Sie sind auf Seite 1von 40

Aula 03

Legislação Indigenista p/ FUNAI (Todos os cargos)


Professores: Marcos Girão, Paulo Guimarães
Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Aula 03 – Decreto Presidencial nº 7.747/2012

SUMÁRIO
APRESENTAÇÃO ................................................................................... 2
I - DECRETO Nº 7.747/12 (A PNGATI) ................................................. 3
1. Políticas Públicas e a PNGATI ........................................................ 3
2. Objetivos da PNGATI ..................................................................... 4
3. Diretrizes da PNGATI ..................................................................... 6
4. Organização da PNGATI ................................................................. 9
4.1. Eixo 1 - Proteção territorial e dos recursos naturais .............. 10
4.2. Eixo 2 - Governança e participação indígena .......................... 11
4.3. Eixo 3 - Áreas protegidas, unidades de conservação e terras
indígenas ...................................................................................... 13
4.4. Eixo 4 - Prevenção e recuperação de danos ambientais ......... 14
4.5. Eixo 5 - Uso sustentável de recursos naturais e inciativas
produtivas indígenas..................................................................... 16
4.6. Eixo 6 - Propriedade intelectual e patrimônio genético .......... 18
4.7. Eixo 7 - Capacitação, formação, intercâmbio e educação
ambiental ...................................................................................... 19
5. A Governança da PNGATI - Quem faz e quem banca? .................. 20
QUESTÕES DE SUA AULA .................................................................... 34
GABARITO .......................................................................................... 39
59136934500

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 1 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

APRESENTAÇÃO

Olá, querido aluno!

Continuaremos nossa caminhada por uma norma bem específica em


relação às realidade do povo indígena e que é a grande base para tudo o que
se pensa em relação à melhora da qulaidade de vida desses povos:

Decreto Presidencial nº 7.747/2012

(A PNGATI)

Professor, que sigla é essa, pelo amor de Deus??

Calma que você já saberá e nunca mais vai se esquecer dela, garanto!
(rsrs) Trata-se de mais uma aula bem técnica, com um assunto, repito, bem
importante e com uma quantidade considerável de coisinhas para serem
memorizadas. Não tem com oescapar, vamos enfrentá-la juntos!

Revise essa aula sempre que puder, ok?

Sigamos em frente!

59136934500

Observação importante: este curso é protegido por direitos


autorais (copyright), nos termos da Lei 9.610/98, que altera, atualiza e
consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências.

Grupos de rateio e pirataria são clandestinos, violam a lei e


prejudicam os professores que elaboram os cursos. Valorize o trabalho
de nossa equipe adquirindo os cursos honestamente através do site
Estratégia Concursos. ;-)

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 2 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

I - DECRETO Nº 7.747/12 (A PNGATI)

1. Políticas Públicas e a PNGATI

Caro aluno, o Decreto Presidencial nº 7.747/2012 intituiu a Política


Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas, a
famnosa PNGATI (é assim que a chamaremos daqui pra frente!).

A PNGATI foi construída com a participação dos povos indígenas e vem


para reconhecer e apoiar a gestão ambiental e territorial que já é realizada por
estes povos em suas terras. Essa política pública cria espaço e traz
oportunidades para que povos indígenas e o Estado dialoguem em torno de um
objetivo comum e aliem suas forças para o enfrentamento das dificuldades e
desafios que os povos indígenas brasileiros enfrentam nos dias de hoje.

A PNGATI é uma conquista, porque se trata de uma demanda dos povos


indígenas por uma política pública do Estado brasileiro para a gestão ambiental
e territorial das terras indígenas.

Ok, professor, entendi, mas explica melhor aí o que são políticas


públicas!

As políticas públicas são um conjunto de decisões, planos, metas e


ações governamentais elaboradas pelo Estado (que pode ser o governo
federal, estadual ou municipal) para atender a diferentes setores da
sociedade – como os indígenas, por exemplo.

Em outras palavras:

As POLÍTICAS PÚBLICAS são as ações realizadas pelo Estado


59136934500

com o objetivo de promover o bem coletivo e reduzir a


desigualdade.

Elas devem ser elaboradas com a participação da sociedade, por meio de


seus representantes eleitos ou por outras formas de participação social, como
os grupos de trabalho, conselhos ou as consultas públicas. É importante
lembrar que as políticas públicas não são implementadas apenas pelo
Estado; elas também podem ser desenvolvidas em parceria com outros
setores da sociedade (organizações da sociedade civil, empresas,
universidades etc.).

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 3 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

No caso de um país como o Brasil, que tem uma diversidade muito


grande de situações, pessoas e realidades culturais, as políticas públicas são
muito importantes, porque permitem que essas diferenças sejam reconhecidas
e respeitadas. Elas são uma forma de promover o acesso a direitos e a
cidadania para todos de um modo geral, e de forma específica, para
determinados segmentos da sociedade brasileira, como é o caso dos povos
indígenas.

Os direitos constitucionais dos índios estão expressos em um capítulo


específico da Constituição Federal de 1988 (título VIII, “Da Ordem Social”,
capítulo VIII, “Dos Índios”), além de outros dispositivos dispersos ao longo de
seu texto e de um artigo do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.

E é nesse contexto que nasceu a Política Nacional de Gestão Territorial e


Ambiental de Terras Indígenas, a nossa estimada PNGATI!

Vamos então conhecê-la?!

2. Objetivos da PNGATI

O Decreto nº 7.747/12, que instituiu a PNGATI, foi estruturado em um


documento que contém:
59136934500

 um objetivo geral;

 as diretrizes;

 os objetivos específicos;

 a governança; e

 as disposições finais.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 4 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

De acordo com o art. 1º do decreto, o objetivo principal da


PNGATI é:

De acordo com o art. 2º da PNGATI, as ferramentas para a gestão


territorial e ambiental de terras indígenas são o etnomapeamento e o
etnozoneamento.
Sabe diferenciá-los? Não?! Então grave bem a diferença, pois considero
ser ela muito boa de prova:

59136934500

23

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 5 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Os etnomapeamentos e etnozoneamentos são duas ferramentas que têm


fornecido bases de diálogo para a elaboração de outro instrumento muito
importante para a gestão das terras indígenas, que consiste nos Planos de
Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PGTAs).

Esses instrumentos de gestão territorial e ambiental de terras indígenas


são o resultado de um conjunto de experiências realizadas por diferentes
atores: planos de manejo; planos de gestão territorial; planos de vida;
diagnósticos participativos; estudos e pesquisas no âmbito das escolas nas
aldeias, com metodologias, tempos e abordagens diferenciadas e buscando o
diálogo sobre a gestão das terras indígenas.

Pois bem, o Decreto nº 7.747/12 enumera as diretrizes da PNGATI, ou


seja, as orientações que a política deve seguir para atingir seus
objetivos.

Que tal conhecê-las?

3. Diretrizes da PNGATI

As diretrizes da PNGATI trazem como principais orientações o


protagonismo, a conquista de autonomia e a necessidade de
participação qualificada dos povos indígenas na governança dessa política.

Protagonismo é o ato de estar na condução, estar à frente, na definição


e no desempenho de um determinado processo político, de um trabalho. Saiba,
caro aluno, que os povos indígenas foram os protagonistas na construção da
PNGATI!

Autonomia é a capacidade de se governar por si mesmo, e a


possibilidade de poder criar as leis que regem a sua conduta.
59136934500

As diretrizes da PNGATI reforçam e valorizam o reconhecimento e o


respeito às contribuições dos povos indígenas, incluindo as mulheres, os
jovens e os idosos, na conservação da biodiversidade brasileira. Atenta ainda
para a necessidade de que o Estado contribua para a manutenção, recuperação
e proteção dos recursos naturais nos territórios indígenas.

Por meio de suas diretrizes, a PNGATI reforça a importância de


garantir a adequada participação dos povos indígenas nas diferentes
instâncias de deliberação, execução e avaliação dessa política como
elemento que a diferencia de outras políticas.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 6 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

A seguir, listarei as 13 diretrizes da PNGATI, mas não na ordem em que


elas estão distribuídas no Decreto. Vou dividi-las em três grandes partes: as
direitrizes de "reconhecimento", as de "proteção" e as "demais
diretrizes". Acho que assim facilita sua tarefa, já que não tem outro jeito
senão o de memorizá-las todas mesmo, ok?

Vamos lá!

 Diretrizes de "reconhecimento"

São diretrizes da PNGATI:

 reconhecimento e respeito às crenças, usos, costumes,


línguas, tradições e especificidades de cada povo indígena;

 reconhecimento e valorização das organizações sociais e


políticas dos povos indígenas e garantia das suas expressões,
dentro e fora das terras indígenas;

 reconhecimento e valorização da contribuição das mulheres


indígenas e do uso de seus conhecimentos e práticas para a
proteção, conservação, recuperação e uso sustentável dos
recursos naturais imprescindíveis para o bem-estar e para a
reprodução física e cultural dos povos indígenas;

 reconhecimento, valorização e desenvolvimento da gestão


ambiental como instrumento de proteção dos territórios e das
condições ambientais necessárias à reprodução física, cultural e
ao bem-estar dos povos e comunidades indígenas;

 reconhecimento dos direitos dos povos indígenas relativos a


serviços ambientais em função da proteção, conservação,
59136934500

recuperação e uso sustentável dos recursos naturais que


promovem em suas terras, nos termos da legislação vigente; e

 Diretrizes de "proteção"

São diretrizes da PNGATI:

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 7 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

 proteção territorial, ambiental e melhoria da qualidade de vida


nas áreas reservadas a povos indígenas e nas terras indígenas;

 proteção territorial e ambiental das terras ocupadas por povos


indígenas isolados e de recente contato;

 proteção e fortalecimento dos saberes, práticas e


conhecimentos dos povos indígenas e de seus sistemas de manejo
e conservação dos recursos naturais;

 Demais diretrizes

E, por fim, são também diretrizes da PNGATI:

 contribuição para a manutenção dos ecossistemas nos


biomas das terras indígenas por meio da proteção,
conservação e recuperação dos recursos naturais imprescindíveis
à reprodução física e cultural das presentes e futuras gerações
dos povos indígenas;

 implementação da PNGATI para povos e comunidades


indígenas, cujas terras se localizam em área urbana, naquilo
que seja compatível, e de acordo com suas especificidades e
realidades locais;

 garantia do direito à consulta dos povos indígenas, nos


termos da Convenção no 169 da Organização Internacional do
Trabalho - OIT; 59136934500

 promoção de parcerias com os governos estaduais, distrital e


municipais para compatibilizar políticas públicas regionais e
locais e a PNGATI.

As diretrizes da PNGATI são fundamentadas nos direitos constitucionais


dos povos indígenas e expressam o reconhecimento da autonomia sociocultural
e a valorização do protagonismo dos povos indígenas por parte do Estado
brasileiro. A seguir, serão discutidos os sete eixos da PNGATI e seus
objetivos específicos.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 8 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

4. Organização da PNGATI

A PNGATI está organizada em sete eixos, agrupados em objetivos


específicos, de acordo com os temas de interesse para a gestão ambiental e
territorial das terras indígenas. São eles:

59136934500

Os objetivos específicos são as metas detalhadas que


devem ser seguidas para se alcançar o objetivo geral da
política.

Os eixos serão apresentados aqui por meio de iniciativas e exemplos de


ações de gestão ambiental e territorial em terras indígenas, cuja maioria já
vinha sendo desenvolvida muito antes de a PNGATI existir – o que confirma o
fato de que a política veio para reconhecer e fortalecer as experiências dos
diferentes povos indígenas brasileiros na gestão de seus territórios.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 9 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

4.1. Eixo 1 - Proteção territorial e dos recursos naturais

O Eixo 1 da PNGATI trata das questões relacionadas à segurança e ao


controle territorial das terras indígenas.

Esse eixo traz objetivos específicos que visam proteger a integridade das
terras indígenas, por meio de mecanismos e instrumentos que vão desde a
recuperação de áreas que estão desmatadas às ações em parceria com os
órgãos de fiscalização e controle, para evitar e combater as invasões e a
retirada ilegal de recursos naturais.

Além dos objetivos relacionados à proteção dos recursos naturais, esse


eixo traz também a possibilidade de promover o acesso aos recursos naturais
necessários para o bem-estar dos povos indígenas que se encontram fora dos
limites das terras indígenas. Quer ver?

São objetivos específicos do Eixo 1 (art. 4º, I):

 promover a proteção, fiscalização, vigilância e monitoramento


ambiental das terras indígenas e seus limites;

 promover a participação dos povos, comunidades e organizações


indígenas nas ações de proteção ambiental e territorial das
terras indígenas, respeitado o exercício de poder de polícia dos
órgãos e entidades públicos competentes;

 contribuir para a proteção dos recursos naturais das terras


indígenas em processo de delimitação, por meio de ações de
prevenção e de defesa ambiental pelos órgãos e entidades
públicos competentes, em conjunto com os povos, comunidades e
organizações indígenas;
59136934500

 promover a elaboração, sistematização e divulgação de


informações sobre a situação ambiental das terras
indígenas, com a participação dos povos indígenas;

 apoiar a celebração de acordos e outros instrumentos que


permitam o acesso dos povos indígenas aos recursos
naturais que tradicionalmente utilizam localizados fora dos
limites de suas terras;

 promover ações de proteção e recuperação das nascentes,


cursos d’água e mananciais essenciais aos povos
indígenas;

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 10 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

 apoiar o monitoramento das transformações nos


ecossistemas das terras indígenas e a adoção de medidas
de recuperação ambiental;

 assegurar, sempre que possível, que bens apreendidos em


decorrência de ilícitos ambientais praticados em terras
indígenas sejam revertidos em benefício dos povos e
comunidades indígenas afetados, na forma da legislação
vigente;

 promover o etnozoneamento de terras indígenas como


instrumento de planejamento e gestão territorial e ambiental, com
participação dos povos indígenas; e

 promover e garantir a integridade ambiental e territorial das


terras indígenas situadas nas áreas de fronteira, por meio
de ações internas e de acordos binacionais e multilaterais, a fim
de combater e controlar os ilícitos transfronteiriços, com especial
atenção à proteção da vida de mulheres e homens indígenas, de
todas as gerações;

Como se pode ver, o eixo dá ênfase especial à importância de se


firmarem parcerias e acordos entre os próprios povos indígenas e os diferentes
órgãos responsáveis pela fiscalização das terras indígenas como a FUNAI, o
IBAMA e a Polícia Federal, para a manutenção da integridade ambiental e
territorial das terras indígenas.

4.2. Eixo 2 - Governança e participação indígena


59136934500

Antes de mais nada, é preciso esclarecer o que significa esse termo


governança.

Governaça é a condução de um processo com articulação


e cooperação entre atores sociais e políticos em
arranjos institucionais.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 11 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Nesse sentido, governança não é o mesmo que governo, pois ela


envolve a participação da sociedade em torno de objetivos comuns e tem por
princípio garantir legitimidade, voz, transparência e justiça.

O Eixo 2, portanto, garante aos povos indígenas a participação ativa na


governança e nas tomadas de decisão referentes à implementação da PNGATI,
assim como incentiva a participação qualificada dos indígenas em fóruns,
comitês, comissões e redes que tenham como objetivo discutir o
desenvolvimento de determinada região.

A participação de indígenas na criação e implementação da PNGATI é um


exemplo de governança e atuação indígena que pode ser fortalecido por meio
dos objetivos específicos organizados nesse Eixo 2 da PNGATI.

 Quanto mais qualificada for a participação de indígenas e de


gestores governamentais em espaços públicos de discussão e
decisão, maior será o sucesso de implementação de políticas
públicas localmente.

Esse eixo traz, ainda, a necessidade de fortalecimento dos sistemas de


representação e participação dos povos indígenas na articulação dos processos
de diagnóstico e planejamento no interior das terras indígenas e em seu
entorno.

Assim, são objetivos específicos do Eixo 2 (art. 4º, II):


59136934500

 promover a participação de homens e mulheres indígenas na


governança, nos processos de tomada de decisão e na
implementação da PNGATI;

 promover a participação dos povos indígenas e da FUNAI


nos processos de zoneamento ecológico-econômico que
afetem diretamente as terras indígenas;

 promover o monitoramento da qualidade da água das terras


indígenas, assegurada a participação dos povos indígenas e
o seu acesso a informações a respeito dos resultados do
monitoramento;

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 12 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

 apoiar a participação indígena nos comitês e subcomitês de


bacias hidrográficas e promover a criação de novos comitês
em regiões hidrográficas essenciais aos povos indígenas;

 promover a participação dos povos indígenas nos fóruns de


discussão sobre mudanças climáticas; e

 realizar consulta aos povos indígenas no processo de


licenciamento ambiental de atividades e empreendimentos que
afetem diretamente povos e terras indígenas, nos termos de ato
conjunto dos Ministérios da Justiça e do Meio Ambiente;

4.3. Eixo 3 - Áreas protegidas, unidades de conservação e


terras indígenas

O Eixo 3 da PNGATI trata das diversas interfaces existentes entre Terras


Indígenas e Unidades de Conservação no Brasil, as quais formam
conjuntamente as áreas protegidas previstas no PNAP (Plano Estratégico
Nacional de Áreas Protegidas – Decreto nº 5.758/2006).

Esse eixo prevê a garantia que os povos e comunidades indígenas tem


de serem consultados se forem criadas unidades de conservação perto de suas
terras e de, juntamente com a FUNAI, elaborarem planos conjuntos para a
gestão dessas áreas protegidas, garantindo a gestão ao órgão ambiental.

Por meio desse eixo, garante-se, ainda, que as comunidades e lideranças


indígenas participem dos conselhos gestores das unidades de conservação
59136934500

vizinhas, contíguas ou próximas às terras indígenas.

Esse eixo trata também dos casos de sobreposição de unidades de


conservação com terras indígenas, recomendando ações a serem adotadas
com vistas a regularizar as situações geradas pela dupla afetação e diminuir
conflitos. Para tanto, saiba, caro aluno, que a FUNAI tem trabalhado em
parceria com os povos indígenas e o Instituto Chico Mendes de Conservação da
Biodiversidade (ICMBio), visando levar adiante consultas aos povos indígenas
diretamente afetados, com o objetivo de elaborarem planejamentos conjuntos
e acordos de uso que respeitem os modos de vida tradicionais dos povos
indígenas.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 13 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

São, portanto, objetivos específicos do Eixo 3 (art. 4º, III):

 realizar consulta prévia, livre e informada aos povos indígenas


no processo de criação de unidades de conservação em áreas
que os afetem diretamente;

 elaborar e implementar, com a participação dos povos indígenas e


da FUNAI, planos conjuntos de administração das áreas de
sobreposição das terras indígenas com unidades de
conservação, garantida a gestão pelo órgão ambiental e
respeitados os usos, costumes e tradições dos povos indígenas;

 promover a participação indígena nos conselhos gestores das


unidades de conservação localizadas em áreas contíguas às
terras indígenas;

 assegurar a participação da FUNAI nos conselhos gestores


das unidades de conservação contíguas às terras com
presença de índios isolados ou de recente contato;

Como se pode ver, o Eixo também garante participação da FUNAI em


conselhos gestores de unidades de conservação vizinhas, contíguas ou
próximas a terras indígenas de índios isolados ou em isolamento voluntário.

4.4. Eixo 4 - Prevenção e recuperação de danos ambientais

59136934500

Primeiramente, vamos conceituar restauração ambiental. Trata-se da


recomposição dos processos funcionais de determinado ecossistema degradado
de modo a se aproximar o máximo possível do sistema original. Embora seja
difícil recompor tudo como era antes, é possível recuperar o equilíbrio básico
de uma área de forma que os processos naturais ecológicos envolvendo a flora
e a fauna possam dar continuidade ao processo de regeneração.

Pois bem, o Eixo 4 da PNGATI trata das questões relacionadas aos


cuidados com o meio ambiente e às ações que devem ser tomadas em caso de
degradação, poluição, desastres e impactos causados por empreendimentos.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 14 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Traz também objetivos específicos que abordam a recuperação de áreas


degradadas e a restauração das condições ambientais nas terras indígenas.
Estão inseridas nesse eixo as ações relativas à recuperação da diversidade
agrícola visando garantir a segurança alimentar aos povos indígenas de forma
conciliada à conservação ambiental.

Também estão previstas ações voltadas à prevenção de desastres,


catástrofes e emergências ambientais, como enchentes, desmoronamento de
terra e secas. Essas ações devem ser implementadas em parceria com os
órgãos públicos de defesa civil e demandam articulação política entre os povos
indígenas, coordenações regionais da FUNAI e os governos estaduais.

São, portanto, objetivos específicos do Eixo 4 (art. 4º, IV):

 promover ações com vistas a recuperar e restaurar áreas


degradadas nas terras indígenas;

 promover ações de prevenção e controle de desastres,


danos, catástrofes e emergências ambientais nas terras
indígenas e entornos;

 promover ações de prevenção e controle da contaminação


por poluição e resíduos sólidos e de outras formas de
degradação de recursos naturais das terras indígenas;

 identificar as espécies nativas de importância sociocultural


em terras indígenas e priorizar seu uso em sistemas
agroflorestais e na recuperação de paisagens em áreas
degradadas;

 promover a recuperação e conservação da


agrobiodiversidade e dos demais recursos naturais
59136934500

essenciais à segurança alimentar e nutricional dos povos


indígenas, com vistas a valorizar e resgatar as sementes e
cultivos tradicionais de cada povo indígena;

 promover ações para a recuperação de áreas degradadas e a


restauração das condições ambientais das terras indígenas,
em especial as de prevenção e combate à desertificação;

 promover a regularização ambiental de atividades e


empreendimentos instalados no interior de terras
indígenas, incentivando a adoção de medidas compensatórias e
mitigatórias; e

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 15 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

 promover medidas de reparação dos passivos


socioambientais causados por atividades e empreendimentos
inativos no interior de terras indígenas, observada a legislação
específica;

É fácil de perceber que o Eixo 4 fortalece o direito dos povos indígenas


de acompanharem todo o processo de licenciamento ambiental de
empreendimentos que afetem direta ou indiretamente seus territórios. Reforça,
ainda, que os danos e passivos socioambientais decorrentes da instalação de
empreendimentos sejam compensados e mitigados.

Um exemplo de ação que dialoga com esse eixo da PNGATI é a


implantação de sistemas agroflorestais em diferentes terras indígenas no Brasil
e experiências bem-sucedidas de agroecologia, como a do Povo Tingui Botó no
estado de Alagoas.

4.5. Eixo 5 - Uso sustentável de recursos naturais e inciativas


produtivas indígenas

O Eixo 5 da PNGATI visa fortalecer o uso sustentável dos recursos


naturais e as iniciativas produtivas dos povos indígenas.

Nesse eixo se concentram as ações voltadas ao apoio à produção, às


atividades econômicas e à garantia do usufruto exclusivo dos recursos
naturais. Esse apoio deve incluir o fortalecimento das práticas culturais de
manejo sustentável dos recursos naturais.
59136934500

Entre seus objetivos específicos, veremos que também está a ideia de


que as atividades produtivas tradicionais podem ser fortalecidas por meio do
desenvolvimento de novas tecnologias e abordagens. Isso abrange desde a
agricultura tradicional a novas iniciativas, como o etnoturismo, a agregação de
valor a produtos da sociobiodiversidade, a criação sustentável de animais de
médio e grande porte e a valorização e comercialização do artesanato
indígena.

O eixo aponta, ainda, para ações voltadas à certificação dos produtos


indígenas e assistência técnica qualificada e adaptada às realidades produtivas
indígenas. Quer ver?

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 16 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

São objetivos específicos do Eixo 5 (art. 4º, V):

 garantir aos povos indígenas o usufruto exclusivo das riquezas


do solo, dos rios e dos lagos existentes em terras
indígenas;

 fortalecer e promover as iniciativas produtivas indígenas,


com o apoio à utilização e ao desenvolvimento de novas
tecnologias sustentáveis;

 promover e apoiar a conservação e o uso sustentável dos


recursos naturais usados na cultura indígena, inclusive no
artesanato para fins comerciais;

 apoiar a substituição de atividades produtivas não


sustentáveis em terras indígenas por atividades
sustentáveis;

 apoiar estudos de impacto socioambiental de atividades


econômicas e produtivas não tradicionais de iniciativa das
comunidades indígenas;

 desestimular o uso de agrotóxicos em terras indígenas e


monitorar o cumprimento da Lei no 11.460/07, que veda o cultivo
de organismos geneticamente modificados em terras indígenas;

 apoiar iniciativas indígenas sustentáveis de etnoturismo e


de ecoturismo, respeitada a decisão da comunidade e a
diversidade dos povos indígenas, promovendo-se, quando
couber, estudos prévios, diagnósticos de impactos
socioambientais e a capacitação das comunidades indígenas para
a gestão dessas atividades; 59136934500

 promover a sustentabilidade ambiental das iniciativas


indígenas de criação de animais de médio e grande porte;

 promover a regulamentação da certificação dos produtos


provenientes dos povos e comunidades indígenas, com
identificação da procedência étnica e territorial e da condição de
produto orgânico, em conformidade com a legislação ambiental;

 promover assistência técnica de qualidade, continuada e


adequada às especificidades dos povos indígenas e das
diferentes regiões e biomas;

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 17 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

4.6. Eixo 6 - Propriedade intelectual e patrimônio genético

O Eixo 6 da PNGATI aborda questões relacionadas ao reconhecimento


da importância dos conhecimentos indígenas referentes ao uso e
manejo da biodiversidade e do meio ambiente.

Trata da proteção e salvaguarda dos conhecimentos tradicionais


associados ao patrimônio genético que compõe a biodiversidade silvestre
(variedade de plantas, animais e microorganismos que ocorrem naturalmente
em um determinado lugar) e domesticada (variedade de plantas, animais e
microorganismos manejados, cultivados e/ou modificados pela ação humana)
no Brasil.

Por proteção entende-se defesa contra o uso indevido sem o


consentimento prévio dos detentores (“donos”) de determinado conhecimento.
Salvaguarda refere-se à proteção no sentido de garantir as condições
adequadas para que aquele conhecimento se mantenha e continue evoluindo e
se aprimorando em seu contexto sociocultural próprio.

O Eixo 6 está dividido em dois objetivos apenas, o que significa que,


além de proteger os conhecimentos indígenas, esse eixo da PNGATI promove a
valorização das práticas, ciências e saberes indígenas.

Nesse sentido, os indígenas também podem e devem realizar suas


pesquisas sobre o patrimônio genético existente em seus territórios, bem como
sobre os usos, os conhecimentos e as práticas a eles associados. Esse eixo da
PNGATI incentiva iniciativas dessa natureza, visando o fortalecimento das
comunidades por meio do desenvolvimento de atividades econômicas, novas
habilidades e tecnologias.

São, portanto, objetivos específicos do Eixo 6 (art. 4º, VI):

59136934500

 reconhecer, proteger e promover os direitos dos povos


indígenas sobre conhecimentos, práticas, usos tradicionais,
costumes, crenças e tradições associados à biodiversidade
e ao patrimônio genético existente nas suas terras, de
forma a preservar seu direito na repartição dos benefícios, na
forma da legislação vigente; e

 apoiar e valorizar as iniciativas indígenas de


desenvolvimento de pesquisa, criação e produção
etnocientífica e tecnológica, para possibilitar inovação e
fortalecimento de base econômica, social e ambiental;

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 18 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

E, por fim, o Eixo 7 da PNGATI!

4.7. Eixo 7 - Capacitação, formação, intercâmbio e educação


ambiental

O Eixo 7 da PNGATI traz objetivos específicos voltados às ações de


capacitação e formação, tanto de representantes dos povos indígenas como de
servidores públicos em diferentes níveis de governo, que deverão promover a
implementação da PNGATI.

Os objetivos específicos do Eixo 7 contemplam, ainda, ações como


intercâmbio de experiências e valorização de iniciativas indígenas de formação
continuada para a gestão territorial e ambiental e temas correlatos, como a
prevenção e o controle de queimadas.

Esses objetivos também preveem a promoção de atividades de educação


ambiental para o entorno das terras indígenas, visando sensibilizar outras
populações sobre a importância de proteger, conservar e recuperar as
condições ambientais necessárias para manutenção da integridade das terras
indígenas e qualidade de vida dos povos indígenas. Quer ver?

São, portanto, objetivos específicos do Eixo 7 (art. 4º, VII):

 promover a formação de quadros técnicos, estruturar e


fortalecer os órgãos públicos e parceiros executores da PNGATI;

 qualificar, capacitar e prover a formação continuada das


59136934500

comunidades e organizações indígenas sobre a PNGATI;

 fortalecer e capacitar as comunidades e organizações


indígenas para participarem na governança da PNGATI;

 promover ações de educação ambiental e indigenista no


entorno das terras indígenas;

 promover ações voltadas ao reconhecimento profissional, à


capacitação e à formação de indígenas para a gestão
territorial e ambiental no ensino médio, no ensino superior e na
educação profissional e continuada;

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 19 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

 capacitar, equipar e conscientizar os povos indígenas para a


prevenção e o controle de queimadas e incêndios
florestais; e

 promover e estimular intercâmbios nacionais e internacionais


entre povos indígenas para a troca de experiências sobre
gestão territorial e ambiental, proteção da
agrobiodiversidade e outros temas pertinentes à PNGATI.

Pronto. Para finalizarmos o estudo do Decreto nº 7.747/12, é preciso


responder à seguinte pergunta: quem faz e quem banca a Governança da
PNGATI?

A resposta, no próximo tópico!

5. A Governança da PNGATI - Quem faz e quem banca?

Valorizar o diálogo dos povos indígenas com o Estado, a fim de garantir


mais efetividade na formulação e execução das políticas públicas é a prática
que deu vida a PNGATI!

Para dar continuidade a esse processo, a melhoria dos mecanismos de


transparência e controle social deve ser preocupação constante de gestores e
beneficiários da PNGATI, pois várias são as formas que possibilitam a
participação social.

Os artigos 5º, 6º e 7º do decreto tratam das questões relacionadas à


governança da política. Nesses artigos, são definidas as instâncias de gestão e
59136934500

monitoramento da PNGATI visando à participação indígena desde o âmbito


local de cada aldeia, comunidade e organização indígena até o âmbito
nacional, atendendo às especificidades culturais e regionais dos
diferentes povos indígenas.

Nesses artigos, são indicadas ainda as instâncias deliberativas, gestoras


e de controle social que estão sendo criadas, aproveitando e fortalecendo as
estruturas de democracia participativa já existentes na administração federal e
nas diferentes formas de organização dos povos indígenas.

Segundo o art. 5º do Decreto nº 7.747/12, são órgãos de governança da


PGNATI:

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 20 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Além do Comitê Gestor da PNGATI, estão previstos os comitês regionais


da FUNAI e a CNPI como instâncias que vão ajudar na governança da PNGATI
e que devem ter a participação dos povos indígenas e de outros órgãos e
parceiros em sua composição e atuação.

O Comitê Gestor é o responsável pela


da PNGATI
coordenação da execução da política!

Além de ser o coordenador da execução da política, caberá ao


Comitê Gestor:
59136934500

 promover articulações para a implementação da PNGATI;

 acompanhar e monitorar as ações da PNGATI; e

 propor ações, programas e recursos necessários à


implementação da PNGATI no âmbito do plano plurianual,
das diretrizes orçamentárias e do orçamento anual.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 21 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Esse Comitê Gestor é integrado por representantes governamentais e


representantes indígenas, conforme ato conjunto dos Ministros de Estado da
Justiça e do Meio Ambiente.

Os Ministros de Estado da Justiça e do Meio Ambiente, editarão ato


conjunto para:

 definir a estrutura, a composição e o funcionamento do Comitê


Gestor da PNGATI;

 constituir comitês locais, de acordo com as demandas e


especificidades dos povos e comunidades indígenas; e

 propor a realização de conferência nacional da PNGATI.

Fica assegurada a participação dos representantes dos povos


indígenas no processo de elaboração desse ato e a coordenação do
Comitê Gestor da PNGATI será exercida de forma alternada entre as
representações do Ministério da Justiça, do Ministério do Meio Ambiente e dos
povos indígenas.

 A Secretaria-Executiva do Comitê Gestor da PNGATI será


exercida pela FUNAI.

 A participação nos órgãos de governança da PNGATI será


considerada prestação de serviço público relevante ,
não remunerada.

59136934500

A CNPI, no âmbito de suas competências, acompanhará a


implementação da PNGATI, a fim de promover sua articulação com as
demais políticas públicas de interesse dos povos indígenas.

A PNGATI será implementada por meio de programas e ações previstos


no plano plurianual, nas diretrizes orçamentárias e nos orçamentos anuais, e
por meio de outras iniciativas e parcerias.

As despesas com a execução das ações da PNGATI correrão à conta de


dotações orçamentárias consignadas anualmente aos órgãos e
entidades responsáveis por sua implementação, observados os limites de
movimentação, empenho e pagamento da programação orçamentária e
financeira anual.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 22 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Por fim, cabe destacar que a PNGATI aplica-se, naquilo que for
compatível, às áreas ocupadas por povos indígenas, cujo relatório
circunstanciado de identificação e delimitação tenha sido aprovado por
portaria da FUNAI, publicada no Diário Oficial da União, ou áreas que
tenham sido objeto de portaria de interdição expedida pela FUNAI em razão da
localização de índios isolados.

Pronto. E aqui terminamos o estudo desse tão importante normativo


para quem trabalhará, logo em breve, na Fundação Nacional do Índio: você!
Vamos agora aos exercícios:

01. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A Política Nacional de


Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI) tem como
uma das principais justificativas a necessidade de buscar novos
mecanismos e conceitos para garantir que os povos indígenas possam
viver bem em seus territórios, com um ambiente equilibrado e com
possibilidades de usufruir de seus recursos com autonomia e
sustentabilidade. Analise os itens a seguir, levando em consideração o
que estabelece o Decreto Federal nº 7.747/12, normativo que instituiu
a PNGATI.

I. A Fundação Nacional do Índio é um dos órgãos de governança da PNGATI.

II. O Etnozoneamento, mapeamento participativo das áreas de relevância


59136934500

ambiental, sociocultural e produtiva para os povos indígenas, com base nos


conhecimentos e saberes indígenas, é uma das ferramentas para a gestão
territorial e ambiental de terras indígenas.

III. É uma das diretrizes da PGNATI o apoio ao monitoramento das


transformações nos ecossistemas das terras indígenas e a adoção de medidas
de recuperação ambiental.

IV. A participação nos órgãos de governança da PNGATI será remunerada e


considerada prestação de serviço público relevante.

O número de itens incorretos é:

(A) 0

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 23 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(B) 1

(C) 2

(D) 3

(E) 4

Comentário:

Item I - A Fundação Nacional do Índio toda não, mas uma partezinha dela sim:
os Comitês Regionais da FUNAI! Lembre-se que são órgãos de governança
da PNGATI (art. 5º):

(Errado)

Item II - Opa, cuidadoooo!! O conceito trazido pelo item é o de


etnomapeamento, e não de etnozoneamento! Vamos rever esses conceitos
bons de prova (art. 2º, parágrafo único, incisos I e II):

59136934500

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 24 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(Errado)

Item III - Outra pegadinha maldosa da nossa querida banca, pois apoiar o
monitoramento das transformações nos ecossistemas das terras indígenas e a
adoção de medidas de recuperação ambiental não é uma diretriz da PNGATI
e sim um dos objetivos específicos do Eixo 1 desta política! (art. 4º, I,
"g"). (Errado)

Item IV - De forma alguma será remunerada! Segundo o que estabelece o art.


10 do Decreto nº 7.747/12, a participação nos órgãos de governança da
PNGATI será considerada prestação de serviço público relevante, não
remunerada. (Errado)

Logo, é 4 o número de itens incorretos!

Gabarito: Letra "E"

02. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] De acordo com o


regramento trazido pelo Decreto Presidencial nº 7.747/2012, são
diretrizes da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de
Terras Indígenas - PNGATI, exceto:

(A) Protagonismo e autonomia sociocultural dos povos indígenas, inclusive pelo


fortalecimento de suas organizações, assegurando a participação indígena na
governança da PNGATI, respeitadas as instâncias de representação indígenas e
as perspectivas de gênero e geracional.

(B) Promoção das ações de prevenção e controle da contaminação por poluição


e resíduos sólidos e de outras formas de degradação de recursos naturais das
terras indígenas.

(C) Promoção de parcerias com os governos estaduais, distrital e municipais


para compatibilizar políticas públicas regionais e locais e a PNGATI.

(D) Reconhecimento, valorização e desenvolvimento da gestão ambiental como


instrumento de proteção dos territórios e das condições ambientais necessárias
59136934500

à reprodução física, cultural e ao bem-estar dos povos e comunidades


indígenas.

(E) Contribuição para a manutenção dos ecossistemas nos biomas das terras
indígenas por meio da proteção, conservação e recuperação dos recursos
naturais imprescindíveis à reprodução física e cultural das presentes e futuras
gerações dos povos indígenas.

Comentário:

Item A - Certinho! É diretriz da PNGATI o protagonismo e a autonomia


sociocultural dos povos indígenas, inclusive pelo fortalecimento de suas
organizações, assegurando a participação indígena na governança da PNGATI,
respeitadas as instâncias de representação indígenas e as perspectivas de
gênero e geracional (art. 3º, III).
www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 25 de 39
Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Item B - Muito cuidado! Perceba a artimanha da banca (e a ESAF também


gosta disso, tá?) ao trocar o verbo "promover" pelo seu respectivo substantivo
"promoção", no intuito de fazer você pensar automaticamente que a assertiva é
uma diretriz, por começar com um substantivo. A correlação até que ajuda,
mas não blinda você contra esse tipo de artimanha! Bom, trocou, mas não
mudou a regra, pois não é uma diretriz da PNGATI, e sim um objetivo
específico do Eixo 4 dessa política, promover as ações de prevenção e
controle da contaminação por poluição e resíduos sólidos e de outras formas de
degradação de recursos naturais das terras indígenas (art. 4º, IV, "c").

Item C - Certo! É diretriz da política em estudo a promoção de parcerias com


os governos estaduais, distrital e municipais para compatibilizar políticas
públicas regionais e locais e a PNGATI (art. 3º, XIII).

Item D - Também é diretriz da PNGATI o reconhecimento, valorização e


desenvolvimento da gestão ambiental como instrumento de proteção dos
territórios e das condições ambientais necessárias à reprodução física, cultural
e ao bem-estar dos povos e comunidades indígenas (art. 3º, X). Certinho!

Item E - Certíssimo também! E uma diretriz da PNGATI a contribuição para a


manutenção dos ecossistemas nos biomas das terras indígenas por meio da
proteção, conservação e recuperação dos recursos naturais imprescindíveis à
reprodução física e cultural das presentes e futuras gerações dos povos
indígenas (art. 3º, V).

Gabarito: Letra "B"

03. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A PNGATI está organizada


em eixos, agrupados em objetivos específicos, de acordo com os temas
de interesse para a gestão ambiental e territorial das terras indígenas.
Os objetivos específicos são as metas detalhadas que devem ser
seguidas para se alcançar o objetivo geral da política. Marque a
alternativ que traz de forma correta dois exiso com seus respectivos
objetivos específicos.
59136934500

(A) Eixo 2 - governança e participação indígena; Eixo 6 - capacitação,


formação, intercâmbio e educação ambiental.

(B) Eixo 4 - proteção territorial e dos recursos naturais; Eixo 1 - Eixo 1 -


propriedade intelectual e patrimônio genético.

(C) Eixo 7 - governança e participação indígena; Eixo 3 - prevenção e


recuperação de danos ambientais.

(D) Eixo 1 - proteção territorial e dos recursos naturais; Eixo 5 - uso


sustentável de recursos naturais e iniciativas produtivas indígenas.

(E) Eixo 2 - áreas protegidas, unidades de conservação e terras indígenas; V -


Eixo 6 - uso sustentável de recursos naturais e iniciativas produtivas indígenas.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 26 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Comentário:

Professor, mas que maldade é essa!!!! Cobrar os objetivos de cada eixo?!

É, confesso que é um pouco de maldade mesmo, mas tenho que fazer


assim para deixá-lo bem blindado contra maldades na sua prova e, conhecendo
bem as provas ESAF, sei lá se ela não vai pelo mesmo caminho! É possível,
viu?

Bom, mas vamos lá! O item que tiver dois "Ok" é o que traz de forma
correta dois Eixos da PNGATI com seus respecitivos objetivos gerais.

Item A - Eixo 2 - governança e participação indígena (Ok) ; Eixo 6 -


capacitação, formação, intercâmbio e educação ambiental (Errado, pois esse é
o objetivo do Eixo 7).

Item B - Eixo 4 - proteção territorial e dos recursos naturais (Errado, pois esse
é o objetivo do Eixo 1) ; Eixo 1 - propriedade intelectual e patrimônio genético
(Errado, pois esse é o objetivo do Eixo 6).

Item C - Eixo 7 - governança e participação indígena (Errado, pois esse é o


objetivo do Eixo 2); Eixo 3 - prevenção e recuperação de danos ambientais
(Errado, pois esse é o objetivo do Eixo 4).

Item D - Eixo 1 - proteção territorial e dos recursos naturais (Ok) ; Eixo 5 - uso
sustentável de recursos naturais e iniciativas produtivas indígenas (Ok).

Item E - Eixo 2 - áreas protegidas, unidades de conservação e terras indígenas


(Errado, pois esse é o objetivo do Eixo 3); V - Eixo 6 - uso sustentável de
recursos naturais e iniciativas produtivas indígenas (Errado, pois esse é o
objetivo do Eixo 5).

Gabarito: Letra "D"

04. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A Política Nacional de


Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas - PNGATI é uma
59136934500

conquista, porque se trata de uma demanda dos povos indígenas por


uma política pública do Estado brasileiro para a gestão ambiental e
territorial das terras indígenas. A PNGATI é organizada em 7 eixos,
cada um com objetivos gerais e específicos. É objetivo específico do
Eixo 2 da PNGATI:

(A) apoiar e valorizar as iniciativas indígenas de desenvolvimento de pesquisa,


criação e produção etnocientífica e tecnológica, para possibilitar inovação e
fortalecimento de base econômica, social e ambiental.

(B) garantir aos povos indígenas o usufruto exclusivo das riquezas do solo, dos
rios e dos lagos existentes em terras indígenas.

(C) implementação da PNGATI para povos e comunidades indígenas, cujas


terras se localizam em área urbana, naquilo que seja compatível, e de acordo
www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 27 de 39
Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

com suas especificidades e realidades locais.

(D) promover a elaboração, sistematização e divulgação de informações sobre


a situação ambiental das terras indígenas, com a participação dos povos
indígenas.

(E) promover o monitoramento da qualidade da água das terras indígenas,


assegurada a participação dos povos indígenas e o seu acesso a informações a
respeito dos resultados do monitoramento.

Comentário:

Aqui temos um exercício chato, mas muito necessário para o seu


aprendizado e para o seu maior objetivo: a prova FUNAI! A finalidade com uma
questão dessa é dar um passeio pelos eixos da política, reforçando o
aprendizado e a memorização! Então, qual dos objetivos citados é do Eixo 2 da
PGNATI? À resposta:

Item A - Errado! Apoiar e valorizar as iniciativas indígenas de desenvolvimento


de pesquisa, criação e produção etnocientífica e tecnológica, para possibilitar
inovação e fortalecimento de base econômica, social e ambiental é objetivo do
Eixo 6 (art. 4º, VI, "b")

Item B - Errado! Garantir aos povos indígenas o usufruto exclusivo das riquezas
do solo, dos rios e dos lagos existentes em terras indígenas é objetivo
específico do Eixo 5 (art. 4º, V, "a")

Item C - Xiiii, pegadinha do malandro!! (rsrsr) A implementação da PNGATI


para povos e comunidades indígenas, cujas terras se localizam em área
urbana, naquilo que seja compatível, e de acordo com suas especificidades e
realidades locais não é objetivo específico de nenhum dos eixos, e sim
uma das diretrizes da PNGATI!!!! Cuidado para não confundir! (art. 3º, VIII)

Item D - Errado, também! Promover a elaboração, sistematização e divulgação


de informações sobre a situação ambiental das terras indígenas, com a
participação dos povos indígenas é um dos objetivos específico do Eixo 1 (art.
59136934500

4º, I, "d").

Item E - Bom, só nos restou essa e ela está certinha mesmo! É um dos
objetivos específicos do Eixo 2 promover o monitoramento da qualidade da
água das terras indígenas, assegurada a participação dos povos indígenas e o
seu acesso a informações a respeito dos resultados do monitoramento (art. 4º,
II, "c").

Gabarito: Letra "E"

05. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] O Eixo 5 da PNGATI visa


fortalecer o uso sustentável dos recursos naturais e as iniciativas
produtivas dos povos indígenas. São objetivos específicos desse Eixo,
exceto:

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 28 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(A) Apoiar estudos de impacto socioambiental de atividades econômicas e


produtivas não tradicionais de iniciativa das comunidades indígenas.

(B) Promover a regulamentação da certificação dos produtos provenientes dos


povos e comunidades indígenas, com identificação da procedência étnica e
territorial e da condição de produto orgânico, em conformidade com a
legislação ambiental.

(C) Promover a sustentabilidade ambiental das iniciativas indígenas de criação


de animais de médio e grande porte.

(D) Fortalecer e promover as iniciativas produtivas indígenas, com o apoio à


utilização e ao desenvolvimento de novas tecnologias sustentáveis.

(E) Realizar consulta prévia, livre e informada aos povos indígenas no processo
de criação de unidades de conservação em áreas que os afetem diretamente.

Comentário:
Item A - Apoiar estudos de impacto socioambiental de atividades econômicas e
produtivas não tradicionais de iniciativa das comunidades indígenas (Ok, art.
4º, V, "e").

Item B - Promover a regulamentação da certificação dos produtos provenientes


dos povos e comunidades indígenas, com identificação da procedência étnica e
territorial e da condição de produto orgânico, em conformidade com a
legislação ambiental (Ok, art. 4º, V, "i").

Item C - Promover a sustentabilidade ambiental das iniciativas indígenas de


criação de animais de médio e grande porte (Ok, art. 4º, V, "h").

Item D - Fortalecer e promover as iniciativas produtivas indígenas, com o apoio


à utilização e ao desenvolvimento de novas tecnologias sustentáveis (Ok, art.
4º, V, "b").

Item E - Realizar consulta prévia, livre e informada aos povos indígenas no


59136934500

processo de criação de unidades de conservação em áreas que os afetem


diretamente (Errado, pois é objetivo do Eixo 3 - art. 4º, III, "a").

Gabarito: Letra "E"

06. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] Segundo o que estabelece o


Decreto nº 7.747/12, a coordenação do Comitê Gestor da PNGATI será
exercida de forma alternada entre os povos indígenas e as
representações:

(A) do Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Justiça.

(B) do Ministério da Defesa e da Fundação Nacional o Índio.

(C) do Ministério da Educação e do Ministério do Meio Ambiente.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 29 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(D) do Ministério da Justiça e do Ministério da Educação.

(E) do Ministério do Desenvolviemtno Agrário e da Fundação Nacional do Índio.

Comentário:

Segundo o que estabelece o art. 7º do Decreto nº 7.747/12, a


coordenação do Comitê Gestor da PNGATI será exercida de forma alternada
entre os povos indígenas e as representações do Ministério da Justiça e do
Ministério do Meio Ambiente.

Gabarito: Letra "A"

07. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] Promover a recuperação e


conservação da agrobiodiversidade e dos demais recursos naturais
essenciais à segurança alimentar e nutricional dos povos indígenas,
com vistas a valorizar e resgatar as sementes e cultivos tradicionais de
cada povo indígena é um objetivo específico do seguinte Eixo da
PNGATI:

(A) Eixo 1

(B) Eixo 3

(C) Eixo 4

(D) Eixo 5

(E) Eixo 7

Comentário:

Essa tem a cara de certos tipos de questão ESAF, por incrível que
pareça!

Pois bem, promover a recuperação e conservação da agrobiodiversidade


e dos demais recursos naturais essenciais à segurança alimentar e nutricional
59136934500

dos povos indígenas, com vistas a valorizar e resgatar as sementes e cultivos


tradicionais de cada povo indígena é um objetivo específico do seguinte Eixo
4 da PNGATI (art. 4º, IV, "e").
Gabarito: Letra "C"

08. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] De acordo o normativo que


instituiu a Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras
Indígenas, o Comitê Gestor da PNGATI

(A) é o órgão responsável pela coordenação da execução da política, integrado


por representantes governamentais e representantes indígenas.

(B) é o órgão responsável pela execução da política, integrado por

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 30 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

representantes governamentais e representantes indígenas.

(C) é o órgão responsável pela coordenação e pela execução da política,


integrado por representantes indígenas, apenas.

(D) é o órgão responsável pela coordenação da execução da política, integrado


por representantes governamentais, apenas.

(E) é o órgão responsável pela coordenação e pela execução da política,


integrado por representantes governamentais e representantes indígenas.

Comentário:

De acordo com o que versa o art. 6º do Decreto nº 7.747/12:

Art. 6o O Comitê Gestor da PNGATI, responsável pela


coordenação da execução da política, será integrado por
representantes governamentais e representantes indígenas,
conforme ato conjunto dos Ministros de Estado da Justiça e do Meio
Ambiente editado nos termos do art. 8o.

Gabarito: Letra "A"

09. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A Comissão Nacional de


Política Indígena, CNPI, tem a seguinte competência no âmbito da
Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas
- PNGATI:

(A) Acompanhar a implementação da PNGATI, a fim de promover sua


articulação com as demais políticas públicas de interesse dos povos indígenas.

(B) Propor ações, programas e recursos necessários à implementação da


PNGATI no âmbito do plano plurianual, das diretrizes orçamentárias e do
orçamento anual.

(C) Promover articulações para a implementação da PNGATI.


59136934500

(D) Acompanhar e monitorar as ações da PNGATI.

(E) Constituir comitês locais, de acordo com as demandas e especificidades dos


povos e comunidades indígenas.

Comentário:

Aqui a resposta vai no bate-pronto, olhando-se simplesmente para o art.


9º da norma em estudo:

Art. 9o A CNPI, no âmbito de suas competências, acompanhará a


implementação da PNGATI, a fim de promover sua articulação
com as demais políticas públicas de interesse dos povos
indígenas.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 31 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

As letras "B", "C" e "D" são competências do Comitê Gestor da


PNGATI, emquanto que a letra "E" é na verdade uma das finalidades do ato
conjunto dos Ministros de Estado da Justiça e do Meio Ambiente, ao editarem o
ato que constitui o Comitê Gestor da política (art. 6º, parágrafo único, I a III
c/c art. 8º, II).

Gabarito: Letra "A"

10. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] O Eixo 1 da PNGATI, que


trata da proteção territorial e dos recursos naturais, tem como um dos
objetivos promover a participação dos povos, comunidades e
organizações indígenas nas ações de proteção ambiental e territorial
das terras indígenas, respeitado o exercício de poder de polícia dos
órgãos e entidades públicos competentes. Em obediência ao que versa
o Decreto Federal nº 7.747/12, é outro objetivo desse eixo:

(A) realizar consulta aos povos indígenas no processo de licenciamento


ambiental de atividades e empreendimentos que afetem diretamente povos e
terras indígenas, nos termos de ato conjunto dos Ministérios da Justiça e do
Meio Ambiente.

(B) assegurar, sempre que possível, que bens apreendidos em decorrência de


ilícitos ambientais praticados em terras indígenas sejam revertidos em
benefício dos povos e comunidades indígenas afetados, na forma da legislação
vigente.

(C) promover ações voltadas ao reconhecimento profissional, à capacitação e à


formação de indígenas para a gestão territorial e ambiental no ensino médio,
no ensino superior e na educação profissional e continuada.

(D) assegurar a participação da FUNAI nos conselhos gestores das unidades de


conservação contíguas às terras com presença de índios isolados ou de recente
contato.

(E) apoiar iniciativas indígenas sustentáveis de etnoturismo e de ecoturismo,


respeitada a decisão da comunidade e a diversidade dos povos indígenas,
59136934500

promovendo-se, quando couber, estudos prévios, diagnósticos de impactos


socioambientais e a capacitação das comunidades indígenas para a gestão
dessas atividades.

Comentário:

A ideia é essa mesmo, a de fazer você ficar fazendo vários voos pelos
Eixos da PNGATI e, com isso, construir o máximo de interrelações possíveis no
que diz respeito aos objetivos específicos da PNGATI.

Agora, nessa questão, precisamos encontrar, dentre as opções de


reposta, a única que traz um dos objetivos específicos do Eixo 1 da política.
Vamos lá!

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 32 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

Item A - Errado! Realizar consulta aos povos indígenas no processo de


licenciamento ambiental de atividades e empreendimentos que afetem
diretamente povos e terras indígenas, nos termos de ato conjunto dos
Ministérios da Justiça e do Meio Ambiente (objetivo do Eixo 2 - art. 4º, II,
"f").

Item B - Certo! É objetivo do Eixo 1 assegurar, sempre que possível, que bens
apreendidos em decorrência de ilícitos ambientais praticados em terras
indígenas sejam revertidos em benefício dos povos e comunidades indígenas
afetados, na forma da legislação vigente.

Item C - Errado. Promover ações voltadas ao reconhecimento profissional, à


capacitação e à formação de indígenas para a gestão territorial e ambiental no
ensino médio, no ensino superior e na educação profissional e continuada
(objetivo do Eixo 7 - art. 4º, VII, "e").

Item D - Errado. Assegurar a participação da FUNAI nos conselhos gestores das


unidades de conservação contíguas às terras com presença de índios isolados
ou de recente contato (objetivo do Eixo 3 - art. 4º, III, "d").

Item E - Errado. Apoiar iniciativas indígenas sustentáveis de etnoturismo e de


ecoturismo, respeitada a decisão da comunidade e a diversidade dos povos
indígenas, promovendo-se, quando couber, estudos prévios, diagnósticos de
impactos socioambientais e a capacitação das comunidades indígenas para a
gestão dessas atividades (objetivo do Eixo 5 - art. 4º, V, "g").

Gabarito: Letra "B"

***

Fim de linha! 59136934500

Grande abraço, bons estudos e até próxima!

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 33 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

QUESTÕES DE SUA AULA

01. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A Política Nacional de


Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI) tem
como uma das principais justificativas a necessidade de buscar novos
mecanismos e conceitos para garantir que os povos indígenas possam
viver bem em seus territórios, com um ambiente equilibrado e com
possibilidades de usufruir de seus recursos com autonomia e
sustentabilidade. Analise os itens a seguir, levando em consideração o
que estabelece o Decreto Federal nº 7.747/12, normativo que instituiu
a PNGATI.
I. A Fundação Nacional do Índio é um dos órgãos de governança da PNGATI.
II. O Etnozoneamento, mapeamento participativo das áreas de relevância
ambiental, sociocultural e produtiva para os povos indígenas, com base nos
conhecimentos e saberes indígenas, é uma das ferramentas para a gestão
territorial e ambiental de terras indígenas.
III. É uma das diretrizes da PGNATI o apoio ao monitoramento das
transformações nos ecossistemas das terras indígenas e a adoção de medidas
de recuperação ambiental.
IV. A participação nos órgãos de governança da PNGATI será remunerada e
considerada prestação de serviço público relevante.
O número de itens incorretos é:
(A) 0
(B) 1
(C) 2
(D) 3
(E) 4

02. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] De acordo com o


59136934500

regramento trazido pelo Decreto Presidencial nº 7.747/2012, são


diretrizes da Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de
Terras Indígenas - PNGATI, exceto:
(A) Protagonismo e autonomia sociocultural dos povos indígenas, inclusive pelo
fortalecimento de suas organizações, assegurando a participação indígena na
governança da PNGATI, respeitadas as instâncias de representação indígenas e
as perspectivas de gênero e geracional.
(B) Promoção das ações de prevenção e controle da contaminação por poluição
e resíduos sólidos e de outras formas de degradação de recursos naturais das
terras indígenas.
(C) Promoção de parcerias com os governos estaduais, distrital e municipais
para compatibilizar políticas públicas regionais e locais e a PNGATI.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 34 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(D) Reconhecimento, valorização e desenvolvimento da gestão ambiental como


instrumento de proteção dos territórios e das condições ambientais necessárias
à reprodução física, cultural e ao bem-estar dos povos e comunidades
indígenas.
(E) Contribuição para a manutenção dos ecossistemas nos biomas das terras
indígenas por meio da proteção, conservação e recuperação dos recursos
naturais imprescindíveis à reprodução física e cultural das presentes e futuras
gerações dos povos indígenas.

03. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A PNGATI está organizada


em eixos, agrupados em objetivos específicos, de acordo com os temas
de interesse para a gestão ambiental e territorial das terras indígenas.
Os objetivos específicos são as metas detalhadas que devem ser
seguidas para se alcançar o objetivo geral da política. Marque a
alternativ que traz de forma correta dois exiso com seus respectivos
objetivos específicos.
(A) Eixo 2 - governança e participação indígena; Eixo 6 - capacitação,
formação, intercâmbio e educação ambiental.
(B) Eixo 4 - proteção territorial e dos recursos naturais; Eixo 1 - Eixo 1 -
propriedade intelectual e patrimônio genético.
(C) Eixo 7 - governança e participação indígena; Eixo 3 - prevenção e
recuperação de danos ambientais.
(D) Eixo 1 - proteção territorial e dos recursos naturais; Eixo 5 - uso
sustentável de recursos naturais e iniciativas produtivas indígenas.
(E) Eixo 2 - áreas protegidas, unidades de conservação e terras indígenas; V -
Eixo 6 - uso sustentável de recursos naturais e iniciativas produtivas indígenas.

04. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A Política Nacional de


Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas - PNGATI é uma
conquista, porque se trata de uma demanda dos povos indígenas por
uma política pública do Estado brasileiro para a gestão ambiental e
59136934500

territorial das terras indígenas. A PNGATI é organizada em 7 eixos,


cada um com objetivos gerais e específicos. É objetivo específico do
Eixo 2 da PNGATI:
(A) apoiar e valorizar as iniciativas indígenas de desenvolvimento de pesquisa,
criação e produção etnocientífica e tecnológica, para possibilitar inovação e
fortalecimento de base econômica, social e ambiental.
(B) garantir aos povos indígenas o usufruto exclusivo das riquezas do solo, dos
rios e dos lagos existentes em terras indígenas.
(C) implementação da PNGATI para povos e comunidades indígenas, cujas
terras se localizam em área urbana, naquilo que seja compatível, e de acordo
com suas especificidades e realidades locais.

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 35 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(D) promover a elaboração, sistematização e divulgação de informações sobre


a situação ambiental das terras indígenas, com a participação dos povos
indígenas.
(E) promover o monitoramento da qualidade da água das terras indígenas,
assegurada a participação dos povos indígenas e o seu acesso a informações a
respeito dos resultados do monitoramento.

05. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] O Eixo 5 da PNGATI visa


fortalecer o uso sustentável dos recursos naturais e as iniciativas
produtivas dos povos indígenas. São objetivos específicos desse Eixo,
exceto:
(A) Apoiar estudos de impacto socioambiental de atividades econômicas e
produtivas não tradicionais de iniciativa das comunidades indígenas.
(B) Promover a regulamentação da certificação dos produtos provenientes dos
povos e comunidades indígenas, com identificação da procedência étnica e
territorial e da condição de produto orgânico, em conformidade com a
legislação ambiental.
(C) Promover a sustentabilidade ambiental das iniciativas indígenas de criação
de animais de médio e grande porte.
(D) Fortalecer e promover as iniciativas produtivas indígenas, com o apoio à
utilização e ao desenvolvimento de novas tecnologias sustentáveis.
(E) Realizar consulta prévia, livre e informada aos povos indígenas no processo
de criação de unidades de conservação em áreas que os afetem diretamente.

06. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] Segundo o que estabelece


o Decreto nº 7.747/12, a coordenação do Comitê Gestor da PNGATI
será exercida de forma alternada entre os povos indígenas e as
representações:
(A) do Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Justiça.
(B) do Ministério da Defesa e da Fundação Nacional o Índio.
59136934500

(C) do Ministério da Educação e do Ministério do Meio Ambiente.


(D) do Ministério da Justiça e do Ministério da Educação.
(E) do Ministério do Desenvolviemtno Agrário e da Fundação Nacional do Índio.

07. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] Promover a recuperação e


conservação da agrobiodiversidade e dos demais recursos naturais
essenciais à segurança alimentar e nutricional dos povos indígenas,
com vistas a valorizar e resgatar as sementes e cultivos tradicionais de
cada povo indígena é um objetivo específico do seguinte Eixo da
PNGATI:
(A) Eixo 1

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 36 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(B) Eixo 3
(C) Eixo 4
(D) Eixo 5
(E) Eixo 7

08. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] De acordo o normativo que


instituiu a Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras
Indígenas, o Comitê Gestor da PNGATI
(A) é o órgão responsável pela coordenação da execução da política, integrado
por representantes governamentais e representantes indígenas.
(B) é o órgão responsável pela execução da política, integrado por
representantes governamentais e representantes indígenas.
(C) é o órgão responsável pela coordenação e pela execução da política,
integrado por representantes indígenas, apenas.
(D) é o órgão responsável pela coordenação da execução da política, integrado
por representantes governamentais, apenas.
(E) é o órgão responsável pela coordenação e pela execução da política,
integrado por representantes governamentais e representantes indígenas.

09. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] A Comissão Nacional de


Política Indígena, CNPI, tem a seguinte competência no âmbito da
Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas
- PNGATI:
(A) Acompanhar a implementação da PNGATI, a fim de promover sua
articulação com as demais políticas públicas de interesse dos povos indígenas.
(B) Propor ações, programas e recursos necessários à implementação da
PNGATI no âmbito do plano plurianual, das diretrizes orçamentárias e do
orçamento anual.
(C) Promover articulações para a implementação da PNGATI.
59136934500

(D) Acompanhar e monitorar as ações da PNGATI.


(E) Constituir comitês locais, de acordo com as demandas e especificidades
dos povos e comunidades indígenas.

10. [ESTRATÉGIA E GIRÃO - FUNAI - 2016] O Eixo 1 da PNGATI, que


trata da proteção territorial e dos recursos naturais, tem como um dos
objetivos promover a participação dos povos, comunidades e
organizações indígenas nas ações de proteção ambiental e territorial
das terras indígenas, respeitado o exercício de poder de polícia dos
órgãos e entidades públicos competentes. Em obediência ao que versa
o Decreto Federal nº 7.747/12, é outro objetivo desse eixo:

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 37 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

(A) realizar consulta aos povos indígenas no processo de licenciamento


ambiental de atividades e empreendimentos que afetem diretamente povos e
terras indígenas, nos termos de ato conjunto dos Ministérios da Justiça e do
Meio Ambiente.
(B) assegurar, sempre que possível, que bens apreendidos em decorrência de
ilícitos ambientais praticados em terras indígenas sejam revertidos em
benefício dos povos e comunidades indígenas afetados, na forma da legislação
vigente.
(C) promover ações voltadas ao reconhecimento profissional, à capacitação e à
formação de indígenas para a gestão territorial e ambiental no ensino médio,
no ensino superior e na educação profissional e continuada.
(D) assegurar a participação da FUNAI nos conselhos gestores das unidades de
conservação contíguas às terras com presença de índios isolados ou de recente
contato.
(E) apoiar iniciativas indígenas sustentáveis de etnoturismo e de ecoturismo,
respeitada a decisão da comunidade e a diversidade dos povos indígenas,
promovendo-se, quando couber, estudos prévios, diagnósticos de impactos
socioambientais e a capacitação das comunidades indígenas para a gestão
dessas atividades.

59136934500

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 38 de 39


Legislação Indigenista - Todos os Cargos - FUNAI
Profs. Marcos Girão e Paulo Guimarães

GABARITO

1 2 3 4 5
E B D E E
6 7 8 9 10
A C A A B

59136934500

www.estrategiaconcursos.com.br | Profs. Paulo e Marcos 39 de 39