Sie sind auf Seite 1von 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

Faculdade de Administração e de Turismo


Curso de Bacharelado em Turismo
História da Cultura Brasileira e o Turismo

CRONOGRAMA 2017/2

DATA CONTEÚDO

Novembro/2017

Apresentação Seminário

G6 – FRIGERIO, Alejandro. Capoeira: de arte negra a esporte branco.


Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 4, n. 10, p. 85-97, jun. 1989.
Gisele, Andreia, Débora, Jorge
06/11
G7 – COSTA, Sérgio. A mestiçagem e seus contrários: etnicidade e
nacionalidade no Brasil contemporâneo. Tempo Social, Revista de
Sociologia, USP, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 143-58, maio de 2001.
Felipe, André, Julio e Isadora

TEXTO 5: OLIVEN, Ruben. As metamorfoses da cultura brasileira. In:


OLIVEN, Ruben. Violência e Cultura no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1989.
p. 64-79.
Gisele, Andreia e Julio
13/11
TEXTO 6: OLIVEN, Ruben. A malandragem na música popular
brasileira. In: OLIVEN, Ruben. Violência e Cultura no Brasil. Petrópolis:
Vozes, 1989, p.22-63.
Diogo e Gustavo

Semana de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão – CIC / CEC / CEG


20/11
/ ENPOS – atividade de recuperação a definir

TEXTO 7: BOSI, Alfredo. Cultura Brasileira e culturas brasileiras. 1981


Pytter, Felipe e Débora

27/11 TEXTO 8: ALFONSO, Louise Prado. EMBRATUR – formadora de


imagens da nação brasileira.
Ana Carolina, Carla e Leonardo

Dezembro/2017
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
Faculdade de Administração e de Turismo
Curso de Bacharelado em Turismo
História da Cultura Brasileira e o Turismo

Aula livre para elaboração da resenha dos seminários.

Resenha Crítica:
1. Referências Bibliográficas (autor, título da obra, local da edição,
editora, data);
2. Credenciais do autor (informações sobre o autor, formação, área
de atuação, títulos publicados);
3. Resumo da obra (ideias principais; de que trata o texto? Sob que
perspectiva o autor tratou o assunto? Qual o problema focalizado?
04/12 Quais são seus argumentos?);
4. Conclusões da autoria (do autor);
5. Metodologia (métodos utilizados, técnicas de análise das
informações);
6. Crítica do resenhista (Julgamento da obra. Qual a coerência
interna? Qual a originalidade da obra? Qual a validade e a relevância
das ideias apresentadas? O autor atingiu os objetivos propostos?);
Indicações do resenhista (A quem é dirigida a obra? Quem – disciplina,
curso – poderá adotar a obra?).

 Entrega da Resenha dos seminários;

TEXTO 9: FREIRE-MEDEIROS, Bianca. Gringo na Laje. Produção,


circulação e consumo da favela turística. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2009, p.9-48.
11/12
Ketrin, Amanda (falta 1)

TEXTO 10: FREIRE-MEDEIROS, Bianca. Gringo na Laje. Produção,


circulação e consumo da favela turística. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2009, p.49-78.
Patrick, Rafael e Carlos André

TEXTO 11: FREIRE-MEDEIROS, Bianca. Gringo na Laje. Produção,


circulação e consumo da favela turística. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2009, p.79-108.
Lucas, Natália e Isadora
18/12
TEXTO 12: FREIRE-MEDEIROS, Bianca. Gringo na Laje. Produção,
circulação e consumo da favela turística. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2009, p.109-154.
Texto disponível para apresentação
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
Faculdade de Administração e de Turismo
Curso de Bacharelado em Turismo
História da Cultura Brasileira e o Turismo

25/12 Feriado de Natal e início do recesso/férias acadêmicas

Janeiro/2018

--- Mês de férias acadêmicas

Fevereiro/2018

FILME: “Quanto vale ou é por quilo?” de Sérgio Bianchi.


Trabalho:
1. Discute o título da obra.
2. Faze a sinopse do filme.
05/02 3. Destaca as questões centrais.
4. Aponta as fontes pesquisadas para a realização do filme.
5. Identifica o objetivo da alternância de cenas do passado e do
presente.
Relata o que mais te chamou a atenção no filme. Justifica.

Ponto facultativo (Feriado de Carnaval) – atividade de recuperação a


12/02
definir

19/02 Prova

26/02 Entrega de notas e avaliação da disciplina

Março/2018

05/03 Exame

Verwandte Interessen