Sie sind auf Seite 1von 11

Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO

ORÇAMENTO PÚBLICO. CONCEITO. TÉCNICAS ORÇ 15 A corrente doutrinária que tem como base os estudos de
AMENTÁRIAS. CICLO ORÇAMENTÁRIO. O ORÇAME Mayer adota o critério de classificação das leis de acordo
NTO PÚBLICO NO BRASIL. PLANO PLURIANUAL NA com seu conteúdo jurídico, e não segundo o órgão de onde
CONSTITUIÇÃO FEDERAL. DIRETRIZES ORÇAMENT emanam. Assim, entende essa corrente que o orçamento
ÁRIAS NACONSTITUIÇÃO FEDERAL. ORÇAMENTO A apresenta extrinsecamente a forma de uma lei, mas seu
NUAL NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL conteúdo é de mero ato administrativo.
(TRE/AL - Contabilidade) 16 O mecanismo básico da política de estabilização
econômica é a ação estatal sobre a demanda agregada, uma
1 A Constituição Federal determina que a lei que instituir o
vez que essa ação aumenta ou reduz a referida demanda
PPA deve estabelecer objetivos e metas da administração
conforme as necessidades.
pública, de forma regionalizada, para as despesas de capital e
as delas decorrentes. 17 Por meio do orçamento, o governante seleciona
prioridades, decide onde e como gastar os recursos extraídos
2 Um PPA deverá ter início no segundo ano de mandato de
da sociedade e como distribuí-los entre os diferentes grupos
um presidente e vigência até o final do primeiro exercício
sociais, conforme o peso ou a força política de tais grupos.
financeiro do mandato presidencial subsequente.
Portanto, nas decisões orçamentárias, os problemas centrais
3 Entre as funções dos orçamentos fiscais e de seguridade de uma ordem democrática, como representação e
social, inclui-se a de reduzir desigualdades inter-regionais. accountability, estão presentes.
4 Na elaboração do projeto de lei orçamentária, devem ser 18 O orçamento fiscal engloba os impostos e as despesas da
observadas as orientações da Lei de Diretrizes Orçamentárias administração pública, incluindo as fundações mantidas pelo
relativas àquele exercício. Estado e pelos três poderes.
5 O projeto de lei orçamentária da União deve ser apreciado 19 No modelo de integração entre planejamento e orçamento,
pelas duas casas do Congresso Nacional, na forma do o orçamento anual constitui instrumento de longo prazo que
regimento comum. operacionaliza os programas de caráter nacional, os quais,
por sua vez, cumprem o marco fixado.
6 Considere que, durante a fase de discussão e aprovação no
Poder Legislativo, foi submetida a votação uma emenda 20 O PPA estabelece as diretrizes e os objetivos da
modificando o projeto de lei orçamentária. Nessa situação, a administração pública federal para as despesas de capital e
emenda poderá ser aprovada desde que indique a anulação de outras delas decorrentes e para as despesas relativas aos
qualquer despesa. programas de educação continuada.
7 Um processo orçamentário desenvolve-se integralmente 21 Os compromissos com vigência plurianual serão atendidos
dentro de um exercício financeiro. por crédito próprio, consignado no plano plurianual, devendo
a despesa ser objeto de empenho global no início do primeiro
(IPEA) Consoante a CF, julgue os itens seguintes relativas à exercício financeiro de realização do respectivo programa.
Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e ao Plano Plurianual
(PPA). 22 O projeto de lei do plano plurianual (PPA) define as
prioridades do governo por um período de quatro anos e deve
8 A CF determina literalmente que o conteúdo do projeto de
ser enviado pelo presidente da República ao Congresso
lei orçamentária e das emendas a ela propostas pelo
Nacional até o dia 31 de agosto do primeiro ano do seu
Congresso Nacional sejam compatíveis com a LDO. mandato.
9 Determina a CF que os PPAs sejam elaborados em 23 De acordo com a legislação vigente, é objeto da LDO
consonância com os planos e programas nacionais, regionais
instituir normas de gestão financeira e patrimonial da
e setoriais.
administração direta e indireta bem como estabelecer
10 Se o Banco do Brasil S.A. pretende conceder, em 2009, condições para a instauração e o funcionamento de fundos.
aumento salarial para seus empregados, então tal elevação 24 Segundo a legislação vigente, na LDO devem constar as
somente poderá ser efetivada se prevista na LDO que políticas de investimento em participações acionárias de
tramitou no Congresso Nacional em 2008.
fundos.
11 Entre os instrumentos de planejamento da atividade
25 As funções do orçamento da seguridade social incluem a
financeira do Estado previstos pela CF, o nível mais abstrato
de reduzir desigualdades inter-regionais, segundo critério
para a formulação do plano de trabalho do governo é
populacional.
constituído pelo Plano Plurianual (PPA).
26 Cabe ao Tribunal de Contas da União emitir parecer sobre
12 Os objetivos básicos do PPA incluem a organização em as emendas apresentadas ao projeto de Lei Orçamentária
programas das ações que resultem em incremento de bens ou
Anual.
serviços que atendam demandas da sociedade.
27 O orçamento de investimentos de empresas em que o
13 No PPA, a função dos macro-objetivos ou objetivos
Estado não detenha, direta ou indiretamente, a maioria do
estratégicos é definir as metas de regionalização da ação
capital social com direito a voto integrará a Lei Orçamentária
governamental. Anual.
(MPU/ Analista de Planejamento e Orçamento) 28 As unidades orçamentárias ou administrativas poderão
14 A atividade estatal na alocação de recursos justifica-se transferir para outras unidades o poder de utilização dos
naqueles casos em que não houver a necessária eficiência por créditos que lhes tenham sido dotados ou transferidos,
parte do mecanismo de ação privada, como no caso de independentemente de determinação na LOA.
investimentos e infraestrutura econômica.

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 1


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
(TCE/AC - Analista de Controle Externo – Especialidade: 40 Se determinado órgão público precisar efetuar um
Administração Pública e/ou de Empresas - adaptada) empréstimo que tenha sido previamente autorizado, o produto
dessa operação será incluído no orçamento tanto no que se
29 No âmbito estadual, cabe ao presidente da assembleia
refere à receita quanto no que se refere à despesa.
legislativa a proposição dos projetos de PPA, LOA e LDO.
41 No Brasil, a Constituição Federal de 1988 atribuiu ao
30 O ciclo orçamentário tem início com a elaboração do
Poder Executivo a prerrogativa de executar o orçamento,
projeto de LDO, definindo diretrizes, objetivos e metas para o
razão pela qual se utiliza no país a denominação técnica
orçamento.
orçamento executivo.
31 No estado do Acre, o PPA, com suas modificações para o
42 Se determinado órgão integrante da estrutura
exercício seguinte, deverá ser encaminhado ao Poder
administrativa de um ministério for responsável pela
Legislativo, para estudos, até o dia 30 de agosto, ficando este
elaboração, pelo acompanhamento e pela avaliação das
obrigado a devolvê-lo ao Poder Executivo no prazo máximo
propostas orçamentárias correspondentes ao seu ministério,
de 60 dias para sanção.
então este órgão integrará, na qualidade de órgão específico,
32 O Poder Executivo publicará, até 60 dias após o o Sistema de Planejamento e Orçamento Federal.
encerramento de cada bimestre, relatório resumido da
43 As propostas orçamentárias para os Poderes Legislativo e
execução orçamentária.
Judiciário, para o Ministério Público da União e para a
33 O ciclo orçamentário é composto por três leis (o PPA, a Defensoria Pública da União devem ser apresentadas ao
LDO e a LOA) e corresponde a um período de cinco anos, Congresso Nacional após a apresentação da proposta do
visando à continuidade das políticas públicas. Poder Executivo.
(MPU/Analista atuarial) 44 Após a análise e o ajuste das propostas orçamentárias
setoriais, deve-se realizar a avaliação das necessidades de
34 As empresas públicas que recebem da União recursos
financiamento do governo central a partir das estimativas de
financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de
receitas.
custeio em geral estão obrigatoriamente incluídas no
orçamento fiscal. 45 Cabe à Comissão Mista de Orçamento no Congresso
Nacional aprovar em definitivo a LOA da União.
35 O efeito regionalizado de benefícios tributários
concedidos pelo governo federal que resultem em isenção ou 46 Entre as variáveis de conjuntura econômica que devem ser
anistia deverá ser incluído no projeto de lei orçamentária apresentadas em conjunto com a LDO estão as metas de
anual. inflação para o exercício a que se refira a lei.
36 O orçamento de desempenho, por considerar o resultado 47 No sistema integrado de planejamento e orçamento, as
dos gastos e os níveis organizacionais responsáveis pela reservas de contingências são um tipo de ação específico e
execução dos programas, distingue-se do orçamento clássico. com numeração própria.
(STJ/Técnico Administrativo) 48 No plano plurianual, a fonte dos indicadores corresponde
à receita ou ao conjunto de receitas que deverá ser utilizado
37 O ciclo orçamentário da despesa pública é concluído com
para a realização do programa temático a que se refere cada
a autorização de gasto dada pelo Poder Legislativo por meio
indicador.
da lei orçamentária anual (LOA), ressalvadas as eventuais
aberturas de créditos adicionais no decorrer da vigência do (TCE/PA_auditor de controle externo cargo 3 administração
orçamento. 2016)
38 Ao produzir efeitos jurídicos e orçamentários em mais de 49 A lei de diretrizes orçamentárias (LDO) pode conter
um exercício financeiro, a lei de diretrizes orçamentárias dispositivos que instituam, suprimam, reduzam ou ampliem
(LDO) não desrespeita o princípio orçamentário da alíquotas de tributos.
anualidade.
50 As fases do processo orçamentário incluem previsões,
39 O orçamento, instrumento de planejamento de qualquer fixação de valores, determinação de limites e processo
entidade pública, é utilizado para demonstrar o fluxo fixado legislativo.
de receitas e despesas.

1C 2C 3E 4C 5C 6E 7E 8E 9E 10E 11C 12C 13E 14C 15C 16C 17C 18C 19E 20E
21E 22C 23E 24E 25E 26E 27E 28E 29C 30E 31E 32E 33E 34C 35C 36C 37E 38C 39E 40C
41E 42E 43E 44E 45E 46C 47C 48E 49E 50C

PRINCÍPIOS ORÇAMENTÁRIOS. 3 O princípio da anualidade estabelece que as autorizações


orçamentárias e, consequentemente, o exercício financeiro no
(TRE/AL - Contabilidade)
Brasil devem corresponder a doze meses e coincidir com o
1 Entre os princípios clássicos, o do equilíbrio tem merecido ano civil. Contudo, constitui exceção ao princípio
maior atenção, fora do âmbito específico do orçamento, mencionado a autorização para os créditos reabertos.
interessando outras áreas econômicas, como finanças
4 Previstos constitucionalmente, os orçamentos fiscal, de
públicas, política fiscal e desenvolvimento econômico.
investimentos das estatais e da seguridade social dizem
2 O princípio da anualidade é considerado um princípio respeito ao princípio orçamentário da universalidade.
orçamentário geral e substancial.
(MPU/ Analista de Planejamento e Orçamento)

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 2


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
5 Na Lei Orçamentária Anual, a autorização, para a abertura (FUB_Assistente De Administração)
de créditos suplementares é exceção ao princípio
14 O princípio da universalidade, incorporado à legislação
orçamentário da não afetação de receita.
orçamentária, possibilita ao Poder Legislativo impedir que o
6 (MPU/Analista atuarial) De acordo com o princípio da Poder Executivo realize despesas sem a prévia autorização
exclusividade, é vedado ao Poder Executivo incluir na lei parlamentar.
orçamentária anual (LOA) autorização para contratação de
15 O princípio da unidade ou totalidade orienta que cada
operação de crédito.
unidade governamental deve elaborar orçamentos múltiplos
(FUB - Assistente Administrativo - 2015) integrados pelos orçamentos fiscais, monetários e das
estatais.
7 O Plano Plurianual (PPA) garante a continuidade de ações
de um governo para o governo seguinte. 16 A autorização para a abertura de créditos suplementares e
a contratação de operações de crédito são excepcionalidades
8 A lei orçamentária não pode conter qualquer dispositivo
ao princípio da exclusividade no que se refere à lei
estranho à previsão da receita e fixação da despesa: deve
orçamentária.
conter apenas matéria financeira.
17 O princípio do equilíbrio é uma importante ferramenta de
9 De acordo com o princípio da unidade, o orçamento deve
controle dos gastos e da dívida pública por estabelecer que o
valer para uma unidade de tempo, isto é, para o período de
total da despesa orçamentária tenha como limite a receita
um ano.
orçamentária prevista para o exercício financeiro.
10 O princípio que estabelece que todas as receitas e despesas
18 Apesar de o princípio da não afetação proibir as
devem ser obrigatoriamente consideradas é o denominado
vinculações das receitas de impostos às despesas, a CF
princípio da obrigatoriedade.
vincula algumas dessas receitas a determinadas despesas.
11 As despesas, dentro do orçamento, devem aparecer em
(TRT/8ª_Analista Administrativo_2016)
seus valores brutos, sem deduções.
19 Há desobediência ao princípio do equilíbrio quando são
12 (TCU/TCE) Na Lei de Orçamento, são estabelecidas
realizadas operações de crédito para assegurar a igualdade
dotações globais destinadas a atender, indiferentemente, a
nos casos em que as despesas do orçamento são superiores ao
despesa de pessoal e de investimentos, conforme programas
valor total de receitas.
especiais de trabalho.
20 Em razão do princípio da exclusividade, que determina
13 (STJ/Técnico Administrativo) Se todos os entes da
que a LOA não pode apresentar conteúdo diferente da
Federação elaborassem e executassem um único orçamento,
previsão de receitas e da fixação das despesas, a autorização
essa ação seria embasada pelo princípio orçamentário da
para abertura de créditos suplementares deve ser realizada
uniformidade.
junto à lei de diretrizes orçamentárias.
1C 2C 3C 4E 5E 6E 7C 8E 9E 10E 11C 12E 13E 14C 15E 16C 17C 18C 19E 20E
recursos e a concessão de empréstimos pelo governo federal e
pelas suas instituições financeiras para o pagamento de
despesas com pessoal ativo, inativo e pensionista, dos
estados, do Distrito Federal (DF) e dos municípios.
CRÉDITOS ORDINÁRIOS E ADICIONAIS
6 (CNJ_Analista Administrativo) Se, em determinado
(MPU/ Analista de Planejamento e Orçamento) exercício financeiro, for constatada a necessidade de abertura
1 Considera-se recurso para a abertura de créditos de créditos extraordinários, caberá ao Poder Executivo emitir
suplementares e especiais o superávit financeiro do exercício decreto para a abertura dos créditos, o qual deverá ser
anterior. imediatamente submetido ao Poder Legislativo.

2 O Poder Legislativo, ao constatar a necessidade de 7 (PF/ Técnico Administrativo) Na execução do orçamento,


realização de despesa insuficientemente dotada no orçamento as dotações inicialmente aprovadas na LOA podem revelar-se
anual, encaminha, com base em previsão adicional de receita, insuficientes para a realização dos programas de trabalho,
solicitação de crédito especial, que se incorpora ao caso em que poderá haver a abertura de créditos especiais
orçamento, adicionando-se a importância autorizada à destinados à conclusão dos programas, após autorização
dotação orçamentária a que se destinou criar. legislativa.

3 (MPU/ Analista Atuarial) O crédito para despesas urgentes, 8 (PF/Técnico Administrativo) Considere que, na fronteira
e não incluídas no orçamento, realizadas em função da entre Brasil e Bolívia, incidentes envolvendo membros das
ocorrência de calamidade pública, deverá ser aberto por meio forças de segurança brasileira e traficantes tenham
de medida provisória. demandado operações extras da Polícia Federal na região e
que, apesar de o orçamento prever recursos para essas
4 (TCDFT - Técnico Administrativo_2014) Caso o governo operações, eles não sejam suficientes para financiá-las. Nessa
federal precise realizar gasto urgente e imprevisto, situação, os recursos adicionais necessários devem ser
decorrente, por exemplo, da necessidade de atendimento às providos por meio da abertura de créditos extraordinários.
vítimas do desabamento de uma ponte em rodovia federal,
poderá ser aberto crédito extraordinário por meio de medida 9 (PF/Administrador) Suponha que o estado de calamidade
provisória. pública tenha sido regularmente decretado em determinada
região do país por causa de inundações provocadas por fortes
5 (Câmara dos Deputados - Consultor Legislativo) Por meio chuvas. Nessa situação, o governo não poderá utilizar
da abertura de crédito extraordinário, em situação créditos suplementares para a realização de despesas de
emergencial, é permitida a transferência voluntária de socorro às vítimas atingidas pela calamidade.

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 3


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
(SESA/ES) Tendo em vista que a lei orçamentária anual pode • o superávit financeiro do balanço patrimonial do exercício
ser modificada durante sua execução por meio dos chamados anterior foi de R$ 245.000,00.
créditos adicionais, julgue os itens a seguir.
Nessas condições, é correto concluir que seria possível abrir
10 Se, em decorrência de variações cambiais, determinado crédito suplementar ou especial de até R$ 110.000,00.
grupo de obrigações do governo federal, contratadas em
16 (TRT/16ª - Analista Administrativo) Considere a seguinte
moeda estrangeira, for majorado em um percentual superior a
situação hipotética. Em situação de urgência, utilizando-se de
10% do montante originalmente aprovado no orçamento,
dotações orçamentárias autorizadas por créditos
somente a abertura de um crédito especial poderá suprir a
extraordinários, um servidor público autorizou e pagou
dotação do saldo restante.
despesas antes de empenhá-las, o que fez posteriormente,
11 Se um crédito especial foi publicado no dia 10 de outubro regularizando a situação. Nessa situação, tal procedimento é
de determinado exercício e, em decorrência de dificuldades adequado e usual na administração pública federal brasileira.
relacionadas com os processos de licitação, os recursos
17 (Ibram - Analista Administrativo) Independentemente da
correspondentes não forem integralmente utilizados até o dia
data de abertura do crédito adicional suplementar, os saldos
31 de dezembro, então o crédito poderá ser reaberto no
não empenhados até o final do exercício financeiro serão
exercício seguinte, no limite do saldo remanescente.
extintos.
12 (Câmara dos Deputados - Consultor Legislativo) De
(CEARÁPORTOS - Analista Administrativo)
acordo com a norma legal pertinente, se uma grave
calamidade pública provocar ação executiva de abertura de 18 A lei determina que a abertura de créditos adicionais só
créditos extraordinários, será facultado ao Poder Executivo seja feita mediante a comprovação de disponibilidade de
dar imediato conhecimento dessa ação ao Poder Legislativo recursos.
ou fazê-lo após a solução da situação de calamidade.
19 Os créditos adicionais terão vigência no exercício
(TSE_Analista Administrativo) financeiro em que forem abertos. Os créditos especiais e os
extraordinários poderão ser reabertos, dependendo de seus
13 Os créditos especiais e extraordinários terão vigência no
saldos, no exercício seguinte, desde que autorizados pelo
exercício financeiro em que forem abertos, salvo se o ato de
Congresso Nacional.
abertura for publicado nos últimos quatro meses daquele
exercício, caso em que, reabertos nos limites de seus saldos, 20 A abertura de créditos suplementares e de créditos
serão incorporados ao orçamento do exercício financeiro especiais depende de autorização legislativa. No entanto, de
subseqüente. acordo com a legislação brasileira, a lei orçamentária anual
poderá autorizar o Poder Executivo, durante o exercício, a
14 A abertura de crédito extraordinário somente será
abrir créditos suplementares até um determinado valor, que
admitida para atender a despesas decorrentes de guerra,
normalmente é um percentual sobre a despesa autorizada.
comoção interna ou calamidade pública, por meio da edição
de medida provisória. (STJ/Técnico Administrativo)
15 (TCU-AUDITOR) Suponha que, pouco antes do final do 21 Caso determinado crédito extraordinário seja autorizado
exercício, seja necessário abrir um crédito adicional em um por medida provisória que, posteriormente, tenha perdido a
ente que apresentou os seguintes dados: eficácia por não ter sido votada no prazo legal pelo
Congresso Nacional, as despesas realizadas com base no
• a receita arrecadada ficou R$ 500.000,00 inferior à
referido crédito deverão ser canceladas.
prevista, mas R$ 250.000,00 superior à despesa realizada;
22 O único crédito adicional que pode ser aberto sem a
• foram abertos R$ 120.000,00 em créditos extraordinários
indicação da fonte dos recursos a serem utilizados é o crédito
mediante cancelamento de dotações;
extraordinário.
• foram reabertos R$ 135.000,00 de créditos adicionais não
utilizados no exercício anterior;

1C 2E 3C 4C 5E 6C 7E 8E 9E 10E 11E 12E 13E 14E 15C 16E 17C 18E 19E 20C
21E 22C
RECEITAS (TSE) Nos termos da Lei n.º 4.320/1964, a discriminação da
receita orçamentária tem como base as fontes econômicas de
Classificação segundo a natureza
sua geração, exceção feita às transferências entre órgãos e
(MPU/ Analista de Planejamento e Orçamento) esferas de governo, cuja classificação é feita atualmente
conforme o destino dos recursos: se para aplicações correntes
1 Remuneração de depósitos bancários é receita proveniente
ou de capital. Com referência à classificação econômica da
da aplicação de disponibilidades financeiras dos recursos
receita pública, julgue.
gerenciados pelos diversos órgãos públicos, autorizados por
lei. 4 A remuneração das disponibilidades do Tesouro Nacional é
classificada como outras receitas correntes.
2 A receita da dívida ativa é receita orçamentária corrente
relativa a fato permutativo. 5 A receita patrimonial resulta da utilização, por terceiros,
dos elementos patrimoniais: aluguéis, arrendamentos, foros e
3 (MPU/ Analista Atuarial) É vedado classificar o ingresso de
laudêmios, taxa de ocupação de imóveis, juros de títulos de
recursos provenientes da alienação de componentes do ativo
renda, dividendos e outras participações em capital de outras
permanente como receita patrimonial.
empresas.

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 4


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
6 Operações de crédito são os recursos decorrentes da alienante é uma exceção à regra de que receitas de capital
colocação de títulos públicos ou de empréstimos obtidos nada acrescem ao patrimônio público.
junto a entidades estatais ou particulares, internas ou
17 Tanto as receitas classificadas na categoria econômica de
externas.
receita corrente tributária quanto as receitas compulsórias
7 Destinadas a aplicações correntes, as transferências têm, após arrecadadas, destinação específica estabelecida em
correntes são os recursos recebidos de outras pessoas de dispositivos constitucionais.
direito público ou privado, independentemente da
(MPOG/ENAP_2015- ADMINISTRADOR CARGO 1)
contraprestação direta em bens e serviços. Podem ocorrer de
forma intragovernamental ou intergovernamental, bem como 18 Os recursos obtidos por meio de operações de crédito por
ser recebidos de instituições privadas, do exterior e de antecipação da receita integram o cômputo geral das receitas
pessoas. orçamentárias demonstradas no balanço financeiro.
(SESA/ES) 19 Se determinada entidade da administração pública realizar
venda de mercadorias inerentes à sua atividade principal,
8 Ingressos intraorçamentários são constituídos por receitas
então o produto da venda deverá ser classificado como receita
de operações entre órgãos, fundos, autarquias, fundações
de serviços.
públicas, empresas estatais dependentes e outras entidades
integrantes do orçamento fiscal e da seguridade social. 20 (ABIN-Admisnistrador) São exemplos de receitas de
contribuições os prêmios prescritos de loterias federais e a
9 Se a União utilizar parte de suas receitas correntes para
contribuição para o Serviço Nacional de Aprendizagem
transferir a determinado município recursos destinados a
Comercial (SENAC).
construir um posto de saúde, essa operação deverá ser
classificada, na contabilidade do município beneficiado, (IPEA_ Analista Administrativo)
como transferência de capital.
21 Consoante a Lei n.º 4.320/1964, os tributos seriam
10 A receita pública somente pode ser considerada impostos, taxas e contribuições, sem a especificação de que,
orçamentária se estiver incluída na lei orçamentária anual. entre as contribuições, somente as de melhoria é que se
enquadrariam no conceito de tributos.
11 (TCU/TCE) As receitas orçamentárias na esfera
econômica serão classificadas em receitas correntes e receitas 22 Se um cidadão deseja fazer uma doação em dinheiro para
de capital. Receitas correntes são aquelas provenientes de o governo e se essa espécie de receita não está prevista na lei
recursos financeiros oriundos de constituição de dívidas, ao orçamentária, o governo deve arrecadá-la, todavia, será ela
passo que as de capital originam-se dos tributos arrecadados contabilizada como orçamentária.
pelo Estado.
23 Uma receita de contribuições sociais é prevista na lei
(ANA - Contador) orçamentária e contabilizada como integrante das receitas
tributárias.
12 Os compromissos exigíveis, cujo pagamento depende de
autorização legislativa ou orçamentária, são recolhidos na (Prefeitita de João Pessoa/PB - Auditor)
forma de receitas extraorçamentárias.
24 As receitas agropecuárias e industriais são exemplos
13 Quando uma prefeitura retém o valor do imposto de renda típicos de receitas extraorçamentárias.
sobre a folha de pagamentos de sua responsabilidade, o
25 A modificação do valor do patrimônio financeiro de um
montante será classificado como receita extraorçamentária.
ente público por ocasião do seu registro contábil é uma das
14 Para que exista superávit no orçamento de capital, o valor características das receitas extraorçamentárias.
das receitas de capital deve ser superior ao valor das despesas
26 As receitas extraorçamentárias não pertencem ao Estado,
de capital. Dessa maneira, enquanto o superávit corrente
têm caráter temporário e são reconhecidas na contabilidade
possibilita a cobertura de despesas de capital, o superávit de
como passivos financeiros. Julgue os itens subsequentes,
capital provocará a diminuição do patrimônio público.
relativos a dívida ativa.
(TELEBRAS_ANALISTA_CONTADOR_2015)
27 (STJ/Técnico Administrativo) Caso determinado cidadão
15 Na classificação por categoria econômica das receitas, o pague uma parcela de dívida de natureza tributária que esteja
superávit do orçamento corrente, compreendido como valor inscrita na dívida ativa da União e cujo prazo para pagamento
excedente entre receitas e despesas correntes, deve ser tenha vencido, então a receita correspondente deverá ser
classificado como receita corrente. classificada como outras receitas correntes.
16 A alienação de bens em que o valor da venda é superior ao
valor contabilmente registrado no patrimônio do ente público

1C 2C 3C 4E 5C 6C 7C 8C 9C 10E 11E 12E 13C 14C 15E 16C 17E 18E 19C 20C
21C 22C 23E 24E 25E 26C 27C

Etapas e estágios
1. A arrecadação caracteriza-se pela transferência dos
(AUDITOR/MG) A receita pública passa por um processo recursos diretamente ao caixa do tesouro.
denominado estágios ou fases, até o seu recebimento. Acerca
2. A fixação da receita tem a finalidade de determinar a
dos estágios da receita pública, julgue os itens que se seguem.
matéria tributável, analisar seus elementos e calcular o
montante do tributo devido.

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 5


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
3. O lançamento por homologação é efetuado pela 8. (ICMBIO_Analista Administrativo) Algumas receitas
administração sem a participação do contribuinte. orçamentárias podem não passar, antes do seu recolhimento,
pela etapa de lançamento.
4. A arrecadação indireta ocorre quando entidades
depositárias — empregadores, bancos etc. — retêm valores (SEFAZ/ES-Contador) Acerca dos estágios da receita
do contribuinte, providenciando, posteriormente, o pública, julgue os seguintes itens.
recolhimento.
9 O estágio da previsão refere-se à estimativa de arrecadação
5. A previsão de todas as receitas deve observar o princípio da receita constante na Lei das Diretrizes Orçamentárias,
da unidade de tesouraria, vedada a fragmentação dos recursos resultante da metodologia de projeção de receitas
em caixas especiais. orçamentárias.
6. (MPU - Analista Administrativo) Somente a receita 10 São objeto de lançamento os impostos diretos e quaisquer
orçamentária reúne condições de percorrer os estágios de outras rendas com vencimento determinado em lei,
previsão, lançamento, arrecadação e recolhimento. regulamento ou contrato.
7. (ANTT_Analista Administrativo - adaptada) Segundo o 11 A arrecadação consiste no depósito em conta do Tesouro,
enfoque de competência, o lançamento, procedimento próprio aberta especificamente para esse fim, pelos caixas ou bancos
da etapa de planejamento orçamentário, está associado à recolhedores.
previsão da receita.
12 (FUB - AUDITOR) As alterações em índices oficiais de
preços interferem no calculo da previsão de receita
orçamentária.

1E 2E 3E 4C 5E 6C 7E 8C 9E 10C 11E 12C


financeiro, por meio da emissão de uma nota de empenho
DESPESAS
global.
Etapas e Estágios
8 Em verdade, a despesa pública é realizada juntamente com
(MPU/ Analista de Planejamento e Orçamento) a sua correspondente liquidação, porquanto terminam, neste
estágio, os registros no sistema orçamentário.
1 Se, em determinado órgão público, for empenhada despesa,
em dezembro de 2013, data em que os bens forem entregues, 9 O pagamento da despesa poderá ser ordenado, em casos
mas com pagamento para janeiro de 2014, essa situação excepcionais, antes de sua regular liquidação.
exemplificará os restos a pagar processados.
10. Na execução orçamentária, um dos passos fundamentais
2 A verificação do montante de créditos a serem entre os estágios da despesa é o empenho, ato emanado de
comprometidos com o fornecedor faz parte do estágio da autoridade competente que cria para o Estado a obrigação de
despesa denominado liquidação. pagar, pendente ou não de implemento de condição.
3 (FUB - Assistente Administrativo - 2015) O pagamento de 11 Os únicos estágios da despesa são o empenho e o
despesa sem prévio empenho caracteriza ato de improbidade pagamento.
administrativa, da mesma forma que o pagamento de despesa
12 A realização da despesa encerra-se com o pagamento
antes da sua liquidação.
propriamente dito. Hoje os serviços bancários são utilizados
(ABIN - Analista Administrativo) A despesa pública no tanto na arrecadação quanto no pagamento das despesas,
Brasil tem uma sistemática de execução composta de tornando os serviços próprios de tesouraria e pagadoria
diversos estágios. Acerca desse tema, julgue os itens que se desnecessários.
seguem, considerando as normas vigentes.
13 O empenho de uma despesa, materializado por um
4 A emissão do empenho abate o seu valor da dotação documento chamado nota de empenho, é emitido pela
orçamentária total do programa de trabalho, o que torna a autoridade máxima do órgão que está realizando a despesa e
quantia empenhada indisponível para nova aplicação. Trata- requer o de acordo da unidade que será beneficiada com os
se de uma garantia para o fornecedor ou prestador de serviço, bens adquiridos ou os serviços prestados.
a qual gera direito financeiro líquido e certo contra a
(Secretaria de Educação /DF - contador - 2017) No exercício
administração pública.
de 2016, uma escola pública do DF recebeu dotação
5 A liquidação da despesa far-se-á mediante exame do orçamentária para a execução do programa de merenda
próprio processo ou expediente que verse sobre a solvência escolar. A dotação previa dispêndio com despesas correntes
do direito creditório, em que sejam demonstrados os valores para a aquisição de gêneros alimentícios necessários à
bruto e líquido a pagar, pois a legislação atual não prevê elaboração das refeições a serem servidas aos alunos daquela
formulário específico para formalizar essa fase da despesa. escola. A SEE/DF providenciou licitação para a escolha da
empresa que irá fornecer os gêneros. Com referência a essa
(SENADO - Consultor de Orçamento) A propósito dos situação hipotética, julgue os itens subsequentes.
estágios da despesa pública, julgue os seguintes itens.
14 No caso de o valor empenhado ser insuficiente para
6 Os estágios da despesa, segundo a realidade, são empenho,
atender as despesas com a merenda escolar, o executor de
liquidação e pagamento, conforme dita o mestre João
despesas deverá providenciar a anulação total do empenho e
Angélico, em sua obra Contabilidade Pública.
elaborar outro empenho no valor adequado.
7 As despesas relativas ao consumo de energia elétrica devem 15 A primeira providência que o executor de despesas terá de
ser integralmente empenhadas no início do exercício tomar será solicitar ao setor financeiro o empenho estimativo

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 6


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
considerando o total da despesa com gêneros necessária a 18 A obrigação de pagamento criada em função de lei e
abastecer a escola com merenda durante o ano letivo. reconhecida como direito do reclamante somente em
exercício posterior constitui despesa de exercícios anteriores.
16 O pagamento é o último estágio da despesa pública e só
será realizado após a regular liquidação da despesa. 19 Denomina-se despesa orçamentária a despesa que tenha
sido realizada com o sacrifício de receitas orçamentárias,
17 Uma despesa empenhada e não paga no exercício social
ainda que não tenha sido objeto de dotação orçamentária.
em que havia sido prevista integra os restos a pagar e será
20 (ABIN/OTI) Será automaticamente cancelada a despesa
classificada como despesa extraorçamentária do exercício em
regularmente originada a partir de emissão de nota de
que se der o seu efetivo pagamento.
empenho não inscrita pelo gestor competente em restos a
pagar até o final do exercício financeiro.

1C 2E 3C 4E 5C 6C 7E 8C 9E 10C 11E 12C 13E 14E 15C 16C 17C 18C 19E 20C

ClassificaçãoEstrutura programática. Segundo a Natureza. orçamentárias, todavia, são um conjunto de dotações que são
Programação e execução orçamentária e financeira. administradas por órgãos do governo que também têm suas
Acompanhamento da execução. próprias dotações.
(TCE/PE_AUDITOR DE CONTAS PÚBLICAS) 8 A classificação da despesa segundo a natureza, que passou
Relativamente às limitações impostas sobre o orçamento a ser observada na execução orçamentária de todos os entes
público, julgue os itens que se seguem. da Federação a partir do exercício financeiro de 2002,
compreende: categorias econômicas, subcategorias
1 Para que o governo federal conceda transferência voluntária
econômicas e elementos.
de recursos, destinando-a a fazer face à necessidade de
pagamento de pessoal, em caso de um município que esteja 9 As classificações econômicas da receita e da despesa
com déficit fiscal de tal montante que não tenha condições de compreendem as mesmas categorias: correntes e capital. O
pagar a remuneração dos servidores, é necessária autorização superavit do orçamento corrente, que resulta do
por meio de lei complementar. balanceamento dos totais das receitas e despesas correntes,
constitui item da receita orçamentária de capital.
2 De acordo com a classificação econômica de despesa, o
pagamento de pensionista é considerado uma transferência. 12 O grupo de despesa é a mais analítica das classificações e
sua finalidade básica é o controle contábil dos gastos.
(TERRACAP-CONTADOR) No exercício de 2003, uma
entidade da administração pública recebeu dotação 13 As categorias econômicas, em número de três, vinculam-
orçamentária para a execução de um programa de combate a se aos grupos de natureza da despesa.
uma doença que ataca a agricultura cafeeira. A dotação
13 As dotações para manutenção de serviços anteriormente
previa dispêndio com despesas correntes para diversas ações
criados, inclusive as destinadas a obras de conservação e
e de capital para a aquisição de um prédio. Com referência à
adaptação de bens imóveis, são classificadas como despesas
situação hipotética acima descrita, julgue os itens a seguir.
de capital.
3 A aquisição de um prédio, já em utilização, para o
15 Os últimos dígitos da classificação da despesa segundo a
funcionamento de um centro de qualificação de técnicos para
sua natureza representam o item da despesa.
o combate à referida doença é classificada como
investimento. 16 A modalidade de aplicação objetiva possibilita a
eliminação da dupla contagem dos recursos transferidos ou
5 No referido caso, se a última parcela referente ao empenho
descentralizados.
do prédio adquirido foi paga no exercício seguinte, a despesa
14 (MPU/ Analista Atuarial) A regionalização das metas
será tratada, em 2004, como despesas de exercícios
físicas na execução da despesa é obrigatória e deve ser
anteriores.
expressa nos atributos dos planos orçamentários previamente
6 Consoante a classificação funcional, se a União promover o definidos para a ação.
saneamento básico em determinado município, tal dotação
15 (STJ/Analista administrativo) Ações orçamentárias
será classificada como da função saúde.
definidas como operações especiais são aquelas despesas que
7 Na classificação institucional há órgãos setoriais e unidades não contribuem para a manutenção, expansão ou
orçamentárias que não correspondem aos órgãos e entidades aperfeiçoamento das ações de governo.
que compõem a administração pública. Essas unidades

1E 2C 3E 4E 5E 6C 7E 8E 9E 10E 11E 12E 13C 14E 15C

2 O conhecimento e o entendimento dos estágios da despesa


pública é essencial à compreensão e à distinção dos restos a
Restos a Pagar e Despesas de Exercícios Anteriores pagar processados dos não processados.
(TCE/ES - Analista Administrativo) . 3 Na hipótese de uma despesa empenhada e liquidada até
1 As despesas empenhadas, liquidadas e pagas até o final do maio de 20XX não ter sido paga até o final do exercício,
exercício financeiro deverão ser registradas na conta contábil deve-se, em 31 de dezembro, registrar contabilmente o
inscrição dos restos a pagar processados. passivo e, em seguida, a inscrição do valor não pago na conta

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 7


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
restos a pagar processados no subsistema de informações 12 (TRT/10ª - Analista Administrativo) No balanço
orçamentárias. orçamentário, os restos a pagar são computados como
despesa orçamentária, mas, no balanço financeiro, são
4 As despesas de restos a pagar com prescrição interrompida,
incluídos como receita extraorçamentária.
desde que o crédito respectivo não tenha sido convertido em
renda, poderá ser paga por dotações de despesas de exercícios 13 (DPU - Analista Administrativo) Conforme disposto na
anteriores. Lei Federal n.º 4.320/1964, consideram-se restos a pagar as
despesas empenhadas mas não pagas até o dia 31 de
5 Caso uma despesa não tenha sido inscrita em restos a pagar
dezembro, distinguindo-se as processadas das não
até o final do exercício, a dívida correspondente não poderá
processadas. Despesa não processada é aquela A que, em
ser paga à conta de dotação consignada no orçamento do
termos orçamentários, foi considerada despesa realizada,
exercício seguinte.
faltando apenas o processamento do pagamento.
(TCU-Analista) Ao final do exercício X1, verificou-se que,
14 (ANATEL-Contador) A inscrição em restos a pagar é feita
em determinado ente,
a qualquer momento do exercício e terá validade até 31 de
• foram empenhadas e liquidadas despesas no total de R$ 150 dezembro do ano subsequente. Na hipótese de cancelamento,
mil, do qual R$ 20 mil foram despesas inscritas em restos a o pagamento ao credor dependerá de reinscrição de restos a
pagar; pagar.
• foram pagos, no mesmo exercício X1, R$ 15 mil de (Secretaria de Educação /DF - contador - 2017) No exercício
despesas inscritas em restos a pagar no exercício anterior — de 2016, uma escola pública do DF recebeu dotação
X0; orçamentária para a execução do programa de merenda
escolar. A dotação previa dispêndio com despesas correntes
• foram pagas, no exercício subsequente — X2 —, as para a aquisição de gêneros alimentícios necessários à
despesas inscritas em restos a pagar em X1.
elaboração das refeições a serem servidas aos alunos daquela
Com base nessa situação hipotética e considerando a escola. A SEE/DF providenciou licitação para a escolha da
apuração dos resultados e a composição das receitas e empresa que irá fornecer os gêneros. Com referência a essa
despesas no balanço financeiro, julgue os itens a seguir. situação hipotética, julgue os itens subsequentes.
6 Desconsiderando-se outras transações, no exercício X0, 15 Considere que, em 31/12/2016, o executor de despesas
houve despesas extraorçamentárias de R$ 15 mil e, no tenha verificado que uma fatura da empresa, no valor de R$
exercício X1, de R$ 20 mil. 10 mil, relativa ao fornecimento de gêneros alimentícios
consumidos na escola, foi liquidada, mas não foi paga. Nesse
7 As despesas efetivamente pagas no exercício X1 caso, como o exercício financeiro se encerrou, o
totalizaram R$ 145 mil. procedimento correto consistirá em solicitar a inscrição dessa
(ANTAQ - Analista Administrativo - adaptada) Determinada fatura em despesas de exercícios anteriores no orçamento de
unidade gestora da administração direta do governo federal, 2017.
ao final do exercício financeiro de 2016, havia recebido a 16 (TCDFT-AUDITOR-2014) A conta de cancelamento de
provisão anual no valor total de R$ 100.000,00. Do total restos a pagar pode registrar insubsistência ativa ou passiva.
provisionado, empenhou R$ 90.000,00 e liquidou o valor de 17 (TCE/PA - ACE) Restos a pagar são despesas empenhadas
R$ 70.000,00 do total empenhado. Realizou, ao longo do e não pagas no exercício. Seu impacto orçamentário ocorre
exercício financeiro de 2016, pagamentos no valor total de no exercício corrente e o financeiro, no exercício posterior.
R$ 60.000,00, dos quais R$ 30.000,00 foram relativos a (Prefeitita de João Pessoa/PB - Auditor)
restos a pagar processados do exercício financeiro de 2015. 18 Ao efetuar o pagamento de restos a pagar, o ente público
Não houve anulação de empenhos no exercício de 2016. Com está convertendo uma despesa extraorçamentária em uma
base nos dados hipotéticos apresentados no texto acima, despesa orçamentária.
julgue os seguintes itens.
19 Os compromissos reconhecidos após o encerramento do
8 Para o exercício financeiro de 2009, o valor de despesas de exercício fazem parte das despesas de exercícios anteriores,
exercícios anteriores será de R$ 30.000,00. que poderão ser pagas à conta de dotação específica
9 O valor de restos a pagar processados/2008 será de R$ consignada no orçamento do exercício financeiro vigente.
40.000,00. 20 (PREVIC - Analista Administrativo) Considere que o
10 O valor de restos a pagar não processados/2008 será de R$ filho de um servidor público tenha nascido no mês de
10.000,00. dezembro de 2010, mas que somente em janeiro de 2011 esse
11 (MPU/Analista de Planejamento e Orçamento) Uma das servidor tenha solicitado o pagamento do benefício do
características das despesas de exercícios anteriores é que salário-família. Nesse caso, o pagamento do benefício do
essas despesas são pagas de acordo com a conta dos créditos salário-família do mês de dezembro de 2010 pode ser
do exercício em que tenha ocorrido o fato gerador. reconhecido como despesa de exercício anterior.

1E 2C 3E 4E 5E 6E 7C 8E 9C 10E 11E 12C 13E 14E 15E 16E C E 19C 20C


legislativa, para execução de ações de responsabilidade do
DESCENTRALIZAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E
ministério.
FINANCEIRA
2 (TCDFT_AUDITOR_2014) Constitui operação de
1 (ANATEL-CONTADOR) O Ministério das Comunicações
descentralização interna a transferência de crédito referente a
pode efetuar a descentralização de créditos orçamentários à
dotação global, não consignada especificamente a nenhum
ANATEL, independentemente de prévia autorização
ministério ou órgão, quando efetuada de uma unidade

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 8


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
orçamentária a unidade administrativa do mesmo ministério real necessidade de execução, julgue os itens a seguir, com
ou órgão. referência à descentralização de créditos orçamentários e
financeiros.
(MINISTÉRIO DA SAÚDE ADMINISTRADOR - 2013)
8 Para as trocas de fontes de recursos por força de
3 Denomina-se sub-repasse a disponibilização, pelo
remanejamento ou por excesso de arrecadação de outra fonte,
Ministério do Esporte, de recursos financeiros para o
é necessária autorização expressa em portaria emitida pela
Ministério da Educação, após a descentralização do crédito
Secretaria de Orçamento Federal (SOF).
orçamentário.
9 A anulação de uma descentralização interna de créditos
4 A cessão de crédito orçamentário pelo Ministério do
inquinada terá de ser efetuada pela unidade concedente,
Esporte ao Ministério da Educação é denominada destaque.
mediante a utilização de nota de movimentação de crédito
5 (MPU - CONTABILIDADE_2013) A descentralização com o evento de anulação 30.0.XXX, ou por devolução pela
interna ou provisão corresponde à liberação financeira do unidade beneficiadora, utilizando-se o evento de devolução
Órgão Setorial da Programação Financeira (OSPF) para as 30.0.XXX.
unidades gestoras de suas jurisdições e entre unidades
10 (ICMBIO_ANA ADM_2014) A descentralização
gestoras de um mesmo ministério, órgão ou entidade.
orçamentária que ocorre entre ministérios denomina-se
6 (ANTAQ - ANALISTA ADMINISTRATIVO) O destaque, descentralização executiva.
que é a descentralização das disponibilidades financeiras
11 (MPU/ Analista Atuarial) A transferência de créditos
vinculadas ao orçamento, compete aos órgãos setoriais de
orçamentários de um órgão público a outro órgão que esteja
programação financeira, que transferem tais disponibilidades
em ministério ou estrutura administrativa diferente deve ser
para outro órgão ou ministério.
feita por meio de repasse.
7 (TRT/ES/17ª_ana_CONTADOR/2013) O órgão setorial de
12 (STJ/Técnico Administrativo) As descentralizações de
programação financeira do Tribunal Regional do Trabalho,
créditos orçamentários não se confundem com transferências
ao efetuar transferência de recursos para uma de suas
e transposição de dotações orçamentárias.
unidades gestoras, realiza um sub-repasse, que constitui
descentralização interna, mediante transferência entre as 13 (STJ/Técnico administrativo) Caso seja necessário fazer-
respectivas contas. se um destaque da programação orçamentária de determinado
órgão, deverão ser autorizadas a modificação e a classificação
(STF - ANALISTA ADMINISTRATIVO_2013) Sabendo
programática da despesa conforme a necessidade.
que alterações orçamentárias possibilitam modificar a lei
orçamentária originalmente aprovada, a fim de adequá-la à
1C 2E 3E 4C 5E 6E 7E 8C 9E 10E 11E 12C 13E
despesas, com limites e condições para a renúncia de receita e
LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL
para a geração de despesas, é um dos principais objetivos da
(MPU/ Analista de Planejamento e Orçamento) Lei de Responsabilidade Fiscal.
Tendo como referência a Lei de Responsabilidade Fiscal (ANP - Analista)
(LRF), julgue os itens a seguir.
8 As empresas estatais independentes não compõem o campo
1 Integra a dívida pública consolidada da União a dívida de aplicação da LRF.
relativa à emissão de títulos de responsabilidade do BACEN.
9 A receita corrente líquida engloba todas as receitas
2 A LRF proíbe que, nos dois últimos anos do mandato, correntes lançadas no mês de referência e nos onze meses
governadores e prefeitos antecipem receitas tributárias por anteriores.
meio de empréstimos de curto prazo, concedam aumento de
10 As metas de inflação para o exercício subsequente devem
salários e contratem novos servidores públicos.
constar do anexo específico à mensagem de encaminhamento
3 O relatório de gestão fiscal, instituído pelo artigo 54 da do projeto de lei de diretrizes orçamentárias.
LRF, conterá a indicação de medidas corretivas quando os
(SEFAZ/AL)
limites definidos na lei forem ultrapassados.
11 Entende-se por despesa total com pessoal o somatório das
4 De acordo com a LRF, a administração pública manterá
despesas, com quaisquer espécies remuneratórias, de ente da
sistema de custos que permita a avaliação e o
Federação com ativos, inativos e pensionistas, relativas a
acompanhamento da gestão orçamentária, financeira e
mandatos eletivos, cargos, funções ou empregos, civis,
patrimonial.
militares e de membros de poder, bem como encargos sociais
(Correios - Administrador) e contribuições recolhidas pelo ente às entidades de
previdência.
5 A vedação da realização de operações de crédito
superiores às despesas de capital fundamenta-se na 12 A despesa total com pessoal é apurada somando-se a
austeridade econômico-financeira do Estado, que busca não despesa realizada no mês em referência com as despesas dos
transgredir o princípio do equilíbrio. onze meses imediatamente anteriores, adotando-se o regime
de caixa.
6 A Lei de Responsabilidade Fiscal atribui à lei de diretrizes
orçamentárias a avaliação financeira do Fundo de Amparo ao 13 Na verificação do atendimento dos limites definidos na
Trabalhador. LRF, não serão computadas, entre outras, as despesas de
indenização por demissão de servidores ou empregados,
7 A garantia de equilíbrio nas contas mediante o
relativas a incentivos à demissão voluntária, ou as
cumprimento de metas de resultados entre receitas e

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 9


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
decorrentes de decisão judicial e da competência de período Município, cujas medidas regularizadoras adotadas nos
anterior ao da apuração. exercícios posteriores não alteram o comprometimento das
contas, conforme entendimento do TCE/AC. Dessa forma, o
14 Nos estados em que houver tribunal de contas dos
tribunal decidiu pelo encaminhamento de cópia dos autos ao
municípios, o percentual de participação do Poder Legislativo
Ministério Público da comarca, uma vez configurada afronta
nas despesas de pessoal, referentemente às receitas correntes
às disposições do art. 42 da Lei Complementar n.º 101/2000,
líquidas, será acrescido de 0,4% — alcançando 3,4% — e o
que pode ensejar sanção prevista na Lei de Crimes Fiscais
do Poder Executivo reduzido em igual percentual, totalizando
(Lei n.º 10.028/2000). Considerando a situação hipotética
48,6%.
acima descrita e a LRF, julgue os itens subsequentes
15 É nulo de pleno direito o ato de que resulte aumento da (adaptada).
despesa com pessoal, se expedido nos 180 dias anteriores ao
21 O art. 42 da LRF tem por objetivo inibir a inscrição, em
final do mandato do titular do respectivo poder ou órgão.
restos a pagar, de despesas sem disponibilidade financeira,
pertencentes aos últimos oito meses do exercício da
legislatura que se finda, pois tais despesas podem gerar, para
o sucessor eleito, dificuldades na execução do orçamento e na
implantação de seu plano de governo. Na disponibilidade de
caixa, serão considerados os encargos e as despesas
compromissados a pagar até o final do exercício.
22 Nos últimos dois quadrimestres do mandato do prefeito, é
permitido praticar ato de empenho, que consiste na
verificação do direito adquirido pelo credor, desde que não se
crie a obrigação de o ente pagar integralmente a despesa no
próprio exercício. Contudo, as parcelas a serem pagas no ano
seguinte devem ser liquidadas com a disponibilidade de
recursos deixados em caixa.
(TCE/AC - Analista de Controle Externo – Especialidade: 23 Nos últimos quatro meses do ano, é permitido somente ao
Administração Pública e/ou de Empresas) A partir da Poder Legislativo aumentar as despesas, incluídos os
situação hipotética apresentada, julgue os itens a seguir, subsídios dos vereadores e excluídos os gastos com inativos,
considerando os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal não podendo ultrapassar 5% do somatório da receita
(LRF) — Lei Complementar n.º 101/2000 — para as tributária e das transferências constitucionais.
despesas com pessoal (adaptada).
24 Uma alternativa para o prefeito a que a situação
16 O percentual de gastos com pessoal do Poder Executivo apresentada se refere seria a realização de uma operação de
ficou em 47,20% da receita corrente líquida, cumprindo o crédito por antecipação de receita, destinada a atender à
limite prudencial imposto pela LRF e deixando uma ampla insuficiência de caixa durante o exercício financeiro,
margem. cumprindo as exigências legais.
17 O Poder Legislativo, nos termos da LRF, atingiu o limite 25 Na situação hipotética em questão, a dívida contraída
global de despesa com pessoal, devendo realizar corte de junto ao instituto de previdência municipal é considerada
despesas nos dois quadrimestres seguintes. obrigatória e de caráter continuado se for realizada por ato
18 O Poder Legislativo alcançou o limite prudencial para administrativo normativo que fixe, para a prefeitura, a
gastos com pessoal previsto na LRF, devendo reduzir em um obrigação legal de sua execução por um período superior a
terço essas despesas no primeiro quadrimestre seguinte. quatro exercícios.
19 Os gastos com pessoal do Poder Judiciário alcançaram 9% (STJ/Analista Administrativo)
da receita corrente líquida, ultrapassando o limite global 26 Um parlamentar que pretenda apresentar projeto de lei
previsto na LRF. estendendo por mais dez anos os subsídios destinados à
20 Os gastos com indenização paga a servidores demitidos e produção de determinados alimentos deverá, entre outras
os incentivos à demissão voluntária não são computados no exigências, apresentar a estimativa dos gastos
atendimento ao limites fixados pelo art. 19 da LRF. correspondentes ao período dos dez anos seguintes e
introduzir disposição que obrigue o Poder Executivo a incluir
(TCE/AC - Analista de Controle Externo – Especialidade: os valores correspondentes nas respectivas propostas
Administração Pública e/ou de Empresas) O Tribunal de orçamentárias.
Contas do Estado do Acre (TCE/AC) afirmou que o prefeito
de determinada cidade pode ser processado com base na LRF 27 O projeto da LRF foi concebido no bojo da busca pela
e até ser condenado à pena de reclusão, que varia de 1 a 4 estabilidade fiscal, visando à obtenção de superávits
anos. O parecer do TCE/AC fundamentou-se na análise das primários compatíveis com a estabilização da relação entre
contas de 2004, quando ocorreram as eleições municipais, e dívida externa e reservas internacionais.
afirma existir afronta ao art. 42 da LRF. Tal artigo veda ao 28 O relatório resumido da execução orçamentária deverá
titular do Poder Executivo contrair, nos últimos dois contar, de acordo com as circunstâncias, com justificativas
quadrimestres do seu mandato, obrigação de despesa que não para a frustração de receitas, e especificar as providências
possa ser cumprida integralmente dentro dele, ou que tenha adotadas em matéria de fiscalização e cobrança dos créditos
parcelas a serem pagas no exercício seguinte sem da fazenda pública, assim como em matéria de combate à
disponibilidade de caixa para esse efeito. Esse fato ocorreu evasão e à sonegação.
porque o prefeito, que foi reeleito, contraiu débitos junto ao
Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do (STJ/Analista Contador)

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 10


Professor Paulo Lacerda Exercícios de AFO e LRF para o MPU/2018 #AprovAFO
29 É vedado o estabelecimento de margens de preferência prazo para retorno da dívida ao limite ainda não tenha
nos processos de licitação, salvo nos casos de contratos para a expirado.
aquisição de equipamentos de informática.
32 (STJ/Técnico Administrativo) Se determinada receita
30 Os atos que provocarem renúncia de receita somente estiver vinculada a uma despesa específica, mas a ação
poderão entrar em vigor quando forem acompanhados de correspondente não for executada até o final do exercício, os
medidas compensatórias constituídas pela majoração de recursos deverão reverter ao Tesouro Nacional, e a
outros itens de receita ou pelo cancelamento de despesas. vinculação perderá sua eficácia.
31 As transferências voluntárias da União podem ser 33 (STJ/Técnico Administrativo) Caso a dívida consolidada
realizadas para determinado ente da Federação que tenha de determinado ente da Federação ultrapasse o limite fixado
ultrapassado o limite da dívida consolidada, desde que o para o período de apuração, a limitação de empenho deverá
ser feita de acordo com os critérios estabelecidos na LDO.
1C 2E 3C 4C 5C 6C 7C 8C 9E 10C 11C 12E 13C 14C 15C 16E 17E 18E 19E 20C
21C 22E 23E 24E 25E 26E 27E 28C 29E 30E 31C 32E 33C

Convido a todos que se preparam para a prova do MPU!!


Matrículas abertas na escola na 709 norte. Com desconto para os 20 primeiros.
Material teórico exclusivo, completo, atualizado e autoral, incluindo mais de 300 questões.
Para maiores informações, acesse:
http://www.espacocampus.com.br/cursos/detalheCursoView/6331

#professorpaulolacerda #segueobaile#embuscadocracháperfeito #eufaçoacontecer #MPU #LRF #concurs


ospublicos #EspaçoCampus

Twitter/Instagram: @paulojlacerda facebook.com/ProfessorPauloLacerda 11