Sie sind auf Seite 1von 38

RACIOCÍNIO LÓGICO

3

I. PROPOSIÇÃO

3

II. O MODIFICADOR LÓGICO(ou negação)

3

III. CONECTIVOS LÓGICOS

3

IV. TABELAS VERDADES E DIAGRAMAS

6

V. TAUTOLOGIA

13

VI.CONTRADIÇÃO

15

VII. PROPOSIÇÕES EQUIVALENTES

15

VIII. COMO NEGAR PROPOSIÇÕES

19

IX. QUANTIFICADORES

23

X. LÓGICA DE ARGUMENTAÇÃO

28

RACIOCÍNIO LÓGICO RACIOCÍNIO LÓGICO   ~q: I . PROPOSIÇÃO   Ex. r: 8 é ímpar.

RACIOCÍNIO LÓGICO

RACIOCÍNIO LÓGICO

 

~q:

I . PROPOSIÇÃO

 

Ex. r: 8 é ímpar.

 

Conjunto de palavras ou símbolos que expri- mem um pensamento de sentido completo.

¬r:

São: declarativas, afirmativas ou negativas:

 

Não são: interrogativas, exclamativas ou impe- rativas:

 

~r:

Assumi obrigatoriamente, um único valor-ló- gico ou valor-verdade que é ou Verdadeiro (V) ou Falso (F).

Ex. A: 8 + 3 = 10

 

As proposições são representadas por letras

 

do alfabeto: a, b, c,

,

p, q, r, s,

 

~A:

Ex.Indique as proposições(P) e as expressões(E):

 
 

Ex. B: 5 + 3 < 10

 

a) O gato é um animal anfíbio. (

)

 

b) 3 + 3. (

)

 

~B:

c) 2 + 3x5 = 25 ( )

   

d) Bom dia!( )

 

III. CONECTIVOS LÓGICOS

 

e) O avião não é um meio de transporte.( )

f) A idade do professor Augusto.( )

   

g) Ele é formado em Física quântica.( )

Conjunção:

( e ) “p e q”, ou “pq”

h) O que significa STF?( )

 

Disjunção:

( ou ) “p ou q”, ou “pq”

i) Estude e será aprovado no concurso.(

j) O valor de A + B é negativo.( )

k) A expressão x y e positiva para x = 3 e y = 10.(

)

Condicional simples: ( se

então q”, ou “pq”.

então ) Se p

)

Bicondicional:

( se, e somente se ) “p se, e

l) Prado é engenheiro.( )

 

somente se q”, ou “pq”.

 

m) Sou inocente, sou inocente! Gritava o mensaleiro

Disjunção exclusiva: ( ou ou ou p, ou q”,

)

Dirceu. ( )

 

ou “pq”.

 

n) Quem descobriu o Brasil? Foi Américo Vespúcio.(

)

 

o) Existe vida após a morte. ( )

 

Obs.:

II. O MODIFICADOR LÓGICO(ou negação)

Na negação de uma proposição p, iremos usar o sinal de til (~) ou (¬) antes da letra que representa a proposição original. Ou seja:

 

p

~p ou ¬p

 

V

 

F

 

Ex. p: João é médico.

 

¬p:

~p:

~p:

Ex. q: A porta está aberta.

 

¬q:

F   Ex. p: João é médico.   ¬p: ~p: ~p: Ex. q: A porta está

3

4

4   d) Ana é alta e 4 é ímpar, consequentemente Diná é médica. ESCREVENDO N
 

d) Ana é alta e 4 é ímpar, consequentemente Diná é médica.

ESCREVENDO N A FORM A SIM BÓLICA

 

e) Se Ana é alta, então ou Beto é gordo ou 4 é par.

Considere as proposições simples:

 
 

p:Ricardo é rico.

f) Ana não é alta e Beto é gordo, se Diná não é mé- dico.

q: Pedro é pobre.

g) Ana não é alta só, e só, se 4 é par.

Escrevendo as proposições compostas na forma sim- bólica.

Ricardo é ricoouPedro é pobre.

 

h) Tanto 4 é ímpar como Diná é médica, logo Ana é alta.

 

Forma simbólica: p

q

SeRicardo é rico,entãoPedro não é pobre.

i) Tanto não é verdade que 4 é impar como não é falso que Ana é alta, se Beto não é gordo.

 

Forma simbólica: p

¬q

SeRicardo é rico, entãoRicardo é ricoePedro é pobre.

 

Forma simbólica: p

(p

q)

(CESPE)Supondo que A simboliza a proposição “Alice perseguiu o Coelho Branco” e B simboliza a proposi-

Ricardo é ricoouPedro é pobrese, e somente se,Ri- cardo é pobreePedro é rico.

ção “O Coelho Branco olhou o relógio”, julgue os itens

a

seguir.

Forma simbólica: (p

q)

(¬p

¬q)

 

02.

A proposição “Se o Coelho Branco não olhou o re-

Nem Ricardo é rico nem Pedro é pobre, conseqüente- mente Pedro é pobre.

lógio, então Alice não perseguiu o Coelho Branco” pode

ser simbolizada por (¬B)(¬A).

 

Forma simbólica: (¬p

¬q)

q

 

(CESPE)Com relação à lógica formal, e considerando a proposição P: “Mário pratica natação e judô”, julgue os itens seguintes.

 

EXERCÍCIOS

 
 

03.

Simbolizando a proposição P por AB, então a pro-

01. Considere as proposições simples:

 

posição Q: “Mário pratica natação mas não pratica judô”

 

A:Ana é alta.

é

corretamente simbolizada por A(¬B).

B: Beto é gordo.

04.

A proposição “Tanto João não é norte-americano

 

como Lucas não é brasileiro, se Alberto é francês” po-

 

C:4 é par.

deria ser representada por uma expressão do tipo P[(¬Q) (¬R)].

D: Diná é médica.

 

05.

Se A for a proposição Joaquim é agricultor, e B,

a

proposição Marieta é empresária, então a sentença

 

Escreva cada uma das proposições abaixo na forma simbólica.

verbal correspondente à proposição B(¬A) será Mari- eta é empresária e Joaquim não é agricultor.

a) Ana é alta, então 4 não é par.

 
 

06.

A sentença “O Departamento Cultural do Itamaraty

b) Beto é gordo se, e somente se Diná é médica.

realiza eventos culturais e o Departamento de Promo- ção Comercial não estimula o fluxo de turistas para o

Brasil” é uma proposição que pode ser simbolizada na forma A(¬B).

c) Ana não é alta mas Beto é gordo.

 
RACIOCÍNIO LÓGICO 5 07. Considere que letras maiúsculas do alfabeto sim- 15. A primeira frase

RACIOCÍNIO LÓGICO

5

07.

Considere que letras maiúsculas do alfabeto sim-

15.

A

primeira frase é composta por duas proposições

bolizam proposições e que os símbolos ¬, , , → re- presentam, respectivamente, os conectores não, e, ou,

lógicas simples unidas pelo conectivo de conjunção.

16. segunda frase é uma proposição lógica simples.

A

se

então.

Nessa situação, assinale a opção corres-

17. terceira frase é uma proposição lógica composta.

A

pondente à expressão que representa simbolicamente

18. A quarta frase é uma proposição lógica em que

a

proposição: “O corpo técnico da CG não auxiliou o

aparecem dois conectivos lógicos.

Ministério Público Estadual e gerou quatro relatórios”

A) (¬A) → B

 

B) (¬A) B

19.

Na lista de frases apresentadas a seguir há exata-

C) ¬(A → B)

mente três proposições. “A frase dentro destas aspas é uma mentira.”

D) (¬A) B

E) ¬(A B)

 

A

expressão X + Y é positiva.

Considerando que cada proposição lógica simples seja representada por uma letra maiúscula e utilizando os símbolos usuais para os conectivos lógicos, julgue os itens seguintes.

O

valor de

4
4

+ 3 = 7.

Pelé marcou dez gols para a seleção brasi-

leira.

08.

A sentença “Maria é mais bonita que Sílvia, pois

 

O

que é isto?

 

Maria é Miss Universo e Sílvia é Miss Brasil” é repre-

 

sentada corretamentepela expressão simbólica (P Q) R.

20.

Considere as seguintes sentenças:

I.

O Acre é um estado da Região Nordeste.

09.

A sentença “Homens e mulheres, ou melhor, todos

II.

Você viu o cometa Halley?

da raça humana são imprevisíveis” é representada cor-

retamente pela expressão simbólica (P Q) R.

III.

IV.

Há vida no planeta Marte.

Se x < 2, então x + 3 > 1. Nesse caso, entre essas 4 sentenças, apenas duas são proposições.

10.

A sentença “Trabalhar no TRT é o sonho de muitas

pessoas e, quanto mais elas estudam, mais chances elas têm de alcançar esse objetivo” é representada cor-

retamente pela expressão simbólica S T.

21.

Considere a seguinte lista de sentenças:

I.

Qual é o nome pelo qual é conhecido o Ministério das Relações Exteriores?

(CESPE)Com relação à lógica formal, julgue os itens subsequentes.

II.

O Palácio Itamaraty em Brasília é uma bela cons- trução do século XIX.

III.

As quantidades de embaixadas e consulados ge-

A proposição “O SEBRAE facilita e orienta o

acesso a serviços financeiros” é uma proposição sim- ples.

11.

rais que o Itamaraty possui são, respectivamente,

x

e y.

IV.

Nessa situação, é correto afirmar que entre as senten-

O barão do Rio Branco foi um diplomata notável.

12.

A frase “Pedro e Paulo são analistas do SEBRAE”

é

uma proposição simples.

ças acima, apenas uma delas não é uma proposição.

13.

A negação da proposição “2 + 5 = 9” é a proposição

“2

+ 5 = 7”.

22.

Há duas proposições no seguinte conjunto de sen-

14.

A proposição “João viajou para Paris e Roberto vi-

tenças:

 

ajou para Roma” é um exemplo de proposição formada por duas proposições simples relacionadas por um co- nectivo de conjunção.

I. O BB foi criado em 1980.

II. Faça seu trabalho corretamente.

III. Manuela tem mais de 40 anos de idade.

(CESPE)

Em cada um dos itens abaixo são apresentadas frases que deverão ser julgadas como CERTO, se caracteri- zarem uma proposição, e como ERRADA, em caso contrário.

 

Filho meu, ouve minhas palavras e atenta para meu conselho. A resposta branda acalma o cora-

ção irado. O orgulho e a vaidade são as portas de entrada da ruína do homem. Se o filho é honesto então o pai é exemplo de integridade.

23.

Se lançarmos o produto até a próxima semana, te-

remos vantagem na disputa do mercado com a concor- rência.

 

24.

Traga o relatório contábil para a reunião dessa

sexta para subsidiar nossa decisão.

Tendo como referência as quatro frases acima, julgue

25.

investimentos?

Quando será realizado o curso sobre avaliação de

o

itens seguintes.

6

6 Com relação às proposições lógicas, julgue os próxi- mos itens. 26. A expressão “Viva Mandela,

Com relação às proposições lógicas, julgue os próxi- mos itens.

26. A expressão “Viva Mandela, viva Mandela! gritava

a multidão entusiasmada” estará corretamente repre-

sentada na forma PQ, em que P e Q sejam proposi- ções lógicas adequadamente escolhidas.

27. A frase “A religião produz um cerceamento da li-

berdade individual e a falta de religião torna a socie- dade consumista e degradada” estará representada, de

maneira logicamente correta, na forma PQ, em que P e Q sejam proposições convenientemente escolhidas.

28. A frase “O perdão e a generosidade são provas de

um coração amoroso” estará corretamente represen-

tada na forma PQ, em que P e Q sejam proposições lógicas convenientemente escolhidas.

29. A frase “Todo ato de violência tem como conse-

quência outro ato de violência” estará simbolicamente representada, de maneira correta, na forma P→Q, em que P e Q sejam proposições lógicas conveniente- mente escolhidas.

IV. TABELAS VERDADES E DIAGRAMAS

Importante: para determinar o números de linha de

uma tabela verdade ou numero de valorações, é 2 onde n é o numero de proposições simples.

n

,

Ex.: O numero de linhas da tabela verdade de:

a) A B

b) A (B C)

c) (A B)(C D)

d) A(~AB)

e) João viajou para Paris ou Roberto viajou para Roma.

f) Mais seis meses e logo virá o verão.

CONJUNÇÃO: ( e )

 
 

A

 

B

AB

 

V

 

V

   

V

 

F

 

F

 

V

   

F

 

F

 

A

B

A B

V   F   F   V     F   F   A  B
V   F   F   V     F   F   A  B

Ex.

“4 é número par e 8 é número primo.” (

)

“4 é número par e 7 é número primo.” (

)

“2 é número ímpar e 3 é número par.” (

)

“2 + 2 = 5 e 2 x 2 = 4.”(

)

número primo.” ( ) “2 é número ímpar e 3 é número par.” ( ) “2
RACIOCÍNIO LÓGICO  DISGUNÇÃO:  ( ou )     A     B  

RACIOCÍNIO LÓGICO

DISGUNÇÃO:

( ou )

 
 

A

   

B

   

AB

 

V

   

V

   

V

     

F

 

F

   

V

   

F

     

F

 
 

A

B

A

B

F     A  B  A  B Ex. “4 é número par ou
F     A  B  A  B Ex. “4 é número par ou

Ex.

“4 é número par ou 8 é número primo.” (

)

“4 é número par ou 7 é número primo.” (

)

“2 é número ímpar ou 3 é número par.” (

)

“2 + 2 = 5 ou2 x 2 = 4.”(

 

)

CONDICIONAL SIMPLES:

( se

então )

A

B

AB

V

V

 

V

F

 

F

V

 

F

F

 

AB

A

B

F V   F F   A  B  A  B Ex. “Se 4

Ex.

“Se 4 é número par então 7 é número primo.” (

)

“Se 4 é número par então 8 é número primo.” (

)

“Se 2 é número ímpar então 3 é número par.” (

)

“Se 2 + 2 = 5 então 2 x 2 = 4.”(

)

Obs.: A é condição suficiente para B.

B é condição necessária para A.

+ 2 = 5 então 2 x 2 = 4.”( ) Obs .: A é condição
+ 2 = 5 então 2 x 2 = 4.”( ) Obs .: A é condição

7

8

8 A B A B  V V V F F V  BICONDICIONAL: (se, e
A B A B  V V V F F V  BICONDICIONAL: (se, e
A
B
A B
V
V
V
F
F
V
BICONDICIONAL:
(se, e somente se)
F
F
p
q
pq
A B
(A – B)
(B – A)
V
V
V
B
F
F
V
F
F
A
A = B
Ex.
“Ou 4 é número par, ou 8 é número primo.” (
)
Ex.
“Ora 4 é número par, ora 7 é número primo.” (
)
“4 é n° par se, e somente se 7 é n° primo.” (
)
“Ou 2 é número ímpar, ou 3 é número par.” (
)
“4 é n° par se, e somente se 8 é n° primo.” (
)
“Ou 2 + 2 = 5, ou 2 x 2 = 4.”(
)
“2 é n° ímpar se, e somente se 3 é n° par.” (
)
“2 + 2 = 5 se, e somente se2 x 2 = 4.”(
)
Obs.: A é condição necessária e suficiente para B.
DISJUNÇÃO EXCLUSIVA:
(ou
ou
)
RACIOCÍNIO LÓGICO EXERCÍCIOS Considerando que R e T são proposições lógicas sim- ples, julgue os

RACIOCÍNIO LÓGICO

EXERCÍCIOS

Considerando que R e T são proposições lógicas sim- ples, julgue os itens a seguir, acerca da construção de tabelas-verdade.

30.

Se a expressão lógica envolvendo R e T for (R

T)

R, a tabela-verdade correspondente será a se-

guinte.

R

T

(R T) R

V

V

V

V

F

F

F

V

V

F

F

F

31. Se a expressão lógica envolvendo R e T for (R T)

(¬ R), a tabela-verdade correspondente será a se- guinte.

R

T

(R T) (R)

V

V

V

V

F

F

F

V

V

F

F

V

32. Sejam as proposições a: 2q é par, sendo q Z e

b: 2> 5, determine os valores lógicos (V verdadeiro e F falso) das proposições:

(

) a b

(

) a b

(

) a

b

Marque a alternativa que tem a seqüência, respectiva, correta:

A)

V, V, F

B) F, V, F

C)

F, V, V

D) V, F, V

33.

Marque a alternativa que contenha o valor lógico

INCORRETO:

B) P1: 2 + 2 = 4 2 + 3 = 6

C)P2: Todo número multiplicado por 2 gera um número

par.

C)

P3: As diagonais de um quadro são iguais.

D)

P4: 3 + 1 = 4 1 + 1 = 2

34.

Determine o valor lógico de cada uma das proposi-

ções abaixo, marcado (V) para verdadeiro e (F) para falso:

(

) 1 + 2 = 3 e (10%) 2 = 100%

(

) 25% = 50% ou 32 é ímpar

(

) Se 3 é primo então qualquer inteiro é ímpar

( ) Se 3 é primo então qualquer inteiro é ímpar Marque a sequência correta, de

Marque a sequência correta, de cima para baixo:

A)

F, F, F

B) F, V, F

C)

V, F, F

D) V, V, F

35.

Assinale a alternativa que apresenta uma proposi-

ção composta cujo valor lógico é verdadeiro.

(A)

4 2 = 2 4 (−3) 2 = −9

(B)

2 + 3 = 6 21 é primo

(C)

7 ≤ 7 −1 < −2

(D)

3 2 = 8 1 < 2

(E)

3 − 2 = 1 4 ≤ 3

36.

Todas as proposições abaixo envolvem implica-

ções lógicas. A única que representa uma proposição

VERDADEIRA é:

A)

(4 2 1 = 15) (50 + 1 = 6 2 + 4);

B)

(5 2 + 1 = 26) (2 + 3 . 5 = 25);

C)

(7 0 1 = 0)(11 0 = 10);

D)

(5 2 + 1 = 11) (2 + 3 . 5 = 25);

E)

(2 + 3 . 5 = 17)(1 2 + 1 = 3).

37.

Paloma fez as seguintes declarações:

“Sou inteligente e não trabalho.”

“Se não tiro férias, então trabalho.”

Supondo que as duas declarações sejam verdadeiras, é FALSO concluir que Paloma

(A)

é inteligente.

(B)

tira férias.

(C)

trabalha.

(D)

não trabalha e tira férias.

(E)

trabalha ou é inteligente.

38.

Certo dia, três bibliotecárias foram incumbidas de

catalogar os livros de um lote recebido. Ao final do tra- balho, duas delas fizeram as seguintes declarações:

Aline: Bia catalogou livros do lote, mas Cacilda não os catalogou.

duas delas fizeram as seguintes declarações: Aline : Bia catalogou livros do lote, mas Cacilda não

9

10

10 Bia : Se Aline não catalogou livros do lote, então Ca- cilda os catalogou. C)

Bia: Se Aline não catalogou livros do lote, então Ca- cilda os catalogou.

C) apenas I é verdadeira.

 

D) apenas II e III são falsas.

Considerando que as duas declarações são verdadei- ras, então os livros desse lote foram catalogados:

E) apenas I e IV são falsas.

(A)

pelas três bibliotecárias.

Certo dia, cinco Técnicosde um mesmo setor do

Ministério Publico do Estado de São Paulo - Amarilis, Benivaldo, Corifeu, Divino e Esmeralda - foram convo- cados para uma reunião em que se discutiria a implan- tação de um novo serviço de telefonia. Após a realiza- ção dessa reunião, alguns funcionários do setor fizeram os seguintes comentários:

45.

-

"Se Divino participou da reunião, então Esmeralda

(B)

por uma única bibliotecária.

(C)

apenas por Bia e Cacilda.

(D)

apenas por Aline e Cacilda.

(E)

apenas por Aline e Bia.

também participou";

 

Com relação à lógica formal, julgue os itens subse- quentes.

"Se Divino não participou da reunião, então Corifeu participou";

-

"Se Benivaldo ou Corifeu participaram, então Amari- lis não participou";

-

-

"Esmeralda não participou da reunião".

39.

Considerando-se que A e B sejam proposições

ambas V ou sejam ambas F, então a proposição

¬((¬A)B) será F.

 

Considerando que as proposições “Seu chefe lhe

passa uma ordem” e “Você não aceita a ordem sem questioná-la” sejam V, a proposição “Se seu chefe lhe passa uma ordem, então você aceita a ordem sem questioná-la” é julgada como F.

40.

Considerando que as afirmações contidas nos quatro comentários eram verdadeiras, pode-se concluir com

certeza que, além de Esmeralda, não participaram de tal reunião

(A)

Amarilis e Benivaldo.

 

(B)

Amarilis e Divino.

41.

O número de valorações possíveis para (Q ¬R)

(C)

Benivaldo e Corifeu.

P é inferior a 9.

A proposição “Se 3 + 3 = 9, então Pelé foi o pior

jogador de futebol de todos os tempos” é valorada como F.

42.

(D)

(E)

Benivaldo e Divino.

Corifeu e Divino.

46.

Considere as seguintes proposições:

A 3 + 4 = 7 ou 7 4 = 3

 

43.

No final de semana, Chiquita não foi ao parque.

 

Ora, sabe-se que sempre que Didi estuda, Didi é apro- vado. Sabe-se, também, que, nos finais de semana, ou Dadá vai à missa ou vai visitar tia Célia. Sempre que Dadá vai visitar tia Célia, Chiquita vai ao parque, e sem- pre que Dadá vai à missa, Didi estuda. Então, no final de semana,

B 3 + 4 = 7 ou 3 + 4 > 8

 

C 3 2 = 1ou 3 2 = 9

D 3 2 = 1 ou 3 2 = 1

a)

Dadá foi à missa e Didi foi aprovado.

Nesse caso, entre essas 4 proposições, apenas duas são V.

b)

Didi não foi aprovado e Dadá não foi visitar tia Cé-

lia.

 

c)

Didi não estudou e Didi foi aprovado.

47.

Considere as seguintes proposições:

A: 6 1 = 7 ou 6 + 1 > 2

d)

Didi estudou e Chiquita foi ao parque.

e)

Dadá não foi à missa e Didi não foi aprovado.

B: 6 + 3 > 8 e 6 3 = 4

 

44.

Dadas as sentenças,

C: 9 × 3 > 25 ou 6 × 7 < 45

I. 1 = 2 2 = 3. II. 1 = 2 ou 2 = 3.

D: 5 + 2 é um número primo e todo número primo

III. 1 = 2 e 2 = 3.

é

ímpar.

IV. 1 = 2 2 = 3.

 

lembrando que “” é o conector condicional se então e “” é o conector condicional se, somente se. É cor- reto afirmar que

Nesse caso, entre essas 4 proposições, apenas duas são F.

48.

Considere as proposições. A: 4 > 1;

 

A) todas as sentenças são falsas.

B: 3 < 6;

B) nenhuma sentença é falsa.

 

C: 5 > 9;

D: 8 > 11;

RACIOCÍNIO LÓGICO 11   E: A  B; F: A  C; é soberano”, então

RACIOCÍNIO LÓGICO

11

 

E: AB;

F: AC;

é

soberano”, então a proposição A→B é uma simboli-

 

zação correta para a proposição “Uma condição sufici-

 

G: AD;

H: CD;

ente para o Brasil ser soberano é que a Amazônia é rica”.

I: CB.

55.

A proposição “Ser médico é condição suficiente

Nesse caso, é correto afirmar que, nessa lista de 9 proposições, 4 são V.

para ser rico” é corretamente simbolizada na forma A→B, em que A representa “ser rico” e B representa

“ser médico”.

 

A proposição “Ser cantor é condição necessária

para um artista ser famoso” é corretamente simboliza na forma P→Q, em que P representa “um artista ser famoso” e Q represente “ser cantor”.

56.

49.

Considere que as proposições B e A(¬B) sejam

V. Nesse caso, o único valor lógico possível para A é V.

50.

Se Frederico é francês, então Alberto não é ale-

 

mão. Nem Egídio é espanhol nem Isaura é italiana.Se Pedro não é português, então Frederico é francês.Ora Albertoé alemão, ora Egídio é espanhol. Logo:

a) Pedro é português e Frederico é francês

b) Pedro é português e Alberto é alemão

c) Pedro não é português e Alberto é alemão

Em uma reunião de um grupo de colegas que es-

tudam matemática, Paulo, após uma leitura apurada sobre um problema que esse grupo procura resolver faz as três seguintes afirmações: “ A >B e C <D ” ; “ A >D e B >D , se e somente se D >C ” ; “ E B , se e somente se D = A ”. Após uma breve discussão o grupo passa a

57.

considerar as afirmações de Paulo como verdadeiras e conclui corretamente que

A)

A >D >B >C

d) Egídio é espanhol ou Frederico é francês

B)

A >E >D >C

e) Se Alberto é alemão, Frederico é francês

C)

C <D <A <E

Sabe-se que Beto beber é condição necessária

para Carmem cantar e condição suficiente para Denise dançar. Sabe-se, também, que Denise dançar é condi- ção necessária e suficiente para Ana chorar. Assim,

quando Carmem canta,

51.

a)

Beto não bebe ou Ana não chora.

D)

A >B >C >E

E)

B <A <C <D

58.

p : Trabalhar é saudável

Considere as seguintes premissas:

b)

Denise dança e Beto não bebe.

c)

Denise não dança ou Ana não chora.

q : O cigarro mata.

d)

nem Beto bebe nem Denise dança.

e)

Beto bebe e Ana chora.

A afirmação “Trabalhar não é saudável ou o cigarro

 

mata” é FALSA se

O Rei ir à caça é condição necessária para o Du-

que sair do castelo, e é condição suficiente para a Du- quesa ir ao jardim. Por outro lado, o Conde encontrar a Princesa é condição necessária e suficiente para o Ba-

52.

(A)

p é falsa e ~q é falsa.

(B)

p é falsa e q é falsa.

rão sorrir e é condição necessária para a Duquesa ir ao jardim. A Duquesa não vai ao jardim. Logo:

(C)

p e q são verdadeiras.

a)

O Barão não sorrir ou o Conde não encontrou a Prin- cesa.

(D)

p é verdadeira e q é falsa.

b)

Se o Duque não saiu do castelo, então o Conde en- controu a Princesa.

(E)

~p é verdadeira e q é falsa.

c)

O Rei não foi à caça e o Conde não encontrou a Princesa.

59.

Se Marcos não estuda, João não passeia. Logo:

d)

O Rei foi à caça e a Duquesa foi ao jardim.

a) Marcos estudar é condição necessária para João não passear.

b) Marcos estudar é condição suficiente para João pas- sear.

e)

O Duque não saiu do castelo e o rei não foi à caça.

53.

A proposição “Se as reservas internacionais em

c) Marcos não estudar é condição necessária para João não passear.

d) Marcos não estudar é condição suficiente para João passear.

moeda forte aumentam, então o país fica protegido de ataques especulativos” pode também ser corretamente expressa por “O país ficar protegido de ataques espe- culativos é condição necessária para que as reservas internacionais aumentem”.

e) Marcos estudar é condição necessária para João passear.

54.

Considerando que A e B simbolizem, respectiva-

mente, as proposições a “a Amazônia é rica” e “o Brasil

12

12 60. Considere a afirmação P:“A ou B” b) André e Caio são inocentes Onde A

60.

Considere a afirmação P:“A ou B”

b) André e Caio são inocentes

Onde A e B, por sua vez, são as seguintes afirma-

ções:

 

c) André e Beto são inocentes

A: “Carlos é dentista”

d) Caio e Dênis são culpados

B: “Se Enio é economista, então Juca é arquiteto”.

e) André e Dênis são culpados

Ora, sabe-se que a afirmação P é falsa. Logo:

64.

Se M = 2x + 3y, então M = 4p + 3r. Se M = 4p + 3r,

então M = 2w 3r. Por outro lado, M = 2x + 3y, ou M =

a)

Carlos não é dentista; Enio não é economista; Juca não é arquiteto.

0. Se M = 0, então M+H = 1. Ora, M+H 1. Logo,

a)

2w 3r = 0

b)

Carlos não é dentista; Enio é economista; Juca não

 

é

arquiteto.

b)

4p + 3r ≠ 2w – 3r

c)

Carlos não é dentista; Enio é economista; Juca é ar- quiteto.

c)

M ≠ 2x + 3y

d)

Carlos é dentista; Enio não é economista; Juca não

 

é

arquiteto.

d)

2x + 3y ≠ 2w – 3r

e)

Carlos é dentista; Enio é economista; Juca não é ar- quiteto.

e)

M = 2w 3r

 

65.

Três pessoas estão sendo acusados por um erro

61.

Considere as seguintes premissas:

técnico: Arnaldo, Ernaldo e Irnaldo. O erro pode ter sido cometido por um deles ou por mais de um deles. Co- nhecendo as seguintes afirmações,

I. Se Irnaldo é inocente, então Ernaldo é culpado;

p: Estudar é fundamental para crescer

profissionalmente.

 

q: O trabalho enobrece.

II. Ou Arnaldo é culpado ou Ernaldo é culpado;

III. Arnaldo cometeu um erro técnico.

A afirmação "Se o trabalho não enobrece, então estudar não é fundamental para crescer profissionalmente" é, com certeza, FALSA quando:

Podemos concluir que

A)

somente Irnaldo não cometeu erro.

(A)

p é falsa e q é falsa.

B)

o

único que errou foi Ernaldo.

(B)

p é verdadeira e q é verdadeira.

C)

somente Arnaldo cometeu erro.

(C)

p é falsa e q é verdadeira.

D)

tanto Arnaldo como Ernaldo cometeram erros.

(D)

p é verdadeira e q é falsa.

E)

Arnaldo e Irnaldo cometeram erro.

(E)

p é falsa ou q é falsa.

 

A afirmação “Alda é alta, ou Bino não é baixo, ou

Ciro é calvo” é falsa. Segue-se, pois, que é verdade que:

62.

Considere falsa a proposição "Se X dirige em alta

velocidade e avança o sinal vermelho, então é multado" e analise as afirmações

dirige em alta velocidade, avança o sinal vermelho

66.

I.

X

 

e

não é multado.

a) se Bino é baixo, Alda é alta, e se Bino não é baixo, Ciro não é calvo.

b) se Alda é alta, Bino é baixo, e se Bino é baixo, Ciro

é

calvo.

c) se Alda é alta, Bino é baixo, e se Bino não é baixo, Ciro não é calvo.

d) se Bino não é baixo, Alda é alta, e se Bino é baixo, Ciro é calvo.

II.

Se X dirige em alta velocidade e não é multado, en-

tão avança o sinal vermelho.

é multado se, e somente se, dirige em alta veloci-

III.

dade ou avança o sinal vermelho. Dessa análise, pode-se concluir que é verdadeira a al-

ternativa

X

e) se Alda não é alta, Bino não é baixo, e se Ciro é calvo, Bino não é baixo.

A) apenas I.

B) apenas II.

63.

André é inocente ou Beto é inocente. Se Beto é

inocente, então Caio é culpado. Caio é inocente se e

C) apenas III.

somente se Dênis é culpado. Ora, Dênis é culpado. Logo:

D) apenas I e II.

a)

Caio e Beto são inocentes

E) I, II e III.

Ora, Dênis é culpado. Logo: D) apenas I e II . a) Caio e Beto são
RACIOCÍNIO LÓGICO 13 V F F F V V 67. Se a proposição A for

RACIOCÍNIO LÓGICO

13

V F F F V V 67. Se a proposição A for F e a
V
F
F
F
V
V
67.
Se a proposição A for F e a proposição (A) B
F
V
F
for V, então, obrigatoriamente, a proposição B é V.
68.
Considere as proposições A, B e C a seguir.
A: Se Jane é policial federal ou procuradora de justiça,
então Jane foi aprovada em concurso público.
Ex.: Verifiquese as proposições abaixo são Tautolo-
gias.
B: Janefoi aprovada em concurso público.
a)
(p
q)( p q)
C: Jane é policial federal ou procuradora de justiça.
b)
¬(p
q)(¬p¬q)
Nesse caso, se A e B forem V, então C também será
EXERCÍCIOS
V.
69.
Uma proposição simbolizada por P(P  Q) pos-
sui um único valor lógico F para todos os possíveis va-
lores lógicos atribuídos às proposições P e Q.
Considere as proposições simples e compostas apre-
sentadas abaixo, denotadas por A, B e C, que podem
ou não estar de acordo com o artigo 5.º da Constitui-
ção Federal.
(CESPE)Considere a proposição: Se meu cliente
fosse culpado, então a arma do crime estaria no carro.
Simbolizando por P o trecho meu cliente fosse cul-
pado e simbolizando por Q o trecho a arma estaria no
carro, obtém-se uma proposição implicativa, ou sim-
plesmente uma implicação, que é lida: Se P então Q,
e
simbolizada por P
 Q. Uma tautologia é uma pro-
posição que é sempre V (verdadeira). Uma proposição
que tenha a forma P
 Q é V sempre que P for F
A: A prática do racismo é crime afiançável.
B: A defesa do consumidor deve ser promovida pelo
(falsa) e sempre que P e Q forem V. Com base nessas
informações e na simbolização sugerida, julgue os
itens subsequentes.
Estado.
72.
A proposição “Se meu cliente fosse culpado, então
C: Todo cidadão estrangeiro que cometer crime polí-
tico em território brasileiro será extraditado.
a
arma do crime estaria no carro. Portanto, se a arma
do crime não estava no carro, então meu cliente não é
culpado.” É uma tautologia.
73.
A proposição “Se meu cliente fosse culpado, então
De acordo com as valorações V ou F atribuídas corre-
tamente às proposições A, B e C, a partir da Constitui-
ção Federal, julgue os itens a seguir.
a
arma do crime estaria no carro. Portanto, ou meu cli-
ente não é culpado ou a arma do crime estaria no
carro.” não é uma tautologia.
 
, 
70.
Para a simbolização apresentada acima e seus
correspondentes valores lógicos, a proposição BC é
74.
Considerando que P e Q sejam proposições e que
V.
,
e
sejam os conectores lógicos que repre-
71.
De acordo com a notação apresentada acima, é
correto afirmar que a proposição (A) (C) tem valor
lógico F.
sentam, respectivamente, “e”, “ou”, “negação” e o “co-
nectivo condicional”, assinale a opção que não apre-
senta uma tautologia.
a)
P
(P Q)
b)
(P Q)
 (P
Q)
c)
(¬ P
 ¬ Q)
(¬ P)
d)
(P
Q)
Q
V. TAUTOLOGIA
75.
Um exemplo de Tautologia é:
São proposições compostas que são sempre
verdadeira, independente dos valores lógicos das pro-
posições simples que as compõem.
a)
Se João é alto, então João é alto e Guilherme é
gordo.
b)
Se João é alto, então João é alto ou Guilherme é
gordo.
c)
Se João é alto ou Guilherme é gordo, então Gui-
lherme é gordo.
d)
Ex.: a proposição (p  q)  (~p  q)
Se João é alto ou Guilherme é gordo, então João é
alto e Guilherme é gordo.
e)
p
~p
q
pq
~pq
(p  q)  (~p  q)
Se João é alto ou não é alto, então Guilherme é
gordo.
V
F
V

14

14 76. Dizemos que uma sentença composta é uma tau- tologia se seu valor lógico é

76. Dizemos que uma sentença composta é uma tau-

tologia se seu valor lógico é sempre verdadeiro. Consi-

dere que P e Q sejam proposições e que "", "", "" e "" sejam os conectores lógicos que representam, res- pectivamente, "e", "ou", "negação" e o "conector condi- cional". Qual das sentenças compostas abaixo não é uma tautologia?

A)

P (P).

B)

(P (P)).

C)

(P Q) (P Q).

D)

(P Q)(P Q).

E)

(P Q) (P Q).

77.

A proposição (AB) (¬A B) é uma tautologia.

78.

Considerando as proposições P e Q e os símbolos

então), é

correto afirmar que a proposição (P)Q (P)Q é uma tautologia.

lógicos:(negação); (ou); (e); (se,

79. A proposição [(PQ)(QR)](PR) é uma tau-

tologia.

80. A proposição simbólica (AB)(¬(A(¬B))) é

sempre julgada como V, independentemente de A e B

serem V ou F.

81. Na

[AB][(¬B)(¬A)] é uma tautologia.

tabela

abaixo,

a

proposição

A

B

A

(B)(A

[AB][(B)(A

A

B

B

)

)]

V

V

         

V

F

         

F

V

         

F

F

         

82. Se A e B são proposições, completando a tabela

abaixo, se necessário, conclui-se que a proposição (A B) (A B) é uma tautologia.

A

B

A

(A

A

(AB)(A

B

A

B

B)

B

B)

V

V

           

V

F

           

F

F

           

F

V

           

83. A sentença “No Palácio Itamaraty há quadros de

Portinari ou no Palácio Itamaraty não há quadros de Portinari” é uma proposição sempre verdadeira.

84. Abaixo são apresentadas 3 proposições compos-

tas. I. p p

II. p p

III. p p

É(São) tautologia(s) APENAS

(A)

I.

(B)

II.

(C)

I e II.

(D)

I e III.

(E)) II e III.

RACIOCÍNIO LÓGICO VI.CONTRADIÇÃO São proposições compostas que são falsas in- dependentemente dos valores

RACIOCÍNIO LÓGICO

VI.CONTRADIÇÃO

São proposições compostas que são falsas in- dependentemente dos valores lógicos das proposi- ções simples que as compõem.

Ex.: a proposição (p q)

(~p q)

p

~p

q

pq

~pq

(p q)

(~p q)

V

F

V

     

V

F

F

     

F

V

V

     

F

V

F

     

Ex.: Verifiquese a proposição abaixo e Contradição.

a) ¬p

(p

¬q)

EXERCÍCIOS

85. Em relação às proposições A:√16 =4 e B: 9 é par,

a proposição composta AB é uma contradição.

86. Considerando todos os possíveis valores lógicos V

ou F atribuídos às proposições A e B, assinale a opção correspondente à proposição composta que tem sem-

pre valor lógico F.

A) [A(¬B)](AB)

B) [A(¬B)]A

C) A[(¬B)A]

D) [A(¬B)][(¬A)B]

E) (AB)[(¬A)(¬B)]

87. Denomina-se contradição a proposição composta que é SEMPRE FALSA, independendo do valor lógico

de cada uma das proposições simples que compõem a tal proposição composta. Sejam p e q duas proposições simples e p e q, respectivamente, suas negações. Assinale a alternativa que apresenta uma contradição.

(A)

p q

(B)

q p

(C)

p q

(D)

p q

(E)

p p

88.

Considere a seguinte proposição: "na eleição para

a prefeitura, o candidato A será eleito ou não será eleito”. Do ponto de vista lógico, a afirmação da propo- sição caracteriza:

(A)

um silogismo.

(B)

uma tautologia.

(C)

uma equivalência.

(D)

uma contingência.

(E)

uma contradição.

89.

Considerando as seguintes afirmações:

p: Chove e não chove;

q: x é par, para x número inteiro;

r:

x + 1 é ímpar, para x número inteiro;

s: Se 5 >3 , então 3 < 5 . Então, é correto afirmar que

(A)

p

é uma tautologia e s é uma contradição.

(B)

q

e r são proposições e s é uma contradição

(C)

q

e r são proposições, uma a negação da outra.

(D)

q

e r são sentenças abertas, p é uma contradição e

s

é uma tautologia.

(E)

q

e r são sentenças abertas, p é uma tautologia e s

é

uma contradição.

VII. PROPOSIÇÕES EQUIVALENTES

e r são sentenças abertas, p é uma tautologia e s é uma contradição. VII. PROPOSIÇÕES

15

16

16 Duas ou mais proposições são equivalentes quando formadas pelas mesmas proposições simples resultam

Duas ou mais proposições são equivalentes quando formadas pelas mesmas proposições simples resultam tabelas-verdades idênticas.

Ex.: As proposição (p q)e (~p q) são equivalentes, pois:

p

~p

q

pq

~pq

V

F

V

V

V

V

F

F

F

F

F

V

V

V

V

F

V

F

V

V

F F F V V V V F V F V V Tabelas idênticas Importante: Equivalências

Tabelas idênticas

Importante:

Equivalências

ASSOCIATIVA

(pq) rp(qr)

(pq) rp(qr)

DISTRIBUTIVA

p(qr) (pq) (pr)

p(qr) (pq) (pr)

DUPLA NEGAÇÃO

~(~p) p

pq~pq

CONDICIONAL

pq~pq ou pq~ qp

0BS: Um teorema muito importante para as provas de concurso é o teorema contra-recíproco, ou seja:

pq~q ~p

Ex.: Afirmar que:

Se Bertrand não entende de lógica, então George é culpado.

É equivalente afirmar que:

Se George não é culpado, então Bertrand

entende de lógica.

EXERCÍCIOS

90. A sentença “penso, logo existo” é logicamente

equivalente a:

a)

Penso e existo.

b)

Nem penso, nem existo.

c)

Não penso ou existo.

d)

Penso ou não existo.

e)

Existo, logo penso.

91.

Considere verdadeira a seguinte proposição com-

posta: “Se Mariana chegar, então Antônio dormirá.” É correto concluir que

(A)

se Mariana não chegar, então Antônio dormirá.

(B)

se Mariana não chegar, então Antônio não dor-

mirá.

(C)

se Antônio dormir, então Mariana chegou.

(D)

se Antônio não dormir, então Mariana chegou.

(E)

se Antônio não dormir, então Mariana não chegou.

92.

Uma afirmação equivalente à afirmação “Se bebo,

então não dirijo” é

(A)

Se não bebo, então não dirijo.

(B)

Se não dirijo, então não bebo.

(C)

Se não dirijo, então bebo.

(D)

Se não bebo, então dirijo.

(E)

Se dirijo, então não bebo.

(C) Se não dirijo, então bebo. (D) Se não bebo, então dirijo. (E) Se dirijo, então
(C) Se não dirijo, então bebo. (D) Se não bebo, então dirijo. (E) Se dirijo, então
(C) Se não dirijo, então bebo. (D) Se não bebo, então dirijo. (E) Se dirijo, então
(C) Se não dirijo, então bebo. (D) Se não bebo, então dirijo. (E) Se dirijo, então
(C) Se não dirijo, então bebo. (D) Se não bebo, então dirijo. (E) Se dirijo, então
(C) Se não dirijo, então bebo. (D) Se não bebo, então dirijo. (E) Se dirijo, então
RACIOCÍNIO LÓGICO 93. Se Alceu tira férias, então Brenda fica trabalhando. 99. X e Y

RACIOCÍNIO LÓGICO

93.

Se Alceu tira férias, então Brenda fica trabalhando.

99.

X e Y são números tais que: Se X 4, então Y > 7.

Se Brenda fica trabalhando, então Clóvis chega mais tarde ao trabalho. Se Clóvis chega mais tarde ao traba- lho, então Dalva falta ao trabalho. Sabendo-se que Dalva não faltou ao trabalho, é correto concluir que (A)Alceu não tira férias e Clóvis chega mais tarde ao trabalho. (B)Brenda não fica trabalhando e Clóvis chega mais tarde ao trabalho. (C)Clóvis não chega mais tarde ao trabalho e Alceu não tira férias. (D)Brenda fica trabalhando e Clóvis chega mais tarde ao trabalho. (E)Alceu tira férias e Brenda fica trabalhando.

Sendo assim:

a)

Se Y 7, então X > 4.

b) Se Y > 7, então X ≥ 4.

c) Se X ≥ 4, então Y < 7.

d) Se Y < 7, então X ≥ 4.

e) Se X 4, então Y ≥ 7.

100.Considere verdadeira a seguinte proposição: “Se x = 3, então x é primo”. Pode-se concluir que

94.

Dizer que “Pedro não é pedreiro ou Paulo é pau-

(A)

se x é primo, então x = 3

lista” é do ponto de vista lógico, o mesmo que dizer que:

(B)

se x não é primo, então x ≠ 3

a)

Se Pedro é pedreiro, então Paulo não é paulista;

b)

Se Paulo não é paulista, então Pedro não é pedreiro;

(C)

se x não é primo, então x = 3

c)

Se Pedro não é pedreiro, então Paulo é paulista;

d)

Pedro é pedreiro e Paulo não é paulista;

(D)

se x ≠ 3, então x é primo

e)

Se Pedro não é pedreiro, então Paulo não é paulista.

 

(E)

se x ≠ 3, então x não é primo

95.

Dizer que “André é artista ou Bernardo não é en-

 

genheiro” é logicamente equivalente a dizer que:

a)

André é artista se e somente se Bernardo não é en- genheiro;

101.Se Lauro sair cedo do trabalho, então jantará com Lúcia. Se Lúcia janta com Lauro, então não come na manhã seguinte. Sabendo-se que, essa manhã, Lúcia comeu, conclui-se que

(A)

Lúcia jantou na noite anterior.

b)

Se André é artista, então Bernardo não é enge- nheiro;

Se André não é artista, então Bernardo é enge- nheiro;

c)

d)

Se Bernardo é engenheiro, então André é artista;

(B)

Lúcia jantará esta noite.

e)

André não é artista e Bernardo é engenheiro.

(C)

Lauro jantou na noite anterior.

96.

As tabelas-verdade das proposições “Se Maria não

(D)

Lauro não saiu cedo do trabalho.

vier de vestido branco, então ela não é casada” e “Se Maria é casada, então ela virá de vestido branco” são

(E)

Lauro saiu cedo do trabalho.

iguais.

 

97.

Qual, dentre as proposições abaixo, é uma propo-

Duas proposições são equivalentes quando têm a mesma tabela verdade. Com base nessas informa- ções, julgue os itens a seguir.

sição logicamente equivalente a p q ?

(A)

p q

(B)

p q

102.A proposição AB é equivalente à proposição ¬B¬A. 103.A coluna da tabela-verdade da proposição com- posta (AB)((¬B)(¬A)) conterá somente valores lógicos V, independentemente dos valores lógicos de A e B.

(C)

q p

(D)

q p

(E)

q p

98.

A proposição “Se o Coelho Branco olhou o relógio,

104.Considerando que os números naturais x e y sejam tais que “se x é ímpar, então y é divisível por 3”, é cor- reto afirmar que, A)se x é par, então y não é divisível por 3.

B)se y é divisível por 3, então x é ímpar.

então Alice não perseguiu o Coelho Branco” é equiva- lente à proposição “O Coelho Branco não olhou o reló-

gio ou Alice não perseguiu o Coelho Branco”.

C)se y = 9, então x é par.

Coelho Branco não olhou o reló- gio ou Alice não perseguiu o Coelho Branco”. C)se y

17

18

18 D) se y = 10, então x é par. 110. Assinale a alternativa que apresenta

D)

se y = 10, então x é par.

110. Assinale a alternativa que apresenta uma proposi- ção logicamente equivalente a p q.

 

(A)

p q

105.As proposições compostas A(¬B) e B(¬A) têm exatamente os mesmos valores lógicos, independente- mente das atribuições V ou F dadas às proposições simples A e B. 106.Se o valor lógico da proposição “Se as operações de crédito no país aumentam, então os bancos ganham muito dinheiro” é V, então é correto concluir que o valor lógico da proposição “Se os bancos não ganham muito dinheiro, então as operações de crédito no país não au- mentam” é também V.

(B)

p q

(C)

q p

(D)

q p

(E)

q p

111.Considere a seguinte proposição:

   

"Se uma pessoa não faz cursos de aperfeiçoa-

107.Se Adriana foi ao teatro, Isabelle e Jeane nãoforam ao teatro. Se Jeane não foi ao teatro, Samuel foi ao te- atro. Se Samuel foi ao teatro, há uma mulher linda na sala. Ora, não há uma mulher linda nesta sala; logo,

A) Jeane e Samuel não foram ao teatro.

mento na sua área de trabalho, então ela não melhora

o

seu desempenho profissional."

Uma proposição logicamente equivalente à proposição dada é:

B) Jeane não foi ao teatro ou Samuel foi ao teatro.

C) Jeane e Isabelle não foram ao teatro.

(A)É falso que, uma pessoa não melhora o seu desem- penho profissional ou faz cursos de aperfeiçoa- mento na sua área de trabalho. (B)Não é verdade que, uma pessoa não faz cursos de aperfeiçoamento profissional e não melhora o seu desempenho profissional. (C)Se uma pessoa não melhora seu desempenho pro- fissional, então ela não faz cursos de aperfeiçoa- mento na sua área de trabalho. (D)Uma pessoa melhora o seu desempenho profissio- nal ou não faz cursos de aperfeiçoamento na sua área de trabalho. (E)Uma pessoa não melhora seu desempenho profissi- onal ou faz cursos de aperfeiçoamento na sua área de trabalho.

D) Adriana e Isabelle foram ao teatro.

E) Adriana e Samuel não foram ao teatro.

108.Se Marcos não viaja com Selma, então Selma vai

ao culto. Se Selma vai ao culto, então Morgana fica em casa. Se Morgana fica em casa, então Júnior beija Mor- gana. Ora, Junior não beija Morgana; logo,

A) Morgana não fica em casa e Selma vai ao culto.

B) Selma vai ao culto e Marcos viaja com Selma.

C) Selma não vai ao culto e Marcos viaja com Selma.

112.Dizer que “X é azul ou Y não é vermelho” é logica- mente equivalente a dizer que

D) Morgana não fica em casa e Marcos não viaja com

A) se X é azul, então Y não é vermelho.

 

Selma.

B) X é azul se e somente se Y não é vermelho.

E)

Morgana fica em casa e Selma vai ao culto.

C) se X não é azul, então Y é vermelho.

 

D) se Y é vermelho, então X é azul.

109.Uma sequência lógica equivalente a "Se o ca- chorro é bravo, então o gato é gordo" é:

E) X não é azul e Y é vermelho.

A) se o gato é gordo, o cachorro é bravo.

B) se o cachorro não é bravo, então o gato é gordo.

113.A proposição "um número inteiro é par se e so-

C) se o gato não é gordo, então o cachorro não é

mente se o seu quadrado for par" equivale logicamente

bravo.

D) o cachorro é bravo ou o gato é gordo.

à proposição:

a) se um número inteiro for par, então o seu quadrado é par, e se um número inteiro não for par, então o seu quadrado não é par.

E) o cachorro é bravo ou o gato não é gordo.

b) se um número inteiro for ímpar, então o seu qua- drado é ímpar.

E) o cachorro é bravo ou o gato não é gordo. b) se um número inteiro
RACIOCÍNIO LÓGICO 19 c) se o quadrado de um número inteiro for ímpar, então o

RACIOCÍNIO LÓGICO

19

c) se o quadrado de um número inteiro for ímpar, então

o número é ímpar.

d) se um número inteiro for par, então o seu quadrado

não é par, e se o quadrado de um número inteiro for par, então o número não é par.

e) se um número inteiro for par, então o seu quadrado

é par.

114.As proposições "Se o delegado não prender o chefe da quadrilha, então a operação agarra não será bem-sucedida" e "Se o delegado prender o chefe da quadrilha, então a operação agarra será bem-sucedida" são equivalentes.

Bicondicional:

( se, e somente se )

 

Proposição

 

Negação

p se, e somente se q

p e não q ou q e não p

 

p

q

(p ¬q) (q ¬p)

Ex.: Vou viajar se, e somente se eu estiver de férias.

Negação: Estou viajando e não estou de férias ou es- tou de férias e não viajo.

 Disjunção exclusiva:  ( ou ou )
 Disjunção exclusiva:
 ( ou
ou
)

proposição

negação

Ou p ou q

p se, e somente se q

p

q

p

q

Ex.: Ou compro um sorvete ou me caso.

Negação: Compro um sorvete se, e somente se eu ca- sar.

VIII. COMO NEGAR PROPOSIÇÕES

Conjunção: ( e )

proposição

negação

p

e q

não p ou não q

p

q

¬p¬q

Ex.: Pedro é pobre e Ricardo é rico.

Negação: Pedro não é pobre ou Ricardo não é rico.

Disjunção: ( ou )

proposição

negação

p

ou q

não p e não q

p

q

¬p¬q

Ex. O Réu é culpado ou a testemunha mente.

Negação: O Réu não é culpado e a testemunha não mente.

Condicional simples: ( se

então

)

proposição

negação

Se p, entãoq

p e não q

p

q

p ¬q

Ex. Se eu comprar sorvete, então eu caso.

Negação: Eu compro sorvete e não caso.

EXERCÍCIOS

115.Se A é a proposição “O soldado Vítor fará a ronda noturna e o soldado Vicente verificará os cadeados das celas”, então a proposição ¬A estará corretamente es- crita como: “O soldado Vítor não fará a ronda noturna nem o soldado Vicente verificará os cadeados das ce- las”.

116.A negação da afirmativa condicional ”Se estiver frio, eu levo o casaco” é:

A) não está frio e eu levo o casaco.

B) não está frio e eu não levo o casaco.

C) se estiver frio, eu não levo o casaco.

D) está frio e eu não levo o casaco.

E) se não estiver frio, eu levo o casaco.

117.Analise as seguintes afirmativas:

I. A negação de “Você é linda ou é rica” é “Você não é linda e não é rica”.

as seguintes afirmativas: I. A negação de “Você é linda ou é rica” é “Você não

20

20 II. A negação de “Se eu como muito pão, então eu sou gordo” é “Eu

II. A negação de “Se eu como muito pão, então eu sou gordo” é “Eu como muito pão e não sou gordo”.

III. A negação de “Eu gosto de ervilhas e gosto de

pizza” é “Eu não gosto de ervilhas ou gosto de pizza”. Podemos afirmar corretamente que:

A) Todas as afirmativas estão corretas.

B) Todas as afirmativas estão incorretas.

C) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

D) Apenas as afirmativas II e III estão corretas.

118.A negação da proposição “O juiz determinou a li- bertação de um estelionatário e de um ladrão” é ex- pressa na forma “O juiz não determinou a libertação de um estelionatário nem de um ladrão”.

119.A negação de "x > y e z = w" é

(A)

x = y e z > w.

(B)

x < y e z ≠ w.

(C)

x < y e z ≠ w.

(D)

x < y ou z ≠ w.

(E)

x ≤ y ou z ≠ w.

120.A negação da proposição “Se o candidato estuda, então não passa no concurso” é

(A)

o candidato não estuda e passa no concurso.

(B)

o candidato estuda e passa no concurso.

(C)

se o candidato estuda, então não passa no con-

curso.

(D) se o candidato não estuda, então passa no con-

curso.

(E) se o candidato não estuda, então não passa no

concurso.

121.Marcos declarou:

Sábado vou ao teatro ou domingo vou ao cinema.

Conclui-se que ele mentiu se ele

(A)for ao teatro no sábado e não for ao cinema no do- mingo. (B)for ao cinema no sábado e for ao teatro no domingo. (C)for ao teatro no sábado e também no domingo. (D)não for ao teatro no sábado e não for ao cinema no domingo. (E)não for ao cinema no sábado e nem for ao cinema no domingo.

122.Considere as proposições: