Sie sind auf Seite 1von 12

www.portaldoamador.com.

br [CARTAS NÁUTICAS]

Unidade 2
Nesta unidade, você conhecerá as cartas náuticas e as suas múltiplas informações; terá uma visão
geral dos sistemas de projeção, escalas, informações contidas na carta, cores e manuseio, com
ênfase à carta náutica na projeção de Mercator.

Cartas Náuticas Uma carta náutica é na realidade um mapa que tem como
propósito servir de ferramenta à navegação em meio aquático.
Suas informações compreendem levantamentos de áreas
oceânicas, mares, baías, rios, canais, lagos, lagoas, ou qualquer
outra massa d’água navegável; representam ainda os acidentes
terrestres e submarinos, fornecendo informações sobre
profundidades, perigos à navegação (bancos, pedras
submersas, cascos soçobrados ou qualquer outro obstáculo à
navegação), e ainda, natureza do fundo, fundeadouros, áreas
de fundeio, auxílios à navegação (faróis, faroletes, boias,
balizas, luzes de alinhamento, radiofaróis etc.), altitudes e
pontos notáveis aos navegantes, linha da costa e de contorno
de ilhas, elementos de marés, correntes e magnetismo e outras
indicações necessárias à segurança da navegação. As cartas
náuticas estão associadas a um sistema de coordenadas
(latitude e longitude) que permite a obtenção da localização de
Navegação e carta náutica
qualquer ponto que represente. Além das cartas convencionais
- A navegação considerada em nosso estudo (em papel), existem as cartas náuticas digitais, que podem ser
é aquela realizada em meio aquático, seja de dois tipos: eletrônica (vetorial) e RASTER, as quais podem,
ela marítima, fluvial ou lacustre. Para tanto, em certas condições, substituir as cartas convencionais.
utiliza-se o termo “carta náutica”, que é o
Para melhor compreender a cartografia náutica é
documento cartográfico resultante de
levantamentos de áreas navegáveis por fundamental iniciarmos o estudo descrevendo a necessidade de
embarcações. representar a terra num plano e das técnicas de projeção, pois
assim você estará mais contextualizado.

Necessidade de O globo terrestre é a representação mais fiel do planeta,


mas é difícil de ser manuseado. Entre suas limitações, podemos
Representar a Terra num citar duas principais:
Plano  O globo impossibilita a visão de toda a Terra
simultaneamente.
 A curvatura acaba dificultando possíveis medições de
distâncias.
Assim, apesar da semelhança de forma, o globo não é
funcional para muitas finalidades, em especial, para a
navegação aquaviária e precisa ser substituído pelas cartas
náuticas.
As cartas, por sua vez, constituem uma representação plana
reduzida – total ou parcial – da superfície terrestre. No entanto,
a construção de uma carta apresenta dois grandes desafios:
 Representar a curvatura do geoide (formato da Terra),
num plano; e
Navegação Aquaviária  Representar as dimensões da superfície terrestre numa
- É a navegação realizada por barcos, navios folha de papel, que é muito menor.
e outros meios aquáticos, utilizando um
corpo de água, tais como oceanos, mares,
Para solucionar esse problema, a cartografia desenvolveu
lagos, lagoas, rios, ou outros canais um método para representar a superfície terrestre numa
navegáveis. superfície plana (na carta) chamada de projeção.

Mestre-Amador 8
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Projeção Projeção é a técnica utilizada para representar uma porção


da Terra sobre uma superfície plana. O processo consiste em
Visão eurocêntrica transferir pontos da superfície terrestre para um plano, ou para
uma superfície desenvolvível em um plano, tal como um
cilindro ou um cone.
Como a posição de qualquer ponto da superfície terrestre
fica completamente determinada pelas suas coordenadas de
latitude e longitude, basta que numa carta estejam
representados meridianos e paralelos, para que qualquer ponto
possa ser representado.
Existem diversos sistemas de projeção, com inúmeras
variações. Cada projeção tem uma finalidade específica, como
Fonte: Geografia – Série Brasil (volume único), por exemplo: representar a divisão política mundial, aspectos
José William Vesentini, Ed. Ática. geográficos naturais, culturais e econômicos de uma
determinada área, edificações, navegação aérea e a navegação
Projeção de Mercator
aquaviária, que é à base de nosso estudo. O fato é que não
- Nessa projeção, a região colocada em
destaque é a Europa. Geógrafos críticos existe uma melhor projeção. Elas devem ser escolhidas de
condenaram a projeção de Mercator, acordo com a sua finalidade.
porque ela deforma e distorce No entanto, para fins de navegação aquaviária, a projeção
grosseiramente as áreas representadas, de maior popularidade, é a projeção de Mercator, sendo ainda
contribuindo assim para a criação de uma
imagem ideologizada do mundo a favor das
hoje a mais usada na confecção das cartas náuticas brasileiras e
economias dominantes, no caso a Europa. em grande parte das cartas estrangeiras.

Projeção de Mercator Idealizada em 1569 por Gerardus Mercator, é a base para a


navegação, na qual os meridianos e paralelos são projetados
geometricamente num cilindro tangente a Terra no equador,
sendo o centro de projeção o centro da Terra.
Nessa projeção os meridianos são retas paralelas (sentido
norte-sul) igualmente espaçadas para iguais diferenças de
longitude (os meridianos formam ângulos iguais com o rumo);
o equador é uma reta perpendicular aos meridianos e os
paralelos são linhas retas paralelas ao equador (oeste-leste).

Algumas características da projeção de Mercator


Pertence a classe por desenvolvimento
Superfície de desenvolvimento
cilíndrico.
Pertence a categoria das projeções
Projeção conformes (manutenção da forma em
pequenas áreas).
Equatorial, pois o cilindro é tangente à
Tangência
superfície da Terra no Equador.
São sempre representados por linhas
Meridianos retas ortogonais equidistantes
(igualmente espaçadas).
São sempre representados por linhas
Paralelos retas ortogonais não equidistantes
(desigualmente espaçadas).
Equador É o centro de projeção (círculo máximo).
Interseção de paralelos e
90⁰
meridianos
Uma condição básica para utilização de um Escala Varia com a latitude.
sistema de projeção em Cartografia Náutica Uso para o Navegante Navegação Costeira e Estimada
é que represente as loxodromias (linhas de
rumo), por linhas retas. Essa é uma
característica da Projeção de Mercator.

Mestre-Amador 9
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Como vimos, a projeção de Mercator é classificada como


uma projeção cilíndrica equatorial e conforme.
Nota:
- A Carta de Mercator é geralmente limitada
pelo paralelo de 60°, pois, nessa latitude, as A projeção de Mercator tem, no entanto, algumas
deformações já se apresentam excessivas. vantagens importantes:
Porém, podemos utilizá-la até a latitude de  Os meridianos são representados por linhas retas;
80°, desde que sejam tomadas precauções
especiais quanto ao uso da escala das
 Os paralelos e o equador são representados por um
distâncias. segundo sistema de linhas retas, perpendicular às linhas
que representam os meridianos;
 Fácil identificação dos pontos cardeais;
 Facilidade de plotagem;
 Fácil determinação das coordenadas de qualquer ponto;
 Os ângulos medidos na superfície da Terra são
representados por ângulos idênticos na carta; assim,
direções podem ser medidas diretamente na carta. Na
prática, distâncias também podem ser medidas
diretamente na carta;
 As linhas de rumo ou loxodromias são representadas por
linhas retas;
 Facilidade de construção (por meio de elementos
Reticulado retilíneos); e
- Na projeção de Mercator, o conjunto de  Existência de tábuas para o traçado do reticulado.
meridianos e paralelos é denominado de
reticulado. Limitando o reticulado, são
traçadas as bordas. A superior e a inferior Apesar de todas essas características, a projeção de
contem a escala de longitude e as laterais, a Mercator apresenta algumas limitações, como:
escala de latitude, também conhecida como  Deformação excessiva nas altas latitudes (geralmente
escala de distancia. Tais escalas são limitada pelo paralelo de 60⁰);
graduadas em graus, minutos e segundos.
 Impossibilidade de representação dos polos; e
Nota:  Distorção dos paralelos e meridianos, exceto o equador.
- A impossibilidade de representação dos
polos e o valor exageradamente crescente A linha do equador é a única coordenada que é
das deformações lineares e superficiais nas representada em sua dimensão original (não sofre distorções).
altas latitudes constituem as limitações mais
acentuadas da projeção de Mercator. Ela é
Os outros paralelos e os meridianos são distorcidos, para
geralmente limitada pelo paralelo de 60°, acompanhar a dimensão do equador. Por isso regiões
porque, nesta latitude, as deformações já se localizadas em altas latitudes, especialmente nas áreas polares,
apresentam excessivas, causadas pelo praticamente não são representadas, pois as distorções
fenômeno das “latitudes crescidas”. aumentam à medida que nos afastamos do equador em direção
aos polos.
Distorção
(N)
Latitudes Crescidas
Até 90° Numa carta mercatoriana, à medida que a latitude cresce,
Paralelo 20°
os paralelos vão se afastando entre si quanto maior o
afastamento do Equador, com os meridianos sofrendo aumento
Paralelo 10° na mesma proporção, ou seja, nesse tipo de carta, a escala de
longitudes é sempre constante, enquanto que a escala de
Equador 0°
latitudes varia com a latitude. Nasce daí o conceito de
Paralelo 10° latitudes crescidas, definida como: o comprimento do arco de
Paralelo 20°
meridiano, entre o equador e um dado paralelo, numa carta
mercatoriana, medido em unidade de minuto de longitude, no
Até 90° equador.
Por isso, as distâncias deverão ser lidas na escala das
(S)
latitudes. Este é um cuidado de suma importância que o
Mestre-Amador 10
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Latitudes Crescidas navegante deve ter na utilização de uma carta na projeção de


- Na carta de Mercator, os meridianos Mercator.
representados mantém uma distancia
constante entre si, enquanto que os O exemplo mais vezes citado é o da Groelândia que apesar
paralelos, devido ao efeito das latitudes de ter uma área nove vezes menor que a América do Sul,
crescidas, vão alterando a distancia que os aparece maior que esta, quando representada numa projeção
separa à medida que se afastam do equador de Mercator.
para os polos.

Escala das Cartas A escala é um dos atributos fundamentais de uma carta


náutica, pois estabelece a correspondência entre a distância
medida entre dois pontos, representados na carta náutica e as
Numerador distâncias reais entre esses pontos, na superfície da Terra. Ou
ESCALA = -------------------------------------------------------
seja, é a maneira de indicar a proporção de áreas entre a carta
Denominador
e a realidade. A escala é definida como a relação entre a
Numerador distância medida entre dois pontos, em uma folha de papel
- a unidade é igual a um (1), sempre. (na carta náutica) e a verdadeira distância entre esses pontos,
na superfície da Terra (medida real no terreno).
Denominador
- número de vezes em que foi dividido o
trecho. Existem duas maneiras de indicar a proporção de áreas
entre a carta e a realidade: uma gráfica e a outra numérica.
Uso das Cartas na Navegação Costeira  Escala Gráfica – É apresentada com uma linha graduada no
- Quando em navegação costeira, deve-se canto inferior da carta.
optar pelas cartas de maior escala, pois estas
mostram mais detalhes no que se refere a
 Escala numérica – a escala é representada por uma fração,
perigos e são mais aptas a fornecer dados onde o numerador é igual à unidade um (1) e o
para a navegação visual e para retirada de denominador é o número (valor da escala), de quantas
posições de pontos de terra. vezes tal unidade foi reduzida no terreno. Sendo uma
fração, a escala fica MAIOR quanto MENOR for o
denominador, ou seja, quanto MAIOR a escala MENOR será
o valor atribuído ao DENOMINADOR.

Para compreender melhor, vamos usar como exemplo a


representação da Baía de Guanabara (figura ao lado).
Considerando a escala de 1:50.000 (lê-se: um por cinquenta
mil), tem-se que cada 1cm obtido na representação desenhada
na carta equivale a 50.000cm do tamanho real do lugar.
(1cm de carta = 50.000cm da superfície terrestre).
Por exemplo:
Dessa forma, as cartas são projetadas em escalas que
- uma escala de 1:25.000 é uma escala maior poderão apresentar um lugar com maior ou menor nível de
que 1:100.000, uma vez que, em 1:25.000, 1 detalhamento. Por exemplo, uma carta onde a escala é
cm na carta corresponde a 250m no terreno, 1:25.000, classificada como de grande escala representa uma
enquanto na outra escala, 1cm na carta
área menor, mas contém informações mais precisas e
representa 100m no terreno.
detalhadas sobre a área; já outra, de 1:1.150, classificada como
de média escala, abrangeria uma área maior, porém com
menos detalhes e ainda, uma carta de 1:3.000.000, classificada
como de escala muito pequena cobriria uma faixa extensa,
porém com muito menos detalhes.

Exercício:
O que significa a escala numérica de 1:25.000 em uma carta
náutica?
Resposta: Significa que a região representada foi dividida
25.000 vezes, ou seja, cada unidade na carta equivale a 25.000
http://www.convertworld.com/pt/ unidades no terreno (25.000cm ou 250m).
Mestre-Amador 11
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Lembre-se: Então, como seria representada uma distância de 500 metros


- Quando o trecho navegável é abrangido em uma carta nesta escala?
por carta náutica, deve-se fazer uso de Resposta: Se cada centímetro na carta corresponde a 25.000cm
cartas de maior escala, que mostrarão
no terreno (ou 250 metros), teremos:
sempre maiores detalhes da área abrangida.
Solução: 1:25.000
1cm de carta = 25.000cm = 250m
No exemplo, cada centímetro na carta Xcm = ?
corresponde a 25.000cm (ou 250 metros),
no terreno. 500
X= -----------------------------------
= 2m
250

Significa dizer que 500 metros na carta de 1:25.000, equivale a


2 metros da superfície terrestre.

Classificação das Cartas De modo a melhor atender às necessidades da comunidade


marítima, a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) publica
quanto a Escala e classifica as cartas de navegação de acordo com a escala, nos
Edição e Publicação das Cartas Náuticas seguintes tipos de carta, que podem variar de área para área:
- No Brasil, cabe à Diretoria de Hidrografia e
Navegação (DHN), na qualidade de Serviço  Cartas Gerais – com escalas menores que 1:3.000.000,
Hidrográfico Brasileiro, manter, por meio do abrangem grandes extensões de mar e da costa, e
Centro de Hidrografia da Marinha (CHM),
todas as Cartas Náuticas em Águas
apresentam escala muito pequena. São empregadas no
Jurisdicionais Brasileiras (AJB) atualizadas. planejamento de grandes derrotas oceânicas, não sendo
adequada para emprego na navegação.
 Cartas de Trechos – são cartas de escala intermediária.
Subdividem-se em:
QUADRO RESUMO DE CLASSIFICAÇÃO DAS
CARTAS CONFORME A ESCALA:  Cartas de Grandes Trechos - com escala entre
Cartas Gerais 1:3.000.000 a 1:1.500.000, destinam-se à navegação fora
Escala menor que 1:3.000.000 do alcance de faróis e pontos de terra.
CARTAS DE TRECHOS  Cartas de Médios Trechos – com escala entre
Grandes Trechos
Escala entre 1:3.000.000 a 1:1.500.000
1:1.500.000 e 1:500.000, também destinam-se à
Médios Trechos navegação fora do alcance de faróis e pontos de terra.
Escala entre 1:1.500.000 e 1:500.000  Cartas de Pequenos Trechos – com escala entre
Pequenos Trechos 1:500.000 e 1:150.00, destinam-se à navegação costeira
Escala entre 1:500.000 e 1:150.00 e cabotagem.
Cartas Particulares
Escala maior que 1:150.000  Cartas Particulares – com escala maior que 1:150.000,
Cartas de Aproximação destinam-se à navegação em águas costeiras restritas.
Escala entre 1:150.000 e 1:50.000 Abrangem extensões relativamente pequenas e
Cartas de Porto apresentam-se em grande escala, ricas em informações,
Escala maior que 1:50.000
permitindo mostrar maiores detalhes sobre um local.
Planos
Escala igual ou maior que 1:25.000 Subdividem-se em:
 Cartas de Aproximação – com escala entre 1:150.000 e
1:50.000, destinam-se à aterragem de portos ou
Derrotas passagens por áreas críticas de perigos à navegação
- Linha traçada na carta náutica que um
afastados da costa.
barco deve seguir para se deslocar de um
ponto a outro na superfície terrestre.  Cartas de Porto – com escala maior que 1:50.000,
destinam-se a representação detalhada de portos, baías,
Importante: enseadas e fundeadouros.
- Nas cartas de aproximação e planos de  Planos – com escalas igual ou maior que 1:25.000, servem
portos, os pontos referenciais, tais como,
topografia, faróis, torres etc, para
para dar mais detalhes de certos trechos, tais como, entrada
navegação, apresentam-se em maiores de portos, baías, atracadouros, canais e trechos de rios,
detalhes. onde a navegação exige mais detalhe e precisão.

Mestre-Amador 12
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Orientações das Cartas Tal como observamos na figura ao lado, uma carta colocada
na posição de leitura terá o Norte (N) em sua parte superior e o
Sul (S) na parte inferior da carta. O Leste (E) está à direita e o
Oeste (W) à esquerda da carta. Assim, para uma leitura correta
da carta, devemos nos posicionar ao sul da carta, com o norte
voltado para cima.
Nas cartas náuticas a escala de latitude está localizada nas
laterais da carta (W e E), e a escala de longitude nas partes
superior e inferior da carta (N e S). Desse modo, na
determinação de um ponto, na escala vertical, localizada nas
laterais, de uma carta, lê-se a latitude, e na escala horizontal,
superior e inferior, lê-se a longitude.
É importante observar que a escala de latitude cresce de
cima para baixo e a escala de longitudes cresce da direita para a
esquerda da carta.

Informações Contidas nas As principais informações contidas nas cartas náuticas são:
 Título da Carta – indica o país e o trecho de abrangência da
Cartas
carta. Por exemplo, na figura ao lado (título da carta
náutica), a área geográfica geral é o BRASIL e o trecho da
costa representado situa-se na COSTA NORTE do Cabo
Orange à Ilha de Maracá.
 Número da Carta – situado no canto superior esquerdo e no
canto inferior direito da carta, representa o número de
ordem da carta no Catálogo de Cartas.
 Sondagens - profundidades e altitudes registradas nas
cartas são indicadas por diversos números espalhados pela
carta. São profundidades em metros, levantadas, com
grande aproximação, no local na média das mais baixas
marés de sizígia, ou seja, nas condições mínimas de água no
local sondado e podem, também, serem representadas por
Maré de sizígia
linhas de mesma profundidade, denominadas de linhas
- Maré de grande amplitude, que se segue
ao dia de lua cheia ou de lua nova; água- isobáticas. As altitudes tem como referência o nível médio
viva, maré de lua. do mar.
 Notas sobre precauções – apresentam-se, geralmente, em
letras grafadas em vermelho para chamar a atenção do
usuário. Devem ser lidas com atenção pelo navegante.
Carmim  Observações sobre continuação da Carta – se existente, é
- Vermelho muito vivo, ligeiramente escrito a carmim junto às laterais e margens. Indicam que a
arroxeado, muito utilizado para correção de
pequenos textos.
carta continua. Ex.: Carta 1500: adjacente carta 1600.
 Outras cartas de maior precisão existentes no trecho – os
limites de tais cartas são escritos a carmim, em forma de
retângulos, incluindo os números no canto inferior direito.
Graduação da Rosa  Rosa dos Ventos – disposta em um ou mais lugares da carta,
- A rosa dos ventos é graduada de 000° a
tem o “zero” voltado para o Norte Verdadeiro (N) da Terra.
360°, no sentido horário.
A rosa dos ventos traz em seu interior, o valor da
Declinação Magnética (Dmg) do trecho, que facilita o
traçado de rumos e marcações. A rosa também traz
informações do ano de seu levantamento e a variação
anual.

Mestre-Amador 13
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Nas cartas onde as informações magnéticas não se


apresentarem dentro da rosa dos ventos, estarão representadas
por linhas que unem pontos de mesma declinação, denominadas
de linhas isogônicas.

 Meridianos e Paralelos - as cartas apresentam meridianos


(linhas verticais) e paralelos (linhas horizontais).
 Escala de Latitudes – apresentadas nas laterais direita e
esquerda das cartas, as escalas de latitude crescem de cima
para baixo.
 Escala de Longitudes – apresentadas na parte superior e
inferior das cartas, a escala de longitude cresce da direita
para a esquerda.
 Auxílios à Navegação – faróis, radiofaróis, faroletes, boias,
balizas, luzes e pontos notáveis do relevo da costa, com suas
características, são representados nas cartas por símbolos e
abreviaturas registrados na Carta 12000.
 Datum – apresentados na legenda das cartas, refere-se ao
Carta 12000
- Em forma de livreto, é uma publicação modelo de representação matemática da superfície
padronizada internacionalmente, que traz terrestre ao nível do mar utilizado pelos cartógrafos numa
todos os símbolos, abreviaturas e termos carta náutica. As cartas Mercatorianas utilizam o datum
utilizados nas cartas náuticas. WGS-84.
Datum
- Relação entre a distância medida entre dois Com menos detalhes, a carta náutica também traz
pontos, na carta náutica, e a verdadeira representada na parte terrestre: o contorno da linha da costa,
distância entre esses pontos, na superfície ilhas, curvas de nível, pontos notáveis à navegação, instalações
da Terra. portuárias e outras informações de interesse da navegação. É
importante saber que em uma carta náutica só serão
representados os detalhes da parte terrestre que sejam de
interesse da navegação aquaviária.

As Cores na Carta As cartas são confeccionadas de acordo com os preceitos e


normas da Organização Hidrográfica Internacional (OHI), da
Organização Marítima Internacional (IMO) e da Associação
Internacional de Sinalização Marítima (AISM), tendo as mesmas
cores em qualquer parte do mundo.
A cor creme representa a parte terrestre; a cor azul royal
(mais forte) indica águas com menor profundidade (sempre
inferior a 10 metros); a cor azul claro indica águas com
profundidade entre 10 e 20 metros; a parte branca indica
profundidades locais superiores a 20 metros. Os diversos
números espalhados, na parte branca, significam às
profundidades em metros no local, medidos na mais baixa
maré de sizígia.

Atualização das Cartas As Cartas, e as demais publicações de auxílio à navegação


devem ser mantidas atualizadas. A data de atualização constitui
Avisos aos Navegantes um importante elemento de análise e avaliação de confiança da
- Todas as alterações que afetam a carta. Assim, antes de usar uma carta o navegante deve
segurança da navegação e que podem ser
introduzidas na carta à mão ou por colagem
verificar se não há nenhum Aviso Permanente que a tenha
de trecho, são divulgadas por Avisos aos alterado, após o último Aviso nela registrado, e deve anotar
Navegantes. todos os Avisos-Rádios, Temporários e Preliminares que a
Mestre-Amador 14
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

afetam e continuam em vigor, de acordo com o último Folheto


Quinzenal dos Avisos aos Navegantes.

Confiança e Precisão da O valor de uma carta náutica depende, principalmente, da


precisão do levantamento em que é baseada, sendo esse fato
Carta tanto mais sensível quanto maior a escala da carta. A data do
levantamento, que é sempre encontrada no título da carta, é
Correções das Cartas Náuticas um bom guia para estimar essa precisão.
- Encontra-se disponível no endereço
http://www.mar.mil.br/dhn/chm/box-aviso- Nas cartas atuais, os Diagramas de Levantamentos ou
navegantes/avgantes/avgante.htm na Diagramas de Confiabilidade também fornecem importantes
Internet a ferramenta "Correções das Cartas informações sobre a precisão e confiança da carta. Em certas
Náuticas", que possibilita a consulta às zonas, onde a qualidade predominante do fundo é areia ou
principais informações das cartas náuticas
em vigor, incluindo todas as correções
lama, podem, com o passar dos anos, ocorrer sensíveis
divulgadas nos folhetos quinzenais de Avisos alterações. É mesmo possível afirmar que, exceto nos portos
aos Navegantes. A página contém instruções muito frequentados e em suas proximidades, em nenhum
para sua utilização e na parte inferior o link levantamento até agora executado o exame do fundo foi muito
"CORREÇÕES DAS CARTAS NÁUTICAS" para minucioso para poder ficar certo de que todos os perigos foram
acesso ao seu conteúdo.
Acesso em: 16/12/2014 encontrados e delimitados. Outra maneira de se avaliar a
qualidade de uma carta é o exame da quantidade e da
distribuição das sondagens nela mostradas. Quando as
sondagens são esparsas e irregularmente distribuídas, pode-se
considerar que o levantamento não foi feito com grande
detalhe.
Deve-se ter sempre em mente que o principal método para
conhecer o relevo do fundo do mar é o laborioso processo de

Mestre-Amador 15
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

sondagem, no qual uma embarcação que sonda uma


determinada área conserva-se sobre determinadas linhas e,
cada vez que lança o prumo de mão ou faz uma sondagem
sonora, com ecobatímetro, obtém a profundidade sobre uma
área diminuta, que representa o relevo submarino de uma faixa
de pouca largura. Por conseguinte, as linhas de sondagem
devem sempre ser consideradas como representando o relevo
submarino apenas nas suas proximidades imediatas.
Por vezes, não havendo indícios da existência de um alto-
fundo, sua localização pode escapar quando se sondam duas
linhas que o ladeiam, sendo essa possibilidade tanto maior
quanto menor a escala da carta. As cartas costeiras, por
conseguinte, não podem ser consideradas como infalíveis, não
Prumo de mão
- Sendo o mais antigo método usado para
se devendo, em uma costa rochosa, navegar por dentro da linha
determinar profundidades, consiste em um de 20 metros de profundidade, sem se tomar toda precaução
peso de chumbo de forma troncônica, para evitar um possível perigo. Mesmo em carta de grande
denominado chumbada, tendo na parte escala, os navios devem evitar passar sobre fundos irregulares
superior uma alça, ou um orifício, e na base representados nas cartas, porque algumas pedras isoladas são
um cavado, onde se coloca sabão ou sebo,
com a finalidade de trazer uma amostra da tão escarpadas, que, na sondagem, pode não ter sido
qualidade do fundo, indicando a tensa. encontrada a sua parte mais rasa.
Espaços em branco entre as profundidades podem
significar que nesses trechos não se fizeram sondagens.
Ecobatímetro
- Também usado para medir profundidades,
Quando há bastante fundo em torno de tais trechos, podem
o ecobatímetro apresenta vantagem sobre o eles ser considerados como de profundidade grande e
prumo de mão, pois permite sondagem uniforme. Porém, quando as sondagens indicam pouca água e
contínua com qualquer velocidade do navio, o resto da carta mostra a existência de pedras e altos-fundos,
em profundidades não alcançadas por eles, esses espaços em branco devem ser considerados como
e quase independentemente das condições
de tempo. suspeitos.

Materiais Básicos Utilizados São utilizados, basicamente, os seguintes materiais para


trabalhar na carta convencional (em papel): Régua de
no Manuseio das Cartas Paralelas, Compasso, Lápis Grafite e Borracha.
Náuticas A régua de paralelas para navegação tem como função o
traçado de linhas que determinam os valores de Rumos e
Marcações. Fabricadas em acrílico e com escalas em graus, a
régua de paralelas compõe-se de duas réguas presas por duas
pequenas barras e um sistema de roldanas, que promovem seu
deslizamento paralelo sobre uma carta náutica. Existem réguas
de paralelas que possuem uma graduação que facilita seu uso,
dispensando seu deslocamento até a rosa de rumos (rosa dos
ventos). A referência para esta régua será qualquer meridiano.
Para medir distâncias de um ponto a outro, referente a uma
área marítima, usamos o compasso e obtemos a medida em
milhas náuticas. Os compassos de navegação podem ser de
ponta seca, para serem abertos e fechados com uma só mão,
ao mesmo tempo em que se trabalha na carta, ou do tipo usado
em desenho técnico, com ponta de grafite ou com porta lápis.
Citel Para assinalar o traçado na carta náutica, é importante ter a
- Chama-se “citel” ao instrumento que
mão um lápis macio e uma borracha de boa qualidade.
permite o traçado de arcos de distância
maiores que a abertura máxima de um Recomenda-se que qualquer traço na carta, seja feito com
compasso comum. lápis, pois, além de evitar rasuras, o navegante poderá apagar o

Mestre-Amador 16
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

traçado anterior aproveitando a carta por várias vezes.


A Utilização das Cartas Como já visto, as cartas náuticas trazem uma ou mais Rosa
dos Ventos (ou rosa de rumos), que informa os graus de cada
Náuticas rumo, de 000° a 360°, no sentido horário.
A medida de qualquer direção na carta é feita, aplicando a
Reta de posição régua de paralelas à direção traçada, cujo valor angular se
- Para o transporte de uma reta de posição,
são necessários a distância, o rumo, a queira saber, fazendo com que a régua de paralelas seja
direção e a hora. deslocada paralelamente, desde a direção traçada até atingir o
centro da rosa dos ventos existente na carta.

Uso da régua de paralelas:


Tendo em mãos a carta náutica do trecho que se deseja
navegar, traça-se uma linha reta entre o ponto de partida e
ponto de chegada da viagem. Coloca-se uma régua de
paralelas sobre esta linha reta e leva-se a régua, de forma
paralela, até o centro da rosa dos ventos impressa na carta
onde é feita a leitura do rumo obtido. Este rumo lido é o rumo
verdadeiro (Rv). No caso do litoral brasileiro, acrescenta-se
(soma-se) a declinação magnética (Dmg) da área, onde
teremos, então, o rumo magnético (Rmg) a ser seguido na
agulha.
A régua, ao atingir a rosa, estará cortando-a, em dois
pontos: um será o valor angular da direção do movimento da
embarcação, ou seja, a direção verdadeira do movimento
pretendido pela embarcação, e o outro o valor angular da
recíproca, ou seja, a direção oposta a este movimento.
Uma direção e sua recíproca sempre terão a diferença de
180°.

Carta Náutica Digital No que se refere às cartas digitais destinadas a navegação, há


quatro conceitos importantes. ECDIS, Sistema Eletrônico de
Na Internet
Apresentação de Cartas e Informações, atende às exigências
- Saiba mais sobre as cartas RASTER e ENC, legais de dotação de carta náutica a bordo das embarcações;
acessando, na Internet o endereço: ECS, Sistema de Cartas Eletrônicas, pode ser utilizado como
https://www.mar.mil.br/dhn/chm/cartas/ca auxílio à navegação, mas não substitui legalmente a carta
r_digitais.html náutica impressa; Carta Náutica Eletrônica (ENC) é a base de
Acesso em: 24/06/2013
dados padronizada com relação a conteúdo, estrutura e
formato, emitida para uso com o ECDIS sob a autoridade de
Serviços Hidrográficos autorizados pelo Governo; e Carta
náutica RASTER (RNC) é uma cópia digital (formato bitmap) da
carta náutica convencional de papel. A carta náutica digital ENC
contém todas as informações úteis da carta náutica para a
navegação segura e pode conter informações suplementares
As cartas raster podem ser obtidas além daquelas contidas na carta em papel, que possam ser
gratuitamente na internet em:
https://www.mar.mil.br/dhn/chm/cartas/d consideradas necessárias para a navegação segura.
ownload/cartasbsb/cartas_eletronicas_Inter
net.htm. E, as cartas ENC, podem ser
obtidas em inglês nos Centros Regionais
Autorizados de Distribuição de Cartas ENC,
na Internet em: http://www.ic-enc.org/ ou
em http://www.primar.org/

Mestre-Amador 17
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

Glossário Glossário de Termos empregados e não especificamente


definidos no corpo desta unidade:
 Azimute – é uma direção definida em graus, variando de
Azimute 000° a 360°. Existem outros sistemas de medida de
- Quando realizamos marcações de objetos azimutes, tais como o milésimo e o grado, mas o mais usado
na superfície terrestre (morros, faróis, pelos navegadores é o Grau. A direção de 000° graus
navios, edifícios etc.), chamamo-las de corresponde ao Norte, e aumenta no sentido dos ponteiros
Marcações, porém, quando as marcações
são feitas para astros (Sol, Lua, Estrelas, do relógio.
Planetas etc.), denominamos Azimute.  Nível de Redução (NR) – pode ser definido como um nível
tão baixo que a maré, em condições normais, não fique
abaixo dele.
Obtenção de cartas convencionais
- As cartas de papel podem ser obtidas nos
 Pontos Notáveis – qualquer ponto que possa servir como
Postos e Agentes de Vendas credenciados referência para a navegação visual ou radar no trecho que
pela DHN. A lista completa está disponível se deseja navegar (morros, faróis, navios, edifícios etc.).
na Internet em:  Plotagem - locar numa carta náutica a posição de uma
http://www.mar.mil.br/dhn/bhmn/publica_
embarcação, aeronave, alvo etc. Para plotar um ponto, na
postosdevendas.htm.
Acesso em: 24/06/2013 carta náutica, é necessário ter as coordenadas.
 Reticulado – é a denominação dada ao conjunto de
meridianos e paralelos, em uma Carta de Mercator.
 Linha Isobática ou isobatimétrica – é a linha que, na carta
náutica, liga pontos de mesma profundidade.
 Linhas agônicas – é a linha que une dois pontos onde a
declinação magnética é nula (zero).
 Linhas isogônicas – linhas que unem pontos de mesma
declinação.
 Série Traub – Pela série de TRAUB em uma carta náutica,
verifica-se a existência de corrente. É constituída pela série
de marcações polares 14º, 16º, 22º, 27º, 34º, 45º, 63º e 90º
a um mesmo objeto, que apresentam as seguintes
propriedades: As distâncias navegadas entre duas
marcações consecutivas são iguais. A distância do objeto
quando estiver pelo través é o dobro da distância navegada
entre duas marcações consecutivas.
 Singradura – é a derrota efetuada por uma embarcação, em
determinado tempo.

Parabéns por ter concluído está unidade.


Na próxima unidade você conhecerá outras Publicações de Auxílio à Navegação.
Acesse o site e selecione “Por Disciplina”: Publicações e Cartas Náuticas

Saiba mais
Você pode saber mais sobre “carta náutica” consultando os seguintes sites:
 http://www.mar.mil.br/dhn/bhmn/download/cap2a.pdf
(Projeções Cartográficas; A Carta Náutica)
 http://www.mar.mil.br/dhn/bhmn/download/cap2b.pdf
(Projeções Cartográficas; A Carta Náutica)
 http://www.youtube.com/watch?v=bSPfeOEZLOI

Mestre-Amador 18
www.portaldoamador.com.br [CARTAS NÁUTICAS]

(Vídeo - Como utilizar a carta náutica, traçar rumos, calcular distâncias e tempo de navegação)
 http://www.youtube.com/watch?v=JLbttcQbe2w
(Vídeo - Aprendendo a trabalhar na carta náutica)
 http://www.youtube.com/watch?v=LHKHiYYUy8E
(Vídeo - Carta Náutica, uma visão geral)
 http://www.youtube.com/watch?v=mIIqAyYz3IE
(Vídeo - Material necessário para trabalhar na carta náutica)
 http://www.youtube.com/watch?v=Hth54V5LRlg
(Vídeo - Medidas elementares sobre a carta náutica)
 http://www.youtube.com/watch?v=hHuyyekus8s&feature=player_detailpage#t=131s
 http://www.youtube.com/watch?v=LSOIyplcKIQ&feature=player_detailpage#t=130s
 http://www.infoescola.com/cartografia/projecao-de-mercator/
 http://educacao.uol.com.br/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.jhtm
 http://www.esteio.com.br/newsletters/paginas/006/o-class_cilindrica.htm
 http://www.curso-objetivo.br/vestibular/roteiro_estudos/projecoes_cartograficas.aspx
 http://www.sispesca.io.usp.br/outros/cursos/navegacao/
 http://www.oocities.org/eduardolouro/APOSTMST.htm
 http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/cartografia/
 http://www.slideshare.net/mateussilva/cartografia-orientao-e-localizao?src=related_normal&rel=1518215
 http://sites.google.com/site/catalaocml/home/cartas-nauticas
 http://topografiasig.isep.ipp.pt/apontamentos/Apontamentos%20SIG/Cartazes/Loxodromia%20e%20ortodrom.
pdf

Mestre-Amador 19