Sie sind auf Seite 1von 26

Movimento em Duas e Três

Dimensões

Prof. Dr. Érico Novais


Física Fundamental I
Posição e Deslocamento


Vetor posição


Vetor posição da partícula
Posição e Deslocamento


Vetor deslocamento
Exemplo

Um coelho atravessa um estacionamento, no qual, por
alguma razão, um conjunto de eixos coordenados foi
desenhado. As coordenadas da posição do coelho,
em metros, em função do tempo t, em segundos, são
dadas por


(a) No instante t = 15 s, qual é o vetor posição do
coelho na notação dos vetores unitários e na notação
módulo-ângulo?
Exemplo
Velocidade Média e Velocidade Instantânea

Velocidade média

 A orientação de vméd é igual ao deslocamento


Velocidade Média e Velocidade Instantânea

Assim, por exemplo, se uma partícula sofre um deslocamento
de (12 m)i + (3,0 m)k em 2,0 s, a velocidade média durante o
movimento é?
Velocidade Média e Velocidade Instantânea

Velocidade instantânea


A direção da velocidade instantânea de uma partícula é
sempre tangente à trajetória da partícula na posição da
partícula.
Velocidade Média e Velocidade Instantânea

Um coelho atravessa um estacionamento, no qual, por
alguma razão, um conjunto de eixos coordenados foi
desenhado. As coordenadas da posição do coelho,
em metros, em função do tempo t, em segundos, são
dadas por

Determine a velocidade no instante t = 15 s do coelho.


Aceleração Média e Aceleração Instantânea
Aceleração Média
Aceleração Média e Aceleração Instantânea
Aceleração Instantânea

E suas componentes escalares são:


Aceleração Média e Aceleração Instantânea
Aceleração Instantânea

E suas componentes escalares são:


Velocidade Média e Velocidade Instantânea

Um coelho atravessa um estacionamento, no qual, por
alguma razão, um conjunto de eixos coordenados foi
desenhado. As coordenadas da posição do coelho,
em metros, em função do tempo t, em segundos, são
dadas por

Determine a aceleração no instante


t = 15 s do coelho.
Movimento Balístico
A partícula que se move em um plano vertical com
velocidade inicial v0 e com uma aceleração constante g
A velocidade inicial é

Onde

No movimento balístico, o movimento horizontal e o movimento


vertical são independentes, ou seja, um não afeta o outro.
Movimento Balístico
Movimento balístico de um projétil lançado da origem de
um sistema de coordenadas
Movimento Balístico
Movimento Balístico
Movimento Balístico
Movimento Balístico

Independência do movimento
Movimento Balístico
Movimento horizontal

Onde

Por fim,
Movimento Balístico
Movimento Vertical

Onde

Por fim,
Movimento Balístico
Movimento Vertical

Onde

Por fim,
Trajetória da Partícula
Descreve a trajetória da partícula

Alcance horizontal R
Trajetória da Partícula
Na Fig. 4-14, um avião de salvamento voa a 198 km/h (= 55,0 m/s), a
uma altura constante de 500 m, rumo a um ponto diretamente acima da
vítima de um naufrágio, para deixar cair uma balsa.
(a) Qual deve ser o ângulo ϕ da linha de visada do piloto para a vítima
no instante em que o piloto deixa cair a balsa?
(b) No momento em que a balsa atinge a água, qual é a sua velocidade
na notação dos vetores unitários e na notação módulo ângulo?
Trajetória da Partícula
Um dos vídeos mais impressionantes da internet (na verdade,
totalmente falso) mostra um homem descendo um grande escorrega
aquático, sendo lançado no ar e mergulhando em uma piscina.
Vamos usar dados realistas para calcular com que velocidade o
homem chegaria à piscina. A figura mostra os pontos inicial e final da
trajetória balística e um sistema de coordenadas com a origem no
ponto de lançamento. Com base no que mostra o vídeo, usamos
uma distância horizontal entre os pontos inicial e final D = 20,0 m, um
tempo de percurso t = 2,50 s e um ângulo de lançamento θ0 = 40,0°.
Nosso objetivo é calcular o módulo da velocidade no instante em que
o homem deixa o escorrega e no instante em que ele mergulha na
piscina.
Movimento circular uniforme
Descreve a trajetória da partícula

Alcance horizontal R