Sie sind auf Seite 1von 35

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

ESCOLA POLITÉCNICA
DEPARTAMENTO DE RECURSOS HIDRÍCOS E MEIO
AMBIENTE - DRHIMA

EEH214 – FENÔMENOS DE
TRANSFERÊNCIA

AULA 1: CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Prof. Liana Franco Padilha

Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2016.


SUMÁRIO

Conceitos e definições fundamentais

Introdução
Mecânica dos Fluidos
Fluidos e propriedades
Meio Contínuo
Limite de validade do meio contínuo
Noções básicas de forças
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Introdução:
O que são fenômenos de transferência (ou de transporte)?

Estuda a transferência de quantidades de movimento (momento), energia e matéria

Mecânica dos Fluidos Transferência de calor Transferência de massa

O processo de transporte é caracterizado pela tendência ao equilíbrio.

FORÇA MOTRIZ O Movimento no sentido do equilíbrio é causado por uma diferença de potencial

TRANSPORTE Alguma quantidade física é transferida

MEIO A massa e a geometria do material onde as variações ocorrem afetam a


velocidade e a direção do processo
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Introdução:

Exemplos de fenômenos de transferência com interesse na engenharia:


CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Introdução:
Estados da matéria sólido, líquido, gás e plasma.

FLUIDO Assumem a
forma do
Mecânica dos fluidos recipiente que
os contêm.

Transferência de calor e massa


CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Meio contínuo:

Hipótese de contínuo:
Volume de controle

x x
z z

Distância entre
átomos de
y y água: 0,96 Å
t1 t2
Macroscópico

Os meios físicos em que os processos ocorrem serão supostos de contínuos,


ou seja, distribuição contínua da matéria no espaço tridimensional (x,y,z) e no
tempo t.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Limite de validade do Modelo de Meio contínuo:

Validade: Elevado número de moléculas no menor volume da matéria, em


que mantém a média estatística definida e a propriedade medida sofre uma
variação contínua.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Meio contínuo:

Quando se refere a propriedades em um ponto no meio contínuo, está


se considerando a média estatística do efeito de um grande número de
moléculas em torno deste ponto.

PROCESSO MODELAGEM SOLUÇÃO

A cada ponto do espaço corresponde um ponto do fluido;


Não existem vazios no interior do fluido;
Despreza-se a mobilidade das moléculas e os espaços intermoleculares.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Mecânica dos fluidos:


Dinâmica dos fluidos ou transporte de movimento

Estuda o comportamento físico dos fluidos e as leis que regem tal


comportamento. Estudo do comportamento dos fluidos em repouso
(Fluidoestática) e em movimento (Fluidodinâmica).
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:
É uma sustância que se deforma continuamente sob a
aplicação de uma tensão de cisalhamento (força tangencial),
não importa sua intensidade.

F F

Sólido

F F

Fluido
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:

Compressíveis Incompressíveis

Gases Líquidos
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:

Compressíveis Incompressíveis

F F

V1

Gases Líquidos
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:

Compressíveis Incompressíveis

F F

V2
V

Gases Líquidos
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:

Massa específica :
Densidade

Sistema SI kg/m3
Unidades: Sistema CGS g/cm3
Sistema MKS kgf.s2/m4
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:

Densidade relativa: , adimensional

Referência:
ρ0 massa específica de referência.
-Para Líquidos: água à 4ºC
-Para gases: ar à 0ºC

Volume específico:

Sistema SI m3/kg
Unidades: Sistema CGS cm3/g
Sistema MKS m4/kgf.s2
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Fluidos:

Peso específico :

Sistema SI N/m3
Unidades: Sistema CGS dines/cm3
Sistema MKS kgf/m3
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Exemplo Proposto:

Colocam-se 4 kg de mercúrio (ρ = 13,6 g/cm3) em um recipiente em forma


de prisma reto de base quadrada, com área de 100 cm2 de área da base.
Determinar a altura a que se elevaria o líquido no recipiente.

Mercúrio

h
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Forças de campo:

Força gravitacional, elétrica e magnética. Inerentes à matéria

Proporcionais ao volume dos corpos

Forças de superfície:

Força de atrito, pressão, cisalhamento. São externas à matéria.

Proporcionais à superfície sobre a qual atuam


CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:


Forças de campo:

Lei de Newton:

A aceleração de um corpo é diretamente proporcional a força exercida


neste corpo e inversamente proporcional a massa do corpo.

A força peso está relacionada com a massa e a aceleração da gravidade.

Dimensões e Unidades
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Dimensões e unidades:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Dimensões e unidades:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Relação entre o SI e os outros sistemas

k – constante de proporcionalidade cujo valor numérico e unidades


dependem das unidades escolhidas para F, m e a.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Dimensões e unidades:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Dimensões e unidades:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Exercícios:
1. Colocam-se 4 kg de mercúrio (ρ = 13,6 g/cm3) em um recipiente em
forma de prisma reto de base cilíndrica, com área de 100 cm2 de área
da base. Determinar a altura a que se elevaria o líquido no recipiente.
Qual a altura que se elevaria o líquido este fosse gasolina (ρ = 0,7
g/cm3).

2. Sabe-se que 3 dm3 de um líquido possui 2550 g. Calcular o peso


específico, a massa específica e a densidade relativa deste líquido no
SI e no sistema técnico.

3. Sabendo-se que 5m3 de um óleo combustível a 27ºC pesam 42500N,


calcular o seu peso específico e sua densidade em relação à água (ρ =
1000 kg/m3.

4. Ao passar de um local onde g1= 9,78 m/s2 para um local onde g2= 9,82
m/s2, um líquido experimenta um acréscimo de peso igual a 0,12N.
Determinar a massa deste líquido em kg e lbm.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Forças de campo:

Força gravitacional, elétrica e magnética. Inerentes à matéria

Proporcionais ao volume dos corpos

Forças de superfície:

Força de atrito, pressão, cisalhamento. São externas à matéria.

Proporcionais à superfície sobre a qual atuam


CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Forças de superfície:

Para um sólido, as tensões são desenvolvidas quando um material é


deformado ou cisalhado elasticamente; para um fluido, as tensões de
cisalhamento aparecem devido ao escoamento viscoso.

Fn Pressão Ft Cisalhamento
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

F F

Fluido
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Fluido Newtoniano:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:


Princípio da aderência: Os
pontos de um fluido em
contato com uma superfície
sólida (placa) adquirem a
mesma velocidade dos
pontos desta, não ocorrendo
deslizamentos.
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Lei de Newton
para viscosidade

Viscosidade
Absoluta ou dinâmica

Causada pela coesão


intermolecular e pela
transferência de momento
linear através do fluido

Unidade: Pa.s (SI)


CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:

Dividindo-se a viscosidade dinâmica pela


massa específica tem-se:
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:


Viscosidade é a medida da resistência do fluido ao movimento
quando uma força exterior atua sobre ele, como por exemplo um
diferencial de pressão ou gravidade;
Não está relacionada diretamente com a densidade do líquido. Por
exemplo, o óleo de soja é mais viscoso que a água, porém menos
denso;
A medida que a temperatura do líquido aumenta, as forças
moleculares coesivas diminuem resultando em uma diminuição da
viscosidade;
Para gases, o oposto ocorre, ou seja, com o aumento da temperatura
a viscosidade aumenta pois aumenta as colisões aleatórias entre as
moléculas de gases;
A viscosidade é usualmente considerada independente da pressão
(aumento insignificante).
CONCEITOS E DEFINIÇÕES FUNDAMENTAIS

Noções básicas de forças:


, em mol.m-2.s-1)

TRANSFERÊNCIA DE MASSA

Bibliografia:

Livi, Celso P.; (2004), Fundamentos de Fenômenos de Transporte – LTC


Editora;

Bird, R. B., Srewart, W.E. e Lightfood, E.N.(1960), Transport Phenomena


– John Wiley;

Fox, R. W., et al., Introdução à mecânica dos fluidos, LTC, Sétima


edição.

Van Ness, H.C.; Smith, J.M – Introdução à Termodinâmica da Engenharia


Química, Quinta edição, LTC;

Bennet, C. O.; Myers, J. E. – Fenômenos de Transporte, 1987,


MacGraw-Hill