Sie sind auf Seite 1von 2

DIREITO CONSTITUCIONAL

Leitura da Constituição

Art. 1º – Princípios fundamentais da RFB: soberania, cidadania, dignidade da pessoa humana,


valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e pluralismo político; § único – poder emana do
povo, que exerce diretamente ou por meio de representantes eleitos.

Art. 2º – Poderes independentes e harmônicos entre si: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Art. 3º – Objetivos fundamentais da RFB: construir sociedade livre, justa e solidária; garantir o
desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e reduzir a desigualdade social e regional; promover
bem geral (sem preconceito e discriminação).

Art. 4º – Princípios de relação internacional da RFB: independência nacional; prevalência de


direitos humanos; autodeterminação dos povos; não intervenção; igualdade entre os Estados; defesa
da paz; solução pacífica dos conflitos; repúdio ao terrorismo e ao racismo; cooperação entre os
povos; concessão de asilo político; § único – integração dos povos latino americanos para a
formação de uma comunidade de nações (Mercosul).

Art. 5º – Direitos e Garantias Fundamentais: todos são iguais perante a lei sem distinção de
qualquer natureza, garantindo-se a inviolabilidade do direito à vida, liberdade, igualdade, segurança
e propriedade;
(i) homens e mulheres iguais em direitos e obrigações;
(ii) ninguém obrigado a fazer ou deixar de fazer algo senão em virtude de lei;
(iii) ninguém será submetido a tortura ou tratamento degradante;
(iv) livre manifestação de pensamento, vedado anonimato;
(v) direito de resposta proporcional ao agravo, resguardada indenização;
(vi) livre exercício de culto e proteção aos locais;
(vii) prestação de assistência religiosa nas associações civis e militares de internação coletiva;
(viii) não privação de direitos por motivo de crença, salvo se invocado para se eximir de obrigação
legal a todos imposta;
(ix) livre expressão de atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,
independentemente de censura ou licença;
(x) inviolabilidade da intimidade, vida privada, honra e imagem, assegurada indenização;
(xi) casa é o asilo inviolável do indivíduo, nela não podendo ninguém entrar salvo flagrante delito,
desastre ou para prestar socorro ou, durante o dia, por determinação judicial;
(xii) inviolabilidade do sigilo das correspondências e comunicações em geral (a telefônica pode ser
quebrada por determinação judicial);
(xiii) livre exercício de qualquer trabalho, atendidas qualificações legais;
(xiv) assegurado direito à informação, resguardado o sigilo da fonte;
(xv) livre locomoção em tempos de paz, podendo entrar e sair do país com seus bens;
(xvi) livre reunião em locais abertos, independente de autorização, desde que não frustre outra
anteriormente marcada, exigido apenas a comunicação à autoridade competente;
(xvii) liberdade plena para as associações com fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar;
(xviii) independe de autorização a criação de associações e cooperativas, vedada a interferência
estatal em seu funcionamento;
(xix) associações são dissolvidas ou tem suas atividades suspensas por decisão judicial, a dissolução
somente após o trânsito em julgado;
(xx) ninguém é compelido a associar-se ou se manter associado;
(xxi) associações quando autorizadas podem representar em juízo ou fora dele seus associados;
(xxii) garantia do direito de propriedade;
(xxiii) a propriedade atenderá a sua função social;
(xxiv) lei estabelecerá procedimento de desapropriação, mediante justa e prévia indenização em
dinheiro;
(xxv) propriedade pode ser usada pela autoridade em caso de iminente perigo, resguardada
indenização;
(xxvi) pequena propriedade rural não será objeto de penhora para pagamento de débitos decorrentes
de sua atividade produtiva;
(xxvii) resguardo do direito de uso exclusivo do autor, em relação as suas obras, transmissível aos
herdeiros pelo prazo que a lei fixar;
(xxviii) assegurada a proteção às participações individuais em obras coletivas, reprodução da
imagem e da voz humana, bem como do direito de fiscalização do aproveitamento econômico das
obras;
(xxix) lei assegurará direitos de propriedade intelectual, tendo em vista o interesse social e o
desenvolvimento tecnológico e econômico do País;
(xxx) garantido o direito de herança;
(xxxi) sucessão de bens de estrangeiro situado no País será regulado por lei brasileira, em benefício
do cônjuge ou dos filhos brasileiros;
(xxxii) promoção da defesa do consumidor;
(xxxiii) direito de receber informações dos órgãos públicos de seu interesse particular ou coletivo,
que serão prestadas nos prazos da lei;
(xxxiv) assegurado independente do pagamento de taxa: direito de petição em defesa de direitos ou
contra ilegalidades e obtenção de certidões para defesa de direitos e esclarecimento de interesse
pessoal;
(xxxv) lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito;
(xxxvi) lei não prejudicará o direito adquirido, ato jurídico perfeito e coisa julgada;
(xxxvii) não haverá juízo ou tribunal de exceção;
(xxxviii) reconhecimento da instituição do júri, assegurada a plenitude da defesa, sigilo de votações,
soberania dos vereditos e a competência para julgamento dos crimes dolosos contra a vida;
(xxxix) não há crime sem lei anterior que o define, nem pena sem prévia cominação legal;
(xl) lei não retroagirá, salvo para beneficiar o réu;
(xli) lei punirá discriminação atentatória dos direitos e liberdades fundamentais;
(xlii) racismo é crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão;
(xliii) crimes inafiançáveis e insuscetíveis de concessão de graça ou anistia: tortura, tráfico,
terrorismo e os crimes hediondos;
(xliv) é crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a
ordem constitucional e o Estado Democrático;
(xlv) nenhuma pena passará da pessoa do condenado, sendo que a obrigação de reparar o dano e a
decretação de perdimento de bens podem ser estendidas aos sucessores até o limite do valor do
patrimônio transferido;
CONTINUA...