Sie sind auf Seite 1von 3

UNIVAG – CENTRO UNIVERSITÁRIO

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL


HIDRÁULICA I

LISTA DE EXERCÍCIO 2 – TURMA ENC152 AM

PROFESSOR ESP. WALTER C. CARVALHO JR.

Fácil
1. Para abastecer uma residência, uma bomba retira água de um poço e enche
uma caixa d’água de 1000 litros em 10 minutos. Sabendo que a altura
manométrica H = 12,74 m e o rendimento da bomba é de 80%, calcule a
Potência da Bomba em W.
2. Deseja-se transportar 30 l/s de água com uma velocidade de no máximo 1 m/s
numa tubulação de 500 m de extensão com a configuração abaixo. Calcular
o diâmetro da adutora se a pretensão é de utilizar material com coeficiente de
Hazem-Williams C=100.

Médio
3. Bombeia-se 0,15 m³/s de água através de uma tubulação de 0,25 m de
diâmetro, de um reservatório aberto cujo nível d’água mantido constante está
na cota 567 m. A tubulação passa por um ponto alto na cota 587 m. Qual
altura manométrica necessária para manter uma pressão disponível de 147
kN/m² no ponto alto sabendo que a variação de pressão (queda de pressão)
é de 73,5 kN/m².
4. Calcular o exemplo abaixo pela Equação de Hazem-Williams e comprimentos
virtuais. Diâmetro de 1” = 25 mm.

1
PF

5. O sistema de bombeamento a seguir tem o sentido de R1 para R2, através de


uma tubulação de diâmetro igual a 0,40 m, pela qual escoa uma vazão de 150
l/s com uma perda de carga unitária j = 0,0055 m/m. As distâncias R1B1 e
B1R2 medem, respectivamente, 18,5 m e 1800 m. A Bomba B1 tem potência
igual a 50 cv e rendimento de 80%. Determine:

a) a que distância de B1 deverá ser instalada B2 para que a carga de


pressão na entrada de B2 seja igual a 2 mca;
b) Potência da Bomba B2 com rendimento de 80% e a carga de pressão logo
após a bomba. Despreze, nos dois itens, a carga cinética na tubulação.

6. Adaptado ENADE 2008. A figura a seguir mostra uma adutora composta por
dois trechos em série, ligando dois reservatórios. Sabe-se que a vazão de
escoamento é Q e que L1 e D1 representam, respectivamente, os
comprimentos e diâmetros do trecho.

𝑄2
Dados: Equação Universal de perda de carga --> ∆𝐻 = 𝑘. 𝐷5 . 𝐿
Onde: k= coeficiente proporcional ao fator de atrito.

Despreze as perdas de carga localizadas.

Determine analiticamente a diferença de nível H em função dos demais


parâmetros.

2
GABARITO

1) Pot ≈ 260 W
2) Φ= 180 mm
3) H ≈ 43 m
4) PC/ Ƴ = 1,04 mca
5) a) 526,95 m; b) Pot B2 = 30 cv e PB2/Ƴ = 14 mca
𝑄2
6. 𝐻 = 𝑘. 𝐷5 . 𝐿