Sie sind auf Seite 1von 5

PORTUGUÊS,

9º ANO
Prof. António Alves


O TEXTO POÉTICO NOS EXAMES NACIONAIS
(2005-2015)

2006, 1ª chamada



Responde, agora, aos itens que se seguem, de acordo com as orientações que te são dadas.

1. Identifica um verso da primeira estrofe que ajude a compreender o comportamento descrito no
verso «Quem tem medo não a sobe.» (verso 9).
Justifica a tua escolha.

2. Se o nome «chão» (verso 4) for considerado metáfora de «ignorância», como se poderá
interpretar o verso «Vai a caminho do Sol» (verso 3)?

3. Explica de que modo os versos «Os degraus, quanto mais altos,/mais estragados estão.» (versos
5 e 6) podem caracterizar o ciclo de vida de um ser humano.

Publicado em https://linguaportuguesa9ano.wordpress.com por António Alves



4. Tendo em conta o significado da «escada», no poema, o que nos diz sobre a vida o verso «Sobe-
-se numa corrida.» (verso 13)?

5. Imagina que, na tua Escola, estão a ser reunidos textos para duas antologias de poesia com os
títulos seguintes:
Título da antologia A – Poesia com enigmas
Título da antologia B – Poesia sobre o tempo

Em qual dessas antologias publicarias o poema «Escada sem corrimão»?
Justifica a tua opção, com base na leitura que fizeste desse poema.

2010, teste intermédio

Lê o seguinte poema de Ruy Belo e responde, de forma completa e bem estruturada, ao item 4.

Publicado em https://linguaportuguesa9ano.wordpress.com por António Alves




2010, 1ª chamada



Responde, de forma completa e bem estruturada, aos itens que se seguem.

4. No texto que leste, o «poeta» tem uma intenção.
Indica essa intenção e refere os três elementos que o «poeta» pretende utilizar como matéria do
seu poema.

Publicado em https://linguaportuguesa9ano.wordpress.com por António Alves



5. A sétima estrofe começa com a conjunção «Mas» (verso 13).

Que relação estabelece esta conjunção entre o que ficou dito nas três estrofes anteriores (versos
7 a 12) e o que se diz nos versos 13 a 18?
Justifica a tua resposta, referindo todos os aspectos que, nos versos mencionados, ilustram essa
relação.

6. Explica por que motivo a expressão «uma gaiola de palavras» (verso 7) pode ser considerada
metáfora de «texto».

7. As nove primeiras estrofes do poema são dísticos.
Classifica a décima e a décima primeira estrofes quanto ao número de versos que as constituem.

8. Seleciona, de entre as duas expressões seguintes, aquela que, na tua opinião, se adequa
melhor ao sentido do poema.
– A complexidade da escrita.
– O percurso de um poema.
Justifica a tua opção, fundamentando-a na leitura do poema.


2013, 1ª chamada

Publicado em https://linguaportuguesa9ano.wordpress.com por António Alves





Responde, de forma completa e bem estruturada, aos itens que se seguem.

4. Identifica duas palavras diferentes, uma na primeira estrofe e a outra na última estrofe, que
evidenciem a presença de um «tu» no poema.

5. Explicita dois motivos que podem ter contribuído para a decisão expressa em «Fomos então a
ti cheios de amor!» (verso 10), considerando a primeira e a segunda estrofes.

6. Explica o sentido dos versos 11 e 12, referindo o que podem representar «o fingido lameiro», «o
arado» e «o lavrador», no contexto em que ocorrem.

7. Indica a razão pela qual a expressão «Enganosa sereia» (verso 14) pode ser considerada
metáfora de «Mar».

8. Lê os últimos versos do poema «Mar Português», de Fernando Pessoa, apresentados abaixo, e
o comentário que se lhes segue.

Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu.

Fernando Pessoa, Mensagem, edição de Fernando Cabral Martins,
Lisboa, Assírio & Alvim, 1997

Tanto nestes versos de «Mar Português» como no poema de Miguel Torga, é possível identificar-
se um contraste no modo como o mar é apresentado.

Defende este comentário, explicitando o contraste referido.
Fundamenta a tua resposta com elementos textuais que evidenciem esse contraste.




Para acederes aos critérios de correção, utiliza este Código QR:


Publicado em https://linguaportuguesa9ano.wordpress.com por António Alves