Sie sind auf Seite 1von 21
INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH CURSO DE TURISMO ANDRESSA BARBOSA DO NASCIMENTO D532EI-1 CARLA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS - ICH CURSO DE TURISMO

ANDRESSA BARBOSA DO NASCIMENTO D532EI-1 CARLA TAÍS DE OLIVEIRA GIRALDI D65CEJ-9 JAKELINE SELBMANN DA SILVA D54033-5 JULIA SCAVASSANI DE LIMA D77029-2 RAPHAEL CARTA DE SOUZA D64DGJ-4

APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS:

Festival de Gastronomia Regional Brasileira - Região Sul

Campinas

2018

ANDRESSA BARBOSA DO NASCIMENTO D532EI-1

CARLA TAÍS DE OLIVEIRA GIRALDI D65CEJ-9

JAKELINE SELBMANN DA SILVA D54033-5

JULIA SCAVASSANI DE LIMA D77029-2 RAPHAEL CARTA DE SOUZA D64DGJ-4

APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS:

Festival de Gastronomia Regional Brasileira - Região Sul

Trabalho de Atividades Práticas Supervisionadas apresentado como exigência para a avaliação do 1º semestre, do curso de Turismo, área de Ciências Humanas, da Universidade Paulista, sob a orientação da Profª Roberta V. B. Carvalho Martins

Campinas

2018

RESUMO

A região sul é composta pelos seguintes estados: - Paraná (PR); - Santa Ca- tarina (SC); - Rio Grande do Sul (RS);Seu povoamento foi marcado pela presença de imigrantes europeus, entre eles, italianos, alemães, poloneses e ucranianos, que deixaram marcas de suas culturas, notadamente na arquitetura, na culinária e nas dan- ças da região.Na cultura, uma das atrações, são as festas populares e manifestações com características europeias, tais como a Oktoberfest (Blumenau - SC) e a Festa da Uva (Caxias do Sul - RS). Dentre as danças típicas, estão as famosas Dança Gaúcha, Chula, Pau-de-Fita e o Fandango. Os sulistas tem em seu cardápio comidas típicas como arroz carreteiro, churrasco, o chimarrão, o barreado, o pinhão e o peixe com pirão. Na culinária podemos destacar o arroz carreteiro, chimarrão e churrasco (típicos do Rio Grande do Sul). Em Santa Catarina destacam-se os pratos à base de camarão, o marreco com repolho roxo e a bijajica. No Paraná, os pratos mais típicos são arroz com pinhão, barreado e o carneiro no buraco. A cozinha alemã também fez tradição com o Café Colonial, sendo comum encontrar esse tipo de café em cidades do Sul que tiveram origem italiana.

Palavras-chave: povoamento. culinária. cultura. sul.

ABSTRACT

The region south is composed for the following states: - Parana (PR); - Santa Catarina (SC); - Rio Grande Do Sul (RS); Its population was marked for the presence of European immigrants, between Italian, German, Polish and Ukrainian them, who had left marks of its cultures, notadamente in the architecture, the culinary art and the dances of the region. In the culture, one of the attractions, is the popular parties and manifestations with European characteristics, such as the Oktoberfest (Blumenau - SC) and the Party of the Grape (Caxias do Sul - RS). Amongst the typical dances, they are famous the Dance Gaucho, Scurrilous, Wood-of-Ribbon and the Fandango. The southerners have in its menu typical foods as carreteiro rice, barbecue, the chimarrão, the barreado one, the pine nut and the fish with will pirão. In the culinary art we can highlight the carreteiro rice, chimarrão and barbecue (typical of the Rio Grande Do Sul). In Santa Catarina the plates to the shrimp base are highlighted, the widgeon with purple cabbage and the bijajica. In the Paran3a, the plates most typical are rice with pine nut, barreado and the lamb in the hole.The German kitchen also made tradition with the Colonial Coffee, being common to find this type of coffee in cities of the South that had had Italian origin.

Key-words: population. culinary art. culture. south.

LISTA DE IMAGENS

Foto 1.1 Imigrantes italianos na Região Sul do Brasil

8

Foto 1.2 Imigrantes alemães no Rio Grande do Sul, 1914

Foto

2.1

Pinhão

8

9

Foto 2.2 Café Colonial

9

Foto

2.3

Barreado

11

Foto 2.4 Ministro Marx Beltrão apresenta peças publicitárias para autoridades do

setor

12

Foto

3.1

Colher escolhida

13

Foto 3.2 Cambuca para Paçoca de Pinhão

13

Foto

3.3

Copo marrom

descartável

13

Foto 3.4 Recipiente de 145ml para o Sagu e Cuca

14

Foto

3.5

Garfo Escolhido

14

Foto

3.6

Confecção do Banner

15

Foto

3.7

Flores EVA para lembrancinhas

16

Foto

3.8

Criação do agradecimento

16

Foto 3.9 Mesa para o Festival

17

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO

2. ATIVIDADES TEÓRICAS

2.1. Migração na Região

2.2. Gastronomia do Sul

2.3. Comidas Típicas da Região

2.4. Eventos e Feiras Gastronômicas

2.5. Fluxo Turístico

3. ATIVIDADES PRÁTICAS

3.1. Descartáveis

3.2. Escolha do Designer do Banner

3.3. Criação das lembrancinhas

3.4. Montagem da Mesa para o Festival

4. CONCLUSÃO

5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

6. APÊNDICES

6.1. Apêndice A. Fichas das Atividades Práticas Supervisionadas

6.2. Apêndice B. Planilha de Gastos

6.3. Apêndice C. Notas Fiscais

1. INTRODUÇÃO

Colonizada pelos europeus, em sua grande maioria, alemães, italianos, entre outros, pela preferência ao clima mais frio que poderia se conseguir num país tropical, a cultura e logo a culinária do sul do Brasil é carregada de valores, história, experiências e principalmente pela miscigenação. Mesmo não tendo se misturado aos africanos, o povo e a cultura européia se misturou com a indígena que residia ali, e marcada ainda pela sobrevivência existe a culinária da região sulista brasileira, a qual é aprofundada neste trabalho. Como foi apresentado no festival gastronômico, o trabalho trouxe detalhes sobre o tema: Região Sul do Brasil e os três pratos apresentados: a cuca - a qual é de origem alemã; a paçoca de pinhão - que é originaria dos indígenas e aperfeiçoada para o que conhecemos hoje pelos portugueses; sagu de vinho tinto - também originaria dos indígenas sendo adotada e modificada pelos italianos. Neste trabalho contém um pouco da história da cultura sulista, a culinária, detalhes do festival, os procedimentos e preparos feitos pelo grupo e outras informações para a compreensão do projeto.

2. ATIVIDADES TEÓRICAS

2.1 Migração na Região

Os povos indígenas foram os primeiros habitantes do sul. Durante a colonização do Brasil, a região estava fora do poder de Portugal, porém outros como o Nordeste e o Sudeste já haviam sido ocupados durante o século XVI e XVII. Conquanto, os fluxos migratórios para a região aumentaram no fim do século XIX, através da doação de áreas para a ocupação e desenvolvimento econômico do território sulista. O Rio Grande do Sul (RS) recebeu imigrantes italianos, eslavos e alemães; em Santa Catarina (SC), açorianos ocuparam a região litorânea; alemães, o norte; o italianos o planalto e parte da região oeste do estado. No Paraná (PR), houve migrantes italianos, alemães e japoneses, recentemente há também migração de paraguaios na fronteira oeste.

A ocupação dos imigrantes na região deixaram marcas na arquitetura, nas tradições e nos costumes, no idioma, na culinária e em outros atributos dos estados. Além dos alemães, italianos, eslavos, japoneses e portugueses, houve também a instalação de grupos imigrantes ucranianos, poloneses, russos e também os migrantes nordestinos, mineiros e paulistas que encontraram ótimas terras sulistas para a cafeicultura.

Foto 1.1 - Imigrantes italianos na Região Sul do Brasil

Foto 1.1 - Imigrantes italianos na Região Sul do Brasil Fonte: Mundo Educação Foto 1.2 -

Fonte: Mundo Educação

Foto 1.2 - Imigrantes alemães no Rio Grande do Sul, 1914

Foto 1.2 - Imigrantes alemães no Rio Grande do Sul, 1914 Fonte: martinsogaricgp.blogspot.com.br 2.2 Gastronomia do

Fonte: martinsogaricgp.blogspot.com.br

2.2 Gastronomia do Sul

Os estados da região sul possuem em sua culinária variados pratos típicos resultante da mistura de imigrantes que ocuparam o território, com um cardápio diferenciado e rico de sabores. As terras paranaenses e catarinenses mostram hábitos e tradições criativas na cozinha - provindos de portugueses, alemães, italianos, poloneses, ucranianos, e ainda influências secundárias de holandeses, belgas, sírio-libaneses, ingleses e japoneses. Por conta disso não há uma culinária própria da região, alimentos próprios do Sul diferenciam a forma de se alimentar do restante do país.

No Paraná, o mais popular são receitas de interior com forte influência dos tropeiros, que resistiram a influência dos estrangeiros. O barreado, é um desses pratos; o pinhão, fruto da típica araucária, alimentava os índios que habitavam a região do estado e até hoje é um dos ingredientes mais usados, servido sozinho, assado, receitas de suflês, panquecas, sopas e croquetes.

Foto 2.1 - Pinhão

de suflês, panquecas, sopas e croquetes. Foto 2.1 - Pinhão Fonte: G1 - Globo.com Em Santa

Fonte: G1 - Globo.com

Em Santa Catarina, a influência alemã é mais evidente. Tanto que eventos como a Oktoberfest, que reproduz a festa da cerveja de Munique, fazem parte do calendário oficial do estado. A culinária alemã também trouxe o Café Colonial, geralmente o cardápio é formado por biscoitos, pães, geleias, polenta, bolos, salame, vinhos, frutas, etc. Outros pratos da culinária alemã são formados por salsichas, joelho de porco, batatas e bebidas como a cerveja.

Foto 2.2 - Café Colonial

porco, batatas e bebidas como a cerveja. Foto 2.2 - Café Colonial Fonte: Peixe Urbano 2.3

Fonte: Peixe Urbano

2.3 Eventos e Feiras Gastronômicas

Festa da Colônia, Gramado e Canela: Entre os meses abril e maio, existe 27 edições que ocorre a Festa da Colônia, nas cidades de Gramado e Canela, no estado de Rio Grande do Sul. Que contem nesse evento Pratos típicos da culinária alemã, italiana e portuguesa, trazidos pelos imigrantes, se misturam aos ingredientes brasileiros. O efeito do resultado são encantador pratos com sabores únicos.

Além da culinária, a mistura das diferentes culturas está vistada em desfiles com carros típicos, apresentações musicais e danças . A festa também procura prestigiar a identidade do agricultor, destacando hábitos e costumes tradicionais.

A programação conta ainda com a organização de jogos rurais, exposição de

produtos artesanais e degustação de pratos, doces e bebidas típicos da região.

Festa do Porco no Rolete: O mês de setembro os moradores da cidade de Toledo se reúnem para fazer uma competição que a equipe que preparar a melhor receita de porco no rolete vence a competição, é um prato típico local, que consiste em um porco recheado e assado através de um pedaço de madeira que o percorrendo o tempo de 20 horas. Após o porco pronto, ele é servido para os visitantes da cidade e também os próprios moradores local que desejam provar desse curioso e delicioso prato.

A Festa Nacional do Porco no Rolete é um evento gastronômico que ocorre

anualmente no município brasileiro da cidade de Toledo, no estado do Paraná. O porco no rolete é um prato típico brasileiro, assado inteiro, girando sobre fogo ou brasas. Contando que a Festa Nacional do Porco no Rolete foi criada a partir de uma

aposta entre amigos, no ano de 1974 e hoje é um evento turístico com sua gastronomia.

A festa ficou conhecida e projetou o município nacionalmente. Suas edições

ocorrem no Clube de Caça e Pesca e atraem milhares de turistas. São preparados cerca de 300 suínos, pesando em média 30 kg cada. O ponto alto da festa, garantem os organizadores, é o tradicional Concurso do Porco Assado no Rolete. Na disputa a comissão julgadora e os degustadores avaliam o melhor estande entre os mais de 130 - o melhor porco e o melhor recheio.

Festival Brasileiro da Cerveja: O Festival Brasileiro da Cerveja, realizado todos os anos em Blumenau Santa Catarina, a cada ano cresce mais e se estabilizando como o maior do ramo no país. É a reunião das principais cervejarias do país, dos melhores sabores, aromas e harmonizações juntando em um só lugar. Cervejeiros, especialistas e consumidores degustam mais de 600 rótulos de cervejas e aproveitam uma rica programação artística e cultural, palestras e uma ótima gastronomia.

O festival tem como o objetivo de Proporcionar ao público a oportunidade de

conhecer e saborear avaliando a grande variedade de produtos que compõe o cada vez mais conceituado segmento das cervejas; Proporcionando aos produtores nacionais de cervejas, importadores, bares cervejeiros e fornecedores a oportunidade de aumentando seu mercado de atuação midante ao contato com o público de alto poder de consumo e fortemente identificado com o produto, dilatando o calendário de eventos anuais da cidade e da região, com decorrente benefícios econômicos diretos e indiretos, encorajando a identidade da cidade e da região, garantindo a imagem de a “Capital Nacional da Cerveja” construída pela criação da Oktoberfest, do Roteiro das Cervejarias Artesanais e do Museu da Cerveja.

2.5 Comidas Típicas da Região

o

Churrasco: A carne suína, bovina ou caprina dos animais que vivem na região dos Pampas são usadas para preparar o famoso churrasco. Além das carnes desses animais, a linguiça também são utilizadas no churrasco. As carnes são temperadas e colocadas em grelhas ou em espetos com carvão vegetal.

o

Barreado: Prato encontrado próximos às cidades costeiras da região, como Morretes e Antonia, no Paraná. O prato utiliza-se da carne de boi cozinha em uma panela de barro e misturada com farinha de mandioca e banana amassada.

Foto 2.3 - Barreado

farinha de mandioca e banana amassada. Foto 2.3 - Barreado Fonte: Gazeta do Povo o Arroz

Fonte: Gazeta do Povo

o

Arroz Carreteiro: Esse tipo de arroz é uma mistura do arroz com a carne de charque, que era preparado pelos carreteiros.

o

Polenta: A Polenta é um prato típico italiano que se popularizou na região sul. A polenta é preparada com fubá, água e sal. Podendo ser frita na chapa ou podendo ser cozida.

Tanto as comidas típicas como a cultura do território sulista, se diversificaram graças à chegada dos europeus junto a presença dos índios. Os italianos, por exemplo, fundaram colônias na região e trouxeram a polenta, as massas, o vinho, dentre outras comidas. A culinária regional também adquiriu uma característica diferenciada, ainda mais pelo seu clima frio.

o

Porco no Rolete: Popularmente um prato da região oeste do estado do Paraná. O preparo consiste em assar um porco inteiro, em um rolete que fica girando em uma mesma direção e velocidade.

o

Bijajica: É um doce muito popular em Santa Catarina, é um biscoitinho feito com polvilho azedo, ovos, açúcar e sal.

o

Sagu: Sobremesa do Rio Grande do Sul feita com goma de mandioca.

2.5 Fluxo Turístico

De acordo com os dados no Estudo da Demanda Turística Doméstica no Brasil 2012, pelo Ministério do Turismo à Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a região sul é também dois dos destinos mais procurados em viagens domésticas: Curitiba (PR) e Florianópolis (SC), 8º e 9º posições, respectivamente.

Além disso, o Rio Grande do Sul está entre os cinco principais estados emissores de turistas para o país, juntamente com São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, representado mais de 50% do emissivo turístico interno e quase 50% do receptivo.

No último ano, o Ministério do Turismo lança uma campanha publicitária para promover o turismo no território sulista, após promover Nordeste e Amazônia. A proposta é mostrar para os turistas brasileiros a toda a diversidade que a região sul oferece.

“É justamente neste momento que as pessoas começam a se organizar para viajar no verão. Então, lançar a campanha do Sul do país neste momento, faz com que muitos brasileiros possam escolher a região como destino nas próximas férias e deixe de ir para outros lugares do mundo”, destacou o ministro.

Foto 2.4 - Ministro Marx Beltrão apresenta peças publicitárias para autoridades do setor. Crédito:

Roberto Castro/MTur

publicitárias para autoridades do setor. Crédito: Roberto Castro/MTur Fonte: Ministério do Turismo 3.1 Descartáveis

Fonte: Ministério do Turismo

3.1 Descartáveis

Escolhemos descartáveis que lembrassem um pouco a região sul, foi aí que tivemos a ideia de escolher copos marrons e guardanapos vermelho. Inicialmente a ideia seria comprar guardanapos xadrez, mas depois de pesquisas vimos que não ia se encaixar na decoração, além de não ficar muito colorido, por conta disso alguns dos talheres foram transparentes.

Começamos com pesquisa de preços, buscando em locais diferentes e por valores mais baixos, sempre pensando na questão de qualidade e higiene.

Foto 3.1 - Colher escolhida

questão de qualidade e higiene. Foto 3.1 - Colher escolhida Foto 3.2 - Cambuca para Paçoca

Foto 3.2 - Cambuca para Paçoca de Pinhão

Colher escolhida Foto 3.2 - Cambuca para Paçoca de Pinhão Foto 3.3 - Copo marrom descartável

Foto 3.3 - Copo marrom descartável

- Cambuca para Paçoca de Pinhão Foto 3.3 - Copo marrom descartável Foto 3.4 - Recipiente

Foto 3.4 - Recipiente de 145 ml para o Sagu e Cuca

Foto 3.5 - Garfo escolhido 3.2 Escolha do Designer do Banner

Foto 3.5 - Garfo escolhido

Foto 3.5 - Garfo escolhido 3.2 Escolha do Designer do Banner

3.2 Escolha do Designer do Banner

Para o banner levamos em consideração dois fatores importantes: como deveria ser feito um banner de pesquisa da UNIP e queríamos colocar a originalidade da região sul. Para juntas essas duas questões pesquisamos na internet como eram os banner feitos na universidade e panfletos de festivais gastronômicos do Sul, fizemos algumas junções a adaptações do que vimos, sempre visando estar mais próximo daquilo que eles divulgam nos estados em época dos festivais.

O banner foi totalmente criado no Photoshop e as imagens tiradas do Google, procuramos colocar todos os principais elementos no mosaico na parte inferior do banner, como a maça, uva, chimarrão o arroz com pinhão, além da própria imagem da região mais ao centro do material.

Foto 3.6 - Confecção do Banner

da própria imagem da região mais ao centro do material. Foto 3.6 - Confecção do Banner

3.3 Criação das lembrancinhas

A ideia das lembrancinhas surgiu com o intuito de fazer algo diferente e que permitissem que as pessoas pudessem levar algo que as fariam lembrar da região sul.

Inicialmente a ideia era colocar colheres de pau feitas de Eva e cola-las nos cartãozinho, durante a pesquisa dos descartáveis e decorações encontramos as florzinhas e decidimos que seria elas, já que nessas três regiões é bem comum encontrar vasos com flores espalhados pela cidade.

A escolha do cartãozinho, já tínhamos um modelo em mente, com um fundo que lembra Madeira um frase de agradecimento e uma imagem, para que a pessoa se lembrasse de qual região era.

Então por final decidimos comprar saquinhos e feixes, colocar uma florzinha e um cartãozinho.

Foto 3.7 - Flores de EVA para lembrancinhas

um cartãozinho. Foto 3.7 - Flores de EVA para lembrancinhas Foto 3.8 - Criação do agradecimento

Foto 3.8 - Criação do agradecimento

Foto 3.7 - Flores de EVA para lembrancinhas Foto 3.8 - Criação do agradecimento 3.4 Montagem

3.4 Montagem da Mesa para o Festival

O primeiro passo foi decidir a temática por cores pelo tipo das festividades. (Região Sul do Brasil)

Oktoberfest: Essa festa acontece na cidade turística de Blumenau, em Santa Catarina

Festa Nacional da Uva: A primeira festa da uva aconteceu em 1931, na cidade de Caxias do Sul, no Rio grande do Sul.

Fesmaça: Festa Nacional da Maça acontece em Veranópolis RS.

A partir daí reunir os elementos chaves para uma mesa bem-posta e convidativa, desde a toalha ao guardanapos. Pela temática a inspiração foi a cor vermelha, marcando a diferença. No centro da mesa nosso famoso chimarrão, na lateral uma taça com uvas e maças, proporcionando um visual original. No outro lado uma caneca grande dando origem ao tema Oktoberfest, com uma garrafa de cerveja artesanal para compor o resumo temático.

Sendo assim a estratégia para colocação dos itens decorativos não atrapalhassem nossa comida e bebidas disponibilizadas para degustação. A ideia era de que os convidados pudessem observar na mesa características de mesas da própria região sul.

Foto 3.9 - Mesa para o Festival

pudessem observar na mesa características de mesas da própria região sul. Foto 3.9 - Mesa para

4 CONCLUSÃO

Através da pesquisa tanto para as atividades teóricas quanto para as atividades práticas foi possível observar o quanto a história de colonização e migração foram importantes para a formação da história cultural, arquitetônica e gastronômica do nosso país. A culinária sulina possui uma culinária diversificada com técnicas até mesmo desconhecida para o restante do Brasil, muitas dessas técnicas vindas ou até adaptadas dos país europeus, destacando os sabores característicos do alimento. A região possui um grande número de turistas, inclusive turistas em busca de experiências gastronômicas, seja por conta das bebidas como as cervejas artesanais e o chimarrão, ou para as comidas como o churrasco e o arroz carreteiro.

5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ELY, Brendon; PARIS, Carol; FERREIRA, Leonardo. História e gastronomia: o Sul de Santa Catarina de dar água na boca: A região carbonífera conta com manifestações da história da imigração em cada esquina. SATC Educação e Tecnologia. Criciúma, 2017. Disponível em:<http://www.jornalismo.satc.edu.br/historia-e-gastronomia-o-sul- de-santa-catarina-de-dar-agua-na-boca>. Acesso em: 13 mai. 2018.

REGIÃO Sul do Brasil: Informações, dados geográficos, cultura, estados, rios, cidades, turismo, mapa, agricultura, clima e economia. Sua Pesquisa. Disponível em:

<https://www.suapesquisa.com/geografia/regiao_sul.htm>. Acesso em: 4 mai. 2018.

TRISTÃO, Pastrícia . Gastronomia do Sul é influenciada por diferentes colonizações:

Na mesa dos pioneiros, tradições se mesclam aos produtos da terra. Cursos CPT. Disponível em: <https://www.cpt.com.br/cursos-gastronomia/artigos/gastronomia-do- sul-e-influenciada-por-diferentes-colonizacoes>. Acesso em: 7 mai. 2018.

FRANCISCO, Wagner de Cerqueira e. A população da Região Sul. Disponível em:

<http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/a-populacao-regiao-sul.htm>. Acesso em: 13 maio 2018.

FESTIVAL

<https://www.visiteobrasil.com.br/sul/santa-catarina/festas-populares/conheca/festival-

brasileiro-da-cerveja>. Acesso em: 12 maio 2018.

Brasileiro

da

Cerveja.

Disponível

em:

FESTA

<https://www.visiteobrasil.com.br/sul/parana/festas-populares/conheca/festa-do-porco-

no-rolete>. Acesso em: 12 maio 2018.

do

Porco

no

Rolete.

Disponível

em:

CONHEÇA os 8 melhores eventos de gastronomia do Brasil. Disponível em:

<http://blog.unimonte.br/conheca-os-8-melhores-eventos-de-gastronomia-do-brasil/>.

Acesso em: 13 maio 2018.

PARTICIPAÇÃO do turismo no PIB da Região Sul é a 2ª maior do país: Turismo é responsável por 4,9% do PIB da região Sul, atrás do Nordeste (9,8%) e à frente do Centro-Oeste (4,6%). Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/ultimas-noticias/1126-

participacao-do-turismo-no-pib-da-regiao-sul-e-a-2%C2%AA-maior-do-pais.html>.

Acesso em: 14 maio 2018.

MINISTÉRIO lança campanha para promover o turismo na região Sul: Estratégia de marketing e peças publicitárias foram apresentadas nesta quinta-feira (24) pelo ministro Marx Beltrão em Itajaí (SC). Disponível em:

<http://www.turismo.gov.br/%C3%BAltimas-not%C3%ADcias/8097-minist%C3%A9rio-

lan%C3%A7a-campanha-para-promover-o-turismo-na-regi%C3%A3o-sul.html>.

Acesso em: 14 maio 2018.

6. APÊNDICES

6.1 Apêndice A. Ficha das Atividades Práticas Supervisionadas

6.2 Apêndice B. Planilha de Gastos

6.3 Apêndice C. Notas Fiscais