Sie sind auf Seite 1von 8

Companhia Potiguar de Gás

Concurso Público 2006

Prova Objetiva

Administrador Júnior

Instruções

+ Você receberá do fiscal o material descrito a seguir:


a) uma folha destinada às respostas das questões formuladas na prova;
b) este caderno com o nome do cargo a que você está concorrendo e o enunciado das
50 questões, sem repetição ou falha.
+ Verifique se o material está em ordem, se seu nome e seu número de inscrição são os que
aparecem na folha de respostas; caso contrário, notifique imediatamente o fiscal.
+ Ao receber a folha de respostas, é obrigação do candidato:
a) ler atentamente as instruções para a marcação das respostas;
b) conferir seu nome e número de inscrição;
c) assinar, no espaço reservado, com caneta esferográfica azul ou preta, a folha de
respostas.
+ As questões são identificadas pelo número que se situa acima do seu enunciado.
+ Reserve os 20 (vinte) minutos finais para marcar a folha de respostas.
+ Quando terminar, entregue a folha de respostas ao fiscal.
+ O rascunho no caderno de questões não será levado em consideração.
+ O tempo disponível para esta prova será de 3 (três) horas.
Companhia Potiguar de Gás | Concurso Público 2006

LÍNGUA PORTUGUESA explicitou. O negociador só pode ser neutro. Chávez é mais do


que apoiador de Evo Morales. Ele o inspira.
Texto 1
Sim, o Brasil tem um sonho de construir uma unidade
O sim e o não
entre os países da América do Sul, vários governos
Sim, a política externa brasileira sempre foi pacífica, a 70 trabalharam nessa direção, cada acordo hoje em vigor não é
favor da solução negociada e, por isso, há cem anos o Brasil mérito – nem culpa – de um governo só. É o Brasil que tem
não tem uma guerra com qualquer dos dez países com os persistido em iniciativas para aumentar o comércio e a
quais compartilha 16.886km de fronteira. Não, isso não cooperação com os países vizinhos, encurtando a distância
5 significa abrir mão da firmeza, da defesa dos interesses que nasceu do fato de termos histórias e línguas diferentes.
nacionais, do tom mais duro quando necessário. O governo 75 Não, isso não pode ser feito renunciando ao respeito, calando
Lula, com sua diplomacia bicéfala, não entende a diferença do diante de uma humilhação pública, aceitando interesses
sim e do não. feridos. A confiança foi abalada e não por nós. Para reconstruí-la,
será preciso que a Bolívia faça um gesto de amizade, e houve
Sim, a Bolívia é um país pobre, foi espoliada no passado, o oposto: ela foi fortalecida pela tibieza brasileira e pelo
10 tem uma maioria indígena que precisa de mais poder e mais
80 oportunismo venezuelano.
riqueza em suas mãos. Não, isso não significa que possa
tomar qualquer atitude confiando que sua pobreza e seu Sim, a América do Sul é auto-suficiente em energia e esta
sofrimento passado a abonam previamente por qualquer erro é a melhor chance da região de construir parcerias boas para
que cometa. países fornecedores e consumidores. Não, o Brasil não pode
aumentar as compras e investimentos se não for restabelecida
15 Sim, a Bolívia tem direito a toda a sua riqueza e seu
85 a confiança em que o que for negociado será respeitado nas
patrimônio; seu solo e subsolo são sua soberania. Ela pode – relações regionais.
qualquer país pode – mudar suas leis e rever contratos. Não,
essas mudanças não podem ser feitas pela força, com o uso Sim, a política externa deve ser conduzida por quem foi
de tropas, com ações unilaterais para revogar tudo o que foi eleito para governar o país, exercendo o poder que lhe foi
20 livremente negociado. Por isso existe o direito internacional. A delegado. Não, a política externa não pode se guiar por
civilização construiu, para a convivência entre os países, para 90 convicções e preferências partidárias. Os partidos são
arbitrar os interesses divergentes, as leis internacionais que passageiros, o poder é efêmero, a ideologia muda.
limitam os estados nacionais. Permanente é o país e suas escolhas. Um bom estadista
constrói a política da sua gestão, mas ouve as lições da
Sim, a Bolívia pode querer alterar o preço do gás que história do país e entende as escolhas permanentes da nação.
25 vende ao Brasil ou a qualquer país. Se ela se sente lesada (Miriam Leitão. O Globo, 06/05/2006)
comercialmente, pode e deve propor uma negociação para
rever isso. Não, nem de longe a maneira como a Bolívia fez é a 1
forma correta de propor uma revisão de preços; não se agride
O texto I constrói, por meio da alternância entre o sim e o não:
um parceiro com o qual se quer chegar a uma solução
30 negociada; não há espaço para uma negociação quando a (A) uma análise do comportamento brasileiro em relação à
opção é aceitar os termos ou abandonar o país. crise estabelecida a partir do Primeiro de Maio boliviano.
(B) uma crítica ao governo brasileiro, que não soube lidar com
Sim, seria absurdo o Brasil mandar tropas para a fronteira,
a arbitrariedade boliviana e não se abriu ao diálogo.
ameaçar guerra como sempre fazem os Estados Unidos
quando são contrariados. Não, os críticos não propuseram (C) uma proposta de ação para o governo brasileiro, que deve
colocar os interesses do país equiparados aos interesses
35 vociferar beligerâncias. Entre tropas na fronteira e aceitação
bolivianos.
do desaforo, há um enorme gradiente de tons para a reação
diplomática. A diplomacia é exatamente isto: a arte de usar (D) uma síntese dos fatos decorrentes da ação boliviana,
sinais e palavras para manifestar agrados e desagrados, apoiando-se no escopo de que o Brasil não se deixou
defender interesses e estabelecer limites, construir respeito influenciar por convicções que norteiam o partido que se
40 recíproco e negociar parcerias. Não, a opção não é a frouxidão encontra no governo.
ou a guerra. O que o Brasil deveria ter feito era dizer que não (E) um relato dos prós e contras da ação boliviana para o
gostou do que houve, diplomática e civilizadamente. Em cenário brasileiro.
nenhum momento fez isso; nem na nota de terça-feira, nem
na nota conjunta, nem na entrevista do presidente Lula em
2
45 Puerto Iguazú. Os assessores do presidente dizem que ele A diplomacia é exatamente isto: a arte de usar sinais e
teria dito na reunião isso ou aquilo. Mas há uma mensagem de palavras para manifestar agrados e desagrados, defender
respeito ao Brasil que deveria ter sido passada por gestos e interesses e estabelecer limites, construir respeito recíproco e
palavras públicas. Na diplomacia, existe o momento de calar e negociar parcerias. (L.37-40)
o de falar. Nesta semana, era a hora de falar publicamente O pronome destacado no trecho acima exerce função:
50 sobre o sentimento brasileiro. Não apenas por orgulho (A) anafórica.
nacional. Também por cálculo. As empresas brasileiras têm
(B) dêitica.
negócios e investimentos em vários países da região e o
precedente criado é perigoso. Estão todos os países (C) epanafórica.
informados que o Brasil aceita qualquer desaforo e que, além (D) catafórica.
55 de não responder, promete ajuda ao país que o ofende. (E) díctica.
Sim, quando há divergências, os países que mantêm boas 3
relações devem se encontrar para negociar; se o diálogo está
difícil, podem chamar quem facilite o encontro de uma O recurso estilístico de se repetir a mesma palavra no início de
solução comum. O Brasil foi o pivô de várias soluções cada parágrafo se chama:
60 negociadas para perigosas divergências entre os países da (A) antítese.
região. Não, a reunião de Puerto Iguazú não deveria ter sido (B) anáfora.
feita assim. Da parte do Brasil, a disposição para o diálogo (C) anacoluto.
continuava, não eram necessários terceiros presentes na (D) hipérbato.
conversa. Se fosse preciso, não poderia ser Hugo Chávez por
(E) apóstrofe.
65 um motivo simples: ele tem um lado, já o escolheu e o

2
Prova Objetiva | Administrador Júnior

4 11
O texto I pode ser classificado como: Estão todos os países informados que o Brasil aceita qualquer
(A) descritivo. desaforo e que, além de não responder, promete ajuda ao país
que o ofende. (L.53-55)
(B) narrativo.
(C) dissertativo argumentativo. Os casos grifados acima da ocorrência da palavra QUE
classificam-se, respectivamente, como:
(D) dissertativo expositivo.
(A) conjunção integrante – pronome relativo – conjunção integrante.
(E) epistolar.
(B) pronome relativo – conjunção integrante – conjunção integrante.
5 (C) pronome relativo – pronome relativo – conjunção integrante.
Assinale a alternativa em que a palavra tenha sido acentuada (D) conjunção subordinativa final – conjunção subordinativa
seguindo a mesma regra que país (L.9). final – pronome relativo.
(A) Bolívia (L.9) (E) conjunção integrante – conjunção integrante – pronome relativo.
(B) gás (L.24)
12
(C) pivô (L.59)
Não, a política externa não pode se guiar por convicções e
(D) comércio (L.72) preferências partidárias. (L.89-90)
(E) reconstruí-la (L.77)
O termo grifado acima desempenha função sintática de:
6 (A) complemento nominal.
Ela pode – qualquer país pode – mudar suas leis e rever (B) objeto indireto.
contratos. (L.16-17) (C) adjunto adverbial.
No trecho acima, os travessões foram utilizados para introduzir: (D) agente da passiva.
(A) um aposto. (E) adjunto adnominal.
(B) uma explicação.
(C) uma explicitação. 13
(D) uma ressalva. O Brasil foi o pivô de várias soluções negociadas para
(E) mudança da pessoa do discurso. perigosas divergências entre os países da região. (L.59-61)
Na frase acima, a palavra pivô pode ser entendida:
7
(A) com seu sentido denotativo.
Em auto-suficiente (L.81), optou-se corretamente pelo uso do
hífen. Assinale a alternativa em que não se procedeu (B) por seu uso regional.
corretamente quanto à necessidade ou não de seu emprego. (C) como possuidora de sentido figurado.
(A) autobiografia (B) superatleta (D) por ser gíria.
(C) antiinflamatório (D) pseudocientista (E) por constituir um jargão profissional.
(E) micro-região 14
8 Assinale a alternativa em que a palavra contenha o mesmo
número de radicais que beligerâncias (L.35).
Por tibieza (L.79), entende-se:
(A) brasileira (L.1) (B) unilaterais (L.19)
(A) fraqueza. (B) energia.
(C) livremente (L.20) (D) convivência (L.21)
(C) indecisão. (D) consideração.
(E) civilizadamente (L.42)
(E) altruísmo.

9 15
Em não se agride um parceiro (L.28-29), o termo grifado
Da parte do Brasil, a disposição para o diálogo continuava, não
classifica-se como:
eram necessários terceiros presentes na conversa. (L.62-64)
(A) partícula apassivadora.
No trecho acima, terceiros e presentes classificam-se,
respectivamente, como: (B) índice de indeterminação do sujeito.
(A) numeral e adjetivo. (C) pronome reflexivo.
(B) substantivo e adjetivo. (D) parte integrante do verbo.
(C) adjetivo e substantivo. (E) conjunção integrante.
(D) numeral e substantivo.
ATUALIDADES
(E) adjetivo e adjetivo.

10 16
Permanente é o país e suas escolhas. (L.92) Após o Primeiro de Maio boliviano, quando as tropas do
Exército ocuparam as instalações da Petrobras na Bolívia, o
Embora a palavra permanente se refira a país e suas escolhas,
presidente Evo Morales:
a concordância se fez corretamente com o mais próximo.
(A) afirmou que se desligaria do partido MAS.
Assinale a alternativa em que tenha havido inadequação à
norma culta da língua no que tange às regras de concordância. (B) argumentou que não cederia às pressões da COB.
(A) As alegrias da casa era ele. (C) declarou que, após a nacionalização do gás e de petróleo,
viriam a da mineração e dos recursos florestais.
(B) Compramos caras blusas e sapatos.
(D) decretou um aumento do imposto sobre o gás de 50%
(C) Ele pediu emprestado os livros com as anotações. para 77%.
(D) Cheguei eu e ele para a festa. (E) estabeleceu um prazo de sessenta dias para as empresas
(E) Marcamos ao meio-dia e meia. estrangeiras aceitarem as medidas da nacionalização.

3
Companhia Potiguar de Gás | Concurso Público 2006

17 Para resolver as questões 22 e 23, observe a figura a seguir,


que mostra uma tela do Excel 2000 em português.
Atualmente, a Potigás atende, no Rio Grande do Norte, a
quantos postos de abastecimento?
(A) 41 (B) 42
(C) 43 (D) 44
(E) 45

18
De acordo com o potencial de crescimento do mercado de
gás no Rio Grande do Norte e os projetos de expansão
previstos, a possibilidade de vendas de gás natural da Potigás
pode atingir, em cinco anos:
(A) cento e cinqüenta mil metros cúbicos por dia.
(B) trezentos e vinte mil metros cúbicos por dia.
(C) quinhentos mil metros cúbicos por dia.
(D) um milhão de metros cúbicos por dia.
(E) quatro milhões de metros cúbicos por dia. A planilha mostra o consumo de um carro durante um
intervalo de 5 dias.
19
Assinale a alternativa correta a respeito da Varig, empresa 22
aérea que esteve em recuperação judicial por mais de um ano.
Com relação a essa situação e ao Excel 2000, analise as
(A) A companhia foi arrematada em leilão por um consórcio de afirmativas a seguir:
funcionários, que contaram com um empréstimo do
BNDES para realizar os primeiros depósitos. I. O resultado da fórmula =C3+B5 é #VALOR!
(B) A companhia foi arrematada pela VarigLog, que disputou o II. O resultado da fórmula =SOMA(C3:C7) é 72
leilão com a Cooper Data (Cooperativa de Trabalho dos III. O resultado da fórmula =MÁXIMO(C3:C7) é 25
Profissionais de Processamento de Dados e Informática). IV. O resultado da fórmula =DIAS360(B4;B7) é 3
(C) A companhia foi arrematada por sua ex-subsidiária, V. O resultado da fórmula =B7-3 é 07/07/2006
constituindo a "nova Varig" e mantendo a marca Varig. A Quantas afirmativas estão corretas?
marca Rio Sul ficou como a "velha Varig".
(A) 0
(D) A "nova Varig", agora de propriedade da ex-subsidiária da
(B) 1
Varig, ficou com as rotas domésticas e internacionais. A
"velha Varig" ficou com um avião, a linha São Paulo – Porto (C) 2
Seguro e as operações da Nordeste. (D) 3
(E) A Varig foi arrematada em leilão pela VarigLog por (E) 4
US$ 53 milhões.
23
20 Após selecionar a região que compreende as células A2 até
O último relatório Doing Business, do Banco Mundial, revelou C7, o usuário seleciona o menu Dados e a opção Classificar... .
que o Brasil: O Excel apresentará a seguinte caixa de diálogo:
(A) é um dos piores países do mundo para fazer negócios.
(B) ostenta uma posição comparável à da China e da Austrália.
(C) ostenta uma posição comparável à do México e da
Espanha.
(D) está entre as trinta melhores economias em facilidade para
fazer negócios.
(E) ficou abaixo de Haiti e Angola.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA
21
Em relação aos recursos para inserção de cabeçalhos e
rodapés, no Microsoft Word 2000 em português, analise as
afirmativas a seguir:
I. Não é possível incluir uma tabela dentro do cabeçalho.
II. A numeração automática só pode ser inserida no rodapé. Se o usuário clicar no botão OK com as opções mostradas na
III. Não é possível formatar o cabeçalho em múltiplas colunas. caixa acima, qual será o novo valor da célula C3?
Assinale: (A) 9/7/2006
(A) se somente a afirmativa I estiver correta. (B) 3
(B) se somente a afirmativa II estiver correta. (C) 25
(C) se somente a afirmativa III estiver correta. (D) 2
(D) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. (E) 8/7/2006
(E) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.

4
Prova Objetiva | Administrador Júnior

24 27
Em relação ao Microsoft Word 2000 em português, analise os Dois fatores foram considerados pela abordagem
itens a seguir: estruturalista como relevantes, mas que não foram
trabalhados pela Escola Clássica e a Escola de Relações
I. Um documento com várias seções pode possuir Humanas. São eles:
numeração de página independente para cada seção.
(A) as tensões entre as necessidades da organização e as
II. Documentos produzidos pelo recurso Mala Direta
necessidades de seu corpo social e a maneira pela qual
combinam um texto-padrão com informações obtidas em
são distribuídos os lucros da organização.
uma base de dados.
(B) eliminação de conflitos, via demissão imediata dos
III. Senhas de proteção podem ser atribuídas a um documento
envolvidos, e a aceitação do ambiente como fundamental
para impedir que outro usuário possa visualizá-lo.
para os negócios das organizações.
Assinale:
(C) o envolvimento das pessoas no planejamento do trabalho
(A) se somente o item I estiver correto. e a ação mais executiva dos assessores e menos,
(B) se somente o item II estiver correto. portanto, de aconselhamento, assessoramento.
(C) se somente o item III estiver correto.
(D) a seleção extremamente cuidadosa e ampliação dos
(D) se somente os itens I e III estiverem corretos. recursos assistenciais para todos os trabalhadores.
(E) se todos os itens estiverem corretos.
(E) revisão eqüitativa do trabalho e clara definição de
25 responsabilidades dos trabalhadores e da direção.
Observe a figura a seguir a respeito do Internet Explorer: 28
Esse princípio parte da idéia de que, num sistema aberto,
podem existir numerosos meios diferentes de se atingir um
estado final. Isso contrasta com sistemas mais fechados nos
quais os relacionamentos são estruturalmente fixados para
produzir padrões específicos de causa e efeito.
A que conceito concernente a sistemas abertos se refere o
princípio acima?
(A) Eqüifinalidade.
(B) Diferenciação.
(C) Descentralização.
(D) Externalidade.
(E) Output.

29
Algumas organizações tendem a funcionar como grupos
unitários, outras como sistemas políticos vibrantes, tendo o tipo
de política pluralista (...) como base, enquanto outras são
campos de batalha onde grupos rivais se engajam em guerras
contínuas.
Correlacione as colunas:
Características unicista, pluralista e radical são freqüentemente
n ( ) barra de endereços encontradas, respectivamente, em organizações que
desenvolvem:
o ( ) barra de status
(A) história longa e contínua de administração paternalista;
p ( ) barra de rolagem lugar para os empregados adquirirem autonomia; e
q ( ) barra de menus distinção entre diferentes categorias de empregados em
que conflitos entre administração e trabalhador são
r ( ) barra de botões padrão comuns.
A seqüência correta dos números entre parênteses, de cima (B) história longa e contínua de administração pluralista;
para baixo, é: distinção entre diferentes categorias de empregados em
(A) 1, 2, 3, 4, 5 (B) 5, 1, 3, 2, 4 que conflitos entre administração e trabalhador são
comuns; e autonomia dos empregados.
(C) 1, 4, 5, 2, 3 (D) 2, 4, 5, 1, 3
(C) história longa e contínua de administração radical;
(E) 5, 4, 3, 2, 1
autonomia dos empregados; e distinção entre diferentes
categorias de empregados em que conflitos entre
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS administração e trabalhador são comuns.
(D) história longa e contínua de administração pluralista com
26 autonomia dos empregados; distinção entre diferentes
Em situações de aperfeiçoamento e de otimização organizacional, categorias de empregados em que conflitos entre
é considerado fator responsável por promover comprometimento administração e trabalhador são raros; e lugar para os
e confiança, assim como força propulsora na reengenharia. empregados adquirirem autonomia.
Assinale a alternativa que melhor representa o tema tratado (E) história longa e contínua de administração radical, mas
acima. com autonomia dos empregados; distinção entre
(A) Negentropia diferentes categorias de empregados em que conflitos
entre administração e trabalhador são comuns; e
(B) Empatia
tendência à liberalidade nas decisões pautadas no coletivo.
(C) Comunicação
(D) Hierarquismo
(E) Negociação

5
Companhia Potiguar de Gás | Concurso Público 2006

30 35
No desenvolvimento da atividade de cargos e salários, que De acordo com Feigenbaum, o controle da qualidade total
plataforma em que uma estratégia de remuneração baseada pode ser definido como um sistema eficaz de integrar os
em habilidades ou competências retira a ênfase de títulos, esforços de desenvolvimento, manutenção e aprimoramento
níveis e descrições de cargos e ajuda organizações a da qualidade para levar a produção e o serviço aos níveis mais
impulsionar os valores de um grupo ou o desempenho de uma econômicos que resultam em plena satisfação do consumidor.
equipe alinhado ao individual, em que todos estão em uma O TQC (Total Quality Control) requer a participação de todas as
mesma faixa na qual podem se movimentar horizontalmente? divisões, inclusive de marketing, projeto, manufatura, inspeção
e expedição.
(A) Broadcasting. (B) Broadbanding.
Apesar de ser uma boa definição, existe uma discordância da
(C) Turnover. (D) Payroll. visão japonesa, sugerida por Kaoru Ishikawa, na abordagem da
(E) Downsizing. qualidade total. Tal discordância estaria no fato de que:
31 (A) todas as divisões e todos os empregados deveriam se
envolver no estudo e na promoção do controle da qualidade.
A ruptura de estruturas tradicionais por meio de mudanças
(B) o TQC deveria ser dirigido essencialmente por especialistas
radicais na forma de organizar o trabalho propostas pela
em controle de qualidade.
reengenharia não prima pela:
(C) o TQC deveria ser uma ação exclusiva da direção superior
(A) ação gradual.
das organizações.
(B) execução não-experimental.
(C) ausência de tempo para ajustes e acomodações. (D) o TQC deveria ser uma abordagem nada coincidente com um
movimento crescente à época denominado Company Wide
(D) mudança extrema na forma de desenvolver o trabalho.
Quality Control, que poderíamos traduzir por controle da
(E) utilização da tecnologia da informação.
qualidade por toda a organização.
32 (E) a definição de Feigenbaum poderia induzir chefes e
O ciclo de Deming/Shewhart engloba quatro etapas que supervisores a aplicarem dinâmicas calcadas, essencialmente, no
obedecem a uma determinada seqüência. empowerment, em função da inevitável ação de coaches e
mentors (treinadores e mentores).
Qual das alternativas a seguir descreve corretamente essa
seqüência? 36
(A) Ação ou execução do planejamento (do); verificação de Em situações de avaliação e ação corretiva, informações sobre
resultados até então obtidos (check); planejamento (plan); desempenho devem ser comparadas com padrões
implementação final do idealizado após considerações preestabelecidos a fim de que se possa decidir pelas ações a
sobre acertos eventuais (act). serem implementadas. Nesse sentido, é importante verificar
(B) Verificação de resultados obtidos até o momento (check); as variações entre o desempenho efetivo e o esperado, pois
planejamento (plan); ação ou execução do planejamento elas são capazes de indicar que o desempenho efetivo pode
(do); implementação final do idealizado após ser igual, abaixo ou acima do esperado. A dificuldade de se
considerações sobre acertos eventuais (act). verificarem tais variações pode trazer implicações para:
(C) Implementação final do idealizado após considerações
(A) tomada de decisões.
sobre acertos eventuais (act); planejamento (plan); ação ou
execução do planejamento (do); verificação de resultados (B) desempenho piloto.
até então obtidos (check). (C) desempenho ergonômico.
(D) Planejamento (plan); ação ou execução do planejamento (D) desempenho competitivo.
(do); verificação de resultados até então obtidos (check); (E) suprimento e/ou agregação.
implementação final do idealizado após considerações
sobre acertos eventuais (act). 37
(E) Planejamento (plan); ação ou execução do planejamento Dar repostas incomuns a situações similares ocorridas na
(check); implementação final do idealizado (do); organização e que normalmente poderiam ser solucionadas
considerações sobre acertos eventuais (act). com atitudes programadas nos remete a que aspecto da
33 competência organizacional?

Os valores emprestados pelos fundadores e dirigentes de uma (A) Dissonância.


organização compõem o que serve de base para sua (B) Mecanismos homeostáticos.
sustentação, sua essência, o ponto-base de seu crescimento. (C) Inovação e criatividade.
A que termo a palavra valores está se referindo? (D) Introjeção.
(A) Capital. (E) Efeito Berghoff.
(B) Cultura.
(C) Ações.
38
(D) Inserções (financeiras). Um imóvel de propriedade da União (Próprio Nacional)
localizado na Cidade de Natal, sendo utilizado por um órgão do
(E) Riscos.
Ministério da Fazenda, não pode ser submetido à incidência
34 de imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana
(IPTU) e cobrado pela Prefeitura, devido ao seguinte princípio:
Por ocasião da elaboração do balanço patrimonial no final do
exercício das contas integrantes do patrimônio líquido de (A) isenção tributária.
natureza devedora, além de "Ações em Tesouraria" pode-se (B) isonomia tributária.
acrescentar, também, a seguinte conta: (C) não-diferenciação tributária.
(A) Reserva de Lucros a Realizar. (D) imunidade tributária objetiva.
(B) Capital Social a Realizar. (E) imunidade tributária recíproca.
(C) Reserva para Contingências.
(D) Reservas de Capital.
(E) Capital Subscrito.

6
Prova Objetiva | Administrador Júnior

39 44
O balanço patrimonial em 31/12/2005 de uma determinada Com base na teoria do patrimônio e das suas variações,
empresa, apresentado de forma sintética, indicava, entre assinale a alternativa que contém operações que produzem
outros, os seguintes dados: modificações no valor da situação líquida de uma empresa.
(A) incorporação de reservas de lucros e auferimento de receitas
Realizável a Longo Prazo R$ 5.000,00
(B) incorporação do lucro acumulado ao capital e venda de
Ativo Permanente R$ 60.000,00 bens por valor superior ao seu custo
Ativo Total R$ 130.000,00 (C) recebimento de créditos e pagamento de dívidas
Exigível a Longo Prazo R$ 65.000,00 (D) alienação de bens por valor inferior ao seu custo e
pagamento de dívidas
Sabendo-se que a estrutura elaborada não apresentava o
subgrupo "Resultado de Exercícios Futuros" e que o valor do (E) venda de bens por valor inferior ao seu custo e
capital circulante líquido observado era de R$ 40.000,00, pode-se auferimento de receitas
concluir com as informações dadas que o valor do patrimônio
líquido era igual a:
45
Dentre as diversas demonstrações contábeis que podem ser
(A) R$ 20.000,00. (B) R$ 35.000,00.
elaboradas no final do exercício social pelas sociedades e
(C) R$ 40.000,00. (D) R$ 60.000,00. empresas em geral, a que deve indicar o valor do dividendo
(E) R$ 65.000,00. por ação do capital social é:

40 (A) Balanço Patrimonial.


(B) Demonstração do Fluxo de Caixa.
Com base na legislação vigente, é admissível a alteração do
contrato de trabalho somente na seguinte hipótese: (C) Demonstração do Resultado do Exercício.
(D) Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados.
(A) feita de comum acordo entre o empregado e o empregador.
(E) Demonstração das Aplicações e Origens de Recursos.
(B) feita de comum acordo entre as partes e que não seja
prejudicial ao empregado. 46
(C) com autorização do sindicato da categoria.
Assinale a alternativa incorreta a respeito do ato administrativo.
(D) autorizada pela Justiça do Trabalho e mediante
homologação do ajuste acordado. (A) O ato administrativo é perfeito quando esgotadas as fases
necessárias à sua produção.
(E) primeiramente é feita a rescisão do contrato anterior e,
(B) O ato administrativo é válido quando foi expedido em
após, elabora-se o novo contrato.
absoluta conformidade com as exigências do sistema
41 normativo.
(C) O ato administrativo é eficaz quando está disponível para a
Dentre os benefícios e serviços instituídos pela Previdência produção de seus efeitos; ou seja, quando o desencadear
Social, mencionados abaixo, assinale a alternativa que contém de seus efeitos típicos não se encontra dependente de
o que é somente concedido aos dependentes, nunca aos qualquer evento posterior, como uma condição
segurados do Regime Geral. suspensiva, termo inicial ou ato controlador a cargo de
(A) salário-família outra autoridade.
(B) auxílio-doença (D) O ato administrativo está definido no art. 98 do Código
(C) auxílio-reclusão Civil como sendo todo ato lícito que tenha por fim imediato
adquirir, resguardar, transferir, modificar ou extinguir
(D) salário-maternidade
direitos.
(E) aposentadoria por invalidez (E) Pode-se definir o ato administrativo como a declaração do
42 Estado ou de quem o represente, que produz efeitos
jurídicos imediatos, com observância da lei, sob regime
De acordo com a doutrina, classifica-se como "tributo do tipo jurídico de direito público e sujeita a controle pelo Poder
não-vinculado" o que tem por fato gerador uma situação que Judiciário.
independe de qualquer atividade do Estado específica relativa
ao contribuinte. Assim, assinale a alternativa que contém um 47
tipo de tributo não vinculado. A respeito dos bens públicos, analise os itens que
(A) Taxa de Incêndio complementam a afirmação a seguir:
(B) Taxa de Fiscalização Os bens públicos se especificam em:
(C) Imposto sobre a Importação I. de uso comum do povo, como os mares, rios, estradas,
(D) Contribuição de Melhorias ruas e praças;
(E) Taxa de Limpeza Pública II. de uso especial, como os edifícios ou terrenos aplicados a
serviço ou estabelecimento federal, estadual ou municipal;
43 III. dominicais, ou seja, os que constituem o patrimônio da
João Alberto Damázzio, empregado de uma grande empresa, União, dos Estados-membros, ou dos Municípios, como
sendo vitimado por um acidente de trabalho, se aposentou objeto de direito pessoal, ou real, de cada uma dessas
provisoriamente, por invalidez, em 10 de setembro de 2005. entidades.
Por esse fato, o empregador de João Alberto devia ter Assinale:
considerado, na ocasião, seu contrato de trabalho: (A) se nenhum item estiver correto.
(A) extinto, devido à aposentadoria. (B) se somente os itens I e II estiverem corretos.
(B) interrompido. (C) se somente os itens I e III estiverem corretos.
(C) rescindido. (D) se somente os itens II e III estiverem corretos.
(D) suspenso. (E) se todos os itens estiverem corretos.
(E) anulado.

7
48
De acordo com as normas preconizadas no Regime Geral da
Previdência Social (RGPS), os segurados são classificados em
obrigatórios e facultativos. São exemplos de segurados
facultativos:
(A) empregados domésticos.
(B) contribuintes especiais.
(C) trabalhadores avulsos.
(D) segurados especiais.
(E) estagiários.

49
Com base na Lei 8.112/90, não é correto afirmar que:
(A) a gratificação natalina será considerada para cálculo de
vantagem pecuniária.
(B) as gratificações e os adicionais incorporam-se ao
vencimento ou provento, nos casos e condições indicados
em lei.
(C) constituem indenizações ao servidor ajuda de custo,
diárias e transporte.
(D) além do vencimento e das vantagens previstas na lei, será
deferido ao servidor adicional por tempo de serviço.
(E) as indenizações não se incorporam ao vencimento ou
provento para qualquer efeito.

50
A respeito dos contratos, analise as afirmativas a seguir:
I. Os contratos, comuns ou administrativos, devem ser
interpretados de acordo com suas cláusulas.
II. Os contratos públicos, entre os quais se destacam os
celebrados com a Administração Pública, dadas as
prerrogativas desta, que impõe as condições e cláusulas,
unilateralmente, caracterizam-se como verdadeiros
contratos de adesão.
III. Os contratos com a Administração Pública devem ter em
vista o interesse público, sem menosprezo, entretanto, dos
direitos da contratada, sob pena de ferir os princípios
constitucionais a que a Administração está vinculada,
especialmente os da legalidade, moralidade, eficiência,
impessoalidade e da isonomia.
Assinale:
(A) se nenhuma afirmativa estiver correta.
(B) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
(C) se somente as afirmativas I e III estiverem corretas.
(D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.
(E) se todas as afirmativas estiverem corretas.