You are on page 1of 4

Disciplina: HISTÓRIA Nº Questões: 60

Duração: 120 minutos Alternativas por questão: 5

Ano: 2014

INSTRUÇÕES

1. Preencha as suas respostas na FOLHA DE RESPOSTAS que lhe foi fornecida no início desta prova. Não será aceite qualquer outra folha adicional,
incluindo este enunciado.
2. Na FOLHA DE RESPOSTAS, assinale a letra que corresponde à alternativa escolhida pintando completamente o interior do rectângulo por cima da letra.
Por exemplo, pinte assim , se a resposta escolhida for A
3. A máquina de leitura óptica anula todas as questões com mais de uma resposta e/ou com borrões. Para evitar isto, preencha primeiro à lápis HB, e só
depois, quando tiver certeza das respostas, à esferográfica.

Todo e qualquer vestígio que nos chega do passado e que testemunha a presença e a actividade dos homens nos períodos de outras
épocas, permitindo analisar e conhecer a História desse tempo é considerado:
A. Factos históricos
B. Historias locais
1
C. Síntese histórica
D. Análise histórica
E. Fontes ou documentos da História
Dentro da historiografia romântica, temos os historiadores liberais que defendiam que o verdadeiro sujeito da história era(m):
2 A. A providência divina B. O Povo C. Os reis
D. Os grandes chefes militares E. Os grandes líderes religiosos
Durante muito tempo, mitos e lendas contribuíram para que a História real de Africa não fosse conhecida, apesar da sua riqueza.
O estudo da História de Africa pode ser feito com o recurso à fontes:
3 A. Arqueológicas B. Diplomáticas e narrativas C. Antropológicas
D. Linguísticas E. Combinação de fontes diversas
Um dos principais contributos de África para a História universal é:
A. A glorificação dos reis
4 B. A importância dos cultos mágico-religiosos
C. A tradição oral
D. O impacto da envagelização
E. A epopeia das lutas de libertação nacional
Durante a Idade Média, na Europa dominava o regime absolutista. Esta forma de governo atingiu o seu apogeu:
5 A. Em França B. Em Portugal C. Na Espanha D. na Inglaterra E. Na Polónia
A Revolução Gloriosa do século XVII levou ao triunfo definitivo na Inglaterra do:
6 A. Despotismo B. Parlamentarismo C. Absolutismo D. Socialismo E. Sindicalismo
Apesar da independência dos Estados Unidos da América ter sido reconhecida pela Inglaterra somente em 1783, ela já tinha sido
7 proclamada em 1776. Em 1787 foi aprovada a Constituição dos Estados Unidos que instituía um Estado:
A. Socialista B. Autoritário C. Fascista D. Monárquico E. Federal
As revoluções burguesas na Inglaterra e França nos séculos XVII e XVIII são importantes porque significaram a derrota:
A. Do capitalismo
8 B. Do sistema liberal
C. Do sistema feudal
D. Do sistema esclavagista
E. Do Império romano
A Primeira Constituição Francesa em resultado da Revolução Francesa foi promulgada em:
9 A. 1791 B. 1792 C. 1795 D. 1799 E. 1814
A definição da ideologia proletária remonta por volta de 1791 e o seu desenvolvimento torna-se mais rápido com a Revolução
Industrial e a proletarização de grandes massas da população. A exploração desenfreada dos trabalhadores pela burguesia vai
10 constituir um factor determinante para o desenvolvimento de uma ideologia proletária que tem as suas bases iniciais no
romantismo socialista. Indique o maior pensador do romantismo socialista :
A. Fourier B. Karl Marx C. Frederich Engels D. Saint Simon E. Babeuf
Nas vésperas da I Guerra Mundial as grandes potências imperialistas europeias estavam agrupadas em blocos ou alianças
militares defensivas: as triplas Entente e Aliança. A Entente era constituída pelos seguintes países:
11 A. França, Japão e Bélgica
B. Rússia, Grã- Bretanha e França
C. Alemanha, Itália e Portugal
D. Inglaterra, Estados Unidos e Espanha
E. Austria- Hungria, Itália e Alemanha
Exame de Admissão de história - 2014 DAU Página 2 de 4

Vladimir Lenine tornou-se uma figura histórica de dimensão universal ao encabeçar uma revolução que derrubou o Czarismo
instaurando o socialismo. Esta revolução é chamada de:
A. Revolução de Fevereiro de 1917 (Março no calendário gregoriano)
12 B. Revolução Russa de 1905
C. Leon Trotski
D. Revolução Menshevik
E. Revolução de Outubro (Bolshevik) de 1917
Os 14 Pontos, documento que serviu de base para o Tratado de Versalhes, foi elaborado pelo presidente Wilson:
13
A. Da França B. Da Inglaterra C. Da Alemanha D. Dos Estados Unidos E. Da Itália
A participação da Itália na Primeira Guerra Mundial teve graves dificuldades económicas e sociais. Foi neste ambiente que Benito
Mussolini criou em 1921 Partido:
14
A. Socialista B. Social Democrático C. Popular
D. Nacional Fascista E. Nacional Nazi
O presidente Norte-americano que ordenou o lançamento da bomba atómica sobre as cidades japonesas em Agosto de 1945 foi:
15 A. Winston Wilson B. Richard Nixon C. Harry Truman
D. Franklim Roosevelt E. Ronald Reagan
A organização das Nações Unidas (ONU) foi criada em:
16 A. Junho de 1945 B. Abril de 1919 C. Setembro de 1947
D. Fevereiro de 1955 E. Janeiro de 1963
O Darwinismo social, baseado na obra de Charles Darwin, forneceu bases aos partidários da raça branca para justificarem a
colonização, é uma teoria:
17
A. Nacionalista B. Psicológica C. Diplomática D. Económica E. Dimensão africana
O colonialismo em África pode dividir-se em vários períodos. O período da ocupação efectiva e da demarcação das fronteiras
africanas é:
18
A. 1919-1935 B. 1885-1888 C. 1935-1960 D. 1900-1919 E. 1870-1914
Os avanços na área de transporte e comunicações facilitaram a expansão europeia para o interior do continente. O canal de Suez,
por exemplo permitiu, pela primeira vez, a ligação entre os mares Mediterrâneo e Vermelho, facilitando por exemplo as ligações
19 entre a Europa e o sul e leste de África. A abertura daquele canal foi no ano de:
A. 1704 B. 1820 C. 1869 D. 1900 E. 1912
No século XIX os países europeus enviaram seus representantes para descobrir o interior de Àfrica. Era a época das viagens dos
20 exploradores. O explorador alemão ao serviço da Inglaterra foi:
A. D. Livingstone B. Henri Stanley C. Henri Barth D. Brazza E. Guilherme II
De modo a protegerem os seus interesses em África contra as outras potências ocidentais, os Britânicos rubricaram Acordos
Internacionais definindo os interesses geográficos de cada uma das potências europeias em África. É neste contexto que ingleses e
21 franceses firmam acordos visando estabelecer “esferas de influência” e de comércio na África Ocidental:
A. Entre 1877 e 1880 B. Entre 1875 e 1877 C. Entre 1879 e 1881
D. Entre 1873 e 1878 E. Entre 1884 e 1885
Na cerimónia da abertura da Conferência de Berlim, a 15 de Novembro de 1884, o continente africano:
A. Esteve representado pelos países atravessados pelos rios Níger, Congo e Zambeze
B. Não teve representantes seus (africanos)
22 C. Esteve representado pela África do Sul e Egipto
D. Esteve representado pelos reis Tchaka e Lobengula
E. Esteve representado pelos países da África do norte (África Branca)
A principal decisão tomada na Conferência de Berlim realizada entre 1884 e 1885 foi:
A. Liberdade de navegação e comércio nos rios africanos
B. Livre evangelização dos missionários
23 C. Reconhecimento da autoridade de Portugal na bacia do Congo
D. Princípio de ocupação efectiva
E. Liberdade de navegação e comércio nos lagos africanos
Embora a sua principal marca tenha sido a administração directa, os Franceses aplicaram nalguns casos, o sistema de
administração indirecta em África. Como exemplo dum território onde a França aplicou o sistema de administração indirecta
24 pode-se citar o caso:
A. Do Marrocos B. Da Argélia C. Do Senegal D. Da Costa do Marfim E. De Madagáscar
Durante a colonização lusófana em África, Portugal adoptou dois tipos de administração: uma directa e outra indirecta:
A. Em 1926, depois do golpe de Estado militar que aboliu o regime republicano e instaurou o regime fascista do Estado Novo
B. Em 1918, depois da proclamação da república e a abolição do regime militar que instaurou o Estado Novo
25 C. Em 1914, depois do golpe de Estado militar que aboliu o regime imperial e instaurou a república do Estado Novo
D. Em 1926, depois dum golpe de Estado militar que aboliu o regime fascista e proclamou a república do Estado Novo
E. Em 1919, depois do tratado de Versalhes quando se aboliu o fascismo e foi instaurada a república do Estado Novo
A ocupação de Africa teve como consequência o advento da resistência dos povos africanos. A resistência africana contra a
ocupação europeia deve ser vista a partir:
26 A. Do surgimento do imperialismo europeu B. Do século XVIII C. Da revolução industrial em África
D. Da chegada dos europeus a África E. Da descoberta do ouro
As resistências africanas ao domínio europeu assumiram diferentes formas. Regra geral os africanos optaram pela forma de:
27 A. Confronto militar directo B. A não cooperação C. Aliança diplomática
D. Fugas E. Confronto pacífico
Hendrik Witbooi foi um líder de resistência africano que liderou com algum sucesso a guerra de guerrilha e revolta dos Nama
(1904-1907) contra os alemães. Identifique o país onde estes acontecimentos tiveram lugar.
28
A. Camarões B. Sudoeste Africano (Namibia) C. Togo
D. África Oriental Alemã (Tanzania) E. Benin
Exame de Admissão de história - 2014 DAU Página 3 de 4

Em 1905 teve lugar a Revolta Maji Maji liderada por um «curandeiro-feiticeiro » :


29 A. Na Etiópia B. Na Tanganica C. No Quénia D. No Congo E. Em Angola
No processo de resistência em toda a Africa, destaca-se como uma figura incontornável o nome de Shaka Zulu, líder da resistência
30 na:
A. África central B. África do norte C. África Austral
D. África ocidental E. África branca
O tratado de Versalhes assinado com a Alemanha vencida na Primeira Guerra Mundial instituiu o sistema de protetorados. A
31 Liga das Nações decidiu que o Sudoeste Africano seria um território sob o protetorado:
A. Da Inglaterra B. Da Alemanha C. De Portugal D. Da União Sul-Africana E. Da Bélgica
Na década de 1930 os colonizadores do continente africano eram essencialmente
A. Estados Unidos de América, Austrália, Alemanha e Holanda
B. União Soviética, Portugal, Inglaterra e Japão
32
C. França, Inglaterra, Bélgica e Portugal
D. Alemanha, Portugal, China e Índia
E. Iraque, Irão, África do Sul e Brasil
Os últimos três chefes do governo da era do Apartheid na África do Sul foram:
A. Magnus Malan, Adrian Vlok e Andries Treurnicht
B. Kaúlza de Arriaga, Roelof Meyer e James Hertzog
33
C. Ian Smith, Pik Botha e Eugene Terreblanche
D. Hendrik Verwoerd, Daniel Malan e Jan Smuts
E. John Vorster, Pieter Botha e Frederick De Klerk
O movimento pan-africano e a negritude exerceram uma grande influência no nacionalismo africano. A individualidade
considerada como o « pai do pan-africanismo » é:
34
A. Kwame Nkumah B. Marcelino do Santos C. William Du Bois
D. Senghor E. Amílcar Cabral
Um dos factores externos importantes para o surgimento do nacionalismo africano foi a participação de milhares de soldados
africanos na:
35 A. Primeira Guerra Mundial B. Segunda Guerra Mundial C. Guerra anglo- bóer
D. Guerra de libertação nacional E. Guerra franco-prussiana
O organismo internacional que desempenhou um papel fundamental no despertar do nacionalismo africano foi a:
36 A. Organização das Nações Unidas B. Organização da Unidade Africana C. União africana
D. Liga das Nações E. Não-alinhados
O país da África Austral, que se tornou independente a 4 de Outubro de 1966 e que teve como primeiros lideres Leabua Jonathan
37 (chefe do Governo) e o rei Moshoeshoe II (chefe do Estado), foi:
A. Lesotho B. Swazilânica C. Botswana D. Namíbia E. Malawi
A guerra do Biafra, entre 6 de Julho de 1967 e 13 de Janeiro de 1970, ocorreu na (o):
38 A. Gana B. Líbia C. Nigéria D. Guiné Bissau E. Mali
Felix Houphouet-Boigny e Leopold Senghor constituem alguns dos mais influentes expoentes da luta pelas independências no
39 continente africano. Eles pertenciam, respectivamente, aos seguintes países:
A. Mali e Etiópia B. Costa do Marfim e Senegal C. Congo e Quénia
D. Gabão e Gana E. Tanzânia e Quénia
Umkhonto we Sizwe foi o braço armado do seguinte movimento de libertação:
40 A. ZAPU B. TANU C. SWAPO D. ANC E. Chama cha Mapinduzi
A SWAPO (South-West African People’s Organisation), foi o movimento que lutou pela libertação do povo de (a):
41
A. Marrocos B. Mauritânia C. Botswana D. Lesotho E. Namíbia
Muitos países do Magrebe prestaram o primeiro apoio as lutas pela independência dos países da África Negra. A frente de
42 libertação de Moçambique recebeu o primeiro apoio da:
A. Etiópia B. Argélia C. Tunísia D. Marrocos E. Líbia
Na Cimeira de Durban, Julho de 2002, registou-se a substituição oficial:
A. da Organização da Unidade Africana (OUA) pela União Africana (UA)
B. da Conferência para a Coordenação dos Países da África Austral (SADCC) pela Comunidade de Desenvolvimento da África
43 Austral (SADC)
C. da organização dos Países da Língua Oficial Portuguesa (PALOPs) pela Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP)
D. da Federação da África Ocidental Francesa (AOF) pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO)
E. do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) pelo Fundo Monetário Internacional (FMI)
A NEPAD (Nova Parceria para o Desenvolvimento de África) foi criada em:
44 A. 1999 B. 2001 C. 2004 D. 2009 E. 1987
O ano de 1980 foi marcado por dois acontecimentos significativos na história da África Austral:
A. Independência do Zimbabwe e fundação da ZAPU
B. Fundação da SADCC e criação da ZANU-PF
45 C. Robert Mugabe torna-se primeiro ministro do Zimbabwe e formação da ZIPRA
D. Formação da SADC e independência do Zimbabwe
E. Independência do Zimbabwe e fundação da SADCC
Os nomes das unidades etno-linguísticas moçambicanas surgiram em momentos diferentes. De acordo com o livro História de
46 Moçambique, Volume I, dos nomes de unidades etno-linguísticas abaixo mencionados, o mais antigo é, provavelmente, o
A. Makua B. Ndau C. Yao D. Chopi E. Ronga
O Grande Zimbabwe foi abandonado cerca de 1450 e foi substituído por um novo estado chefiado pelos Muenemotapa. O
47 fundador do Estado de Muenemotapa foi:
A. Marave B. Mazoe C. Mutota D. Changamira E. Sedanda
Exame de Admissão de história - 2014 DAU Página 4 de 4

O culto santuário ligado a fertilidade das terras nos estados Marave era designado por:
48 A. M’bona, Chissumpi ou Makewana B. Mbamba, kudhira ou Makewana C. Hossi, Bhamba ou Chissumpi
D. Kuphalha, Kudhira ou M’bona E. Kutxinga
O xeicado de Quitangonha foi fundado no século XVI, por emigrantes idos da Ilha de Moçambique. Inicialmente, os dirigentes do
xeicado firmaram uma aliança com os portugueses. Tal aliança viria, contudo, a ser perturbada a partir dos meados do século
XVIII, por causa da(o):
49 A. Assassinato, pelos portugueses, dum emissário do Xeicado;
B. Proibição, pelo xeique reinante, das actividades dos missionários portugueses no xeicado;
C. Aparecimento de traficantes franceses que pretendiam escravos para as plantações das ilhas do Índico;
D. Encarecimento dos produtos que os portugueses vendiam ao Xeicado;
E. Pretensão portuguesa de impôr vassalagem dos Xeiques a Portugal;
O Mfecane pode ser visto como:
50 A. Consequência económica e social do estado de Gaza B. Causa da formação Estado de Gaza
C. Impacto económico do estabelecimento do estado de Gaza D. Segunda fase do estado de Gaza
E. Consequência política e militar do estado de Gaza
As principais companhias majestáticas em Moçambique foram:
51 A. Zambézia e Moçambique. B. Moçambique e Niassa. C. Borror e Zambézia.
D. Niassa e Borror. E. Sena Sugar Estates e Mabor General
O Fundo de Algodão, estabelecido em 1952 com dinheiro descontado dos produtores destinava-se fundamentalmente à(ao):
A. Aquisição de maquinaria agrícola
B. Aquisição de maquinaria para o processamento primário do algodão
52 C. Financiamento da construção de infra-estruturas necessárias para a dinamização da cultura do algodão
D. Financiamento dos produtores que estivessem em dificuldades
E. Pagamento de salários dos capatazes e outros agentes envolvidos na fiscalização da produção do algodão
A Companhia Nacional Algodoeira foi uma das concessionárias algodoeiras que operaram no nosso País. As concessões desta
53 empresa situavam-se na província de:
A. Nampula B. Zambézia C. Niassa D. Tete E. Sofala
Na greve da “Quinhenta” de Agosto de1933 no porto de Lourenço Marques, os estivadores eventuais reclamavam o facto de o seu
salário ter sido reduzido. Tratou se da redução do:
54 A. Salário diário em 50 centavos B. Salário semanal em 50 escudos C. Salário mensal em 50 centavos
D. Salário semanal em 500 escudos E. Salário diário em 50 escudos.
O advento do movimento anti-colonial interno e externo a partir da segunda metade da década de 1940 obrigou Portugal a
introduzir algumas reformas na sua política colonial. Foi nesse contexto que, por exemplo, em 1951, o Governo colonial português
decidiu:
55 A. Revogar o Estatuto do Indigenato
B. Abolir o cultivo obrigatório do arroz
C. Extinguir o ensino rudimentar e integrar os seus alunos no ensino comum
D. Extinguir o Acto Colonial e atribuir o estatuto de ‘províncias ultramarinas’ às colónias
E. Atribuir dez assentos da Assembleia Nacional (a câmara baixa do parlamento português) a deputados africanos
A partir da década de 1950, o regime colonial português começou a implementar os planos de fomento. A principal obra durante
a vigência do I Plano de Fomento (1953- 1958) foi
A. a construção da linha férrea de Tete, entre Dona Ana (Mutarara) e Moatize
56 B. a construção da linha férrea Lourenço Marques – Transvaal (África do Sul)
C. a construção dos portos de Lourenço Marques e Beira
D. a construção da linha férrea de Lourenço Marques- Malvernia (fronteira com a Rodésia do Sul)
E. a construção da Barragem de Cahora Bassa
A Frente de libertação de Moçambique iniciou a Luta ramada de libertação em Setembro de 1964. Para chefe do Departamento
de Defesa foi indicado:
57 A. Samora Moisés Machel B. Joaquim Alberto Chissano C. Alberto Joaquim Chipande
D. Armando Emílio Guebuza E. Filipe Samuel Magaia
No dia 7 de Setembro de 1974 são assinados os Acordos de Lusaka entre os representantes do governo português e a Frente de
Libertação de Moçambique (FRELIMO). Entre outros aspectos, este acordo preconizava:
A. O fim do assalto das forças conservadoras coloniais à Rádio Clube de Moçambique
58 B. A retirada dos portugueses de Moçambique
C. A transferência de todos os poderes para a FRELIMO
D. O fim da guerra entre a FRELIMO e as tropas portuguesas e a formação de um governo de transição.
E. O Fim da Operação Nó Górdio no norte de Moçambique
Em 1984, Moçambique assina um acordo com as Instituições da Bretton Woods no sentido de dar início ao processo de
restruturação da sua economia. As instituições da Bretton Woods incluem:
A. O Banco Mundial e a Comunidade Económica Europeia (CEE)
59 B. O Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD) e União Europeia
C. O Fundo Monetário Internacional e Manhattan Bank
D. O Banco Africano para o Desenvolvimento (BAD) e a União Europeia (UE).
E. O Banco Mundial (BM) e o Fundo Monetário Internacional (FMI)
O primeiro presidente de Moçambique independente teve uma morte trágica no desastre aéreo que se acredita ter sido causado
pelo regime do apartheid da África do Sul. Este acidente ocorreu em:
60 A. 19 de Outubro de 1988, em M’buzini B. 19 de Outubro de 1986, em Komatipoort
C. 6 de Outubro de 1984, em M’bala D. 19 de Outubro de 1986, em M’buzini
E. 25 de Setembro de 1987, em Nelspruit

FIM!