Sie sind auf Seite 1von 2

ANAIS

ISBN: 978.85.7315.949-3
Reflexões sobre a inserção do ensino de práticas de
sustentabilidade nas escolas de Design de Moda
(Reflections on the insertion of teaching sustainability in
Fashion Design schools)

VIEIRA, Thais; professora do Bacharelado em Design de Moda do SENAI-CETIQT e


doutoranda; PEP – COPPE - UFRJ
contato@thaisvieira.com.br

Palavras chave: Sustentabilidade; Ensino; Design de Moda.

Dentre os vários cursos de design existentes atualmente, o de Design de Moda é sem dúvida o que ainda
mantém vínculos fortes com práticas de desenvolvimento de projetos de obsolescência programada. O
planejamento de coleções sazonais vai totalmente de encontro aos preceitos da sustentabilidade
imperiosos para a melhoria das condições das gerações futuras. Apesar de ser esta uma situação
delicada, deve-se levar os alunos ao conhecimento e à reflexão sobre como poderão se posicionar em
relação às novas práticas sustentáveis ainda embrionárias, mas inegavelmente necessárias. Este artigo
apresenta observações oriundas da prática cotidiana de uma designer e professora de uma faculdade de
Design de Moda sobre os canais de aproximação com seus alunos a respeito deste assunto tão polêmico
neste universo onde impera o consumo conspícuo de novos produtos.

Keywords: Sustainability; Education; Fashion Design.

Among many courses currently existing in design, the Fashion Design is undoubtedly the one that still
maintains strong links with development of projects with planned obsolescence. Planning for seasonal
collections goes completely against the principles of sustainability, imperative to improve conditions for
future generations. Although this is a delicate situation, one should lead students to knowledge and
reflection on how they can position themselves in relation to new sustainable practices, still embryonic but
undeniably necessary. This article presents observations resulting from the daily practice of a designer and
teacher at a Fashion Design School, about the channels of approach with their students on this
controversial issue, in this universe dominated by the conspicuous consumption of new products.

1 Moda e sustentabilidade são compatíveis?

Para melhor compreendermos a possível relação entre moda e sustentabilidade é importante


esclarecer exatamente o significado desses termos, quando utilizados neste artigo. Tanto a
palavra “moda” como “sustentabilidade” têm sido utilizadas, com muita frequência e para fins
diversos dos que são propostos aqui.
A moda é um fenômeno relacionado ao surgimento de novos produtos, de tempos em tempos,
para satisfazer a necessidade que têm algumas pessoas de possuir Apesar disso acontecer em
relação a vários objetos, é mais frequentemente associada à vestimenta, sendo que as novas
coleções de roupas são desenvolvidas e lançadas para seu público periodicamente, de acordo
com as estações do ano. Geralmente espera-se de uma boa marca de moda pelo menos duas
coleções anuais: uma para a primavera/verão e outra para o outono/inverno. Lars Svendsen
apresenta esta característica com bastante clareza em seu livro “Moda, uma filosofia” como
podemos constatar no seguinte comentário:
A natureza da moda é ser transitória. Há uma insistência central na inovação radical, uma busca
constante da originalidade. A moda só é moda na medida em que é capaz de avançar. Ela se move
em ciclos, um ciclo sendo o espaço de tempo desde o momento em que uma moda é introduzida até
aquele em que é substituída por uma nova, e seu princípio é tornar o ciclo – espaço de tempo – o
mais curto possível, de modo a criar o número máximo de modas sucessivas. A moda ideal desse
ponto de vista, duraria apenas um instante antes de ser substituída. Neste sentido, ela se aproximou
cada vez mais de uma realização de sua essência, já que seus ciclos se tornaram mais curtos,
Anais do 3º Simpósio Brasileiro de Design Sustentável (III SBDS)
Proceedings of the 3rd International Symposium on Sustainable Design (III ISSD)