Sie sind auf Seite 1von 4

FICHA DE TRABALHO DE PORTUGUÊS-ENSINO SECUNDÁRIO

***GRAMÁTICA***

Lê o texto com atenção e identifica as funções sintáticas dos constituintes sublinhados:

O burro

Um burro vagueava pela floresta (a), quando viu uma pele de leão (b), estendida no chão pelos caçadores (c),
para secar ao sol.
O burro apanhou-a(d) e vestiu-a, porque, pelo menos uma vez na vida, queria parecer um leão (e).
Pavoneando-se com a sua nova veste, dirigiu-se para a aldeia (f).
5 Logo que as pessoas o viram (g), e na ilusão de que fosse um leão verdadeiro (h), ficaram assustadas (i).
Todos correram em busca de um refúgio seguro para ficarem a salvo da fera (j).
O pobre do burro, sempre desprezado (k), nunca se sentira feliz. Orgulhoso de si e do seu poderio, passeava
pelas hortas devorando tudo o que lhe dava na real gana (l), sem que ninguém ousasse impedi-lo, porque todos
receavam as suas garras e ferocidade. Mas as pessoas começaram a interrogar-se porque é que, sendo um leão, ele
não tocava em carne (m). Contudo, o medo era tanto que ninguém ousava aproximar-se.
10 A alegria do burro ia crescendo, crescendo, de tal forma que já não conseguia refreá-la, até que deu um zurro
sonoro (n). As pessoas compreenderam imediatamente que se tratava apenas de um burro. Se o medo as fizera fugir
(o), agora podiam aproximar-se sem medo.
Até o seu dono o reconheceu imediatamente: era mesmo o seu burro! Então apanhou-o pelas orelhas e
encheu-o de porrada, porque ao longo de dias e dias havia aterrorizado os habitantes da aldeia. Em seguida, levou-o
15 para o curral e, gozando-o, disse-lhe:
«Vem, vem carregar pedras, burro de uma figa (p), que nem fingir sabes!»
Quantas pessoas à nossa volta vestem a pele de leão, como o burro, para se fazerem passar por importantes
ou para esconderem as suas fraquezas! Mas basta fazer-lhes abrir a boca para que elas revelem aquilo que são!
In http://www.alem-mar.org/cgi-bin/quickregister/scripts/redirect.cgi?redirect=EEuFEElyEpejslDOOz (cons. dia 20/10/2016, com adap.)

1. Identifica as funções sintáticas desempenhadas pelos constituintes sublinhados no texto.

2. Classifica as orações seguintes:


a) “quando viu uma pele de leão” (linha 1);
b) “para secar ao sol” (linha 2);
c) “que lhe dava na real gana” (linha 8);
d) “que ninguém ousava aproximar-se” (linha 10);
e) “que se tratava apenas de um burro” (linha 12).

3. A palavra “que” surge diversas vezes ao longo do texto. Identifica a sua classe e a subclasse nos diferentes contextos em
que surge, associando os elementos da coluna A aos da coluna B:

COLUNA A COLUNA B
a) “Logo que as pessoas o viram” (linha 5);
b) “o que lhe dava na real gana” (linha 8); 1. Conjunção subordinativa completiva;
c) “que ninguém ousava aproximar-se” (linha 10); 2. Pronome relativo;
d) “de tal forma que já não conseguia refreá-la” (linha 11); 3. Conjunção subordinativa temporal;
e) “até que deu um zurro sonoro” (linhas 11-12); 4. Conjunção subordinativa causal;
f) “que se tratava apenas de um burro” (linha 12); 5. Conjunção subordinativa consecutiva;
g) “que nem fingir sabes” (linha 16); 6. Conjunção subordinativa final.
h) “para que elas revelem” (linha 19).
i) “aquilo que são” (linha 19).

1
4. Outras palavras podem pertencer a classes distintas, como “até” ou “para”.

4.1. A palavra “até” surge repetida no texto, nas linhas 11 e 14. Indica a classe e a subclasse dessa palavra nos dois
contextos.
4.2. Também a palavra “para” pertence a classes distintas. Identifica a classe/ subclasse a que pertence nos constituintes
“levou-o para o curral” (linhas 15-16) e “para se fazerem passar por importantes” (linha 18).
4.3. Por último, identifica as classes/subclasses a que pertence a palavra “o” nas três situações que se apresentam:
a) “tudo o que lhe dava na real gana” (linha 8);
b) “o medo era tanto” (linha 10);
c) “levou-o […] gozando-o” (linhas 15-16).

5. Refere o processo de formação das palavras indicadas:


a) “caçadores” (linha 1);
b) “pavonear-se” (linhas 3-4);
c) “verdadeiro” (linha 5);
d) “assustadas” (linha 5);
e) “busca” (linha 6);
f) “zurro” (linha 11);
g) “aterrorizado” (linha 15);

6. Indica a subclasse dos verbos que a seguir se enumeram:


a) “viu” (linha 1);
b) “parecer” (linha 3);
c) “Pavoneando-se” (linhas 3-4);
d) “dirigiu-se” (linha 4);
e) “podiam” (linha 13);
f) “reconheceu” (linha 14);
g) “havia” (linha 15);

7. Identifica os tempos e modos verbais nos quais se encontram os verbos da coluna A:

COLUNA A COLUNA B
1. Infinitivo Impessoal;
a) “vagueava” (linha 1); 2. Infinitivo Pessoal;
b) “viu” (linha 1); 3. Gerúndio;
c) “parecer” (linha 3); 4. Particípio Passado;
d) “fosse” (linha 5); 5. Pretérito Imperfeito do Indicativo;
e) “ficarem” (linha 6); 6. Pretérito Perfeito do Indicativo;
f) “sentira” (linha 7); 7. Pretérito Mais-que-Perfeito do Indicativo;
g) “devorando” (linha 8); 8. Futuro do Indicativo;
h) “havia aterrorizado” (linha 15); 9. Condicional;
i) “aterrorizado” (linha 15); 10. Presente do Conjuntivo;
j) “fazerem” (linha 18); 11. Pretérito Imperfeito do Conjuntivo;
12. Futuro do Conjuntivo;

BOM TRABALHO!!!
A PROFESSORA:

2
PROPOSTA DE CORREÇÃO

1.
a) Predicado
b) Complemento direto
c) Complemento agente da passiva
d) Complemento direto
e) Predicativo do sujeito
f) Complemento oblíquo
g) Modificador do grupo verbal
h) Complemento do nome
i) Predicativo do sujeito
j) Predicado
k) Modificador do nome apositivo
l) Modificador do nome restritivo
m) Complemento oblíquo
n) Modificador do nome restritivo
o) Modificador de frase
p) Vocativo
2.
a) Oração subordinada adverbial temporal
b) Oração subordinada adverbial final
c) Oração subordinada adjetiva relativa restritiva
d) Oração subordinada adverbial consecutiva
e) Oração subordinada substantiva completiva
3.
a) 3
b) 2
c) 5
d) 5
e) 3
f) 1
g) 4
h) 6
i) 2
4.
4.1. Linha 11- conjunção subordinativa temporal
Linha 14- advérbio de inclusão
4.2. Linha 15- preposição
Linha 18- conjunção subordinativa final
4.3. a) pronome demonstrativo
b) determinante artigo definido
c) pronome pessoal
5.
a) Derivação por sufixação (caçar+dor)
b) Derivação por sufixação (pavão+ ear)
c) Derivação por sufixação (verdade+ eiro)
d) Derivação por parassíntese (a+susto+adas)- particípio passado do verbo “assustar”;
e) Derivação não afixal (deriva de “buscar”);
f) Onomatopeia;
g) Derivação por parassíntese (a+terror+izar);

6.
a) Verbo principal transitivo direto
b) Verbo copulativo
c) Verbo principal intransitivo
d) Verbo principal transitivo indireto
3
e) Verbo auxiliar (modal)
f) Verbo principal transitivo direto
g) Verbo auxiliar (dos tempos compostos)

7.
a) 5
b) 6
c) 1
d) 11
e) 2
f) 7
g) 3
h) 7
i) 4
j) 2