Sie sind auf Seite 1von 191

PODER JUDICIÁRIO

SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL

AREsp 1314587/SP (2018/0152329-


9)
Volumes : 1 Autuado em 28/06/2018
Assunto : DIREITO CIVIL
AGRAVANTE : RAUL BENEDITO LOVATO
AGRAVANTE : AQUILINO LOVATO JÚNIOR
ADVOGADO : FELLIPE JUVENAL MONTANHER
AGRAVADO : RENATA ANDREA APARECIDA GIGNON RIBEIRO DE
ALVARENGA
ADVOGADO : RENATA ANDREA APARECIDA RIBEIRO DE
ALVARENGA (EM CAUSA PRÓPRIA)
Processo registrado em 29/06/2018
RELATOR : MINISTRO PRESIDENTE DO STJ
Índice
Nº Nº Qtd.
Descrição da Peça Folha Pág. Págs.
e-STJ PDF
Processo 201801523299 191
Capa 1 1
Índice 2 1
Volume 1 189
Íntegra do processo 1 3 172
Petição inicial 1 3 13
Procuração do Recorrente 15 17 1
Decisão da 1ª Instância Agravada 63 65 2
Procuração do Recorrente 93 95 1
Acórdão/Decisão Monocrática 127 129 7
Certidão de publicação do Acórdão/Decisão Monocrática 135 137 1
Petição de Recurso Especial 136 138 12
Preparo do Recurso Especial (Custas e Porte de Remessa e Retorno) 148 150 2
Petição de contrarrazões do Recurso Especial 151 153 1
Decisão de Admissibilidade do Recurso Especial 152 154 2
Certidão de publicação da Decisão de Admissibilidade do Recurso Especial 154 156 1
Petição de Agravo em Recurso Especial 156 158 13
Contraminuta do Agravo em Recurso Especial 170 172 1
Juízo de Retratação 171 173 1
Certidão de Protocolo de Processo Eletrônico 173 175 1
Termo de Distribuição e Encaminhamento 174 176 1
DESPACHO / DECISÃO 175 177 1
Certidão de Publicação 176 178 1
Certidão de Juntada de Petição PROC 00431648/2018 177 179 1
Petição PROC 00431648/2018 178 180 5
Certidão de Conclusão 183 185 1
Termo de Ciência 184 186 1
DESPACHO / DECISÃO 185 187 2
Certidão de Publicação 187 189 1
Certidão de Publicação 188 190 1
Termo de Ciência 189 191 1
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.1)
fls. 1

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

REQUERIMENTO DE EFEITO SUSPENSIVO


PROCESSO N. 0019441-31.2013.8.26.0577

AQUILINO LOVATO JÚNIOR, brasileiro, advogado, solteiro, titular da


cédula de identidade RG n. 6.820.906 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob o n. 041.713.398-71 e
RAUL BENEDITO LOVATO, brasileiro, empresário e advogado, solteiro, titular da cédula de
identidade RG n. 12.754.305 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob o n. 041.713.388-08, ambos
residentes e domiciliados na Rua Escobar Ortiz, n. 591, Vila Nova Conceição, São Paulo/SP,
CEP 04512-051; vêm, respeitosamente, diante de Vossa Excelência, com fundamento no artigo
1.015, incisos I do Código de Processo Civil, interpor

AGRAVO DE INSTRUMENTO

COM PEDIDO DE EFEITO SUSPENSIVO


Documento recebido eletronicamente da origem

em face de RENATA ANDREA APARECIDA GIGNON RIBEIRO DE ALVARENGA, brasileira,


advogada, inscrita na OAB/SP sob o n. 178.285, inscrita no CPF/MF sob o n. 246.262.748-03,
titular da cédula de identidade RG n. 21.262.209-2, solteira, com endereço na Rua Helena
David Neme, 99, São José dos Campos - SP, não se conformando com a decisão proferida nos
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.2)
fls. 2

autos da Ação de Arbitramento e Cobrança de Honorários Advocatícios n. 0019441-

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
31.2013.8.26.0577, em trâmite perante a 2ª Vara da Cível do Foro Central da Comarca da
Capital, pelas razões de fato e de direito expostas nas razões anexas.

1. Justifica-se ainda a interposição deste recurso por instrumento, no


fundamento do inciso II do artigo 1.015 do Código de Processo Civil, por versar sobre o
mérito do processo.

2. Os agravantes declaram a autenticidade dos documentos juntados


por cópia simples, organizados da seguinte forma:

Doc. 1 – Procuração dos Agravantes;


Doc. 2 – Contestação dos Agravantes;
Doc. 3 – Petição Inicial da Agravada;
Doc. 4 – Decisão agravada;
Doc. 5 – Certidão de publicação da decisão agravada; e
Doc. 6 – Custas Processuais.

3. Informa, outrossim, que em cumprimento ao artigo 1.018 do


Código de Processo Civil, dentro do prazo legal de 3 (três) dias, juntará aos autos do processo
de origem cópia do presente recurso, da prova de sua interposição e do rol dos documentos
que o instruem.

4. Indica para o recebimento das futuras intimações pelos


Agravantes o advogado FELLIPE JUVENAL MONTANHER, OAB/SP 270.555, com
endereço na Praça Dr. João Mendes, n. 42, 6º andar, Centro, São Paulo/SP, CEP 01501-000.

5. Pela Agravada, indica a advogada RENATA ALVARENGA


APARECIDA GIGNON RIBEIRO ALVARENGA, OAB/SP 178.285, que atua em causa
Documento recebido eletronicamente da origem

própria, e portanto não possui procurações nos autos, com endereço na Rua Helena David
Neme, n. 99, São José dos Campos/SP , CEP: 12.245-310.

6. Junta-se, nesta oportunidade, guia referente ao preparo recursal


devidamente recolhida, bem como, ao porte de retorno.

São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
C;
(e-STJ Fl.3)o
o
fls. 3 co
MONTANHER I SOCIEDADE DE ADVOGADOS co

o (Nu

M
Termos em que, 0)
C'd

C \I
O W
Nuj
Pedem deferimento. 2o LL-
0E
=
14,
oo
oO D C:33

0
São Paulo, 14 de fevereiro de 2017. -
(0 0
8 N
o u;O

n cj CD

O
N
0
O0
""(S1 -

N
1:
FELLIPE JUVENAL MONTANHER E Mo
cy,

OAB/SP 270.555 o
-o cn
as 0.)
cs)

oN
o
c -a
O 0.,.1
1-Cj 0
O_ 61)

3Oca02
O- C)-
o 0
ff) 0)
4, E
-o o
cts

tn O
=
o ci
Tac
c
D Ez
.0 oo
"C
I- C
0 cid

CC (7.)
W o
:c 122
Z 0)
,Lc -E
zo oo
_1
,z as

zW 0C»

>
-, .cn -
W 1:3
0-
J Ocl
_I V2
W
LL

O- ceic
'4) CIL'
C 0
CD .,=,
E
.,- o
"Esz,
'E.
o
Documento recebido eletronicamente da origem

o o_
6t
,
o 0(n
- ,7)

Aci

O
c O
.5, 0
zs 0)

OO Cd
0 Til
-3_ c
5,
Ú .-
0 O
O0
São Paulo E .-
0 'C
Praça Dr. Joio Mendes, 42, e Andar
Centro - São Paulo - CEP 01501-000
E oc
Telefone +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanhetadv.br -o
8 00
o N
www.montanhenadv.br
as
W o_
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.4)
fls. 4

RAZÕES DOS AGRAVANTES

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
ORIGEM: n. 0019441-31.2013.8.26.0577 em trâmite perante a 2ª Vara Cível do Foro Central
da Comarca da Capital.

AGRAVANTE: Aquilino Lovato Júnior e Raul Benedito Lovato.


AGRAVADA: Renata Andrea Aparecida Gignon Ribeiro de Alvarenga.

Egrégio Tribunal,
Eminente Relator,
Nobres Julgadores:

I – OBJETO DESTE AGRAVO

7. O presente agravo de instrumento tem por objeto o


reconhecimento de prescrição da ação de arbitramento de honorários advocatícios.

8. Tratam-se de ações que decorrem da mesma relação contratual,


sendo que todos os demais processos se encontram reunidos na 2ª Vara Cível Central da
Capital, em razão de prevenção daquele juízo e, consequentemente, por força reconhecida pelos
demais juízos onde as ações foram propostas.

II – DOS FATOS

9. Trata-se de Ação de Arbitramento e Cobrança de Honorários


Advocatícios proposta pela Agravada, em que alega ter prestado assessoria jurídica aos
Agravantes, à mãe – Neide Lovato – e à diversas empresas destes, em especial nos
Documento recebido eletronicamente da origem

procedimentos de dissolução de sociedade, entre o período de janeiro de 2001 até maio de


2008.

10. A Agravada pretende na presente ação o arbitramento de


honorários advocatícios em relação à defesa dos Agravantes na ação de dissolução de Sociedade
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.5)
fls. 5

do Jornal O Vale Paraíbano Ltda.

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
11. Sustentou em sua inicial que, para que assumisse sozinha tamanho
volume de trabalho e responsabilidade, as partes teriam contratado o pagamento dos
honorários na proporção de 10% (dez por cento) dos haveres apurados no processo de
dissolução de mencionada sociedade, dos quais os Agravantes foram excluídos.

12. Assim, ao final do ano de 2007, sobreveio, finalmente, a


homologação e a consequente execução dos haveres dos Agravantes, apurados no valor de R$
12.539.519,50 (doze milhões, quinhentos e trezentos e nove mil, quinhentos e dezenove reais e
cinquenta centavos), nos autos da dissolução de outra empresa que a Agravante também
patrocinava os interesses dos Agravantes, a Distribuidora de Automóveis Bandeirantes
Ltda.

13. A Agravada, assim, formalizou sua renúncia dos mandatos


outorgados pelos Agravantes em 30 de maio de 2008.

14. Por fim, a Agravada afirma que, passados mais de quatro anos da
renúncia, jamais houve qualquer manifestação ou garantia dos Agravantes para efetuação dos
pagamentos devidos, razão pela qual ajuizou a ação de arbitramento e cobrança de honorários
advocatícios que originou o presente recurso.

15. Em que pese o visível esforço e o árduo trabalho da Agravada em


delinear suas razões iniciais, razão nenhuma lhe assiste, motivo pelo qual os ora Agravantes
apresentaram contestação, alegando, em especial, a ocorrência de prescrição.

16. Porém, o respeitável juízo a quo entendeu não prosperar as


alegaçoes da existência de prescrição, elaborada pelos Agravantes:
Documento recebido eletronicamente da origem

“Teor do ato: Vistos. 1) Reuniram-se para julgamento conjunto esta


demanda, bem como as de número 0026941-51.2013.8.26.0577 e 0026942-
36.2013.8.26.0577.No que tange ao processo de número 0026944-
06.2013.8.26.0577, em trâmite na 19ª Vara Cível, observo que a conexão foi
afastada por decisão proferida em setembro deste ano. Diante da conexão já
reconhecida com os demais feitos, apensem-se a estes autos os de número
0026941-51.2013.8.26.0577 e 0026942-36.2013.8.26.0577.Doravante, o
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.6)
fls. 6

andamento conjunto dos três feitos terá lugar nestes autos.2) Afasto a
preliminar de falta de interesse processual. Os próprios requeridos negam a

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
existência do suposto contrato de honorários que a autora afirma ter se
extraviado. Não há que se falar, portanto, em existência de estipulação
expressa (verbal ou escrita) a respeito da remuneração da advogada autora,
de maneira que há interesse processual para o pedido de arbitramento.3)
Quanto à preliminar de mérito relativa à prescrição, é fato que houve
notificação da renúncia em 04 de abril de 2008 (fls. 40). O termo inicial do
lapso prescricional é a cessação da atuação do advogado nos feitos para os
quais foi contratado. No caso, as comunicações de renúncia somente se
deram a partir de 30 de maio de 2008 (v.g. fls. 30), tendo a advogada
permanecido, depois disso, responsável pelo patrocínio das causas pelos 10
dias subsequentes, nos termos do artigo 45 do Código de Processo Civil
então vigente. Tendo as demandas sido distribuídas entre os dias 15 e 29 de
maio de 2015, é forçoso reconhecer que não se consumou o prazo
prescricional.4) Fixo como ponto controvertido a extensão da remuneração
devida à autora pela atuação nas causas objeto das três demandas aqui
reunidas. Para tanto,defiro a produção de prova pericial. Nomeio a perita
Eliane Yachouh Abrão, que deverá ser intimada pelo cartório para informar
se aceita o encargo e estimar seus honorários, a serem adiantados pela
autora. 5) Informação de fls. 815: A documentação deverá ser objeto de
análise pelo perito, não sendo necessária a sua juntada aos autos. Fica,
portanto, à disposição da autora para retirada em cartório no prazo de 10
dias. Oportunamente, caberá à autora, querendo, apresenta-la ao
perito.Intime-se. Advogados(s): Renata Andrea Aparecida Ribeiro de
Alvarenga (OAB 178285/SP), Fellipe Juvenal Montanher (OAB 270555/SP)”
17. Consequentemente, tendo em vista o teor da decisão acima
transcrita, os Agravantes se viram impelidos a interpor o presente recurso de agravo de
instrumento, pelos motivos de direito abaixo apresentados.

III – DA PRESCRIÇÃO PELA INEQUÍVOCA RENÚNCIA DE MANDATO PRATICADA PELA


AGRAVADA E A PROPOSITURA DA AÇÃO MAIS DE 5 ANOS APÓS REFERIDO ATO

18. De início, é necessário esclarecer que a presente ação se encontra


fulminada pela prescrição, vejamos.
Documento recebido eletronicamente da origem

19. O artigo 25 do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (Lei n.


8.906/1994) elenca não só o prazo prescricional para o arbitramento e cobrança de honorários,
mas também determina o marco inicial do lapso prescricional.

São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.7)
fls. 7

20. Assim sendo, tem-se que o prazo para a cobrança e arbitramento

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
de honorários advocatícios é de 5 (cinco) anos, contados a partir do i) vencimento do
contrato, se houver; ii) do trânsito em julgado da decisão que os fixar, iii) da ultimação do
serviço extrajudicial, iv) da desistência ou transação e v) da renúncia ou revogação do
mandato.

21. No Código Civil a matéria também é abordada no artigo 206, § 5º,


inciso II, em previsão semelhante, que também fixa o mesmo prazo para a pretensão dos
profissionais liberais em geral pelos seus honorários, contado o prazo da cessação dos
respectivos contratos ou mandato.

22. Neste momento, é oportuno salientar que o mesmo decurso


temporal se aplica as hipóteses de arbitramento, dado o caráter de cobrança de ambas ações1.

23. O mandato da Agravada, ao contrário de suas alegações,


foi RENUNCIADO, expressamente, em 05 de abril de 2008. Nesta data, os
Agravantes tiveram ciência inequívoca da extinção do mandato entre eles
existente, em virtude do telegrama enviado pela Agravada (Doc. 10).

24. Sabe-se que a renúncia é ato unilateral do mandatário e,


por si só, o mandato é extinto no momento do conhecimento do referido ato de
renúncia pelo mandante..

“A renúncia consubstancia manifestação unilateral de vontade do


mandatário, no sentido de abdicar do mandato que lhe foi outorgado.
Consoante dispõe o artigo 688, EMBORA SEMPRE EFICAZ, por traduzir
Documento recebido eletronicamente da origem

1 Honorários Advocatícios. Ação de cobrança. 1. Agravo retido contra decisão que rejeitou a preliminar de prescrição
suscitada pelos réus, reiterado em sede de apelação. Não há se falar em prescrição do direito de ação, porquanto a ação de
arbitramento e honorários tem natureza de ação de cobrança, aplicando-se a prescrição quinquenal prevista nos artigos 25
do atual Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil e 100 da Lei nº 4215/63 (...). (TJSP, Apelação n° 0135912-
58.2003.8.26.0100, 25 ª Câmara de Direito Privado, rel. Des. Vanderci Álvares, DJe 28/11/2012).

(...). Mandato. Prestação de contas c.c. arbitramento. Honorários advocatícios. Pleito voltado, em última análise, à cobrança
de determinado percentual. Ação de cobrança e/ou de arbitramento. Artigo 25, Lei 8.906/94. Prescrição. Prazo quinquenal
(...). (TJSP, Apelação n° 0050367-07.2005.8.26.0114, 32ª Câmara de Direito Privado, rel. Des. Rocha de Souza, DJe
21/02/2013).
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.8)
fls. 8

decisão inquestionável do mandatário, a renúncia não pode prejudicar o


mandante.

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
[...].
Repise-se que a renúncia pelo mandatário afigura-se eficaz ainda que
desacompanhada de concessão de prazo ao mandante para que providencie a
sua substituição; e mesmo que não tenha como causa o prejuízo na
manutenção do mandato. Ou seja, a inoportunidade, da renúncia não tem,
como consequência, a sua ineficácia, mas a sujeição do mandatário
renunciante a indenizar o mandante.
Tal como a revogação, a renúncia consubstancia declaração receptícia de
vontade, devendo ser comunicada ao mandante. Há de ser expressa e pode
ocorrer no mandato gratuito ou oneroso. “Este direito à renúncia, não obstante
assentar na tradição romana da gratuidade do mandato, e haver autores que ainda sustentem que
só por aí se explica, prevalece no direito moderno, ainda nos casos de mandato oneroso2.”

25. No mesmo sentido, a lição de PONTES DE MIRANDA a respeito


do tema, citado por NELSON NEY JUNIOR e ROSA MARIA DE ANDRADE NERY:

“Revogação do mandato é forma elíptica de revogação do elemento volitivo, vox, que há no suporte
fático do mandato. Retirado este elemento, o negócio jurídico se extingue, porque lhe falta alicerce,
algo de sua estrutura (Pontes de Miranda, Tratado, t. XLIII, § 4690, p. 88)3.”

26. Além da inquestionável ciência da renúncia unilateral da Agravada,


o Agravante Raul, simultaneamente, i) concordou com tal procedimento; ii) afirmou que
constituiria outro advogado para substitui-la.

27. Ou seja, A RENÚNCIA OCORREU, fatalmente, na primeira


oportunidade em que informada aos Agravantes por se tratar de declaração receptícia.

28. A anuência com a renúncia em abril foi documentada, em 05 de


abril de 2008:

“Acuso o recebimento de seu telegrama fonado em 05/04/2008 às 09:47,


onde a Senhora confere prazo de dez dias para indicar novo patrono.
Como a Senhora advoga para pessoas distintas, não aceito e não tenho
Documento recebido eletronicamente da origem

procuração para receber notificações ou telegramas em nome de Aquilino


Lovato Júnior, devendo a Senhora notificá-lo em outro local, pois o mesmo
não registra sua presença neste local. Desta feita, aponto o escritório do Dr.

2 Comentários ao Novo Código Civil, v. X: das várias espécies de contrato, do mandato, da comissão, da agência e
distribuição, da corretagem, do transporte. Rio de Janeiro: Forense, 2008, p. 157/159.
3 NERY JUNIOR, Nelson. Código Civil Comentado – 11ª edição revista, atualizada e ampliada. São Paulo: Editora

Revista dos Tribunais, 2014, p. 1004.


São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.9)
fls. 9

Alberto Zacharias Toron, seu patrono, como sugestão para consagração de


seu ato.

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
[...]
desistência das causas, e frente à sua
Assim configurada está a
complexidade, estarei enviando nas próximas 48 horas, por e-
mail o nome do advogado que a substituirá, recebendo os
substabelecimentos sem reservas como descreve o telegrama
MF145677620BR.
Relembro ainda que diante de minha boa-fé, frente à reunião marcada hoje, às 8:00, por Vossa
Senhoria na sede da empresa de minha genitora, para tratar de assunto de honorários, esta resta
prejudicada frente ao presente telegrama, portanto diante do desacordo comercial, aguardarei as
tratativas em separado com relação aos honorários.
Por questões de sigilo, agilidade e devido à complexidade das causas envolvidas, é de extrema
urgência a entrega dos documentos e bens que se encontram em seu poder, para evitar prejuízos a
minha pessoa, portanto aguardo até segunda-feira a entrega dos mesmos.
Ainda a título de boa-fé, referentes a honorários e para evitar possível litígio,
pelo que se depreende do telegrama, diga-se de passagem desnecessário,
aguardo-a para receber prestação de contas finais em conjunto com a
declaração datada de 19 de março de 2008 subscrita por Vossa Senhoria e
minha genitora, referentes a seus honorários, conforme relatório
confeccionado pela Senhora datado de 19/03/2008, e ainda substituição dos
cheques nº 40/54/55 e 56 em seu poder.
O escritório dos Dr. Caetano e Mendonça está à disposição, pois os mesmos
a têm com respeito e confiança, além de Vossa Senhoria patrocinar execução
para os mesmos. Por fim, caso queira realizar a prestação de contas e
recebimento dos valores, os mesmos poderão ser realizados no dia
07/04/2008, às 15 horas, no escritório dos acima mencionados, mediante a
entrega da documentação acima relatada e ainda o recebimento formal do
nome no novo Advogado a receber substabelecimento sem reserva.
Evitando assim o desnecessário prolongamento de desgaste e litígio apontado no telegrama ora
respondido prontamente.”

29. Vê-se, portanto, que a pretensão da Agravada está


inquestionável e inegavelmente prescrita.

30. Isso porque a Agravada, embora tenha renunciado ao mandato em


Documento recebido eletronicamente da origem

05/04/2008, apenas protocolizou as petições iniciais das referidas ações em 29/05/2013, ou


seja, mais de 5 (cinco) anos atrás.

31. Decerto que a Agravada fiou-se na comunicação de sua


renúncia em juízo (o que somente fez em 30 de maio de 2008), fato este que, para efeitos

São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.10)
fls. 10

de extinção do mandato, não possui qualquer relevância, na medida em que representa

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
mera comunicação ao juízo de que o mandato se extinguiu, tratando-se meramente de
ônus processual dirigido aos procuradores que em juízo atuam.

32. Não é menos importante o fato de que a Agravada, em sua


comunicação da renúncia em juízo, junta cópia do telegrama que formalizou sua
renúncia em 05/04/2008. Em outras palavras, dúvidas não há acerca da renúncia ocorrida em

05/04/2008, seja por conta do recebimento do telegrama pelos Agravantes, seja por
conta da juntada de referidos telegramas nas comunicações protocolizadas em juízo.

33. Desta forma, não poderia a Agravada utilizar como data


inicial para contagem da prescrição somente o dia em que levou tal renúncia em juízo
(30/05/2008), posto que desde 05/04/2008, já não possuía mandato para agir em nome
dos Agravantes, bem como manifestou inequivocamente a sua intenção em renunciá-los,
sendo esta, portanto, o dies a quo do lapso prescricional.

34. Aliás, conforme já exposto nos autos, salta aos olhos a má-fé
da Agravada que busca alterar a data de sua renúncia (que fatalmente ocorreu em
05/04/2008), com a juntada de novo telegrama datado de 06/06/2008 informando que
havia juntado as cartas de renúncia nos processos em 30/05/2008. Vale dizer, a
Agravada confunde – propositalmente – renúncia com a comprovação de sua
comunicação em juízo.

35. Assim, com a distribuição das quatro ações, em ato simultâneo, em


29 de maio de 2013, o lapso temporal de 5 anos para o ajuizamento da ação, foi visivelmente
superado.
Documento recebido eletronicamente da origem

36. Além disso, o argumento de que o Agravante Raul teria exigido a


continuidade da Agravada como sua advogada carece de respaldo probatório, simplesmente
por ser inverídica. Após a notificação enviado em 05 de abril de 2008, não há prova da
exigência feita pelos Agravantes, tampouco dos atos processuais que a Agravada teria praticado
neste lapso temporal.
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.11)
fls. 11

37. Neste mesmo viés, fato é que a renúncia operada pelo mandatário é

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
ato unilateral e que independe de qualquer aceitação, não sendo razoável acreditar na tese
mendaz da Agravada de que foi compelida a continuar a exercer a advocacia em favor dos
Agravantes, até porque qualquer ato praticado posteriormente à renúncia é, sabidamente,
inválido.

38. Prova disso é que a própria Agravada confirma em e-mail que


somente aceitaria continuar a exercer eventual patrocínio das causas, “após 04 de abril de 2008,
sob condições de o Agravante Raul manter a urbanidade”. Trata-se de correio eletrônico redigido pela
Agravada, em 26 de maio de 2008.

39. No mais, os Agravantes não exigiram a continuidade do mandato e


da consequente prestação dos serviços jurídicos. Com fundamento no artigo 45 do Código de
Processo Civil, apenas reforçaram a necessidade da prática de eventuais atos processuais no
lapso temporal de 10 (dez) dias, sob pena de perecimento de algum direito, o que sequer foi
feito pela Agravada, dado o teor de sua renúncia maledicente e que inviabilizou qualquer prática
de ato posterior.

40. Por fim, é necessário coligir julgado de caso análogo em que


também foi reconhecida a perda da pretensão:

HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. ARBITRAMENTO. Tendo sido a ação


proposta quando transcorrido mais de cinco anos da ciência da revogação do
mandato outorgado pela ré, de rigor o reconhecimento da prescrição.
Aplicação do artigo 25, da Lei nº 8906/94. Sentença mantida. Recurso
desprovido.
[...]
Como bem observou o juízo de primeiro grau o apelante foi devidamente
informado da revogação do mandato em agosto de 2001, como se vê dos
documentos de fls. 83/84.
Documento recebido eletronicamente da origem

Além disso, nos autos em que o apelante representou os interesses há


manifestação judicial no sentido de anotar-se a constituição de novos
patronos por parte da Agravada (fls. 19), tendo este documento sido juntado
pelo autor.
Observe-se que referido despacho é de 08 de novembro de 2001, ou seja,
nesta data o recorrente já tinha ciência de que não mais representava os
interesses da ré, não tendo tomado qualquer medida protetiva de seus
direitos, como bem notou o magistrado prolator da sentença.
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
(e-STJ Fl.12)
fls. 12

Ora, da análise lógica de todos os incisos do artigo 25, do Estatuto dos


Advogados, resta claro que a prescrição quinquenal se inicia a partir do

Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EE.
momento que o profissional tem ação para cobrar seus honorários.
Desta forma, estando prescrita a demanda apresentada pelo apelante nada há
que se possa alterar no julgamento proferido. (Apelação n. 0106390-
52.2009.8.26.0010, 26ª Câmara de Direito Privado, rel. Des. Felipe Ferreira, j. 17 de
dezembro de 2015).

41. Assim, de rigor o reconhecimento da ocorrência prescrição


quinquenal, com fulcro no artigo 487, inciso II, do Código de Processo Civil, frente à
propositura da ação após o transcurso do prazo de 5 anos após a renúncia.

IV – EFEITO SUSPENSIVO

42. A suspensão da decisão agravada se faz necessária, uma vez que o


juízo de primeiro grau determinou a abertura de instrução probatória, com a realização de
prova pericial, para tanto, fixou honorários provisórios do perito judicial, bem como, a
indicação de assistentes técnicos pelas partes.

43. Desta forma, tendo em vista que o presente recurso versa sobre a
prescrição da demanda, requer-se a concessão de efeito suspensivo ao presente recurso para
suspender a decisão agravada até o pronunciamento definitivo desta Câmara sobre o mérito do
recurso.

V – DO PEDIDO

44. Diante de tudo o que foi exposto, REQUER-SE seja o presente


recurso de agravo de instrumento admitido e processado para:

A. Que seja atribuído efeito suspensivo, para suspender a decisão agravada até o
Documento recebido eletronicamente da origem

pronunciamento definitivo desta Câmara sobre o mérito do recurso;

B. Determinar a intimação da Agravada, para que apresente resposta no prazo legal, bem
como sejam requisitadas as devidas informações ao juízo da causa;

C. Que seja processado e ao final provido para reformar a decisão agravada, a fim de
reconhecer a prescrição, e, consequentemente, extinguir o processo, com base no
São Paulo
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Telefone: +55 (11) 3104-8884
Contato: contato@montanher.adv.br
www.montanher.adv.br
O
o
(e-STJ Fl.13)
O
fls. 13
MONTANHER I SOCIEDADE DE ADVOGADOS COCI

C.")

artigo 487, II, do Código de Processo Civil ; cn


C.")

CM
OW
N uj
45. Por fim, em decorrência do eventual reconhecimento de 2o LL-
prescrição, requer-se a condenação da Agravada ao pagamento dos honorários advocatícios,
E
=
C LO
-
o0
OO N:3
custas e demais despesas processuais. Cf)
-
o
c.)
O
O O
8
O
CA C)
CD
Or-
N
0 oz;
Termos em que, Cà.1

ci
cl N
e-
pedem deferimento. E c?
o ,u)
o o,
P
M
o N
o's

o o
O cm
11; O
São Paulo, 14 de fevereiro de 2017. Or 0
00

_7 o _2°

oo
CO
CO 11)
E

FELLIPE JUVENAL MONTANHER -{:3


cts
o
OAB/SP 270.555 co (5'
-+
a)
-o
To ti)
cD E
r0 oo
I-O Cgj
ir
WC
c)
:c 1:12

Z o
< -E
o
Z
o 9,
J t6

Z j'n'"
LLI
> CO
-
-j .6)
W
O_ .g
J O
°
W
LL
'E
O_ c
C u)
CD tr.
E
- NO
C1D
'E
Documento recebido eletronicamente da origem

o o_
-o
cts

C _c
40c

"3) o
O)
O
ca -
.c O
.0,
=
0
o0
O
0 al-
(5 0
-a c
0 -a, .-
o
-a)
O0
São Paulo 00
O r.
Praça Dr. João Mendes, 42, e Andar E (13
Centro - São Paulo - CEP 01501-000
Telefone +55 (11) 3104-8884 O C
O ti
Contato: contato@montanhetadv.br
www.montafthenadv.br o C 0:3
W CL
Documento recebido eletronicamente da origem

São Paulo

Telefone: +55 (11) 3104-8884

www.montanher.adv.br
Contato: contato@montanher.adv.br
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Documento 1 – Procuração dos Agravantes
fls. 14
(e-STJ Fl.14)

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica do Estado de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1EF.
o
(e-STJ Fl.15)
o
fls. 15 o
(o
(Ni
co
r --
E)
cr
M
(J)
O
M
17
11111 MONTAN I UR 111C11.11111 111 11 \, LIOS .:411 :4
(N4

a
o
E

PROCURAÇÃO AD-JUDICIA ET EXTRA o .


_o
o
0 In
OUTORGANTES: AQUILINO LOVATO JÚNIOR, brasileiro, o LLo
-
solteiro, advogado, titular da
Cédula de Identidade R.G. n° 6.820.906 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob n° N 11 74

o
041.713.398-71 e RAUL BENEDITO LOVATO, brasileiro, solteiro, advogado .i =0-)
.0
e empresário, titular da Cédula de Identidade R.G. n° 12.754.305 SSP/SP, (-)
cv O
inscrito no CPF/MF sob n° 041.713.388-08, ambos residentes na Rua o oO
Escobar Ortiz, n° 591 - São Paulo/SP - CEP 04512-051 o
E (15

OUTORGADOS: RAUL BENEDITO LOVATO, brasileiro, solteiro, advogado inscrito na o 00

Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo, sob n° 292.292, O cm


c7

LIGIA GUIDINI PEREIRA DA SILVA, brasileira, solteira, advogada O o,


cb
inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo, sob n° 82_

O- ":Y)

347.553, RENATA MENDES MINEIRO, brasileira, solteira, advogada 3 M


CO

a_ o
inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo, sob n° O NI
o
<1:1

cr) 0
338.746 e RAQUEL SOARES DA SILVA GARCIA, brasileira, casada, co
advogada inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo, 0 oÚ
sob n" 369.574, e MARINA ANDUEZA PAULLELLI, brasileira, solteira, 0 O_
17)o
w
advogada inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo, o (à)

sob n° 365.516; todos integrantes da sociedade MONTANHER 61


5-2
'E)
E
SOCIEDADE DE ADVOGADOS, registrada na Ordem dos Advogados tel
- -oo
do Brasil Secção de São Paulo sob n° 13.752, CNPJ 15.099.791/0001-26, a)
-o o
com sede na Praça João Mendes, 42, 6° Andar, Centro, São Paulo, CEP Tti c
c e)
E
01501-000, telefone (11) 3104-8884. r., (.9

I- o
PODERES: São conferidos os poderes do foro em geral, com a cláusula W (7)
.(5

"ad-judicia", em qualquer Juízo, Instância ou Tribunal, usando os recursos Z


<c a)
(1)

legais e acompanhando-a, conferindo-lhe, ainda, poderes especiais para I- "E


Z
confessar, desistir, transigir, firmar compromissos ou acordos, receber e dar O 0
quitação, agindo em conjunto ou separadamente, podendo ainda <- 0;5

zW cn
substabelecer esta a outrem, com ou sem reservas de iguais poderes, em >
CO

especial para representar os Outorgantes na ação epigrafada sob o n° n (1


-3 5)
w ;e3
0019441-31.2013.8.26.0577, em trâmite na r Vara do Foro Central Cível CL 0
de São Paulo. _I 0tri
W O_

o_0
o -_,
"E 0-
o .2,
São Paulo, 18 de Janeiro 2016 E
'rt
CD (1)
-O "1
Documento recebido eletronicamente da origem

O
-0
çd
a (t)

c _c
..7) o
oei
N

c o°
To
En
RAUL BENEDITO LOVATO CO (i)
o ai
çd 73-
5_ c
S41.0 0o ._
e,
. a. er I..
ve
c.. .1. ,c) :5
1414.
Oo
t
1 1

1.40 ui
w .4.
e
o
o
W4111: ,,,,, E c)
o oCo
-o

61
W CL
Documento recebido eletronicamente da origem

São Paulo

Telefone: +55 (11) 3104-8884

www.montanher.adv.br
Contato: contato@montanher.adv.br
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Documento 2 – Contestação dos Agravantes
fls. 16
(e-STJ Fl.16)

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica do Estado de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1F0.
C;
(e-STJ Fl.17)
O
CD
C>
(0
Cs1
O
-
O
MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADO
n irf
ce" )
0")
cr)
M
(,)
ese
O
N d
EXCELENTÍSSIMA SENHORA JUÍZA
DE DIREITO DA 2a VARA CÍVEL DO FORO 2
OLL
E
CENTRAL DA COMARCA DA CAPITAL - SP co 11)-
sc

_o
o O0)
cn Les

178.
N O NN

uf 0
r-
N C\I
(N)
O
O
E
o
"
o 0,
-o
as o)'
Tq g)

1-2. `à
o. ed
O OO
3 (9,
-- o
CU
,..,

Autos n° 0019441-31.2013.8.26.0577 oE
M o-
oO
-o
o EU
o 1-
AQUILINO LOVATO JÚNIOR, brasileiro, advogado, solteiro, titular wla ttA
O
c
O
cédula de identidade RG n° 6.820.906 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob o n° 041.713.398-7re 13
ça
Oo

-Noc
RAUL BENEDITO LOVATO, brasileiro, empresário r o
e advogado, solteiro, titular da cédula de o zE
(t,

identidade RG n° 12.754.305 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob o n° 041.713.388-08, ambos Teh 8


5C
_o
residentes e domiciliados na Rua Escobar Ortiz, n° 591, Vila Nova Conceição, T-- (75

São Paulo/SP, o ec
ec o
w.5o
CEP 04512-051, vêm, respeitosamente, diante de Vossa Excelência, por intermédio de seu
z<
é-
,
advogado que esta subscreve (procuração - doc. 01), com fulcro nos artigos 300 e seguintes do z - al

Código de Processo Civil ("CPC"), apresentar CONTESTAÇÃO, nos moldes a seguir aduzidos. 2 o)
__ecn
<
Z
LU c»

w
I - SÍNTESE DA PETIÇÃO INICIAL LU
CL a
6- n

E;
U- J
Li. Cr)

A Autora, em extensa petição inicial coligida às fls. 02/22, aduz que


1. 2L Q
o YD-

prestou assessoria jurídica aos Réus, à mãe - Neide Lovato - e a diversas empresas destes, em o o
E zn
3 -2
especial nos procedimentos de dissolução de sociedade, entre o período de janeiro de 2001 até
Documento recebido eletronicamente da origem

0.> u)
"0 0-
0
-01 -C
maio de 2008. .E
w
-
V)
O 0
3cg))
(,)
2. Tal assessoria teria lhe consumido, incomensuravelmente, diversos =O(1)(a
o
o ,.
-o
aspectos de sua vida, em virtude de intensa rotina diária e exorbitante rotina de trabalho, esta se .0 c
-oa
prolongando, inclusive, aos finais de semana. =
o o°
-0
.E0
Sal) Palli()
§
Ur I . It 31.1k 12,1; inakr
§ °c2
c
r..
11
1
1'1,1,111
oo
-o
.0. a 11,4 .,111., Kl, I,- o
W W. more ta In licr.adv.1)r 1:,-;
Lu a_
c;
o
(e-STJ Fl.18)
c,
fls. 18 c,
co
N
r -c°

b o
N
-i-
M O N TAN H E R SOCIEDADE DE ADvoGADos _
c,-,
o,
°'<o
c,
cr
o
N d
2 LL
3.
Diante de tais aspectos, o escritório da Autora teria
.r
LE
sido transferido às sÉ o
dependências da empresa Norsul ABC Ltda.,
em São Caetano do Sul. Lá, a Autora teria mantido a ,oo
o 0)
Lr)

vasta documentação das ações e demais procedimentos


relativos aos Réus, como também outros -'
N L.=,
O
O
o
arquivos profissionais e de eventuais clientes. cv
.- C)
o O
cd o
r-- O
;E", ,,3
N C\4_,

4.
Dentre a assessoria jurídica delineada, destaca-se o patrocínio dos
Réus na dissolução da Distribuidora de Automóveis Bandeirantes
r'Er.,'c\II-O
.1---

Ltda., com atividades nas o c?


m:
-oo --
esferas judicial e extrajudicial, e nos processos cíveis, fiscais o v,
e trabalhistas correlates à empresa. cn
oo cg
0,
:5 61
0.. C1
60
Neste sentido, a Autora afirma que, para que assumisse sozinha
5.
co
g))
oo
tamanho volume de trabalho e responsabilidade, as partes teriam contratado o
o o-
o pagamento dos c n 0-

honorários na proporção de 10% (dez por cento) dos haveres apurados no processo de dissolução ao o0
8-.-Q.-;
ctE-2
de mencionada sociedade. Lu C
o
0 o-
(ti -0
.(-) c
,-5;
= c
5,2
6. Pois bem. oE
-o =
Til 8
_o
5 rd
r_ (3
7. À rotina de trabalho da Autora, sobreveio, finalmente, a homologação 1-
0 0c
CC (D
e a consequente execução dos haveres dos Réus, apurados no valor de R$ 12.539.519,50 (doze u..] t
=0
fc 9_
milhões, quinhentos e trezentos e nove mil, quinhentos e dezenove reais e cinquenta centavos), 1-.c
z _o
o re;
2 cs)
nos autos da dissolução da Distribuidora de Automóveis Bandeirantes Ltda. -J
<
Z
L1J
CO
cy)
> L0
= rd
8. Neste momento, a Autora narra que um dos Réus, Raul, teria iniciado L1J
CL 0.
rdCa

-J ---
-J 13
comportamento agressivo, irascível e antiético, caracterizados com atos de violência verbal, L1J
LJ-
.,:
..,
=
ao_ --
ameaças físicas, ironias e recusa a futuro pagamento de honorários pelos serviços prestados; como ,--!ri _92,

o al
também prejuízos, intencionais, as atividades profissionais da Autora. E co
-rd
-,
.......
0
Documento recebido eletronicamente da origem

'C) CL
0
-ri -C
9. Em suma, a Autora afirma que o contrato em que fora estipulada a ..7,.
OZ;
.pulada.
cp

c% 0
porcentagem de seus honorários teria sumido dos arquivos da empresa, sendo que o Réu Raul
..
-ai
.5) o
,

tampouco apresentou sua cópia da avença; este supostamente iniciava discussões infundadas e so g .,
-o T,d
alterava o trabalho da Autora, por meio de recolhimento a menor de custas, perda de prazos, as
.0 .3,
dentre outros aspectos. o.
,o 0
oo
a..
o3

V
'..-c
S:it) Paulo
I, , 1 ), 1 .1c 1, .1,1. 12,6 Iltí.11
U 0
O Cl
.., ., . i ,, , I',,15111 'Wh'
os-
I

Cd
ivIL É IN ;N I I lifil ..,,i
r . ,, ,. Mi, 111, 11, ,1J1t f ,1 IP ."(7) (Ti
Lii CL
20178260000.
o
(e-STJ Fl.19)
C>
fl 41'9
o
co(s4
r--
...,
5
u.,;, V O N TAN H E R SOCIEDADE DE ADVOGADOS
,
elleelleeellialM
rl
g
o,
g;
M
(.1
cm° c;
10.
Além disso, o Réu Raul teria exigido 2 11
de sua genitora atraso no a, i.i.-

pagamento dos honorários mensais da advogada. g. o-


Tal exigência, entretanto, não teria se o to
mantido diante de um termo de confissão de dívida, _o O
o O)
0 Lei
assinado em 19 de março de 2008 e paga em -0
seis cheques. 8 c'
-o
L:i

.2 O
(1)

1-- O
11. Estes títulos de crédito, em seguida, teriam sido substituídos à
5 Cg;

por 5,;_,
et ,-
r...;

cártulas de titularidade do Réu, que não


os teria compensado. A ausência de fundos dos cheques -o
E Ci
o
teria dado ensejo a duas ações de execução, cujos o C?
-o
embargos foram julgados improcedentes. -,0 cn
o
8 {2
I.5.) `à
o. CM
12. A Autora, assim, formalizou sua renúncia dos mandatos do
3o 2ej
outorgados pelos Réus em 30 de maio de 2008. CL o
22
en
a) 0
-a
_g É
o
13. Em um primeiro momento, os Réus não teriam aceitado tal .2
Lu .=
providência, recusando manifestação da Autora para que indicassem advogados o 6
-o
para receber 8 -a-
substabelecimento sem reservas. Outros advogados "fi
= çp
2.
- Luiz Antunes Caetano e José Eduardo Pires
0E
aLi
Mendonça -, posteriormente indicados por Raul, não foram
contratados por Aquilino e apenas 8
5c
aceitariam possível contratação diante de substabelecimento com reservas. _o
-. rd
I- -5c
0 2
GC e
LLI
S C
o
14.
Raul, inclusive, teria exigido que a advogada assessorasse qualquer .:í (-2
Z 15
processo e questão extrajudicial, nos moldes já comentados. Suportada tal O 03
2 s_,
exigência -.I sn
.cc m
temporariamente, de forma a não conceber nenhum prejuízo processual aos Réus, a renúncia se z a
efetivou na data anteriormente indicada. 2 it
Lu lã
a_ o.
----
_, _b-
ui
L.,_ co
A Autora, ademais, alega que enviou aos advogados indicados por
15. k..o:
a,
Raul relatório pormenorizado de pendências, sendo que os causídicos teriam se prontificado a <D (VI
Eo
iV
orientar os Réus acerca do pagamento dos honorários. o) ":1;
Documento recebido eletronicamente da origem

(i)
15 o
o -c
-o
(ri
ew
Por fim, a Autora afirma que, passados mais de quatro anos da
16. .co o
oto
U
renúncia, jamais houve qualquer manifestação c
ou garantia dos Réus para efetuação dos 2o E0
pagamentos devidos, razão pela qual ajuíza a presente ação de arbitramento e cobrança de o Td
-

.0 c
honorários advocatícios. ó.
o
-e O
oo
São P.1 ulo c,
%ta.' %MJ vb. ; 41.W Aná., §
c) o
nin 1,,k1
oo
11 %MI 1/4..1 -o
~em hlx 4) 5_
ww w.mo t a nhe tad v.b r trias
LLI CL
(e-STJ Fl.20)
fl4(G0 á
cio
03

L' MONTANHER
r --
O
SOCIEDADE DE ADVOGADOS e
C","
e>
><\Sk or)
tn
tNI
O
O
17. Superada a narrativa fática comum às ações epigrafadas sob o n°s o u-
Ê
0026944-06.2013.8.26.0577, 0019441-31.2013.8.26.0577, ,n o
o T-
0026941-51.2013.8.26.0577 e 0026942- o L°
_o
o Oao
36.2013.8.26.0577, a Autora passa a delinear, por meio de co ,0
extensa narrativa fática e jurídica, a 8
assessoria prestada na dissolução da sociedade Distribuidora Ó c! tu
de Automóveis Bandeirantes C1

v)O 0
cri O
Ltda., com atividades nas esferas judicial e extrajudicial, r-- O
e nos processos cíveis, fiscais e '-CO
N.
trabalhistas conexos à empresa. .9
co

-4.-o
N.:

E c`l
o
O <2
18. Por fim, elenca as ações sob sua responsabilidade à época da renúncia -o
ca
("''
M
e imputa-lhes enorme complexidade. Afirma, ainda, que, passados mais de quatro anos da o &I')
o o
0_ c.,
renúncia, jamais houve qualquer manifestação ou garantia dos Réus para efetuação dos cs O
,9

pagamentos devidos, razão pela qual ajuíza a presente ação de arbitramento e cobrança de O 2o
c2 o-
(1) 0
honorários advocatícios. -C3 o
2E
-o
co
irj
wC
O
19. À inicial, foram juntados 15 documentos. -0 6
.2 1:1
6
ro c
2, 0
cp E
-0 z
20. Em que pese o visível esforço da Autora em delinear suas razões 8
5 (2
_o O
iniciais, razão nenhuma lhe assiste, de tal sorte que seus pedidos devem ser julgados inteiramente 1- c
02
improcedentes. rc o
2Z -.=
LLJ
c3I-

.1

,,X 'C
r_
z _o
II - PRELIMINARMENTE O cu
2-1 0)
0
11.1 - DA TEMPESTIVIDADE DA PRESENTE CONTESTAÇÃO <
Z
(,3

LU 0,
>. -Cn
O- 0.
21. O art. 241, inciso 1, do CPC, delimita como marco inicial para
'
""-
_1
LUli
Là_ N
apresentação de resposta pelo Réu a juntada do aviso de recebimento aos autos. Tal delimitação se 8_ o
aplica quando a citação se der por correio. cN Er.
O
..--.
ce)

E co
-!..3.)
Documento recebido eletronicamente da origem

cn
O.
22. o -o
Nos autos da ação 0026944-06.2013.8.26.0557, em trâmite diante da -o
O
5 o
19' Vara do Foro Central Cível da Comarca da Capital/SP, foi certificada a juntada do AR o 0
WS Cd
=
positivo dos Réus em 07 de janeiro de 2016. ao
o ,-
-0
se o
De qualquer forma, nos termos do art. 1° do Provimento CSM n°
23.
.0 0
2.297/2015, no período de 07 de janeiro a 17 de janeiro de 2016, ficam suspensos os prazos oo
E
co o

v
São Paulo
ha. I %Foi, c
crunc
lef,ne 1.
Cl:1'015111
I'. '.1.11 .1 n1)41
o oo
(..)

-o
101, o 5- szt

xvww.mon ra tilier.ativ-hr "(7)


L.Li O-
(e-STJ Fl.21)
o
ti 21
oce)
c`i
co

O
lia MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS n r
--u;
. q..
C\I
nt-
M
a)
cr)
co
ch
c\J
o o
Ci
processuais de qualquer natureza e realização de audiências e sessões de julgamento, em Primeiro O u_

e Segundo graus de jurisdição.


E7.;
o Ir)
-
_o o
oo 0) ,-(75

5_2
24. O diploma processual, no mesmo sentido, em seu art. 173, parágrafo
oo
c\I
O 0
único, dispõe que o prazo para a reposta do réu só começará a correr no primeiro dia útil seguinte .RS O
i- o
5 (6
ao feriado ou às férias. ó 190
,-
'Zi" 1-
E c`J
O
Assim sendo, vê-se que o termo inicial para impugnar as alegações
25. o (9
-c)0)
.3o Cr)
0)
iniciais se iniciou em 18 de janeiro de 2016, segunda-feira, momento em que as férias forenses se 0.)
C0j
O_ CM
extinguiram e os prazos foram os prazos processuais foram retomados. 60
o
o_ o
o o,-
cr) 0-
26. Protocolizada a presente, fatalmente, no interregno de 15 (quinze) a)
-o o
o
2cl E
dias, resta comprovada sua tempestividade. ri,. o
=
0
o 0-
as "O
o ci
27. Além disso, os Réus se apresentam espontaneamente nestes autos, co C
oE
-o z
elemento que, além de indicar boa -fé, comprova a higidez temporal de sua resposta. Tu 8
5 ciai
_o
=
I- è -
a) 2
ILII - DA EXISTÊNCIA DE CONEXÃO COM AS DEMAIS DEMANDAS PROPOSTAS PELA AUTORA ira)
Lu E

EM FACE DOS MESMOS RÉUS zm oo


1- -
z 15)
0 ris
2 cs)
(i)
28. A Autora, em visível desvirtuamento de seu direito de ação, __á

z cri
<
LLJ
> -cy.)
intentando obter eventual e a aleatório sucesso em um de seus pedidos, ajuizou quatro ações
Lu (ri
o_ cu
o.
conexas e cujo mérito já fora solucionado, em face dos Réus. __á 2,5
It
LL1
(f)

o_
29. Anote-se que as quatro ações ajuizadas pela Autora referem-se à O -,W
cTr
E GI

mesma causa de pedir - arbitramento de honorários advocatícios - em face dos mesmos Réus, CL)
Documento recebido eletronicamente da origem

todas elas oriundas da mesma relação jurídica existente, o mandato que perdurou até o ano de O
-O -C
cU
13.)

2008. (0 O
en
--

Tc; °
C (1)
a tn

O
30. Dois processos tramitam no Foro Central Cível da Capital: esta ação O
%
-
-o cd
c
(0019441-31.2013.8.26.0577) e a ação n° 0026944-06.2013.8.26.0577 em trâmite na 19' Vara Cível
cr3

,c,
U
-
.
i=
°
-0
Central. Oo
's
Slit) P:tielt) E
I I. I. Y.
§ "E
1- ,.

k,.1' Ne.
s, 12.
l'
\ nda, o
O o
O
1,10:1 .1 v nt,.$ Mu.. -O
,
C II.N1

.....ille A:1
ro
LL1 0-
(e-STJ Fl.22)
CD
ggNif CO
CO
C \I
co
x.)
O

MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS


1,18111"araggilálg a)
)

.
N c
P
31. Outros dois permanecem na 7' Vara Cível de São José dos Campos - 1-1-

s=E
=
0026941-51.2013.8.26.0577 e 0026942-36.2013.8.26.0577. O 'o
_o O
o ,73

Data do despacho Data do despacho inicial -


Óo
Valor da
Número do processo Controle Vara Empresas Foro Central
causa inicial - SJC O
12/07/2013 - Dje Cfl O
19' Vara do Foro Central CM de São RS 10.000,00 14/11/2013 Kit O
(0/26944-06 2013.8.26.0577 2013/002.241
Paulo
()Jornal o Vale P.11,111.0
15/07/2013 N. o
2' Vara do Foro Central Civel de tilo I Xdrasokaa de Attromneeta 04/11/2013 ,,c6
0019441-31.2013.8.26.0577 2013/002076 RS 10.000,00 20/05/2013 _c., -1
Paulo Bandeirantes Ltda.
C \-.1 CO
7' Var.. Geei do hm, dc São.losé dos P
11026941-31.2013.820.0:477
_
2013/002430
Campos
RS 10.000.00 Banderrantes Impons Ltda.

Ponto II. COIllérCIO e Imporração Ltda.,


16/07/2013
rE (\!o N:

Tudo Bom Comerao de Alimentos CD aer


7' Vara Civel do Foro de Sào José dos 03/07/2013 O C',
RS 10.000,00 1.61a., Traddtank Banderrante Corretora
0026942.30.2013.8.26.0577 2013/001126
Campos -0
(tio,
CD
dr Seguros S.C.1.61.1, 813 ['reunam" e
715
--- Tunsmo latia ,
0 O,
ÓCD
re.
0_ c,,

A leitura das respectivas petições iniciais das demandas acima


32. 3cs °°o
o
o_
O 0-
indicadas permite a conclusão de que não só as partes são idênticas (Renata versus Raul e C I) 0 -
O0
-o
Aquilino), como também há inegável coincidência entre a causa de pedir de cada uma delas, já que, s) E
J o
como dito, referem-se à arbitramento de honorários relativos ao mandato judicial exercido pela o
-o O-

Autora de forma conjunta em várias ações.


c.,
- 30 E
-o z
ru 8
33. Nos autos n° 0026944-06.2013.8.26.0577, busca-se em face dos Réus 5 ci
_0 Cã

1- c .

o arbitramento de honorários advocatícios em relação ao patrocínio dos Réus na dissolução da CD tl.)

cr r2)

sociedade o "Jornal O Valeparaibano Ltda.". = g`.-


Gc o
s
o2 CD eu

34. Na ação em epigrafada sob n° 0019441-31.2013.8.26.0577 e em 0


z z
trâmite na 2' Vara Cível Central, por sua vez, a Autora também visa ao arbitramento e cobrança de
LU

honorários referentes ao patrocínio dos Réus na dissolução da Distribuidora de Automóveis -0_ 2_ -67)

13
Lu - --,
Bandeirantes Ltda. Lá_ cn

o _ eL
o

35. Nas ações em trâmite na 7' Vara Cível de São José dos Campos, sob
a)
Eo
E
7-%

o
Documento recebido eletronicamente da origem

n° 0026941-51.2013.8.26.0577 e 0026942-36.2013.8.26.0577, visam ao arbitramento de honorários o -c


O_
O
em razão da atuação da Autora nas ações referentes à dissolução da sociedade Bandeirantes .=
tn
.13)
,,,
cO 0
Imports Ltda. e ações correlatas e nas ações em que figuraram como partes Ponto H. Comércio e (I)
C (1)
=O o
Importação Ltda., Tudo Bom Comércio de Alimentos Ltda., Tradibank Bandeirantes Corretora de 0 -
ru
-O Tu
.01 c
Seguros S.C. Ltda. e nos processos fiscais, cíveis e trabalhistas relacionados à empresa e ao :§)
`O O
relacionamento de seus sócios, nas ações onde a SB Fretamento e Turismo Ltda. figurava como oO
'=
.10
E
São Paulo
42. t,' :da,
oo
era.. 1 -ar, \ kt.L... -D o
Goon
Meta'
PAU]. t:Ijo1001401/
; .1I" AM. leCal
fi to'
Lu CL
a
(e-STJ Fl.23)
fb,3 CON
<0
N
a)
5 r-

me MONTANHER1 SOCIEDADE DE ADVOGADOS ,.


cv

o
'c5
-:r
c,)
a)
r)
,

9 rP 0,
O
o d
N
parte, bem como nas ações dos Réus o u_
contra as empresas Toka Indústria e Comércio Ltda. e Jolly o á:
Green Taxi Aéreo, respectivamente. =e O-
o If)
_0
o OCD
o t:)

CD
0o
De se ressaltar, por oportuno, que quando lhe
36. 9 c)
foi conveniente, a (..,
..-
to O
o
Autora somou a atuação em vários ..(0 o
processos e pleiteou a cobrança em uma única ação, tal como ,--.. o
'5 (c;
se observa das ações N
em trâmite na Comarca de São José dos Campos, as quais dizem respeito a CM
o
C\I
Wse
r,
v-,--
várias empresas. -,- O
FL) c\I!
O e?
-o o,
cri ,,
'3 -.5

37.
Entretanto, em razão de se tratar de apenas do mesmo mandato, já 8
r, {,1,
CL cv
que a Autora atuou simultaneamente nas diversas ações que faz menção em suas iniciais, 6 o
3W
certo é que as ações que objetivem o arbitramento CL
O 0
CD

e cobrança de honorários advocatícios W0'-


cr) 0_
OO
o mesmo liame - mandato exercido pela Autora até 2008 -e são dirigidas contra -0
2
coo
°'possuem

os mesmos réus, tudo a indicar a existência de conexão entre 17i


as demandas que possuem a L1J E
0
mesma causa de pedir e as mesmas partes. -o 6
cd -0
0c ;

.
17; E.
<,)

a) 0
-0 E
38.
Assim sendo, em atenção às regras atinentes à prevenção e à (rJ o
_o
5 ri
conexão, e em obediência ao dever de coerência, os processos em trâmite devem ser reunidos i-- c7j
-s-_-

o 92
no juízo da r Vara Cível do Foro Central da Comarca da Capital. cc 0
Lu .E
zo
fc ( -2

zO as
o
39.
Isto porque, nos autos do processo n° 0019441-31.2013.8.26.0577 em 2
_.
o)
u)
< 7,-1
trâmite na 2' Vara foi proferido o primeiro despacho, em 04 de novembro de 2013 (art. 106 do z ..--
Lu iy,
> te,
p,
CPC). ..,
a.
Lu
a
a)

_, ---
-I 15.
LJJ ,
LL W
D
40. Na presente ação, a decisão somente foi proferida em 14 de
CS

- "-'
novembro de 2013, razão pela qual, tratando-se de ações conexas, como no caso presente, a O
E0
Ws (I)
fixação da competência se dá pela prevenção do juízo que despachou em primeiro lugar. 0> (t)
.,
Documento recebido eletronicamente da origem

'<:3 O.
0 -C
-o
C'l .2
75 .0
41. Daí porque, tendo sido proferido decisão na ação que tramitou (i3
ni 0
-g 5)
= a)
originariamente no juízo da 2' Vara Cível do Foro de São José dos Campos e após a declinação de .a, o
ó2
-

competência passou a tramitar na 2' Vara Cível Central, é este juízo o competente para julgamento --0
o ,T
..

.W c
de todas as ações entre as mesmas partes e que possuem o mesmo fundamento jurídico. O .2)
.,Oo-
o o

(
Ç ..
Sã, P.itlio
e. ç.".
._
a) ki
r. .

uan :anr...1 Cl I. 01301.10,


1,1.1.1,
Ú
oOo
i.k.... .. D. too ~a -0
I 411 lol a I% ..lia
. V freur o ,...

' U %. .mon .n i n, (nig Ia. i) to


L11 CL
O
O
(e-STJ Fl.24)
O
O
24
c.](s)
co
r --
sr) O
MONTANHER SOCIED^..DE DE ADVOGADOS
: ....,....1.2.,....,...,._.,,...,. ,..,,,,,,,
C1

rn
co
CNI
O
CXI ci
42. A respeito do tema, por fim, é necessário coligir 2 LL
o entendimento do
Superior Tribunal de Justiça. ..E'-
C --
o 11)
jo O
oo ND
O)
c; '8
O objetivo da norma inserta no art. 103, bem
ambos do CPC, é evitar decisões contraditórias;como no disposto no art. 106, -o
C1 O
cn O
por isso, a indagação sobre o 40 o
objeto ou a causa de pedir, que o artigo por primeiro quer que seja 5C1 c°
o.
deve ser entendida em termos, não se exigindo comum, CN
a perfeita identidade, senão que r, OC!

haja um mesmo liame que os faça passíveis de decisão :1-


,-o
unificado. (RSTJ 98/ 191,
min. Waldemar Zveiter, p. 207). É c:1:
o (..?

A conexão pressupõe a existência de causas que, embora não 05


Ch
sejam iguais, guardam entre si algum 8
vinculo, uma relação de afinidade, o que denota que o alcance da O {:jj
regra de conexão tem sido alargado, 0_ 04
de modo a se interpretar o vocábulo "comum" contido no texto legal, 0' 0
como uma indicação do legislador {:2)

de que, para caracterizar a conexão, seria desnecessária 0- oo


a identidade total dos elementos da ação, O 0,-
bastando tão somente uma identidade parcial (STJ, REsp n° 1.226.016, co -
3° Turma, Min. Nang
Andn'ghi,j: 15.03.11, DJe 25.3.11). -o 00
_8 E
co
N O
Lu -c
43.
Vê-se, portanto, que a presente ação, bem como as identificadas pelos g o"
31i
números 0019441-31.2013.8.26.0577, 0026941-51.2013.8.26.0577 ro c
e 0026942-36.2013.8.26.0577
são conexas e devem ser reunidas, a fim de que sejam decididas, 71) E
simultaneamente, pelo juízo da 2' ws 8
g 12
Vara Cível do Foro Central da Comarca da Capital, o qual se tornou prevento em razão do
I-o 92c
primeiro despacho proferido nos autos da ação 0019441-31.2013.8.26.0577, o j
nos moldes do art. LU "E

105 do CPC. Z
<o
O

I- -
o C:5
2 Ó")
_I UI
ILIII - DA CARÊNCIA DA AÇÃO -A AUTORA ESTÁ tC "gi
DESPROVIDA DE INTERESSE DE AGIR - LIA .5)

PACTO ENTRE AS PARTES, JÁ CUMPRIDO, QUE PREVIA O PAGAMENTO MENSAL DE


W
CL
HONORÁRIOS - INCABÍVEL A AÇÃO DE ARBITRAMENTO -J
-- --

LU
-

co
44.
Nos autos desta ação, a Autora visa ao arbitramento e cobrança de iE
Documento recebido eletronicamente da origem

honorários advocatícios referentes aos trabalhos por ela realizadas em relação à dissolução da -8 .c

sociedade "Distribuidora de Automóveis Bandeirantes Ltda.". u'o

N
.E0
o Si
Dada a grandeza desta assessoria jurídica, as partes teriam
45. _R
(IS c
convencionado, em documento escrito, o pagamento de honorários na proporção de 10% (dez '8 .2
-43)
O
por cento) dos haveres apurados nos processos de dissolução em que os Réus são OO
Siai Pa kali)
partes. 'E .6.
Iy1h pr. %I.malv.. te- Andar
Ea>
c
et. on -~1501. 1.1:7. ne Wel gni o
o
-oo

www.mon ta nIter.adv.br to as
O-
C;
(e-STJ Fl.25)
cD
IN,5 00
r--
o
emes MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS r
"1"
À
t r 4,
19
O
rT
co
co
o O
C \I
46.
Tal documento teria sido retirado do arquivo 2 LL
da Autora, ao passo que
os Réus não teriam mostrado sua via. CDU
c
o Ln
ou, o
47.
Ao final da exordial, elenca as ações sob o
sua responsabilidade à época N o
da renúncia e imputa-lhes enorme c/) O
' CO O
complexidade. Afirma, ainda, que, passados mais de quatro I-- o
o-
anos da renúncia, jamais houve qualquer manifestação C \I
CC;

ou garantia dos Réus para pagamento dos O


C"."-CI

r-:
honorários devidos, razão pela qual ajuíza nl-
o
a presente ação de arbitramento e cobrança de E c\
ni
I

honorários advocatícios. o
o C?
a) X;
-cãf-,
8 CO
'6 61
0_ C \.1
48.
Em síntese, a Autora pleiteia, com fulcro no art. 20, § 3°, alíneas "a", Ci. o
5 g))
"b" e "c", do CPC e no art. 22, § 2°, do EOAB: CL o
O
(1)

0
cu

0
cf)

-o o
0.

oE
a) A procedência dos pedidos, de forma que sejam arbitrados os ro
c e)
w
o
-o 6
supostos honorários a ela devidos, independentemente do resultado da CO
ci
apuração de haveres na ação de dissolução da sociedade, mas tendo como
a) E
z
base a complexidade e o volume de trabalho realizado; ciS o
5 Ced
_a
-c .c5
c
(1.) 92
b) Alternativamente, a fixação dos honorários no patamar mínimo de Ce C)
L1J
2Z o
10% dos haveres de cada um dos Réus, garantindo o direito da Autora se <
I-
Z _Cl
habilitar nos autos do cumprimento de sentença. o41:5
2 cs)
N
< ni
Z
LLI cy)

49.
Antes de tudo, a prestação de serviços jurídicos pela Autora aos Réus R g.
"O

ui w
o_ 0_
é incontroversa. Não se nega a relação profissional entre eles _1
mantida, mas, ao contrário do que se _1 13
LU
alega na exordial, as atitudes que culminaram LL CO

na sua unilateral renúncia advieram de seu 0_ Ci


'1) .5
comportamento instável e ansioso e representa uma escolha subjetiva. (1)
.

E co
76
Documento recebido eletronicamente da origem

ci)
'0 0-
50. Se, de fato, o Réu Raul tivesse apresentado comportamento agressivo, O _C
-0
C 2(j)
imprevisível e tivesse prejudicado o trabalho da Autora sobremaneira, esta, como advogada 't7)
(,)
0 O

experiente e zelosa, teria tomado as providências necessárias para reprimir tais atitudes e 1 5))
-a, o
O CG
resguardar sua incolumidade pessoal e profissional. o
T;
ai c
a .8, .

.0 °
O o
Sã() Paulo oE
It 0.. lel 1.1, 42.6- 1,,k,
e.minU. Pad.. - I 1.4113,11 0411, U
o Uo
c_

1111,,IF 1 ll ,1,11 4011


r -o
*: . NILO, ..11,..mnr r .1,r C1) iz
wv, w.m o n ra r.ad v.Irr ri) ni
rà-
(e-STJ Fl.26)

iiii~e~
(.26

es MONTANHER
c0
r-
N") CJ
SOC I I: DADE DL AI) voc;AD( )S
ON
tel...iic=.1,Elitrei.ii-#W2ctir- rn
("4

51.
CM o
Ainda, se, de fato, o contrato em que fora eo Li-
pactuado o pagamento dos
honorários na proporção de 10% (dez g= o
por cento) dos haveres apurados no processo de dissolução o In
de mencionada sociedade foi "subtraído", _o O
o O)
tampouco há indícios de que a Autora tomou (ti
a '8
iniciativa de, alguma forma, certificar
o "sumiço" deste ou garantir sua exibição. oo
-a
w6
r- cp
"C-)
cl tdcj
52. No mais, é inacreditável que uma advogada,
cuidadosa oul

como a Autora, não tivesse sua própria cópia de tão T o


importante documento. E C\I
o .4:
o e?
o
Cn
8 (")
Fato é que, como admitido
53. O C`)
pela própria Autora, o a Cc j
Cd

pagamento de seus honorários era MENSAL e assim OO


o foi pactuado entre as partes. cu
O_ 0
oo
cri a-
oo
54. Em nenhum momento foram avençados -o o
honorários ad oE
exitum; apenas foram contratados estipêndios c
ti
pro labore. o-
-o o
o co
55.
Em outras palavras, havendo pactuação de -a G)
honorários, ainda que a ,:) E
1:3 o
descontento da Autora, não é cabível ação de -a 0
arbitramento de honorários, os quais servem tão _O CG

somente para fixar remuneração para aquele .c


trabalho que não contou com qualquer PRÉVIA c
0)G)
CCO
PACI'UA Ç O. LLI -E
o
Z
<o
_O
o
56.
Se a Autora aduz em sua inicial e que recebia 2
_J
0)
honorários mensais e < 'W1
-a)

também fazia jus ao percentual de "êxito" de Z 0)


10% sobre as causas, deve se valer da via de > :,3

COBRANÇA DE HONORÁRIOS e não arbitramento. LIJ


CL
-á O.
_J
LU
U- Cf)

57. A Ausência do contrato - cuja tese risível é de


que foi subtraído -é
k
.1.).
matéria de prova em ação de COBRANÇA de o af
honorários, jamais de ARBITRAMENTO, na E
(11
Q0
medida em que a própria Autora alega ter havido
Documento recebido eletronicamente da origem

<l)
estipulação prévia, condição, por si só, que afasta -O
o
-c
a pretensão de ver o valor do trabalho arbitrado judicialmente.
ul
<C O
IrS U
(t)
58. 9) N
A ação de arbitramento de honorários, portanto, deve ser extinta
sem 0 ás)
o -
resolução do mérito, nos moldes do art. 267, VI, do CPC. -O Tri
cd c
E_ -5
.0) °
oO
a A=
Sào Paula ',3 3

Nte , Moa, 11 ti Anda


I
§o oc
Cri. o 301 Ano
1101 ~I 13
o 0
t. nu a .n o b. CD L
;,.,.\.rnontazillut.adv.hr 7.5 t'S
Lu O
c5
o
(e-STJ Fl.27)
oo
,,,xP27 co
co("\I
1--
5
MONTANH ER
MONTAN SOCIEDADE DE ADVOGADOS eeeeeeeeeeàeeI nr 20)
cn
CM

M
M
N
o
III - PREJUDICIAL DE MÉRITO N di
2u-
u:
- OCORRÊNCIA DE PRESCRIÇÃO ,aE 0
-
o .0
_O O
cp o,
Lei
-0
59. A presente ação se encontra fulminada pela prescrição. 9 0
o-
C,0 C:J
Ct1 O
1.- O.u

60. Explica-se o porquê. lEs"


c\I
eu cq
c, N
ENo
61. is
O art. 25 do Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil ("EOAB", o ef)
-o en
o
Lei n° 8.906/1994) elenca não só o prazo prescricional 8
para o arbitramento e cobrança de o cf2
{: `¡

honorários, mas também determina o marco inicial do lapso prescricional. o-


d
à
(u

o_ 0
O o,-
62.
Assim sendo, tem-se que o prazo para a cobrança e arbitramento de (/) 0-
t> O
-o o
423 E
honorários advocatícios é de 5 (cinco) anos, contados a partir do i) vencimento do contrato,
se as
..-
houver; it) do trânsito em julgado da decisão que os fixar, iii) da 1.11
o o-
ultimação do serviço extrajudicial, -
co -0
iv) da desistência ou transação e y) da renúncia ".=
co
ou revogação do mandato. 7)

71)
o zE
TU o
63. No Código Civil a matéria também é abordada no art. 206, § 5°, inciso 50 oS
c ir)
C
II, em previsão semelhante, que também fixa o mesmo prazo CD 92
para a pretensão dos profissionais S
LU E
(1)

liberais em geral pelos seus honorários, contado o prazo da cessação dos respectivos contratos 20
ft 2
ou mandato. zO c3
2
_e
co
u)
<
Z
ni
ui 0,
64. Neste momento, é oportuno salientar que o mesmo decurso temporal >
=
W Nl
O- a
se aplica as hipóteses de arbitramento, dado o caráter de cobrança de ambas _e
ações'. _á 1:3
u_ o
L.L.I

.J.
O mandato da Autora, ao contrário de suas alegações, foi
65. s .... ..
0 ri'
E0
renunciado, expressamente, em 05 de abril de 2008. Nesta data, os Réus tiveram To
to,
oc
Documento recebido eletronicamente da origem

a
-c
"e:
o
I Honorários Advocatícios. Ação de cobrança. 1. Agravo retido contra decisão que rejeitou a preliminar de prescrição suscitada (7)

01 0
pelos réus, reiterado em sede de apelação. Não há se falar em prescrição do direito de ação, porquanto a ação de arbitramento N
e
honorários tem natureza de ação de cobrança, aplicando-se a prescrição quinquenal prevista nos artigos 25 do atual Estatuto da g ct,
.a o
Ordem dos Advogados do Brasil e 100 da Lei tf 4215/63 (...). (TJSP, Apelação n° 0135912-58.2003.8.26.0100, 25' Câmara -=
0 ft,
de o
Direito Privado, rel. Des. Vanderci Álvares, DJe 28/11/2012). O ,-
nt
5_ 8,
(...). Mandato. Prestação de contas c.c. arbitramento. Honorários advocatícios. Pleito voltado, 8
em última análise, à cobrança de
determinado percentual. Ação de cobrança e/ou de arbitramento. Art. 25, Lei 8.906/94. Prescrição.
-

oo
o
(TJSP, Apelação n° 0050367-07.2005.8.26.0114, 32' Câmara de Direito Privado, rel. Des. Prazo quinquenal (...).
San Putik, Rocha de Souza, DJe 21/02/2013). 0 o
lb Ocoa, 0. V' §c
o
ala, >MJ 1. k I I.(11;01 no) 0 0o
-o
.,enr .o, tn.tir CO

tik.montanhenadv.br to0- o
w CL
(e-STJ Fl.28)
Els. 28 á
CO

rCO-
O
N
MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS
sailineemedie ,
a>

rI ci
ciência inequívoca da extinção do mandato entre eles 2 11-
existente, em virtude do ci) iz

telegrama enviado pela Autora. =E= -


o '4
_o 0
o ai
o LE5
c) o
66. Sabe-se que a renúncia é ato unilateral do mandatário e, por CI (i)
o
oO
-as 0
si só, já extingue o mandato, no momento do r-- O
conhecimento do referido ato de sai
cAe N

renúncia pelo mandante. CQ CO


P
,- o
E) c`i
o C?
67. Nesse sentido, valiosa a lição de GUSTAVO TEPEDINO: cis Oo,

a. Cd
A renúncia consubstancia manifestação unilateral de vontade O' o
3ro 2
do mandatário,
no sentido de abdicar do mandato que lhe foi outorgado. Consoante dispõe o_ o
oo
o ,-
art. 688, EMBORA SEMPRE EFICAZ, por traduzir decisão cs) 0-
inquestionável do a> o
mandatário, a renúncia não pode prejudicar o mandante. -o
-8 E
bJ dij o
Repise-se que a renúncia pelo mandatário afigura-se eficaz ainda que LU
o
-o o-
desacompanhada de concessão de prazo ao mandante para que providencie a 3
_ 3.
sua substituição; e mesmo que não tenha como causa o prejuízo na gh c
--a 0
manutenção do mandato. Ou seja, a inoportunidade, da renúncia não tem, OE
-o o
Tti 8
como consequência, a sua ineficácia, mas a sujeição do mandatário renunciante 5 C:1
_o rei
a indenizar o mandante. '= rj,
É- c
Tal como a revogação, a renúncia consubstancia declaração receptícia de tr
1,1

vontade, devendo ser comunicada ao mandante. Há de ser expressa e pode rZ oo


W
C)
`E-

ocorrer no mandato gratuito ou oneroso. 'Este direito à renúncia, não obstante assentar Z
na tradição romana da gratuidade do mandato, e haver autores que ainda sustentem que só por aí 0 .5
se 2à
explica, prevalece no direito moderno, ainda nos casos de mandato oneroso2. .rc m
ca

zW -oa
> -o
68. No mesmo sentido, a lição de PONTES DE MIRANDA a respeito do w (t)
rd
CL o_
tema, citado por NELSON NEY JUNIOR e ROSA MARIA DE ANDRADE NERY: -J 26
uw_

O) .62.
Revogação do mandato é forma elíptica de revogação do elemento volitivo, vox, que há no suporte filio
E oc3'
-a
do mandato. Retirado este elemento, o negócio jurídico se extingue, porque lhe falta alicerce, algo de sua
Documento recebido eletronicamente da origem

estrutura (Pontes de Miranda, Tratado, t. XLIII, § 4690, p. 88)3. 'o o_o


o
-o -c
$ o
....
oc
2o
-á' o
5 {e'
o
-0 -El
2 Comentários ao Novo Código Civil, v. X: das várias espécies de contrato, do mandato, da comissão, da 0 c
agência e a -a,
distribuição, da corretagem, do transporte. Rio de Janeiro: Forense, 2008, p. 157/159. 'o =
3 NERY JUNIOR, Nelson. Código Civil Comentado - 11' edição revista, atualizada e ampliada. São Paulo: Editora ,o o
Revista dos Tribunais, 2014, p. 1004.
oo
Sào Pauto E ,
roa I h4. Ui. 4" C, C Vida. o
e . . Ree.l. I "I i Udu og.)
0
o
I.1 II uni Uwi -o
o ti"
\X U..111.111,111111: LállIN .1)1 o 01
LLI
c;
o
(e-STJ Fl.29)
o
. 29 o
<-\.1
08
C--
o
csr

11
; MONTANHER SOCIE DA DE I) E .\ v c)c, Au)(
alle~1111111 rn
co
M
(Ni
O
<V O
69.
Além da inquestionável ciência da renúncia unilateral da Autora, o 2 LL

EU-
Réu Raul, simultaneamente, i) concordou com tal procedimento; ii) afirmou que constituiria outro o 111
_O
o 0
O)
advogado para substitui-la. (t) isy
o 0o
ç'.
O
"- O
<i) O
,a3 O
Ou seja, A RENÚNCIA OCORREU, fatalmente, na primeira
70. r-
'S
(\
oportunidade em que informada aos Réus, por se tratar de declaração recepticia. (Ni
CNJ
O
CO
_!

-O
E C\J
O ni
71. o r's
A anuência com a renúncia em abril foi documentada, em 05 de abril -o ch
<ri
TD O)
de 2008, e encontra-se anexa, parcialmente transcrita abaixo: U c`")

0. C\1
6o
3 ")
<cs

Acuso o recebimento de seu telegrama fonado em 05/04/2008 às 09:47, onde a o_ o


o,-
Senhora confere prazo de dez dias para indicar novo patrono. (/)
o
0-

Como a Senhora advoga para pessoas distintas, não aceito e não tenho 0 o oE
o
procuração para receber notificações ou telegramas em nome de Aquilino as

w ,c°
Lovato Júnior, devendo a Senhora notificá-lo em outro local, pois o mesmo não o 6
-o
registra sua presença neste local. Desta feita, aponto o escritório do Dr. Alberto cd -0
d
75
Zacharias Toron, seu patrono, como sugestão para consagração de seu ato. 0.)

o oE
-o
1-1
To 8
Assim configurada está a desistência das causas, e frente à sua complexidade, o as
estarei enviando nas próximas 48 horas, por e-mail o nome do advogado que a 1o c2
substituirá, recebendo os substabelecimentos sem reservas como descreve o cc
LLJ
o
E
telegrama MF145677620BR Z
Relembro ainda que diante de minha boafi, frente à reunião marcada hoje, às 8:00, por Vossa <
1- -
Z
Senhoria na sede da empresa de minha genitora, para tratar de assunto de honorários, esta resta O rd
2 o)
_1 0
prejudicada frente ao presente telegrama, portanto diante do desacordo comercial, aguardarei as <
z
tratativas em separado com relação aos honorários. >
"an
= cri
Por questões de sigilo, agilidade e devido à complexidade das causas envolvidas, é de extrema urgência
L1.1 (i)
O_
a entrega dos documentos e bens que se encontram em seu poder, para evitar prejuízos a minha pessoa, O_
12-
portanto aguardo até segunda -jeira a entrega dos mesmos. LU
cr)

Ainda a título de boa -fé, referentes a honorários e para evitar possível litígio, '5 "a
0_ O_
pelo que se depreende do telegrama, diga-se de passagem desnecessário, O a'
.cL'

aguardo-a para receber prestação de contas finais em conjunto com a


declaração datada de 19 de março de 2008 subscrita por Vossa Senhoria e minha
E0
°
Documento recebido eletronicamente da origem

'o O.
genitora, referentes a seus honorários, conforme relatório confeccionado pela o
-o -c
C as
Senhora datado de 19/03/2008, e ainda substituição dos cheques n° 40/54/55 e N
56 em seu poder. O0
,)

O escritório dos Dr. Caetano e Mendonça está à disposição, pois os mesmos a _C 0


:5, o
"C
têm com respeito e confiança, além de Vossa Senhoria patrocinar execução O
0
{t)

-0 Tu
para os mesmos. Por fim, caso queira realizar a prestação de contas e cõ
E)'
C

recebimento dos valores, os mesmos poderão ser realizados no dia 07/04/2008, -O O


às 15 horas, no escritório dos acima mencionados, mediante a entrega da oO
.Èo
Sã oPau lo
1l. 1 rF. Nua. Au- luar, § 0
nue. Nu Pauli Cltrotsw.ilut
lace r S Ill U.n IMeLl
At udadr,n
v O
-0
o
"CA
Lu CL
tO
ri
c:5
(e-STJ Fl.30)
C:D
C:D
CD
fls. 30
C\

'y°5ri
co
I,-

Mel MONTANHER
coO

SOCIEDADE DE ADVOGADOS co
7 l' - , - ..2,
'tf.'
UI....": Tjfki a)
co
co
O
N O
documentação acima relatada e ainda o recebimento formal do nome no novo 2 u-
iir
0.5

Advogado a receber substabelecimento sem reserva. aE= O -


Evitando assim o desnecessário prolongamento de desgaste o Lf)
e litígio apontado no telegrama ora _o o
o o-)
respondido prontamente. co ..-6

O)
o
72. Vê-se, portanto, que a pretensão da Autora está inquestionável
-oo
e ,c0
J-)
o
r- o
inegavelmente prescrita. -cd
c)
c\J

Occ;
-o-
r-:

E c\I
Isso porque a Autora, embora tenha renunciado ao mandato em
73.
-o
o c?
0-)
co
05/04/2008, apenas protocolizou as petições iniciais em 29/05/2013, ou seja, 5 anos e quarenta e Tpc, O)

É° 69
três dias após a renúncia. CL 0.1
6 0
3 <2,
o_ oo
as

O o-
Decerto que a Autora fiou-se na comunicação de sua renúncia em
74. u")
o0
0-
-o o
juízo (o que somente fez em 30 de maio de 2008), fato este que, para efeitos de extinção do g
crt

LLI
mandato, não possui qualquer relevância, na medida em que representa mera comunicação ao -0 o-
1:3
juízo de que o mandato se extinguiu, tratando-se meramente de ônus processual dirigido aos 2 ci
"'E'
o

procuradores que em juízo atuam. o E


-o 7
Txs 8
5o c
1- c
' (7.)

75. Não é menos importante o fato de que a Autora, em sua comunicação o2


cc O
=
da renúncia em juízo, junta cópia do telegrama que formalizou sua renúncia em 05/04/2008. Em
w
2
z o
a
,
is
outras palavras, dúvidas não há acerca da renúncia ocorrida em 05/04/2008, seja por conta do O aS
2o)
- ci)
recebimento do telegrama pelos Réus, seja por conta da juntada de referidos telegramas nas <
zL1J 'En

>
z-,
comunicações protocolizadas em juízo. -0,.i..

Lu (11
a_ rfl

-á 13
L1J
Á
76. Desta forma, não poderia a Autora utilizar como data inicial para u_

o_ d_
contagem da prescrição somente o dia em que levou tal renúncia em juízo (30/05/2008), posto
o (V
E si)

que desde 05/04/2008, já não possuía mandato para agir em nome dos Réus, bem como Tss 4.-)
cr) o
Documento recebido eletronicamente da origem

5 Q
manifestou inequivocamente a sua intenção em renunciá-los, sendo esta, portanto, o dies a quo o
o o
do lapso prescricional. 2 7.)
as 0
Ç .3
E» O
'5 2
77. Aliás, salta aos olhos a má-fé da Autora que busca alterar a data o
-o To
-
0
de sua renúncia (que fatalmente ocorreu em 05/04/2008), com a juntada de novo 8 o-g)
telegrama datado de 06/06/2008 informando que havia juntado as cartas de renúncia nos O0
o .'-
S-1,1 PIIIII, E (1)
1. IML se 1...le Weide, 42.17 buiu Ç
1
<.)
no.. ema, elri.13111~0 0 o
here,,.. c; 11 14~1
0 1-
e

-- 0.11.11.1A/ \Mn
W CL
LLJ
al
(e-STJ Fl.31)
55... 31 á(0
c\J
c0
ti
O
ele MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS
whk, '11 (dO

r)
O
N d
processos em 30/05/2008. Vale dizer, a Autora confunde - propositalmente - renúncia o
u-
E (-)
com a comprovação de sua comunicação em juízo. C
Lei
O
o
O O)
LE3

c.)
78. Assim, com a distribuição das quatro ações, em ato simultâneo, em 29 (1)
o
O
de maio de 2013, o lapso temporal de 5 anos para o ajuizamento da ação, foi visivelmente vi
41:1
I,- O
superado.
g
cà, co
P N:
ni" I-

E cl
o
4)
79. Além disso, o argumento de que Raul teria exigido a continuidade da o c?
-a) o)
Autora como sua advogada carece de respaldo probatório, simplesmente por ser inverídica. Após § {ft]

72.
0. N
a notificação enviado em 05 de abril de 2008, não há prova da exigência feita pelos Réus, 36o
co
1}
1,

a- o
tampouco dos atos processuais que a Autoria teria praticado neste lapso temporal. oas o,-
(i) o.
a) 0o
"O
_2 E
zyj
80. Neste mesmo viés, fato é que a renúncia operada pelo mandatário é in °
Lu =
O
ato unilateral e que independe de qualquer aceitação, não sendo razoável acreditar na tese mendaz -o o-
cd -o
_ d
da Autora de que foi compelida a continuar a exercer a advocacia em favor dos Réus, até porque co c
cd
o E
O z
qualquer ato praticado posteriormente à renúncia é, sabidamente, inválido. To 8
5 ine
_o
F- c
(D 2
Prova disso é que a própria Autora confirma em e-mail que somente
81. te o
LP -E
o
Z o
aceitaria continuar a exercer eventual patrocínio das causas, "após 04 de abril de 2008, sob condições de <
zO ai -D

o Réu Raul manter a urbanidade". Trata-se de correio eletrônico redigido pela advogada, em 26 de 2 o)
--Io
o:;
maio de 2008, identificado como documento 03. Z
LU c»
> Lei
LU-
0- a°
wo_

82. No mais, os Réus não exigiram a continuidade do mandato e da LU


jj
U- CO
L

consequente prestação dos serviços jurídicos. Com fulcro no art. 45 do CPC, apenas reforçaram a g_ -o.
to

necessidade da prática de eventuais atos processuais no lapso temporal de 10 (dez) dias, sob pena
E co
° :4";
de perecimento de algum direito, o que sequer foi feito pela Autora, dado o teor de sua renúncia a) to
Documento recebido eletronicamente da origem

'o o_
o -c
-o
maledicente e que inviabilizou qualquer prática de ato posterior. .C$ o
*c7) (7,
20
3o
N
83. Tanto é que, mesmo após a questionável e contraditória conduta da CD O

oNo..
Autora, os Réus constituíram novo patrono. A título de exemplo e de comprovação, menciona-se ro

.ff
O
oo
Sí141) Paulo
o5
É "E
l`r t, In. I. \
,...1.11`..1,11..
- 42. c.- miar
11 PIPI ',rd nen,
o o
o o
1.4t,o. ti .11 :mi ~4 -o
ri
.obet It
to- ai
Lu o_
(e-STJ Fl.32)
CO
fls. 32 CO
N
CO
r, -
kibL

i '''. MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS 1111.111~*


Co
ci
-,r
co
cn
cn
en
en
N
O
Nc*,
a nomeação de Fellipe Juvenal Montanher do Agravo n° O U.
527.700/2, em 04 de junho de 2008 (tal w-
petição se encontra no 21° volume dos autos). == (-)
O Lr)
_o o
o f,
go
Por fim, é necessário coligir julgado de caso análogo em que também
84. o
-o
o o
foi reconhecida a perda da pretensão: CD

i
CCI
P.- o
O
N CI
(9 Csá

HONORÁRIOS ADVOCATICIOS. ARBITRAMENTO. Tendo sido a ação


P N: -
E CI
proposta quando transcorrido mais de cinco anos da ciência da revogação do o .4:
o cn
o
mandato outorgado pela ré, de rigor o reconhecimento da prescrição. Aplicação - a)
co Cr,

do artigo 25, da Lei n° 8906/94. Sentença mantida. Recurso desprovido. § {fel


Ó cal
[-.1 O. Ci
0.
Como bem observou o juízo de primeiro grau o apelante foi devidamente 3 2
a.
informado da revogação do mandato em agosto de 2001, como se vê dos
documentos de fis. 83/84. A ki
O o
-o o
Além disso, nos autos em que o apelante representou os interesses há gE
manifestação judicial no sentido de anotar-se a constituição de novos patronos co
N O
.0
por parte da apelada (fls. 19), tendo este documento sido juntado pelo autor. o .
ato
Observe-se que referido despacho é de 08 de novembro de 2001, ou seja, nesta 3 o
th C
data o recorrente já tinha ciência de que não mais representava os interesses da .1 R
ré, não tendo tomado qualquer medida protetiva de seus direitos, como bem N
notou o magistrado prolator da sentença. gO crá
c
Ora, da análise lógica de todos os incisos do artigo 25, do Estatuto dos é- c
(I) 2
Advogados, resta claro que a prescrição quinquenal se inicia a partir do ao
U.1

momento que o profissional tem ação para cobrar seus honorários. z cl

Desta forma, estando prescrita a demanda apresentada pelo apelante nada há a2


z
que se possa alterar no julgamento proferido. (4pela0o n° 0106390- o
2
_, e,
__ed

52.2009.8.26.0010, 26° Câmara de Direito Privado, rel. Des. Felipe Ferreira, j. 17 de dezembro <
z ,0
w
de 2015).
p,S17'
UJ
o_
=,
85. Assim, de rigor o reconhecimento da ocorrência prescrição -1 -tS
u_ 0
quinquenal, com fulcro no art. 269, inciso IV, do CPC, frente à superação do prazo em 5 anos e .g..à..
O AR,
quarenta e três dias após a renúncia. E co
ct

Td
c» 0
Documento recebido eletronicamente da origem

o_
O
MÉRITO -o -c
o
0
111.11 - INEXISTÊNCIA DE PACTUAÇÃO ACERCA DE HONORÁRIOS AD EXITUM NO Cd C)

PERCENTUAL DE 10% O) o
o M
O
-o T,d
cd c
a ED
O
=
scd °
O0
O ::'23

tino Pauli.
,,, 1 J.. na.. 41. Xulat
§
OC0
flui, Na., Cel.atm.' ate o
-O
C.)

I, i 1~1 1 n0$1).

Y.noe o ......r.noiltreachr el
W CL
93420178260000.
o
(e-STJ Fl.33)
o
o
co
1--
O
fille MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS
111111~~i~ co
a)
cr)
co
co
(\I
o
N d
O u_
86. Em obediência aos princípios da eventualidade e da impugnação
específica, é necessário trazer à baila, novamente, algumas das alegações da Autora e confrontá-las,
o is:
E ,
o In
_o O
o O)
pugnando pela sua total improcedência. 0
C> c)
O
o \J

(i) O
d o
o

87. Como já apontado exaustivamente, nos autos desta ação, a Autora ti o


'C; cci
visa ao arbitramento e cobrança de honorários advocatícios referentes aos trabalhos por ela ó 00

realizadas em relação à dissolução da sociedade "Jornal ValeParaibano Ltda.". o


E V:"
o CO
W
-c3 c)
0§ o')
88. Dada a grandeza desta assessoria jurídica, as partes teriam 0")
"É 'à
o_ N
convencionado, em documento escrito, o pagamento de honorários na proporção de 10% (dez O' O
3 v) (11
cd
O o
por cento) dos haveres apurados nos processos de dissolução em que os Réus são partes. o0
cn a
o
-0o)
2 E
89. Tal documento teria sido retirado do arquivo da Autora, ao passo que ta
o
L1J C
0
os Réus não teriam mostrado sua via. 0 6
oc"
o
In C

a> (à)
o o
90. A seu ver, os procedimentos mais importantes e complexos dos autos, c.)

5
O rd
bem como o patrocínio dos procedimentos administrativos, ações cíveis, fiscais, criminais e I- 'f.75

N2
trabalhistas correlatas a empresa, foram por ela praticados. cc
LIJ
0
z o
zo
91. Assim, a Autora pleiteia, com fulcro no art. 20, § 3°, alíneas "a", "b" e 2 O)

"c", do CPC e no art. 22, § 2", do EOAB, o arbitramento de seus honorários ou a fixação de seus Z-
Lu
O)

estipêndios no patamar mínimo de 10% dos haveres de cada Réu. w COO

O_
O.
_,
w _62
u_ 0
A tese da autora é totalmente inverossímil e foge daquilo que
92.
O.
a) .23,
comumente ocorre: diz a Autora que o contrato em que fora pactuado o pagamento dos C.
(L)
E
Te
honorários na proporção de 10% (dez por cento) dos haveres apurados no processo de dissolução o) to
Documento recebido eletronicamente da origem

'o o_
o -c
de mencionada sociedade foi "subtraído" pelos Réus, obviamente, tampouco há indícios de que a -o
cw
as

(7)
Autora tomou a iniciativa de, alguma forma, certificar o "sumiço" deste ou garantir sua exibição. Ido
TU (I)
E
.a> O
"O r al)

93. Anote-se que não há qualquer comunicação anterior acerca do o -


'o To
Cti C
"sumiço" do referido contrato, ou seja, antes da propositura desta ação não houve qualquer i=
.

.0 o
oo
Silo Paulo
o
E
11/2"a 1h.) %Ia 't
o0 oc `1)

1,tt- t 1 ttl ;01 tttitt o ,_,


I t itItur I 11,1 t.tt.t. I -o
a,
e ...I.... In o. mi
rne.1... .,1. '&5 O
L1J CL
Õ
(e-STJ Fl.34)
(c23
f1.0(34 se,
CO
r-
o
En MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS qk ri 0,)

M
cr,
Q
<NA o
questionamento acerca do "sumiço" do contrato em que teriam sido pactuados os valores ad 2 1-1-
ri
E
exitum. s=
o u")
_o
o oo>
LiTs

o '8
94.
Aliás, ocorreu o contrário: verifica-se da documentação juntada que a 0)

--- O
0
Autora é que impõe aos Réus a assinatura de um "documento" que lhe garantisse o recebimento ,crt o
IN- o
õ CO
do percentual de 10% sobre o êxito obtido nas demandas. C \J

oc;
C\

N.:

-o
4
o c\
o ci:
95. No mais, é inacreditável que uma advogada, cuidadosa o C')
-o
cts (:)"
ooC"
como a Autora, não tivesse sua própria cópia de tão importante documento. o ri
{?;
QC\
<5 O
3(ss g}o
o_
96. Em realidade, a própria Autora foi protagonista de episódios de ooa-
cc$
ap 0-
destempero emocional e eticamente inadequados. oO
-o o
-8 E
co
o
Eli ...a
E
o
97.
Por primeiro, é importante salientar que, a partir da homologação por o o
875
sentença e ao início da execução dos haveres da Distribuidora de Automóveis Bandeirantes Ltda., 3 o
oE
em 31 de agosto de 2007 e 17 de outubro de 2007, respectivamente, a Autora se mostrou 8
5 ci
_c)
desequilibrada e passou a exigir dos Réus aspectos nunca antes acordados. c a
1- c
'
ciJ

CD F2
CC O
2Z o"Eo
LLI

98. Depreende-se tal aspecto do denominado Instrumento de Ajuste. <


I- L=
Z _O
Trata-se de termo redigido pela Autora, em janeiro de 2008, e nunca assinado pelos Réus, em que, O0
2-J O
O
<C
dentre outros aspectos, a advogada sugere: Z
UJ
(SI

c)

>-o
-)
o_ a_
cláusula 33' -J
a) - a impossibilidade revogação das procurações - I 15
L1J
U-
outorgadas à Autora, sem sua anuência expressa, escrita, específica e 8_
o .113

conjunta de todos; E ej
É (7'
.

Ws a)
0) to
Documento recebido eletronicamente da origem

0-
o
b) cláusula 48' - o pagamento de honorários sob percentuais dos -0 -C
w
(.7)
O
resultados e valores dos processos em trâmite, ainda que os Réus oi o
o
c (0
resolvam revogar unilateralmente os poderes outorgados à Autora e, E» c,
o
o ce
o -
-C3 "id
ca .c

c) cláusula 49' - em caso de renúncia, baseada em ato dos Réus, o 8 *P-)


s.»
pagamento de indenização pecuniária, a ser atualizado desde 2001. o0
SA0 Nulo
I 'toca I bela § "6;
e .ti I` 1 ITIrs Ui nu O
0 0
1.41 e a o {com -a
I,..11.. 'te .0 IN hl
NVNX ,..f11(1111.1i111(.1 :III, 1, A"( o ai
LLI C-
5112
c;
(e-STJ Fl.35)
6)35 o
co

ti
o
cI
MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS
ismemenielem cn
c,)
&.1
O
ns c ;

99. O destempero da Autora foi tamanho que, inclusive, atrasou o O LL


c» L1
=O
pagamento ao Réu Raul de valores levantados a favor dele em processo judicial. O Lo
_O O
o cn
(r) wei
0
cj
100. Em suma, comprova-se o desequilíbrio emocional da Autora, bem '5?
U
-O
Cx1

Cn O
,c0 O
como a inveracidade de suas alegações.
-oNN.CIO (.0

101. A Autora, em realidade, era advogada mensalista dos Réus e recebia,


i-o
<9 Csá
O
E
o
pontualmente, os honorários que lhe eram correspondentes. o r?
o
co
a)
o cn
N
1:3'
O
0- N,

111.111 - Do PAGAMENTO DOS HONORÁRIOS EM ABERTO - EXECUÇÃO JUDICIAL DE TAIS d' o


c/1
03 2
a_
VALORES REPRESENTADOS PELOS CHEQUES DE TITULARIDADE DO RÉU RAUL o p-
0) O
CD o
-O G)
2E
17; °
uJ c
O
102. Ademais, também já lhe foram pagos os honorários devidos pelo -o o"
3 o
término da relação profissional entre as partes, constando, inclusive, da o, c
oo Ez
o
própria Autora, dando ampla e irrevogável quitação desta suposta pendência. M. 8
5
o al (7)
é- c
O
Raul Benedito Lovato declara a aceitação dos valores apresentados nos GC
UJ -E
Q)
o
relatórios mensais, com valores em aberto desde setembro de 2007, de 2o
Z <o
honorários mensais e despesas, referentes a créditos da advogada Renata Z
-
Andrea Aparecida Ribeiro de Alvarenga, conforme relatório final apresentado O LU
2 a)
o
em 10.04.08, no valor de R$ 30.295,30 (trinta mil, duzentos e noventa e cinco Z ni
reais e trinta centavos). LIJ -a,

O valor será pago através de cinco cheques de titularidade do Declarante Raul, Lu (11

no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) cada, do banco 745, ag 049, cc. o_ 0.
_I - 1:3
16777999, cheques n° 41, 42, 43, 44, 45 e 46, com vencimentos mensais de LJJ
u_ cn

08.05.08 e último em 08.09.08. O


O- O-
A Advogada Renata Andrea Aparecida Ribeiro de Alvarenga declara o w
"a.
CP
CIL

n7
recebimento dos cheques pré -datados, na forma acima transcrita, que serão E ci)
Td (1)

quitados na forma das respectivas compensações bancários mensais.


Documento recebido eletronicamente da origem

(i)
O-
o
0 -c
cu) a
co
,,,
{u 0
103. Aludidos cheques foram objeto da ação n" 0226733- W. CI)
c
:5) o
35.2008.8.26.0100, cujos embargos, opostos pelo Réu Raul, foram julgados improcedentes. 'a 2
o -
-o
.nd cci
,0 .5, .

,cp °
0o
Q) g
Sào P.tu lo
§o =
Pra.. I h.J. %10.4 'Mn
4r,,IMpiU o oo
.1/
S.1., 100,
-o
1.1.1.a, 0.0! 101......4
t: do Ase imo . ou munkecacJw
CD - (13
LU CL
c;
o
(e-STJ Fl.36)
,,,-3-41s. 36 c.r)
C1/41

\ CO
r --
o
Idgã MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS leeeeeeeeeegàg rn
CO

O ci
104. Anote-se que o motivo da sustação dos referidos cheques foi a 2 LL
a> I:

=E
c
,
renúncia maledicente da Autora cujo teor era de seu conhecimento que seria utilizado pelos o 11)
_o o
o O>
adversários processuais dos Réus nas referidas ações, bem como a não entrega de documentos em La
o
cj
9. G)
sua posse. -o
ti)o
'CO
N.
o
o
Q - CO
NC\
105. Ademais, a quitação entre as partes foi certificada por dois advogados (S -J
O r-:
o
e experientes, que também eram do círculo profissional da Autora: Luiz Antunes Caetano, E c\ I
cf
oo c?
OAB/SP n° 8.871 e José Eduardo Pires Mendonça, OAB/SP n° 41.089. ,T2) °)
o co
§ o
C\I

Declaramos, a pedido do Sr. Raul Benedito Lovato, e, a bem da verdade, que, por intercessão de sua 6o
<1)
ciá 0cn

mãe, Da. Neide Lovato, procuramos a Dra. Renata Andrea Aparecida Ribeiro de Alvarenga, o_
oo
(15
também pessoa de nossas relações de amizade, para intermediar a solução de questionamentos entre eles wo-
a) o
muito conturbada, de ordem profissional e pessoal e, nessas condições chegamos a início de -cs
2 o
E
acordo em termos de que a Dra. Renata receberia a quantia de R$ 30.000,00
(trinta mil reais), representada pela emissão por Raul de 6 (seis) cheques do wc
0
°
-0 O
valor, cada um, de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), vencíveis mensalmente, na O -C
0 cj
N c
oportunidade emitidos por Raul e, entregues a Dra. Renata para pagamento U

final da até então prestação de seus serviços profissionais à pessoa natural de o Ez


-o
Raul, seu irmão Aquilino, e de diversos processos judiciais na Comarca de São 3 8
5 ei
,o
José dos Campos/SP, e nesta comarca da Capital de São Paulo, envolvendo .n
I- c
O2
interesses de empresas e firmas das quais têm ou tiveram participação nas
r g-o
cc
UJ
o
respectivas sociedades, certo, ainda, que combinamos com a Dra. Renata a sua
participação proporcional em honorários de SUCUMBÊNCIA que já foram ou <
I-
viessem a ser objeto de condenação. o as
2 c»
A contrapartida da Dra. Renata era a de substabelecer todos os seus mandatos em favor dos 0
<-
Z 113

advogados que esta assinam, bem como a entrega de todos os papeis e documentos que às ações fossem L1J
>
n%

pertinentes, certo, também, que por razões que não são esclarecidas e das quais nos abstemos de
w trÀ
conhecer, a nós não foram entregues os aludidos substabelecimentos, bem como naqueles processos _á
Q
_I 13
judiciais referidos foram constituídos colegas e advogados outros. w,
Là_

Por ser verdade, firmamos a presente Declaração para todo e qualquer efeito.
=0,_ 01_

,
E a)
106. Ou seja, em visível desvirtuamento de seu direito de ação, a Autora, 3o
.0
Documento recebido eletronicamente da origem

ce)

intentando obter eventual e a aleatório sucesso, ajuizou quatro ações conexas e cujo mérito já fora 'o o_
o
-c -c
solucionado, a Autora realiza a execução de tais valores em face dos Réus.
c3 7.)o
rd 0
f15
N
U)
:a, 2
107. Seus pedidos têm caráter pro solvendo, o que não se pode admitir ó2
o
- cd
neste caso, considerando a quitação anterior, de tal sorte que também por este prisma afiguram-se ro c
'08 -g)
o
improcedentes os pedidos da Autora. o0
a>

São Paul() E ti)

i I hu J. Mania a' 0 Ç0(.)


u. '.ab. 1:11...1301 nb -0
acl ps el
1' nte.. ...toe unia* ,I. 7.5 al
LLJ CL
(e-STJ Fl.37)
ã(. 37 <0

12c-)
ti
coc

CED
C1
:Uf:,?, MONTAN H E R 1 SOCIEDADE DE ADVOGADOS 4 'i ,r,
k?GYT 2 rn
13
e.)

O
(\J
o
o
108. Vale dizer: havia contrato verbal, a Autora recebeu valores em '03
LL
a:
Er
.=
quitação, os executou judicialmente e agora pretende rever aquilo =
que foi pactuado! o In
_o 0
o a)
rn Lo
c, ,c)
<,"
111.I V - DA AÇÃO DE APURAÇÃO DE HAVERES 'P o
O
O
,a1o
i- o
i e"
109. Da leitura dos capítulos anteriores, vê-se que a Autora se aproveita, CI
(N.I
C

N:
indevida e aleatoriamente, do patrocínio jurídico dispensado aos Réus. O
E (N
.1:
o CO
o
rd c»
75 c»
110. Afirma que, para suportar o ônus de sua grandiosa atuação, as partes o CO
COo

C0j
teriam contratado o pagamento dos honorários na proporção de 10% (dez por cento) dos haveres o_ NI
O- O
ccl
2
c,
apurados no processo de dissolução da sociedade Distribuidora Bandeirantes Imports Ltda.. 0_
0 o
o
N --
00
-0 o
111. Assim, insta consignar que a Autora atua de má-fé, pois, em realidade, 2co E
tá O
LU .=
sabe que a ação de apuração de haveres de mencionada sociedade sequer atingiu seu derradeiro o O
-o
as
cs
-0
término e os Réus, consequentemente, não receberam os haveres devidos. to c
2,
-0 0EU
=a 0°
112. Ademais, a renúncia foi efetuada no momento em que a apuração de O ri
haveres estava em grau recursal, antes do julgamento do acórdão que discutia a homologação do te
o
is
LLI -E
'-
laudo avaliatório, e diga-se de passagem ainda em discussão nas cortes superiores, estando os ft Clã
Z 2-0
autos paralisados. O0
M
CC
°
Z 4-IQ czy)
> tõ
113. Ou seja, após sucessivas fraudes perpetradas por seu então sócio, os P3 0
tu 2
Réus, ainda, sequer sabem o quanto e quando irão receber diante da dissolução da antiga CL eL
-71 "'-
jr3
LU
sociedade. U-

k CL
--Ln

O al
E co
114. Portanto, os pleitos alternativos para arbitramento dos honorários e 'cTs
:ter, Ru)
Documento recebido eletronicamente da origem

u)
D IZ
para a fixação em um patamar mínimo de 10% dos haveres de cada um dos Réus, para o
-g
o -c..
.-
consequente habilitação dos autos do cumprimento de sentença, são desarrazoados e não 7n
ni 0
merecem guarida, ante de todo o exposto anteriormente. C)
C
4)
-=a
0 to
o
-o -
Oc
II.V - NA REMOTA HIPÓTESE DE PROCEDÊNCIA - HONORÁRIOS A SEREM FIXADOS O
a,
o
PROPORCIONALMENTE o0
o ss
San Paulo E
na., fp, J.... IZ 4n4.
e. ee mee au o0o
-o U
1' e

11,1e1m % II Miei vou.


.r. a eet. be dia N f2
17I ri
" lk "DI L111,1111,.. ,34i 1.- in CL
c;
O
(e-STJ Fl.38)
O
fls. 38 O
<f.k.") to
.9 CO
ti
O
c.]

ele MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS .. 'f a".5 rn

cci9:
c)
O
115. Por amor ao debate e, mais uma vez, em respeito aos princípios da
O
.1) 7.--
E (.1
o --
eventualidade e da impugnação específica, na remota hipótese dos pedidos iniciais serem julgados o to
_o O
o 0)
procedentes ou parcialmente procedentes, requerem sejam os honorários arbitrados em patamar -O
o cj
o

razoável e até a atuação da causídica nos autos em que requer o arbitramento. O


ci} o
o
ga O
n. O
r>"
c!
116. Isto porque, como já declinado, exaustivamente: ou CO
r:.
o
o
E ("\I
o ce)
a) O pagamento pelos serviços jurídicos da Autora era mensal; -o
Ch
75
cn
o cn
o. 0..1

b) À renúncia, houve ampla e irrevogável quitação dos honorários e 36O


eis
a_ a)
despesas a ela devidos; oo
0-
Oo
-0 O
o E
c) Os Réus jamais pactuaram com a Autora o recebimento de valores ri; °
LLI C
de 10% sobre o êxito nas demandas;
8
-o 0-
2 o
15 a'
O
o Ez
d) Os Réus sequer tiveram proveito econômico em qualquer um dos -0
Tu 8
5o cias
processos e ações em que a Autora atuou. I-
Oe
CiC 0
2z g
LU

117. Assim, inaplicáveis os arts. 20, § 3", alíneas "a", "b" e "c", do CPC e aé - =
z _o
no art. 22, § 2°, do EOAB ao caso em testilha. Consequentemente, a porcentagem indicada pela o
2ci)
o) .s.,0

Autora para arbitramento é descabida, devendo - na absurda hipótese de prosseguimento desta


a
z 4 '3
LLI .5")

>N:
ação - ser arbitrado por perito de confiança deste juízo, à luz das normativas vigentes.
ª
tu
-J
u)
(zr
0.
1.11
lá_
15,
CL CL

IV - DOS PEDIDOS "a.


CD aj
E u)
Tu o
Documento recebido eletronicamente da origem

.2)
-o (k)
118. Diante do exposto, requer-se: o
oo -C
C 0
(7)
tn
(0 O
0026944-06.2013.8.26.0577, 0019441-
A) A REUNIÃO das ações epigrafadas sob os n°s c
-cTS-

.:33 C)
C)

0026942-36.2013.8.26.0577, perante o "0=


31.2013.8.26.0577, 0026941-51.2013.8.26.0577 e o
<,-,)

-
-o nj
105 e 106 cd
juízo da r Vara do Foro Central Cível de São Paulo, com fulcro nos arts. .0 .5)
Kl)

do CPC, diante de sua conexão; oo


§ "à2
São P:ttlk)
l`r r \ 1..:11 12. u" \c eI
0
O 00
em
1

1..4. In .1. i01 -Alio -o


Llet. ;:.1I 11M .{ to- OS
LU CL
(e-STJ Fl.39)
c,
c,
fls. 39 o
co
sQ
a A' MONTANHER SOCIEDADE DE ADVOGADOS
11111111111111111111111111111111M1 0-)

0.1
O
B) A EXTINÇÃO do processo, sem resolução do mérito, com fulcro Csl
O LL
no art. 267, inciso E,
VI, do CPC; em virtude da ausência do interesse de agir
da Autora; c
o Ln
-
-0 oCD
o ,13
C) A EXTINÇÃO do processo, com fulcro no art. 269, inciso IV,
do CPC; diante da c: '8
inquestionável prescrição da pretensão da Autora; cn O
o
cri o
o
D) Caso não ''-
seja este o entendimento do juízo sentenciante, subsidiariamente, a CM
CV
Qz;
CM
CO.
Sps.

IMPROCEDÊNCIA dos pedidos inicialmente formulados, diante do efetivo pagamento ,- ol-


nt

E C N.
ni
realizado à Autora; O e"
C"
Õ
E) Em caso de remota procedência dos pedidos, o que se admite apenas a título de 8 Cr2
72. 0
Q. (NJ

argumentação, o arbitramento de honorários proporcionais a ser apurado por perito 3ci 2Oo
ni
o_ 0
judicial; O 0,-
cr)
-c, 0o
(1)

F) Requer, ainda, a CONDENAÇÃO DA AUTORA ao pagamento dos honorários -8 E


-o 6-
(f)
.=
advocatícios, custas e demais despesas processuais;
-12 0
-D
g c;
-)z
-173

119. Ademais, atesta a higidez e autenticidade dos documentos a OE


-0

seguir coligidos, bem como protesta pela produção por todos os meios admitidos em D 2c8.0

I-
direito, especialmente pela juntada de prova documental, depoimento pessoal das partes e O2
rz O
LU 't
oitiva de testemunhas. zeI
o
<
I-
Z -a
20)o
120. Por fim, requer todas as publicações sejam realizadas apenas em nome <
Z
Lu
...a,
cs)
do advogado FELLIPE JUVENAL MONTANHER, INSCRITO NA OAB/SP 270.555, com > Lei
-3tt;
W
endereço profissional na Praça Dr. João Mendes, 42 - 6° andar, Centro, São Paulo/SP, CEP CL o.
__- i
W
01501-000. LL ci)
7
8_ -o.'
1 os em ue pedem deferimento. o - .
4) (Tf
E co
WS G)
ulo, 01 de o de 16
Documento recebido eletronicamente da origem

k)(7) 0-c°
o
-0
cV
_ _c)
g cá)
F IPE J N MONTANHER -g
-c
y
51))

O
o
O cri
o T,1
/SP N c' 270.555 ça
-5
c
'8 .=
,d) 0
0 0
Sio Paulo O
E C
,
l'r 1, o I): \Icmk,.12. zo 0
1.1,,
1,1,o t n :101
1"ol 3111 o)poJ oo
-o
I 411 I,' . udu :si'. Ihr o 0:1
s-
www.montaniier, nela - In io (11
LU 12-
Documento recebido eletronicamente da origem

São Paulo

Telefone: +55 (11) 3104-8884

www.montanher.adv.br
Contato: contato@montanher.adv.br
Praça Dr. João Mendes, 42, 6º Andar
Centro – São Paulo – CEP 01501-000
Documento 3 – Petição Inicial da Agravada
fls. 40
(e-STJ Fl.40)

Este documento é cópia do original, assinado digitalmente por FELLIPE JUVENAL MONTANHER e Tribunal de Justica do Estado de Sao Paulo, protocolado em 14/02/2017 às 12:00 , sob o número 20233993420178260000.
Para conferir o original, acesse o site https://esaj.tjsp.jus.br/pastadigital/sg/abrirConferenciaDocumento.do, informe o processo 2023399-34.2017.8.26.0000 e código 51CF1F5.
o
(e-STJ Fl.41)
fls. 41 CO
\
-
CO
ro
O
RIBEIRO DE ALVARENGA co

ADVOCACIA EMPRESARIAL
co

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DO FORO CÍVEL DA


c'el

COMARCA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - ESTADO DE SÃO PAULO E


C
O
_o ei
o LL
o
o- LL
C>
N7)
N O
Kri =
r- ,75
O U
N o
,2 o
O
O
E cd
a) 0,1
o co
-o ic
8No
72.

Ó
P 0,
ra. O
6 ,a)
o
O_
Nèso
O NI
(U
(J)O
rn
-0 O
OO o
CO O_
No
2rd
RENATA ANDREA APARECIDA GIGNON RIBEIRO 5-2 -C;

DE ALVARENGA, brasileira, solteira, advogada inscrita na Ordem dos Advogados "13


-o o
do Brasil, Secção de São Paulo, sob n° 178.285, Secção do Rio Grande do Sul, sob n" 5 (è)
r2 7
77.230-A, com endereço na Rua Visconde do Flerval, 469/302, Porto Alegre - RS, I- o C.)

(1)
CL .r1:1
LU O
vem à presença de VOSSA EXCELÊNCIA ajuizar a presente X
<0
1- c
zO o
<2
2 .=
AÇÃO DE ARBITRAMENTO E COBRANÇA _1 -O
<
Z
wcorn
DE HONORARIOS ADVOCATÍCIOS >
w to
o_ as
th'
_I
wO.o
contra RAUL BENEDITO LOVATO, brasileiro, solteiro, empresário e advogado, LL

Q -º.to
portador da Cédula de Identidade RG n° 12.754.305-3 SSP/SP, inscrito no CPF/MF cu
'a. 0-
O .9,
E
sob n° 041.713.388-08, com endereço na Rua Conde do Pinhal, 08, sala 81, Centro, is- E
mo
São Paulo - SP, CEP: 01.501-060 e na Rua Escobar Ortiz, 591, Vila Nova Conceição,
Documento recebido eletronicamente da origem

O (t)
-c)
ça
C -C
CEP: 04512-051, São Paulo - SP, e .7)
tO
o
at N
o
AQUILINO LOVATO JÚNIOR, brasileiro, solteiro, empresário e advogado, CO)
0, g
5- 8
inscrito na OAB/SP sob n° 83.532, portador da Cédula de Identidade RG n° O co
-o
_moa
0- C
6.820.906 SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob n" 041.713.398-71, com endereço à Rua 8 :g)
a)O
Oo
Escobar Ortiz, 591, Vila Nova Conceição, São Paulo. C
'C
1.-

0wc
0o
(-)

CO £e ;
w u-
20178260000.
o
(e-STJ Fl.42)
o
fls. 42 o
(0
('J
CO

O
RIBEIRO DE ALVARENGA
ADVOCACIA EMPRESARIAL Cr)
o,
fV
O
I - DOS FATOS c\I
2
o
E
C
O
A presente ação de arbitramento e
1. _o tri
cobrança de o u_
,-
honorários é referente aos trabalhos realizados O (..)
LI-

pela Advogada Autora em 6.1 :7)

relação à dissolução da sociedade N


Distribuidora de Automóveis Bandeirantes ro
'=o,

Ltda. e nos processos cíveis, fiscais e trabalhistas relacionados -o


O o
CI O
à empresa. o o0
C'

"d"
o
E (d
N _,
2. A Autora Renata, Advogada, prestou assessoria jurídica O
-o
CO

aos 3o
Réus Raul e Aquilino (irmãos) em inúmeros processos judiciais O
cm

e questões o ,-1"

tà_ cr)-

extrajudiciais, desde janeiro de 2001 até 30 de maio de 2008. O- 9,


o 2,5
0.1
ro
O_ o
o
ai
C\

U) O
(i)

-o N
3. Em apartado, também prestou assessoria à genitora destes, O
ty
o
-0
Sra. Neide Lovato, e à empresa da família rzt
tri
O_
0
- Norsul abc Ltda., desde o ano de 2002 até W
È.
21 de maio de 2008. -8
rd
o O

n O
-0
-o O
4. Em relação aos Réus Raul e Aquilino, durante o citado Ta c
5 cé)
co
período de janeiro de 2001 a 30 de maio de 2008, a Autora Renata atuou O a
O

rc .(15
predominantemente como advogada nas questões judiciais e extrajudiciais que W
za
envolveram as sociedades das quais os Réus fazem e/ou faziam parte do quadro 1-
z -Eo
o(2
societário, abaixo listadas: < _o

zw
>
mfi-
a)

a) Distribuidora de Automóveis Bandeirantes Ltda. -.r a,


ti
O_
ecS

b) Jornal O ValeParaibano Ltda. _1


LLI
rn'
Cu
o_
w
c) Bandeirantes Imports Ltda. o_
-6,;-
a)
c .

c O_
d) Tradibank Bandeirantes Corretora de Seguros S/C Ltda. E -4.
Ta" cu
e) Ponto H Comércio e Importação Ltda. co o
Documento recebido eletronicamente da origem

f) Tudo Bom Comércio de Alimentos Ltda.


-o°
ro
c _c -'40-

.<73
-
g) S.B. Fretamento e Turismo Ltda. ro

TO °
'(.7)

C O
3, 2
O °
O a$
5. O fato é que durante vários anos a relação
Sd
.a
71
c
'8 :ca
advogada/clientes foi construtiva. ,o2
Oo
c
E
o a)c
o
Ooo
-o
O 5_
(f,
LU CL
O
(e-STJ Fl.43)
O
O
fls. 43 O
co"
t-.
o
RIBEIRO DE ALVARENGA CO

Apv OCACIA
6.
EMPRESARIAL (11 :
càDÀ

Relativamente à assessoria prestada N/


aos Réus Raul e CD:

Aquilino - em todos os
43°

processos de dissolução das sociedades E


e ações delas
dependentes ou decorrentes o
- a partir de julho de 2003 a Autora Renata assumiu _o Lri
oo u_
sozinha, como única advogada, o ou_
todos os processos de dissolução das cJ 77.
sociedades de que os Réus Raul Aquilino o
são autores. Al'a

(5)

N oo
ao o
oO
7.
Alguns meses após, em março de 2004, a Advogada Autora E (ci
o CJ
o cd
assumiu sozinha também a defesa dos Réus Raul
e Aquilino na ação de dissolução da ccs

oo
empresa Jornal O ValeParaibano Ltda. e nos inúmeros .

processos dependentes e 2 sn
<2 ch
conexos. 6' c"
2)
nt
a_
ON
o
CO(15 (,)
(t)
-o o
8. Para assumir sozinha tamanho volume O
e 2°
o_
responsabilidade de trabalho, as partes contrataram que os honorários seriam 7.5

_g cè
O

pagos na proporção de 10% dos haveres apurados nos processos de dissolução 62 15=
t
de sociedade de que os Réus são partes. o-
-o O
"CS.

95
,E o
1- o
9. E tal acordo - de receber os honorários por seus serviços na o (3
cc .(1:5
W
proporção dos haveres de seus clientes, ou seja, em momento futuro zao
- somente foi
possível, pois, como dito acima, a Advogada Renata também assessorava a genitora zo (2o
2
_I .6
dos Réus, Sra. Neide Lovato e a empresa da familia em São Caetano do Sul - a Norsul C
Z ""-c3)
(1:5

W
abc Ltda., das quais recebia honorários mensais utilizados
para a manutenção de seu
>-
-) a,
11.1
0-
sustento. -J
csi
11)

W O_
LL
1 3d;

=
d-
a)
10. Afinal, a assessoria jurídica aos Réus Raul e Aquilino, bem E :"!
Tis ar
E) gi
como à Sra. Neide e à Norsul abc Ltda., consumia todo o tempo da Autora, com '75
Documento recebido eletronicamente da origem

o (1)
-o 0-
rotina diária intensa, que por muitas vezes ultrapassavam 15, 18 horas diárias, cd
c -C
.7) ei
C (7)
inclusive aos finais de semana. Foram anos de intensa e árdua rotina de trabalho, sem "tt
c a)°
2
vida pessoal, sem feriados, sem férias, sempre de prontidão e em contínua produção, E8
o ai.,
tudo para cumprir o enorme volume de trabalho. Txf
-a o
'8 :E»
d
O c)
=
E
o co
Oo
-o
N 5_
cn
W
Ó
(e-STJ Fl.44)
8o
fls. 44
°
<Ni
co
O
RIBEIRO DE ALVARENGA C\ I

C")

ADVOCACIA EMPRESARIAL 0(i rMi

E o volume de trabalho era tão grande


11. O
2004, e a pedido dos Réus que a partir de o
O

Raul e Aquilino, a Autora transferiu seu escritório O


duas das salas da sede da para C
o
empresa Norsul abc Ltda., em São Caetano do _o ui
além de toda a vastíssima documentação Sul, onde, "Q
das ações e arquivos processuais o o
O
relativos r t.0
aos processos dos Réus Aquilino o
e Raul, foram também arquivados X
os documentos
profissionais da Autora e de seus eventuais
outros clientes - DOCUMENTOS 07. cs,
ao
9_0
r
E(.6
o cl
12. Acerca do O co
processo de dissolução da empresa O
r
DISTRIBUIDORA DE AUTOMOVEIS U
O
N
BANDEIRANTES LTDA., após 6 anos c'9",d.,

de intensa dedicação da Advogada o ch


Autora aos processos de dissolução das
citadas, apurações de haveres e questões a elas
sociedades
6 a)
n_ c,
,
r,
conexas, os haveres dos Réus Raul e O Ci
ai
u) O
N
Aquilino foram homologados -.o oo
por sentença (em 31.08.2007) e (em 17.10.2007) deu-se 2
início à execução dos haveres 1 o_
w. o
no valor de R$ 12.539.519,50
(DOZE MILHÕES, .8g
QUINHENTOS E TRINTA E NOVE MIL, QUINHENTOS cd'E,
E NOVENTA .2
REAIS E CINQÜENTA CENTAVOS) 2 6
- DOCUMENTO 16. -c,
-oo
T,5 c
13. Ao vislumbrar que o valor dos honorários P5. o

o
devidos à 1- o
oa
Advogada Renata, correspondente
aos contratados 10% dos haveres daquela ação de cc .0
w5
= oc
dissolução, em 17.10.2007, superavam UM MILHÃO E z ,--
< cp
TREZENTOS MIL REAIS, 1--- .
zo 9_
o
o Réu Raul passou a apresentar
um comportamento gravemente agressivo,
..., 6-
az a,
dissimulado e ameaçador. co

c I)
>
dissimuladoLLI

-8
..,.
-) o>
W Lu
14. Tal comportamento agressivo teve início quando CL tl
o Perito _,i tri
rd
Judicial dos autos da dissolução da LU
U_
O-
Distribuidora de Automóveis Bandeirantes Ltda 6-1s
0_ cf;
(autos 417/2001 da 3' Cível) apresentou o laudo pericial de apuração o .

C
de haveres co
0.-
92_
E
devidos aos Réus Raul e Aquilino, em 19.06.2006 Td
.""!

- DOCUMENTO 16. CD O
_- cn

'"- -7,
O2--
Documento recebido eletronicamente da origem

UI
-o
cd 4-.
C -C
15. Foi assim que, após a homologação dos "Ui O
ti) -,--
d
haveres e início da M

Tá. °
execução dos 12 milhões de reais, as alterações de C C)
comportamento do Réu Raul se -E»- cri
O Ci
o
intensificaram, inclusive com atos de violência verbal o as
-o
e ameaças fisicas. ot-,
,o
5..
-a>
C.)
,a) 'õ
Oo
E ,...
a> -c:
E ,P_
Ú
= co
o
-o
Oo C5.al

77)
111 CL
o
(e-STJ Fl.45)
o
fls. 45 o
<o
c0
1--
o
RIBEIRO DE ALVARENGA
ADVOCACIA EMPRESARIAL (tco
16. E para espanto da Autora, o
Raul ter ciência dos valores em junho de 2006, após o Réu
contidos no laudo de o Eci)

manifestou ironicamente apuração de haveres, este o


que para começar a receber _o tri

Autora apresentar sua via do seus honorários "bastaria" a O


o LL
contrato de prestação de serviços oO- o
jurídicos e honorários. (.1 7)
o
I-- :8
17. E ao buscá-lo na pasta de O °
cd
contratos, arquivada no escritório oo
de São Caetano do Sul, -e
a surpresa da Autora foi que ,-- Oo
o contrato havia desaparecido do E (15
arquivo. o c"!
-oas

O
O
o ço

0 co
i
LN

O 6
18. Arquivo este localizando 6
no escritório disponibilizado para ã
C5)

a Autora Renata na sede da Cl_ oc\I

empresa Norsul abc I.tda. - da família dos Réus O 0,1


e de livre cr)(t g
acesso destes (DOCUMENTO o ai
07). Nada mais óbvio foi o fato de que -rs
o Réu Raul -g
também não apresentou sua via do 0-
,n o
(P)

contrato. Tudo de forma a dificultar à Autora Lu


o
recebimento de seus honorários. -8
(È)

as O
U ma.
2, 6
o o
no
19. De sua parte, o Réu Aquilino Ws c
alegando impossibilidades a g
particulares de contrariar o gênio irascível do ro
H c
co
irmão, mas afirmando ter confiança e m0
certeza da qualidade do trabalho da Autora c c .O

e consciência de seus direitos em relação rz


W c-)

ao pagamento de seus honorários, entregou-lhe < 0


H. c
declaração onde afirma reconhecer o Zo
direito da Autora receber porcentagem sobre
00
2.c
os haveres apurados nas referidas ações. <C
.12

2m
w
cu

5
20. E se de um lado o Réu Raul c>
passou a manifestar que W
CL
"jamais" pagaria os honorários devidos, de outra
cs1
.11 N-o
_á al
parte exigia que a Advogada W CL
-
continuasse representando-o judicial e t "C2
extrajudicialmente, em todas as ações judiciais o_ Vi
Co

e questões extrajudiciais - sempre sob constantes 1-

ameaças. Cá(1.?

E :"=..
cn
O) O
-o 'rt
21. E não bastasse o extenuante volume de
Documento recebido eletronicamente da origem

O
trabalho inerente às C .c
eLu,

causas assumidas pela Autora, o Réu Raul,


então acadêmico de direito, ao invés de
.7,
,
o
cd.un
auxiliar na realização das inúmeras tarefas, T,s oo
passou a interferir negativamente nos . ocf)

6- oc
trabalhos da Advogada. oa s

to wi
5. c
o -ca
O
oo
cO 'C ti

E 0.)
o
U
E
O oo
o f.'5_
17) as
LM o-
o
(e-STJ Fl.46)
o
fls. 46 O
c!)
(-1
co
r-

RIBEIRO DE ALVARENGA
"<5
cs.1

c,
ADVOCACIA
EMPRESARIAL 11/44-.,°.c";

22. Os problemas Cl
criados pelo Réu Raul co
adulterava o conteúdo de foram inúmeros:
petições deixadas prontas e assinadas
'Cr)

E
protocolo; fazia carga indevida pela Autora para c
o
de processos; não
cumpria prazos dos protocolos, no
recolhia guias de custas 8u.
com valores a menor do u.
o
forma a buscar subterfúgios que o indicado pela Autora O.
N To-
- tudo de mO
para criticar os trabalhos da -ãs .0
Advogada. r- ,0
O
N °
23. E a partir de seus próprios C) o
Raul iniciava discussões
atos e falhas propositais
o Réu ,ro
C-1
o
0
sem sentido, onde tentava culpar Eco
ci
propositais causados por ele próprio. a Advogada pelos erros Do ou
75 o
8N
O')
tl
6 c"
24. Por estas razões a Autora Renata o
solicitou à Comissão de O_ o
Estágio da OAB/SP a desvinculação ONI
(0 0
do Réu Raul da condição de estagiário sob sua cn

responsabilidade - DOCUMENTO 08. 17


O o,...
w
c.)
-o
ma
to o
LU

2 &)
cu
25. A crueldade do Réu Raul 0 `E
fi -
foi tão grande que, na qualidade 'R 6
de procurador de sua mãe
na Norsul abc Ltda., exigiu que a Sra. Neide o
-o(i)

pagamentos dos honorários mensais atrasasse os -(-6 c


que a Autora recebia pela assessoria p gÚ
empresa e à própria Sra. Neide. E prestada à 00O
a falta de pagamento se estendeu até CC

das despesas processuais, guias, ao reembolso Lu


=z Ç
3
cópias e de transporte Z
adiantados diariamente pela <
Autora. Os valores se acumularam zOUo
e em poucos meses superaram
reais.
os 30 (trinta) mil 2 ..7.;
_ J -7

zLu-6)
o
>
26. E compadecendo-se da m
dificuldade financeira que o Réu W,1:5
a- 0
Raul criou para a Autora, a Sra. Neide decidiu J--J r')
quitar o débito, entregando à Autora W
um termo de confissão de dívida
em 19 de março de 2008, juntamente o_
: 15,A

cheques de titularidade da própria Sra.


com três o
"a.

Neide para pagamento dos honorários


1171)

mensais E
e despesas que a mesma havia atrasado TO 9;
ao atender às maldosas exigências do filho, CD (1)

ora
Documento recebido eletronicamente da origem

Réu Raul - DOCUMENTO 09. O


'O
as
0-
c -c
(7,

c...o
Sfl

27. Mas cheques emitidos pela Sra. c o


7%3.

Neide jamais foram -o) ci9


(5
compensados, pois o Réu Raul, sob
graves ameaças, exigiu fossem substituídos
or
-D 05 "Es
outros 6 cheques de sua titularidade, de 5 mil -o
5_ c
reais cada - DOCUMENTOS 10. :;22
15
O c,
c
p_

-o
'0 g
Y 5,
(13
W
20178260000.
C;
(e-STJ Fl.47)
O
O
fls. 47 O
<O
"1
CO

O
RIBEIRO DE ALVARENGA (Ni

ADVOCACIA EMPRES