Sie sind auf Seite 1von 3

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006742308 (Nº CNJ: 0016587-14.2017.8.21.9000)
2017/CÍVEL

RECURSO INOMINADO. CONSUMIDOR. AÇÃO DE


RESTITUIÇÃO DE VALORES C/C INDENIZAÇÃO
POR DANOS MORAIS. PASSAGENS AÉREAS
ADQUIRIDAS POR MEIO DE CARTÃO DE
CRÉDITO, NO SITE DECOLAR.COM.
LEGITIMIDADE PASSIVA DA RECORRENTE.
CANCELAMENTO DA COMPRA. ESTORNO NÃO
EFETIVADO PELA RÉ. DEVER DE RESTITUIR A
INTEGRALIDADE DAS PARCELAS COBRADAS.
1. Pretende a demandada a reforma da sentença
de parcial procedência lançada nos autos, pela
qual restou condenada a restituir aos
demandantes valor cobrado por passagens
aéreas não usufruídas porque cancelada a
viagem previamente.
2. Sem razão, todavia.
3. Primeiramente, vai afastada a preliminar de
ilegitimidade passiva argüida nas razões
recursais. Isto porque, ainda que a Decolar.com
tenha atuação de intermediação entre o
consumidor e as companhias aéreas, tal
condição não afasta a responsabilidade
objetiva e solidária imputada ao fornecedor dos
serviços, até porque aufere lucro com a
operação.
4. Os demandantes lograram demonstrar a
tentativa de resolução do problema pela via
administrativa, sem êxito, bem como carrearam
prova quanto ao pagamento do valor das
passagens (fls. 27/34), motivo pelo qual fazem
jus à devolução do montante despendido,
integralmente, ausente qualquer multa em
decorrência do cancelamento.
5. Portanto, não há que se falar em reforma da
sentença atacada, devendo ser mantida em sua
integralidade.
SENTENÇA MANTIDA POR SEUS PRÓPRIOS
FUNDAMENTOS. RECURSO DESPROVIDO.

RECURSO INOMINADO SEGUNDA TURMA RECURSAL CÍVEL

Nº 71006742308 (Nº CNJ: 0016587- COMARCA DE PORTO ALEGRE


14.2017.8.21.9000)

DECOLAR.COM LTDA. RECORRENTE

1
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006742308 (Nº CNJ: 0016587-14.2017.8.21.9000)
2017/CÍVEL

LUCAS PAIM MELLO RECORRIDO

REGIS DA SILVA SALDANHA RECORRIDO

ACÓRDÃO

Vistos, relatados e discutidos os autos.

Acordam os Juízes de Direito integrantes da Segunda Turma


Recursal Cível dos Juizados Especiais Cíveis do Estado do Rio Grande do Sul, à
unanimidade, em NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO.
Participaram do julgamento, além do signatário, as eminentes
Senhoras DRA. ELAINE MARIA CANTO DA FONSECA (PRESIDENTE) E DR.ª
ANA CLAUDIA CACHAPUZ SILVA RAABE.
Porto Alegre, 10 de maio de 2017.

DR. ROBERTO BEHRENSDORF GOMES DA SILVA,


Relator.

R E L AT Ó R I O
(Oral em Sessão.)

VOTOS

DR. ROBERTO BEHRENSDORF GOMES DA SILVA (RELATOR)

Conheço do recurso inominado, pois preenchidos os


pressupostos de admissibilidade.
A sentença recorrida merece ser confirmada, por seus próprios
fundamentos, o que se faz na forma do disposto no art. 46 da Lei nº

2
ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PODER JUDICIÁRIO
TURMAS RECURSAIS

@ (PROCESSO ELETRÔNICO)
RBGS
Nº 71006742308 (Nº CNJ: 0016587-14.2017.8.21.9000)
2017/CÍVEL

9.099/95 que assim estabelece: O julgamento em segunda instância


constará apenas da ata, com a indicação suficiente do processo,
fundamentação sucinta e parte dispositiva. Se a sentença for confirmada
pelos próprios fundamentos, a súmula do julgamento servirá de
acórdão.

Em razão do exposto, voto por NEGAR PROVIMENTO AO


RECURSO.
Condenada a recorrente vencida ao pagamento das custas
processuais e honorários advocatícios, estes arbitrados em 20% sobre o
valor da condenação.

DRA. ELAINE MARIA CANTO DA FONSECA (PRESIDENTE) - De acordo


com o(a) Relator(a).

DR.ª ANA CLAUDIA CACHAPUZ SILVA RAABE - De acordo com o(a)


Relator(a).

DRA. ELAINE MARIA CANTO DA FONSECA - Presidente - Recurso


Inominado nº 71006742308, Comarca de Porto Alegre: "NEGARAM
PROVIMENTO AO RECURSO. UNÂNIME."

Juízo de Origem: 4.JUIZADO ESPECIAL CIVEL-F.CENTRAL PORTO ALEGRE -


Comarca de Porto Alegre