Sie sind auf Seite 1von 4

48

PROVA DE AVALIAÇÃO 2

Em cada conjunto de afirmações, seleciona a alínea que permite obter a única opção correta.

1. Observa os gráficos com atenção.

1.1. O saldo da balança comercial dos recursos do subsolo…


(A) apresenta valores positivos em todo o período considerado.
(B) regista sempre valores negativos, com exceção do ano de 2010.
(C) revela uma evolução positiva, mas irregular a partir de 2004.
(D) é sempre negativo até 2010, tornando-se positivo a partir dessa data.
1.2. O cobre constitui o recurso mineral com maior valor de exportação. Integra-se no grupo dos…
(A) minerais não metálicos e explora-se nas minas de Aljustrel.
(B) minerais energéticos e explora-se na mina da Panasqueira.
(C) minerais metálicos e explora-se na mina de Neves Corvo.
(D) minerais de construção e explora-se na orla ocidental.
1.3. As principais jazidas de mármore em Portugal concentram-se na faixa…
(A) Reguengos – Mourão – Portalegre.
(B) Castro Verde – Aljustrel – Viana do Alentejo.
(C) Redondo – Elvas – Moura.
(D) Estremoz – Borba – Vila Viçosa.
1.4. A indústria extrativa portuguesa apresenta algumas fragilidades devido à…
(A) falta de mão de obra qualificada para o exercício da atividade.
(B) localização das jazidas em áreas densamente povoadas.
(C) forte oposição de grupos ambientalistas em defesa da paisagem.
(D) localização de muitas jazidas em áreas de difícil acesso.

DP11GP ©Porto Editora


49

1.5. A indústria extrativa tem vindo a ser alvo de crescente interesse e investimentos avultados
devido à…
(A) descoberta de importantes jazidas de alguns minerais.
(B) crescente disponibilidade de mão de obra para o trabalho.
(C) reestruturação das empresas familiares ligadas a este setor.
(D) apoio económico das autarquias à exploração mineira.

II

Em cada conjunto de afirmações, seleciona a alínea que permite obter a única opção correta.
1. Observa o gráfico referente à variação do preço do solo urbano com a distância ao centro.

1.1. De acordo com a figura 3, pode afirmar-se que…


(A) os valores mais elevados de renda locativa se localizam no centro.
(B) o valor da renda locativa aumenta à medida que nos afastamos do centro.
(C) a renda locativa é mais elevada na periferia dos centros urbanos.
(D) a renda locativa mantém-se invariável desde o centro até à periferia.
1.2. Os custos mais elevados de renda locativa são suportados…
(A) pelas atividades terciárias.
(B) pelas atividades industriais.
(C) pelas atividades de carácter residencial.
(D) por qualquer uma das atividades, excetuando o setor terciário.
1.3. A área intraurbana onde se concentram atividades ligadas ao setor terciário…
(A) apresenta o maior valor do preço do solo.
(B) apresenta, simultaneamente, uma forte ocupação residencial.
(C) apresenta a menor acessibilidade.
(D) apresenta valores baixos do preço do solo.

DP11GP ©Porto Editora


50

1.4. Nos lugares mais periféricos…


(A) regista-se a subida da renda locativa devido à convergência de vias de comunicação nessa
área.
(B) regista-se um aumento do valor do solo devido ao afastamento relativamente ao centro.
(C) verifica-se uma diminuição da renda locativa devido a uma diminuição da acessibilidade.
(D) verifica-se uma forte tendência para a concentração de serviços muito especializados.
1.5. A diminuição do preço do solo com a distância ao centro pode ser alterada com…
(A) a construção de novas acessibilidades.
(B) o aumento da população residente nas áreas centrais.
(C) a revitalização de antigas áreas industriais.
(D) o crescente processo de periurbanização.

III

1. Observa a figura que mostra uma das principais ruas do centro de Lisboa.

1.1. Apresenta dois aspetos associados às funções do setor terciário, características das áreas
mais centrais das cidades.
1.2. Refere duas consequências, ao nível da função residencial, decorrentes da crescente
terciarização das áreas centrais das cidades.
1.3. Indica duas características das indústrias que se localizam nas áreas centrais das cidades.
1.4. Explica a importância da implementação de projetos de revitalização das áreas centrais das
cidades, referindo processos de:
• requalificação;
• renovação
.

DP11GP ©Porto Editora


51

IV

O processo de suburbanização teve, em Portugal, um crescimento muito significativo a partir dos


anos 50 do século XX, particularmente em torno de Lisboa e Porto.
Muitos aglomerados suburbanos, antigos povoados rurais, foram-se, também, expandindo e
ganhando vida própria, assistindo-se, deste modo, ao desenvolvimento de um processo de
urbanização policêntrico.

1. Observa a figura 5.

1.1. Diz o que entendes por suburbanização.


1.2. Apresenta dois motivos explicativos da suburbanização nas principais cidades portuguesas, a
partir de meados do século XX.
1.3. Compara o processo de suburbanização numa primeira fase, dependente de meios de
transporte coletivos como o comboio, e numa fase mais atual, em que prevalece a utilização do
automóvel particular.
1.4. Explica a criação das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, que constituem sistemas
urbanos policêntricos, onde se destaca:
• a capacidade polarizadora do território;
• a intensidade dos movimentos pendulares.

DP11GP ©Porto Editora

Verwandte Interessen