You are on page 1of 7

CENTRO UNIVERSITÁRIO E FACULDADES

Gerenciamento de Estoques

FELIPE GAEDKE FALEIRO

Curva ABC no Gerenciamento de


Estoques

PORTO ALEGRE
2018
INTRODUÇÃO

Muito estoque parado significa dinheiro parado e pouco estoque pode


significar uma perda de venda, ou seja, o gerenciamento de estoque tem grande
importância nos lucros de uma empresa. Uma forma de fazer este controle é
utilizando a Curva ABC.
Esse trabalho visa esclarecer o significado da curva ABC e elucidar sobre
sua aplicação no gerenciamento de estoques e suas respectivas vantagens.
OBJETIVO:

A Curva ABC tem origem no teorema do economista italiano Vilfredo


Pareto que classifica o estoque em forma de maior importância econômica para
a menor, onde 80% do capital empregado em estoque está em 20% dos itens.
O teorema é aplicado em várias áreas para análise de causa e
consequência, inclusive na administração para identificar bons clientes e
fornecedores. No gerenciamento do estoque podemos utilizar a curva ABC para
classificar os produtos e identificar os que mais contribuem no faturamento ou
que tem maior fluxo de movimentação.
DESENVOLVIMENTO

O ABC representa a classificação de determinado fator, por exemplo: os itens


do estoque, os clientes. O nome curva, deve-se ao tipo de gráfico que estes
percentuais representam, já que ao colocar no eixo horizontal do gráfico o
percentual desses fatores, e no eixo vertical seus respectivos percentuais de
participação na receita percebemos uma curva sendo formada.
Há várias maneiras de fazer essa conta. É possível, por exemplo, organizar
a lista por preço de custo (o que vai mostrar os produtos de mais valor do
estoque) ou por valor de venda (que vai indicar os produtos que mais trazem
receita para o negócio).
O termo ABC consiste em classificar os itens em 3 faixas:

• Classe A: 20% dos itens representam 80% do valor do estoque.


• Classe B: 30% dos itens representam 15% do valor do estoque.
• Classe C: 50% dos itens representam 5% do valor do estoque.

A classe A são os produtos mais importantes do seu estoque. Esses produtos


precisam de uma gestão mais ativa, pois eles representam uma boa parte do
seu faturamento ou tem um alto giro. Ter mais de um fornecedor ou estreitar
mais a relação com o fornecedor desse produto pode deixar seu estoque mais
eficiente. Fazer uma compra maior com entregas pequenas e frequentes pode
manter seu estoque reduzido.
A classe B são os produtos conhecidos como intermediários e possuem uma
boa margem de contribuição e precisam de uma gestão moderada. Nesta classe
você pode encontrar produtos com grande potencial para a Classe A como
também produtos migrando para a Classe C.
A classe C pertence aos produtos com baixo retorno de faturamento e giro.
Eles podem estar sujeitos a um gerenciamento mais simples. Nessa classe você
podem identificar produtos que podem ter sua estratégia de vendas melhorada
ou retirá-lo do seu catálogo.
A Curva ABC de estoque permite que o gestor avalie, por exemplo, o grau de
dependência ou risco do negócio em relação a um cliente específico, bem como
a análise de quais são os clientes que oferecem maior possibilidade de retorno.
As principais vantagens de aplicar a Curva ABC de estoque são: estoques
mais coerentes com a demanda, setor de compras fazendo aquisições mais
assertivas, capital de giro bem empregado.
As etapas para utilizar a curva ABC são:

• Fazer os levantamentos dos itens e previsão de demanda com seus


respectivos códigos, descrição, valor e quantidade;
• Tabular os dados;
• Definir a quais classes pertencem cada produto;

No entanto deve-se tomar cuidado com a utilização da Curva ABC pois ela
pode prejudicar uma boa oportunidade de compra. Também deve ser feita uma
atualização periódica nessa Curva, pois podem ocorrer mudanças no preço, na
quantidade de produtos requisitados e até na produção ou comercialização de
determinados itens, o que pode fazer com que o percentual de contribuição em
vendas e o percentual acumulado de contribuição sofram alterações, mudando,
consequentemente, a classificação de cada produto.
CONCLUSÃO

A utilização da Curva ABC permite que você melhore o mix de produtos


da empresa e evita erros comuns, como um estoque com poucas unidades dos
produtos mais vendidos e abarrotado com os itens que vendem pouco.
Os produtos A são os mais procurados, por isso nunca podem faltar. O
ideal é monitorar constantemente como está a saída deles e planejar a reposição
com bastante antecedência, reservando a verba necessária para isso. Já os
produtos B e C aumentam a estabilidade do negócio e engordam o tíquete médio
do cliente.
No entanto, para seu melhor aproveitamento ela deve ser a mais
detalhada possível e atualizada de tempos em tempos para que haja a
compatibilização dos produtos e o tempo atual.
Mas, independentemente desses cuidados, o uso deste método pode
fazer uma empresa diminuir o emprego de altos valores do capital de giro na
aquisição de itens que não são tão representativos para suas atividades
cotidianas, melhorar a gestão do estoque e otimizar a disposição dos itens mais
vendidos no espaço destinado ao seu armazenamento.
REFERENCIAS

• http://www.granatum.com.br/estoque/como-a-curva-abc-pode-ajuda-lo-
no-controle-de-estoque/
• https://endeavor.org.br/curva-abc-gestao-estoque/
• http://www.granatum.com.br/estoque/5-perguntas-importantes-sobre-o-
seu-estoque/
• http://ecommerce.uol.com.br/impulso-digital/temas/diagnostico-e-
planejamento/seu-estoque-e-um-problema-conheca-a-curva-
abc.html#rmcl
• https://asseinfo.com.br/blog/curva-abc/