Sie sind auf Seite 1von 1
  • 16 Motores

A GUARDA

21 de Junho de 2018

16 Motores A GUARDA 21 de Junho de 2018 Coordenação: Luis Celínio, Pinto Moreira e Nuno

Coordenação:

Luis Celínio, Pinto Moreira e Nuno Antunes

Novo Dacia Duster já disponível

16 Motores A GUARDA 21 de Junho de 2018 Coordenação: Luis Celínio, Pinto Moreira e Nuno

Dos cinco milhões de Dacia produzidos, cerca de um quarto são versões Dus- ter, motivo pelo qual a apos- ta da marca para a segunda geração foi bem forte e per- cetível. O Duster é um au- tomóvel à escala global, e que tem o seu mérito por conseguir conquistar mer- cados com necessidades, mentalidades e modos de vida tão diferentes como os europeus, asiáticos e latino- -americanos. Portugal não é excepção, onde já existe, também, uma forte comu- nidade de entusiastas do modelo. No entanto, por cá existe uma nuvem negra que dá pelo nome de Clas- ses nas portagens, motivo pelo qual esta nova geração só agora chegou até nós. Para que a versão 4x2 pu- desse ser considerada Clas- se 1, de acordo com o ridí- culo sistema de taxação das portagens nacionais, todas as versões integram um amortecedor específico, com um apoio da mola re- baixado em 20 milímetros. As molas variam em função dos pesos das diferentes motorizações e níveis de equipamento, com o objec- tivo de assegurar, sempre, o mesmo nível de conforto e de comportamento dinâ- mico. O Novo Duster está

16 Motores A GUARDA 21 de Junho de 2018 Coordenação: Luis Celínio, Pinto Moreira e Nuno

mais moderno, mas sem comprometer a imagem de robustez que sempre o ca- racterizou. Com uma pre- sença ainda mais marcante, graças a detalhes como os faróis dianteiros deslocados para as extremidades da carroçaria, a grelha alarga- da, o capô desenhado em posição mais horizontal, e a cintura de carroçaria mais alta com as novas proteções na dianteira e traseira de di- mensões superiores, mas também ao pára-brisas mais inclinado e com uma base que avançou 100 milí- metro, sem esquecer as no- vas barras de tejadilho em alumínio e as novas jantes de 17 polegadas. Também as assinaturas LED foram ti- das em conta, com uma per- sonalidade forte, tanto nos faróis diurnos com LED, re- partidos em três segmen- tos, como na traseira com

uma assinatura luminosa da Dacia, formada por quatro quadrados vermelhos e também com os faróis a se- rem empurrados para as ex- tremidades da carroçaria. No interior as diferenças são ainda mais notórias, com uma evolução na quali- dade de materiais e monta- gem, no isolamento acústi- co, e na ergonomia de pra- ticamente todos os coman- dos. Também os bancos são totalmente novos, contribu- indo para um conforto acrescido, com maior capa- cidade de retenção e de apoio lombar, o banco do condutor beneficia agora de um apoio de braço e da pos- sibilidade de ser regulado até 60 mm em altura, mais 20 mm que a anterior gera- ção. A posição de condução também evoluiu, com o vo- lante a ganhar regulação em altura e profundidade.

Uma referência, igualmen- te, para os novos espaços de arrumação, com a capaci- dade total de 27,2 litros. O porta-bagagens reivindica um volume de 478 litros na versão 4x2 e de 467 litros na versão 4x4. A direcção é agora bas- tante melhor a filtrar as ir- regularidades do piso ou mesmo os percursos mais duros e irregulares em fora de estrada, o que juntamen- te com a melhorada insono- rização contribuem para uma experiência de condu- ção superior. Também no equipamento mais uma vez o novo Duster surpreende, com um sistema de câma- ras 360º, sistema de aviso de ângulo morto, sensores de luz, cartão mãos livres com botão de Start/Stop, para além do já caracterís- tico sistema de infoentrete- nimento, que agora acres- centa algumas informações úteis para as versões 4x4, como uma bússola e os di- versos ângulos de inclinação do automóvel. A versão 4x4 inclui também um sistema de controlo de descidas. O novo Duster está dis- ponível no mercado nacio- nal a partir de 29 de junho, para já com as mesmas mo- torizações da anterior gera- ção, o 1.2 TCe de 125 cv e o 1.5 dCi de 110 cv, este últi- mo nas versões 4x2 e 4x4, sendo esta considerada Clas- se 2. Todos com a garantia de três anos ou 100 mil kms. Com três níveis de equipa- mento, o novo Duster apre- senta um valor que vai dos 14 900 euros da versão TCe 4x2, até aos 23 900 euros da versão dCi 4x4, passando por aquela que deverá ser a mais vendida no nosso país, a dCi com o nível Prestige, por 21 400 euros.

Razão Automóvel nos World Car Awards 2019

Pelo segundo ano consecutivo, a Razão Automóvel vai estar representada nos World Car Awards, Carro Mundial do Ano 2019 – considerado pelo sexto ano consecutivo, como a mais importante distinção da indústria automóvel a nível mundial pela Prime Research. Para 2019, o comité dos World Car Awards tem a missão de manter o estatuto de prémio automóvel número um no mundo, um estatuto do qual de- pende a capacidade mediática de todos os intervenientes. A renovação deste compromisso, é um reconhecimento do al- cance e influência da Razão Automóvel. O website, parceiro

de media do Clube Escape Livre, bem como as suas páginas de Facebook, Instagram e YouTube, chegam mensalmente a mais de 400 mil utilizadores, garantindo mais de 2,6 milhões de visualizações mensais nestas quatro plataformas. Guilher- me Costa, Co-fundador e director editorial da Razão Auto- móvel salienta ainda que “Temos apostado na diversificação dos nossos canais de comunicação e na qualidade dos nossos conteúdos. Os resultados estão à vista. É para mim uma imensa honra e responsabilidade, ser o único representante portu- guês nos World Car Awards.”

16 Motores A GUARDA 21 de Junho de 2018 Coordenação: Luis Celínio, Pinto Moreira e Nuno

Bruno Magalhães é líder

Depois de quatro provas disputadas, Bruno e Hugo Magalhães assumem a liderança do Campeo- nato da Europa de Ralis. A dupla do Skoda Fabia R5 da ARC Sport foi segunda classificada no Rali do últi- mo fim-de-semana no Chipre a apenas 0,6 segundos do primeiro classificado. Um resultado excelente num rali muito exigente mas que os pilotos portugueses souberam gerir da melhor forma possível para atingi- rem os seus objectivos. No final da prova Bruno Magalhães não escondia a enorme satisfação: “Foi um segundo lugar com sa- bor a vitória. Uma prova muito exigente e traiçoeira que exigiu bastante de nós e do carro. Felizmente conseguimos ultrapassar todos os obstáculos que fo- mos encontrando e foi, por muito pouco, que não con- seguimos a vitória. Mas tivemos de optar entre cor- rer riscos ou garantir a liderança no Campeonato. Acho que fizemos a escolha mais acertada”, referiu o piloto português.

Ferrari escolhe Bridgestone

A Bridgestone foi elei- ta pela Ferrari enquanto fornecedora opcional de pneus Run-Flat para o Fer- rari Portofino, o novo des- portivo descapotável de 600cv. Os pneus Potenza S007 Run-Flat estarão dis- poníveis na fábrica da Fer- rari em Maranello, nas medidas 245/35 ZRF20 (91Y) e 285/35 ZRF20

(100Y).

O pneu UHP Potenza S007 Run-Flat foi desenvol- vido com materiais e tec- nologias inovadoras, con- jugando uma óptima ade- rência em curva com du- rabilidade a alta velocida- de, em harmonia com a condução desportiva do Ferrari Portofino. O pa- drão assimétrico, em con- junto com blocos de om- bro mais largos e rígidos, proporciona uma excelen- te aderência em superfí- cies secas, melhorando a precisão e a resposta de condução. As ranhuras com rebordo de ângulo elevado ajudam a melho- rar a drenagem da água em excesso das nervuras para as ranhuras princi- pais, para uma maior re- sistência à aquaplana-

16 Motores A GUARDA 21 de Junho de 2018 Coordenação: Luis Celínio, Pinto Moreira e Nuno

gem. A segurança adicio- nal da tecnologia Bridges- tone Run-Flat permite que o condutor mantenha o controlo do veículo após um furo. A Bridgestone tem vindo a desenvolver pneus para a Ferrari, e a fornecer equipamentos de origem para os veícu- los fabricados em Marane- llo, desde o Ferrari 348, em 1990. O Potenza S007 é já o equipamento de ori- gem opcional para os des- portivos 488 GTB. A Brid- gestone forneceu tam- bém pneus Potenza de competição para Fórmu- la 1 à equipa de Fórmula 1 da Ferrari, a Scuderia, en- tre 1999 e 2010 – altura em que a equipa venceu o Constructors’ Champi- onship oito vezes e o Dri- vers’ Championship em sete ocasiões.