Sie sind auf Seite 1von 24

COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA

AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Prof. Ms. José Ricardo Moreira Dias


Gerente de Avaliação de Políticas Públicas
Presidente da CPL/TCE-CE

Maio de 2017

Este material tem função didática. As opiniões são de responsabilidade do autor.


A última atualização ocorreu em maio de 2017.
CENÁRIO DE MUDANÇAS

Clique e assista
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

OBJETIVOS
GERAL:
• Ampliar os conhecimentos dos servidores e gestores que atuam junto as CREDEs e
Escolas Estaduais do Ceará, quanto aos procedimentos da Cotação Eletrônica.

ESPECÍFICOS:
• Expor com uma abordagem mais prática os dispositivos da Lei Federal nº 8.666/93 e
suas principais alterações referentes a Dispenda de Licitação;
• Discutir acerca dos normativos estaduais cearenses relacionadas à cotação eletrônica;
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

OBJETIVOS

ESPECÍFICOS:

• Detalhar os procedimentos da Cotação Eletrônica, com foco no sistema utilizado pelo


governo estadual cearense.
• Expor exemplos de boas práticas para uma melhoria na gestão e governança das
compras governamentais.
• Orientações aos Gestores de Compras responsáveis pelas Cotações Eletrônicas
• Apresentar os entendimentos do TCE/TCU para os procedimentos de
Dispensa/Cotação Eletrônica.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

METODOLOGIA

Aulas expositivas de natureza teórico-práticas, em consonância com a


Jurisprudência das Cortes de Contas, complementada por monitoria à
distância utilizando a ferramenta de EAD do IPC/TCE (plataforma Moodle).
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Unidade I – Dispensa/Cotação Eletrônica


 O papel dos Tribunais de Contas no controle/fiscalização das compras públicas;

 Definições;

 Características;

 Princípios relacionados aos procedimentos de dispensa;

 Legislação.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Tribunais de Contas – Representações, Denúncias e Consultas

Possui os Tribunais de Contas competência para examinar editais publicados,


fiscalizar procedimentos de licitação e expedir medidas cautelares com vistas a
prevenir danos ao erário e a garantir eficácia das decisões expedidas.

Representações e Denúncias – Gerência de Análise de Editais e Fiscalização de


Contratos
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Tribunais de Contas – Representações, Denúncias e Consultas

Respostas as consultas – Secretaria de Controle Externo

Ex: Pesquisa Preços


COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Participação do Cidadão

Prevê a Lei de Licitações e Contratos Administrativos que, durante os procedimentos


de contratação realizados pela Administração Publica, qualquer cidadão pode:

• acompanhar o desenvolvimento dos procedimentos licitatórios, desde que não


interfira de modo a perturbar ou impedir a realização dos trabalhos; (Art. 4o );
• requerer informações sobre quantitativos e preços de aquisições, obras ou
serviços realizados; (Art. 7o , § 8o );
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Participação do Cidadão

• impugnar valor constante do quadro geral de registro de preços, em razão da


incompatibilidade com o preço vigente no mercado; (Art. 15, § 6o ).
• impugnar edital de licitação por irregularidade na aplicação da Lei no 8.666/1993;
(Art. 41, § 1o ).
• representar ao Tribunal de Contas ou aos órgãos integrantes do sistema de
controle interno contra irregularidade na aplicação da Lei de Licitações. (Art. 113,
§ 1o ).
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Representações junto aos Tribunais de Contas


Art. 113. O controle das despesas decorrentes dos contratos e demais instrumentos
regidos por esta Lei será feito pelo Tribunal de Contas competente, na forma da legislação
pertinente, ficando os órgãos interessados da Administração responsáveis pela
demonstração da legalidade e regularidade da despesa e execução, nos termos da
Constituição e sem prejuízo do sistema de controle interno nela previsto.
§ 1o Qualquer licitante, contratado ou pessoa física ou jurídica poderá representar
ao Tribunal de Contas ou aos órgãos integrantes do sistema de controle interno
contra irregularidades na aplicação desta Lei, para os fins do disposto neste artigo.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Por que Licitar?


O processo licitatório é compulsório, conforme mandamento contido no Art. 37,
Inciso XXI da Constituição Federal, que estabelece:

“Ressalvados os casos especificados na legislação, as obras, serviços, compras e


alienações serão contratados mediante processo de licitação pública que assegure
igualdade de condições...”
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Licitação - Destinação e Princípios

Art. 3o A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da


isonomia, a seleção da proposta mais vantajosa para a administração e a
promoção do desenvolvimento nacional sustentável e será processada e julgada
em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade, da
impessoalidade, da moralidade, da igualdade, da publicidade, da probidade
administrativa, da vinculação ao instrumento convocatório, do julgamento
objetivo e dos que lhes são correlatos. (Redação dada pela Lei nº 12.349, de 2010).
CONTRATAÇÕES
Artigo 37,
inciso XXI da C.F.

Licitação Contratação Direta


(regra) (exceção)

Concorrência
Tomada de Preços
Convite Dispensa de Licitação
Concurso (Cotação Eletrônica)
Leilão Inexigibilidade
Pregão
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Licitações - É dispensável (principais casos)

I – devido o valor (para obras e serviços de engenharia de valor estimado até R$15 mil);
II – devido o valor (outros serviços e compras de valor estimado até R$ 8 mil);
IV - emergência ou calamidade pública;
V – deserta (Fracassada não?);
VII – preços manifestamente superiores aos praticados no mercado);
VIII - para a aquisição, por pessoa jurídica de direito público interno, de bens produzidos ou serviços
prestados por órgão ou entidade que integre a Administração Pública;
XI – contratação de remanescente de obra, serviço ou fornecimento;
XXIV - para a celebração de contratos de prestação de serviços com as organizações sociais.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Dispensa de Licitação

• Os casos de dispensa de licitação abrangem hipóteses em que, embora exista viabilidade


jurídica de competição, a lei autoriza a contratação direta.
• Nas hipóteses listadas no art. 24, o administrador pode ou não fazer o certame de licitação, ou
seja, trata-se de uma decisão discricionária.
• A lista dos 34 incisos apresentados é exaustiva, de tal sorte que, se uma situação não se
enquadrar em uma das hipóteses expressamente previstas, não poderá haver dispensa.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Dispensa de Licitação
Princípio da Isonomia e Impessoalidade
“Deve o administrador, nas hipóteses de dispensa de licitação, selecionar a melhor
proposta utilizando-se de outras formas capazes de resguardar a isonomia e a
impessoalidade da contratação, tal como a realização de cotação eletrônica, que é
uma espécie de pregão eletrônico simplificado.”
(Manual de Compras Diretas do TCU)
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Dispensa de Licitação
Princípio da Eficiência
(Exemplo de Eficiência)
Como se vê, o legislador ordinário disponibilizou para o gestor público a oportunidade
de adquirir bens ou contratar serviços de pequeno vulto, pela via que pudesse realizá-
los de modo menos burocrático, do que impô-lo a todo ritual e custos necessários de
lançamento e consecução de um certame licitatório. É aqui vislumbrado, pois, o
princípio da eficiência, na sua faceta da economicidade.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR
Dispensa de Licitação – Características
Exercício Financeiro

A dispensa de licitação pelo valor não poderá ultrapassar 15 mil reais em casos de obras ou serviços
de engenharia, ou 8 mil reais em sendo compras, serviços ou alienações. Embora não haja previsão
expressa do período em que se possam utilizar as contratações insculpidas nos incisos I e II, do art.
24, da Lei nº 8.666/93, a doutrina e a jurisprudência dos TC’s são firmes em tratar-se do limite
temporal do exercício financeiro.

Segundo os TC’s o administrador público deve realizar o planejamento prévio dos gastos anuais, de
modo a evitar o fracionamento de despesas de mesma natureza, observando que o valor limite para
as modalidades licitatórias é cumulativo ao longo exercício financeiro, a fim de não extrapolar os
limites estabelecidos nos artigos 23, § 2º, e 24, incisos II, da Lei nº 8.666/1993.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Dispensa de Licitação – Características


Proibição do Parcelamento

A proibição de parcelamento é tecnicamente chamada de “fracionamento da


despesa”, ocasião em que o agente público, por ignorância ou má-fé, “fatia” uma obra
completa em várias pequenas obras para executá-las por seguidas dispensas de
licitação, ou contrata serviços e/ou compras de um mesmo objeto durante a vigência
do exercício financeiro, com o mesmo desiderato.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Dispensa de Licitação/Cotação Eletrônica


Legislação
• Constituição Federal (Art. 37, XXI);
• Lei nº 8.666/1993 (Art. 24);
• Portaria-MPOG nº 306/2001;
• Portaria-TCU n.º 215/2005 (No âmbito interno do TCU); e
• Decreto Estadual nº 28.397/2006.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Cotações Eletrônicas – Números de 2016

Compras realizadas por cotação eletrônica pela administração pública estadual no ano de 2016:
Valor: R$ 18.766.317,00
Nº de processos: 9.371
Nº de itens: 62.540
Obs: Em valores estimados as escolas, Credes e Sefors representem 70% a 75% do total.
Já com relação ao número de processo, 85% a 90%.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

Cotações Eletrônicas – Características


Cotações eletrônicas de bens visam:
• aumento da competitividade;
• maior transparência aos gastos públicos;
• redução de custos e economia de recursos públicos;
• racionalização dos procedimentos; e
• maior agilidade aos processos.
COTAÇÃO ELETRÔNICA - UMA FERRAMENTA PARA
AQUISIÇÕES DE PEQUENO VALOR

FIM
Unidade I

“Maranguape, pense num lugar bom!”


85 3218-6590
Ricardo Dias
ricardo@tce.ce.gov.br e ricardomaranguape@hotmail.com