Sie sind auf Seite 1von 7

Teoria Musical JY

Tópicos de estudo:
1. Intervalos musicais - graus
2. Acordes maiores e menores e fórmulas
3. Tríades
4. Tétrades
5. Acordes suspensos

1. Intervalos musicais - graus


Grau musical é uma nomeação para cada nota.
Na escala de Dó Maior, as nomeações são claras.
Exemplo: toca uma sexta da escala de dó maior: Lá

Na escala de Dó Menor muda o Mi, Lá e Si, que viram bemol


Exemplo: toca a terça de Dó Menor: Mib
Escala temperada ou cromática - 12 notas
As notas podem ter várias nomeações. Podem ter vários nomes para determinar uma só
nota. Todas as notas somam-se 12, lembrando que o Mi e o Si não tem acidente musical.
Observação para Fá que é chamado de 4ª Justa e Sol é chamada de 5ªJusta. Fá# é
4ªAumentada, por ser 1 semitom acima, mas também é um semitom abaixo de 5ªJusta, então
também é chamada de 5ªDiminuta. O mesmo acontece com Sol#, que pode ser chamado
tanto de 5ªAumentada, como de 6ªMenor.

Os tons são contados de duas em duas e os semitons de uma em uma.


Exemplo: toca a sexta menor de ré: é um distância de 4 tons e seria Lá# ou Si bemol.
As nomeações podem variar em todas as notas para Diminuta ou Aumentada, como no
exemplo, o Ré pode ser chamado tanto de 2ªMaior, como de 3ªDiminuta.

Resumo:

2. Acordes maiores e menores


Os acordes são conjuntos de 3 ou mais notas tocadas consecutivamente. Existem as Cifras,
que são representação com letras C, D, E, F, G, A e B.
Observação: A nota é um elemento mínimo de um som e o acorde é um conjunto.
Um acorde maior é formado por:
• 1ª tônica (a fundamental, que terá o nome da cifra)
• 3ª maior (2 tons)
• 5ª justa (3 tons e meio)
No exemplo, é um acorde de Dó maior: Cifra (C), Notas: Dó, Mi, Sol.

Nesse outro exemplo, é um acorde de Ré bemol maior: Cifra (DbM), Notas: Réb, Fá, Láb.

Um acorde menor é formado por:


• 1ª tônica
• 3ª maior (1 tom e meio)
• 5ª justa (3 tons e meio)
Exemplo: acorde de dó menor: Cifra (Cm), Notas: Dó, Mib, Sol.
Outro exemplo: acorde de ré bemol menor: Cifra (Dbm), Notas: Réb, Mi, Sib.

3. Tríades
É o conjunto de 3 notas. Esses são os 4 tipos.

4. Tétrades
São acordes formados por 4 notas. A nota que acrescenta é a 7ª.
Um exemplo é um Ré menor com sétima: Cifra (Dm7), Notas: Ré, Fá, Lá, Dó.
Outro exemplo: Ré maior com sétima: Cifra (D7M), Notas: Ré, Fá#, Lá, Dó#.

4. Acordes Suspensos
São acordes em que não tem a 3ªmaior e nem 3ªmenor. Podem ser usadas para tornar um
acorde indefinido e “misterioso”, pode-se dizer um charme na música. Pode-se acrescentar
outra nota para complementar. Sua cifra é sus ou 5. Pode-se ter também qual grau que vai
substituir a 3ª.
Exemplo: Dó suspenso com 4ªJusta: Cifra (Csus4), Notas: Dó, Fá, Sol.

Diferença entre Csus4 e Cadd4


Fórmula para memorizar melhor os acordes J

Tríades maiores: 4 + 3
Tétrades maiores: 4 + 3 + 4

Tríades menores: 3 + 4
Tétrades menores: 3 + 4 + 3

Para transformar acordes maiores em menores, pegar o dedo do meio


do acorde e descer 1 tecla. Só vale a regra para os tríades naturais.

C(Dó) F(Fá) G(Sol) tem o mesmo desenho da mão


D(Ré) E(Mi) A(Lá) tem o mesmo desenho da mão
B(Si) tem o único desenho diferente da mão