You are on page 1of 2

DIREITO EMPRESARIAL

Michael Dionisio
Teoria Geral

Empresa é atividade. É diferente de estabelecimento.

Empresário (sujeito que exerce a atividade – pessoa física ou jurídica) é diferente


de sócio.
Pessoa física é o empresário individual. Pessoa jurídica é a sociedade empresária.
A terceira modalidade é a EIRELI (PJ), sui generis.

Na EIRELI o indivíduo só poderia ser pessoa física. O DREI veio em março de


2017 dizer que pode ser o proprietário da EIRELI uma pessoa jurídica.

Art. 966, CC – diz o que é a atividade de emrpesa, e desse conceito se tira o


conceito de empresário. Fornecer SOPA. Fornecer serviços ou bens, em nome
próprio, de forma organizada (meios de produção – trabalho, mão de obra e
capital) e profissional (exerce a atividade com habitualidade), sendo uma
atividade econômica (que visa lucro).

O legislador exclui algumas atividades do conceito de empresa.


- Nunca será empresa uma fundação ou associação;
- atividade rural não registrada (o empresário urbano deve se registrar antes de
trabalhar, sob pena de ser irregular – no caso da rural, a pessoa não precisa se
registrar como empresário, se enquadra no direito civil. Se registrar, ele se torna
empresário);
- cooperativas;
- atividades científicas, intelectuais (precisa de faculdade – médico, advogado),
literária, artística (ideia de pessoalidade, relações reguladas pelo CC. Parágrafo
único do 966). Mesmo que tiver auxiliares, ainda se trata de uma atividade
econômica civil.

- Deixa de ser atividade intelectual caso constitua elemento de empresa – a


atividade principal deixa de ser a medicina e passa a ser a organização de uma
empresa – vira um hospital, com exames, clínica, cantina, etc.

- Simples clínica é atividade econômica civil. Atividades intelectuais podem se


dar na forma de sociedade, se tornando sociedade simples.

- A cooperativa também é uma sociedade simples.

Requisitos da atividade empresária

a) Capacidade civil. De direito e de fato. No momento em que iniciam as


atividades empresariais, eu tenho que ter capacidade de direito e de fato.
Na hora que for iniciar as atividades, deve ter capacidade de direito e de
fato - pode ser uma incapacidade transitória, não precisa de suspensão da
capacidade pelo juiz.
b) Não pode haver impedimento legal. Agentes políticos, funcionários
públicos; auxiliares de comércio (corretor e leiloeiro); militares na ativa;
DIREITO EMPRESARIAL
Michael Dionisio
estrangeiros não residentes no pais; falidos não reabilitados (prazo para
reabilitação de 5 anos se não houver fraude, e 10 anos se houver fraude).

Se não pode ser empresário, também não pode administrar a sociedade


empresária. No entanto, pode ser sócio.

Capacidade

Quem é incapaz não pode iniciar a atividade empresária, porém pode continuar a
empresa.
Exemplos:
- empresário pode continuar a atividade quando se torna incapaz;
- herança: filho do empresário é menor. O empresário morre, o filho assume a
empresa do pai sendo representado ou assistido.

Cônjuge pode ser sócio


- não pode no caso de separação obrigatória de bens (evitar burlar a lei) ou
comunhão universal de bens (só há um patrimônio). Direito adquirido para
aquelas já constituídas.

Quando eles são cônjuges, para alienar ou gravar bens da sociedade não precisa
de autorização do cônjuge, independe do regime. A formação de sociedade é
formação de outra pessoa jurídica, os bens são dela, não dos sócios.

Nome empresarial - Nome de batismo da sociedade.


Distingue o empresário. Proteção estadual.

Se distingue da marca, que distingue o produto ou serviço.


A marca é propriedade industrial – bem imaterial.

Propriedade industrial – se morrer, o herdeiro herda.

a) Patentes – NÃO RENOVA, ENTRA EM DOMÍNIO PÚBLICO – invenção


(totalmente novo – prazo de 20 anos de exploração exclusiva ou de decidir quem
explora) e modelo de utilidade (algo novo no modelo final ou na produção – é
parcialmente novo – melhora a invenção – 15 anos)

b) Registros – AMBOS POR 10 ANOS – desenho industrial (forma, corpo, design –


carro, por exemplo – renovável por até 3 vezes de cinco anos cada – total de 25
anos) e marca (distingue produto e serviço – renovável infinitamente).