Sie sind auf Seite 1von 2

BANCO DO BRASIL E SUSTENTABILIDADE

O engajamento do Banco do Brasil com os princípios de responsabilidade


socioambiental e desenvolvimento sustentável faz parte de sua tradição bicentenária.

Como um dos principais agentes do crescimento econômico e social do País, o BB


impulsiona a economia e o desenvolvimento sustentável dos municípios onde atua ao
financiar, por meio do crédito responsável, desde grandes empreendimentos até
atividades produtivas de pequeno porte, ao investir em ações sociais que contribuam
para a melhoria da qualidade de vida da população brasileira e ao incentivar
programas voltados à conscientização e preservação do meio ambiente, bem como a
promoção e defesa dos direitos humanos.

Para o Banco do Brasil, responsabilidade socioambiental é "ter a ética como


compromisso e o respeito como atitude nas relações com funcionários,
colaboradores, fornecedores, parceiros, clientes, credores, acionistas, concorrentes,
comunidade, governo e meio ambiente."

Ao ser social e ambientalmente responsável, o BB contempla na sua performance


organizacional, além de aspectos econômicos, indicadores que permitem avaliar a
geração de valores sociais, como o bem estar dos funcionários, a promoção da
diversidade, o respeito às diferenças, a inclusão social e os investimentos diretos na
comunidade, além da preservação ambiental, como os que consideram os impactos
diretos e indiretos de suas atividades no ar, na água, na terra e na biodiversidade.

Responsabilidade socioambiental empresarial: A empresa socialmente responsável é


aquela que possui a capacidade de ouvir os interesses das diferentes partes (acionistas,
funcionários, prestadores de serviço, fornecedores, consumidores, comunidade, governo
e meio-ambiente) e consegue incorporá-los no planejamento de suas atividades,
buscando atender às demandas de todos e não apenas dos acionistas ou proprietários.

Diferença entre responsabilidade socioambiental e filantropia: A filantropia trata


basicamente de ação social externa da empresa, tendo como beneficiário principal a
comunidade em suas diversas formas (conselhos comunitários, organizações não
governamentais, associações comunitárias etc.) A responsabilidade socioambiental, por
sua vez, foca a cadeia de negócios da empresa e engloba preocupações com um público
maior (acionistas, funcionários, prestadores de serviço, fornecedores, consumidores,
comunidade, governo e meio-ambiente), cujas demandas e necessidades a empresa
deve buscar entender e incorporar em seus negócios. Assim, a responsabilidade
socioambiental trata diretamente dos negócios da empresa e como ela os conduz.
Fonte: Adaptado do Instituto Ethos.

Sustentabilidade Empresarial: Representa uma nova abordagem de se fazer negócios


que, simultaneamente, promove inclusão social, reduz - ou otimiza - o uso de recursos
naturais e o impacto sobre o meio ambiente, preservando a integridade do planeta para
as futuras gerações, sem desprezar a rentabilidade econômico-financeira do
empreendimento. Fonte: Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE.

CONCEITO DE RSA E CARTA DE PRINCÍPIOS

A definição de um conceito e de uma carta de princípios de responsabilidade


socioambiental para o Banco do Brasil se fez importante para fundamentar e
direcionar as ações e movimentos voltados à internalização da cultura de
responsabilidade socioambiental no Conglomerado.

Com a definição do conceito e da Carta de Princípios, evidenciou-se a intenção


estratégica do Banco em conciliar o atendimento aos interesses dos seus acionistas
com o desenvolvimento de negócios social e ambientalmente sustentáveis, mediante a
incorporação daqueles princípios a seus produtos, serviços, negócios e rotinas
administrativas, mediante o estabelecimento de relações eticamente responsáveis
com seus diversos stakeholders.

Além disso, explicitou-se o interesse em contribuir para o desenvolvimento de um


novo sistema de valores para a sociedade, que tem como referencial maior o respeito
à vida humana e ao meio ambiente.

CONCEITO DE RSA

A definição de um conceito e de uma carta de princípios de responsabilidade


socioambiental para o Banco do Brasil se fez importante para fundamentar e
direcionar as ações e movimentos voltados à internalização da cultura de
responsabilidade socioambiental no Conglomerado.

Com a definição do conceito e da Carta de Princípios, evidenciou-se a intenção


estratégica do Banco em conciliar o atendimento aos interesses dos seus acionistas
com o desenvolvimento de negócios social e ambientalmente sustentáveis, mediante a
incorporação daqueles princípios a seus produtos, serviços, negócios e rotinas
administrativas, mediante o estabelecimento de relações eticamente responsáveis
com seus diversos stakeholders.

Além disso, explicitou-se o interesse em contribuir para o desenvolvimento de um


novo sistema de valores para a sociedade, que tem como referencial maior o respeito
à vida humana e ao meio ambiente.