Sie sind auf Seite 1von 4

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

DECANATO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO


DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E REGISTRO GERAL
DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS
PROGRAMA ANALÍTICO

DISCIPLINA

CÓDIGO: IH 474 NOME: HISTÓRIA DO BRASIL I

CRÉDITOS: 04
(T-04 P-0 ) Cada Crédito corresponde a 15h/ aula

DEPARTAMENTO DE LETRAS E CIÊNCIAS SOCIAIS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

OBJETIVO DA DISCIPLINA: Introduzir o aluno ao conhecimento dos processos, etapas


e estruturas que constituem a história do Brasil do período colonial, desde a expansão
marítima portuguesa até o final do século XVII.

EMENTA:
O Estado Colonial português no Brasil. A Escravidão no Brasil e a economia
agro-exportadora. A União Ibérica. Invasões estrangeiras. A expansão
colonizadora. O papel da Igreja Católica. Movimentos Sociais na Colônia. A crise
do Antigo Regime.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

UNIDADE I – A expansão marítima portuguesa e a construção do Império.


1. O Oriente das especiarias e do ouro: da costa africana à Goa Dourada.
2. Os povos indígenas na época de Cabral. A evangelização.
3. Brasil: estrutura econômica da sociedade colonial. A escravidão.
4. Tempos iniciais da colonização: do extrativismo à produção açucareira.
UNIDADE II – A estrutura econômica e política da colônia.
1. O comércio colonial.
2. A administração colonial: Estado e Igreja.
3. A justiça na colônia.

UNIDADE III - União Ibérica: conflitos e expansão das fronteiras do Brasil


colonial.
1. Domínio holandês: aspectos econômicos, políticos e culturais.
2. A criação das Companhia das Índias Ocidentais.
3. A ocupação do Nordeste: Recife, sede do poder holandês.
4. O período de Nassau e seu legado.
5. A restauração do poder luso-brasileiro.
6. A colonização do Norte, centro-Sul e Sudeste.

UNIDADE IV – A nova administração: a retomada da empresa mercantilista


portuguesa.
1. A formação do Conselho Ultramarino e Companhias de Comércio.
2. As descobertas das primeiras minas nas Gerais.
3. Conflitos entre paulistas e emboabas.

UNIDADE V – A economia mineira: a expansão para o sul.


1. Aspectos econômicos e sociais do povoamento de Minas.
2. Ocupação do sul. O Tratado de Madri
3-Rio de Janeiro: capital do Vice-Reino do Brasil.

UNIDADE V – A crise do antigo Regime.


1. A Conjuração mineira.
2. A Conjuração no Rio de Janeiro.
3. A Inconfidência Baiana.
4. Relações comerciais do Brasil com Portugal na crise do sistema colonial.

BIBLIOGRAFIA:

BÁSICA
BOXER, C.R. O Império Colonial Português (1415-1825). Lisboa: Edições 70,
1981.
FREYRE, Gilberto. Casa Grande & Senzala. Rio de Janeiro: Livraria José
Olympio Editora, 1952.
GIUCCI, Guillermo. Sem Fé, Lei ou Rei: Brasil (1500-1532). Rio de Janeiro:
Rocco, 1993.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio,
1956.

JÚNIOR, Caio Prado. Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo:


Brasiliense, 1998.
WEHLING, Arno, & WEHLING, Maria José. Formação do Brasil Colonial. 2 ed.
Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

COMPLEMENTAR:
ABREU, João Capistrano de. Capítulos de História Colonial. Belo Horizonte:
Itatiaia; São Paulo: Edusp, 1988.
ALBUQUERQUE, Manoel Maurício de (1981). Pequena História da Formação
Social Brasileira. Rio de Janeiro, Editora Graal.
ALENCASTRO, Luiz Felipe de. O Trato dos Viventes. São Paulo: Companhia
das Letras.
AMADO, Janaína, & GARCIA, Ledonias Franco. Navegar é Preciso: Grandes
Descobrimentos Marítimos Europeus. 11 ed. São Paulo: Atual, 1994 (Col.
História em Documentos).
AZANHA, Gilberto, & VALADÃO, Virginia Marcos. Senhores destas Terras - Os
povos indígenas no Brasil: Da colônia aos nossos dias. 2 ed. São Paulo: Atual,
1991 (Col. História em Documentos).
AZEVEDO, João Lúcio de. Épocas de Portugal Econômico. Lisboa: Clássica
Editora: 1988.
BETHENCOURT, Francisco & CHAUDHURI, Kirki (dir.). História da Expansão
Portuguesa. Lisboa: Círculo de Leitores, Vols. I, II e III, 1998.
DEAN, Warnen. With Broadax and. The destruction of the Brazilian. Atlantic
Forest. Berkeley M. P. 1995.
FALCON, Francisco José C. A Época Pombalina – Política Econômica e Monarquia
Ilustrada. São Paulo: Ática, 1982.
FAORO, Raymundo. Os Donos do Poder. São Paulo: Editora Globo, Vol. I.,
1991.
FAUSTO, Boris (1995). História do Brasil. São Paulo, EDUSP.
FRAGOSO, João, FLORENTINO, Manolo, FARIA, Sheila de Castro. A Economia
Colonial Brasileira (Séculos XVI-XIX). São Paulo: Atual, 1998.
FRANCO, Marya Silvya de Carvalho. Homens Livres na Ordem Escravocrata.
São Paulo: Ática, 1976.
FRIEDERICH, Georg. El Caracater Del descubrimiento y de la conquista de
América. México, EFE, 1986.
FURTADO, Celso. Formação Econômica do Brasil. São Paulo: Cia Editora
Nacional, 1979.
GODINHO, Vitorino Magalhães. Os Descobrimentos e a Economia Mundial.
Lisboa: Presença, 4 Vols., 1990.
GORENDER, Jacob. Escravismo Colonial. São Paulo: Ática, 1988.
GUICCI, Guilhermo. Os Viajantes do Maravilhoso. São Paulo: Cia das Letras,
1992.
HEERS, Jacques. O Occidente nos séculos XIV e XV- aspectos econômicos e
sociais.São Paulo. Pioneira:Edusp, 1981
HOLANDA, Sérgio Buarque de (dir.). História Geral da Civilização Brasileira. São
Paulo: Civilização Brasileira, Vols. I e II, 1985.
_____. Visão do Paraíso. São Paulo: Cia Ed. Nacional, 1977.
JÚNIOR, Caio Prado. História Econômica do Brasil.São Paulo.Brasiliense, 1984.
MATTOSO, José(dir.). História de Portugal. Lisboa: Editorial Estampa, Vols. II e
III V, 1997.
MELLO E SOUZA, Laura. Os Desclassificados do Ouro. A pobreza Mineira no
Século XVIII. Rio de Janeiro, Graal, 1986.
NOVAIS, Fernando. Portugal e Brasil e a Crise do Antigo Sistema Colonial. São
Paulo: Hucitec, 1982.
_____ (dir). História da Vida Privada no Brasil – Colônia. São Paulo: Cia das
Letras, Vol. I, 1997.
SUBRAHMANYAN, Sanjay. O Império Asiático Português, 1500-1700. Uma
História Econômica. Lisboa: Difel, 1993.
THOMAZ, Luís Felipe F. R. De Ceuta a Timor. Lisboa: Difel, 1994.
VAINFAS, Ronaldo. Ideologia e Escravidão. Letrados e a Sociedade Escravista
no Brasil Colonial. Petrópolis: Vozes, 1986