Sie sind auf Seite 1von 74

MANUAL DE CALIBRAÇÃO

NEW HOLLAND
TM7010
TM7020
TM7030
TM7040

84465929
1ª Edição
Impresso no Brasil Português 02.09

NEW HOLLAND É UMA MARCA DA CNH.


CNH: LÍDER EM MÁQUINAS AGRÍCOLAS, MÁQUINAS DE CONSTRUÇÃO E SERVIÇOS FINANCEIROS NA AMÉRICA LATINA
ENDEREÇOS

Departamento de Assistência Técnica


Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, nº 11.825 - CIC
Caixa Postal 14.040 - CEP 81450-903 Curitiba - PR
Telefone: (41) 2107-7020
(41) 2107-7251
(41) 2107-7421
Fax: (41) 2107-7131

Departamento de Peças
Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, nº 11.825 - CIC
Caixa Postal 14.040 - CEP 81450-903 Curitiba - PR
Telefone: (41) 2107-7259
Fax: (41) 2107-7294

Departamento de Vendas
Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, nº 11.825 - CIC
Caixa Postal 14.040 - CEP 81450-903 Curitiba - PR
Telefone: (41) 2107-7217
(41) 2107-7103
(41) 2107-7393
Fax: (41) 2107-7456

CNH LATIN AMERICA LTDA.


Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, nº 11.825 - CIC
Caixa Postal: 14.040 - CEP 81450-903 - Curitiba - PR
CONTEÚDO

TRANSMISSÃO .................................................................................................................. 3
CALIBRAÇÃO DAS EMBREAGENS E DOS SINCRONIZADORES

TRANSMISSÃO .................................................................................................................. 7
FUNÇÕES PROGRAMÁVEIS

CONTROLE ELETRÔNICO DE ONDULAÇÃO .................................................................. 8


CALIBRAÇÃO DA VÁLVULA QUANTO AO INÍCIO DE SUBIDA E DESCIDA

UNIDADE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO ........................................................... 11


MENUS “H” E CALIBRAÇÕES

UNIDADE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO ........................................................... 13


CALIBRAÇÃO DE VELOCIDADE / ÂNGULO DE ESTERÇAMENTO
SUBSTITUIÇÃO DAS UNIDADES DE MEDIDA

PAINEL DE INSTRUMENTOS ELETRÔNICO


(EIC - ELECTRONIC INSTRUMENT CLUSTER) ........................................................ 19
AJUSTE DO MONITOR DE PERFORMANCE

PAINEL DE INSTRUMENTOS ELETRÔNICO


(EIC - ELECTRONIC INSTRUMENT CLUSTER) ........................................................ 21

CALIBRAÇÃO DA VELOCIDADE .................................................................................... 22

MENUS “H” PARA A TRANSMISSÃO ............................................................................. 24

MENUS “H” PARA A TESTE DO LEVANTADOR HIDRÁULICO (LH) ............................. 39

CÓDIGOS DE ERRO DA TRANSMISSÃO ....................................................................... 49


CÓDIGOS DE ERRO DO SISTEMA DO LEVANTADOR
HIRÁULICO (LH) ......................................................................................................... 51

CÓDIGOS DE ERRO DA UNIDADE DE GERENCIAMENTO


ELETRÔNICO .............................................................................................................. 52

PINOS DOS CONECTORES DO PROCESSADOR ......................................................... 55

PROCEDIMENTO PARA MEDIR AS PRESSÕES DOS


SISTEMAS HIDRÁULICOS ......................................................................................... 61

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO FLUXÔMETRO ..................................................................... 66


PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 3

TRANSMISSÃO
CALIBRAÇÃO DAS EMBREAGENS E DOS SINCRONIZADORES

Requerido quando:
• O microprocessador foi substituído.
• For resetada a memória do microprocessador (H8).
• Um solenóide de uma válvula pwm foi substituído.
• Um potenciômetro de gamas foi substituído.
• Quando a suavidade de passagem de uma marcha para outra está deteriorada.

Procedimento de ajuste:
Antes de iniciar a calibração das embreagens e sincronizadores os seguintes pontos
devem ser verificados:
• A temperatura do óleo da transmissão entre 20 e 50o C, este valor pode ser
verificado no modo HC.
• O freio de mão está acionado.
• O ar condicionado está desligado.
• Todos os comandos elétricos e hidráulicos devem estar desligados.

84465929 - 02.09
4 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Para entrar no modo de calibração:


Mantenha pressionado ambos os botões
“lebre” e “tartaruga” enquanto aciona a
partida do motor.

Método alternativo:
Instale a ferramenta de diagnóstico
380000488 no conector de diagnóstico
branco, localizado sob o painel EDC.
Funcione o motor.
No painel aparece SEL, sob a
engrenagem.
Pelo botão de gamas, selecione “F” no
painel e após entre no modo H1, pela
ferramenta, no mostrador de marchas.

Preparação:
Ao entrar no modo de calibração o painel
mostrará a temperatura do óleo da
transmissão em graus centígrados. Para
continuar a calibração:
Acelere o motor a 1200 rpm +/- 50.
Posicione a alavanca avanço/reversão
para frente.

Pressione o botão “lebre” para


selecionar a embreagem A.
Se o procedimento foi executado
incorretamente ou se a temperatura do
óleo estiver incorreta um código “U”
aparecerá no painel.

Mantenha pressionado o botão


“tartaruga” para calibrar a embreagem A.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 5

Mantenha esse botão pressionado até que


a rotação do motor diminua em 50 rpm e
o número de calibração se alterne com a
letra de identificação da embreagem.
Solte o botão “tartaruga” para prosseguir
para a próxima embreagem.
Siga o mesmo procedimento da
embreagem A para calibrar a
embreagem B.
Então continue da mesma maneira para
as embreagens C, D e E. Em seguida
aparecerá a letra F.

A calibração “F”, move os dois


sincronizadores de gama na posição
neutra. Se tudo estiver correto,
aparecerá “CF” no painel.

NOTA: Os dois potenciômetros de gamas


são calibrados automaticamente durante
a calibração das cinco embreagens.

Embreagem Potenciômetro
A Média (B)
B Ré (R)
C/D Alta (C)
E Baixa (A)

Nesse ponto, a calibração está


completa, e para armazenar os novos
valores desligue a chave de partida.

Quando se está no modo de calibração,


é possível selecionar qualquer
embreagem individual, para calibração,
pressionando o botão “lebre” até que a
requerida embreagem apareça no painel.

84465929 - 02.09
6 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Códigos de erros na calibração


U19 Temperatura do óleo da transmissão abaixo de 10o C.
U21 Rotação do motor abaixo de 1200 rpm.
U22 Rotação do motor acima de 1200 rpm.
U23 Alavanca de avanço/reversão em neutro - acione para frente.
U26 Pedal da embreagem não está totalmente para cima.
U31 Detectado movimento de roda.
U33 Freio de mão solto ou interruptor com defeito.
U36 Valor de calibração excedendo o máximo permitido.
U37 Queda de rotação do motor antes de executar a calibração.
U81 Não detectado movimento do sincronizador média-ré.
U82 Não detectado movimento do sincronizador baixa-alta.
U83 Conectores dos potenciômetros dos sincronizadores, trocados.
U84 Conectores do solenóide do sincronizador alta e baixa, trocados.
U85 Conectores do solenóide do sincronizador média e ré, trocados.
U86 Erro de neutro no sincronizador média-ré.
U87 Erro de neutro no sincronizador baixa-alta.
U88 Valores de calibração do sincronizador média/ré fora de tolerância.
U89 Valores de calibração do sincronizador baixa/alta fora de tolerância.

Outros Códigos

CF Procedimento de calibração completado com sucesso.


CH Temperatura do óleo acima de 50o C - pressione a tecla de “lebre” para
continuar.
CL Temperatura do óleo entre 10 e 20o C - pressione a tecla “lebre” para
continuar.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 7

TRANSMISSÃO
FUNÇÕES PROGRAMÁVEIS

Programação de avanço/recuo:
É possível programar o XCM, de forma
que a inversão de avanço para recuo
seja:
1, 2 ou 3 marchas mais alta que a de
avanço 1, 2 ou 3 marchas mais baixas
que a de avanço.

Para entrar no programa:


Posicione a alavanca de “reversão” para
trás.
Mantenha pressionado o botão “lebre”
enquanto liga a chave de partida.
A marcha que aparecerá no painel é a
que está armazenada na memória.

Para mudar a marcha armazenada:


Utilize os botões “lebre” e “tartaruga”
para selecionar a marcha desejada.
Desligue a chave de partida para
armazenar a nova programação.

84465929 - 02.09
8 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

CONTROLE ELETRÔNICO DE ONDULAÇÃO


CALIBRAÇÃO DO LEVANTADOR HIDRÁULICO (LH)

Requerido quando:
• A válvula do EDC foi substituída.
• O microprocessador XCM foi substituído.
• For resetado a memória do microprocessador XCM (H8).
• For substituído algum potenciômetro.

Procedimento de ajuste:
Antes de calibrar a válvula os seguintes pontos devem ser verificados:
• A temperatura do óleo da transmissão deve estar a 50o C aproximadamente. Isto
pode ser verificado no modo HC.
• Colocar um peso de aproximadamente 200 kg preso nos braços do levantador
hidráulico (para aumentar o peso dos braços do hidráulico).

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 9

Girar todos os controles do EDC


totalmente no sentido horário.

Para entrar no modo de calibração:


Manter a tecla (2) do Lift-o-matic
pressionada para abaixar e
simultaneamente dar partida ao motor.

Método alternativo:
Instalar a ferramenta de diagnóstico
(380000488) no conector de diagnóstico
preto localizado sob o painel.

Entrar no menu H2 e selecionar através


do interruptor do Lift-o-matic, a
quantidade de cilindros auxiliares.

- r0 Nenhum cilindro auxiliar


- r1 Um cilindro auxiliar
- r2 Dois cilindros auxiliares

OBS - Visualizado somente pelo método


manual (alternativo).

Nota: A seta no painel tem que estar


sob o símbolo do hidráulico.

Acelerar o motor a aproximadamente


1200 rpm.
Através da alavanca, abaixar totalmente
os braços do hidráulico, depois mover
a alavanca totalmente para cima.
Manter os braços do hidráulico nesta
posição até que haja três pequenos
ciclos de subida e descida. (Isso pode
levar alguns minutos).
84465929 - 02.09
10 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Após cada ciclo o painel de


instrumentos mostrará um aumento,
iniciando em 0 e terminando em 3,
seguido de END.
Desligue a chave para armazenar os
novos valores.

Os valores armazenados de calibração


podem ser verificados no modo H2.

Desconectar a ferramenta especial


380000488 e conferir se o curso dos
braços do hidráulico é de 0-99 no painel.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 11

UNIDADE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO - XCM

O software DP 7003 é baseado na liberação de produção DP software (DP 0104).


As seguintes funções adicionais foram incorporadas ao módulo XCM, ao invés da
EMU (eliminada):
a) Controle de tração nas quatro rodas
b) Controle de bloqueio dos diferenciais
c) Cálculo da velocidade do trator
d) Medição do ângulo de esterçamento (desligamento do bloqueio e tração)
A operação destas funções está contida mais adiante neste Manual. As exceções de
comportamento são as seções detalhadas a seguir para os menus “H” e calibrações.

Número Nome do Item Descrição


1 Sirene/ Alarme A EMU anterior emitia um sinal sonoro (bip) quando eram acionados
os interruptores da tração ou do bloqueio eram acionados. Neste
novo módulo isto foi eliminado.
2 Seleção da A seleção de velocidade agora é feita acionando-se por três
velocidade segundos o interruptor do bloqueio em auto (km/h) e fixo (mph) com a
chave ligada. Esta função refere-se apenas ao ADIC
(Analógico/Digital).
3 Bloqueio Quando em modo automático, o diferencial será desbloqueado
acionando os somente se acionado um pedal (acionando os dois, não).
freios
4 Códigos de erro Os códigos de erro da transmissão atualmente diferem devido ao
da transmissão CANDOG (Indicador Digital de Marchas).
5 Inibidor do O inibidor da função Terralock não foi incluída.
Terralock
6 EST Não foi concluída a completa funcionalidade da EST. Será concluída
na liberação do próximo software.
7 Menus “H” e O procedimento para diagnosticar e calibrar pela EMU, foram
calibração alterados e seguem adiante.

84465929 - 02.09
12 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

MENUS “H” E CALIBRAÇÕES

Os menus “H” são acessados normalmente pela ferramenta de diagnóstico.


Ao entrar no sub-menu “SEL”, será visualizado no painel e selecionado pelo
interruptor de gamas.

F – Transmissão
H – EDC (controle do levantador hidráulico)
P – PTO (TDF), incluindo a tração nas quatro rodas e bloqueio do diferencial.

OBS - F = exibido no mostrador de marchas; H e P = exibidos no painel de


instrumentos.

O funcionamento anterior da EMU (tração e bloqueio dos diferenciais) está agora


agrupado com a PTO (TDF), isto mantém a compatibilidade com os códigos de
erro da PTO (TDF) como era anteriormente com a EMU.

Ao entrar no sub-menu da PTO (TDF), há as seguintes opções:

HH Menu de serviços da PTO (TDF)


H1 Calibrações
H2 Visualização de calibração do ângulo de esterçamento
H3 Habilitar / Desabilitar PTO (TDF)
H4 Nível de revisão do software
H5 Teste de interruptores
H6 Não utilizado
H7 Não utilizado
H8 Não utilizado
H9 Voltímetro
HA Não utilizado
HB Visualização dos códigos de erro armazenados
HC Apaga os códigos de erro armazenados
HD Visualização dos códigos de erro ativos (vivos)
HE Não utilizado
HF Seleção do tipo de eixo, standard ou supersteer
HJ Seleção se o trator tem tração nas quatro rodas: Yes - sim; No - não
HL Seleciona o ângulo de desbloqueio dos diferenciais

A seleção do sub-menu é realizada normalmente através da ferramenta de


diagnóstico.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 13

H1 - CALIBRAÇÕES

Este sub-menu é utilizado para uma das duas calibrações abaixo:


a) Calibração estática para o ângulo do sensor da direção
b) Calibração de velocidade em 100 metros, incluindo a calibração dinâmica (em
movimento) do ângulo do sensor da direção

O modo de calibração também pode ser acessado mantendo acionado o interruptor


de gamas por três segundos enquanto aciona a partida do motor.

CALIBRAÇÃO ESTÁTICA DO
2 3
SENSOR DE ÂNGULO DA DIREÇÃO:
Ao entrar no sub-menu H1, aparecerá
à palavra “CAL” no painel e as lâmpadas
(2 e 3) de aviso do bloqueio dos
diferenciais piscarão alternadamente.
Acionar o interruptor de bloqueio na
posição (1) “Auto” três vezes seguidas
e rapidamente, assim entrará no modo 1
de calibração do ângulo.
O valor do ângulo de esterçamento
aparecerá no painel. Ajustar a posição
das rodas alinhadas com o trator.
Quando realizado esta operação,
acionar novamente o interruptor (1)
“Auto” do bloqueio dos diferenciais três
vezes, assim a calibração do sensor
está completada.

84465929 - 02.09
14 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

CALIBRAÇÃO EM DESLOCAMENTO
DE 100 METROS
Nesta calibração executam-se ambas as
calibrações, de velocidade e do sensor
de esterçamento. Neste caso é
necessário demarcar corretamente 100
metros em linha reta.
O sub-menu é acessado como acima, via
menus H ou interruptor de gamas e a
palavra “CAL” aparecerá no painel com
as lâmpadas de aviso de bloqueio (2 e 3)
dos diferencias piscando alternadamente.
Movendo o trator, quando este alcançar
a primeira marca dos 100 m, acionar uma 3
2
vez o interruptor de bloqueio (1) “Auto”. A
palavra “CAL” piscará no painel, somente
a lâmpada (3) de “Auto” do painel piscará
e o módulo estará executando sua
calibração.
Ao alcançar a segunda marca dos 100
m, acionar novamente uma vez o
interruptor do bloqueio em (1) “Auto”, isto
fará com que pare de calibrar. Desligar o 1
motor para armazenar a calibração.

H2 - VISUALIZAÇÃO DE CALIBRAÇÃO
DO ÂNGULO DE ESTERÇAMENTO
Este menu mostra o valor de calibração
do ângulo do sensor de esterçamento.
Tipicamente deve situar-se entre 400 –
600.

H3 - HABILITAR / DESABILITAR PTO


(TDF)
A TDF pode ser habilitada ou desabilitada
através do menu H3.
Conectar a ferramenta de diagnóstico no
conector e através do seletor (interruptor)
de gamas selecionar o acesso P.
Através da ferramenta entrar no menu H3
e selecionar Y (habilitada) ou N
(desabilitada) pelo seletor de gamas.
Desligar a chave de partida para
armazenar a opção selecionada.
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 15

H5 - TESTE DE INTERRUPTORES

O teste dos interruptores é padrão e segue os seguintes valores:

“d” No. Descrição


0 Nenhum interruptor ativado
1 Interruptor de descida do hidráulico, no pára-lama
2 Interruptor de subida do hidráulico, no pára-lama
3 Hidráulico baixar (Alavanca)
4 Hidráulico subir (Alavanca)
7 Hidráulico baixar (lift o matic)
8 Hidráulico subir (lift o matic)
11 Freio de mão
12 Pedal esquerdo do freio
13 Pedal direito do freio
14 Pedal de embreagem
21 Alavanca inversora neutro
22 Alavanca inversora frente
23 Alavanca inversora atrás
24 Tartaruga
25 Lebre
26 Gamas
27 Potenciômetro do sincronizador M/R
28 Potenciômetro do sincronizador A/C
29 Interruptor de temperatura do óleo
30 Interruptor de pressão do óleo, ponte no circuito
31 Interruptor do creeper, ponte no circuito
33 Interruptor de subida/descida danificado
38 Bloqueio manual do diferencial
39 Bloqueio automático do diferencial
41 Tração manual
42 Tração automática
44 Interruptor da TDF traseira (n/o) (normalmente aberto)
45 Interruptor da TDF traseira (n/c) (normalmente fechado)
47 Interruptor do freio da TDF traseira
48 Sensor de rotação da TDF traseira
49 Interruptor de “auto” da TDF traseira
70 Interruptor de presença do operador
80 Partida suave da TDF
84465929 - 02.09
16 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

H9 - VOLTÍMETRO
A operação do voltímetro permanece como o anterior, salvo os seguintes itens:
Canal 39 (potenciômetro de altura do eixo frontal) não mais utilizado
Canal 50 (potenciômetro de esterçamento da direção) adicionado

HB – HD - CÓDIGOS DE ERROS
Os códigos de erros pertinentes ao bloqueio dos diferenciais e da tração nas quatro
rodas, são mostrados como códigos da PTO (TDF). Os seguintes códigos estão
em uso.

Código de erros Descrição de erros


P03 Freio da PTO (TDF)
P05 Interruptor do freio da PTO (TDF)
P07 Embreagem da PTO (TDF) em curto com + 12V
P08 Embreagem da PTO (TDF) em curto com a massa
P17 Solenóide de bloqueio dos diferenciais
P19 Interruptor de bloqueio dos diferenciais
P23 Solenóide da tração dianteira
P25 Interruptor da tração dianteira
P27 Sensor de rotação da PTO (TDF)
P31 Sensor de esterçamento fora do limite – Tensão máxima
P32 Sensor de esterçamento fora do limite – Tensão mínima
P33 Interruptor da PTO (TDF) dentro da cabine
P37 Interruptor da PTO (TDF) dentro da cabine,
momentaneamente preso e fechado
P38 Interruptor da PTO (TDF) fora de “tempo”

HF - TIPO DE EIXO
Permite selecionar eixo standard e supersteer (não ativado)

HJ - MONTAGEM DE TRAÇÃO NAS QUATRO RODAS


Permite selecionar tração nas quatro rodas Yes – sim; No – não , através do
interruptor de gamas.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 17

HL - OPÇÃO DE ÂNGULO
Quatro opções de ângulos de desbloqueio e desligamento da tração, estão
disponíveis:

Ângulos para desligamento temporário automático, para velocidades até 20 km/h


Opção Ângulo de desligamento de 0-10 km/h Ângulo de desligamento de 10- 20 km/h
0 30º 25º
1 45º 40º
2 20º 15º
3 15º 15º

Ângulos para desligamento temporário automático, para velocidades acima de 15


km/h
Opção Ângulo de desligamento de 0-10 km/h Ângulo de desligamento de 10- 15 km/h
0 20º 10º
1 20º 10º
2 15º 10º
3 10º 10º

HP - VELOCIDADE PARA DESLIGAR A TRAÇÃO NAS QUATRO RODAS


Oferece a opção de velocidade sob a qual a aplicação dos freios, não acopla a
tração as quatro rodas.
Opção Velocidade em km Velocidade em mph
1 0 0
2 1,6 1
3 3,2 2
4 4,8 3
5 6,4 4

Ao entrar no menu, a velocidade previamente ajustada será mostrada no painel. A


velocidade pode ser alterada através do interruptor de gamas.

84465929 - 02.09
18 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

UNIDADE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO - XCM

PARA SUBSTITUIR AS UNIDADES DE MEDIDA

A leitura da velocidade pode ser lida em


milhas por hora (MPH) ou quilômetros
por hora (km/h).

Para mudar de km/h para MPH


Ligar a chave de partida enquanto pres-
siona o interruptor (1), lado preto, do
acionamento manual do bloqueio do di-
ferencial.

1 2

Para mudar de MPH para km/h


Ligar a chave de partida enquanto pres-
siona o interruptor (2), lado amarelo, do
acionamento automático do bloqueio do
diferencial.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 19

PAINEL DE INSTRUMENTOS ELETRÔNICO (EIC - ELECTRONIC


INSTRUMENT CLUSTER) (opcional)
AJUSTE DO MONITOR DE PERFORMANCE
Requerido quando o operador quiser mudar ou fazer uma das seguintes
verificações:
• A largura de trabalho do implemento
• A % da patinação das rodas quando o alarme é ativado
• A área total trabalhada
• Determinar uma distância.
• Mudar as unidades de medição.

LARGURA DO IMPLEMENTO:
Mantenha pressionado a tecla “set up”
para entrar no modo de programação e
mostrar a largura do implemento.
Utilize as teclas “select” e “set” para
alterar a largura do implemento.
M = métrico; FT = inglês

ALARME DE PATINAÇÃO:
Pressione a tecla “set up” para mostrar
o valor selecionado para alarme (se
estiver montado um radar).
Utilize as teclas “set” e “select” para
alterar o valor programado.
Selecione o valor zero se não quiser o
alarme.
Tratores sem radar irão mostrar a área
pré-determinada.

ÁREA PRÉ-DETERMINADA
Pressione a tecla “set up” para mostrar
a área acumulada.
Use as teclas “digit select” e “set” para
pré-determinar a leitura da área.

84465929 - 02.09
20 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

MEDIÇÃO DE DISTÂNCIA
Pressione a tecla “set up” para entrar no modo de medição de distância.
Para medir uma distância pressione a tecla ON/OFF, para iniciar e terminar a
medição.

PARA SELECIONAR A UNIDADE MÉTRICA OU INGLESA

Pressione a tecla “set up” para mostrar “M” ou “FT”.


A cada toque na tecla “reset” você muda de “M” (métrico) “FT” (inglês) e vice-versa.
Para sair do modo de programação pressione a tecla “set up” até aparecer no
painel “AREA/HOUR”.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 21

PAINEL DE INSTRUMENTOS ELETRÔNICO (EIC - ELECTRONIC


INSTRUMENT CLUSTER)
CALIBRAÇÃO DE VELOCIDADE

Requerido quando:
• Foram montados diferentes tamanhos de pneus.
• O painel de instrumento foi substituído.
• Foi retirado ou montado radar.

84465929 - 02.09
22 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

CALIBRAÇÃO DA VELOCIDADE:
Para entrar no programa mantenha pressionado a tecla de velocidade por 4
segundos.
O número de calibração da velocidade está relacionado com o raio da roda traseira
(sob carga) dos tratores sem radar. O número de calibração é programado no
painel central utilizando as teclas de seleção de dígitos e a tecla “set”.
Para tratores com radar o número de calibração é 4018.

Utilizando a tabela selecione o número de calibração adequado.

Medida do Modelos Nº
Pneu Traseiro

18.4-34 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 7644

16.9-38 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 7404


480/70R-38

18.4-34 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 7178


520/70R-38
600/70R-38

20.3-38 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 6884


580/70R-38
650/70R-38

18.4-34 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 8493


16.9-38 8226
480/70R-38

18.4-38 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 7975


520/70R-38
600/70R-38

20.8-38 TM7010/TM7020/TM7030/TM7040 7649


580/70R-38
650/70R38
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 23

PROCEDIMENTO ALTERNATIVO DE
CALIBRAÇÃO:
Funcione o motor e entre no modo de
calibração de velocidade.
Demarque uma distância de 122 m em
linha reta.
Ao iniciar o percurso pressione a tecla
de “velocidade” ligando o sistema, e ao
final do percurso pressione novamente
a tecla desligando o sistema.
O número que aparecerá no painel é a
nova calibração, desligue a chave de
partida para armazenar esse valor.

NOTA: Sob o painel de instrumentos


(EDC) existem três conectores:
1. Conector macho preto - com fios
amarelo/verde/cinza.
2. Conector fêmea preto - com dois fios
amarelo/verde/cinza.
3. Conector fêmea vermelho - com um
fio verde.
Unidades com radar - conecte o
conector macho preto no conector fêmea
vermelho. Unidades sem radar - conecte
o conector macho preto no conector
fêmea preto.

84465929 - 02.09
24 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

MENUS “H” PARA A TRANSMISSÃo

Utilizando a ferramenta especial de diagnóstico (P/N 380000488), no soquete


de diagnóstico branco.
Ligar a chave de partida, o mostrador no painel de instrumentos indicará “HH”.
Apertar repetidamente o botão do interruptor de diagnóstico até que o
mostrador no painel de instrumentos mude para o menu necessário.

A Rotina “H” consiste nos seguintes


códigos de menu:

HH Menu de Serviço da Transmissão


H1 Calibração das embreagens e dos
sincronizadores
H2 Visualizar calibração das
embreagens
H3 Revisar temperatura de calibração
das embreagens
H4 Nível de revisão do software
H5 Teste do interruptor
H6 Visualizar calibração dos
sincronizadores
H7 Reserva (não utilizado)
H8 Limpeza da memória não volátil
H9 Teste de tensão
HA Visualizar posição do pedal da
embreagem (%) e temperatura do
óleo da transmissão
HB Mostrar códigos de erro
armazenados
HC Limpar códigos de erro
armazenados
HD Mostrar códigos de erro ao vivo
(Dinâmico)
HE Ajuste do tempo de enchimento
rápido
HF Ajuste manual calibração
embreagem
HJ Modo de teste da pressão das
embreagens
HL Modo de mudança/posição
sincronizador
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 25

H2 - VIZUALIZAR CALIBRAÇÃO
DAS EMBREAGENS

Mostra as calibrações de cada


embreagem.

É mostrada a Embreagem “A”, seguido


do seu número de calibração.

Prosseguir, pressionando os botões de


marchas para a troca dos pacotes.

84465929 - 02.09
26 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

H3 - REVISAR TEMPERATURA
DE CALIBRAÇÃO DAS
EMBREAGENS

Mostra a temperatura da transmissão


em que cada embreagem foi calibrada
pela última vez.

Mostra o pacote “A” primeiro, com a


temperatura.

Prosseguir, pressionando os botões de


marchas para a troca dos pacotes.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 27

H4 - NÍVEL DE REVISÃO DO
SOFTWARE

Mostra o software instalado no


processador.
O mostrador mostrará 4 números
sucessivamente.

D.P. Semi Powershift


03 Nível do software da Produção
00 Nível do software do Protótipo
40 Tipo de transmissão: 30 ou 40
km/h

H5 - TESTE DO INTERRUPTOR

No modo “H5” é possível testar o


funcionamento de todos os interruptores
utilizados no sistema elétrico da
transmissão.
O mostrador mostrará um número de
código.

Ao ser acionado um interruptor, o código


a ele correspondente será mostrado,
seguido de um tom audível indicando
seu correto funcionamento.
Se o código não for mostrado e o tom
não puder ser ouvido, o interruptor ou a
fiação do interruptor estão com defeito.

84465929 - 02.09
28 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Identificador Interruptor/Entrada Especiais


Requisitos
d20 Potenciômetro do pedal da embreagem Pedal embreagem acionado
d21 Interruptor do pedal da embreagem Alavanca inversor em avante
d22 Interruptor avante Pedal embreagem pressionado
d23 Interruptor ré Pedal embreagem pressionado
d24 Interruptor marchas abaixo
d25 Interruptor marchas acima
d26 Interruptor de gamas
d27 Potenciômetro sincronizador Médias/Ré Acionar manualmente
d28 Potenciômetro sincronizador Baixa/Alta Acionar manualmente
d29 Interruptor Temperatura Óleo Desligar e ligar o terminal
d30 Interruptor Pressão Óleo Desligar e ligar o terminal
d31 Interruptor super-redutor

H6 - VISUALIZAR CALIBRAÇÃO DOS


SINCRONIZADORES

Mostra os valores armazenados no


microprocessador.

Mostra primeiro “1”, seguido de seu


número de calibração. Existem 6
visualizações:

1 Lenta (baixa) 362-912


2 Médias (média) 50-601
3 Rápida (alta) 50-601
4 Ré 362-912
5 Lento/Rápido (neutro) 242-722
6 Médias/Ré (neutro) 242-722
Prosseguir, pressionado o botão de
marchas acima.
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 29

H7 - NÃO UTILIZADO

O H7 será mostrado ao navegar pelo


menu H, no entanto não possui função.

H8 - LIMPEZA DA MEMÓRIA NÃO


VOLÁTIL

Utilizado para limpar todos os dados


de calibração do processador.
Com H8 selecionado, o procedimento
é automático.

O mostrador muda de “H8” para “EE”


para “HH”, indicando que agora o
processador está limpo.

NOTA: Todas as calibrações deverão


ser executadas após uma operação H8

84465929 - 02.09
30 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

H9 - TESTE DE TENSÃO

Permite que sejam executados vários


testes de tensão nas entradas e saídas
do Módulo de Controle XCM.
Se uma falha intermitente for exibida em
um circuito em particular, pode ser
realizado um teste de busca na fiação
correspondente, enquanto se observa o
mostrador, em busca de uma mudança
repentina de valores, o que auxilia a
isolar a área defeituosa.

Existem 26 canais que podem ser


acessados. Utilizar o botão de marchas
acima para selecionar o canal requerido.

NOTA: Os canais 21 ao 26, inclusive,


são vagos, sem função

Entrando no canal desejado, será


mostrado um valor. Comparar o valor
mostrado com o valor apresentado na
tabela da página seguinte.

NOTA: O valor é a tensão de saída do


processador, mostrado como
porcentagem. Não pode ser
transformado diretamente em tensão
devido ao processo interno do módulo

Se o valor mostrado variar mais de 10%


do valor indicado na tabela, há uma falha
no componente ou no circuito daquele
canal.

NOTA: Vale a pena verificar os


conectores do circuito afetado, incluindo
o conector do processador, antes de
substituir qualquer componente.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 31

Canal Descrição Valor Típico Notas


0 Posição do pedal da 91% Liberado
embreagem 26% Pressionado
1 Sincronizador Alta/Baixa* 24% Alta Ver nota 1
45% Neutro Alavanca Inversão em Neutro
71% Baixa Ver Nota 2
2 Sincronizador Média/Ré 24% Média Ver nota 3
45% Neutro Alavanca Inversão em Neutro
71% Ré Alavanca Inversão em Ré
3 Interruptor marchas acima 30% Liberado Passar ao canal 2, pressionar
67% Pressionado e manter pressionado o botão
de marcha acima
4 Interruptor marchas abaixo 30% Liberado Passar ao canal 5, pressionar
67% Pressionado e manter pressionado o botão
de marcha abaixo
5 Interruptor de gamas 30% Liberado
67% Pressionado
6 Interruptor de avante 30% Liberado
67% Pressionado
7 Interruptor de ré 30% Liberado
67% Pressionado
8 Sensor de temperatura 71% a 0°C
46% a 30°C
26% a 60°C
14% a 90°C
9 Alimentação + 12V (vf) 43%
10 Alimentação + 12V (vf) 43%
11 Interruptor do pedal da 43% Pedal em cima, avante O trator se deslocará se o
embreagem 0% Pedal em baixo neutro motor estiver funcionando
12 Alimentação do sensor 5V 50%
13 Alimentação do sensor 8V 80%
14 Embreagem A* 0% Embreagem desacoplada Ver nota 4
40-60% Embreagem acoplada
15 Embreagem B* 0% Embreagem desacoplada Ver nota 4
40-60% Embreagem acoplada
16 Embreagem C* 0% Embreagem desacoplada Ver nota 4
40-90% Embreagem acoplada
17 Embreagem D* 0% Embreagem desacoplada Ver nota 4
40-90% Embreagem acoplada
18 Embreagem E* 0% Embreagem desacoplada Ver nota 4
40-90% Embreagem acoplada
19 Tensão diagnóstico veloc. Ré 49%
20 Tensão diagnóstico Médias 49%

* O Motor deve estar funcionando.


Nota 1: Voltar ao canal 0. Pressionar e manter pressionado o botão de marchas acima para passar ao canal 1. Somente soltar
o botão de marchas acima quando o LED no mostrador de marchas estiver na faixa C. Com o pedal de embreagem pressionado
coloca a alavanca de Frente/Ré em Avante. O sincronizador de Alta (gama C) deve ter sido selecionado, dando uma leitura de
aproximadamente 25%.
Nota 2: Passar no canal 2, e em seguida pressionar e manter pressionado o botão de marchas abaixo para passar ao canal 1.
Somente soltar o botão de marchas acima quando o LED no mostrador de marchas estiver na faixa A. Com o pedal de
embreagem pressionado colocar a alavanca de Frente/Ré em Avante. O sincronizador de Alta (gama A) deve ter sido selecionado,
dando uma leitura de aproximadamente 75%.
Nota 3: Seguir o mesmo procedimento das Notas 1 e 2, asegurando-se que os botões de marchas acima somente seja
liberado quando o LED no mostrador estiver na faixa B (gama Média).
Nota 4: Acessar o canal correspondente, pressionar e manter pressionado o botão de marchas acima ou o botão de marchas
para baixo. Soltar quando o LED no mostrador de marchas estiver numa marcha que utilize embreagem (ex: embreagem A -
soltar quando o LED estiver na marcha 1, 3 ou 5). Pressionar o pedal da embreagem, engatar a marcha avante e gradualmente
soltar o pedal da embreagem. Observar a leitura no mostrador de marchas enquanto a embreagem está sendo acoplada.

84465929 - 02.09
32 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

HA - POSIÇÃO DO PEDAL DA
EMBREAGEM E TEMPERATURA DO
ÓLEO DA TRANSMISSÃO

Este modo permite conduzir o trator ao


mesmo tempo mostrando a posição do
pedal da embreagem ou a temperatura
do óleo.
A indicação no mostrador da posição do
pedal da embreagem é expressa em
porcentagem de deslocamento (0-99) e
é indicada por “C” no primeiro dígito do
mostrador.

O interruptor de segurança de partida,


do pedal da embreagem pode ser
ajustado neste modo.
Este interruptor deverá ser ajustado de
forma que seja ouvido um “clic” quando
o pedal estiver subindo, em alguma
posição entre 8 - 14%.
O ajuste incorreto deste interruptor
causará o aparecimento de códigos de
erros durante a operação do pedal da
embreagem.

A temperatura do óleo em °C pode ser


mostrada quando o pedal da
embreagem estiver totalmente
pressionado ou totalmente liberado,
pressionando-se e mantendo-se
pressionados o botão de
marchas acima ou marchas abaixo.
Igualmente, quando a embreagem
estiver totalmente liberada, o mostrador
mudará para indicar temperatura do
óleo, dentro de cinco segundos.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 33

HB - VISUALIZAÇÃO DOS CÓDIGOS


DE ERROS ARMAZENADOS

Este modo mostra os códigos de erros


armazenados na memória do
processador da transmissão.
Podem ser armazenados até 10 códigos
de erros. O modo de mostrador
seleciona os erros de forma que os
códigos de erros mais recentes sejam
mostrados primeiro.

Enquanto está neste modo, os


interruptores de marchas acima e
marchas abaixo são utilizados para
controlar o mostrador.
Para selecionar o próximo código de
erros armazenado, pressionar o botão
de marchas abaixo.

Para ver as horas decorridas desde a


última ocorrência do código de erro,
pressionar e manter pressionado o
botão de marchas cima. As horas serão
2 SEGS
mostradas durante um espaço de até 2
segundos.

NOTA: As horas são contadas sempre


que o motor esteja funcionando

84465929 - 02.09
34 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Para ver o número de vezes que o erro


ocorreu, ou seja, quantas vezes a falha
foi detectada, (os erros que vão
ocorrendo serão armazenados toda vez
que a chave de partida for ligada),
continuar pressionando o interruptor de
marchas acima depois de mostradas as
horas.

Para voltar ao ‘início” da lista, pressionar


os botões de marchas acima e marchas
abaixo simultaneamente.
Quando não houver mais códigos de
erros para mostrar, ou for mostrado o
último código de erro, o mostrador
exibirá dois traços “- -”.

HC - LIMPEZA DOS CÓDIGOS DE


ERROS ARMAZENADOS

Esta função permite apagar todos os


códigos de erros armazenados na
memória.
Com o modo HC selecionado, o
processo é automático.
O mostrador muda de “HC” para “EE” e
para “HH”, indicando que os erros
armazenados já foram apagados.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 35

HD - MOSTRAR CÓDIGOS DE ERROS


MOMENTÂNEOS (ATIVOS)

O trator operará normalmente neste


modo, contudo quaisquer erros
detectados serão mostrados.

HE - AJUSTE DO TEMPO DE
ENCHIMENTO

Permite ajustar o tempo de enchimento


do pacote de embreagem.
Isto pode ser executado com o motor
funcionando.

Aparece “A” no mostrador seguido do


valor de calibração do tempo de
enchimento.

84465929 - 02.09
36 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Ajustar o tempo de enchimento


utilizando os botões de marchas acima
/ abaixo.
Para mudar as embreagens, pressionar
o botão de gamas.

Selecionado avante, pode-se verificar o


tempo para engatar a marcha.

HF - AJUSTE MANUAL DA
CALIBRAÇÃO DA
EMBREAGEM

Permite ajustar manualmente o engate


da embreagem. Isso pode ser feito com
o motor funcionando.

Aparece “A”, seguido do número de


calibração da embreagem executada em
“H1”.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 37

Ajustar o número de calibração


pressionando os botões de marchas
acima ou abaixo.

Mudar a embreagem a ser ajustada,


utilizando o botão de gamas.
Selecionado avante, ou liberando a
embreagem, pode-se verificar o engate
da embreagem.
O mostrador mostrará a posição do
pedal da embreagem em %.

HJ - MODO DE TESTE DA
PRESSÃO DAS EMBREAGENS

Este modo de teste é para se ser


utilizado no teste da pressão das
embreagens A, B, C, D, e E, da
transmissão. Permite energizar
independentemente cada embreagem,
e permite a operação do pedal da
embreagem para controlar a pressão.
Ver Seção de teste de pressão da
transmissão para instruções completas
de operação.
84465929 - 02.09
38 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

HL - MODO DE MUDANÇA/
POSIÇÃO DO SINCRONIZADOR

Verifica a operação dos 2


sincronizadores.
Este modo também é utilizado durante
o teste de pressão do circuito de atuação
do sincronizador. O motor deve estar
funcionando, a transmissão em neutro
e o pedal da embreagem liberado.
Para verificar o sincronizador de média/
ré, pressionar e manter pressionado o
botão de marchas abaixo, para mostrar
a posição Média como uma % do
movimento do potenciômetro
(aprox.25%).
Pressionar o botão de marchas acima
para Ré (75%).
Pressionar ambos os botões para
Neutro (50%).

No display aparecerá a letra


correspondente à gama que estiver
engatada. NOTA: Antes de passar de um
Se o pedal de embreagem for agora sincronizador para outro, certificar-se de
pressionado, poderá ser feita uma que o sincronizador volte para neutro,
verificação semelhante para o caso contrário o mecanismo de bloqueio
sincronizador de Baixa/Alta. evitará o movimento do outro
sincronizador.

Interruptor acionado Visualização do sincronizador no painel Porcentagem aproximada


Tartaruga B 25%
Lebre R 75%
Ambos juntos N 50%

Com o pedal de embreagem acionado:

Interruptor acionado Visualização do sincronizador no painel Porcentagem aproximada


Tartaruga C 25%
Lebre A 75%
Ambos juntos N 50%

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 39

MENUS “H” PARA TESTE DO LEVANTADOR HIDRÁULICO (LH)

Utilizando a ferramenta especial de diagnóstico (P/N 380000488).


Ligar a chave de partida, e proceder conforme orientado anteriormente, neste
manual.

O painel de comandos é utilizado para visualizar a informação, grupos EIC (painel


eletrônico) e AEIC (painel analógico).

NOTA: Ambos os painéis de comando mostram as mesmas informações. Deste


modo, para facilitar a explicação, ambos são descritos de forma alternada.

HH Menu do Levantador
Hidráulico (LH)
H1 Válvula de controle do
levantador/calibração da
válvula
H2 Revisão de calibração da
válvula
H3 Habilitar/Desabilitar
1 - Levantador hidráulico
2 - Controle de patinação
H4 Nível de revisão do software
H5 Teste do interruptor
H8 Zeragem da memória
H9 Voltímetro

H1 - CALIBRAÇÃO DA VÁLVULA
EDC

Esta calibração é necessária se alguma


válvula solenóide ou microprocessador
tiverem sido substituídos ou se a
memória tiver sido zerada usando o
Menu de Diagnóstico H8.

84465929 - 02.09
40 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Executar a calibração com o óleo


hidráulico aquecido e um implemento ou
peso adequados montados no
levantador hidráulico. O peso do
implemento deve ser suficiente para
vencer qualquer atrito no levantador
hidráulico e permitir que os braços do
levantador baixem sem resistência.

1. Acessar o modo H1, utilizando a


ferramenta de diagnóstico.

2. Pegar o engate. Baixar o l evantador


abaixo da faixa média e em seguida
levantar o levantador até a altura
máxima.

3. Deixar o engate nesta posição


enquanto o mesmo completa uma série
de três pequenos ciclos de subida/
descida.

Toda vez que o engate fizer uma


correção, o mostrador mudará
progressivamente de 0 para 1, para 2,
para 3 e em seguida “End”/ significando
que foi concluída a calibração.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 41

4. Desligar a chave de partida para


armazenar as calibrações.

NOTA: os itens 2 e 3 podem ser


executados várias vezes para conseguir
uma média melhor dos limiares da
válvula. Os limiares, a corrente
necessária para dar início ao
funcionamento dos solenóides de subida
e descida da válvula solenóide do EDC,
podem ser vistos no modo H3 e são
mostrados em ampères x 100, isto é,
0,530 ampères será mostrado como 53.
O limiar de levantamento é mostrado
primeiro, seguido do limiar de descida.

Recomenda-se que depois de calibrada


a válvula solenóide do EDC, os valores
dos limiares sejam revistos conforme
explicado na página seguinte e
comparado aos valores típicos
mostrados.

84465929 - 02.09
42 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

H2 - REVISÃO DE CALIBRAÇÃO
DA VÁLVULA

(Mostrado painel de instrumentos


analógico eletrônico)
1. Acessar a rotina de diagnóstico
pressionar o botão do interruptor
de diagnóstico “3X” até que o
mostrador do painel de
instrumentos mude para “H3”.
2. Depois de aproximadamente 4
segundos, o mostrador mudará
para mostrar os limiares de
levantamento e abaixamento da
válvula solenóide do EDC.

Os valores limiares serão diferentes para


cada trator com um valor nominal de
aproximadamente 50.

3. Depois de mostrar o valor limiar de


cada válvula, o mostrador mostrará,
então, o número de cilindros auxiliares
instalados. Isso pode ser ajustado
acionando-se o interruptor de subida/
descida/trabalho (lift-o-matic) entre as
posições de trabalho e levantamento
para aumentar o número de cilindros
montados.

O mostrador exibirá as seguintes


indicações:
r1... r2... r3... r0

Clicar até que o mostrador mostre o


número de cilindros auxiliares instalados
no trator.
Se for necessário substituir o micropro-
cessador, sempre executar esta operação
antes de calibrar o sistema hidráulico.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 43

H3 - HABILITAR/DESABILITAR
LEVANTADOR HIDRÁULICO E
CONTROLE DE PATINAÇÃO
O levantador hidráulico pode ser habilitado
ou desabilitado (se o trator não tiver este
componente), assim como a opção de
controle de patinação (slip control), através
do menu H3 na opção H.
Entrar pela ferramenta de diagnóstico no
menu H3 e através do seletor de gamas,
entrar no canal 1 e habilitar ou desabilitar
o levantador hidráulico.
No canal 2 habilitar/desabilitar o controle
de patinação.
O controle de patinação requer a opção
radar instalada.
Se não forem observadas estas
instruções, a TDF não funciona e nos
outros itens ocorre código de erro.

H4 - NÍVEL DE REVISÃO DO
SOFTWARE

H5 - MODO DE DIAGNÓSTICO
DO INTERRUPTOR
(Mostrado Painel de Instrumentos
Eletrônico)
O modo de diagnóstico do interruptor
proporciona um método simples de
testar a continuidade dos interruptores
do sistema hidráulico do controle
eletrônico de esforço.

Os interruptores do sistema hidráulico


do EDC que podem ser verificados
utilizando o modo de diagnóstico H5 são:

- Interruptor de subida rápida/ trabalho


da cabine (lift-o-matic)

84465929 - 02.09
44 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

- Interruptores externos de subida/


descida montados no pára-lama

Para usar a rotina de diagnóstico H5,


proceder como segue:

1. Acessar a rotina de diagnóstico e


pressionar o botão do interruptor de
diagnóstico “5 vezes” até que o
mostrador do painel de instrumentos
mude para H5".

2. Após um período máximo de quatro


segundos o mostrador mudará
novamente para “dO”. Este é o modo
de diagnóstico do interruptor.

3. Pressionando o interruptor de subida


rápida/ trabalho da cabine (2) (lift-o-
matic) ou os interruptores externos
montados no pára-lama, fará com que
os números nos mostradores mudem
como segue, indicando que o
interruptor que está sendo testado está
funcionando corretamente.

Código / Descrição do Interruptor

d1 Interruptor do pára-lama
funcionando corretamente na posição
baixar.

d2 Interruptor do pára-lama
funcionando corretamente na posição
levantar.

d3 Interruptor de subida rápida/


trabalho da cabine funcionando
corretamente entre levantar e baixar.

d4 Interruptor de subida rápida/


trabaho da cabine funcionando
corretamente entre baixar e levantar.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 45

H8 - LIMPEZA DE MEMÓRIA

Para zerar a memória proceder da


seguinte forma:
1. Acessar a rotina de diagnóstico e
pressionar o botão da rotina de
diagnóstico “oito vezes” até que o painel
de instrumentos mude para H8.

2. Esperar aproximadamente 4
segundos para que o processador
selecione a rotina de limpeza da
memória. O mostrador do painel de
instrumentos mudará de H8 para “EE” e
volta a “HH”, indicando que a memória
foi zerada.

3. Desligar a chave de partida esperar


dois segundos e em seguida ligar a
chave de partida. O mostrador mudará
para o código 24, indicando que o
levantador hidráulico precisa ser
calibrado.

84465929 - 02.09
46 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

H9 - TESTE DE TENSÃO

Este modo permite ao pessoal técnico


verificar o funcionamento de vários
potenciômetros e alimentações de
tensão no controle eletrônico de esforço
e na transmissão.
Para usar a rotina de diagnóstico H9,
proceder como segue:

1. Acessar a rotina de diagnóstico e


pressionar o botão do interruptor de
diagnóstico “nove vezes” até que o
mostrador do painel de instrumentos
mude para “H9”.

Após aproximadamente 4 segundos o


mostrador mudará para “0”.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 47

Acionando-se repetidamente o
interruptor de subida/rápida/trabalho da
cabine (2) (lift-o-matic), pode-se
aumentar ou diminuir o número do canal
até que tenha sido selecionado o canal
desejado.

O canal 31 foi selecionado, o qual verificar


o funcionamento do potenciômetro de
controle do limite de altura.

O número do canal selecionado mudará


então e ao girar o controle do limite de
altura (6) do mínimo ao máximo deverão
ser mostrados valores de
aproximadamente 14 a 84.

Os valores mostrados devem ser


comparados com valor típico na tabela de
canais H9, e se forem diferentes numa
proporção maior de 10%, isso indica haver
problema no potenciômetro ou no circuito
que está sendo testado.
Se os valores estiverem fora de
especificação, é provável que o
potenciômetro esteja com defeito. Contudo,
devem primeiro ser testados os chicotes
elétricos antes de substituir o potenciômetro.

84465929 - 02.09
48 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Canais
Range Descrição Valor Típico
Command
(Canais)
Temperatura do óleo da 75 a 45°C
1
transmissão 96 > 40°C (disponível só em transmissão Hi-Lo)
Interruptor de baixa temperatura
2 2< 40°C
da bomba CCLS
3 Sensor do fusível 12 96
4 Tensão de programação Vpp 22
5 + 5 V Referencia 49
6 + 12 V Alimentação 42
8 + 12 V Alimentação 42
Tensão de referência de 8 volts
9 para os pinos de detecção de 79
carga EDC
18 Retorno de Subida EDC 0 – 66
19 Retorno de Descida EDC 0 – 66
Verificação DC de velocidade de
20 64
avanço
Sensor luminoso do estado do
25 7 Quando iluminado
implemento
Sensor luminoso do
26 7 Quando iluminado
deslizamento dos pneus
Pot. de posição do braço 15 Elevador abaixado
28
esquerdo 79 Elevador elevado
Pot. da Alavanca de controle 25 Elevador completamente abaixado
29
esquerda 79 Elevador completamente elevado
84 Completamente abaixado
30 Pot. da taxa de queda
14 Completamente anti horário
84 Completamente abaixado
31 Pot. do limite de altura
14 Completamente anti horário
84 Completamente abaixado
32 Pot. de sensibilidade do sensor
14 Completamente anti horário
84 Completamente abaixado
33 Pot. de limite de deslizamento
14 Completamente anti horário
34 Pino sensor direito 48 Quando o implemento não for usado
35 Pino sensor esquerdo 48 Quando o implemento não for usado
38 Roda do sensor de carga 9 = 0 , 82 = 10
43 Velocidade da roda 0 = mph/kmh, 100 = 30 mph / 48kmh

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 49

CÓDIGOS DE ERRO DA TRANSMISSÃO

Código Sta tus Modo


Descriçã o do Erro
de Erro Tra nsm issã o Ala rm e
F02 Sincronizador Rápidas/Lentas - valor calibração errado no Habilitado
NVM ou descalibrado
F03 Sincronizador M/R -valor calibração errado no NVM ou Habilitado
Descalibrado
F11 Subtensão no potenciômetro de avanço lento Desabilitado Pulso
F12 Sobretensão no potenciômetro de avanço lento Desabilitado Pulso
Habilitado
F13 Interruptores marchas acima e abaixo ambos Habilitado
fechados
F20 Sincronizador não engata - mudanças gamas Habilitado
F21 Bobinas desconectadas - Erro avanço lento Desabilitado
ou do chicote
F22 Sincronizador não desengata - mudanças gamas Habilitado
F23 Super-redutor engatado, velocidade ou marcha Habilitado
muito alta
F24 Todas as embreagens/sincronizadores Desabilitado
precisam recalibração
F27 RPM muito baixa - circuito aberto ou curto Habilitado
F31 Sincronizador não engata – inversão Desabilitado Pulso
F32 Sincronizador não engata após a partida Desabilitado Pulso
F33 Sincronizador não desengata - inversão ou neutro Desabilitado Pulso
F34 Sincronizador não desengata após a partida Desabilitado Pulso
F35 Deixa de engatar gama anterior após códigos Desabilitado Pulso
de erro F20 e F22
F36 Sincronizador não engata (possivelmente Desabilitado Pulso
escapando)
F37 Interruptor energização solenóidecircuito aberto Desabilitado
F38 Gama desabilitada selecionada pelo operador Habilitado Pulso
F40 Sobretensão potenciômetro Sincronizador Habilitado
Médias/Ré
F41 Subtensão potenciômetro Sincronizador Habilitado
Médias/Ré
F42 Sobretensão potenciômetro Sincronizador Habilitado
Rápida/Lenta
F43 Subtensão potenciômetro Sincronizador Rápida/Lenta Habilitado
F44 Potenciômetro Sincronizador Médias/Ré fora da faixa de Habilitado
Calibração
F45 Potenciômetro Sincronizador Rápida/Lenta fora da faixa Habilitado
de calibração
F47 Interruptor energização solenóide mal ajustado Habilitado
(pedal embr.)
F48 Interruptor energização solenóide em curto com 12 volts Habilitado
F49 Sensor velocidade das rodas circuito aberto Habilitado
F50 Sensor velocidade das rodas em curto Habilitado
F51 Sensor de temperatura circuito aberto Habilitado
F52 Sensor temperatura curto à massa Habilitado

84465929 - 02.09
50 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

F53 Regulagem 5/7 volts muito alta Desabilitado


F54 Regulagem 5/7 volts muito baixa Desabilitado
F55 Regulagem 8 volts muito alta Desabilitado
F56 Regulagem 8 volts muito baixa Desabilitado
F59 Incompatibilidade interruptor Avante/Ré/Neutro Desabilitado Pulso
F60 Subtensão entrada marchas acima Habilitado
F61 Sobretensão entrada marchas acima Habilitado
F62 Subtensão entrada marchas abaixo Habilitado
F63 Sobretensão entrada marchas acima Habilitado
F64 Subtensão entrada marchas Alta/Baixa Habilitado
F65 Sobretensão entrada marchas Alta/Baixa Habilitado
F66 Subtensão entrada marcha avante Habilitado
F67 Sobretensão entrada marcha avante Habilitado
F68 Subtensão entrada marcha ré Habilitado
F69 Sobretensão entrada marcha ré Habilitado
F73 Sensor Médias circuito aberto Habilitado
F74 Sensor Médias curto à massa ou curto com 12V Habilitado
F75 Sensores Ré e Médias trocados Habilitado
F77 Ausência de sinal do sensor de velocidade das rodas Habilitado
F78 Ausência de sinal do sensor de Médias Habilitado
F79 Motor rpm >3000 Habilitado Pulso
F80 Velocidade da roda muito alta para a marcha selecionada Habilitado Pulso
F81 Não detectada relação correia Desabilitado Pulso
F1A Embreagem A circuito aberto ou curto à massa Desabilitado
F1b Embreagem B circuito aberto ou curto à massa Desabilitado
F1C Embreagem C circuito aberto ou curto à massa Desabilitado
F1d Embreagem D circuito aberto ou curto à massa Desabilitado
F1E Embreagem E circuito aberto ou curto à massa Desabilitado
F2A Embreagem A curto com 12V Desabilitado
F2b Embreagem B curto com 12V Desabilitado
F2C Embreagem C curto com 12V Desabilitado
F2d Embreagem D curto com 12V Desabilitado
F2E Embreagem E curto com 12V Desabilitado
F1P Solenóide de Ré circuito aberto ou curto à massa Desabilitado Pulso
F1L Solenóide de Lenta circuito aberto ou curto à massa Desabilitado Pulso
F1U Solenóide de Média circuito aberto ou curto à massa Desabilitado Pulso
FCA Embreagem A descalibrada Habilitado Pulso
FCB Embreagem B descalibrada Habilitado
FCC Embreagem C descalibrada Habilitado
FCD Embreagem D descalibrada Habilitado
FCE Embreagem E descalibrada Habilitado
CP Acionar pedal embreagem ou selecionar neutro para Pulso
reengatar
F1H Solenóide da Rápida circuito aberto ou à massa Desabilitado Pulso

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 51

CÓDIGOS DE ERRO DO SISTEMA DO LEVANTADOR HIDRÁULICO (LH)

A lista abaixo apresenta os códigos de erro do Controle do LH, que podem aparecer
no painel de instrumentos quando for detectada uma falha no sistema.
Ocorrendo uma falha, referir-se ao manual de serviço, seção 35 – Capitulo 4, neste
capitulo serão encontrado os procedimento para solução de problemas.
Certificar-se que a transmissão correta é “Range Command” (Semipowershift).

C ódigo de E rro D escrição do E rro


C ódigo 2 R adar d o M on itor d e D e se m pen ho D e scone cta d o
C ódigo 3, 4 e 5 E rros no S en sor de V e lo cid ade
C ódigo 6 e 7 F alha no P o ten ciôm etro o u no C ircu ito de C on trole de D esliza m e nto
C ódigo 8 F alha no Interru ptor S o b e/T rabalho
Am b os o s Interrupto res E xternos, S o be /D e sce, d o s P á ra-lam a s e stão se ndo
C ódigo 9 O perado s S im u ltan ea m ente
C ódigo 10 e 11 F alha no P o ten ciôm etro d e C ontro le d o Lim ite de A ltura
C ódigo 12 e 13 F alha no P o ten ciôm etro d a V e lo cid ad e de D e scid a
C ódigo 14 e 15 F alha do P ino S e nsor d e C arga o u d o C ircu ito do La d o D ire ito
C ódigo 16 e 17 F alha do P ino S e nsor d e C arga o u d o C ircu ito do La d o E squ erd o.
C ódigo 18 A m b os o s P in os S e nso res de C arg a D esco ne ctad o s
C ódigo 19 e 20 R eferên cia Incorreta de T e nsã o d o P in o S en sor d e C a rga
C ódigo 21 e 22 F alha no P o ten ciôm etro d e F reqüê ncia ou n o C ircuito do C o ntro le d e E sforço
C ódigo 23 P aine l d e C o ntrole D e scon ectado .
C ódigo 24 E xecuta r A uto ca libra çã o do Le van ta dor H idrá ulico
P ote nciô m etro do B ra ço de C ontro le do Le vantad or D escon ectad o ou F alha no
C ódigo 25 e 26 C ircu ito
P ote nciô m etro de po siçã o do bra ço d o hidráu lico de scone cta do o u fa lh a n o
C ódigo 27 e 28 circuito
C ódigo 29 V álvu la H idráu lica de C o ntrole D e sco ne cta da.
C ódigo 30 C ircu ito d e Aterram e nto do M icrop roce ssad or A be rto
C ódigo 31 C hicote d o C ha ssi D e scon ectado .
C ódigo 32 P ote nciô m etro de C arg a Ligado a 12 volts
C ódigo 33 P ote nciô m etro de C arg a A berto o u Lig ado à M assa
C ódigo 49 S en sor de V e lo cid ade d a R oda A be rto o u e m C urto C ircu ito
C ódigo 53 M icropro ce ssad or de 5 volts Lig ado a 1 2 volts
C ódigo 54 M icropro ce ssad or de 5 volts Lig ado à M a ssa.
C ódigo 57 F alha no M icro processa dor E D C .
C ódigo 59 M icropro ce ssad or de 5 volts A berto
C ódigo 63 e 65 S olen óid e B aixar da V á lvula H idráu lica do E D C A berto ou em C urto C ircuito .
C ódigo 64 e 66 S olen óid e S ub ir da V á lvula H idrá ulica d o E D C A be rto ou e m C u rto C ircu ito
C ódigo 67 B aixa T e n sã o de A lim e n ta ção p ara a V á lvula H idrá u lica do E D C .
C ódigo HL A ju ste In correto d o L im ite d e A ltu ra, E xe cutar A u to ca libraçã o

84465929 - 02.09
52 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

CÓDIGOS DE ERRO DA UNIDADE DE GERENCIAMENTO


ELETRÔNICO

A Unidade de Gerenciamento Eletrônico possui um sistema interno de auto


diagnóstico para auxiliá-lo a encontrar falhas que possam vir a ocorrer.
Se ocorrer uma falha relacionada à Unidade de Gerenciamento Eletrônico, um
código de dois dígitos precedido por um ‘P’, será exibido no mostrador do painel de
instrumentos. Poderá ocorrer mais de uma falha ao mesmo tempo. A falha de maior
prioridade será exibida em primeiro lugar, seguida do código da falha de menor
prioridade. Os códigos apresentados quando ligar a chave são:

Código de erros Descrição do erro


P01 Solenóide do freio da T DF traseira travado desligado
P02 Solenóide do freio da T DF traseira travado ligado
P03 Circuito aberto na saída do freio da T DF traseira
P04 Alta tem peratura do acionam ento do freio da TDF traseira
P05 Não utilizado
P06 Não utilizado
P07 Solenóide da T D F traseira com sobrecorrente
P08 Solenóide da T DF traseira travado desligado
P09 Não utilizado
P10 Não utilizado
P13 Não utilizado
P14 Não utilizado
P15 Solenóide do bloqueio do diferencial travado desligado
P16 Solenóide do bloqueio do diferencial travado ligado
P17 Circuito aberto na saída do bloqueio do diferencial
P18 Alta tem peratura do acionam ento do bloqueio do diferencial
P19 Não utilizado
P20 Não utilizado
P21 Solenóide do FW D (tração) equipado na posição desligado (ou curto)
P22 Solenóide do FW D (tração) equipado na posição ligado (ou curto)
P23 C ircuito aberto na saída do FW D (tração)
P24 Excesso de tem peratura do acionador do FW D (tração)
P25 Não utilizado
P26 Não utilizado
P27 Circuito aberto no sensor de rotação da T DF ou falha do m ódulo
P28 Não utilizado
P29 Não utilizado
P30 Não utilizado
P31 Sensor de esterçam ento fora da faixa - tensão m áxim a
P32 Sensor de esterçam ento fora da faixa - tensão m ínim a
Circuito aberto, m om entâneo, no contato do interruptor, da cabine, da TDF
P33 T raseira
Circuito aberto ou curto circuito à m assa, do interruptor, do pára-lam a, da
P34 T DF traseira (se instalado)

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 53

Código de erros Descrição do erro


Curto circuito na alimentação de 12 V ou entre os fios do interruptor, do
P35 páralama, da TDF traseira (se instalado)
P36 Falha na partida da TDF
Interruptor, da cabine, da TDF traseira engripado na posição fechado,
P37 momentaneamente (mais de 30 segundos)
Controles, da cabine e do pára-lama, da TDF traseira acionados com intervalo
P38 de 2 segundos entre um e outro
Tensão incorreta na alimentação do interruptor do pára-lama, da TDF
P39 traseira (se instalado)
P40 Bobina do relê da TDF em curto circuito a +12 V ou circuito aberto
P41 Bobina do relê da TDF em curto circuito à massa

84465929 - 02.09
54 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

TESTE DO MENU H9 - LEVANTADOR HIDRÁULICO

O menu de rotina de teste de diagnóstico H9 pode ser aplicado ao sistema de


controle de elevação eletrônico ou aos sistemas de transmissão. Os canais listados
referem-se apenas ao controle de elevação eletrônico.Para mais informações so-
bre a utilização do menu H9, consulte a seção 21 Sistemas de transmissão e a
seção 55 Sistemas elétricos.

Canal
Descrição Valores Típicos Aproximados
Número
1 Temperatura do óleo da transmissão 75 ÷ 40°C
2 Não utilizado —
3 Sensor do fusível 12 96
4 Tensão de programação Vpp 22
5 Tensão de referência de 5 volts 49
6 Entrada Vf de 12 volts no microprocessador 42
8 Entrada Vd de 12 volts no microprocessador 42
8 Entrada de 12 volts no microprocessador 42
9 Tensão de referência de 8 volts para os pinos 79
de detecção de carga EDC
10 Não utilizado —
18 Corrente da válvula solenóide de elevação EDC 0 - 66
Corrente da válvula solenóide de abaixamento
19 EDC 0 - 66
20 Sinal de velocidade de avance 64
25 Sensor luminoso do estado do implemento 7 Quando iluminado
26 Sensor luminoso do deslizamento dos pneus 7 Quando iluminado
28 Potenciômetro de detecção da posição dos 15 Braços descidos
braços
29 Potenciômetro da alavanca de controle de elevação 79 Braços elevados

30 Potenciômetro da alavanca de controle de descida 84 Rodado totalmente para a direita


14 Rodado totalmente para a esquerda
31 Potenciômetro do controle de limite de altura 84 Rodado totalmente para a direita
14 Rodado totalmente para a esquerda
32 Potenciômetro do sensor de posição/tração 84 Rodado totalmente para a direita
14 Rodado totalmente para a esquerda
33 Potenciômetro do controle de limite de 84 Rodado totalmente para a direita
deslizamento 14 Rodado totalmente para a esquerda
34 Pino sensor de carga direito 48 Quando o implemento não está sendo
utilizado
35 Pino sensor de carga esquerdo 48 Quando el implemento no está siendo
utilizado

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 55

PINOS DOS CONECTORES DO PROCESSADOR

Processador do sistema

84465929 - 02.09
56 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Conector CN1b

Pino Cor do Fio Circuito Função Destino Tensão (V)


Chaveada Funcionando
1 Amarelo 7430 Sinal da Embreagem Con.AL/Pino 2 (Pot. Da Embreagem) 5 5
2 Cinza 5820 Pot. do Broço do Lev. Hidrául. Con.AL/Pino 2 (Pot. Do Hidráulico) 4,3 4,7
3 Marron 5050A Painel de Controle do EDC Con.AM/Pino A (Painel de Controle EDC) 4,5 4,5
4 Marron 5045 Painel de Controle do EDC Con.E2/Pino 1 (Painel de Controle EDC) 4,3 4,5
5 Rosa 5120 Lâmpada do Hidrául. Con.E2/Pino 7 (Painel de Controle EDC) 4,3 4,3
6 Marron 5040 Painel de Controle do EDC Con.E2/Pino 3 (Painel de Controle EDC) 4,3 4,3
7 Azul Claro 5145 Painel de Controle do EDC Con.E1/Pino 1 (Painel de Controle EDC) 0 0
8 Roxo 5155A Painel de Controle do EDC Con.AM/Pino B (Mouse EDC) 3,6 3,2
9 Marron 5065 Pino Direito do EDC Con.J/Pino 2 (R.H.Draft PIN) 3,9 3,9
10 Marron 5070 Pino Esquerdo do EDC Con.J/Pino 2 (L.H.Draft PIN) 4 4
11 Vermelho 7070G Partida/Painel do EDC Fusível 13A (Painel do EDC) 12 12
12 Cinza 7250 Sinal da Transmissão Forward Con.H1/Pino 2 (Alavanca Reversora) 1,52 1,52
13 Cinza 7260 Sinal da Transmissão Reverse Con.H1/Pino 3 (Alavanca Reversora) 1,52 1,52
14 Verde Escuro 7500 Sensor de Temp. Óleo da Trans. Con.ND/Pino 1 (Sensor Temp. Transm.) 2,45 2,25
15 Sem Uso
16 Marron 5020B Lebre e Tartaruga +5V Con.AM/Pino C (Mouse EDC) 5 5
7525A - Con.H1/Pino 1
7525B - Con.AL/Pino 1 (Pot. Da Embreagem)
17 Verde Escuro 7525 Pot. Da Transmissão +5V 5 5
7525C - A/B
3100 - Con.E1/Pino 1 (Sensor de Esterçam.)
18 Azul Claro 5130A Painel de Controle do EDC Con.AM/Pino G (Mouse EDC) 0 0
19
20 Azul Claro 5125B Painel de Controle do EDC Con.AM/Pino E (Mouse EDC) 0 0
1001A - Con.H1/Pino 5 (Alavanca do Inversor)
21 Branco 1001 Partida 1,4 1,4
1001B - Relê Partida
22 Vermelho 820 Int. Lâmp. De parada Esquerda Con.Z/Pino 4 12 12
23 Azul 830 Int. Lâmp. De parada Direita Con.Z/Pino 4 12 12
2012 - Con.B/Pino 1 (Painel)
24 Amarelo 2012B LP de Adv. Da Pressão da Trans. 0 12
2012A - Con.ND (Pressão da Transmissão)
5075A - Con.J/Pino 3
25 Rosa 5075 Tensão dos Pinos da EDC 8 8
5075B - Con.J/Pino 3
26 Sem Uso
7420A - Con.H1/Pino 4 (Alavanca)
27 Amarelo 7420 Int. da Embreagem
7420B - Con.Z Pino 3
0 0 *
28 Vermelho 2200 Ínicio de Serviço Plug Diagnóstico/Pino 7 0 0
5100A - Con.H/H1/Pino 4 (Segurança)
29 Rosa 5100 Int. Ext. Subida EDC Pára-lama 0 0
5100B - Con.H/H1/Pino 4
5095A - Con.H/H1/Pino 3
30 Rosa 5095 Int. Ext. Descida EDC Pára-lama 0 0
5095B - Con.H/H1/Pino 3
31 Sem Uso
32 Amarelo 2600A Veloc. Eixo Traseiro Plug Diagnóstico/Pino 2 1,25 1,25
33 Verde Escuro 2028 Sinal de Montagem do Radar Plug Diagnóstico/Pino 1 6 12
34 Azul Claro 5135 Sinal de Veloc. Da Roda + EDC Con.J/Pino 1 1,25 1,25
* com a inversora ligada dá pico de 12 V
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 57

Conector CN1a

Pino Cor do Fio Circuito Função Destino Tensão (V)


Chaveada Funcionando
1 Roxo 7000D Corrente da Transmissão Caixa de Fusível 14A 12 12
2 Roxo 7000B Corrente da Transmissão Caixa de Fusível 14A 12 12
3 Roxo 7000C Corrente da Transmissão Caixa de Fusível 14A 12 12
4 Azul Claro 7431A Sinal da Embreagem A Con.NC/Pino B (Válvula PWM) 8 8
5 Rosa 5085C Válvula de Subida da EDC Con.N/Pino 2 (PWM Hidráulico) 0 5a8
6 Azul Claro 7920 Sinal da Embreagem C Con.NC/Pino 2 (Válvula PWM) 8 8
7 Azul Claro 7930 Sinal da Embreagem D Con.NC/Pino 2 (Válvula PWM) 8 8
8 Vermelho 7050 Int. do Pedal da Embreagem Con.Z/Pino 2 (Int. Segurança Embr.) 0 0
9 Cinza 7220A Solenóide Gama Alta Con.N/Pino 1 (Transmissão Alta) 12 12
10 Sem Uso
11 Azul Claro 7910 Sinal da Embreagem B Con.NC/Pino 2 (Válvula PWM) 8 8
12 Rosa 5090 C Válvula de Descida da EDC Con.N/Pino 2 (PWM Hidráulico) 0 5a8
13 Rosa 7980A Solenóide Gama Média Con.N/Pino 1 (Transmissão Média) 12 12
14 Roxo 5000 Corrente Display de Marcha Caixa de Fusível 20A 12 12
15 Amarelo 5400 Corrente Display de Marcha Con.CA/Pino C3 (Display) 2,2 2,2
16 Verde Escuro 5420 Corrente Display de Marcha Con.CA/Pino C4 (Display) 2,8 2,8
17 Sem Uso
18 Sem Uso
19 Cinza 57BQ Terra 0 0
20 Marron 5200A LP do Painel da EDC Cx de Fusível 12A/Pino 15 (Partida) 12 12
21 Amarelo 5400 Corrente Display de Marcha Con.CA/Pino C3 (Display) 2,2 2,2
22 Verde Escuro 5420B Corrente Display de Marcha Con.CA/Pino C4 (Display) 2,8 2,8
23 Cinza 5010E Terra do EDC Con.AM/Pino D (Display) 1,2 1,2
24 Rosa 5300 Plug Diagnóstico Con.BA/Pino 12 (Plug Diagnósyico) 0 0
25 Cinza 57BH Terra 0 0
26 Cinza 57BA Terra 0 0

Legenda = Con.S/Pino 3

Número do pino no conector


Modelo do conector

84465929 - 02.09
58 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Conector CN2

Pino Cor do Fio Circuito Função Destino Tensão (V)


Chaveada Funcionando
1 Sem Uso
2 Azul Claro 7900A Retorno da Embreagem A Con.NC/Pino A (PWM) 0 0
3 Roxo 7915 Retorno da Embreagem B Con.NC/Pino 1 (PWM) 0 0
4 Rosa 5087C Retorno da Válvula de Subida da EDC Con.N/Pino 1 (PWM) 0 0
5 Rosa 5097C Retorno da Válvula de Descida da EDC Con.N/Pino 1 (PWM) 0 0
6 Roxo 7925A Retorno da Embreagem C Con.NC/Pino 1 (PWM) 0 0
7 Sem Uso
8 Sem Uso
9 Branco 7650A Plug Diagnóstico Externo Con.BA/Pino 11 (Plug Diag.) 0 0
10 Marron 7640A Plug Diagnóstico Interno Con.BA/Pino 10 (Plug Diag.) 0 0
11 Rosa 5090D Válvula de Descida da EDC Con.E/Pino 1 (Controle do Painel) 12 12
12 Cinza 2026C Plug Diagnóstico Con.BA/Pino 3 (Plug Diag.) 0 0
13 Roxo 7935 Retorno da Embreagem D Con.NC/Pino 1 (PWM) 0 0
14 Branco 2015F Alternador W Terminal Positivo 1,8 7,5
15 Sem Uso
16 Sem Uso
17 Sem Uso
18 Sem Uso
19 Azul Claro 5180 LP de Erro do Painel EDC Con.E1/Pino 4 (Painel de Controle EDC) 12 12
20 Laranjado 2140 Sensor de Velocidade da PTO Con.N/Pino 1 (Sensor PTO) 1,2 1,2
21 Cinza 57BG Terra 0 0
5060A - Con.BA/Pino 4 (Plug Diag.)
22 Marron 5060 Plug Diagnóstico 5 5
5060B - Con.B/Pino 19 (Painel de Instru.)
5170A - Con.BA/Pino 5 (Plug Diag.)
23 Marron 5170 Plug Diagnóstico 5 5
5170B - Con.B/Pino 20(Painel de Instru.)
24 Rosa 5110 LP de Sinal da EDC Con.E2/Pino 5 (Painel de Controle EDC) 0 12
25 Rosa 5085D Válvula de Subida da EDC Con.E/Pino 3 (Painel de Controle EDC) 12 0
26 Cinza 57BR Terra 0 0

Legenda = Con.S/Pino 3

Número do pino no conector


Modelo do conector

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 59

Conector CN3a

Pino Cor do Fio Circuito Função Destino Tensão (V)


Chaveada Funcionando
1 Rosa 3120 Sensor de Esterçamento Con.E1/Pino 1 2,5 2,5
2 Sem Uso
3 Sem Uso
4 Sem Uso
5 Sem Uso
6 Amarelo PC110 Subida do Hidráulico Con.AM/Pino H (Mouse EDC) 0 1,7
7 Amarelo PC111 Descida do Hidráulico Con.BB/Pino 5 (Alavanca de Trans.) 1,5 1,7
8 Roxo 7960 Transmissão Alta/Baixa Con.AL/Pino 2 ( Pot. Trans. Alta/Baixa) 2,6 2,6
9 Branco 7460 Embreagem do Creeper Engatado Con.I/Pino 2 ( Interruptor do Creeper) 12 12
10 Cinza 7210 Lebre Con.BB/Pino 4 (Alavanca de Trans.) 1,7 2
11 Cinza 7200 Tartaruga Con.BB/Pino 3 (Alavanca de Trans.) 1,7 2
12 Laranjado 2046 Interruptor da PTO Con.AL/Pino 3 ( Int. da PTO) 12 12
13 Laranjado 2045 Interruptor da PTO p/ o Módulo Con.AL/Pino 2 ( Int. da PTO) 0 0
14 Sem Uso
15 Sem Uso
16 Marron 2065A PTO Engatada Con.P/Pino 2 (Alarme PTO) 12 12
17 Sem Uso
18 Roxo 7970 Transmissão Média/Ré Con.AL/Pino 2 (Pot.Média/Ré) 2,7 2,7
19 Branco 3155 Freio de Mão (Trans. Interligada) Con.T/Pino 3 (Int. Freio de Mão) 12 12
20 Marron 2068 Partida Suave da PTO Con.U/Pino 3 (Int. Partida PTO) 12 12
21 Vermelho 1013Y LP Seta Lateral Caixa de Fusível 3A, Relê/LP Lat. IV Pino 4 0 0
22 Sem Uso
23 Azul Claro 4101 Gama Con.BB/Pino 13 (Interruptor de Gamas) 1,7 1,7
24 Amarelo 3027 Solenóide 4WD Auto Con.W/Pino 2 (Botão) 12 12
25 Amarelo 3025A Solenóide 4WD Manual Con.W/Pino 8 (Botão) 12 12
26 Amarelo PC112 Descida EDC Con.BB/Pino 6 (Botão) 1,5 0

Legenda = Con.S/Pino 3

Número do pino no conector


Modelo do conector

84465929 - 02.09
60 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Conector CN3b

Pino Cor do Fio Circuito Função Destino Tensão (V)


Chaveada Funcionando
1 Roxo 7945 Retorno da Embreagem E Con.NC/Pino 1 (PWM) 0 0
2 Sem Uso
3 Sem Uso
4 Sem Uso
5 Sem Uso
3025Y - Con.N/Pino 1 (Solenóide da Tração)
6 Amarelo 3025 Solenóide do 4WD Manual 0 0
3025Z - Terra
7 Verde Escuro 7985A Solenóide da Ré Con.N/Pino 1 (Solenóide da Ré) 0 12
8 Sem Uso
9 Sem Uso
10 Sem Uso
11 Sem Uso
12 Sem Uso
13 Azul Claro 7940 Sinal da Embreagem E Con.NC/Pino 2 (PWM) 8 8
14 Laranjado 2042 Solenóide da PTO Con.N/Pino 1 (Solenóide da PTO) 3,7 5,5
15 Cinza 7230A Solenóide Da Gama Baixa Con.N/Pino 1 (Solenóide da Gama Baixa) 0 12
7080Y - Con.N/Pino 1 (Sol. do Bloq. Do Diferencial.)
16 Verde Claro 7080 Solenóide do Bloqueio do Diferencial 0 0
7080Z - Terra
17 Marron 2130 Solenóide do Freio da PTO Con.N/Pino 1 12 12
18 Laranjado 2051 Retorno da Solenóide da PTO Con.N/Pino 2 (Solenóide PTO) 3,6 5,5
19 Sem Uso
20 Sem Uso
21 Roxo 7401 Sensor de Vel. RPM da Transmissão Con.J/Pino 1 (Sensor de Vel. Trans.) 1,2 1,3
22 Amarelo 7400 Sensor de Vel. RPM da Trans. p/ o Módulo Con.J/Pino 1 (Sensor de Vel. Trans.) 1,2 1,3
23 Roxo 2150 Interruptor OFF Externo da PTO Con.AL/Pino 2 (Interruptor da PTO) 0 0
24 Marron 2120 Sinal do Freio da PTO Con.S/Pino 3 (Interruptor do Freio PTO) 12 12
25 Laranjado 3200B Corrente/Interruptor da Suspensão Caixa de Fusível 14A / Int. de Partida Pino 15 12 12
26 Sem Uso
27 Amarelo 2013 LP de Aviso do Excesso de Veloc. PTO Con.AN (LP de Aviso PTO) 12 12
28 Amarelo 7120A LP do Bloqueio do Diferencial Manual 2x Con.V Manual 12 12
29 Verde Claro 7125 LP do Bloqueio do Diferencial Auto 2x Con.V Auto 12 12
30 Branco 7170 Interruptor do Bloqueio do Diferencial (Auto ON) Con.W/Pino 6 (Interruptor do Diferencial) 12 12
7175A - Con.W/Pino 2
31 Amarelo 7175 Interruptor do Bloqueio do Diferencial (Manual ON) 12 12
7175C - Con.W/Pino 4
2056A - Con.AL/Pino 3
32 Azul Escuro 2056 Interruptor ON Externo da PTO (Pára-Lama) 0 0
2056B- Con.H/H1/Pino 6
33 Azul Escuro 2055 Sincronizador de Velocidade Da PTO Engatada Con.I/Pino 2 (Veloc. PTO) 12 12
34 Laranjado 3200C Corrente/Interruptor da Suspensão Caixa de Fusível 14A/Interruptor de Partida, Pino 15 12 12

Legenda = Con.S/Pino 3

Número do pino no conector


Modelo do conector

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 61

PROCEDIMENTO PARA MEDIR AS PRESSÕES DOS


SISTEMAS HIDRÁULICOS

Todos os testes deverão ser realizados com o óleo a 50ºC e o motor em 1500
RPM.
1. Direção

Instalar um manômetro com capacidade


de 300 bar, girar o volante de direção
até que o cilindro hidráulico alcance o
final de curso, a pressão deverá ser de:
186 bar (170 + 16) todos TM.

Ajustar na válvula de alívio ao lado.


Retirar o tampão e ajustar o parafuso
Allen.

2. Bomba de Pistões: Pressão de carga

Retirar o sensor de pressão de carga,


instalar um manômetro de 10 bar em seu
lugar. A pressão deverá estar entre 1,6
e 3,4 bar. Instalar um fluxômetro no
controle remoto e ajustar para o fluxo
máximo. Motor a 1500 rpm

84465929 - 02.09
62 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

Ajustar a pressão de carga junto a


válvula, na entrada da bomba de
direção.

3. Bomba de Pistões: Pressão de


Espera (Stand By)

Para medir a pressão de espera, retirar


a linha sensora e instalar um tampão em
seu lugar. Instalar um manômetro de 30
bar em um dos engates rápidos e
acionar a respectiva alavanca.
A pressão deverá estar entre 21 e 24
bar.

Para ajustar a pressão de espera, retirar


a capa e ajustar no parafuso Allen
indicado.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 63

4. Pressão do controle remoto e


levantador

Acoplar um manômetro de 250 bar em


um dos engates rápidos e acionar uma
das alavancas do controle remoto. A
pressão deverá ser de 200-207 bar.
Remover a tampa e ajustar no parafuso
Allen, conforme válvula indicada.

5. Pressão da válvula de alívio

Instalar um manômetro de 30 bar, no


lugar do pressostato (cebolinha) que liga
a lâmpada de alerta de baixa pressão,
no painel. A pressão deverá ser de 16-
18 bar. Caso necessário, ajustar a mola
com calços na válvula atrás da mesma
conexão, onde foi instalado o
manômetro.

6. Pressão do bloqueio

Instalar um manômetro de 30 bar, no


lugar do pressostato (cebolinha) da
lâmpada. Acionar o bloqueio. A pressão
deverá ser de 16-18 bar.

84465929 - 02.09
64 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

7. Pressão da caixa de
transferência

Instalar um manômetro de 30 bar no


lugar do pressostato (cebolinha) da
lâmpada da tração. Ao desligar a tração,
a pressão deverá ser de 16-18 bar e ao
ligá-la, não deve haver pressão.

8. Pressões das gamas da


transmissão R M

F – Fast – Alta S
R – Reverse – Ré
S – Slow – Lenta
M – Medium - Média F
Instalar um manômetro de 30 bar no
lugar dos tampões F, R, M e S.
Conectar a ferramenta de diagnóstico no
conector branco, funcionar o motor e
entrar no menú HL. Alavanca do inversor
em neutro. Ativar os solenóides através
dos interruptores na alavanca de
marchas. Ao acionar o interruptor da
tartaruga, ativa-se o da média e com o
da lebre, o da ré. Acionando o pedal da
embreagem, com o interruptor da lebre,
ativa-se a lenta e com o da tartaruga a
alta. Todas as gamas devem atingir uma
pressão entre 16-18 bar.

84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 65

9. Pressões das embreagens

Instalar um manômetro de 30 bar no


lugar dos tampões A, B, C, D e E.
Conectar a ferramenta de diagnóstico no
conector branco, funcionar o motor e
entrar no menu HJ. Posicionar a
alavanca do inversor para frente e liberar
o pedal da embreagem.
Selecionar a embreagem a ser testada,
através do interruptor da lebre. No painel
aparecerá a letra correspondente. Ativar
os solenóides através do interruptor da
tartaruga. Todas as embreagens devem
atingir uma pressão entre 16-18 bar.

84465929 - 02.09
66 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO FLUXÔMETRO

MANÔMETRO

INDICADOR DE
TERMÔMETRO VAZÃO

ENTRADA

SAÍDA

VÁLVULA DE VÁLVULA DE
RETENÇÃO RESTRIÇÃO

MANGUEIRAS, PARTE DO FLUXÔMETRO

KIT DE CONEXÕES
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 67

FLUXÔMETRO
Finalidade:

Avaliar as bombas hidráulicas


Ajustar a vazão em controle remoto
Ajustar a pressão de desarme do detentor do controle remoto
Avaliar a temperatura do óleo da transmissão e medir pressão

1. Avaliar as bombas hidráulicas.

Instalar um filtro original novo. Instalar o fluxômetro, conforme indicado nas fotos a
seguir, aquecer o óleo até 50º C. Acionar o remoto e acelerar até a rotação máxima
do motor. Fazer a leitura da vazão primeiramente sem restrição. Após, restringir até
alcançar a pressão de trabalho para o circuito, menos 10 bar. A vazão com restrição
não deve ser inferior a 80% da vazão sem restrição.

2. Ajustar a vazão do controle remoto, a um valor determinado.

Instalar o fluxômetro entre as duas saídas do remoto e em caso de motor hidráulico,


entre sua linha de pressão. Acelerar o motor até a rotação que irá trabalhar. Ajustar
para a vazão desejada.

3. Pressão de desarme do detentor.

Instalar o fluxômetro como no item 2, restringir a vazão lentamente e fazer a leitura


da pressão, ao desarmar a alavanca.

4. Temperatura do óleo da transmissão.

Instalar o fluxômetro como no item 2, acionar a alavanca do remoto, fazendo o óleo


fluir pelo aparelho e fazer a leitura da temperatura.

5. Pressão.

Direção: Instalar o fluxômetro entre a linha de pressão e acionar o volante até


ocorrer o batente em um dos lados.
Remoto: Instalar somente a mangueira de entrada do fluxômetro e acionar a
alavanca do remoto.
84465929 - 02.09
68 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

AVALIAÇÃO DA BOMBA DO
HIDRÁULICO/REMOTO

Instalar o fluxômetro nos engates


rápidos.
Ajustar o fluxo para máximo.
Manter acionada a alavanca do remoto.
Acelerar o motor à RPM máxima.
Fazer a leitura com a válvula de restrição
aberta, sentido anti-horário.
Aplicar uma pressão de 10 bar a menos
que a pressão de abertura da válvula
de alívio. A vazão deverá ser de no
mínimo 80% da vazão, sem restrição.

AVALIAÇÃO DA BOMBA DE
DIREÇÃO FLUXO TOTAL

Desconectar o tubo de saída superior


da bomba e interligar com a mangueira
do acumulador para entrada do
fluxômetro.
Instalar o retorno do fluxômetro ao tubo
da direção. Instalar um tampão na
conexão do acumulador. TAMPÃO

OBS. É OBRIGATÓRIA A LIGAÇÃO DA


MANGUEIRA DE SAÍDA DA BOMBA À
ENTRADA DO FLUXÔMETRO.

AVALIAÇÃO DA BOMBA DE
DIREÇÃO FLUXO DA DIREÇÃO

Desconectar o tubo de saída superior


da bomba e interligar com a entrada
do fluxômetro. Instalar o retorno do
fluxômetro ao tubo da direção.

OBS. É OBRIGATÓRIA A LIGAÇÃO DA


MANGUEIRA DE SAÍDA DA BOMBA À
ENTRADA DO FLUXÔMETRO.
84465929 - 02.09
PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO 69

NOTAS:
_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________
84465929 - 02.09
70 PROCEDIMENTOS DE CALIBRAÇÃO

NOTAS:
_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________
84465929 - 02.09
MANUAL DE CALIBRAÇÃO
NEW HOLLAND
TM7010
TM7020
TM7030
TM7040

84465929
1ª Edição
Impresso no Brasil Português 02.09

NEW HOLLAND É UMA MARCA DA CNH.


CNH: LÍDER EM MÁQUINAS AGRÍCOLAS, MÁQUINAS DE CONSTRUÇÃO E SERVIÇOS FINANCEIROS NA AMÉRICA LATINA