Sie sind auf Seite 1von 4

CUIDADOS DURANTE O PUERPÉRIO

DEFINIÇÃO

 Latim puer = criança; parum = trazer para frente.


 Tempo compreendido entre o parto e o retorno ao estado prévio concepcional das estruturas
anatômicas e fisiológicas da mãe, duração entre 4-6 semanas (mas é impreciso).
 Para além do biológico/fisiológico é um tempo de mudanças psicológicas e sociais.

ALTERAÇÕES QUE OCORREM APÓS GESTAÇÃO

 Tônus e tamanho uterino


o Evolução da altura uterina durante a gestação.
o O retorno ao tamanho uterino pré-concepcional ocorre 3 meses após o parto.

1 dia após o parto – involução do volume


do termo até 18 semanas (altura do
umbigo)

2 dia  12 semanas

10 dias  útero não deve mais palpado

Alteração do músculo uterino:

Massa muscular grande – contrai para


expulsar placenta

8 horas pós parto


8 dias
14 dias
17 dias
24 dias
3 meses retorno ao tamanho pré-
concepcional
 Tônus muscular
o Tônus diminuido
o 6-7 semanas evitar exercício
o Estrias, diástase (reto abdominal), hérnias genitais, prolapso genital

 Alterações no sitio de implantação


o Involução do sítio placentário e vasoconstricção (parar sangramento) e regeneração do
endométrio

 Alteração no cérvice
o A - nulípara  orifício arredondado
o B – após gestação  mudança no aspecto

 Alterações vaginais
o Retorno ao normal por volta de 3º semana – espessamento da mucosa e produção de muco
pode atrasar na nutriz
o Ovulação
 Nutrizpode chegar a 2,5 meses
 Não nutriz 27 dias
o Menstruação
 Nutriz 36 semanas
 Não nutriz 7 semanas
 Sistema urinário
o Dilatação dos ureteres esvaziamento incompleto  ITU
o Aumento da TFG: proteinúria, glicosúria

PREOCUPAÇÕES LEVANTADAS PELAS MULHERES NOS PRIMEIROS 2-9 MESES PÓS-


PARTO

 Suporte social
 Amamentação
 Educação inadequada sobre o cuidado com o neonato
 Depressão pós parto
 Tempo de hospitalização prolongada

*Importante estar atento a todas essas questões.

MORBIDADE PUERPERAL – principais sintomas

 Fadiga
 Problemas nas mamas – muito frequentes.
o Dor mamilar e fissuras
o Ingurgitamento
o Abscesso
o Mastite
 Anemia
 Dor lombar
 Hemorroida – problema com retorno venoso
 Cefaleia
 Blues puerperal
 Constipação
 Ruptura da sutura – partos cesarianos
 Corrimento vaginal

COMPONENTES DO CUIDADO PUERPERAL

 Tradicionalmente em duas consultas


o 1ª 10 dias após o parto
o 2ª por volta de 45 dias após o parto
 Componentes:
o avaliação física
o suporte para alimentação e suporte do RN
o empoderamento da família no cuidado com o bebe
o promoção do bem-estar fisiológico e emocional da família
o reconhecimento dos problemas associados com o período: infecciosas, psicológicas..

ANAMNESE

 As condições da gestação e condições da assistência ao parto


 Verificação dos rastreamentos indicado no pré-natal (conferir cartão da gestante, se possível)
 Situação vacinal
 Medicamentos (ferro, ácido fólico, vitamina A, outros – analgésicos;medicamentos em uso que
podem interferir na gestação)
 Amamentação (frequência das mamadas, dia e noite, dificuldades na amamentação, satisfação
do RN com as mamadas, condições das mamas)
 Estado geral e sono
 Saúde mental
o O puerpério corresponde a um momento importante, quando a mulher passa por mudanças
biológicas, subjetivas, sociais e familiares.
o Os riscos para o aparecimento de sofrimento psíquico aumentam em face das preocupações,
dos anseios e dos planejamentos realizados e sentidos pela puérpera.
o A gravidez e o parto são eventos estressantes para a mulher e sua família, e muitas vezes,
atuam como fatores desencadeantes de sofrimento mental.

 Atividade sexual
o Recomendação de retorno quando se sentir preparada.
o Não há período definido.

EXAME FÍSICO

 Orientado pelas queixas


 Avaliação hemodinâmica
 Rastreamento de infecções
 Avaliação dos lóquios
o Rubra – até 3º dia
o Serosa – até 10º d
o Alba – até 14º d
 Tônus uterino
 Avaliação do períneo
 Pressão arterial
 Avaliação das mamas
o Dor mamilar e fissuras
o Ingurgitamento
o Abscesso
o Mastite
o *Sd de Sheehan pan-hipotireoidismo
o Contraindicações a amamentação:
 Infecção pelo HIV e HTLV 1 e 2
 Psicose puerperal
 Uso de medicamentos antineoplásicos
 Medicamentos antipsicoticos
 Uso de carbonato de lítio
 Drogas de abuso

EXAME COMPLEMENTARES

 HIV
 Sífilis
 Colposcopia

*Se queixa, exames mais específicos.

ALERTAS VERMELHOS ALERTAS AMARELOS


PAD >90 mmHg + outros sinais/ sintomas de pré- Dor no períneo
eclampsia ou PAD> 90 mmHg que não reduz em 4 Dispareunia
horas de observações Incontinencia urinária e/ou fecal
Constipação
Perda sanguínea súbita e profusa:perda de qualquer Hemorroidas
intensidade + fraqueza, tontura ou Dor nas costas
palpitação/taquicardia Cefaleia
Fadiga
Dor, edema, hiperemia assimétrica na panturrilha -
trombose; dispneia ou dor torácica

Febre persistente + calafrios, dor abdominal,


subinvolução uterina, perda sanguínea