Sie sind auf Seite 1von 2

As 9 Sinfonias de Beethoven e seu Equivalente

Psicológico

Ludwig van Beethoven, célebre compositor de música erudita, por seu talento
extraordinário foi elevado a um dos expoentes máximos dessa arte. Nasceu em
17/12/1770 e morreu em 26/03/1823.

No esoterismo crístico-gnóstico sabemos que cada uma de suas sinfonias foi idealizada
para agir nas estruturas psicológicas mais íntimas do ser humano, enaltecendo os
valores intrínsecos superlativos do homem.

1ª SINFONIA:

É a do "Gênesis Psicológico".

Deve ser escutada para motivar-nos em tudo o que queremos iniciar.

2ª SINFONIA:

É a da "Revolução Psicológica".

"Um complexo monstruoso, um horrível dragão ferido contorcendo-se, que se nega e


expirar e, ainda que sangrando no final, segue revolvendo-se e dando golpes com a
cauda para todos os lados" (Resenha publicada em maio de 1804, por Zeitung Für Die
Elegante Wait, de Viena).

3ª SINFONIA

É a da "Busca do Equilíbrio".

Deve ser ouvida para motivar-nos a sair dos estados de nervosismo excessivo,
desânimo, descontrole, ansiedade, pessimismo.
4ª SINFONIA:

É a "Sinfonia do Amor".

Nos motiva a sair dos estados de irritação, egoísmo, vingança e ódio.

5ª SINFONIA:

É a do "Destino do Homem".

Nos estimula a traçar as estruturas do que queremos ser na vida, ou seja, a criar nosso
destino.

6ª SINFONIA:

É a da "Heurística".

Nos motiva a toda ação criadora, a todo movimento que tenda a solucionar problemas.

7ª SINFONIA:

A da "Exploração do Subconsciente".

Para motivar a nossa própria auto-análise, o nosso estudo axiológico.

8ª SINFONIA:

É a da "Emancipação Psicológica".

Se deve escutá-la para motivar-nos à mudança, à transformação, à transvalorização.

9ª SINFONIA

É a da "Sublimação".

Para motivar-nos a escalar os degraus dos sentimentos místicos, de espiritualidade, de


devoção.