Sie sind auf Seite 1von 46

Discípulos e Discípulas

na

Graça
Carta de Paulo aos Gálatas
Roteiros para Pequenos Grupos
Irmão Edson Cortasio Sardinha (OESI)
2009
Introdução

Todos os dias os discípulos e discípulas de Cristo são provocados pela carne, pelo
mundo e pelo diabo a fugirem da graça de Deus. A religião é um esforço humano para que
o homem não dependa da graça.
Várias religiões e seitas cristãs foram criadas como fuga da graça de Deus.
Existem movimentos que desejam retornar aos ritos judaicos, as festas judaicas, a
guarda de sábados, a sacrifícios humanos, penitências e indulgências.
A religião humana é uma afronta à graça divina.
Paulo estabelece igrejas no caminho da graça. Contudo, as Igrejas são invadidas
por pregadores judaizantes. Homens que desejavam viver o Evangelho presos as
correntes das leis judaicas. Neste contexto de rivalidade, lutas e conflitos diretos que
Paulo escreve várias de suas cartas.
Em meio a esta luta nasce a Carta de Paulo aos Gálatas. Neste documento, Paulo
apresenta a graça e a justificação pela fé em Jesus Cristo.
É um texto atual onde o discípulo e a discípula podem voltar a refletir e a viver na
graça do Senhor.
Esses roteiros são simples exposições do texto bíblicos onde buscamos ver a
graça de Deus como caminho de vida, de liberdade e de inteiro respeito pelo sacrifício
de Cristo.
Discípulos e discípulas na graça são discípulos e discípulas felizes e libertos.
Que o Senhor nos ajude a viver na Graça do Senhor Jesus com maturidade e
conhecimento.

Irmão Edson
1
Uma Breve Introdução
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: O que é uma pessoa engraçada?
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Uma breve introdução
• Texto Bíblico: Gálatas 1.1-5

Introdução:
Quem já leu a carta de Paulo aos Gálatas? ______________________________
A partir de hoje vamos ler esta Carta e estudar com profundidade a Doutrina do Discipulado na Graça.
Para iniciar, vamos ver alguns dados sobre a carta.
Data em que foi escrita: Entre os anos de 55 a 60 depois de Cristo.
Destinatários: As igrejas da Galácia, uma região da Ásia Menor.
Tema Principal: Uma defesa da doutrina da graça e da justificação pela fé.
A Carta Magna da Igreja: Esta carta tem sido chamada assim por alguns escritores. Seu principal
argumento é a defesa da liberdade cristã em oposição ao ensino dos cristãos que desejavam continuar guardando
as leis dos judeus. Esses cristãos eram conhecidos como judaizantes. Estes falsos mestres insistiam em que a
observância das cerimônias da lei (guardar sábado, não comer carne de porco, guardar as festas judaicas, a
circuncisão) era parte essencial do plano de salvação.
Após uma breve introdução vamos ler novamente o prefácio e a saudação de Paulo aos Gálatas (Leia
Gálatas 1.1-5).

I. Como Paulo se apresenta?


A igreja dos irmãos da Galácia foi fundada por Paulo em sua primeira viagem missionária. Era uma
igreja nova, fiel e viva pelo poder de Deus. Infelizmente alguns falsos crentes que queriam misturar a fé cristã
com a religião judaica (desejavam ser crentes e guardar as Leis de Moisés ao mesmo tempo) foram até a igreja e
pregaram contra o ministério de Paulo e contra a graça de Deus.
Para reforçar sua autoridade espiritual o apóstolo escreve: “1 Paulo, apóstolo, não da parte de homens,
nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos”
Observe que não foi o homem que escolheu Paulo para ser Apóstolo. Foi o próprio Jesus. O ministério
de Paulo era fruto da chamada pessoal de Jesus em sua vida.
Deus tem um propósito eterno para a nossa vida.
Você sabe qual o projeto de Deus para sua vida? ______________

II. O que Paulo deseja aos Gálatas?


Paulo deseja que “(3) graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do nosso Senhor Jesus
Cristo, (4) o qual se entregou a si mesmo pelos nossos pecados, para nos desarraigar deste mundo perverso,
segundo a vontade de nosso Deus e Pai, (5) a quem seja a glória pelos séculos dos séculos. Amém!”
Paulo deseja que a Graça e a Paz do Pai e do Filho sejam com os Gálatas. Afirma ainda que Jesus
entregou-se por nós para nos salvar do mundo perverso.
Você já aceitou essa salvação de Deus em sua vida? Quando?____

III. O que significa a palavra Graça?


O desejo de Paulo é que os discípulos e discípulas da Galácia vivessem na graça do Senhor Jesus.
O que é a graça de Deus para você?_________________________________
Observe o que significa a graça de Deus. Graça é favor imerecido.
Como o homem e a mulher não podiam ter a salvação por méritos próprios, a solução de Deus nasceu
da sua imensa graça em Cristo Jesus.
Graça é a ação gratuita de Deus em nos salvar.
Todas as bênçãos que Deus tem nos concedido são simplesmente por sua graça, generosidade ou favor.
Tudo é pela graça e não pelos méritos nossos, pois o ser humano não tem direito à menor misericórdia. Por isso a
salvação do homem e da mulher é adquirida pela graça de Deus, e não pelas suas obras (Ef 2.8).
Contudo, a graça de Deus dá ao homem a opção de aceitar ou rejeitar esta mesma graça. Você já aceitou
a Graça de Deus em sua vida? _______________________

Conclusão:
Viva a vida Cristã na Graça. Não deixe que ninguém te tire da graça de Cristo.
Nossa visão de discípulos vencedores está centralizada unicamente na graça de Deus. Somos firmes na
Graça. Nunca troque a Graça de Deus pelas obras da lei.
Nossa fé é na graça do Senhor Jesus que morreu para nos salvar e nos resgatar.

Versículo para o grupo decorar:


João 1:16 – “Porque todos nós temos recebido da sua plenitude e graça sobre graça”.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja
interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: ____________________________________________________
• Oração Final
2
A Inconstância dos Gálatas
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: O que é uma pessoa inconstante? Você é inconstante?
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A inconstância dos Gálatas
• Texto Bíblico: Gálatas 1.6-9

Introdução:
Paulo inicia sua carta trabalhando a inconstância dos discípulos da Galácia. Eram firmes na Graça,
mas foram enganados e forçados a guardar as Leis judaicas. Como puderam trocar de evangelho? O que é
um evangelho pervertido? O que significa um evangelho maldito? Hoje estudaremos as primeiras
orientações de Paulo aos Gálatas sobre o desvio do Evangelho da Graça.
Fale para seu irmão e irmã: “Não deixe o Evangelho da Graça”!

I. Trocando de Evangelho
Paulo ensinou os irmãos e irmãs da Galácia a andarem na Graça de Deus. Foram orientados a
guardar apenas os ensinamentos dos apóstolos (Laia Atos 15.22-29). Mas no meio da caminhada da fé,
deixaram a pregação da Graça e começaram a guardar as leis judaicas e tradições. Começaram a guardar o
sábado, a não comer carne de porco, a praticar a circuncisão e outros ritos judaicos. Paulo diz: “(6) Admira-
me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho”.
Os Gálatas estavam deixando o Evangelho da Graça e vivendo o evangelho da lei.
Não troque de Evangelho. Permaneça no Evangelho da Graça de Deus.
Você conhece algum discípulo que deixou o evangelho da graça e foi para o evangelho da lei?
______________________________________________

II. Pervertendo o Evangelho


Paulo diz que esse “outro evangelho” que eles anunciam (7) não é outro, senão que há alguns que
vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo.
Toda heresia cristã tem base bíblica. Os ensinamentos errados são leituras erradas da Bíblia. São
pessoas que pervertem o Evangelho e perturbam os verdadeiros discípulos com suas conclusões erradas.
Os seguidores das seitas heréticas (segmentos falsos) são pessoas que inocentemente entraram para
esses caminhos sem conhecer a verdade de que o evangelho que estavam recebendo era um evangelho
pervertido. Assim, passam a ensinar e a pregar um evangelho adulterado.
Cuidado com as pessoas que pregam um evangelho pervertido.
Você já foi visitado por algum pregador de seitas cristãs (Adventistas, Mórmons, Congregação
Cristã do Brasil e Testemunha de Jeová)? ______________
Você tem livros dessas seitas em sua casa? ____________________
Você deseja se desfazer deles? _____ (Se o discípulo desejar se desfazer dos livros, pegue-os e
entregue ao pastor).

III. Evangelho maldito


O que é um ensinamento, ou um evangelho maldito? É aquele que vai além das doutrinas
ensinadas pelos apóstolos. Paulo diz: “(8) Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue
evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema”. A palavra anátema significa maldita.
Muitas pessoas inventaram religiões por causa de aparições de anjos e visões. Por causa dessas
visões, profecias e aparições de anjos inventaram novas doutrinas para a igreja e transformaram suas igrejas
em seitas heréticas. Foram além das doutrinas do Novo Testamento ensinadas por Paulo e pelos apóstolos.
Paulo é enfático e repete: “(9) Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega
evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema”.
Discípulo não anda atrás de profecias e revelações em outros lugares. Discípulo fiel busca no seu
discipulador e no pastor, as respostas de Deus para suas lutas e dificuldades.
Na dúvida, você já buscou ajuda em seu discipulador? __________________
Conclusão:
Você já leu o Novo Testamento? _________
Comece lendo por Mateus. Apenas três capítulos por dia e cinco no domingo. O discípulo cristão
precisa conhecer Cristo. Conhecemos Cristo mediante sua palavra. Quem não lê a Bíblia ou escuta a leitura
da Bíblia não conhece Cristo perfeitamente. Leia a Bíblia e fique firme na Graça.

Versículo para o grupo decorar:


João 1:17 – “Porque a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio
de Jesus Cristo”.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja
interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: _____________________________________________
• Oração Final
3
O Evangelho de Paulo
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você já precisou viver dependendo de alguém?______________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: O Evangelho que Paulo recebeu e pregou
• Texto Bíblico: Gálatas 1.10-24

Introdução:
O Apóstolo Paulo teve uma forte experiência com a Graça de Deus. Pela graça ele não poderia
mais voltar as Leis de Moisés. Foi chamado e separado pela graça para anunciar a salvação aos
gentios. Gentios eram os povos que estavam fora da aliança de Israel. Gentios são todos os povos não-
judeus. Paulo, pela graça foi separado para ser apóstolo aos não-judeus. Sua missão foi viver a graça e
pregar a graça.

I. Paulo procurava a graça, não o favor dos homens


Ele diz no v.10 “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro
agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo”. Paulo não procurava o
favor dos homens nem o agrado dos homens. Seu compromisso era com Deus. Quem deseja agradar
aos homens, não consegue ser servo de Cristo. Temos que agradar a Deus e amar todos os homens e
mulheres no amor do Senhor. O Evangelho que Paulo pregava foi revelado diretamente pelo Cristo
ressuscitado (Leia Gl 1.11,12).
Alguma pessoa tentou impedi-lo de ser discípulo de Cristo? __________

II. Paulo vivia a experiência da conversão pela graça


Paulo era judeu. Como judeu ele trabalhava perseguindo a igreja cristã. Era um dos mais bem
preparados de sua idade. Tinha profundo zelo pelas tradições judaicas. (leia Gl 1.13,14). Era
profundamente religioso, mas ainda não tinha conhecido Jesus como Senhor e Salvador. Observe que
não adianta ser religioso.
Paulo entendia que foi separado pela graça antes de nascer. Quando Deus lhe revelou Jesus
como o Senhor e o Salvador, Paulo foi ser pregador aos gentios sem pedir autorização aos apóstolos
ou a qualquer outro homem. (Leia Gl 1.15-17). Paulo foi ao deserto da Arábia ter uma intimidade
maior com Deus. Depois de três anos teve um momento de discipulado com Cefas (Pedro) ficando
com ele 15 dias tendo visto apenas Tiago, irmão do Senhor. (Leia Gl 1.18-19).
O evangelho que Paulo pregou foi revelado diretamente pelo Senhor Jesus. Deus separou
Paulo pela Graça, antes mesmo dele nascer para ser pregador e apóstolo. Não precisou ser ordenado
por homens. Isso é graça.
O Discípulo é chamado pela graça. Você já aceitou o chamado da graça de Deus em sua vida
para ser um discípulo de verdade? ____________________

III. Paulo se transformou num exemplo de um homem alcançado pela Graça


Paulo era um violento perseguidor da igreja. Era bem preparado para enfrentar a igreja e
destruir os argumentos dos apóstolos. Mas foi alcançado pela graça. Pela graça de Deus passou a
pregar nas regiões da Síria e da Cilícia. Passou a pregar onde Deus o enviava. Era pregador da Graça,
mesmo não sendo conhecido pelas igrejas da Judéia. Quem tem a graça não precisa de reconhecimento
humano.
(23) “Ouviam somente dizer: Aquele que, antes, nos perseguia, agora, prega a fé que, outrora,
procurava destruir. (24) E glorificavam a Deus a meu respeito”. As pessoas falavam da mudança que
havia ocorrido na vida de Paulo.
As pessoas falam da mudança que ocorreu em sua vida? _____________

Conclusão:
Os homens usaram de vários argumentos e perseguiram Paulo para tentar tira-lo da
experiência da Graça. (Leia II Coríntios 11.24-28).
Paulo permaneceu firme. Muitos religiosos vão tentar te retirar da Graça. Mas permaneça
firme na Graça. Somos salvos unicamente pela graça de Deus.
O que está faltando para que você possa ser um discípulo completo? ___
Qual área você precisa melhorar, evoluir, crescer? __________________
A graça de Deus nos alcança e nos transforma em santos e santas do Senhor. Fique na Graça.
Permaneça na Graça. A Graça te dará crescimento.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 3:24 - Justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo
Jesus.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja
interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
4
Aos Judeus e aos Gentios
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Alguém já cuidou de você? ___________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: O apostolado aos judeus e aos gentios
• Texto Bíblico: Gálatas 2.1-10

Introdução:
O ministério de Paulo era diferente do ministério dos outros apóstolos. Os apóstolos de
Jerusalém foram enviados para trabalhar na igreja formada por judeus e evangeliza judeus. Eram
judeus que viviam nas práticas judaicas e evangelizavam os outros judeus.
Paulo também era judeu, mas foi levantado para evangelizar os não-judeus. Esses não-judeus
eram chamados de gentios ou incircuncisos (incircuncisos significa aqueles que não foram
circuncidados).
Circuncisão era uma prática judaica que tinha um valor para os judeus semelhante ao valor que
o batismo tem para nós cristãos.
Decore isso: Circuncisão era a cerimônia religiosa dos judeus em que é cortada a pele,
chamada prepúcio, que cobre a ponta do órgão sexual masculino. Os meninos israelitas eram
circuncidados no oitavo dia após o seu nascimento.
Paulo é apóstolo aos incircuncisos (gentios ou não-judeus). Os apóstolos eram obreiros entre
os judeus.

I. Paulo, Barnabé e Tito diante dos Apóstolos.


Leia novamente Gálatas 2.1-4.
Paulo conta sua história aos Gálatas para mostrar sua autoridade na Graça. Ele diz que catorze
anos depois de ter estado em Jerusalém, voltou àquela cidade com Barnabé e Tito. Ele voltou por
causa de uma revelação de Deus. Teve uma reunião particular com os líderes da igreja, e explicou a
eles a mensagem do evangelho que anunciava aos não-judeus. Paulo sentiu essa necessidade, porque
não queria que o trabalho que tinha feito e estava fazendo fosse um trabalho perdido. Procurou
cobertura espiritual.
Paulo destaca que Tito esteve na reunião com os apóstolos, mas não foi obrigado a
circuncidar-se, embora fosse gentio. Não obrigaram Tito a guardar as Leis de Moisés. Hoje também os
discípulos na graça, não precisam guardar nenhuma Lei de Moisés. Estamos na Graça. Aleluia! Os
apóstolos reconheceram nossa liberdade em Graça.
Mas como os apóstolos souberam que Tito era incircunciso? Paulo diz que alguns tinham se
juntado ao seu grupo, fazendo de conta que eram irmãos na fé, e tentaram até circuncidá-lo. Esses
homens eram como espiões a fim de espiar a liberdade que os discípulos tinham em sua união com
Cristo Jesus com o propósito de convencê-los a se tornarem novamente escravos.
Você já encontrou alguém que tentou atrapalhar na fé na igreja
Metodista?_____________________________________

II. Paulo resistindo às pressões dos judaizantes (judeus que eram cristãos).
Leia novamente Gálatas 2.5-7.
Paulo diz que em nenhum momento cedeu a pressão dos cristãos que desejavam fazer os
gentios (não-judeu) a guardar as leis de Moisés. Ele desejava que os gálatas e as igrejas dos gentios
tivessem o verdadeiro evangelho da graça. Não o Evangelho segundo a lei de Moisés, mas o
Evangelho na graça pregada pelo Senhor Jesus.
Hoje pregam um evangelho da lei onde é exigida dos fiéis a guarda do sábado e deixar de
comer determinados alimentos, etc. Esse evangelho da lei não é o Evangelho pregado pelo Apóstolo
Paulo.
O Evangelho de Paulo foi o Evangelho da Graça. Nós estamos na Graça.
Paulo não recebeu nenhuma nova ordem dos apóstolos. Eles respeitaram a sua posição em
pregar unicamente a graça. Paulo diz: (6,7) “E aqueles que pareciam ser os líderes da igreja – digo isso
porque para mim não importa o que eles eram, pois Deus não julga pela aparência – aqueles líderes,
repito, não me deram nenhuma idéia nova. Pelo contrário, eles viram que Deus me tinha dado a
responsabilidade de anunciar o evangelho aos não-judeus, assim como tinha dado a Pedro a
responsabilidade de anunciá-lo aos judeus”.
Você vive no Evangelho da Graça do Senhor Jesus? Alguém já tentou te retirar desse
evangelho? ___________

III. Paulo reconhecido pelos Apóstolos


Leia novamente Gálatas 2.8-10.
Paulo aceita a sua vocação e entende que pelo poder de Deus ele foi feito apóstolo para
anunciar o evangelho aos não-judeus, assim como Pedro foi feito apóstolo para anunciar o evangelho
aos judeus. Observe que não existe crise em Paulo. Ele reconhece sua vocação diante de Deus. Ele
diz: Sou apóstolo aos gentios.
Os maiores apóstolos; Tiago, Pedro e João, que eram considerados os líderes da igreja,
reconheceram que Deus lhe tinha dado essa tarefa especial.
Como sinal de que todos eram companheiros, deram um aperto de mãos e combinaram que
Paulo iria trabalhar entre os não-judeus e eles (os apóstolos), entre os judeus. Apenas pediram uma
coisa: que eles lembrassem dos pobres das igrejas de Jerusalém.
Para cada discípulo Deus tem um dom e um ministério. Precisamos descobrir qual o nosso
dom e em que ministério posso trabalhar na Igreja. Preciso também estender as mãos aos meus irmãos
e respeitar os seus dons e ministérios.
Na graça de Deus você foi chamado para um ministério no Corpo de Cristo.
Qual o ministério que você gostaria de trabalhar?_______
(Líder: faça uma relação das pessoas e dos ministérios que elas gostariam de trabalhar, e
entregue ao supervisor).

Conclusão:
Somos discípulos na Graça de Deus. Muitos tentarão nos tirar da Graça. Mas temos a Palavra
de Deus e a orientação dos apóstolos para permanecermos discípulos na Graça. Discípulos e discípulas
alegres, livres e fiéis aos princípios do discipulado cristão. Viva feliz na Graça. Resista às pressões dos
pregadores da Lei. Pregamos e vivemos a Graça de Deus.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 5.2 – Por intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos
firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
5
A Justificação
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você gosta de ser chamado a atenção? Por quê? ____________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Justificação pela Fé em Cristo Jesus.
• Texto Bíblico: Gálatas 2.11-21

Introdução:
Hoje veremos o relato do encontro de Paulo e Pedro em Antioquia. Paulo exorta Pedro e luta
para que a Igreja permaneça na graça do Senhor Jesus. Paulo nos ensina que morremos com Cristo
para a Lei e somos inteiramente aceitos pela Graça de Deus mediante Jesus.

I. Medo de afirmar a fé na Graça.


Leia Gl 2.11-14.
Paulo precisou exortar a Pedro na presença de todos na cidade de Antioquia. Antes de chegar
irmãos de Jerusalém (judeus-cristãos) enviados por Tiago, Pedro comia livremente com os gentios (os
não-judeus), mas quando esses discípulos chegaram, Pedro com medo afastou-se dos irmãos gentios.
Paulo diz que os outros irmãos judeus começaram a agir como hipócritas, do mesmo modo
que Pedro. E até Barnabé se deixou levar pela hipocrisia deles. Quando Paulo viu que eles não
estavam agindo direito, de acordo com a verdade do Evangelho, disse a Pedro na presença de todos:
“Você é judeu, mas não está vivendo como judeu e sim como não-judeu. Então, como é que você quer
obrigar os não-judeus a viverem como judeus?” Paulo precisou confrontar seu irmão e traze-lo a
verdade.
Você já foi confrontado na fé? ____________________________

II. A justificação pela fé.


Leia Gl 2.15, 16.
Paulo diz que é judeu de nascimento e não “pecador não-judeu”, como os gentios são
chamados. Mas sabe que todos são aceitos por Deus somente pela fé em Jesus Cristo e não por
fazerem o que a lei manda.
Ninguém é aceito por Deus por fazer o que a lei manda. Por obras da lei, ninguém será
justificado.
A justificação diante de Deus não é mérito nosso. É dom de Deus mediante sua graça.
Você se sente justificado do seu passado? ____________________

III. Morremos com Cristo para a Lei.


Leia Gl 2.17 a 21.
Paulo diz que os judeus ao procurarem ser aceitos por Deus por estarem unidos com Cristo,
fica claro que são “pecadores” como os não-judeus. Ele pergunta: Mas será que isso quer dizer que
Cristo trabalha em favor do pecado? Claro que não!
Paulo afirma: Se eu, depois de ter destruído a lei, começar a construí-la de novo como meio de
ser aceito por Deus, aí, sim, fica claro que eu havia quebrado a lei. Ele está dizendo: Não posso voltar
a prática nem a pregação da lei. Não estou na lei e sim na graça.
Paulo nos ensina que quanto à lei, ele estava morto, morto pela própria lei, a fim de viver para
Deus. Nós fomos crucificados com Cristo, mortos com Cristo na cruz.
Por isso ele afirma: Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta
vida que vivo agora, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim.
Paulo é enfático ao declarar: “Eu me recuso a rejeitar a graça de Deus. Pois, se é por meio da
lei que as pessoas são aceitas por Deus, então a morte de Cristo não adiantou nada!”
Você já recebeu a salvação por meio da Graça de Deus? ________

Conclusão:
Hoje somos novas criaturas. Crucificados com Cristo para o mundo e ressuscitados com Cristo
para uma nova vida. Ganhe outras pessoas para a Graça de Deus. Nossa vida na graça nos leva a ser
discípulos multiplicadores.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 5:15 - ...porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom
pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
6
Apelo a Experiência
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Quem falou de Jesus para você?____________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Paulo Apela para a experiência dos Gálatas
• Texto Bíblico: Gálatas 3.1-5

Introdução:
Como discípulos de Jesus, temos muitas experiências com Deus. O inimigo pode trabalhar
para que venhamos perder essas experiências com Deus. Muitos discípulos caem da Graça de Deus.
Hoje Paulo exorta os Gálatas a continuar no caminho da Graça. Paulo é duro em sua fala. Mas exorta
como um pai que zela pelo bem estar de seus filhos e filhas.
I. Discípulos insensatos
Leia Gl 3.1,2
Paulo chama os gálatas de insensatos, ou seja, sem juízo!
Paulo pergunta com grande tristeza: Quem foi que enfeitiçou vocês?
Paulo havia apresentado Jesus aos Gálatas de forma perfeita. Havia ensinado sobre a morte de
Jesus Cristo na cruz. Expôs tão corretamente o sofrimento de Cristo que os Gálatas, por assim dizer,
viram Jesus na cruz.
Mas agora os Gálatas estavam se desviando da Graça. Mesmo depois de entenderem a
salvação de Cristo, estavam voltando as práticas judaicas simplesmente porque estavam sem
entendimento da Palavra. Muitos discípulos voltam a guardar o sábado, a não comer determinados
alimentos, porque são desviados da graça para as práticas da lei.
Paulo faz uma pergunta importante: “vocês receberam o Espírito de Deus por terem feito o que
a lei manda ou por terem ouvido a mensagem do evangelho e terem crido nela?”
O Espírito de Deus vem sobre nossa vida por causa da fé na palavra do Evangelho.
Você já foi batizado com o Espírito Santo?________________________

II. Discípulos que perderam o foco


Leia Gl 3.3
Você já perdeu o foco? Já teve um “branco” em sua cabeça? É exatamente isso que Paulo
entende que ocorreu com os Gálatas. Eles eram crentes fervorosos. Vieram os judeus-cristãos e
retiraram a graça de Deus e colocaram a religião judaica no lugar. Paulo pergunta: Como é que vocês
podem ter tão pouco juízo? Vocês começaram a sua vida cristã pelo poder do Espírito de Deus e agora
querem ir até o fim pelas suas próprias forças?
A prática da lei é mera força humana. Não somos salvos pelas obras. Somos salvos pela graça,
uma vez que não conseguimos praticar as obras para alcançar a Salvação.
Você já aceitou Jesus como Senhor e Salvador pela graça? ___________
III. Discípulos que necessitam voltar a viver pela Graça
Leia Gl 3.4,5
Os Gálatas tiveram muitas lutas para estabelecer a Igreja naquela região. Passaram por grandes
provas e estabeleceram uma igreja firmada na graça de Deus. Agora estavam deixando a graça e
voltando as práticas do judaísmo. Voltaram a praticar a circuncisão, a guardar o sábado, etc.
Paulo então pergunta: Será que as coisas pelas quais vocês passaram não serviram para nada?
Não é possível! Será que, quando Deus dá o seu Espírito e faz milagres entre vocês, é porque vocês
fazem o que a lei manda? Não será que é porque vocês ouvem a mensagem e crêem nela?
A obra de Deus entre nós é unicamente pela fé. Somos firmados na fé. A fé nos dá segurança
na graça de Deus.
Sua fé na graça de Deus tem crescido? Por que? ____________________
Conclusão:
Discípulo vencedor não sai da graça. Fique firme na graça de Deus. Ande na graça de Deus.
Se movimente crendo unicamente na graça da Deus. Hoje somos aceitos e libertos pela ação da graça
de Deus. Pela graça podemos ganhar novas vidas a Cristo. Podemos fazer discípulos. Traga visitantes
a célula para receber a Palavra de Graça e serem salvos pela ação gratuita de Deus.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 5:17 - Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a
abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________.
• Oração Final
7
Abraão
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Quem falou de Jesus para você?____________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Experiência de Abraão
• Texto Bíblico: Gálatas 3.6-14

Introdução:
Todo discípulo está debaixo da promessa de Deus com Abraão. Somos filhos e herdeiros da
vitória e da salvação em Cristo. Assim como Deus teve uma aliança com Abraão. Ele tem uma aliança
conosco. Estamos debaixo da aliança eterna de Deus com Abraão.

I. A graça nos conduz a bênção de Abraão.


Leia Gl 3.6-9
A aliança de Deus com Abraão foi eterna. Leia Gn 12.1-5.
Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça.
Quem são os filhos de Abraão? Naturalmente os judeus. Todos os judeus são filhos de Abraão
e estão debaixo da aliança de Deus com Abraão.
Mas nós os gentios (não-judeus) também somos filhos de Abraão e estamos pela fé debaixo da
aliança. Paulo diz: Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão.
Como isso é possível? Paulo responde: Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria
pela fé os gentios, preanunciou o evangelho a Abraão: Em ti, serão abençoados todos os povos.
Por isso, diz Paulo, os da fé são abençoados com o crente Abraão.
Sem a lei e pela fé na graça, possuo a bênção de Abraão.
Você está debaixo da promessa de Deus? _________________________

II. Lei nos leva a maldição


Leia Gl 3.10-12
Paulo diz que todos quantos, pois, são das obras da lei estão debaixo de maldição; porque está
escrito: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas escritas no Livro da lei, para
praticá-las.
Paulo declara com grande ênfase: É evidente que, pela lei, ninguém é justificado diante de
Deus, porque o justo viverá pela fé. Mas a lei não tem nada a ver com a fé. Pelo contrário, como dizem
as Escrituras: “Viverá aquele que fizer o que a lei manda.”
Não podemos viver pela Lei e tentar receber as bênçãos pela fé. Pela fé sou livre da Lei. Sou
liberto. Sou aceito por Deus para viver a graça. Estou livre da maldição.
Você tem alguma maldição em sua família? _______________________
Você, em Cristo, está livre de toda maldição. Creia somente.

III. Fomos resgatados da maldição da lei.


Leia Gl 3.13, 14
Jesus na cruz do calvário nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio maldição em
nosso lugar. A escritura diz que maldito todo aquele que for pendurado em madeiro. O propósito de
Jesus morrer na cruz foi de trazer a salvação aos judeus e aos gentios.
Sua morte na cruz foi para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios, em Jesus Cristo, a
fim de que recebêssemos, pela fé, o Espírito prometido.
Pela morte de Jesus na cruz a bênção de Deus sobre Abraão nos alcança. Somos hoje da
família de Deus. Não somos mais estrangeiros as promessas de Deus. Hoje somos filhos e herdeiros.
Você se considera filho de Deus? Por que? ________________________

Conclusão:
Permaneça na Graça de Deus. Toda a maldição foi levada na cruz do calvário. Hoje somos
novas criaturas em Deus. Somos salvos e regenerados para uma nova vida em Cristo.
Você está debaixo de bênçãos e trará novas vidas para serem discípulas de Cristo. Discípulas
na Graça.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 5:18 - Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação,
assim também, por um só ato de justiça, veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
8
A Lei e a Promessa
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você já leu todo o Novo Testamento? Deseja ler?____________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Lei não pode invalidar a promessa
• Texto Bíblico: Gálatas 3.15-22

Introdução:
Hoje Paulo apresenta Jesus como o descendente da promessa de Deus sobre Abraão. Paulo nos
ensina que a Promessa veio antes da lei. Essa promessa é concedida mediante a fé em Cristo Jesus.
O discípulo de Cristo está debaixo da promessa. Vive e se move na promessa de Deus.

I. Jesus, o descendente de Abraão


Leia Gl 3.15,16
Na vida diária, quando duas pessoas combinam alguma coisa e assinam um contrato, ninguém
pode quebrá-lo ou acrescentar qualquer coisa a ele.
Foi assim que Deus fez as suas promessas a Abraão e ao seu descendente. Paulo diz que
quando as Escrituras dizem que Deus fez as suas promessas a Abraão “e à sua descendência”, elas não
querem dizer que se trata de muitas pessoas, mas de uma só, isto é, Cristo.
Cristo Jesus trouxe a promessa de Abraão sobre os gentios. Em Jesus somos aceitos, amados e
transformados por Deus. Assim como Deus teve um aliança com Abraão, hoje em Cristo., ele tem a
mesma aliança com os que crêem.
Você já entregou sua vida a Jesus? Quando? __________________

II. A promessa veio antes da Lei


Leia Gl 3.17,18
Deus fez uma aliança com Abraão e prometeu cumpri-la. A lei, que foi dada a Moisés
quatrocentos e trinta anos depois, não pode quebrar aquela aliança, nem anular a promessa de Deus.
Isso é lógico: Porque, se aquilo que Deus dá depende da lei, então o que ele dá já não depende da sua
promessa.
Mas o que Deus deu a Abraão, ele deu porque havia prometido.
A bênção de Deus é mediante a promessa e não mediante a Lei.
Você já recebeu alguma bênção sobrenatural de Deus? _________
III. A Promessa concedida aos que crêem
Leia Gl 3.19-22
Se a promessa é superior a lei, por que é que foi dada a lei?
Ela foi dada para mostrar as coisas que são contra a vontade de Deus. A lei devia durar até que
viesse Cristo, o descendente de Abraão, pois a promessa foi feita a esse descendente.
A lei foi entregue por anjos, e um homem, Moisés, serviu de intermediário.
Porém não é preciso haver intermediário quando se está falando de uma só pessoa; e Deus é
um só.
Qual o objetivo da lei então? A Lei não é contra as promessas de Deus. Porque, se tivesse sido
dada uma lei que pudesse dar vida às pessoas, então elas seriam aceitas por Deus por obedecerem a
ela.
Porém as Escrituras Sagradas afirmam que o mundo inteiro está dominado pelo pecado, e isso
para que as pessoas que crêem recebam o que Deus promete aos que têm fé em Jesus Cristo.
Não existem práticas que nos livre do pecado. Somente mediante a fé na pessoa de Jesus pode
nos dar a salvação eterna.
Cite o nome de um discípulo que é modelo de fé para você? _____
Conclusão:
Estamos debaixo da promessa de Deus com Abraão. Nossa aliança é realizada na Promessa
não na Lei. Assim como Abraão creu nas promessas de Deus, devemos crer que somos amados e
sustentados por Deus. Somos aceitos e renovados por Deus. Nossa tarefa é ganhar mais discípulos
para nossa célula. Mais discípulos que andarão na graça. Serão libertos e felizes na graça de Deus.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 5:20 - Sobreveio a lei para que avultasse a ofensa; mas onde abundou o pecado, superabundou a
graça.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
9
A Lei de Moisés
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Qual o nome de sua primeira professora?
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Importância da Lei de Moisés
• Texto Bíblico: Gálatas 3.23-29
Introdução:
Você sabe o que é um aio? A palavra aio é a mesma de pedagogo ou tutor. Um tutor é a pessoa
responsável pela criação e ensino de uma criança. O tutor ensinava filosofias, várias disciplinas, arte de lutar
com a espada, comportamento, princípios morais, religiosos, etc.
D. Pedro I quando deixou o Brasil, colocou um tutor para criar seu filho D. Pedro II. O Tutor do
pequeno Imperador foi José Bonifácio.
Os reis da antiguidade colocavam seus filhos para serem educados por tutores. Quando as crianças
cresciam, não necessitavam mais de tutores. Um tutor é útil até o crescimento da criança. Esse tutor é chamado
de aio, ou pedagogo: Aquele que conduz uma criança.
É nesse contexto que conseguimos ler Gálatas 3.23-29.
Você entendeu o que era um Tutor ou aio?________________________
I. A Lei como caminho para a Graça
A Lei de Moisés, que é o coração do Antigo Testamento foi muito útil como tutora da humanidade para
nos levar até o período da maturidade chamado graça de Cristo.
Paulo diz que 23 “antes que viesse a fé, estávamos sob a tutela da lei e nela encerrados, para essa fé que,
de futuro, haveria de revelar-se”.
A lei serviu como tutora para o povo de Israel. Foi um degrau que nos conduziu a graça de Deus.
Paulo diz: 24 De maneira que a lei nos serviu de aio para nos conduzir a Cristo, a fim de que fôssemos
justificados por fé.
A lei nos ensinou que não conseguimos ser santos e bons pelas nossas próprias práticas. Ela nos ensinou
que, para a salvação perfeita, precisávamos de Cristo. Pela fé em Cristo somos justificados.
Não somos justificados por boas obras. Pelas boas obras todos nós somos rejeitados diante de Deus.
Somos justificados pela fé em Jesus. A lei nos levou a depender dessa fé. Ela foi apenas uma tutora que nos
conduziu a Cristo.
Você já está salvo pela fé em Jesus Cristo? ________________________
II. A graça torna a lei inútil para a salvação
Uma vez que chegamos a Graça, ou seja, ao período da maturidade, o tutor não é mais necessário. É
exatamente isso que Paulo diz: 25 Mas, tendo vindo a fé, já não permanecemos subordinados ao aio.
Não estamos mais debaixo do tutor. Estamos hoje na maturidade da Graça. Somos salvos e revestidos
pela Graça. O que nos faz filhos e filhas de Deus não é a prática da Lei, mas a fé em Jesus Cristo. Ouçamos
Paulo: 26 Pois todos vós sois filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus;
A passagem da lei para a graça se dá em aceitar Jesus como Senhor e Salvador. O selo dessa passagem é
o batismo. Com o santo batismo nos revestimos de Cristo. Paulo diz: 27 porque todos quantos fostes batizados
em Cristo de Cristo vos revestistes.
Você deseja ser batizado no próximo batismo? _____________________
O batizado em Cristo vive a graça e recebe o revestimento de Cristo. A lei se tornou inútil, pois agora
estamos sendo guiados pela graça.
III. A Graça nos tornou herdeiros e descendentes de Abraão
A graça nos uniu em Cristo. Os judeus e os gentios são agora um só corpo em Cristo. Não há mais
divisão. O tutor nos conduziu a Cristo e em Cristo somos um.
Paulo diz: 28 Dessarte, não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem
mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.
Em Cristo somos descendentes de Abraão. Leia Gn 12.1-5. Somos herdeiros da promessa que Deus fez
a Abraão. Assim Paulo conclui: 29 E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros
segundo a promessa.
A graça de Deus nos conduz a vitória. A Graça de Deus nos conduz as promessas. Em Cristo somos
aceitos e amados de Deus.
Você se considera amado de Deus?______________________________
Conclusão:
Permaneça firme na graça de Deus. Resista ao acusador que deseja trazer o passado de volta. Reclame
sua libertação espiritual em nome de Jesus. Hoje você é filha e filho de Deus na visão de Excelência. Viva na
graça e traga novas vidas para a célula. Na graça nos esforçamos para atrair outros a Deus.

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 6:14 - Porque o pecado não terá domínio sobre vós; pois não estais debaixo da lei, e sim da graça.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
10
Escravidão e Liberdade
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Como vive um escravo? __________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Da Escravidão para a Liberdade
• Texto Bíblico: Gálatas 4.1-7
Introdução:
O período da Lei é considerado um período de escravidão. A Graça é um período de
Libertação e salvação. Cristo nos tirou da maldição da Lei e nos levou para a salvação de sua graça.
Devemos viver na visão da graça de Deus: Ganhando almas, consolidando vidas, Treinando novos
discípulos e abrindo novas células na visão da Graça. Devemos aprender o que significa o período da
lei e o que somos hoje através da graça.

I. O período da escravidão (1-3)


Na época de Paulo enquanto o herdeiro fosse menor de idade era tratado como qualquer
escravo, mesmo sendo o dono de tudo. Outras pessoas tomavam conta do herdeiro (o tutor, o aio) e
dos seus negócios até o tempo marcado pelo pai (1,2).
Paulo diz que (3) Assim, também nós, quando éramos menores, estávamos servilmente
sujeitos aos rudimentos do mundo.
Antes de Cristo, a humanidade estava debaixo da escravidão espiritual e dos poderes das
trevas. A condição humana era de escravidão espiritual.
Como era sua vida antes de Cristo? _________________________

II. O Período da Graça


Paulo diz que quando chegou o tempo certo (a plenitude do tempo), Deus enviou o seu próprio
Filho, que veio como filho de mãe humana e viveu debaixo da lei para libertar os que estavam debaixo
da lei, a fim de que nós pudéssemos nos tornar filhos de Deus.
O nascimento de Jesus é um marco que separa a vida debaixo da escravidão da lei para a vida
debaixo da graça de Cristo.
Jesus cumpriu toda a lei. Praticou e viveu a lei para nos libertar do jugo da lei. Por causa disso
hoje somos filhos/as de Deus.
Quando aceitamos Jesus como Senhor e Salvador, passamos a viver a plenitude da graça de
Deus. Em Cristo cumprimos toda a lei. Ele cumpriu a lei. Quando estamos com Cristo não mais
precisamos ficar debaixo da lei, pois Cristo já nos libertou. Ele a praticou em nosso lugar. Ele viveu a
lei integralmente. Hoje somos libertos do pecado e da maldição da lei. Somos livres pela graça.
Quando você aceitou a Jesus como Senhor e Salvador? _________

III. O Selo do Espírito


Paulo diz que para nos mostrar que agora somos seus filhos, Deus enviou o Espírito do seu
Filho ao nosso coração, o Espírito que exclama: Aba Pai (“Pai, meu Pai.”).
Pelo fato de sermos salvos pela graça e termos a presença do Espírito Santo não somos mais
escravos. Somos agora filhos/as. Paulo conclui dizendo: (7) De sorte que já não és escravo, porém
filho; e, sendo filho, também herdeiro por Deus.
Vivemos como filhos de Deus e herdeiros de Deus.
Essa é a nossa identidade na graça: pessoas aceitas, amadas, vivas e cheias da alegria de Deus.
Todo verdadeiro crente tem a alegria que nos faz crescer e reinar com Cristo.
Você tem vivido a identidade de herdeiro de Deus? ____________

Conclusão:
A lei nos conduziu a Cristo. Éramos apenas escravos. Hoje somos filhos e herdeiros de Cristo.
Vivemos na plenitude da fé e na vida feliz ao lado do Senhor. Nunca saia da presença de Deus. Nunca
abra mão de sua identidade espiritual. Em Cristo temos o Espírito e somos libertos para uma vida em
santidade

Versículo para o grupo decorar:


Romanos 11:6 - E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
11
Ritos Judaicos
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: O que não tem mais valor para você? __________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: O valor transitório dos ritos judaicos
• Texto Bíblico: Gálatas 4.8-11
Introdução:
Vamos relembrar a história dos irmãos e irmãs da Galácia: Eram gregos (gentios) e
adoravam a vários deuses. Praticavam as religiões gregas. Essas religiões estavam envolvidas em
mistérios, feitiçarias e experiências sobrenaturais com demônios. Esses irmãos foram salvos pela graça
e com Paulo, aprenderam a andar na Graça de Deus.
Infelizmente um grupo de judeu-cristãos1 visitaram a igreja dos gálatas e os forçaram a
guardar as leis judaicas (guardar sábado, circuncisão, etc.). A igreja se desviou da graça.
Essa carta é uma resposta de Paulo ao desvio da igreja. A igreja estava saindo da Graça e
voltando para as Leis. Paulo precisava ajudar os irmãos e irmãs. Para isso, ele relembra o passado dos
gálatas e o que ocorreu com a queda da fé.
I. Os Gálatas antes do Evangelho
Paulo diz (8) Outrora, porém, não conhecendo a Deus, servíeis a deuses que, por natureza, não o
são.
Como não conheciam o Evangelho da graça, os gálatas serviam aos deuses, aos ídolos, a religião e
aos demônios.
Assim era a nossa vida sem o conhecimento da verdade do Evangelho. Éramos cegos para as
coisas de Deus. Só conseguíamos ver a religião e as práticas que herdamos dos nossos pais. Éramos
perdidos e não nos considerávamos perdidos. Por que o perdido não se considera perdido? _______

II. Os Gálatas presos na lei do judaísmo


Paulo diz: (9) “agora que conheceis a Deus ou, antes, sendo conhecidos por Deus, como estais
voltando, outra vez, aos rudimentos fracos e pobres, aos quais, de novo, quereis ainda escravizar-vos”?
Essa é a tristeza de Paulo. Na linguagem de Hoje o versículo 9 diz: Mas, agora que vocês
conhecem a Deus, ou melhor, agora que Deus os conhece, como é que vocês querem voltar para
aqueles poderes espirituais fracos e sem valor? Por que querem se tornar escravos deles outra vez?
No v.10 Paulo diz: Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.
Os Gálatas que haviam saído do paganismo agora estavam caindo em outro paganismo. Estavam
caindo no paganismo da lei. Estavam guardando sábados, dias sagrados para os judeus, meses e anos
do calendário judaico, etc.
Ocorreu um retrocesso. Saíram da religião e caíram em outra religião. A pessoa que guarda sábado
ou os dias de festas dos judeus está vivendo um retrocesso espiritual.
Você conhece algum discípulo que já retrocedeu? __________________
III. A Angústia de Paulo

1
Judeus-cristãos eram judeus que desejavam ser cristãos, mas continuavam praticando os ritos judaicos (Guardar sábado,
circuncisão, etc.). Eram também chamados de judaizantes.
Paulo, em angústia lamenta: (11) “Receio de vós tenha eu trabalhado em vão para convosco”.
Parecia que todo o trabalho de Paulo foi em vão. Os gálatas estavam guardando o sábado. Estavam
praticando as leis judaicas. Estavam deixando os valores cristãos pelos valores dos judeus.
Numa tradução mais moderna o texto diz: (11) “Estou muito preocupado com vocês! Será que
todo o trabalho que tive com vocês não valeu nada”?
Os gálatas caíram da graça. O que podemos fazer para não cairmos da graça?
______________________________________________________

Conclusão:
Paulo expressa sua dor em ver os Gálatas voltar às práticas da lei. Hoje nós não podemos
voltar atrás. Devemos continuar na graça de Deus. Quem crê na Graça cresce. Quem crê na graça
ganha almas. Quem crê na graça se torna mais do que vencedor. Nossa célula vive pela graça de
Deus.
• Versículo para o grupo decorar: Romanos 12:3 - Porque, pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre
vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé
que Deus repartiu a cada um.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
12
A perplexidade
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: O que é uma pessoa sincera? __________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A perplexidade de Paulo
• Texto Bíblico: Gálatas 4.12-20
Introdução:
Paulo amava os Gálatas. Em Gálatas 4.12-20 vemos a sua grande preocupação e amor pela
igreja. Infelizmente, por causa da entrada das heresias, das doutrinas erradas, os gálatas
começaram a ver Paulo como inimigo. Paulo passou a ser visto como um adversário. A lei estava
expulsando a simplicidade da graça. Por esse motivo Paulo fica perplexo, preocupado, com
dúvidas com relação ao futuro dos gálatas. Observe o texto:
I. A gratidão de Paulo (12-15)
Paulo clama para que os gálatas fossem como ele (12). Ou seja, se colocasse no lugar dele.
Ele não se sentia ofendido com a atitude dos gálatas. Estava apenas preocupado com a vida da
igreja. Os gálatas viviam na graça do Senhor Jesus Cristo e começaram a retroceder na fé.
Paulo lembra que a primeira vez que pregou o evangelho aos gálatas foi por causa de uma
enfermidade (13). Por causa da enfermidade, ele teve que parar naquela região. Passou um tempo
ali se tratando e aproveitou para ministrar a Palavra de Deus.
Mesmo com a sua terrível enfermidade os gálatas não o desprezaram nem o rejeitaram
(14). Paulo diz que os gálatas o receberam como se ele fosse um anjo de Deus ou mesmo como se
fosse o próprio Cristo Jesus. O Evangelho pregado por Paulo não perdeu a autoridade por causa de
sua enfermidade. Enfermidade não significa derrota. Aqui a enfermidade de Paulo foi parceira de
Deus para a evangelização dos Gálatas. Deus também tem os seus planos para as nossas
enfermidades.
Quando o Evangelho foi implantado, Paulo viu nos gálatas a felicidade e o amor. Paulo
diz: “Eu posso afirmar que, se pudessem, vocês teriam arrancado os seus próprios olhos para me
dar!”.
Você é uma pessoa amorosa e caridosa?__________________
II. O trabalho dos inimigos (16-18)
Os gálatas amavam a Paulo. Eram seus amigos. Mas Paulo pergunta no v. 16: “Será que
agora, por ter dito a verdade, eu me tornei inimigo de vocês”?
Paulo via a intenção do maligno na vida dos falsos profetas que invadiram a igreja para
que os gálatas deixassem a graça e voltassem as práticas da lei. Leia os v. 17 e 18.
Os inimigos buscavam a afetividade dos gálatas e ao mesmo tempo os colocavam contra
Paulo. Os inimigos podem fazer com que você se levante contra seu líder. Existe uma estratégia
maligna para tentar te afastar do seu líder espiritual. Esse foi o trabalho dos inimigos de Paulo.
Em que área o inimigo tem tentado trabalhar em sua vida? ________
III. O sofrimento de Paulo
Paulo deseja sofrer para ver os irmãos e irmãs da igreja em maturidade espiritual. Paulo
desejava vê-los novamente caminhando na graça. Ele os chama de filhos e diz que (19) novamente
estava sofrendo como uma mulher sofre dores de parto, até ser Cristo formado na vida deles.
O desejo de Paulo era estar presente para poder falar pessoalmente, pois estava perplexo
(20). Perplexo significa preocupado, com dúvidas em relação ao futuro.
Paulo sofreu para que Cristo fosse formado nos Gálatas. Jesus já está totalmente formado
no seu caráter? O que está voltando em sua conversão? _
Conclusão:
Observamos que a amizade de Paulo pelos gálatas não havia terminado. Os gálatas
estavam se afastando a cada dia do Evangelho da graça de Deus. Paulo luta para trazê-los de volta
à graça de Deus.
Nós também devemos lutar para trazer de volta os desviados da graça. Quem não vem
mais a nossa célula? Quem saiu da igreja? Vamos formar um grupo de visitação? Quando
poderemos visitar algumas dessas vidas? Quem está disposto a sofrer dores de parto para que
Cristo seja formado novamente nas vidas que se desviaram? O que podemos fazer hoje
concretamente?
• Versículo para o grupo decorar: 1 Coríntios 15:10 - Mas, pela graça de Deus, sou o que sou; e a sua graça,
que me foi concedida, não se tornou vã; antes, trabalhei muito mais do que todos eles; todavia, não eu, mas a
graça de Deus comigo. Intercessão: Por alguém que necessita de uma graça de Deus.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
13
Sara e Agar
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: O que está te preocupando hoje? __________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Sara e Agar
• Texto Bíblico: Gálatas 4.21-31
Introdução:
Quem conhece a história de Sara e Agar?__________________
Leia Gênesis 16.1-151
Sara e Agar representam duas alianças. A Aliança da Graça e a Aliança da lei. Paulo faz
uma alegoria para demonstrar a superioridade da aliança da graça. Hoje iremos aprender sobre
essas duas alianças:

I. Os dois filhos de Abraão


Leia Gn 15.1-6; 17.15; 18.10-14. Nesses versículos, Deus promete um filho a Abraão. Como
Abraão achou a promessa de Deus demorada, resolveu dar uma ajudinha ao Senhor, tendo o filho
da escrava, por orientação de Sara.
O filho da escrava Agar com Abraão se chamou Ismael. Algum tempo depois Deus cumpriu
sua promessa e deu um filho a Sara e esse foi chamado Isaque.
Quem não crê na promessa, constrói desgraças.
Você já sofreu por não conhecer as promessas de Deus? ________

II. As alegorias sobre a Lei e a Graça


Paulo diz: (22) Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da mulher escrava e outro da
livre. (23) Mas o da escrava nasceu segundo a carne; o da livre, mediante a promessa.
O que Agar representa? (24) Estas coisas são alegóricas; porque estas mulheres são duas
alianças; uma, na verdade, se refere ao monte Sinai, que gera para escravidão; esta é Agar. (25)
Ora, Agar é o monte Sinai, na Arábia, e corresponde à Jerusalém atual, que está em escravidão
com seus filhos.
O que Sara representa? (26) Mas a Jerusalém lá de cima é livre, a qual é nossa mãe; (27)
porque está escrito: Alegra-te, ó estéril, que não dás à luz, exulta e clama, tu que não estás de
parto; porque são mais numerosos os filhos da abandonada que os da que tem marido.
Pertenço a Agar ou a Sara? Quando permaneço na lei do Antigo Testamento, estou preso a
Agar. Sou filho de Agar. Pertenço ao Sinai. Pertenço a Jerusalém terrestre com as suas leis
(guardar sábado, não comer carne de porco, etc.). Mas quando aceito a Jesus e recebo a Graça de
Deus, passo a viver na aliança de Sara, aliança da promessa. Passo a ser cidadão da Jerusalém
celeste. Passo a ser livre da lei. Minha amizade com Deus é restaurada. Glória a Deus, pois “o fim
da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê”. (Romanos 10:4).
Você já aceitou Jesus como teu Senhor e Salvador? ____________

III. A Igreja é filha da Promessa


A Igreja dos Gálatas estava voltando para as práticas judaizantes. Estava deixando a graça de
Deus. Estava tendo uma crise de identidade. O trabalho de Paulo foi restaurar a identidade em
graça dos gálatas. Sua tarefa era fazer os gálatas voltar a andar na graça.
Leia Gl 4.28-31
Os versículos 29 a 30 refere-se a história de Gn 21.9-20.
A igreja é filha de Sara. Nossa mãe é Sara. Somos filhos da Graça de Deus. Não poderemos
mais viver debaixo da lei. Somos livres para uma vida fraterna, no amor de Cristo.
Somos livres para não mais viver no pecado. Somos o povo que deseja viver a santidade em
todos os aspectos da vida. A graça de Deus nos liberta para uma vida de santidade e alegria.
Você precisa ser liberto em alguma área de sua vida? _______________
Conclusão:
Somos filhos e filhas da Graça de Deus. Permaneça com visão de excelência, andando na
graça de Deus. Não volte para a escravidão da lei. Firme seus passos na graça do Senhor Jesus.
O único que poderá te atrapalhar é você mesmo.
Não saia da graça. Você é um/a ganhador/a de almas. Essa é a sua história.
• Versículo para o grupo decorar: 1 Coríntios 16:23 - A graça do Senhor Jesus seja convosco.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: Hoje nossa Célula irá se organizar em Células homogenias.
o Retiro Espiritual para o Discipulado:______________________________
o Oração Final
14
A Lei ou Cristo
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você demora para tomar decisão? Por que? ______________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Ou a Lei ou Cristo
• Texto Bíblico: Gálatas 5.1-12
Introdução:
O Senhor Jesus nasceu, viveu, morreu e ressuscitou para nos trazer liberdade. Leia Lucas
4:18 ________________________________________
Veja o que Jesus diz em João 8:32 ____________________
A pessoa só é livre quando se encontra com Cristo: Leia João 8:36 _
No capítulo 5 de Gálatas, Paulo inicia afirmando: “Para a liberdade foi que Cristo nos
libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão”.
A nossa liberdade espiritual é condicionada as nossas próprias atitudes. Eu sou liberto e
não posso permitir que outras pessoas, o diabo e até mesmo a religião do engano volte a me
escravizar.
Era isso que estava ocorrendo com os Gálatas: Eles foram livres pela graça de Jesus e
agora estavam sendo escravizados pela lei do Antigo Testamento. Estavam sendo obrigados a
guardar sábado, circuncidar seus filhos, celebrar festas litúrgicas dos judeus, etc. Estavam
substituindo os símbolos cristãos pelos símbolos judeus. Novamente estavam voltando para a lei e
abrindo mão da liberdade da graça.
I. O perigo da escravidão
Paulo declara: 2Eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos
aproveitará. 3 De novo, testifico a todo homem que se deixa circuncidar que está obrigado a
guardar toda a lei. 4De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça
decaístes.
Observe a desgraça: Se você se circuncidar (ou seja, voltar às práticas da lei) Cristo de nada
vos aproveitará. Você fica obrigado a guardar toda a lei. Você fica desligado de Cristo. Você caiu
da Graça.
É um perigo deixar o caminho do Senhor. Fique firme na graça. Não se submeta as leis que
foram abolidas em Cristo. Somos salvos unicamente pela graça.
Você já deixou o caminho do Senhor alguma vez? Como foi? _________
II. A Fé é superior a lei
Paulo diz: 5Porque nós, pelo Espírito, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé.
6Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que
atua pelo amor.
A fé é mais importante do que as normas humanas. Somos salvos pela fé. Fé na graça de
Cristo. Foi a graça de Cristo que nos redimiu do pecado. Pela graça somos libertos. Nossa fé
precisa estar na graça de Deus. Nossa justiça provém da fé. O que realmente tem valor é a fé que
atua pelo amor.
Quando você passou a entender a importância da fé? ________________
III. Não pare de andar na graça
Paulo fica surpreso com a queda dos gálatas: 7Vós corríeis bem; quem vos impediu de
continuardes a obedecer à verdade? 8Esta persuasão não vem daquele que vos chama.
Os gálatas estavam se desviando por causa dos ensinamentos errados que receberam: 9Um
pouco de fermento leveda toda a massa.
Paulo diz que o falso mestre (que ensina a guardar as leis) será condenado por Deus: 10Confio
de vós, no Senhor, que não alimentareis nenhum outro sentimento; mas aquele que vos perturba,
seja ele quem for, sofrerá a condenação.
Para Paulo, pregar a lei significava deixar de ser perseguido. Pregar a lei era o mesmo que
negar o escândalo da cruz: 11Eu, porém, irmãos, se ainda prego a circuncisão, por que continuo
sendo perseguido? Logo, está desfeito o escândalo da cruz.
O que podemos fazer pelos os/as irmãos/ãs que se desviaram?_________
Conclusão:
Não pare de andar na graça. Em Cristo Jesus você é liberto para uma nova vida. Liberto
para ser feliz. Liberto para ganhar novas vidas. Liberto para fazer discípulos. Não volte as práticas
de pecado nem as práticas da lei. Hoje somos livres para crer na graça de Deus e fazer muitos
discípulos para Jesus. Nosso lema é a santidade de Deus.
• Versículo para o grupo decorar: 2 Coríntios 2:14 - Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos
conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: ________________________________
• Oração Final
15
Liberdade e Amor
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você é sincero a ponto de ferir as pessoas? ______________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Liberdade é limitada pelo amor
• Texto Bíblico: Gálatas 5.13-15
Introdução:
Os Gálatas caminhavam na graça. Depois de um tempo passaram a caminhar na lei. Foram
convencidos que deveriam ser cristãos e ao mesmo tempo praticar as tradições judaicas.
Começaram a praticar a circuncisão, guardar o sábado, etc.
Paulo além de ser contra esse retorno as leis mosaicas, demonstra que na prática os gálatas
não melhoraram como pessoas. Eles ainda “se mordiam e devoravam uns aos outros”.
Em Cristo os gálatas eram libertos. Mas não podiam usar da liberdade para as obras da
carne. A graça não produziria libertinagem e sim santificação no comportamento e nos
relacionamentos.
O tema discutido nesses versículos é: A liberdade é limitada pelo amor.

I. Liberdade e Amor
Paulo diz que os gálatas foram chamados a liberdade (13).
Assim também nós, discípulos de Cristo. Não fomos chamados para viver acorrentados à
religião e aos sistemas humanos. Fomos chamados para a liberdade. Aceitar a Jesus é aceitar a
liberdade plena. Somos libertos em todas as áreas de nossa vida.
Cite uma área onde você percebe a libertação de Cristo em sua vida:
_________________________________________________________
Paulo recomenda, no entanto, que não devemos usar a liberdade para dar ocasião à carne.
Minha liberdade em Cristo não pode me levar às obras da Carne. Leia Gl 5.19-21.
Preciso vigiar minha liberdade. A cada dia o diabo tenta minar minha liberdade para me
prender dentro de coisas que são aparentemente banais. Preciso orar e vigiar.
Não posso usar da liberdade para agredir ao/a irmão/ã.
Paulo diz: “antes pelo amor servi-vos uns aos outros”. Quem ama cumpre toda a lei. Eu
não cumpro a lei guardando o sábado. Eu cumpro a lei amando o meu próximo. Assim diz Paulo
no v. 14: “Pois toda a lei se cumpre numa só palavra, a saber: Amarás ao teu próximo como a ti
mesmo”.
Existe alguém que você precisa pedir perdão? __________________
O que você irá fazer para cumprir a lei de Cristo? _______________
II. O resultado da liberdade sem amor
Paulo diz: (15) “Se vós, porém, vos mordeis e devorais uns aos outros, vede não vos
consumais uns aos outros”.
O resultado de viver sem amor é a própria destruição da obra de Deus. Os irmãos e irmãs
estavam a ponto de morderem uns aos outros. Estavam se devorando. Paulo diz: Cuidado. Vocês
vão acabar consumindo uns aos outros. Você tem brigado com alguém?
_______________________
O projeto de Deus é a restauração do ser humano em Cristo. Nossa liberdade precisa nos
levar a amar, amar e amar. Quem ama fala de Jesus. Quem ama faz visita de consolidação. Quem
ama deseja treinar a vida para que possa crescer em Cristo. Quem ama dá oportunidade. Quem
ama convida a vida para a célula, busca em casa, telefona, faz convite escrito, etc. Quem ama se
preocupa com o irmão e a irmã que estão fracos na fé.
A liberdade sem amor gera morte. Culto sem amor gera religião fria e vazia. O resultado
da falta de amor é a morte.
Cite um membro da igreja que tem sido exemplo de discípulo amoroso:
_____________________________________________________
Conclusão:
Fomos chamados para andar na graça de Deus. A graça de Deus nos fortalece o nos leva a
uma visão de excelência. Só encontraremos significado para a nossa vida na Graça de Cristo.
Fique firme na graça. Não volte às práticas das leis religiosas ou pagãs. Fique firme na liberdade.
Não use a liberdade para dar lugar ao pecado. Use da liberdade para levar vidas a Cristo.
• Versículo para o grupo decorar: 2 Coríntios 4.15 – “Pois tudo é por amor de vós, para que a graça,
multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus”.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
16
Carne e Espírito
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você ora antes de tomar decisões? ______________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A carne e o espírito
• Texto Bíblico: Gálatas 5.16-18
Introdução:
Andar na graça é a única forma de conseguir a santificação. Ou confiamos na graça ou
confiamos na lei. Quem confia na lei não consegue cumprir a lei e termina frustrado. Quem confia na
lei nega o sacrifício de Jesus. Somos salvos pela graça. Paulo orienta seus discípulos a andar no
Espírito. Hoje somos desafiamos a agir dirigidos pelo Espírito de Deus.

I. A carne
A palavra carne não se refere ao corpo humano. Significa a natureza espiritual caída que
herdamos de Adão. Essa natureza caída que está presente em nós chama-se carne. Essa força do mal
leva as pessoas a fazer as coisas contrárias a vontade de Deus. Briga, ira, fofoca, revolta, adultério,
impaciência, medo, drogas, etc. Nenhuma religião consegue vencer a carne. Não existem regras
humanas que segure a carne. Somente através da ação de Deus podemos vencer as inclinações da
Carne.
Você tem vencido os desejos da velha natureza? _______________

II. Espírito
O espírito humano é a única parte do ser humano que entra em contato com Deus. Os
verdadeiros adoradores adorarão ao Pai e espírito e em verdade (João
Com o nosso espírito somos guiados pelo Espírito de Deus que habita em nós. O Espírito
Santo habita dentro do nosso espírito humano. O nosso espírito humano habita no nosso corpo. Por
isso que o corpo é o templo do Espírito Santo. Mas primeiro ele é o templo do nosso próprio espírito.
A pessoa que nasce de novo quando aceita a Jesus, recebe o Espírito Santo em seu espírito.
Mas deve buscar o Batismo com o Espírito Santo para receber poder de Deus para realizar a vontade
santa do Pai.
Você já foi batizada com o Espírito Santo?___________________

III. Como vencer a Carne?


Paulo recomenda aos gálatas a usar a única ferramenta capaz de vencer a carne. Os gálatas
estavam na lei e brigando. As práticas da lei não geraram um caráter novo em seus espíritos. Ainda
eram dominados pela carne.
Paulo diz: 16 Digo, porém: Andai pelo Espírito, e não haveis de cumprir a cobiça da carne.
A orientação paulina é andar no Espírito. Precisamos ter sempre em mente que somos seres
espirituais e que nossa luta é espiritual. Ter consciência do espírito e buscar fazer a vontade do
Espírito Santo significa andar no Espírito.
Paulo diz: 17 Porque a carne luta contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes se
opõem um ao outro, para que não façais o que quereis. Observe que temos uma natureza caída. Essa
natureza é chamada de carne. Existe dentro de cada um de nós essa luta: Espírito x Carne.
Você tem vivido luta entre a carne e o espírito? _______________
Paulo diz: 18Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Pela lei não
conseguimos vencer a carne. Quem está debaixo da lei não consegue vencer as lutas e tentações. Mas
se somos guiados pelo espírito, o Espírito Santo nos leva a uma dimensão de graça. Na graça somos
mais do que vencedores. Somente na graça.

Conclusão:
A graça nos ajuda a vencer as inclinações da nossa carne. Todos nós somos tentados. O
inimigo trabalha sempre em nossos pontos fracos. Mais pela graça, somos guiados pelo espírito e
alcançamos a vitória. Lembre-se: Nossa vitória estar em andar na graça do Senhor Jesus.

Versículo para o grupo decorar: 2 Coríntios 6.1 - E NÓS, cooperando também com ele, vos exortamos a que não recebais a
graça de Deus em vão
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por
alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
17
Obras da Carne
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Qual a pior fraqueza? __________________________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: As Obras da Carne
• Texto Bíblico: Gálatas 5.19-21
Introdução:
Paulo ensina os Gálatas sobre as obras da Carne e sobre o Fruto do Espírito. O que a carne (a natureza
caída do homem) produz e o que o espírito produz.
Observe que podemos escolher: ou andamos na carne ou no espírito. A inclinação do espírito é vida. A
inclinação da carne é morte. (Leia Romanos 8.6,7).
Paulo classifica 15 atividades pecaminosas da carne e afirma que quem comete tais coisas, ou outras
semelhantes a esses 15 pecados, não herdarão o reino de Deus.
Vamos conhecer esses pecados no sentido original da palavra no grego. O Novo Testamento foi escrito
em grego. Eles estão organizados em três categorias: pecados sexuais, religiosos e sociais.
Pergunta ao grupo: O que são pecados? _____________________________

I. Pecados sexuais
No v.19 Paulo diz: “Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia.”
Prostituição: atividade sexual ilícita. Toda atividade sexual fora do casamento é considerada ilícita.
Impureza: imundícia, impureza. Aqui entra a pornografia e tudo relacionado à impureza do sexo e dos
símbolos sexuais.
Lascívia: atos indecentes. Esses atos se referem também a roupas indecentes, gestos indecentes,
palavras e brincadeiras relacionadas ao sexo.
II. Pecados religiosos
Paulo diz: v.20 “idolatria, feitiçarias”.
Idolatria: significa a adoração a ídolos, ajoelhar-se diante de imagens de escultura. Ter imagens
sagradas. Os chamados “sacramentais”, que são as imagens ou objetos abençoados pelo sacerdote, etc.
Feitiçaria: uso de remédios ou drogas para propósitos de feitiçarias. Aqui entra os banhos de ervas
receitados por rezadeiras, consultas a rezadeiras, a feiticeiros.

III. Pecados sociais


Paulo diz: v.20 idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, v.
21 invejas, bebedices, glutonarias
Inimizades: hostilidade, agressão, provocação. Aquele que vive provocando os outros para abriga,
fofoca, confusão, gerando inimizades.
Porfias: Contendas, ser rival, viver disputando com os outros. Aquele que vive em constante
competição com os outros baseado na inveja.
Ciúmes: Emulações: invejas no sentido de estar tão bem quanto o outro. Desejar sempre ter o que os
outros tem. Nunca estar satisfeito com o que possui. Ficar olhando sempre a vida dos outros e desejando o que os
outros conquistaram.
Iras: explosões do temperamento, brigas, confusões, palavrões, gritarias.
Discórdias: egoísmo, ambição egoísta. Ser egoísta e brigar por causa do egoísmo. É a disputa egoísta
por uma coisa. Querer ter. Querer estar à frente. Querer ser o primeiro. Por causa do egoísmo vive em discórdia.
Dissensões: Resultado da discórdia. Significa viver em desarmonia, contrariado, com desavença com os
outros, lutando com o próximo, procurando briga.
Facções: facções, partidos, divisões. Significa a pessoa que se levanta contra a autoridade. Trabalha
pela divisão da igreja. Semeia contenda e fofoca para dividir a igreja. Luta contra a harmonia e unidade da igreja.
Invejas: o desejo de se apropriar do que outras pessoas possuem. O desejo de privar o outro do que ele
tem. O desejo de roubar o bem do outro ou torcer para que o outro perca o que não podemos conquistar.
Bebedices: embriagueis, bebedeira. Usar bebidas entorpecentes.
Glutonarias: No original essa palavra significa orgia. Orgia é festim licencioso; deboche; bacanal;
devassidão. Festa pecaminosa envolvendo comidas, bebidas, pecados, músicas mundanas, etc. Glutonaria
significa a comida de uma festa pecaminosa. A participação nessas festas. Festas sem limites: de comida, de
sexo, de música, de pecados. Isso é glutonaria no original grego.
Pergunta ao grupo: Como auxiliar um discípulo que deseja vencer as obras da carne?
__________________________________________________________________

Conclusão: Paulo diz que a prática desses pecados e de coisas semelhantes a estas, impedem que o
cristão venha herdar o reino de Deus.
Só Jesus Cristo pode nos libertar das obras da carne. A nossa natureza de adão está inclinada para essas
obras. Mas precisamos vigiar e buscar a graça de Deus para vencer as obras da carne e praticar o fruto do
espírito. Precisamos viver sem dar lugar a carne. Viver em práticas de santidade e total dependência de Deus.
Precisamos andar na graça.

Versículo para o grupo decorar: II Corintios 8: 9 Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo
rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: : ________________________________
• Oração Final
18
Fruto do Espírito
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Qual a sua fruta predileta? ______________________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: O Fruto do Espírito
• Texto Bíblico: Gálatas 5.22-26
Introdução:
Paulo apresenta o Fruto do Espírito com oito gomos. Cada gomo existe mediante a operação do Espírito
Santo em nós.
Ao final de cada gomo diga o que Deus ministrou em sua vida: ________
I. Amor Àgape
Ágape é a capacidade de amar independente do outro ou da situação. O amor Ágape não é sentimento,
ele é comportamento. É o comportamento que temos para com as pessoas, respeitando sua dignidade, suas
fragilidades e sua necessidade de Deus. Amar o inimigo não significa chamar o inimigo de bonzinho. Amar o
que nos odeia não significa dizer que não sentimos nada. É nesse estudo do amor Ágape que podemos afirmar
que ainda que não gostemos da atitude da pessoa, do comportamento da pessoa, ainda assim a amamos.
Literalmente afirmamos: Posso não gostar de você, mas te amo.
II. Alegria
A alegria precisa estar presente no cotidiano do/a discípulo/a, mesmo em meio a aflição e tristezas. Isso
parece confuso, mas observe: Estou passando por um momento triste, mas tenho um comportamento alegre
baseado na fé que Deus está no controle de todas as coisas.
III. Paz
A paz não é apenas um estado de espírito, é algo que o discípulo já possui no seu espírito. O crente não
precisa viver pedindo Paz. Ele já tem a Paz em seu espírito humano. Em Jo 14.27 o Senhor Jesus diz: “Deixo-vos
a paz, a minha paz vos dou; eu não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se
atemorize”. Temos a paz que Cristo nos deu. O Fruto do Espírito brotará da semente que Cristo semeou em
nosso espírito e um dos seus gomos é a Paz.
IV. Longanimidade
Longanimidade é a paciência que nos faz suportar as injúrias, perseguições, humilhações pelo amor de
Cristo. Quando somos perseguidos, injuriados, caluniados e desprezados por sermos discípulos metodistas, não
revidamos. Não agredimos ou falamos mal do outro. A longanimidade nos faz ter paciência para sermos
injuriados com Cristo.
V. Benignidade
Benignidade é o quinto gomo do Fruto do Espírito. Essa palavra no grego bíblico significa a atitude
com relação ao próximo. A benignidade como apresentada na Bíblia é uma atitude de generosidade, utilidade e
benevolência. Significa ação reta e íntegra.
VI. Bondade
Ter bondade significa ser bom, produzir frutos bons, não ter nada comprometido com o pecado, com o
diabo ou com a maldade. Benignidade é a prática da pessoa que tem bondade. Bondade é o que sou e
Benignidade o que pratico. Bondade é a essência do nosso ser em Cristo.
VII. Fidelidade
Todo verdadeiro discípulo é fiel. Ele tem a fidelidade como seu princípio de vida. É fiel ao cônjuge, fiel
ao dízimo, fiel nos compromissos. Ele cumpre com fidelidade o que promete. Quem não é fiel simplesmente não
é discípulo.
VIII. Mansidão
Mansidão não significa ficar calado e remoendo mágoas dentro do coração. Mansidão é ficar calado e
submeter plenamente a situação constrangedora à Vontade de Deus. O cristão manso, diante da afronta pode
dizer: “Eu não vou brigar, não vou discutir, não vou revidar, não vou reagir. Vou submeter o meu direito de
resposta nas mãos de Deus. Ele é meu advogado”. Mansidão significa a atitude de submeter suas mágoas ao
Senhor.
IX. Domínio Próprio
É o domínio que tenho sobre a minha própria humanidade decaída. É o auto-controle e a disciplina. O
Discípulo sem domínio próprio não consegue vencer as tentações. Sem domínio próprio não consegue ser
vencedor em nenhuma área da vida cristã. O domínio próprio é a capacidade de continuar humano sem ceder às
vontades humanas para o pecado.
Conclusão:
Paulo conclui dizendo: “contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne
com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito”. (Gl 5.23-26).
Aprendemos a viver no Espírito, agora compete a cada um de nós “Andar no Espírito”, ou seja, na prática do
Fruto do Espírito. Para isso precisamos andar inteiramente na Graça do nosso Senhor Jesus.

Versículo para o grupo decorar: Hebreus 4.16 – “Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da
graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna”.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: ________________________________
• Oração Final
19
O Irmão Fraco

• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Quem um dia te ajudou na caminhada na fé? ________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Como auxiliar o/a irmão/ã fraco/a.
• Texto Bíblico: Gálatas 6.1-5
Introdução:
Muitos ficam decepcionados com as fraquezas que observam na vida de discípulos de Cristo. Por isso,
alguns entendem a igreja como lugar de pecado e de mundanismo. Muitos discípulos deixam de ser sal da terra e
luz do mundo. Ficam fracos e voltam ao pecado vivendo uma vida dupla: na igreja e no mundo.
O que devemos fazer? Como poderemos ajudar os irmãos fracos na fé? Como ser fortalecido
espiritualmente? Essas questões serão tratadas hoje na nossa célula.

I. Tratando o irmão fraco


Paulo diz: “Irmãos, se algum homem chegar a ser surpreendido nalguma ofensa, vós, que sois
espirituais, encaminhai o tal com espírito de mansidão”;
Irmãos e irmãs na fé poderão cair no pecado e na ofensa contra Deus. Quando surpreendermos alguém
na prática do pecado, precisamos ter sabedoria e mansidão para reencaminhá-lo na fé. Pulo diz: “Vos que sois
espirituais. Ou seja, nossa espiritualidade se dará no nosso relacionamento com o fraco”.
Qual é a reação comum quando vemos um discípulo de Cristo na prática do pecado?
______________________________________________________
Segundo Paulo, como deve ser a nossa reação? __________________

II. Vigiando a própria vida


Paulo diz: “...olhando por ti mesmo, para que não sejas também tentado”. Observe a fala de Paulo.
Quando estamos tratando com alguém que está na prática do pecado, temos que cuidar muito de nossa própria
vida espiritual. Precisamos olhar por nós mesmos. Ser espiritual não significa ser imune às tentações e pecados.
Precisamos vigiar para não cair. Temos 100% de chance de cair. Por isso precisamos olhar por nós, vigiar, para
que não venhamos a cair e fracassar nossa própria vida espiritual.
Você já foi tentado na área na qual pretendia auxiliar alguém? ________

III. Compartilhando as cargas


Paulo exorta: 2 Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. Todos nós temos
cargas: limitações, problemas, lutas internas, lutas familiares, problema de saúde, etc. Muitos sofrem com
tentações e acabam caindo no pecado. A vida do discípulo não é só de alegrias e sucessos. Como discípulos,
passamos por tempestades e aflições. Temos muito sofrimento.
Mas não podemos levar nossas cargas sozinhos. Para cumprir a lei de Cristo precisamos levar as cargas
uns dos outros. Eu te ajudo a carregar sua carga e você me auxilia a carregar a minha. Isso através da oração e da
partilha. Como discípulos de Jesus, membros da mesma célula, precisamos ter liberdade para compartilhar
nossas cargas.
Qual a carga que você está levando hoje? Vamos compartilhar e orar por ela agora.
_____________________________________________________
IV. Todos nós somos limitados
Paulo diz: “3 Porque, se alguém cuida ser alguma coisa, não sendo nada, engana-se a si mesmo”. O
que realmente somos? Bons? Poderosos? Infalíveis? Não. Somos seres dependentes exclusivamente da graça de
Deus. Sem a graça, nossa vida seria sem significado.
Paulo diz: “4 Mas prove cada um a sua própria obra, e terá glória só em si mesmo, e não noutro”. Não
se compare com o irmão fraco. Não descrimine nem se sinta santo diante do irmão fraco. Devemos olhar para
nossa própria vida e contemplar nossas próprias limitações. Se achamos alguma coisa boa em nós, devemos dar
glória a Deus.
Paulo diz “5 Porque cada qual levará a sua própria carga”. Aqui a palavra carga significa obra. Cada
um dará conta de si a Deus pelas suas obras. Chegaremos diante do tribunal de Cristo e daremos conta do que
fizemos ou deixamos de fazer para a obra de Deus.

Conclusão:
Querido irmão e querida irmã: Você está fraco espiritualmente? _____ _
Você conhece algum discípulo fraco? ________ Nossa tarefa será orar pelo discípulo fraco. Fazer um
jejum semanal por sua vida. Pedir a graça de Deus. Também devemos telefonar ou escrever uma carta de bênção.
E depois visitar. Vamos formar grupos de dois em dois na célula, e vamos visitar os discípulos fracos e traze-los
para nossa célula. Seremos canal de benção e resgate para os discípulos fracos.
Orientação ao líder: relacione os discípulos fracos da igreja que possuem mais afinidades com os
membros da célula.
Organize os membros da célula em grupos de dois. Marque o dia para cada grupo telefonar e visitar o
membro fraco. A tarefa será trazer o membro fraco para a célula. Se necessário, deveremos até buscá-lo em casa
nos dias da célula. Isso se chama Fé em ação. Você se coloca como instrumento de Deus?

Versículo para o grupo decorar: Tiago 4.6 – “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados._____________________________________
• Oração Final
20
A Lei da Semeadura
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Você já plantou alguma coisa? ________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Lei da Semeadura
• Texto Bíblico: Gálatas 6.6-10
Introdução:
Paulo está terminando sua carta aos Gálatas. Seu objetivo é fazer os discípulos andarem na Graça de
Deus. Eles estavam andando na fé em Jesus pela Graça. No meio do caminho se desviaram e começaram a
guardar as Leis de Moisés. Começaram a guardar sábados, festas judaicas, etc.
Todo esforço de Paulo é trazê-los para a Graça novamente.
A Graça não é libertinagem. As coisas não acontecem automaticamente. Na Graça preciso aprender a
Semear o que desejo receber e colher.
A Graça nos leva para a Lei da Semeadura. Esse é o tema de hoje.

I. Semear no obreiro
Paulo diz: 6 “E o que está sendo instruído na palavra, faça participante em todas as boas coisas aquele
que o instrui”. A Visão de Paulo é o discípulo honrar o seu discipulador. A gratidão pelo ensino e pelo pastoreio
faz o discípulo na graça honrar aquele que lhe instrui.
Essa é a Visão do sustento do obreiro. Existem Pastores/as trabalhando de tempo integral e outros/as de
tempo parcial para a Igreja (At 13.2,3).
O pastor e a pastora, como qualquer profissional, são subsidiados pela igreja para trabalhar em prol do
rebanho. A igreja estabelece o subsídio pastoral e sustenta o obreiro para que possa exercer o seu ministério sem
preocupações com as coisas materiais. Como qualquer profissional, o/a pastor/a é digno/a de seu sustento. Como
qualquer profissional digno, o/a pastor/a pode ser remunerado de acordo com as condições da igreja. Como os
levitas eram sustentados pelas tribos de Israel para trabalhar no sacerdócio divino, assim também os/as
pastores/as e missionários/as são sustentados/as pela igreja para exercer o trabalho pastoral e missionário no
mundo.
Observe o que Paulo diz em I Tm 5.17,18 referindo-se ao sustento de obreiros: “Os presbíteros que
governam bem (a igreja) sejam tidos por dignos de duplicada honra (honorários, salários), especialmente os
que labutam na pregação e no ensino. Porque diz a Escritura: Não atarás a boca ao boi quando debulha. E:
Digno é o trabalhador do seu salário”.
Nessa visão, o discípulo precisa honrar e sustentar com as graças de Deus o seu discipulador. Quem é o
seu discipulador? Quem cuida de você na célula? _____________

II. Colhemos exatamente o que semeamos


Paulo diz com segurança: 7 “Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem
semear, isso também ceifará”.
Nunca iremos colher o que não semeamos. Quem semeia fofoca colhe fofoca. Quem semeia
murmuração colhe desânimo como fruto da murmuração. Quem semeia palavras negativas contra a igreja,
semeia espiritualmente maldições das palavras negativas sobre sua vida. Sempre precisamos agradecer e honrar.
Falar bem das coisas e das pessoas. Se não temos no que falar de bom, então devemos nos calar, orar e deixar
nas mãos de Deus.
Você já semeou problemas em sua vida? _______________________________
Paulo declara: 8 “Porque quem semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas quem semeia no
Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna”.
Precisamos aprender a semear no Espírito: nossas palavras, nossos dízimos, nossas ofertas, nosso
trabalho na igreja, nossa missão na célula, etc.; devem ser semeaduras no Espírito.
III. Semeando o bem
Somos chamados para semear o bem. Nossa prática de boas obras deve ser diária. Em todo tempo
precisamos estar olhando ao nosso redor, procurando pessoas que necessitam de nós. Quem semeia o bem colhe
vitórias aqui e na vida eterna. Paulo diz: 9 “E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos,
se não houvermos desfalecido”.
A quem devemos fazer o bem? _______________________________
Devemos fazer o bem a todos. Sem exceção. Mas existe uma prioridade. Paulo diz: 10 “Então, enquanto
temos oportunidade, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé”. A prioridade é o irmão e
a irmã na fé. O chamado doméstico na fé. O irmãzinho de nossa igreja. Aquele membro de nossa célula.
Primeiro os de casa, da igreja. Depois os de fora.
Você conhece alguém na igreja que necessita de nossa ajuda? _______________

Conclusão:
Paulo deseja que sejamos semeadores. A semeadura deve ser no obreiro, nas coisas espirituais e boas e
no carente através de nossas beneficências.
O discípulo verdadeiro é caridoso sempre. Essa é a nossa característica.
Vale a pena semear e continuar andando na Graça.

Versículo para o grupo decorar: I Pedro 1.2b – “Graça e paz vos sejam multiplicadas.”.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: ___________________.
• Oração Final
21
A Glória de Paulo
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: De que você se orgulha muito na vida? ________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: A Glória de Paulo
• Texto Bíblico: Gálatas 6.11-15
Introdução:
Paulo escreveu a Carta aos Gálatas para trazê-los de volta a verdadeira doutrina de Jesus. A
doutrina de Jesus não estava em guardar as Leis que Deus deu a Moisés, mas a de cumprir as novas leis de
Cristo. Por esse motivo o cristão não guarda mais o sábado nem pratica a circuncisão (circuncisão é um
ritual onde o menino tem o seu prepúcio cortado ao oitavo dia de vida). O Cristão vive e caminha na Graça
de Deus. Devemos ler todo o Novo Testamento para conhecer o novo mandamento de Deus em Cristo
Jesus.
No final de sua carta, Paulo dá as exortações finais.
Hoje veremos quatro palavras de Paulo que estão no final da carta aos Gálatas.
I. A dificuldade de Paulo
11 Vede com que grandes letras vos escrevo com minha própria mão.
Vários estudiosos dizem que Paulo estava se referindo a sua forma de explicar um assunto usando
muitas palavras. Grandes letras seriam “muitas letras”.
Existem assuntos espirituais que não podem ser resumidos em poucas palavras. Precisam ser
explicados com detalhes. Assim foi a Carta de Paulo aos Gálatas. Paulo precisou trabalhar detalhadamente
a Doutrina da Graça para conseguir salvar as almas dos discípulos da heresia dos cristãos que desejavam
guardar as Leis dos Judeus.
Você já investiu um grande tempo em alguém para explicar sua fé e ganha-la a Cristo?
__________________________________________________
II. Os falsos discípulos
Com relação aos discípulos que deixaram a fé em Jesus e se envolveram com as doutrinas judaicas
Paulo faz as seguintes exortações: leia Gálatas 6.12 e13._____
Ser cristão verdadeiro era um risco a ser submetido e aceito. O Cristão era perseguido pelos
romanos e pelos judeus.
Se algum cristão viesse a guardar as leis dos judeus, não seria perseguido pela religião judaica e
nem levariam a vergonha da cruz de Cristo. A guarda da lei seria apenas uma defesa e uma aparência para
falsificar uma santidade. No coração o interesse não era guardar a lei, mas se auto gloriar por terem
conseguido desviar os verdadeiros crentes.
Hoje existem muitos falsos crentes e falsas igrejas que trabalham para desviar a fé do verdadeiro
discípulo. Eles estudam, produzem livretos, vídeos, palestras, e trabalham incansavelmente para desviar a
fé do discípulo da graça de Deus.
Alguém já tentou desviar a sua fé de Jesus e da Igreja Metodista? ______

III. A glória de Paulo


Paulo não tinha o interesse de se gloriar como os falsos discípulos que estavam se gloriando nas
leis (Eles diziam: nós guardamos o sábado, etc.). A Glória de Paulo estava em outro lugar. Ele diz: 14 Mas
longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está
crucificado para mim e eu para o mundo.
A glória era a cruz. Na cruz Paulo estava morto para o mundo e o mundo para ele. Sua fé era uma
única afirmação: Jesus morreu na cruz por mim. Isso basta. Leia os seguintes textos: I Co 1.18; Ef 2.14-17;
Fp 3.18; Cl 2.14; Rm 6.6; Gl
2.20.________________________________________________________________

IV. O que verdadeiramente importa


O que importa não é guardar os ritos do Antigo Testamento (sábado, circuncisão, não comer carne
de porto, etc.) O importante é nascer de novo. O importante é ser nova criatura em Cristo. Paulo diz: 15
Pois nem a circuncisão nem a incircuncisão é coisa alguma, mas sim o ser uma nova criatura.
O Novo nascimento é a ação do Espírito de Deus no nosso espírito humano. Quem nasceu de novo
está salvo pela graça. Não precisa guardar as leis ritulísticas do Antigo Testamento nem as leis dos
homens. O que importa é aceitar a Jesus, nascer de novo e andar em santidade.
Você já Nasceu de Novo? ___________ Quando? __________________
Conclusão:
Ande na Graça de Deus. Esteja preparado. Muitos irão atacar sua fé para tentar te retirar da graça
de Deus. Sua visão e obrigação como discípulo é permanecer na Graça de Deus, firme na igreja dos
discípulos de Jesus e andar em santidade. Assim você viverá em vitórias. Parar sempre!
Versículo para o grupo decorar: I Pedro 4.10 - 10 servindo uns aos outros conforme o dom que cada um recebeu, como bons
despenseiros da multiforme graça de Deus.
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados: ___________________.
• Oração Final
22
Saudação Final
• Acolhida
• Oração inicial
• Cânticos de Adoração (escolha os cânticos com antecedência)
• 1 Testemunho de Vitória e Salvação
• Quebra Gelo: Qual a sua maior alegria hoje? ________________________
• Apresentação do Módulo: Discípulos e Discípulas na Graça – Carta de Paulo aos Gálatas
• Apresentação do Tema de Hoje: Saudação Final
• Texto Bíblico: Gálatas 6.16-18
Introdução:
Paulo evangelizou os Gálatas em sua primeira viagem missionária. Muitas vidas se converteram ao
Evangelho da graça de Cristo. Em sua segunda viagem missionária, Paulo passou pelas igrejas da Galácia
consolidando os novos discípulos e organizando as novas igrejas.
Infelizmente vieram uns cristãos que desejavam guardar as práticas dos judeus e guardar as Leis de
Moisés e trabalharam contra o ensino de Paulo. Muitas vidas se desviaram e seguiram esse grupo denominado
“judaizantes”.
Todo o esforço de Paulo parecia ter sido em vão (Leia Gálatas 3.4).
Paulo escreve essa carta para trazê-los de volta ao caminho da graça. Em sua saudação final, podemos
retirar as seguintes lições:

I. Somente quem vive na graça receberá a Paz e a Misericórdia


No v. 16 Paulo diz: “E, a todos quantos andarem de conformidade com esta regra, paz e misericórdia
sejam sobre eles e sobre o Israel de Deus”.
Que regra é essa?
Nos versículos anteriores Paulo disse: 14 Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso
Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. 15 Pois nem a
circuncisão é coisa alguma, nem a incircuncisão, mas o ser nova criatura.
A regra não é guardar as leis do Antigo Testamento, mas ser nova criatura e andar na graça.
Andar em conformidade com a regra apresentada na carta de Paulo aos Gálatas significa andar em
Cristo, firme na graça e sendo nova criatura.
Sobre esses virão a paz e a misericórdia. Virão sobre os gálatas convertidos pela graça e sobre todo o
Israel de Deus, ou seja, sobre toda a igreja. Hoje somos o novo Israel de Deus. Somos filhos de Abraão (Gl 3.6-
9).
Você tem a paz e a misericórdia de Deus em sua vida?______________

II. A importância da Experiência pessoal com Cristo


Paulo foi um dos maiores discípulos de Jesus. Sua vida, após a conversão, foi de entrega total ao
Senhor. Em II Coríntios 6.1-10, Paulo relata as dificuldades do seu ministério. Leia esse texto e relaciona as
dificuldades que Paulo passou: ____________
Agora em Gl 6.17 Paulo diz: Quanto ao mais, ninguém me moleste; porque eu trago no corpo as marcas
de Jesus.
Por causa de Cristo Paulo recebeu muitas marcas em seu corpo. Muitas vezes foi açoitado. Leia II
Coríntios 11.23-28.
Sua experiência de amor ao Senhor estava impressa nas marcas do seu corpo. Ninguém tinha autoridade
para falar que Paulo era um enganador ou aproveitador da igreja. Ele foi um missionário de Jesus e trazia as
marcas de sua paixão missionária. Ele tinha no corpo as marcas de Cristo.
Paulo tinha uma profunda experiência pessoal com Cristo. Essa experiência lhe deixou marcas
profundas.
Você deseja ser marcado por amor a obra de Deus? _________________
III. A Graça do Senhor precisa estar no Espírito.
Paulo sempre falava na Graça. Sua saudação sempre era na graça de Cristo (leia II Co 13.13). A pessoa
de Cristo carrega a Graça. Graça é o favor imerecido. É a ação misericordiosa de Cristo em nos salvar.
No v.18 Paulo escreve aos Gálatas: “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso
espírito. Amém!”
O Ser humano necessita da graça em toda a sua vida; mas principalmente no espírito. O ser humano é
espírito, possui uma alma (sentimentos, inteligência) e habita no corpo. Isso significa que o centro vital do ser
humano é o seu espírito. Paulo não deseja que a graça esteja apenas no nível do racional. Ele deseja que a graça
esteja enraizada no espírito dos gálatas. Quem tem a graça no Espírito não se desvia dos ensinamentos de Deus.
Quem tem a graça no espírito não segue Jesus por causa de sentimentos, raciocínios ou benefícios exteriores.
Ele segue Jesus por que no centro de sua vida está presente a graça como geradora de toda a atitude da alma e do
corpo.
Você deseja a graça de Deus em seu espírito? _____________________
Conclusão:
Caminhamos durante 22 lições aprendendo sobre a graça de Deus. Do início ao fim Paulo defende a
Graça como única forma de alcançarmos a santidade e a nossa salvação integral. A lição que fica é: Nunca
negocie a graça. Nunca troque a Graça pela lei. Não volte às práticas religiosas do passado. Não siga as religiões
que guardam a lei (sábado, circuncisão, rituais judaicos, etc.) Siga como discípulo e discípula, a Graça do Senhor
Jesus. Caminhe na Graça. Viva na graça e passe para a eternidade firme unicamente na graça do Senhor e
Salvador Jesus Cristo. Nosso Deus e Salvador.

Versículo para o grupo decorar: Gálatas 6.18 - A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito. Amém!
• Intercessão: Oração por Pessoas da célula que estão vivendo alguma dificuldade ou deseja interceder por alguém.
• Oração pela caixa de Oração: Somente para conversão de almas
• Recados__________________
• Oração Final