You are on page 1of 13

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

ADMINISTRAÇÃO

DIEGO CHIESA, ELIZANDRO DONATI, JEFERSON SHEMMER,


VANILCE LONDERO

CONTABILIDADE COMO SUPORTE AS DECISOÊS DA


EMPRESA

Maravilha
2010
DIEGO CHIESA, ELIZANDRO DONATI, JEFERSON SHEMMER,
VANILCE LONDERO

CONTABILIDADE COMO SUPORTE ÁS DECISOÊS DA


EMPRESA

Trabalho apresentado a disciplina contabilidade da


Universidade Norte do Paraná - UNOPAR

Prof. Marcelo Resquetti Tarifa

Maravilha
2010
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO...........................................................................................................3
2 – Contabilidade..........................................................................................................4
3- CONCLUSÃO..........................................................................................................9
REFERÊNCIAS..........................................................................................................10
3- CONCLUSÃO........................................................................................................11
REFERÊNCIAS..........................................................................................................12
3

1 INTRODUÇÃO

O curso de Administração visa como matéria principal à importância da


Contabilidade em uma empresa, é necessária pensar no patrimônio e dos bens.
Com a globalização e o avanço da tecnologia tornou algumas ocupações absolutas
e outras ocupações novas, mudando a natureza do trabalho. Sendo cada vez menor
o número de pessoas envolvidas com a prestação de serviço. Enquanto isso a
sociedade também mudou, cresce o número de mulheres que assumem tarefas
antes dominadas pelos homens, o que também força acomodações no mercado de
trabalho.
A responsabilidade da contabilidade em uma empresa é um processo
de comunicação ,de informação econômica onde registramos, interpretamos os
fenômenos que afetam os patrimônios das entidades de forma que passa a ser um
sistema de informações em si, fazendo parte da gestão empresarial.
4

2 – CONTABILIDADE

2.1 – Conceitos da Contabilidade

A contabilidade é uma ciência social que estuda a riqueza


patrimonial individualmente, sob os aspectos quantitativos e qualitativos, tendo entre
seus objetivos a geração de informações e a explicação de fenômenos patrimoniais,
possibilitando o controle, planejamento e a tomada de decisão, no enfoque
passado/presente/futuro. É um instrumento que auxilia a administração no processo
decisório decorrente das informações não se restringindo apenas nos limites da
empresa e aos administradores, mas também á comunidade externa da região onde
ele está inserido, assim incorporando o bem-estar-social e bem econômico de todos.
Assim, é importante definir que as decisões financeiras inerentes ás
atividades de uma empresa resume-se na captação de recursos-decisões de
financiamentos e nas aplicações dos valores. Depende da visualização do
administrador e do contador que o auxilia. Faz parte desse grupo também a
responsabilidade de um analista que deve ter um caráter firme, uma moral
irrepreensível e uma competência indiscutível. Após o analista te ruma visão geral
da empresa ele deverá fazer um relatório e apresentar ao administrador para ele
conhecer a realidade e tirar informações e tomar decisões cabíveis aos problemas
apresentados.

2.2 – Importâncias das Demonstrações Contábeis nas Tomadas de


decisões.

A Análise das Demonstrações Contábeis visa obter informações


patrimoniais e financeiras que são úteis para uma ampla varidades de usuários na
tomada de decisões. É de suma importância para a empresa que pretende evoluir,
são nessas análises que são tirados dados relevantes como se a empresa analisada
merece crédito ou não, se tem capacidade de pagar suas obrigações, se vem sendo
bem administrada, se sua atividade operacional oferece uma rentabilidade que
satisfaz as expectativas dos proprietários.
5

2.3-Balanço Patrimonial

Balanço Patrimonial é a demonstração contábil destinada a evidenciar,


qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e
financeira da Entidade. As contas deverão ser classificadas segundo os elementos
do patrimônio que registrem e agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a
análise da situação financeira da empresa.
O Balanço Patrimonial é constituído por três partes. Ativo, Passivo e
Patrimônio Liquido.
Ativo: Compreende os bens, os direitos e as demais aplicações de recursos
controlados pela entidade, capazes de gerar benefícios econômicos futuros,
originados de eventos ocorridos.
Passivo: Compreende as origens de recursos representados pelas obrigações para
com terceiros, resultantes de eventos ocorridos que exigirão ativos para a sua
liquidação.
Patrimônio Liquido: Compreende os recursos próprios da Entidade, e seu valor é a
diferença positiva entre o valor do Ativo e o valor do Passivo.

2.4 -Demonstrações do resultado de exercício (DRE)

Demonstração do resultado do exercício (DRE) é uma demonstração


contábil dinâmica que se destina a evidenciar a formação do resultado liquido em um
exercício, através do confronto das receitas, custos e despesas segundo o principio
contábeis do regime de competência. A demonstração do resultado do exercício
oferece uma síntese financeira dos resultados operacionais e não operacionais de
uma empresa em certo período. Em geral são feitos resultados gerado no exercício,
mediante especificação das receitas, custos e despesas por natureza dos elementos
componentes, ate o resultado liquido final- lucro prejuízo. O resultado liquido final,se
lucra,representa o ganho efetivo obtido pela empresa que tem por finalidade
renumerar os sócios ou acionista e manter e/ou desenvolver o patrimônio da
empresa. Se prejuízo liquida do exercício, representa a parcela de desgastes sofrida
pelo patrimônio no período.
6

2.5 -Pesquisa de campo

A informação gerencial contábil é uma das fontes primárias para a


tomada de decisão e controle nas empresas. Sistemas gerenciais contábeis
produzem informações que ajudam funcionários, gerentes e executivos a tomar as
melhores decisões e aperfeiçoar os processos e desempenhos de suas empresas.
Para que eles possam optar pela melhor maneira de controlar,
economizar, investir e planejar, obtendo assim informações mais detalhadas.
Algumas das principais ferramentas contábil-gerenciais que são utilizadas pelas
empresas no seu gerenciamento são:
- Orçamento;
- Fluxo de caixa;
- Técnicas de análise de investimentos;
- Análise das demonstrações contábeis;
- Planejamento tributário;
- Controle de estoques;
- Controle de contas a pagar;
- Controle de contas a receber;
- Controle de bens do ativo imobilizado.

2.5.1-Orçamento

É um plano empresarial econômico financeiro, de capital, onde os


detalhes de elaboração poderão variar de empresa para empresa, conforme a
necessidade de cada uma delas, porém na sua essência são semelhantes.
Orçamento é um instrumento que descreve um plano geral de operações e/ou de
capital, orientado pelos objetivos e pelas metas traçadas pela cúpula diretiva para
um dado período de tempo.

2.5.2-Fluxo de caixa

É o expediente mediante o qual se obtêm as entradas e saídas de


caixa. Através dele a empresa será capaz de verificar a capacidade de pagamentos
7

por determinado período, se há possibilidade de investimentos, em qual data será


melhor programar determinada compra. Enfim, é o orientador da empresa para suas
tomadas de decisão. Denomina-se por fluxo de caixa ao conjunto de ingressos e
desembolsos de numerários ao longo de um período projetado. O fluxo de caixa
consiste na representação dinâmica da situação financeira de uma empresa,
considerando todas as fontes de recursos e todas as aplicações em itens do ativo.

2.5.3-Técnicas de análise de investimentos

Podem-se citar algumas das técnicas de análise de investimento mais


utilizadas:
· Análise horizontal e vertical; Indicadores financeiros e econômicos (índice de
liquidez, endividamento e rentabilidade);
· Análise da taxa de retorno sobre investimentos (margem de lucro x giro do ativo) e;
· Análise da demonstração de origens e aplicações de recursos.

2.5.4-Análise das demonstrações contábeis

As principais demonstrações contábeis utilizadas pelas empresas são


as seguintes:
· DRE - Demonstração do Resultado do Exercício;
· DLPA - Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados;
· DFC - Demonstração do Fluxo do Caixa;
· DMPL - Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido
· DOAR - Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos e
· DVA - Demonstração de Valor Adicionado

2.5.5-Planejamento tributário

Planejamento tributário é um processo com o objetivo de diminuir o


valor dos encargos tributários e impostos de forma legal. É a saúde para o bolso,
pois representa maior capitalização do negócio, possibilidade de menores preços e
ainda facilita a geração de novos empregos, pois os recursos economizados
8

poderão possibilitar novos investimentos.

2.5.6-Controle de estoque

O controle de estoque é a área de maior importância dentro de uma


empresa grande, médio ou pequeno porte, pois é através dele que ela será capaz de
prever o quanto será necessário comprar no próximo pedido ao fornecedor, além de
obter informações úteis sobre as vendas. O principal objetivo do controle de estoque
é aperfeiçoar o investimento em estoques, aumentando o uso eficiente dos meios
internos de uma empresa, e minimizar as necessidades de capital investido em
estoque.

2.5.7-Controle de contas a pagar

O controle das contas a pagar possibilita que o empresário fique


permanentemente informado sobre:
- Os vencimentos dos compromissos;
- Estabelecer prioridades de pagamentos de títulos ou duplicatas;
- O montante de valores a pagar, entre outras questões.

2.5.8-Controle de contas a receber

O controle de contas a receber possibilita, ao empresário, o


conhecimento dos seguintes pontos:
- Montante dos valores a receber;
- Contas vencidas e a vencer;
- Clientes que não pagam em dia;
- Programação de cobranças, dentre outros.

2.5.9-Controle de bens do imobilizado

O controle de bens do ativo imobilizado serve para controlar o tempo


de vida útil, fazer o cálculo da depreciação e a contabilização dos lançamentos,
inclusão dos novos bens adquiridos, baixa dos bens vendidos.
9

3- CONCLUSÃO

Portanto temos que viver a realidade atual com tudo isso, cabe-nos uma
responsabilidade maior procurando nos aperfeiçoar para nos tornarmos ótimos
Administradores e contadores para sabermos conduzir negociações e desafios do dia-a-dia
com flexibilidade visando um ótimo resultado em nossa empresa.
10

REFERÊNCIAS

Marques, Claudiomiro José, Introdução a Contabilidade: Administração/ Claudiomiro


Marques, Luiz Fernandes Soares da Silva, Marcelo Resquetti Tarifa. São Paulo:
Pesrson Education do Brasil, 2009.
11

3- CONCLUSÃO

Portanto temos que viver a realidade atual com tudo isso, cabe-nos uma
responsabilidade maior procurando nos aperfeiçoar para nos tornarmos ótimos
Administradores e contadores para sabermos conduzir negociações e desafios do dia-a-dia
com flexibilidade visando um ótimo resultado em nossa empresa.
12

REFERÊNCIAS

Marques, Claudiomiro José, Introdução a Contabilidade: Administração/ Claudiomiro


Marques, Luiz Fernandes Soares da Silva, Marcelo Resquetti Tarifa. São Paulo:
Pesrson Education do Brasil, 2009.