituição Federal e a Lei 9.478/97  Lei gás natural para o consumidor final são determinadas para os
do Petróleo. A Lei do Petróleo estabelece os princípios diferentes grupos de usuários finais.
básicos que norteiam as atividades que compõem as Assim sendo, analise as afirmativas a seguir:
indústrias de petróleo e gás natural. Muitos desses princípios
são apenas explicitados na Lei, devendo ser, posteriormente, I. Os principais componentes da tarifa do gás natural para o
regulamentados pela ANP, também criada pela Lei 9.478/97. usuário final são: a) custo na boca do poço (o do gás
O Artigo 8º da Lei 9.478/97 estabelece que compete à ANP natural propriamente dito ou da commodity); b) custo do
autorizar a prática das seguintes atividades, dentre outras: transporte e c) custo da distribuição local.
(A) a exploração e produção de petróleo e gás natural. II. O custo da commodity, na maioria dos casos, é
(B) o armazenamento de gás natural em formações determinado por uma fórmula paramétrica, que contém
geológicas naturais. uma cesta de preços internacionais de outras
(C) o transporte e importação de gás natural. commodities, tais como o aço, gasolina, ou carvão.
(D) a comercialização de gás natural canalizado para o usuário final. III. A tarifa final para um consumidor é expressa em R$/m3,
(E) a distribuição de gás natural canalizado para o usuário final. sem estar vinculada a um poder calorífico de referência, e
livremente negociada entre o consumidor e a distribuidora.
40 Assinale:
Assinale a alternativa que represente o foco do prêmio (A) se nenhuma afirmativa estiver correta.
nacional da qualidade.
(B) se somente a afirmativa I estiver correta.
(A) faturamento da empresa
(C) se somente a afirmativa II estiver correta.
(B) qualidade dos produtos entregues
(C) processos (D) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
(D) meio ambiente (E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
(E) recursos humanos

7
44 47
O gás natural utilizado pelos consumidores é muito diferente Uma fábrica de tecidos consome 200 000 litros/mês de óleo
do gás natural que é retirado do subsolo na boca do poço. combustível nas suas caldeiras de vapor. Esse óleo fica
Embora o processamento do gás natural seja em muitos armazenado a uma temperatura de 60qC em tanques isolados
aspectos menos complicado que o processamento e refino do termicamente. O gerente de compras da fábrica está
petróleo, este é igualmente necessário antes de o gás natural analisando a conveniência de se substituir o óleo combustível
ser transportado para os mercados consumidores. por gás natural. Nessa análise, deve ser considerada a
Sobre os processos de beneficiamento e tratamento do gás eficiência de combustão que cada combustível apresenta de
acordo com a tabela a seguir.
natural, analise as afirmativas a seguir:
Propriedades Óleo Combustível Gás Natural
I. Na Unidade de Recuperação de Gás Natural – URGN  o
metano e o etano são separados das frações mais Poder Calorífico Superior 10.500 kcal/kg 10.100 kcal/Nm3
pesadas (propano e mais pesados), existentes no gás Poder Calorífico Inferior 9.975 9.090 kcal/Nm3
natural, gerando GLP e gasolina natural (C5+). Peso Específico 0,961 kg/l 0,843 kg/Nm3
II. Na Unidade de Recuperação de Líquidos de Gás Natural – Eficiência de Combustão 80% 90%
URL – o metano e o etano são separados das frações mais
pesadas, contendo C3+ na forma de líquido (LGN). Preço 1,25 R$/kg 1,00 R$/Nm3

III. Na Unidade de Processamento de Gás Natural  UPGN  o Utilizando os dados da tabela, qual será a economia mensal
metano é separado das frações mais pesadas, contendo gerada pela substituição do óleo combustível pelo gás natural?
C2+ na forma de líquido (LGN). (A) R$ 48.573 (B) R$ 43.209
Assinale: (C) R$ 32.262 (D) R$ 55.3752
(A) se nenhuma afirmativa estiver correta. (E) R$ 40.4038
(B) se somente a afirmativa I estiver correta. 48
(C) se somente a afirmativa II estiver correta.
Equipamentos à prova de explosão são aqueles que:
(D) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
(A) não explodem.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
(B) ficam intactos quando ocorre qualquer explosão no
45 ambiente externo.
(C) evitam provocar explosões.
Uma maneira de transportar o gás natural das jazidas até o
mercado consumidor é a denominada cadeia do GNL, que se (D) resistem à penetração de gás.
inicia com o transporte por tubos das jazidas à costa, a (E) resistem ao impacto devido à dureza.
liquefação do gás, seu transporte de navio até a planta de
regaseificação e armazenamento. 49
Sobre a cadeia de suprimento do GNL, analise as afirmativas a Os contratos de suprimento de gás natural são negociados
seguir: livremente entre compradores e vendedores. Podem existir
vários tipos de contratos de suprimento, conforme variam as
I. O processo de liquefação reduz em 160 vezes o volume condições de garantia de entrega do gás por parte do
que o gás natural ocupa nas Condições Normais de vendedor ou as obrigações de retirada do comprador.
Temperatura e Pressão. A esse respeito, analise as afirmativas a seguir:
II. Os navios destinados ao transporte de GNL são I. Contrato Interruptível: este tipo de contrato estipula que o
embarcações de casco duplo, especialmente desenhadas vendedor não tem obrigação de entregar o volume exato
e isoladas para prevenir vazamento ou ruptura no evento especificado. Este contrato é normalmente utilizado
de um acidente. quando a oferta de gás é incerta.
III. O GNL é armazenado dentro do casco interno dos navios II. Contrato Firme: nele existe recurso legal disponível para
ou dentro dos tanques criogênicos das plantas de qualquer uma das partes, no caso de a outra parte falhar
no cumprimento de qualquer obrigação estipulada no
liquefação, na pressão atmosférica e a 160qC. contrato. Isso significa que a vendedora está legalmente
Assinale: obrigada a entregar o gás, conforme estipulado no
(A) se nenhuma afirmativa estiver correta. contrato, e, por sua vez, a compradora está obrigada a
receber. Estes contratos são principalmente usados
(B) se somente a afirmativa I estiver correta. quando a oferta e a demanda, para a quantidade
(C) se somente a afirmativa II estiver correta. especificada de gás natural, não têm probabilidade de
sofrer alterações ou faltar.
(D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
III. Cláusula de Take or Pay: é uma condição contratual em
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas. que uma quantidade de gás especificada deve ser
comprada (paga) mesmo que não tenha sido retirada
46 fisicamente (consumida). É normalmente expressa por
A respeito das funções executadas pelas estações de redução uma porcentagem da quantidade diária contratual, ou
de pressão e medição de gás natural, analise as afirmativas a simplesmente corresponde a uma quantidade mínima
seguir: diária, mensal ou anual.
I. Medem o fluxo de gás fornecido a um determinado ponto Assinale:
de entrega de gás. (A) se nenhuma afirmativa estiver correta.
II. Reduzem e controlam a pressão do gás, conforme requerido (B) se somente a afirmativa I estiver correta.
pelo projeto da canalização que se encontra a jusante. (C) se somente a afirmativa II estiver correta.
III. Protegem a canalização a jusante contra uma eventual (D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
sobrepressão.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
Assinale:
(A) se nenhuma afirmativa estiver correta. 50
(B) se somente a afirmativa I estiver correta. A análise das cinco forças de Porter faz parte do(a):
(C) se somente a afirmativa II estiver correta. (A) Controle Estatístico do Processo.
(D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. (B) Gerência da Rotina.
(C) Balanced Score Card.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.
(D) Planejamento Estratégico.
(E) Administração por Objetivos.