Sie sind auf Seite 1von 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Experimento 5: Circuito Retificador de onda completa de precisão Disciplina:

Experimento 5: Circuito Retificador de onda completa de precisão

Disciplina: Laboratório de Eletrônica 2 Alunos:Guilherme Nippes de Oliveira DRE 117281472 Felipe DRE Daniel Maynart DRE 113278859 Professor: ANTONIO MAURICIO FERREIRA LEITE MIRANDA DE SA Horário: Segunda-feira (10:00 às 12:00)

Rio de Janeiro, 01 de Junho de 2018

1. INTRODUÇÃO

O objetivo deste experimento é entender a configuração do circuito retificador de onda completa de precisão, realizando a prática dentro do laboratório e atendendo os pedidos feitos para o relatório. Abaixo as configurações, destacando que a figura 2 possue dois diodos invertidos em relação a figura 1.

1. INTRODUÇÃO O objetivo deste experimento é entender a configuração do circuito retificador de onda completa

Figura 1: Circuito retificador de onda completa de precisão

1. INTRODUÇÃO O objetivo deste experimento é entender a configuração do circuito retificador de onda completa

Figura 2: Configuração com diodos invertidos

  • 2. MONTAGEM DO CIRCUITO 2.1 Retificador de onda completa de precisão

O circuito da figura 1 foi montado no laboratório com f= 1 kHz , Vi= 1 Vpp (pico a pico), R=1kΩ , acoplando o canal 1 do osciloscópio no anôdo do diodo 1 (D1) e o canal 2 na saída do circuito. Assim, foi obtido na saída uma tensão média Vo= 802mV.

Como a idéia do retificador de onda completa de precisão é somar ao sinal retificado de meia onda com o sinal de entrada invertido, vemos assim na figura 3 o sinal de onda completa do circuito ao se fazer a soma. Pode-se ver abaixo a resposta Vo (figura 3) e o sinal no diodo 1, como esperado:

2. MONTAGEM DO CIRCUITO 2.1 – Retificador de onda completa de precisão O circuito da figura

Figura 3: Sinal do retificador completo de precisão

2.2 Configuração com diodos invertidos

O circuito da figura 2 foi montado no laboratório com f= 1 kHz, Vi= 1 Vpp (pico a pico), R=1kΩ, acoplando o canal 1 do osciloscópio no anôdo do diodo 1 (D1) e o canal 2 na saída do circuito, de maneira similar ao que foi feito anteriormente porém com diodos invertidos. Assim, foi obtido na saída uma tensão média Vo= -844mV.

Após a montagem, vemos que o sinal é parecido com da figura 3, porém invertido em referência ao semi ciclo negativo no circuto, como esperado. As análises das ondas são de mesma ideía para o circutio da figura 1 só que com o sinal invertido como já mencionado, podendo ser vista na figura 4, logo abaixo.

Após a montagem, vemos que o sinal é parecido com da figura 3, porém invertido em

Figura 4: Sinal do retificador com diodos invertidos

3. CONCLUSÃO

Neste experimento foi possível ver o funcionamento do circuito retificador de onda completa de precisão de maneira simples, sem muita dificuldade, sendo a teoria compatível com a prática, resultando em um entendimento completo sobre o assunto, além de atender os pedidos feitos para o experimento de maneira direta.