Sie sind auf Seite 1von 4

PROGRAMA SAREH

Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar

O que é o SAREH?

O Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar - SAREH na Rede Estadual de Ensino


objetiva o atendimento educacional aos educandos que se encontram impossibilitados de frequentar a escola
em virtude de situação de internamento hospitalar ou tratamento de saúde, permitindo-lhes a continuidade
do processo de escolarização, a inserção e a reinserção no ambiente escolar.

O Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar - SAREH é um programa da Secretaria


Estadual de Educação - SEED, acompanhado pelo Núcleo Regional de Educação - NRE, que vigora nos
Hospitais Públicos e Particulares, através de um convênio estabelecido entre as principais Universidades
Públicas do Estado do Paraná e a SEED.

O programa SAREH, tem por objetivo atender crianças, adolescentes e jovens, impossibilitados de
frequentar a escola por motivos de enfermidade, em virtude de internamento hospitalar ou de outras formas
de tratamento de saúde, oportunizando assim a continuidade no processo de escolarização ou mesmo a
inserção ou reinserção em seu ambiente escolar.

A equipe do SAREH é composta por uma pedagoga e três professoras, que atendem prioritariamente alunos
de 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental – Séries Finais e Ensino Médio, além daqueles matriculados na
Educação de Jovens e Adultos – EJA e os alunos das Séries Iniciais do 1º ao 5º ano.

O programa se fundamenta numa relação estreita com a escola de origem do aluno para garantir a
continuidade dos estudos formais.

Estruturação e Organização do Trabalho Pedagógico.

O trabalho é estruturado com uma pedagoga com carga horária de 40 horas /aulas e três professoras, cada
uma com carga horária de 20 horas/aulas semanais em cada área: Ciências Exatas, Códigos e Linguagens
e Ciências Humanas. Contam também com o interlocutor do programa que é representado por um
funcionário do Hospital. As aulas acontecem no período da tarde nos leitos e na brinquedoteca na ala da
Pediatria, atendimentos em grupo na ala da Psiquiatria e diretamente nos leitos - Clínicas Médicas e
Cirúrgicas, - Orto e Neuro, UTI – Unidade de Terapia Intensiva Adulta e UTI Pediátrica, PS - Pronto
Socorro e quando necessário atendem as adolescentes gestantes no CO – Centro Obstétrico e mães
adolescentes que acompanham seu filho(a) na UCI – Unidade de Cuidados Intermediários ou na UTI
Neonatal.

O Acompanhamento do Trabalho Pedagógico.

O SAREH/SEED/DEEIN - Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar, Secretaria de


Estado da Educação e Departamento de Educação Especial e Inclusão, acompanham e capacitam os
professores nos trabalhos pedagógicos da Educação Hospitalar.

1
O Núcleo Regional de Educação - NRE, através da equipe de Ensino da Educação Especial acompanham
e supervisionam o trabalho pedagógico do SAREH com orientações em todo o processo e capacitação dos
professores nas diversas disciplinas do conhecimento.

O Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar - SAREH oferece apoio educacional aos
alunos que estão impossibilitados de frequentar a escola devido à internação hospitalar ou tratamento de
saúde. O objetivo é que os alunos possam continuar o processo de escolarização e voltem ao ambiente
escolar sem perdas de conteúdo das disciplinas. O acompanhamento dos alunos é feito por um pedagogo e
por três professores do quadro do magistério, que realizam atendimento hospitalar e domiciliar.

No atendimento hospitalar o pedagogo e os três professores atuam em áreas diferentes: ciências exatas,
ciências humanas e linguagens. No atendimento domiciliar, há liberação de um professor que acompanha
pedagogicamente o aluno em suas atividades escolares. A Secretaria da Educação mantém um termo de
cooperação técnica com os hospitais conveniados ao serviço, localizados em Curitiba, Cascavel, Londrina,
Maringá, Campo Largo e Paranaguá.

Confira a lista dos hospitais:


Hospital de Clínicas da UFPR
Hospital Pequeno Príncipe
Hospital do Trabalhador
Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia
Hospital Erasto Gaertner
Hospital Universitário Evangélico de Curitiba
Hospital Cajuru
Centro Hospitalar de Reabilitação Ana Carolina Moura Xavier
Hospital Universitário Regional do Norte do Paraná (Londrina)
Hospital Universitário Regional de Maringá
Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Cascavel)
Hospital Infantil Doutor Waldemar Monastier (Campo Largo)
Hospital Regional do Litoral (Paranaguá)
Hospital do Câncer de Londrina (Londrina)
Hospital do Câncer de Cascavel (UOPECCAN)
Comunidade Terapêutica Esquadrão da Vida (Ponta Grossa)
Comunidade Terapêutica Melhor Viver (Ponta Grossa)
Clínica HJ Ltda (União da Vitória)

Bibliografias:

ABRAPIA. Mãe, se eu for para o hospital, você vai estar comigo? Guia de orientação sobre serviços de
saúde para educadores e acompanhantes de crianças e adolescentes hospitalizados. Petrópolis: Autores e
Agentes Associados, 1997.

AROSA, Armando; SHILKE, Ana Lúcia (Orgs.). A escola no hospital: espaço de experiências
emancipadoras. Niterói, RJ: Intertexto, 2007.

_____. Quando a escola é no hospital. Niterói, RJ: Intertexto, 2008.

2
CECCIM, Ricardo B.; CARVALHO, Paulo A. Criança hospitalizada: atenção integral como escuta à
vida. Porto Alegre: Editora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 1997.

FONSECA, Eneida S. da. Atendimento pedagógico-educacional para crianças e jovens hospitalizados:


realidade nacional. MEC/Seesp. Revista Integração, ano 9, 1999.

_____. Classe hospitalar: atendimento pedagógico-educacional à criança e ao adolescente hospitalizados.


Rio de Janeiro: Gráfica Uerj, 2008.

_____. Atendimento escolar hospitalar: o trabalho pedagógico-educacional no ambiente hospitalar. A


criança doente também estuda e aprende. Rio de Janeiro: Gráfica da Uerj, 2001.

_____. Atendimento escolar no ambiente hospitalar. São Paulo: Memmom, 2003.

KUDO, Aidê Mitie; MARIA, Priscila Bagio. O hospital pelo olhar da criança. São Paulo: Yendis, 2009.

LEITGEL-GILLE, Marluce (Org.). Boi da cara preta: crianças no hospital. Tradução de: Helena Ramos.
Salvador: Edufba, Ágalma, 2003.

MASETTI, Morgana. Boas misturas: a ética da alegria no contexto hospitalar. São Paulo: Palas Athena,
2003.

MATOS, Elizete Lúcia. M.; MUGIATTI, Margarida M. T. de F. Pedagogia hospitalar: a humanização


integrando educação e saúde. Petrópolis: Vozes, 2006.

MATOS, Elizete Lúcia. M. (Org.). Escolarização hospitalar: educação e saúde de mãos dadas para
humanizar. Petrópolis: Vozes, 2009.

MEZZOMO, Augusto A. Fundamentos da humanização hospitalar: uma visão multiprofissional. São


Paulo: Loyola, 2003.

NUCCI, Nely G. A criança com leucemia na escola. Campinas: Livro Pleno, 2002.

ORTIZ, Leodi C. M.; FREITAS, Soraia N. Classe hospitalar: caminhos pedagógicos entre saúde e
educação. Santa Maria: Editora UFSM, 2005.

PAULA, Ercília Maria A. T. de; MATOS, Elizete Lúcia M. (Orgs.). Educação da criança hospitalizada:
as várias faces da pedagogia no contexto hospitalar. Cadernos Cedes, Campinas, v. 27, n. 73, p. 249-368,
set./dez. 2007.

TAAM, Regina. Pelas trilhas da emoção: a educação no espaço da saúde. Maringá: Eduem, 2004.

TORRES, Wilma da Costa. A criança diante da morte: desafios. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1999.

Caderno temático: Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar

3
PROGRAMA/PROJETO SAREH

Serviço de Atendimento à Rede de Escolarização Hospitalar

AMPARO LEGAL

● Instrução nº 006 / 2008 - SUED/SEED


Estabelece procedimentos para a implantação e funcionamento do Serviço de Atendimento à Rede de
Escolarização Hospitalar
● Lei n. 1.044/69
"Dispõe sobre tratamento excepcional para os alunos portadores das afecções"
● Lei n. 6.202/75
"Atribui à estudante em estado de gestação o regime de exercícios domiciliares instituído pela Lei
1.044/69"
● Constituição Federal de 1988
"Institui o Estado Democrático Brasileiro"
● Lei n. 8.069/90
Estatuto da Criança e do Adolescente de 1990
● Resolução n. 41/95 do Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente -
"Direitos da Criança e do Adolescente Hospitalizados"
● Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional n. 9.394/96
Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional
● Resolução do Conselho Nacional de Educação/CEB n. 02/01
Institui as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica
● Parecer do Conselho Nacional de Educação/ n.17/2001
"Estabelece as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica"
● Resolução do Conselho Nacional de Educação/CP n. 01/02
"Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica"
● Classe Hospitalar e Atendimento Pedagógico Domiciliar: estratégias e orientações, MEC, 2002.
● Deliberação do Conselho Estadual de Educação n. 02/03
"Fixa normas para a Educação Especial para o Sistema de Ensino de Estado do Paraná"