Sie sind auf Seite 1von 43

NÚMEROS NATURAIS

Começando pelo zero e acrescentando uma unidade,


vamos escrevendo o conjunto dos números naturais,
representados pela letra IN:
IN = {0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, ...}
A reticências significa que o conjunto não tem fim, pois
um número natural sempre possui um sucessor e a
partir do zero um sucessor.

Exemplos:
o sucessor de 10 é 11 e o antecessor de 10 é 9.
o ano que sucede 2003 é 2004 e 2002 antecede
2003.
Generalizando: o sucessor de n é n + 1 e o

APOSTILA antecessor de n é n - 1.

Exercícios Resolvidos
1) Um número natural e seu sucessor chamam-se
consecutivos. Escreva todos os pares de números
consecutivos entre esses números:
2 - 10 - 9 - 101 - 0 - 1 - 256 - 702 - 500 - 255
Resolução:
0 e 1; 1 e 2; 9 e 10; 255 e 256

2) Hudson disse: "Reinivaldo tem 45 anos. Thaís é

DE mais velha que Reinivaldo. As idades de Reinivaldo e


Thaís são números consecutivos. A minha idade é um
número que é o sucessor do sucessor da idade de
Thaís ". Quantos anos Hudson tem?

Resolução:
Como Thaís é mais velha que Reinivaldo e as suas idades
são números consecutivos, então se Reinivaldo tem 45 anos,
Thaís tem 46 anos. Como a idade de Hudson é o sucessor do
sucessor de 46, então esta idade será 48 anos.

RACIOCÍNIO 3) Escreva todos os números naturais que são maiores


que 3 e menores que 7.

LÓGICO
Resolução:
Seja o conjunto: A = {x  IN / 3 < x < 7}, por uma
propriedade específica o enunciado do exercício ficará
escrito desta forma, ilustrando todos os elementos fica

MATEMÁTICO assim:
A = {4, 5, 6}

ADIÇÃO

Um automóvel segue de João Pessoa com destino a


Maceió. Seu condutor deseja passar por Recife,
sabendo-se que a distância de João Pessoa até Recife
é de 120 km e que Recife está a 285 km de Maceió,
quantos quilômetros o automóvel irá percorrer até
chegar em Maceió? Esta é uma pergunta relativamente
fácil de responder, basta somar as distâncias: 285 +
120 = 405 km.
Adição é uma operação que tem por fim reunir em um
só número, todas as unidades de dois, ou mais,
números dados.
O resultado da operação chama-se soma ou
total, e os números que se somam, parcelas ou termos.

Propriedades
Fechamento - A soma de dois números naturais é Fabiano fez um depósito de R$ 1 200,00 na sua conta
sempre um número natural. Ex: 8 + 6 = 14 bancária. Quando retirou um extrato, observou que seu
novo saldo era de R$ 2 137,00. Quanto Fabiano tinha
Elemento Neutro - Adicionando-se o número 0 (zero) a em sua conta antes do depósito?
um número natural, o resultado é o próprio número Para saber, efetuamos uma subtração:
natural, isto é, o 0 (zero) não influi na adição. Ex: 3 + 0 2 137 minuendo
=3
1 200 subtraendo
Comutativa - A ordem das parcelas não altera a soma.
resto ou
R$ 937,00 diferença
Ex: 3 + 5 + 8 = 16 ou 5 + 8 + 3 = 16

Associativa - A soma de vários números não se altera Denomina-se subtração a diferença entre dois
se substituirmos algumas de suas parcelas pela soma números, dados numa certa ordem, um terceiro número
efetuada. Os sinais empregados para associações são que, somado ao segundo, reproduz o primeiro. A
denominados: subtração é uma operação inversa da adição.
O primeiro número recebe o nome de
( ) parênteses [ ] colchetes { } chaves minuendo e o segundo de subtraendo, e são chamados
termos da subtração. A diferença é chamada de resto.
Exemplos:
8 + 3 + 5 = (8 + 3) + 5 = 11 + 5 = 16 Propriedades
13 + 5 + 2 + 7 = (13 + 5) + (2 + 7) = 18 + 9 = 27
Fechamento:- Não é válida para a subtração, pois no
De um modo geral a + (b + c) = (a + b) + c campo dos números naturais, não existe a diferença
entre dois números quando o primeiro é menor que o
Nota: segundo. Ex: 3 - 5
Estudando-se as línguas, verificamos a importância da Comutativa: Não é válida para a subtração, pois 9
colocação das vírgulas para entendermos o significado -00-9
das sentenças.
Associativa: Não é válida para a subtração, pois
Exemplo: (15 - 8) - 3 = 7 - 3 = 4 e 15 - (8 - 3) = 15 - 5 = 10
1) "Tio Sérgio, André vai ao teatro."
2)"Tio, Sérgio André vai ao teatro." Somando-se ou subtraindo-se um mesmo número aos
termos de uma subtração, a diferença não se altera.
Podemos verificar que essas duas sentenças
apresentam significados diferentes, pelo fato da vírgula Exemplo: seja a diferença 15 - 8 = 7, somando-se 4 aos
ter sido deslocada. seus dois termos, teremos (15 + 4) - (8 + 4) = 19
- 12 = 7
Nas expressões e sentenças matemáticas, os sinais de
associação (parênteses, colchetes e chaves) podem
funcionar como verdadeiras vírgulas. Resolvem-se os MULTIPLICAÇÃO
sinais na seqüência:
Multiplicar é somar parcelas iguais.
( ) parênteses [ ] colchetes{ } chaves
Exemplo: 5 + 5 + 5 = 15
Exemplo:
Nesta adição a parcela que se repete (5) é
A expressão (10 - 5) + 2 = 5 + 2 = 7 e 10 - (5 + 2) = 10 - denominada multiplicando e o número de vezes que o
7 = 3, são diferentes, daí a importância da associação. multiplicamos (3) é chamado multiplicador e o
resultado é chamado de produto.
Dissociativa - Em toda soma pode-se substituir uma
parcela por outra cuja soma seja igual a ela. Esta Então:
propriedade é de sentido contrário da anterior. 5 multiplicando
3 multiplicador
Exemplo:

9 + 3 + 8 = (5 + 4) + 3 + 8 (Neste caso o número 9 foi 15 produto


dissociado em dois outros 5 e 4).
De uma maneira geral (a + b) + c = a + b + c. Multiplicação é a operação que tem por fim
Observe que o zero como parcela não altera a soma e dados dois números, um denominado multiplicando e
pode ser retirado. outro multiplicador, formar um terceiro somando o
primeiro tantas vezes quando forem as unidades do
Exemplo: segundo. O multiplicando e o multiplicador são
20 + 7 + 0 + 3 = 20 + 7 + 3 chamados de fatores.
SUBTRAÇÃO Propriedades
1) Fechamento - O produto de dois números naturais é
sempre um número natural.
Ex: 5 x 2 = 10

2) Elemento Neutro - O número 1 (um) é denominado


de elemento neutro da multiplicação porque não afeta o DIVIDENDO = DIVISOR QUOCIENTE + RESTO
produto.
Ex: 10 x 1 = 10 Exemplo:

3) Comutativa - A ordem dos fatores não altera o


produto.
Ex: 5 x 4 = 20 ou 4 x 5 = 20
 53 = 6  8 + 5
4) Distributiva em relação à soma e a diferença - Para
se multiplicar uma soma ou uma diferença indicada por EXPRESSÕES ARITMÉTICAS
um número, multiplica-se cada uma das suas parcelas
ou termos por esse número, e em seguida somam-se É um conjunto de números reunidos entre si
ou subtraem-se os resultados. por sinais de operações.
A partir do estudo da adição e subtração, já
Exemplo: podemos começar a resolver expressões aritméticas,
1º) (4 + 5) x 3 = 4 x 3 + 5 x 3 = 27 envolvendo adições e subtrações.
O cálculo dessas expressões é feito na ordem
2º) (7 - 4) x 5 = 7 x 5 - 5 x 4 = 15 em que é indicada, devendo observar-se que são feitas
inicialmente as operações indicadas entre parênteses,
Essa propriedade é chamada distributiva porque o em seguida as indicadas entre colchetes e finalmente
multiplicador se distribui por todos os termos. as indicadas entre chaves.
Para multiplicar uma soma por outra, pode-se Exemplos:
multiplicar cada parcela da primeira pelas parcelas da
segunda e somar os produtos obtidos. 1) Calcular o valor da expressão aritmética
35 - [4 + (5 - 3)]
Exemplo: efetuando-se as operações indicadas dentro dos
(6+ 3) x (2 + 5) = 6 x 2 + 6 x 5 + 3 x 2 + 3 x 5 = 63 parênteses obtemos
35 - [4 + 2]
DIVISÃO efetuando-se as operações indicadas dentro dos
colchetes temos
Divisão Exata 35 - 6 = 29
Divisão exata é a operação que tem por fim,
dados dois números, numa certa ordem, determinar um 2) Calcular o valor da expressão aritmética
terceiro que, multiplicado pelo segundo, reproduza o 86 - {26 - [8 - (2 + 5)]}
primeiro. A indicação dessa operação é feita com os efetuando-se as operações indicadas nos parênteses
sinais ou  que se lê: dividido por. O primeiro número obtemos
chama-se dividendo, o segundo divisor e o resultado da 86 - {26 - [8 - 7]}
operação, quociente. efetuando-se as operações indicadas nos colchetes
temos
Exemplo: 86 - {26 - 1}
15 : 3 = 5, pois 5 x 3 = 15 efetuando as operações indicadas entre as chaves vem
Onde 15 é o dividendo, 3 é o divisor e 5 é o quociente. que
86 - 25 = 61
Divisão Aproximada
No caso de se querer dividir, por exemplo, 53 3) Calcular o valor da expressão aritmética
por 6, observa-se que não se encontra um número 53 - {[48 + (7 - 3)] - [(27 - 2) - (7 + 8 + 10)]}
inteiro que, multiplicado por 6, reproduza 53, pois 8 ´ 6 53 - {[ 48 + 4 ] - [ 25 - 25]}
= 48 é menor que 53 e 9 ´ 6 = 54 é maior que 53. 53 - {52 - 0}
O número 8, que é o maior número que 53 - 52 = 1
multiplicado por 6 não ultrapassa o dividendo 53, é
denominado quociente aproximado a menos de uma O cálculo das expressões aritméticas que
unidade por falta, porque o erro que se comete, quando contém as 4 operações (adição, subtração,
se toma o número 8 para o quociente, é menor que multiplicação e divisão) deve obedecer a seguinte
uma unidade. Temos, assim, a seguinte definição: ordem:
chama-se resto de uma divisão aproximada a diferença Inicialmente as multiplicações e divisões e em
entre o dividendo e o produto do quociente aproximado seguida, as adições e subtrações, respeitando-se a
pelo divisor. A indicação dessa divisão é feita assim: ordem de se iniciar com os parênteses mais internos, a
seguir os colchetes e finalmente as chaves.

Exemplo:
54 - 3 x [ (7 + 6 : 2) - (4 x 3 - 5) ]
efetuando-se inicialmente as multiplicações e divisões
que estão indicadas nos parênteses temos: Exemplos:
54 - 3 x [ 10 - 7 ] 760, 1 575, 3 320.
efetuando-se os colchetes vem que
54 - 3 ´ [ 3 ]
54 - 9 = 45

Todo número que é divisível por 2 e por 3 ao mesmo tempo,


será também, divisível por 6.
Exercício Resolvido Exemplos:
762, 1 572, 33 291.
1) Resolva a seguinte expressão aritmética
{[( 8 x 4 + 3) : 7 + ( 3 + 15 : 5) x 3] x 2 - (19 - 7) : 6} x 2
+ 12

Seguindo um algoritmo apresentado por um professor, vamos


Resolução:
seguir 3 passos:
{ [ ( 32 + 3) : 7 + (3 + 3) x 3 ] x 2 - 12 : 6} x 2 + 12
1O. Separe a casa das unidades do número;
{ [ 35 : 7 + 6 x 3 ] x 2 - 2 } x 2 + 12
2O. Multiplique esse algarismo separado (da direita) por 2;
{ [ 5 + 18 ] x 2 - 2 } x 2 + 12
3O. Subtraia esse resultado do número à esquerda se esse
{ 23 x 2 - 2} x 2 + 12
resultado for divisível por 7, então o número original também
{ 46 - 2 } x 2 + 12
o será.
44 x 2 + 12
88 + 12
Exemplos:
100
378 é divisível por 7, pois
DIVISIBILIDADE
Passo1: 37 ........ 8
Existem algumas regras que podem nos auxiliar a identificar
se um número é ou não divisível por outro. Passo 2: 8 2 = 16
Por exemplo, sabemos que 16 é divisível por 2, ou que 27 é Passo 3: 3716 = 21
divisível por 3, e no entanto será que 762 é divisível por 2? E
por 3? Como 21 é divisível por 7, então 378 também o é.

4 809 é divisível por 7, pois

Passo1: 480 ........ 9


Todo número que é par é divisível por 2. Passo 2: 9  2 = 18
Exemplos: 762, 1 572, 3 366 etc. Passo 3: 480  18 = 462

Repetindo os passos para o número encontrado:

Passo1: 46 ........ 2
Somam-se os algarismos do número em questão, se o Passo 2: 2  2 = 4
resultado for um número divisível por 3, então o número Passo 3: 46  4 = 42
inicial o será também.
Como 42 é divisível por 7, então 4 809 também o é.
Exemplos:
762, pois 7 + 6 + 2 = 15
3 573, pois 3 + 5 + 7 + 3 = 18
53 628, pois 5 + 3 + 6 + 2 + 8 = 24
Observe os três últimos algarismos, se for três zeros ou uma
centena divisível por 8 então o número original também será.

Observe os dois últimos algarismos se for dois zeros ou se Exemplos:


terminar numa dezena divisível por 4 o número será divisível 1 416, 33 296, 57 800, 43 000.
por 4.

Exemplos:
 764, pois 64 é divisível por 4.
Somam-se os algarismos do número em questão, se o
1 572, pois 72 é divisível por 4.
resultado for um número divisível por 9, então o número
3 300, pois o número termina em dois zeros.
inicial o será também.

Exemplos:
3 573, pois 3 + 5 + 7 + 3 = 18
Observe o último algarismo se for zero ou cinco o número 53 928, pois 5 + 3 + 9 + 2 + 8 = 27
será divisível por 5.
945 675, pois 9 + 4 + 5 + 6 + 7 + 5 = 36 Então, dividindo:

193 11 193 13 193 17


83 17 63 14 23 11
Observe o último algarismo se for zero o número será
divisível por 10. 6 11 6

Exemplos: Quociente menor que o divisor  11 < 17, e não houve


760, 3 320, 13 240. divisão exata, então o número 193 é primo.

DECOMPOSIÇÃO EM FATORES PRIMOS


Quando um número não é primo, pode ser
decomposto num produto de fatores primos.
Um número será divisível por 11, quando a diferença entre a A fatoração consiste, portanto, em encontrar todos os
soma dos algarismos de ordem par e a soma dos algarismos fatores primos divisores de um número natural.
de ordem ímpar tiver como resultado um número divisível
por 11. Regra: dividimos o número pelo seu menor
divisor primo, excetuando-se a unidade, a seguir, dividimos o
Exemplos: quociente pelo menor divisor comum e assim sucessivamente
2 937, pois: até encontrarmos o quociente 1. O número dado será igual ao
soma dos algarismos de ordem par: 9 + 7 = 16 produto de todos os divisores encontrados que serão números
soma dos algarismos de ordem ímpar: 2 + 3 = 5 primos.
fazendo a diferença: 16 - 5 = 11
Exemplo:
28 017, pois:
soma dos algarismos de ordem par: 8 + 1 = 9
soma dos algarismos de ordem ímpar: 2 + 0 + 7 = 9
fazendo a diferença: 9 - 9 = 0

MÚLTIPLOS E DIVISORES
 Múltiplo: é o resultado da multiplicação de um número
natural por outro natural.

Exemplos: QUANTIDADE DE DIVISORES DE UM NÚMERO


24 é múltiplo de 3, pois 3 x 8 = 24. NATURAL
20 é múltiplo de 5, pois 5 x 4 = 20 e é múltiplo de 2, pois 2
x0=0 Podemos determinar o total de divisores de um
número, mesmo não se conhecendo todos os divisores.
 Divisor: se um número x é divisível por y, então y será um
divisor de x.  Regra: O número total de divisores de um número é
igual ao produto dos expoentes dos seus fatores
Exemplos: primos aumentados (cada expoente) de uma unidade.
8 é divisor de 864, pois 864 é divisível por 8.
21 é divisor de 105, pois 105 é divisível por 21. Exemplo:
Vamos determinar o total de divisores de 80.
NÚMEROS PRIMOS Fatorando-se o número 80 encontraremos: 80 =
24 51
Todo número que apresenta dois divisores naturais, sendo
eles: o próprio número e a unidade; ele será considerado um Aumentando-se os expoentes em 1 unidade:
número primo, são eles: 4 + 1 = 5
1 + 1 = 2
2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31, 37, 41, 43, 47, ... Efetuando-se o produto dos expoentes aumentados
5 2 = 10
RECONHECENDO UM NÚMERO PRIMO Portanto, o número de divisores de 80 é 10.
Dividimos o número, de maneira sucessiva, pelos
números que formam a série dos números primos, até Nota:
encontramos um coeficiente igual ou menor ao divisor. Caso Ao determinarmos a quantidade de divisores estamos
nenhuma dessas divisões seja exata, então o número é primo. encontrando apenas os divisores positivos desse
número.
Nota: utilizando-se os critérios de divisibilidade, poderemos
evitar algumas dessas divisões. MÁXIMO DIVISOR COMUM (M.D.C.)

Exemplo: Denomina-se máximo divisor comum entre dois ou


Vamos verificar se o número 193 é primo. mais números naturais não nulos, ao maior número natural
Utilizando os critérios da divisibilidade, podemos verificar que divide a todos simultaneamente.
que 193 não é divisível por 2, 3, 5, 7.
Exemplo: O máximo divisor comum entre 6, 18 e 30 é o 2O. Passo: Divida 280 por 60 colocando o quociente na
número 6, pois este divide ao mesmo tempo o 6, o 18 e o 30 lacuna de cima do 60 e o resto na lacuna abaixo do 280:
e, além disso, é o maior dos divisores simultâneos dos
números dados.

MÉTODO DA COMPOSIÇÃO EM FATORES PRIMOS


Decompõe-se os números em fatores primo e em
seguida escolhe-se os fatores primos comuns com os menores
expoentes e em seguida efetua-se o produto destes expoentes. 3O. Passo: O resto da divisão vai para a lacuna do meio do
lado direito de 60 e repete-se os passos 1, 2 e 3 até
Exemplo: encontrarmos resto zero.
1-) Encontrar o MDC entre os números 60 e 280

4O. Passo: O último divisor encontrado será o mdc.

Escolhemos agora os fatores primos comuns aos dois mdc (60, 280) = 20
números que decompomos, com os menores expoentes. Os
fatores comuns aos dois números são 2 e 5, e estes fatores Nota:
com seus menores expoentes são : "Números Primos entre Si"
Dois ou mais números são considerados primos entre si se e
22  5 = 4  5 = 20
somente o Máximo Divisor Comum entre esses números for
igual a 1.
Logo o M.D.C. entre 60 e 280 é 20 e se escreve da
seguinte forma:
Exemplo:
MDC (60, 280) = 20
21 e 16, pois mdc (21, 16) = 1
2-) Determinar o M.D.C. entre 480 e 188
Exercícios Resolvidos

1) Determinar os dois menores números pelos quais devemos


dividir 144 e 160, a fim de obtermos quocientes iguais.

Resolução:
Determinamos o M.D.C. entre 144 e 160

O único fator primo comum entre 480 e 188 é 2, e como deve


ser escolhido aquele que tiver o menor expoente, então temos
22 = 4
mdc (144, 160) = 24 = 16
mdc (480, 188) = 4
Então:
144  16 = 9
MÉTODO DAS DIVISÕES SUCESSIVAS
O maior divisor de 144 é 16 e o menor quociente 9,
Vem que 160  16 = 10 onde 16 é também o maior divisor de
(MÉTODO DE EUCLIDES)
160 e 10 o menor quociente. Logo os números procurados
são 9 e 10
Vamos encontrar o máximo divisor comum entre 60 e 280. pois 144  9 = 16 e 160 10 = 16.
1O. Passo: Utilize o dispositivo abaixo colocando o maior 2) Um terreno de forma retangular tem as seguintes
número na primeira lacuna (do meio) e o menor na segunda dimensões, 24 metros de frente e 56 metros de fundo. Qual
lacuna (do meio): deve ser o comprimento de um cordel que sirva para medir
exatamente as duas dimensões?

Resolução:
Então temos:
70 = 2 x 5 x 7
140 = 22 x 5 x 7
180 = 22 x 32 x 5

Os fatores primos comuns, isto é, que aparecem nas três


fatorações são 2e 5.O número 7 não é fator primo comum
Então: porque só aparece na fatoração dos números 70 e 140. O
mdc ( 56, 24) = 8 número 3 também não é fator primo comum porque só
aparece na fatoração do número 180. Logo:
Resposta:
O comprimento do maior cordel que pode ser utilizado para fatores primos comuns escolhidos com os maiores
medir as dimensões do terreno deve ser de 8 metros de expoentes: 22 e 5.
comprimento, pois, 8 é o maior dos divisores comuns entre
56 e 24. Fatores primos não comuns escolhidos com os maiores
expoentes: 32 e 7.
MÍNIMO MÚLTIPLO COMUM (M.M.C)
mmc (70, 140,180) = 22 x 5 x 32 x 7 = 1260
"Mínimo múltiplo comum de dois ou mais números naturais
não nulos é o menor dos múltiplos, não nulo, comum a esses
números." MÉTODO DA DECOMPOSIÇÃO SIMULTÂNEA

Sejam dois conjuntos, um constituído pelos


múltiplos de 6 e outro constituído pelos múltiplos de 9.

M(6) = {0, 6, 12, 18, 24, 30, 36, ...}


M(9) = {0, 9, 18, 27, 36, 45, 54, ...}

Observando-se os dois conjuntos de múltiplos de 6 e


9, verificamos que existem números que aparecem em
ambos, isto é, são comuns aos dois conjuntos, como os
números 18 e 36, isto é:

M(6)  M(9) = {0, 18, 36, ...}


Então:
Isto significa que 18 e 36 são múltiplos comuns de 6
e 9, isto é, estes números são divisíveis ao mesmo tempo por mmc (70, 140, 180) = 22 x 32 x 5 x 7 = 1260
6 e por 9.
Logo teremos como Mínimo Múltiplo Comum entre 6 e 9 o RELAÇÃO ENTRE O MMC E O MDC
número 18, isto é:
O produto de dois números dados é igual ao produto
mmc (6, 9) = 18 do M.D.C. desses números.

mmc (a, b) mdc (ab) = a x b


MÉTODO DA COMPOSIÇÃO EM FATORES PRIMOS
Exemplo:
O mínimo múltiplo comum de dois ou mais
Sejam os números 18 e 80
números, obtém-se decompondo simultaneamente este
Temos pela regra que: 18 x 80 = mmc (18, 80)  mdc (18,
números e efetuando-se o produto dos fatores primos comuns
80)
e não comuns escolhidos com seus maiores expoentes.
O produto é 18  80 = 1440.
Exemplo:
Determinar o M.M.C. dos números 70, 140, 180. Vamos agora determinar o M.M.C. desses dois números.
Fatorando os números:
80, 18 2
40, 9 2
20, 9 2
70 2 140 2 180 2 10, 9 2
35 5 70 2 90 2 5, 9 3
7 7 35 5 45 3 5, 3 3
5, 1 5
1 7 7 15 3 1, 1
1 5 5
1
mmc (80, 18) = 24 x 32 x 5 = 720
ADIÇÃO
Logo:
mdc(80, 18) = 1440  mmc(18, 80) = 1440  720 = 2 Sinais Iguais: Somam-se os números prevalecendo o sinal.

Exemplos:
(+2) + (+3) = +5
EXERCÍCIO RESOLVIDO (-2) + (-3) = - 5

Para identificarmos se um problema deve ser Sinais Diferentes: Subtraem-se os números prevalecendo o
resolvido através do M.M.C. temos algumas indicações sinal do maior número em módulo.
importantes.
I - Diante de um problema, verificar se trata de fatos Exemplos:
repetitivos, significa que estes fatos são múltiplos; (-2) + (+3) = +1
II - Os acontecimentos deverão ser simultâneos, isto é, (+2) + (-3) = -1
comuns;
III - Ao buscarmos a primeira coincidência, estamos
buscando o M.M.C. Exercícios Resolvidos

Exemplo: 1) Calcule a soma algébrica:

Três viajantes passam por determinado local respectivamente Resolução:


a cada 15, 20 e 25 dias. Sabendo-se que hoje os três se
encontram, quando acontecerá o novo encontro? -150 - 200 + 100 + 300
-150 - 200 + 100 + 300
Resolução: -350 + 100 + 300
Existe a idéia de repetição: "Sabendo-se que hoje os três se -250 + 300
encontraram, quando ocorrerá o novo encontro?" 50
 Múltiplo
"Encontrar-se-ão num determinado dia" 2) Alexandre tinha 20 figurinhas para jogar bafo. Jogou com
 Comum Marcelo e perdeu 7 figurinhas, jogou com Jorge e ganhou 2,
"Quando acontecerá o novo encontro" ao jogar com Gregório ganhou 3 e perdeu 8 e com Hudson
 Mínimo ganhou 1 e perdeu 11. Com quantas figurinhas ficou
Alexandre no final do jogo?
Portanto
Resolução:
15, 20, 25 2
15, 10, 25 2 Representando em soma algébrica:
20 - 7 + 2 + 3 - 8 + 1 - 11 = 0
15, 5, 25 3
5, 5, 25 5
Resposta: Nenhuma.
1, 1, 5 5
1, 1 1

300 MULTIPLICAÇÃO

Na multiplicação de números inteiros vamos, sempre,


Resposta: considerar a seguinte regra:
O primeiro encontro ocorrerá dentro de 300 dias. (+) . (+) = (+)
(+) . (-) = (-)
NÚMEROS INTEIROS (Z) (-) . (+) = (-)
(-) . (-) = (+)
Em tempos remotos, com o desenvolvimento do comércio, Exemplos:
um comerciante desejando ilustrar a venda de 3 kg de um (+2)  (+3) = (+6)
total de 10 kg de trigo existente num saco, escreve no saco: "- (+2) (- 3) = (- 6)
3", a partir daí um novo conjunto numérico passa a existir, o (-2)  (+ 3) = (- 6)
Conjunto dos Números Inteiros, hoje, representamos pela (-2)  (- 3) = (+ 6)
letra Z.

Z = {..., -3, - 2, - 1, 0, 1, 2, 3, ...} Exercício Resolvido

A reticências, no início ou no fim, significa que o conjunto 1) Calcule o valor da expressão abaixo:
não tem começo nem fim. Concluímos, então, que todos os {(16 - 4) + [3.(-2) - 7.1]}.[-12 - (-4).2.2] + (-7).2 - 3 . (-1)
números inteiros possuem um antecessor e um sucessor.
Com a relação às operações que serão possíveis de se Resolução:
efetuar, ilustraremos exemplos da adição e multiplicação.
{(16 - 4) + [3.(-2) - 7.1]}.[-12 - (-4).2.2] + (-7).2 - 3 . (-1)
{12 + [-6 - 7]}  [-12 -(-16)] + (-14) - (-3)
{12 + [-13]} . [-12 + 16] - 14 + 3
{12 - 13} . 4 - 14 + 3
{-1}.4 - 14 + 3
-4 - 14 + 3
-18 + 3
-15
O denominador indica em quantas partes foi
NÚMEROS RACIONAIS (Q) - FRAÇÕES dividida a unidade, e o numerador, quantas partes
foram tomadas.
São aqueles constituído pelos números inteiros e pelas As frações podem ser decimais e ordinárias.
frações positivas e negativas. Número racional é todo
a FRAÇÕES DECIMAIS
número indicado pela expressão b , com b  0 e é Quando o denominador é representado por
representado pela letra Q. uma potência de 10, ou seja, 10, 100, 1000, etc.

Exemplo:

Atenção: FRAÇÕES ORDINÁRIAS


I) Todo número natural é um racional. São todas as outras frações:

II) Todo número inteiro relativo é racional.

TIPOS DE FRAÇÕES

a) Frações Próprias: O numerador é menor que o


denominador. Nesse caso a fração é menor que a
unidade.

Exemplo:
FRAÇÕES

Número fracionário ou fração é o número que


representa uma ou mais partes da unidade que foi
dividida em partes iguais.

Exemplos:
b) Frações Impróprias: O numerador se apresenta
1 hora = 60 minutos maior que o denominador. Nesse caso a fração é maior
¼ hora = 15 minutos que a unidade.
2
Exemplo:
 4 hora = 30 minutos
3
 4 hora = 45 minutos

 Representação

Uma fração é representada por meio de dois


números inteiros, obedecendo uma certa ordem, sendo
o segundo diferente de zero, chamados
respectivamente de numerador e denominador, e que
c) Frações Aparentes: São frações impróprias que tem
constituem os termos da fração.
o numerador divisível pelo denominador e que são
chamadas de frações aparentes. Porque são iguais aos
números internos que se obtém dividindo o numerador
pelo denominador.
3 6
Exemplo: 10 , pois se em 10 tomamos 6 das 10 divisões da
3
unidade, em 10 tomamos apenas três.

Ilustração:

d) Frações Irredutíveis: São frações reduzidas à sua


forma mais simples, isto é, não podem mais ser
simplificadas, pois seus dois termos são números
primos entre si, e por esta razão não têm mais nenhum
divisor comum.

Exemplo:

242 3
S
i
m
p
l
i
fi
c
a
n
do
-
s
e,
t
e
mo
s(
f
r
a
ç
ã
oi
r
r
e
d
ut
í
v
e
l
)Observando a ilustração, verificamos que 10 é duas
363
6
vezes menor que 10 .
REDUÇÕES DE FRAÇÕES AO MESMO 2) Se multiplicarmos ou dividirmos o denominador de
DENOMINADOR uma fração por um número diferente de zero, o
valor da fração fica dividido ou multiplicado por
1) Reduzem-se as frações à forma irredutível esse número.
2) Determina-se o M.M.C. dos denominadores dessas
frações Exemplo:
3) Divide-se o mmc pelo denominador e multiplica-se 2
pelo numerador o resultado da divisão.
Seja a fração 5 . Multiplicando o denominador por 2,
Exemplo: 2 2
obtemos a fração 10 , que é duas vezes menor que 5 ,
2
pois em 5 dividimos a unidade em 5 partes iguais e
2
das cinco tomamos duas, enquanto que em 10 , a
mesma unidade foi dividida em 10 partes iguais e
1-) tomadas apenas duas em dez.
3 1
= Ilustrações:
62

2-)
mmc (2, 5, 7) = 70

3-)
1
24 28
3540
,,,,,,
2
57 70
7070
70
7070

PROPRIEDADE DAS FRAÇÕES

1) Se multiplicarmos ou dividirmos o numerador de uma


fração por um certo número diferente de zero, o
valor de fração fica multiplicado ou dividido por
esse número.

Exemplo: Comparando-se as ilustrações, podemos verificar que


3 2 2
Seja a fração 10 . Se multiplicarmos o numerador por 5 é duas vezes maior que 10 .
6
2, obteremos a fração 10 , que é duas vezes maior que 3) Multiplicando-se ambos os termos de uma fração por
um número diferente de zero, o valor da fração não 44 4
se altera. >>
57 10
Exemplo: 3) Quando as frações têm numeradores e
denominadores diferentes a comparação é feita

22
24 reduzindo-as ao mesmo denominador ou ao
  mesmo numerador.

55
210
Exemplo:
24
L
o
go
: =
510
1
2428
35
40
<<<<
5
2770
70
70
Ilustrações:

Exercício Resolvido

1) Coloque as seguintes frações em ordem crescente,


empregando o sinal <.
47216
,,,,
5
10523

Resolução:

Vamos reduzir as frações ao mesmo denominador, e


paratanto o mmc
(2, 3, 5, 10) = 30:

47 21 6
, ,,,  , , , , 
51052 330 30303030
24 12
21 15 60
NÚMEROS MISTOS  , , , ,
3030
303030
L
o
go
:
Número misto é aquele formado por um
12
15212460 21 7 46
número inteiro e uma fração. < < < <  < < <<
Para transformarmos um número misto em 30
30303030 52 1053
uma fração, basta multiplicar o denominador da fração
imprópria pelo número inteiro e somamos o resultado
obtido com o numerador.
FRAÇÕES EQUIVALENTES
Exemplo:
São frações que representam a mesma parte
do inteiro, ou seja, são frações de mesmo valor.

442
446
6= =
7 7 7

COMPARAÇÃO DE FRAÇÕES

Podemos comparar duas ou mais frações para


sabermos qual é a maior e qual a menor. Para isto,
devemos conhecer os critérios de comparação: 132
1) Quando várias frações têm o mesmo denominador, a = =
264
maior é a que tem maior numerador. Na figura acima temos: logo são frações
equivalentes.
Exemplo:
43 1 SIMPLIFICAÇÃO DE FRAÇÕES
>>
10
1010
Significa obter uma outra fração equivalente na
2) Quando várias frações têm o mesmo numerador, a qual o numerador e o denominador são números
maior é a que tem menor denominador. primos entre si. Para simplificar uma fração basta
dividir o numerador e o denominador pelo mesmo
Exemplo: número.

4
3
Nota:
O36
36
993
1
.
M
od
o
:
Em caso da adição de frações envolver números
48
48
4
12
3
124
mistos, transformamos os números mistos em frações
3 impróprias.
4 está na sua forma irredutível.
SUBTRAÇÃO DE FRAÇÕES
2O. Modo:
Um outro processo para simplificar frações é achar o Para a subtração, irão valer as mesmas regras da
M.D.C. (máximo divisor comum) entre o mdc (48,36) = adição
12 (Caso 1 e Caso 2).

12
363
 MULTIPLICAÇÃO DE FRAÇÕES
 4
12
48
Ao efetuar o produto entre duas ou mais frações, não
Exercício Resolvido importando se os numeradores e denominadores são
iguais ou diferentes, vamos sempre:
3
1) Obter 3 frações equivalentes a 5 . Multiplicar os numeradores entre si, assim como os
denominadores.
Resolução:
Exemplos:
3
Basta tomar os termos da fração 5 multiplicá-lo por um
3 63
6 18
 = =
mesmo número diferente de zero:
5 75
7 35

3
39
7
32131236
= = 47
=24 
7256
56
2 28

3
5
15
7
535
5
12=
60 == =
510
55 
105 
2502
25012

ADIÇÃO DE FRAÇÕES Nota:

Temos dois casos à considerar: Neste último exemplo as simplificações poderiam ter
sido feitas durante o produto, observe:
Caso 1:
47227228
Denominadores Iguais ==
510
555512
"Somam-se os numeradores e conserva-se o , simplificamos o 4 com o 10 no primeiro membro.
denominador comum".
DIVISÃO DE FRAÇÕES
Exemplo:
Na divisão de duas frações, vamos sempre:
19
12
1
9
2
122
++== Conservar a primeira fração e multiplicar pelo inverso
55555
da segunda.

Caso 2: Exemplo:
Denominadores Diferentes
6 7 337
1 
1
77
"Reduzem-se as frações ao mesmo denominador 
=
===
comum e aplica-se a regra anterior ". 5
756
52
5
21

Exemplo:
EXPRESSÕES ARITMÉTICAS
4 7 2 1 624 21 12 15 60 FRACIONÁRIAS
+ + + +  + + + + 
5 10 5 2 330 30 30 30 30
2421  12 15 
60 132
 = O cálculo de expressões aritméticas
30 30 fracionárias, que são conjuntos de frações ligadas por
Podemos simplificar a resposta, deixando a fração na sinais de operações é feito na segunda ordem:
sua forma irredutível:
1º) As multiplicações e divisões
132 
6 22
=
30  65 2º) As adições e subtrações, respeitadas as ordens dos
parênteses, colchetes e chaves.
Exemplo:
Vamos resolver a seguinte expressão: 13,8 + 0,052 + 2,9 =

9 1 2 11 11 4 1 5 13,8 13,800


  2      = 0,052 ou 0,052
2 4 5 3 7 3 2 6 2,9 2,900
9 1 10
2 11 7 4 5
=  
     = 16,752 16,752
2 4 5  3 11 6 6

=  7 4 6 9 3 7 4
9 1 12
24 5365=2535=
       
SUBTRAÇÃO
6 35 12
= 
45 39 47 39 15
 10  15  =10  =
15 10 47
 = Escreve-se o subtraendo sob o número de
   
modo que as vírgulas se correspondam. Subtraem-se
39 3 39 3 117
=  =  = os números como se fossem inteiros, e coloca-se a
2 47 2 47 94 vírgula no resultado em correspondência com os dois
termos.
NÚMEROS REAIS (IR)
Exemplo:
A união de todos os conjuntos vistos até agora dará 5,08 - 3,4852 =
origem ao conjunto dos números reais, representado
5,0800
pela letra IR. 3,4852

Observe o diagrama: 1,5948

MULTIPLICAÇÃO

Para se efetuar o produto entre números na forma


decimal, deve-se multiplicar normalmente, como se
fossem números inteiros e após conta-se a quantidade
de casas decimais que cada um dos fatores apresenta
somando em seguida e transferindo para o resultado
do produto.

Exemplo:

Observação  "Números Irracionais"

A parte que está em forma de "telhado", ou 1,23  0,4 = 0,492; 12,345  5,75 = 70,98375
seja, IR - Q representa o conjunto dos números
irracionais, e estes por sua vez são aqueles que não
podem ser escritos na forma de fração: DIVISÃO

Exemplos: Reduzem-se o dividendo e o divisor ao mesmo


número de casas decimais, desprezam-se as vírgulas
de ambos, e efetua-se a divisão como se fossem
2, 3 , etc.
inteiros. Obtido o quociente, coloca-se ao mesmo
tempo, uma vírgula a sua direita e um zero a sua
NÚMEROS DECIMAIS esquerda do resto, a fim de continuar a divisão.
Os demais algarismos do quociente serão
Os números decimais fazem parte do conjunto sempre obtidos colocando-se um zero a direita de cada
dos números racionais, e no entanto, estes números resto.
merecem uma atenção especial, que aparecem muito
em nosso cotidiano, além de se relacionar com muitas
questões de provas de concursos públicos. Exemplo:
72,2379  5,873
ADIÇÃO

Escrevem-se os números decimais uns sobre


os outros de modo que as vírgulas se correspondam; Igualando-se as casas decimais do dividendo e do
somam-se os números como se fossem inteiros, e, divisor temos:
coloca-se a vírgula na soma, em correspondência com
as parcelas.

Exemplo:
d) [ 60 - (31 - 6) x 2 + 15] ¸ [ 3 + (12 - 5 x 2) ]
e) [150 ¸ (20 - 3 x 5) + 15 x (9 + 4 x 5 x 5) ] ¸ 5 + 12 x 2
f) ( 4 + 3 x 15) x ( 16 - 22 ¸ 11) - 4 x [16 - (8 + 4 x 1) ¸
4] ¸ 13

P13) Calcular os dois menores números pelos quais


devemos dividir 180 e 204, a fim de que os quocientes
sejam iguais.
EXERCÍCIOS - CONJUNTOS NUMÉRICOS a) 15 e 17 b) 16 e 18
c) 14 e 18 d) 12 e16
P1) Que restos pode dar na divisão por 5, um número
que não seja divisível por 5 ? P14) Deseja-se dividir três peças de fazenda que
medem, respectivamente, 90, 108 e 144 metros, em
P2) Qual o menor número que se deve somar a 4831 partes iguais e do máximo tamanho possível.
para que resulte um número divisível por 3 ? Determinar então, o número das partes de cada
peça e os comprimentos de cada uma.
P3) Qual o menor número que se deve somar a 12318 9, 8, 6 partes de 18 metros
para que resulte um número divisível por 5 ? 8, 6, 5 partes de 18 metros
9, 7, 6 partes de 18 metros
P4) Numa caixa existem menos de 60 bolinhas. Se elas 10, 8, 4 partes de 18 metros
forem contadas de 9 em 9 não sobra nenhuma e se e) e) e)
forem contadas de 11 em 11 sobra uma. Quantas são
as bolinhas? P15) Quer-se circundar de árvores, plantadas à máxima
distância comum, um terreno de forma quadrilátera.
P5) O conjunto A é formado por todos os divisores de Quantas árvores são necessárias, se os lados do
10 ou 15 ; então podemos afirmar que o conjunto A tem terreno tem 3150,1980, 1512 e 1890 metros?
: a) 562 árvores b) 528 árvores
a) 5 elementos b) 6 elementos c) 474 árvores d) 436 árvores
c) 7 elementos d) 8 elementos
P16) Numa república, o Presidente deve permanecer 4
P6) Qual o menor número pelo qual se deve multiplicar anos em seu cargo, os senadores 6 anos e os
1080 para se obter um número divisível por 252? deputados 3 anos. Em 1929 houve eleições para os
três cargos, em que ano deverão ser realizadas
P7) Qual o menor número pelo qual se deve multiplicar novamente eleições para esses cargos?
2205 para se obter um número divisível por 1050?
P17) Duas rodas de engrenagens tem 14 e 21 dentes
P8) Assinalar a alternativa correta. respectivamente. Cada roda tem um dente esmagador.
a) O número 1 é múltiplo de todos os números primos Se em um instante estão em contato os dois dentes
b) Todo número primo é divisível por 1 esmagadores, depois de quantas voltas repete-se
c) Às vezes um número primo não tem divisor novamente o encontro?
d) Dois números primos entre si não tem nenhum
divisor P18) Dois ciclistas percorrem uma pista circular no
mesmo sentido. O primeiro percorre em 36 segundos, e
P9) Assinalar a alternativa falsa: o segundo em 30 segundos. Tendo os ciclistas partido
a) O zero tem infinitos divisores juntos, pergunta-se; depois de quanto tempo se
b) Há números que tem somente dois divisores: são os encontrarão novamente no ponto de partida e quantas
primos; voltas darão cada um?
c) O número 1 tem apenas um divisor: ele mesmo;
d) O maior divisor de um número é ele próprio e o P19) Uma engrenagem com dois discos dentados tem
menor é zero. respectivamente 60 e 75 dentes, sendo que os dentes
são todos numerados. Se num determinado momento o
P10) Para se saber se um número natural é primo não: dento nº 10 de cada roda estão juntos, após quantas
a) Multiplica-se esse número pelos sucessivos números voltas da maior, estes dentes estarão juntos
primos; novamente?
b) Divide-se esse número pelos sucessivos números
primos; P20) Sabendo-se que o M.M.C. entre dois números é o
c) Soma-se esse número aos sucessivos números produto deles, podemos afirmar que:
primos; a) os números são primos
d) Diminuí-se esse número dos sucessivos números b) eles são divisíveis entre si
primos. c) os números são primos entre si
d) os números são ímpares
P11) Determinar o número de divisores de 270.
P21) Da estação rodoviária de São Paulo partem para
P12) Calcule o valor das expressões abaixo: Santos, ônibus a cada 8 minutos; para Campinas a
a) (12 - 6) + (14 - 10) x 2 - (3 + 7) cada 20 minutos e para Taubaté a cada 30 minutos. Às
b) 103 - [ 23 + (29 - 3 x 5) ] + 14 x 2 7 horas da manhã partiram três ônibus para essas
c) 22 - { 14 + [ 2 x 10 - (2 x 7 - 3) - (2 + 4) ] } + 7 cidades. Pergunta-se: a que horas do dia, até às 18
horas haverá partidas simultâneas? P37) Uma herança de R$70.000,00 é distribuída entre
três herdeiros. O primeiro recebe ½, o segundo 1/5 e o
P22) No aeroporto de Santos Dumont partem aviões terceiro o restante. Qual recebeu a maior quantia?
para São Paulo a cada 20 minutos, para o Sul do país
a cada 40 minutos e para Brasília a cada 100 minutos; P38) Uma torneira leva sete horas para encher um
às 8 horas da manhã á um embarque simultâneo para tanque. Em quanto tempo enche 3/7 desse tanque?
partida. Quais são as outras horas, quando os
embarques coincidem até as 18 horas. P39) R$120,00 são distribuídos entre cinco pobres. O
primeiro recebe ½, o segundo 1/5 do que recebeu o
P23) Para ladrilhar 5/7 de um pátio empregando-se primeiro e os restantes recebem partes iguais. Quanto
46.360 ladrilhos. Quantos ladrilhos iguais serão recebeu cada pobre?
necessários para ladrilhar 3/8 do mesmo pátio?
P40) Em um combate morrem 2/9 de um exército, em
P24) A soma de dois números é 120. O menor é 2/3 do novo combate morrem mais 1/7 do que restou e ainda
maior. Quais são os números? sobram 30.000 homens. Quantos soldados estavam
lutando?
P25) Sueli trabalha após as aulas numa loja de
fazendas. Uma tarde recebeu uma peça de linho de 45 P41) 2/5 dos 3/7 de um pomar são laranjeiras; 4/5 dos ¾
metros para vender. Nesta mesma tarde vendeu 3/5 da são pereiras; há ainda mais 24 árvores diversas.
peça, depois 1/3 do que sobrou. Quantos metros Quantas árvores há no pomar?
restaram por vender?
P42) Um corredor depois de ter decorrido os 3/7 de uma
P26) Uma senhora repartiu R$273,00 entre seus três estrada faz mais cinco quilômetros e assim corre 2/3 do
filhos. O primeiro recebeu 3/4 do que tocou ao segundo percurso que deve fazer. Quanto percorreu o corredor
e este, 2/3 do que tocou ao terceiro. Quanto recebeu e qual o total do percurso, em quilômetros?
cada um ?
P43) Efetuar as adições:
P27) Um negociante vendeu uma peça de fazenda a 1º) 12,1 + 0,0039 + 1,98
três fregueses. O primeiro comprou 1/3 da peça e mais 2º) 432,391 + 0,01 + 8 + 22,39
10 metros. O segundo comprou 1/5 da peça e mais 12
metros e o terceiro comprou os 20 metros restantes. P44) Efetuar as subtrações:
Quantos metros tinha a peça ? 1º) 6,03 - 2,9456
2º) 1 - 0,34781
P28) Dois amigos desejam comprar um terreno. Um
deles tem 1/5 do valor e outro, 1/7. Juntando ao que P45) Efetuar as multiplicações
possuem R$276.000,00, poderiam comprar o terreno. 1º) 4,31 x 0,012
Qual o preço do terreno ? 2º) 1,2 x 0,021 x 4

P29) Paulo gastou 1/3 da quantia que possuía e, em P46) Calcular os seguintes quocientes aproximados por
seguida, 3/5 do resto. Ficou com R$80,00. Quanto falta.
possuía? 1º) 56 por 17 a menos de 0,01
2º) 3,9 por 2,5 a menos de 0,1
P30) Qual é o número que multiplicado por 1/5 dá 7 3/4? 3º) 5 por 7 a menos de 0,001

P31) Um alpinista percorre 2/7 de uma montanha e em P47) Em uma prova de 40 questões, Luciana acertou
seguida mais 3/5 do restante. Quanto falta para atingir 34. Nestas condições:
o cume? Escreva a representação decimal do número de
acertos;
P32) Qual é o número que aumenta 1/8 de seu valor Transformar numa fração decimal;
quando se acrescentam 3 unidades? Escreva em % o número de acertos de Luciana.
d) d) d)
P33) Um trem percorre 1/6 do caminho entre duas P48) Calcular o valor da seguinte expressão numérica
cidades em 1 hora e 30 minutos. Quanto tempo leva de lembrando a ordem das operações: 0,5 + ( 0,05 ¸
uma cidade a outra uma viagem de trem? 0,005).

P34) Lia comeu 21/42 de uma maçã e Léa comeu 37/74 P49) Quando o professor pediu a Toninho que
dessa mesma maçã. Qual das duas comeu mais e escrevesse a fração decimal que representa o número
quanto sobrou? 0,081 na forma de fração decimal, Toninho escreveu
81
P35) Dividindo os 2/5 de certo número por 2/7 dá para 10 ; Ele acertou ou errou a resposta.
quociente 49. Qual é esse número?

P36) Um pacote com 27 balas é dividido igualmente P50) Dentre os números 2,3; 2,03; 2,030; 2,003 e
entre três meninos. Quantas balas couberam a cada 2,0300, quais tem o mesmo valor ?
um, se o primeiro deu 1/3 do que recebeu ao segundo
e o segundo deu ½ do que possuía ao terceiro? P51) É correto afirmar que dividir 804 por 4 e multiplicar
o resultado por 3 dá o mesmo resultado que multiplicar
804 por 0,75? P41) 105
P42) 14 quilômetros e 21 quilômetros
P52) Um número x é dado por x = 7,344 ¸ 2,4. Calcule P43) 1º) 14,0839; 2º) 462,791
o valor de 4 - x . P44) 1º) 3,0844; 2º) 0,65219;
P45) 1º) 0,05172; 2º) 0,1008;
P53) Uma indústria A, vende suco de laranja em P46) 1º) 3,29; 2º) 1,5; 3º) 0,714;
embalagem de 1,5 litro que custa R$ 7,50. Uma 85
indústria B vende o mesmo suco em embalagem de 0,8
litro que custa R$ 5,40. Qual das duas vende o suco P47) a) 0,85 b) 100 c) 85%
mais barato? P48) 0,05
P49) Errou, a resposta é 81/1000
P54) Em certo dia, no final do expediente para o P50) 2,03; 2,030 e 2,0300
público, a fila única de clientes de um banco, tem um P51) Nos dois casos é correto afirmar, pois o resultado
comprimento de 9 metros em média, e a distância entre é 603
duas pessoas na fila é 0,45m. P52) 13,6256
Responder: P53) a indústria A
a) Quantas pessoas estão na fila? P54) a) 20 pessoas b) 80 minutos.
b) Se cada pessoa, leva em média 4 minutos para ser
atendida, em quanto tempo serão atendidas todas as
pessoas que estão na fila?
GRÁFICOS
GABARITO - CONJUNTOS NUMÉRICOS
ÂNGULOS
P1) 1,2,3,4
P2) 2
"Ângulo é a união de duas semi-retas de mesma
P3) 2
origem".
P4) 45
P5) B
P6) 7
P7) 10 Ângulo: AÔB
P8) B
P9) D
P10) B
P11) 16
P12) a) 4 b) 94 c) 12 d) 5 e) 357
f) 682
P13) A
P14) B
P15) C BISSETRIZ
P16) 1941
P17) Duas voltas da menor ou três voltas da menor "É uma semi-reta de origem no vértice do ângulo, que
P18) Os ciclistas se encontraram depois de 180 o divide em 2 ângulos congruentes".
segundos
P19) Após 4 voltas
P20) C
P21) 9h; 11h; 13h; 15h; 17h
P22) 11h e 20min; 11h e 40min; 18h
P23) 24.339
P24) 72 e 48
P25) 12 metros
P26) R$63,00 ; R$84,00 ; R$126,00
P27) 90 metros
P28) R$420.000,00
P29) R$300,00
P30) 155/4
P31) 2/7
P32) 24 ÂNGULOS OPOSTOS PELO VÉRTICE
P33) 9 h
P34) Cada comeu ½ e não sobrou nada "São ângulos cujos lados de um, são semi-retas
P35) 35 opostas aos lados do outro, como ilustra a figura".
P36) 6,6,15
P37) R$35.000,00

P38) 3horas
P39) 1º- R$60,00 , 2º- R$12,00 ,
3º 4º e 5º R$16,00
P40) 45.000
T
EOR
EMAˆ
:a ˆ
b

CLASSIFICAÇÕES

TRIÂNGULOS

"Os Triângulos são Polígonos de três lados".

CLASSIFICAÇÕES - QUANTO AOS LADOS

ÂNGULOS ADJACENTES

CLASSIFICAÇÕES - QUANTO AOS ÂNGULOS


"Quadrilátero com lados dois a dois paralelos e iguais,
ângulos opostos iguais e ângulos consecutivos
suplementares".

Losango ABCD:

AB // CD e AC // BD
AB =BC = CD = AD
QUADRILÁTEROS  Â + B̂ = 180O
"Os Quadriláteros são Polígonos de quatro lados".  Ĉ + D̂ = 180º
 Â = Ĉ e D̂ = B̂
TRAPÉZIO

"Quadrilátero com dois lados paralelos e ângulos


RETÂNGULO
consecutivos (agudo e obtuso) suplementares".

Trapézio ABCD:
"Quadrilátero com lados dois a dois paralelos ângulos
internos de medida igual a 90O".

Retângulo ABCD:

AB // CD e
AD // BC
AD // BC
 Â + B̂ = 180O  Â = B̂ = Ĉ = D̂ =90O

 Ĉ + D̂ = 180º QUADRADO

"Quadrilátero com lados dois a dois paralelos e iguais,


PARALELOGRAMO ângulos internos de medida igual a 90O".

Quadrado ABCD:
"Quadrilátero com lados dois a dois paralelos, ângulos
opostos iguais e consecutivos suplementares".

Paralelogramo ABCD:

AB // CD e AD // BC
AB = BC = CD = AD
 Â = B̂ = Ĉ = D̂ = 90O
AB // CD e AC // BD
 Â + B̂ = 180O POLÍGONOS DIVERSOS

 Ĉ + D̂ = 180º Além dos triângulos e quadriláteros, temos polígonos


 Â = D̂ e Ĉ = B̂ de lados maiores que 4, que é o caso do Pentágono (5
lados), Hexágono (6 lados), e assim sucessivamente.
LOSANGO Observe a tabela abaixo, referente aos nomes dos
polígonos: P2) Um jardim é quadrado e cada um de seus lados mede
62,5m nestas condições:
Nomenclatura a) Se Manoel der 3 voltas completas em torno do jardim,
quantos m ele andará?
Número de lados b) Se Helena andar a metade da medida do contorno desse
3 Triângulo jardim, quantos m ela andará?
4 Quadrilátero
5 Pentágono P3) Um jardim é retangular. O maior lado desse jardim mede
150 m e o lado menor mede 3/5 do maior. Nestas condições.
6 Hexágono
a) Quanto mede o menor lado do jardim?
7 Heptágono
b) Qual a medida do contorno desse jardim?
8 Octógono
9 Eneágono P4) Raul tem 100 m de tela de arame para fazer uma cerca.
10 Decágono Nessas condições:
11 Undecágono a) Ele poderia fazer uma cerca de 23 m de lado?
12 Dodecágono b) Ele poderia fazer uma cerca retangular de 32 m de
20 Icoságono comprimento por 12 m de largura?

Exemplos: P5) Usando um pedaço de barbante, Helena mediu o contorno


de uma mesa quadrada e encontrou ao todo 8 pedaços. Se
Pentágono esse pedaço de barbante mede 24 polegadas, calcule:
a) Quantas polegadas mede o contorno da mesa?
b) Quantos cm mede o contorno dessa mesa, se uma polegada
mede 2,5 cm.

P6) Um hexágono regular tem 6 lados, todos com a mesma


medida. Se o perímetro desse hexágono é 51 cm, quanto
mede cada lado desse hexágono?

GABARITO - PERÍMETROS

P1) a) 161 m b) 7245 tijolos

P2) a) 750 m b) 125 m

P3) a) 90 m b) 480 m
Hexágono
P4) a) sim b) sim

P5) a) 192 polegadas b) 480 cm


Notas:
P6) 8,5 cm
"Polígonos Regulares" ÁREAS DE POLÍGONOS

Os polígonos são ditos regulares quando seus lados e Quando medimos superfícies tais como um
ângulos são iguais entre si. Por exemplo, um polígono terreno, ou piso de uma sala, ou ainda uma parede,
regular de três lados é triângulo eqüilátero, ou de obtemos um número, que é a sua área.
quatro lados, o quadrado.
"Área é um número real, maior ou igual a zero, que
Perímetro dos Polígonos representa a medida de uma superfície."

Para a obtenção do perímetro de qualquer figura plana Obteremos, portanto, as relações que vão nos
é necessário apenas, soma os lados da figura em auxiliar a encontrar as áreas dos polígonos mais
questão. comuns.

RETÂNGULO (SR)
EXERCÍCIOS / FIGURAS PLANAS
A área de uma região retangular de altura h e base b é
P1) Um terreno é retangular. As medidas dos seus lados são dada por b  h unidades de área, ou seja:
58 m e 22,5 m. Se esse terreno precisa ser murado em todo o
seu contorno, determine:
a) Quantos metros de muro devem ser construídos?
b) Quantos tijolos serão usados na construção do muro, se
para cada m de muro são usados 45 tijolos?
SP = b  h

TRIÂNGULO (S)

Para chegarmos na fórmula para cálculo da área


limitada por um triângulo vamos primeiramente dividir
um retângulo por uma das diagonais, encontrando
assim dois triângulos retângulos congruentes:

Observando a figura acima, concluímos que a


SR = b  h área de um triângulo pode ser obtida pela metade da
área de um retângulo:
QUADRADO (SQ)

A área de uma região


quadrada de lado a é dada por
(a  a = a2) unidades de área,
ou seja:

S b
h
S
=R=
2 2

bh
S
D=
2
SQ =
aa=a 2 LOSANGO (SL)

PARALELOGRAMO (SP Seja o Losango MNPQ abaixo de diagonal


maior D e diagonal menor d.

Vamos recortar o triângulo ADH e coloca-lo no


espaço existente no lado BC:
Para deduzirmos qual a fórmula para cálculo da sua
área vamos separa-lo em dois outros triângulos (MNP
e MQP) de base D e altura d/2 congruentes entre si:

Como as duas áreas são iguais, podemos dizer que a


área da região limitada por um paralelogramo é dada
multiplicando-se o comprimento (ou base) b pela
largura (ou altura) h, ou seja:
S =  . r2
SETOR CIRCULAR

d Se  é dado em graus, a área do setor circular pode


.D
2 d.D
d.D
ser calculada por:
L
o
g
o:
SL=
2
S
1=
2x =
2=
2 42

d.D
SL 
2

TRAPÉZIO (ST) α
r 2
SSC = 360
Seja o Trapézio abaixo de base menor b, base
maior B e altura h.
COROA CIRCULAR

A área da Coroa Circular pode ser calculada pela


diferença da área do círculo maior pela área do círculo
menor.

Para deduzirmos a fórmula para o cálculo da


área limitada por um trapézio, vamos inverter sua
posição e "encaixar" num segundo trapézio idêntico ao SCC =  (R2  r2)
primeiro, observe:
Observação:

"Comprimento da Circunferência"

O comprimento de uma circunferência é calculado a


partir da fórmula:

C = 2..R

Desta forma, encontramos um paralelogramo, e para Não confunda circunferência com o círculo: para você
calcular a área de um paralelogramo basta multiplicar a enxergar a diferença basta você imaginar uma pizza, a
sua base pela sua altura, logo: sua borda será a circunferência e o todo o seu recheio
será o círculo.
S 
base
altura
S
P=2S
TS
T= P
ST= EXERCÍCIOS SOBRE MEDIDAS DE SUPERFÍCIE
2 2 (ÁREAS)

P1) Uma parede tem 27m2 de área. Sabendo-se que já foram


pintados 15m2 dessa parede, quantos m2 de parede ainda
(Bb).h resta pintar?
ST=
2
P2) Em um terreno de 5.000m2, 42% da área foi reservada
CÍRCULO ara construções, ficando o restante como área livre. Quantos
metros quadrados restaram de área livre?
A área de um círculo de raio r é dada por:
P3) Uma parede dever ser revestida com azulejos. A parede
tem 20m2 de área e cada azulejo tem 0,04m 2 de área.
Quantos azulejos devem ser comprados para revestir
totalmente essa parede? P5) 144 m2 para B e 72 m2 para A

P4) Uma região retangular tem 6 m de comprimento por 4 de P6) A região A = 47,10m2 e a região B = 31,40m2.
largura, uma região quadrada tem 5m de lado. Qual das
duas regiões tem a maior área? P7) 45 m2
P8) 500 cm2
P5) Consideremos uma região retangular que tem 27m de P9) 5,8116 dm
comprimento e 8 de largura. Essa região foi dividia em duas
outras regiões A e B, de forma que a área da região A P10) 1,9 dm
corresponde a 1/3 da área da região que foi dividida.
Calcule a área de cada região. P11) 1,36 m2
P12) 50,21 cm2
P6) Uma região circular tem 5m de raio. Essa região foi
dividida em duas outras, A e B, de modo que a área da P13) Verdadeiro
região B corresponde a 40% da área da região original.
Calcule a área de cada uma dessas regiões. P14) 9425 m

P7) Foram confeccionadas 1.500 flâmulas triangulares. Cada P15) 125,66 cm


flâmula tem 0,40m de base de 0,15m de altura. Quantos
metros quadrados foram usados na confecção dessas P16) 2 dm de raio
flâmulas?
P17) 8,478 km
P8) Uma peça de madeira tem a fórmula de losango. A
diagonal maior mede 50cm e a diagonal menor 20cm. Qual a
área desse losango?
PORCENTAGEM (%)
P9) Calcular a base de um paralelogramo cuja a área é de
8,8336dm2 e a altura 1,52dm. "Porcentagem é uma fração decimal, cujo denominador
é cem, a expressão x %, é chamada de
P10) A área de um losango mede 2,565 dm 2 e uma das suas x
diagonais tem 2,7dm. Quanto mede a outra diagonal? t
a
xap
e
r
c
en
t
ua
l
er
ep
r
e
se
n
ta
a
ra
z
ã
o "
.
100
P11) A base maior de um trapézio mede 2,4m e a menor é
igual a 1/3 da maior. Qual é a sua área em m 2. Sabendo-se Exemplos:
que a altura mede 8,5dm?

P12) O comprimento de uma circunferência é 25,12cm. Qual


é a área da circunferência?

P13) A medida do raio de uma circunferência é igual a


metade da medida do diâmetro dessa circunferência. Esta
afirmação é falsa ou verdadeira?

P14) A roda de um automóvel tem 0,6 m de diâmetro. Quando


a roda desse automóvel der 5.000 voltas completas, de OPERAÇÕES COM PORCENTAGEM
quantos metros será a distância percorrida pelo automóvel?
Podemos, por exemplo, operar números na forma de
P15) Uma circunferência tem 80 cm de raio. Se eu dividi-la porcentagem, observe:
por pontos em 4 partes de mesmo comprimento, qual será o
comprimento de cada uma dessas 4 partes? Exemplo:

P16) Determinar o valor do raio de uma circunferência cujo Efetue:


comprimento é 12,56 dm.

64
% 648 4
P17) Cada uma das rodas, de 0,30 m de raio, de um 
 =  = 0
,8=8
0%
automóvel, deu 4.500 voltas percorrendo um certo trajeto. 100
105
Quantos quilômetros percorreu este automóvel? 2 2
10
 1 1
2

(
10%
)=  = =1%
GABARITO - MEDIDAS DE SUPERFÍCIE (ÁREAS) 100
 10
 100
5 15 1 3 3
P1) 12m2 
5
% 
15%=  == = 0
,7
5%
100100
20 20400
P2) 2900 m2
P3) 500 azulejos
TRANSFORMAÇÕES
2 2
P4) A quadrada pois 25 m > 24 m
Muitas vezes teremos que transformar números
decimais, ou frações, para a forma de porcentagem, ou equação fica assim:
mesmo teremos que fazer o contrário, transformar
porcentagens em números decimais ou frações.
23
x
=


1
0
0x
=
2
3
.
5
0
0x
=
2
3
.
x
5=
1
1
5
DECIMAIS  PORCENTAGEM 100
500

"Para converter números decimais em porcentagem, Logo, 23% de R$ 500,00 é igual a R$ 115,00.
basta multiplicar o número por 100".
2O.Modo: "Fração  Todo"
Exemplos:
23
Vamos converter os números abaixo para a forma de 2
3
%

d
e
5
0
0=.
5
00=
2
3
.5
=
11
5
porcentagem: 100
0,57100 = 57% Logo, 23% de R$ 500,00 é igual a R$ 115,00.
0,007100 = 0,7%
1,405 100 = 140,5%
Exercícios Resolvidos
FRAÇÕES  PORCENTAGEM
R1) Ao receber uma dívida de R$ 1.500,00, uma pessoa
"Para converter frações para porcentagens, em geral, favorece o devedor com um abatimento de 7% sobre o
vamos transformar as frações em números decimais, total. Quanto recebeu?
em seguida multiplicá-los por 100".
Resolução:
Exemplos: Uma pessoa deve receber R$ 1.500,00, e no entanto,
essa pessoa, concede um abatimento de 7% sobre
esse valor, portanto, ela recebeu 93% do valor total (R$
7 1.500,00).
=
0

,
4
66
.
.
.=
4
6
,6
6
6
%a
p
r
o
xi
m
a
da
me
n
t
e
46
,
7
%
15 93
3 9
3
%
d

e
1
.
5
00
=
1
.
50
0
=9
3
.
1
5=1
.
3
9
5
=
0

,
7
5=
75
% 100
4 Logo a pessoa recebeu R$ 1.395,00.

R2) Uma pessoa ao comprar uma geladeira, conseguiu


CÁLCULOS EM PORCENTAGEM
um abatimento de 5% sobre o valor de venda
estipulado, e assim foi beneficiado com um desconto
Existem problemas onde precisamos encontrar a
de R$ 36,00. Qual era o preço da geladeira?
porcentagem de um valor específico, ou mesmo a
porcentagem de um determinado número de elementos
Resolução:
em um conjunto, ou população:
1O.Modo: "Regra de Três"
Exemplo1:
Em uma empresa trabalham 60 pessoas,
sendo 15 mulheres. Vamos determinar qual a % R$
porcentagem de homens, existente nesta empresa. 5 36
Observe que de 60 pessoas, 15 são mulheres 100 x
45
Como as grandezas são diretamente proporcionais a
e 45 são homens, logo, em sabemos que 60 dos equação fica assim:
funcionários da empresa são homens.
3
536
Simplificando a fração encontrada obtemos 4 , =

5
x
=3
6
.
1
0
0x
=
3
6.
2
0=
72
0
então teremos 75% dos funcionários como sendo 100
x
homens e o restante (25%) sendo mulheres.
Portanto, o preço da geladeira era de R$ 720,00.
Exemplo2:
Vamos determinar quanto é 23% de R$ 500,00. 2O.Modo: "Fração  Todo"
Paratanto, vamos calcular de duas formas distintas, a
primeira utilizando uma regra de três, e a outra, Sabemos, do enunciado, que 5% de um valor qualquer
utilizando a relação "fração  todo", utilizada na (aquele que temos que descobrir) é igual a R$ 36,00,
resolução de problemas que envolvem frações. logo:
5
1O.Modo: "Regra de Três" x
5
%
d
e


=
3
6x
.
=3
6
x
5
=
3
6.
1
0
0
x
=7
2
0
100
Portanto, o preço da geladeira era de R$ 720,00.
% R$
23 x R3) Uma coleção de livros foi vendida por R$ 150,00.
100 500 Com um lucro de R$ 12,00. Qual foi a porcentagem do
lucro?
Como as grandezas são diretamente proporcionais a
Resolução:
AUMENTOS
"Fração  Todo":
"Um aumento de x % em cima de um valor V é dado
x
x
%
de
1
5
0=
1
2.
1
50
=
1
2x
=8
% por: (1,x)  V".
100
"Regra de Três" Exemplos (Tabela):

% R$ Aumentos (%) Fator de Multiplicação


X 12 25 1,25
100 150 30 1,30
70 1,70
x12
=
1
5
0x
=1
2
0
0x
=8
% 5 1,05
100
150
Voltando ao nosso exemplo inicial, o preço pago pela
calça, no pagamento a prazo será:
AUMENTOS E DESCONTOS
1,05 40 = R$ 42,00
Uma determinada loja de roupas dá as seguintes
opções de compra de uma calça jeans, cujo preço é de
R$ 40,00:
1a.Opção de Pagamento  pagamento à vista com Exercícios Resolvidos
um desconto de 5%.
2a.Opção de Pagamento Þ pagamento a prazo com 1) Uma adega vende certa quantidade de garrafas de
um aumento de 5%. vinho a R$ 580,00, obtendo um lucro de 25% sobre o
preço da compra. Determinar o preço da compra e o
Qual será o novo preço da calça, nos dois casos lucro obtido.
considerados?
Resolução:
Uma forma de encontrarmos estes dois valores Como se trata de um lucro, nos deparamos com um
é determinando quanto é 5% de R$ 40,00. Na opção de problema de aumento. Pelo enunciado R$ 580,00 é o
pagamento à vista, subtrairíamos do valor da calça, e preço de venda e o lucro de 25 % (ou o aumento) é
na segunda opção, somaríamos os 5% no valor da dado em cima de um valor de compra desconhecido,
calça, obtendo assim, nos dois casos, os seus vamos escrever uma equação que nos relacione esses
respectivos valores. valores em linguagem matemática:

Entretanto, em geral, utilizaremos um Fator de Preço de Compra: C


Multiplicação, para o caso de haver um desconto ou um
aumento. Logo:
1,25  C = 580  C = 464
DESCONTOS
Portanto o preço de compra é R$ 464,00 e o lucro
"Um desconto de x % em cima de um valor V é dado obtido é igual a 580 - 464 = R$ 116,00.
por: (0,a)  V, onde
a = (100 - x)". 2) Um número diminuído de seus 18% vale 656. Qual
o número?
Exemplos (Tabela):
Resolução:
Descontos (%) Fator de Multiplicação Houve uma diminuição, portanto é o mesmo que dizer
25 0,75 que houve um desconto, e este foi de 18%, logo o fator
30 0,70 de multiplicação é 0,82. Escrevendo a equação
matemática vem:
70 0,30
5 0,95
Número: x
0,82  x = 656 x = 800
Observe que:
Portanto o número é 800.
75 = (100  25)
70 = (100  30)
30 = (100  70) EXERCÍCIOS - PORCENTAGEM
95 = (100  5)
P1) Qual o número cujos 18% valem 108?
Voltando ao nosso exemplo inicial, o preço pago pela
calça, no pagamento à vista será: P2) Qual o número cujos 43% valem 374,1?

0,95  40 = R$ 38,00 P3) Uma pessoa compra um terreno por R$ 17,500,00 e


vende-o com um lucro de R$ 3.500,00. Qual a
porcentagem do lucro?
P21) A porcentagem de 36% sobre um valor, que fração
P4) Qual o número que aumentado de seus 20% da a é desse mesmo valor?
soma de 432?
P22) Uma betoneira depois de trabalhar na construção
P5) Escrever a razão 3/8 na forma de porcentagem. de um edifício, sofre uma depreciação
de 27% sobre seu valor e, é então avaliada em
P6) Um desconto de R$ 7.000,00 sobre um preço R$ 36.500,00. Qual o valor primitivo?
de R$ 25.000,00, representa quantos por cento de
desconto? P23) Com uma lata de tinta é possível pintar 50m 2 de
parede. Para pintar uma parede de 72m 2 gastam-se
P7) Um lucro de R$ 12.000,00 sobre um preço uma lata e mais uma parte de uma Segunda. Qual a
de R$ 150.000,00, representa quantos por cento porcentagem que corresponde a parte que se gasta da
desse preço? segunda lata?

P8) Exprimir 51% na forma decimal. P24) Sabendo-se que uma substância chamada óxido
de magnésio contém 24g de magnésio. Sendo assim,
P9) Em um jogo de basquete, um jogador cobrou 20 qual a porcentagem de magnésio existente em 40g de
lances livres, dos quais acertou 65%. Quantos lances óxido de magnésio?
livres acertou?
P25) A área de um terreno A é 930m2, enquanto a área
P10) Durante o ano de 1992, uma equipe de basquete do terreno B é 1500 m2. Nessas condições a área do
disputou 75 jogos, dos quais venceu 63. Qual a terreno A representa quantos por cento da área do
porcentagem correspondente aos jogos vencidos? terreno B?

P11) Comprei 60 figurinhas e aproveitei apenas 45 em GABARITO - PORCENTAGEM


meu álbum. As restantes eram repetidas. Qual foi a
porcentagem de figurinhas repetidas? P1) 600

P12) Em um colégio, 1400 alunos estudam no período P2) 870


da manhã. Esse número representa 56% do número de
alunos que estudam no colégio. Quantos alunos P3) 20%
estudam ao todo nesse colégio?
P) 360
P13) Na compra de um objeto, obtive um desconto de
15%. Paguei, então, R$ 7.650,00 pelo objeto. Nessas P5) 37,5
condições qual era o preço original desse objeto?
P6) 28%
P14) Um representante comercial recebe de comissão
4% pelas vendas que realiza. Em um mês recebeu de P7) 8%
comissão R$ 580,00. Quanto vendeu nesse mês?
P8) 0,51
P15) Em uma fábrica 28% dos operários são mulheres,
e os homens são 216. Quantos são no total os P9) 13
operários dessa fábrica?
P10) 84%
P16) Um comerciante compra 310 toneladas de minério
à R$ 450,00 a tonelada. Vende 1/5 com lucro de 25%; P11) 25%
2/5 com lucro de 15% e o resto com um lucro de 10%.
Quanto recebe ao todo e qual é o seu lucro? P12) 2.500

P17) Um agente de motores adquire os mesmos P13) 9.000


por R$ 18.000,00 e paga uma taxa alfandegária de
15%. Devendo dar ao vendedor uma comissão de 10%. P14) 14.500
Por quanto deve vender para pagar 30% sobre o
mesmo preço? P15) 300

P18) Uma pessoa compra uma propriedade por P16) Recebe R$ 160.580,00 e lucra R$ 21.080,00
R$ 300.000,00. Paga de taxas, comissões e escritura
R$ 72.000,00. Por quanto deve revendê-la para obter P17) R$ 29.250,00
um lucro de 12%?
P18) R$ 416.640,00
P19) Um número diminuído de seus 27% vale 365. Qual
é o número? P19) 500

P20) Uma pessoa ganha em uma transação 3/5 da P20) 60%


quantia empregada. De quantos por cento foi o lucro?
(Capital = 5.000):
9
P
21
) 10% de 5000 = 500
25
Logo, a seqüência:
P22) R$ 50.000,00 (5000; 5000 + 500, 5500 + 500, 6000 + 500, ...)
(5000; 5500; 6000; 6500; ...)
P23) 44% Pela seqüência podemos concluir que após os
três meses de aplicação termos um montante de R$
P24) 60% 6.500,00, tendo rendido R$ 1.500,00 de juros.

P25) 62% Imagine agora se fôssemos calcular o montante obtido


após 30 meses. Seria inviável utilizar uma seqüência
para a obtenção do montante, portanto utilizaremos
JUROS para cálculo do Juros Simples, a seguinte fórmula.

"Juro é a remuneração do capital empregado. É a Nota:


compensação em dinheiro que se recebe quando se Para a obtenção do montante basta somar o juros
emprega uma determinada quantia por um determinado obtido com o capital empregado.
tempo".
C i  t
Quando aplicamos um capital durante um certo J
100 e M = J + C
período de tempo, esperamos obter um rendimento.
Após esse período, o capital se transformará em um
valor capitalizado, chamado montante. Vamos calcular novamente o montante de uma
aplicação de R$ 5.000,00 a uma taxa de 10% a.m.
"Montante é o capital aplicado acrescido do rendimento durante 3 meses:
obtido durante o período da aplicação. É também  
5000
10
3150000
chamado valor futuro, valor de resgate ou valor 
J = 1
=5
00
100100
capitalizado".
Sejam: M = 1500 + 5000 = 6500
C = Capital aplicado ou principal
t = Tempo de aplicação Observações:
i = Taxa porcentual
J = Juro produzido ou rendimento Para o nosso estudo, designaremos m (minúsculo) e
M = Montante d (minúsculo) para referirmo-nos ao tempo em
meses e a dias, respectivamente.
Observação: Vamos considerar o ano com 360 dias (ano
comercial).
O tempo de aplicação deve estar coerente com a taxa,
isto é, se um estiver expresso em anos o outro deve
estar também, e assim sucessivamente. Exercício Resolvido
JUROS SIMPLES R1) Seja um capital de R$ 800.000,00, investido
durante 4 meses e a taxa de juros simples de 120%
"No juro simples a taxa será incidente apenas no valor a.a.. Calcule:
inicial". a) O juro obtido.
b) O montante.
Exemplo:
Resolução:
Empregando R$ 5.000,00 a uma taxa de 10% a.m. a a) Dados:
juros simples, qual será o valor resgatado após 3
meses? C = 800.000
t = 4 meses
Repare que: i = 120 % a.a.
C = 5.000 Observe que a taxa está em anos e o tempo em
t = 3 meses meses, portanto devemos converter um deles, é mais
i = 10% conveniente, em geral, transformar o tempo de acordo
J = ? com a taxa e paratanto podemos utilizar uma regra de
M = ? três:
O que se pede no problema é o montante (M),
Ano Meses
vamos então, estabelecer uma seqüência de
rendimentos durante os meses, sabendo que se a 1 12
aplicação está relacionada com o juros simples x 4
devemos empregar a taxa apenas ao valor inicial
Como são grandezas diretamente proporcionais, o
cálculo será imediato. P1) Qual o juro produzido por R$ 14.000,00 em três
Repare que não haveria necessidade da regra de três, anos, a 5% ao ano?
uma vez que quatro meses é uma parte do ano e essa
4 1 P2) Calcular o juro de R$ 2.700,00 a 8% ao ano, em 3
3 anos e 4 meses.
parte nada mais é que 12 que é o mesmo que .
P3) Calcular o juro produzido por R$ 900,00 em 1 ano,
Logo: 5 meses e 20 dias a 0,8% ao mês.

1 P4) Calcular o juro de R$ 264,00 em 9 meses a 7% ao


t

= ano.
3
P5) Qual o capital que produz R$ 400,00 de juro ao ano
Substituindo na fórmula: em 1 ano e 8 meses á uma taxa de 1% ao mês?
1
120
Cit 800000
J = 3 =320.000 P6) A que taxa ao ano deve ser empregado o capital de
100 100 R$ 16.000,00 para produzir R$ 2.520,00 em 2 anos e 3
meses?

M = J + C = 320.000 + 800.000 = 1.120.000 P7) O capital de R$ 6.000,00 empregado à 9% ao ano,


produziu R$ 810,00 de juro. Durante quanto tempo
JUROS COMPOSTOS esteve empregado?

"No Juro Composto, os juros gerados são calculados P8) Uma pessoa adquire um automóvel por R$
em cima do valor inicial de cada período, sendo 18.000,00. O vendedor oferece um abatimento
incorporado ao montante de cada período". de 5% pelo pagamento à vista. A pessoa, no entan-
to, prefere pagar em duas prestações iguais. A primeira
Exemplo: 6 meses depois da compra e a outra um ano depois
submetendo-se ao pagamento de 7% de juro ao ano.
Empregando R$ 5.000,00 a uma taxa de 10% a.m. a Quanto gastou a mais, adotando o pagamento em
juros compostos, qual será o valor resgatado após 3 prestações?
meses?
P9) Certo capital colocado a juro durante 3 anos e 4
Repare que: meses a 8% ao ano, produziu R$ 720,00 de juro. Qual
o capital?
C = 5.000
t = 3 meses P10) O capital de R$ 900,00 empregado a 0,8% de juro
i = 10% ao mês, produziu R$ 127,00 de juro. Durante quanto
J = ? tempo esteve empregado?
M = ?
P11) Um aparelho eletrônico custa R$ 620,00 à vista.
Analogamente aos juros simples vamos Em 5 prestações mensais o preço passa a ser de R$
estabelecer uma seqüência de rendimentos durante os 868,00. Sabendo-se que a diferença entre os preços é
meses, como o juros será calculado em cima do valor devida ao juros, qual a taxa de juros cobrada ao mês
inicial de cada período, vamos utilizar um fator de por essa loja?
multiplicação para o rendimento de 10%  1,10
P12) Quem aplicou R$ 20.000,00 por 2 meses a uma
A seqüência: taxa de 10% ao mês vai receber a mesma quantia que
(5000; 1,10 . 5000, 1,10 . 5500, 1,10 . 6050, ...) quem aplicou R$ 25.000,00 a uma taxa de 8% ao mês
(5000; 5500; 6050; 6655; ...) pelo mesmo período de tempo. Esta afirmação é
Pela seqüência podemos concluir que após os VERDADEIRA ou FALSA?
três meses de aplicação termos um montante de R$
6.655,00, tendo rendido R$ 1.655,00 de juros. P13) Qual o tempo necessário para que um capital,
colocado a 5% ao ano, dobre de valor?
Em geral, utilizaremos a fórmula:
P14) Qual o capital que colocado a 6% ao ano, produz
t um montante de R$ 100.000,00 no fim de 15 anos?
Mt = C (1 + i)
P15) Qual o montante de R$ 100.000,00 no fim de 10
Vamos calcular novamente o montante de uma
anos à taxa de 5,5%?
aplicação de R$ 5.000,00 a uma taxa de 10% a.m.
durante 3 meses:
P16) Qual a taxa que esteve empregado o capital de R$
24.750,00, se ao fim de 60 dias produziu o montante de
M3 = 5000 . (1 + 0,10)3 = 5000 . (1,10)3 = 6.655
R$ 24.997,50?

P17) Uma pessoa deposita suas economias no valor de


EXERCÍCIOS - JUROS
R$ 13.000,00 num banco que paga 5% ao ano. Qual o
capital acumulado em 5 anos? pois não sabemos que valor que o x poderá assumir;
que inclusive essa sentença é um caso particular de
P18) Uma pessoa emprega seu capital a 8% e, no fim equação do 1O. grau.
de 3 anos e 8 meses recebe capital e juros reunidos no
valor de R$ 15.520,00. Qual o capital empregado? RESOLUÇÃO DA EQUAÇÃO DO 1O. GRAU

P19) No fim de quanto tempo um capital qualquer Exemplo1:


aplicado a 5% triplica de valor?
Resolva, em IR, a equação 2(x - 3) = x - 3.
P20) Uma pessoa coloca um capital a 4%. No fim de 3
anos retira o capital e juros e coloca o montante a 5%. Resolução:
Ao cabo de 2 anos o novo montante é de R$ 6.160,00.
Qual o capital? Aplicando a propriedade distributiva no primeiro
membro da igualdade temos:
GABARITO - JUROS 2x - 6 = x - 3  2x - x = 6 - 3  x = 3
S = {3}
P1) R$ 2.100,00
Observe que para a resolução de uma equação do 1 O.
P2) R$ 720,00 grau devemos ter a incógnita isolada no primeiro
membro da igualdade.
P3) R$ 127,20
Exemplo 2:
P4) R$ 13,86

P5) R$ 2.000,00 .x x3


3
R
eso
lva,e
m IR
,ae
qua
ção  1.
P6) 7% ao ano 2 4
P7) 1 ano e 6 meses
Resolução:
P8) R$ 1.845,00
Pelo método do m.m.c. obtemos:
P9) R$ 2.700,00
3
.
x
x
3 7
P10) 1 ano, 5 meses e 20 dias 
2
.
3
x
-
1(
x
+
3
)
=
4
6x
-
x
-
3
=
4
5
x
=
7
x
=
24 5
P11) 8%
7
P12) sim V    
5
P13) 20 anos
Exercício Resolvido
P14) R$ 52.631,58
1) Determine o número real tal que sua metade menos
P15) R$ 155.000,00 a sua quinta parte é -6.
P16) 1,67% a.d. Resolução:
P17) R$ 16.250,00 número: x
x
P18) 12.000
sua metade: 2
P19) 40 unidades de tempo x
sua quinta parte: 5
P20) R$ 5.000,00
xx
 
=
6
EQUAÇÃO DO 1º. GRAU 25
Logo, chegamos na equação:
Observe as sentenças abaixo:
Resolvendo
1º) 2  3 + 5 = 11 xx 5
xx
2 60
2º) 2  4 + 5 = 11  =
6  5x2
x=
603
x=
60
25 10 10
3º) 2x + 5 = 11

A sentença 1 é verdadeira pois verificamos a igualdade, Resposta:


a 2 é uma sentença falsa pois 2 4 + 5 = 13. Com O número real é o -20.
relação a sentença 3 ela será uma sentença aberta
EXERCÍCIOS - EQUAÇÃO DO 1O.GRAU Márcia?

P10) Três irmãos têm juntos 72 anos. O mais velho tinha


5 2 anos quando o segundo irmão nasceu, e este tinha 5
12 anos quando o mais novo nasceu. Qual a idade de
P1) Se, num pomar, das árvores frutíferas são
cada um?
1 1
mangueiras, 4 são laranjeiras, 8 são goiabeiras e as P11) Durante os feriados, 40% dos alunos de uma
100 restantes são macieiras, qual o total de árvores classe foram à praia, 25% para o interior e 14 não
existentes neste pomar? saíram da cidade. Quantos alunos tem essa classe?

P2) Resolva as seguintes equações de 1O. grau: 7


a) 2(x - 1) + 3(x + 1) = 4(x + 2) 10
P12) Um aluno acertou do número de questões de
b) x - 3(4 - x) = 7x - (1 - x)
uma prova e errou as 30 questões restantes. Quantas
c) 13(2x - 3) - 5(2 - x) = 5(-3 + 6x)
questões tinha a prova?
d) 3(x + 2) + 2 = 5 + 2(x - 1) + x
e) 3(x + 2) = 2(x - 7) + x + 20
P13) Um comerciante, no final do ano, distribuiu parte
O de seu lucro entre seus três sócios. O primeiro recebeu
P3) Resolva as seguintes equações de 1 . grau:
2
3x 1 5 da parte do lucro mais R$5 000,00; o segundo
a) 
2 5 3
x recebeu 7 da parte mais R$7 000,00; o terceiro
b) x + = 2
3 recebeu R$9 000,00. Qual foi a parte do lucro
x 1 3x 2 distribuída?
c) + = 
2 3 3 5 2
P14) Na compra de um objeto gastei 3 do dinheiro que
x  1 x  1
d)  tinha e ainda, me sobraram R$40,00. Quanto dinheiro
2 3 eu tinha?

P4) Resolva as seguintes equações do 1O. grau: P15) Pensei em um número multipliquei-o por 4 e
adicionei 18 ao resultado. A seguir, dividi a soma
x3 x2 encontrada por 2 e encontrei como resultado 18. Em
a) + = 12
2 3 que número pensei?
2 x  3 11  x 29
b)  = GABARITO - EQUAÇÃO DO 1O.GRAU
5 3 30
P1) 480 árvores
1 1
c) (x  2) + (x + 4) = 0
2 3 P2)
a) S = {7}
5 x  36 2  x x  12
d) 1 + + = 2+
4 2 2  11
b) S = { }
3x  1 2  x 4x  1 2x  5 4
e)  =  c) S = {34}
13 2 5 3 d) S = 
e) S = IR
P5) O perímetro de um triângulo mede 12 cm. Se as
medidas dos lados são números consecutivos, calcule P3)
a medida do lado maior. 2
a) S = { }
15
P6) A diferença entre o triplo de um número e seus três
quartos é 81. Qual é o número?
3
b) S = { }
P7) Um número acrescido de sua quarta parte é igual a 2
sua metade somada a 54. Qual é o número?
22
P8) Um número somado à terça parte de seu sucessor c) S = { }
é igual a 31. Qual é o número? 3
d) S = {5}
P9) Iza tem hoje 14 anos e Márcia 4 anos. Daqui a
quantos anos a idade de Iza será o dobro da idade de
P4) partes que cabem a cada um dos irmãos.
59 Podemos transformar o problema num sistema,
a) S = { }
5 observe:

157 x  y  30000
b) S = { } 
22  x  y  5000

2 RESOLUÇÃO DE SISTEMAS
c) S = { }
5 Para chegarmos na solução de um sistema de duas
d) S = {12} equações e duas incógnitas, em geral, temos dois
e) S = {4} métodos utilizados, o Método da Substituição e o
Método da Adição.
P5) 5 cm
MÉTODO DA SUBSTITUIÇÃO
P6) 36
Considerando, ainda, o exemplo ilustrado
P7) 72 anteriormente:

P8) 90

xy 
30000
1 a. a
 ,c
ham
an
doa1 eq
ua
çã
ode1
ea2.e
qua
çã
od2
e.
P9) 6 anos x
y 
5000
2
P10) 20 anos; 25 anos e 27 anos
1O. Passo:
P11) 40 alunos
Isolar uma das incógnitas em qualquer uma das duas
P12) 100 questões equações.

P13) R$ 122 500,00 Vamos isolar "x" na equação 2:


x - y = 5000  x = 5000 + y
P14) R$ 120,00
2O.Passo:
9
P
1
5
)4
,
5o
u
2 Substituir a incógnita isolada na outra equação (aquela
que você não usou no 1O. passo).
SISTEMAS DE DUAS EQUAÇÕES DO 1 O. GRAU
COM DUAS INCÓGNITAS Substituindo "x" da equação 2, na equação 1:
x + y = 30000  5000 + y + y = 30000 
INTRODUÇÃO  5000 + 2y = 30000  2y = 30000 - 5000 
 2y = 25000  y = 12500
"Uma herança de R$30 000,00 será dividida entre dois
irmãos, ficou estabelecido no testamento, que o menino 3O.Passo:
mais novo receberia R$5 000,00 a mais que o outro
irmão. Qual a parte que cabe a cada um?" Substituir o valor encontrado em quaisquer das duas
Um problema desse estilo possui duas incógnitas: a equações, encontrando o valor da outra incógnita.
parte de cada um. Podemos escreve-lo em linguagem
matemática: Substituindo "y = 12500" na equação 2:
x - y = 5000  x - 12500 = 5000  x = 17500
Parte do irmão mais novo: x
Parte do irmão mais velho: y Portanto:

Sabemos que se somarmos as duas partes, teremos a o irmão mais novo irá receber R$ 17 500,00.
quantidade total da herança: e o irmão mais velho R$ 12 500,00

x + y = 30 000
MÉTODO DA ADIÇÃO
Como o irmão mais novo irá receber cinco mil reais a
mais, teremos uma diferença nas partes de cinco mil Outro método utilizado para a resolução de sistemas
reais, ou seja: deste estilo, é o método da adição, e como o próprio
nome diz vamos somar uma equação com a outra de
x - y = 5 000 tal forma, que ao efetuarmos essa operação,
sumiremos com uma das incógnitas encontrando assim
Logo, teremos duas equações, uma relacionando a uma nova equação do 1O. grau com uma incógnita.
soma das partes e a outra relacionando a diferença das
1O.Passo: Exemplos:

Observar os coeficientes das incógnitas, aqueles que " Paulo tem 38 anos..."  trinta e oito anos é um
apresentarem números opostos numa mesma dado do problema. Porém se o problema nos disser "a
incógnita, é que será mais conveniente eliminarmos. idade de Paulo, quando eu tinha 18 anos...", 18 anos
é um dado, mas a idade de Paulo, talvez não
No sistema em questão temos para o coeficiente de "y" conheceremos, logo, é uma incógnita e, como tal,
na primeira equação e o coeficiente de "y" da segunda deve ser representada por uma letra qualquer. Em
equação, números opostos geral utilizamos as letras "x", "y", "z", etc.
(1 e -1).
Pode ocorrer que o enunciado faça referência a dois
x  y  30000 elementos desconhecidos, por exemplo: "a soma de
 dois números é...", neste caso devemos representar um
 x  y  5000
dos números por "x" e o outro por "y", e escrevemos o
enunciado assim: "x + y ="
2O.Passo:
Transformamos o enunciado em linguagem
Caso os coeficientes não sejam números opostos, matemática
devemos multiplicar uma das equações por um número
que nos auxilie no aparecimento dos opostos. Exemplos:
Em nosso caso não será necessário utilizar esse I) Um número qualquer : x
2O.Passo.
x
I
I
)
At
e
r
ç
ap
a
rt
e
d
eu
mn
ú
m
e
r
o:
3O.Passo: 3
III) O triplo de um número: 3x
Somar as duas equações, encontrando e resolvendo a
equação com uma incógnita. IV) Um número somado ao seu dobro: x + 2x
x  y  30000

 x  y  5000 V) A diferença entre dois números: x - y
somando as duas equações obtemos: x + x + y - y =
30000 + 5000  2x = 35000
 x = 17500 EXERCÍCIOS - SISTEMAS DO 1O. GRAU

4O.Passo: P1) A diferença de dois números é 9.Um terço da soma


dos números é 17. Encontre os números.
Substituir o valor encontrado em uma das duas
equações, encontrando assim, o valor da outra P2) Um número é formado de dois algarismos, cuja
incógnita. soma é 10. Somando-se 54 ao número ele fica escrito
em ordem inversa. Qual é o número?
Vamos substituir "x" em x + y = 30000:
P3) Uma escola tem 565 alunos. O número de meninos
x + y = 30000  17500 + y = 30000  diminuído de 25 é igual ao número de meninas
 y = 30000 - 17500  y = 12500 aumentado de 60. Quantos são os alunos de cada
sexo?
Portanto:
o irmão mais novo irá receber R$ 17 500,00. P4) Sobre uma pista circular de 1.200 metros correm 2
e o irmão mais velho R$ 12 500,00 ciclistas. Correndo os dois no mesmo sentido, o
primeiro encontra o segundo em cada 200 segundos e
Observação: correndo em sentido contrário, o encontro passa a ser
de 100 segundos. Qual a velocidade de cada um?
No exemplo ilustrado, poderíamos ter ocultado uma
das incógnitas, pois quando o enunciado diz que o P5) Um fazendeiro dispõe de uma certa quantia para
irmão mais novo irá receber 5000 a mais, podemos comprar um certo número de carneiros. Pagando
dizer que se o irmão mais velho recebe y, então o R$ 20,00 por carneiro, faltam-lhe R$ 40,00 e pagando
irmão mais novo irá receber y + 5000, daí R$ 16,00, sobram-lhe R$ 20,00. Quanto possui e
encontraríamos apenas uma equação com uma quantos carneiros poderá comprar?
incógnita: y + y + 5000 = 30000 (aquela que relaciona a
soma das partes da herança). P6) Em uma cesta há laranjas e limões, sendo o
número de limões os 3/4 do número de laranjas,
ORIENTAÇÃO GERAL PARA A RESOLUÇÃO DE tirando-se 5 laranjas, ficam na cesta tantas laranjas
SISTEMAS DO 1O. GRAU quanto limões. Quantas laranjas e quantos limões há
na cesta?
O primeiro passo é observar com atenção o
enunciado do problema P7) O perímetro de um retângulo mede 234 metros.
Calcular sua área, sabendo-se que as medidas (em
metros) das duas dimensões (comprimento e largura)
são dois números consecutivos. arquibancada custava R$ 1,00 e para cadeira
numerada custava R$ 3,00. O jogo foi visto por 1575
P8) Um automóvel parte de Brasília e corre com a pessoas e deu renda de R$ 2695,00. Quantas pessoas
velocidade média de 48 km/h. Depois de 3 horas par usaram a arquibancada?
um outro que alcança o primeiro 8 horas após. Qual a
velocidade média do segundo automóvel? P21) Numa fazenda existem patos e porcos, num total
de 22 cabeças e 58 pés. Determine o números de
P9) Dois automóveis distantes 600 quilômetros partem, patos que existem nesta fazenda.
ao mesmo tempo, um em direção ao outro, com as
velocidades de 56 km/h e 64 km/h. Depois de quanto P22) Eu tenho um total de 25 moedas, entre moedas de
tempo e a que distâncias dos pontos de partida dar-se- R$ 0,25 e R$ 0,50 totalizando R$ 9,50. Qual o número
á o encontro? de moedas de R$ 0,50?

P10) Um homem e uma mulher bebem um barril de GABARITO - SISTEMAS DO 1O. GRAU
vinho em 12 dias. Quando o homem está ausente, a
mulher tem vinho para 30 dias. Quantos dias gastará o P1) 21 e 30
homem para beber o barril de vinho sozinho?
P2) 28
P11) Dois jogadores A e B, jogam a R$ 2,50 a partida.
Antes de iniciarem o jogo, A possuía R$ 66,00 e B R$ P3) 240 meninas e 325 meninos
29,00, depois do jogo, A possuía o quádruplo do que
possuía B. Quantas partidas A ganhou a mais que B? P4) 9 e 3m/s

P12) Em um concurso público, foi realizada uma prova P5) R$ 260,00


com 41 questões. Esta prova foi dividida em duas
partes. Na primeira parte da prova havia x questões, P6) 20 e 15
valendo 2 pontos cada uma. Na Segunda parte havia y
questões, valendo 3 pontos cada. A prova valia 100 P7) 3422m2
pontos. Quantas questões havia em cada prova? P8) 66 km/h

P13) Paulo participou de um concurso público que tinha P9) 5h, 280km e 320 km
20 questões em cada questão que acertava ganhava 5
pontos e em cada questão que errava perdia 2 pontos. P10) 20 dias
Ao terminar a prova havia conseguido 65 pontos.
Quantas questões acertou? P11) 4 partidas

P14) Uma classe tem meninos e meninas. Se um P12) 23 na 1ª parte e 18 na 2ª parte


menino faltar, os meninos serão o dobro das meninas.
Se em vez disso, faltarem 6 meninos, haverá um P13) 15
mesmo número de meninos e meninas na classe.
Determinar quantos são os alunos (meninos e P14) 11 meninos e 5 meninas
meninas) da classe.
P15) O 1º saco tem 59 kg, o segundo saco tem 51 kg,
P15) Um comerciante pesou três sacos de arroz. O o 3º saco tem 61 kg.
primeiro e o segundo sacos, juntos, têm 110
quilogramas. O primeiro e o terceiro, juntos, têm 120 P16) 10 homens e 60 mulheres
quilogramas e o segundo e o terceiro, juntos, têm 112
quilogramas. Quantos quilogramas havia em cada P17) 70 e 40
saco?
P18) 12 bicicletas e 15 automóveis
P16) Em certa escola há 70 professores, contando-se aí
homens e mulheres. Se a metade do número de P19) José Carlos: R$ 795,00
mulheres é igual ao triplo do de homens, quantos são Luíz Augusto: R$ 470,00
os homens?
P20) 1 015 pessoas
P17) Determine dois números cuja soma é 110 e cuja
diferença é 30. P21) 15 patos

P18) No estacionamento de um supermercado há 27 P22) 13 moedas de R$ 0,25


veículos com 84 rodas, contando-se os automóveis e
bicicletas. Quantos veículos há de cada espécie?

P19) José Carlos e Luís Augusto ganham juntos R$


1265,00 por mês. Se o primeiro recebe R$ 325,00 mais
que o segundo, qual é o salário de cada um? RAZÕES

P20) Em certo jogo de futebol uma entrada para Grandeza: é tudo aquilo que pode ser medido.
Razão: é a relação entre duas grandezas.
Exercícios Resolvidos
DEFINIÇÃO
1) Achar a razão entre dois segmentos de 1dm e 25cm
"Chama-se razão de duas grandezas da mesma respectivamente.
espécie, ao quociente da divisão dos números que
medem essas grandezas numa mesma unidade. Este Resolução:
quociente é obtido, dividindo-se o primeiro número pelo Como é necessário medir as duas grandezas
segundo". com a mesma unidade, vamos reduzir as duas medidas
a cm, para obter a razão.
Conforme a definição, para determinarmos a
10
cm2
razão entre duas grandezas é necessário que sejam da L
o
g
o
, s
i
m
pl
i
f
i
ca
n
d
o
-
s
e o
u
2
:
5
mesma espécie, e medidas com a mesma unidade. 25
cm5
a
Assim: 1 dm = 10cm
b
A razão é representada sob a forma ou a : b (que se
lê "a está para b"), sendo a e b dois números racionais, 2) Em uma competição esportiva participam 500
com b 0. atletas, sendo 100 moças e 400 rapazes.
a) Qual a razão do número de moças para o número de
Exemplo 1: rapazes?
Num exame há 1200 candidatos disputando 400 vagas. b) Qual a razão do número de rapazes para o número
Se compararmos esses dois números através de uma de moças?
divisão, obtemos:
Resolução:
1200 a) Dividindo-se o número de moças pelo número de

 =3 100 1
400 =
Dizemos que há 3 candidatos para cada vaga ou que a rapazes, encontramos a razão: 400 4
razão entre o número de candidatos e o número de
vagas é de 3 para 1. 400
4
b
) ==
4
400
1 100
1

=
1200
3
1 5
Dizemos que para cada vaga há 3 candidatos ou que 3) Determinar a razão entre 2 e 6
a razão entre o número de vagas e o número de
candidatos é de 1 para 3. Resolução:
Quando comparamos dois números através de 1
uma divisão, o resultado obtido chama-se razão entre 2166 3
esses números. = ==
525 5
10
Exemplo 2: 6
Admite-se como ideal, numa cidade, a existência de 1
médico para cada 5000 habitantes. Nessas condições,
PROPRIEDADE FUNDAMENTAL DAS RAZÕES
quantos médicos deverá ter uma cidade com 50.000
habitantes?
"Multiplicando-se ou dividindo-se os termos de uma
De acordo com o problema, a razão entre o número de
razão por um mesmo número, diferente de zero,
1 obtém-se um razão equivalente a uma razão dada".
médicos e o número de habitantes é 5000 .


3
3 9
Número de habitantes Número de médicos E
x
e
mp
l
o: =
5.000 1 
3
5 15
10.000 2
15.000 3
...... ...... RAZÕES ESPECIAIS
50.000 10
VELOCIDADE MÉDIA
A cidade deverá ter 10 médicos.
"Denomina-se velocidade média a razão entre
1
a distância percorrida e o tempo gasto para percorrê-
Verificamos que as razões destacadas, 5000 e la".
10
50000 são iguais.
Distância
Percorrida
P1) A soma de dois números é 54 e a razão 7/11. Calcular os
VelocidadeMédia= dois números.
Tempo
Gasto
P2) A diferença entre dois números é 15 e a razão 8/5.
Calcular os dois números.
Exemplo:
Vamos determinar a velocidade média de um trem que P3) Num ginásio há ao todo 540 alunos distribuídos em
percorreu a distância de 453km em 6 horas: classes. A cada classe de 45 meninos corresponde uma
classe de 30 meninas. Calcular o número de meninas do
d453 ginásio.
V
m
= ==7
5
,5
k
m/
h
t 6 P4) A razão entre a base e a altura de um triângulo é de 5
Resposta: para 2, e a área do triângulo é de 45m2. Calcular a base e a
A velocidade média do trem foi de 75,5 km/h altura.

P5) Uma barra feita com uma liga de ouro/cobre tem a massa
ESCALA de 513g. Achar a massa de cada metal sabendo que estão na
razão de 11 para 8.
"Denomina-se escala de um desenho a razão P6) Um trapézio é isósceles. A base menor está para a base
entre o comprimento considerado no desenho e o maior na razão 2:5. Determine a área, sabendo que:
correspondente comprimento real, medido com a 1º) A altura do trapézio vale 12cm.
mesma unidade". 2º) A altura está para a base maior na razão 4:5.

Compriment
o Desenho P7) Qual a razão entre as áreas de dois círculos se o raio de
Escala = um deles é o quádruplo do raio do outro.
Compriment
o Real

As escalas têm grande aplicação nos esboços P8) Numa prova de matemática, um aluno acertou 12
de objetos (móveis, automóveis, etc), nas plantas de questões sobre 20 que foram dadas. Qual a razão entre o
casas e terrenos, nos mapas e cartas cartográficas. número de questões que ele acertou para o número de
questões da prova?
Exemplo1:
Em um mapa a distância entre duas cidades é de 3 cm. P9) Uma mercadoria acondicionada numa embalagem de
Sabendo-se que a distância real entre as cidades é de papelão, possui 200g de peso líquido e 250g de peso bruto.
300 km, qual a escala utilizada no mapa? Qual a razão entre o peso líquido e o peso bruto?

Resolução: P10) Um retângulo A tem 10cm e 15cm de dimensões,


Comprimento do desenho: 3 cm enquanto as dimensões de um retângulo B são 10cm e 20cm.
Comprimento real: 300 km = (300 x 100.000) cm = Qual a razão entre a área do retângulo A e a área do
30.000.000 cm retângulo B?

P11) A razão entre a altura de Tarcísio e sua sombra, em


Desenh
o 3 1 determinada hora do dia é de 3 para 2. Se a sombra mede
E
sc
al
a = = =
Real 30000000 1,2m, qual a altura de Tarcísio?
10000000
Resposta: P12) A razão entre a velocidade de 2 móveis, A e B é de 3/8.
A escala utilizada foi de 1:10.000.000 Encontre a velocidade do móvel A, quando a velocidade do
móvel B for igual a 20m/s
Exemplo2:
Ao desenhar a sua sala de aula, Paula traçou um P13) A razão entre as massas de enxofre e de ferro que se
segmento de 12 cm, que corresponde ao comprimento combinam para formar o sulfeto de ferro é de 4,7. Calcular:
total da sala. Sabendo-se que a escala utilizada foi de a) A massa de ferro que deve combinar com 32 gramas de
1:60, qual o comprimento real da sala? enxofre para formar o sulfeto de ferro.
b) A massa de enxofre que se deve combinar com 1,12g de
ferro para formar o sulfeto de ferro.
De1
12
senh
o
E
s
c
a
l
a==x
=
7
2
0c
m
Rex
60
al P14) Para pintar uma parede, um pintor deve misturar tinta
branca com tinta cinza na razão de 5 para 3. Se ele precisar
Logo, o comprimento de 12 cm no desenho de 25 litros dessa misturam, quantos litros de cada cor irá
corresponde a um comprimento de 720 cm ou 7,2 m do utilizar?
real.
P15) Qual é a escala de um desenho em que um comprimento
Resposta: de 3m está representado por um comprimento de 5cm?
O comprimento real desta sala é 7,2m.
P16) A largura de um automóvel é 2 metros, uma miniatura
EXERCÍCIOS - RAZÕES desse automóvel foi construída de modo que essa largura
fosse representada por 5cm. Qual foi a escala usada para
construir a miniatura? Nesta tabela podemos destacar:

P17) Em um mapa, a distância entre duas cidades é de 3cm. 1


Sabendo-se que a distância real entre as cidades é de 300km.
Qual a escala utilizada no mapa? vRazão entre desconto e litros: 10

P18) A distância entre São Paulo e Rio de Janeiro é de 5


aproximadamente 408km. Qual é a escala de um mapa onde vRazão entre desconto e litros: 50 .
esta distância está representada por 20,4cm?

P19) Numa escala de 1:50, qual o comprimento real em 15


V
e
r
i
f
i
c
a
mo
s
qu
e
a
s
r
a

e
s
es
ã
oi
g
u
a
i
s(
o
metros, correspondente a 8cm. 10
5

P20) Uma fotografia aérea mostra parte de uma região cuja


área é 480m2 (área da parte fotografada). Sabendo que a DEFINIÇÃO DE PROPORÇÃO
foto tem 8cm por 15cm, qual foi a escala da foto.

GABARITO - RAZÕES "Proporção é a igualdade entre duas razões, ou seja,


quando duas razões apresentam o mesmo quociente,
P1) 21 e 33 sendo, portanto iguais".
P2) 40 e 25
P3) 216 Quatro números racionais a, b, c, d, diferentes de zero,
P4) 15m e 6 m nessa ordem, formam uma proporção quando a razão
P5) 297g e 216g do primeiro número para o segundo é igual a razão do
P6) 126 cm2 terceiro para o quarto.
1
P7) 16 ac
=
3 bd
P8) 5
Ou, ainda, podemos escrever:
4 a:b=c:d
P9) 5
3 que se lê:
P10) 4 "a está para b assim como c está para d"
P11) 1,80
P12) 7,5 m/s Os quatro termos que formam a proporção são
P13)a) 56,00g b) 0,64g denominados termos da proporção. O primeiro e o
P14) 15 litros de tinta branca e 9 litros de tinta cinza quarto termo são chamados extremos da proporção. O
P15) 1:60 segundo e o terceiro são chamados meios.
P16) 1:40
P17) 1:10.000.000 PROPRIEDADE FUNDAMENTAL DAS
P18) 1:2.000.000 PROPORÇÕES
P19) 1:3000
P20) 1:200 "Em toda proporção o produto dos meios é igual ao
produto dos extremos".
PROPORÇÕES
ac
 a
.d=b
.c
INTRODUÇÃO bd
Um posto de gasolina oferece um desconto de Exemplo:
1 real para cada 10 litros completos de gasolina. Se
uma pessoa colocar 50 litros de gasolina no carro, que
65
desconto irá obter? 
6x
15=
5x1
89
0=9
0
18
15
Com os dados do problema, podemos montar
uma tabela:
RECÍPROCA DA PROPRIEDADE FUNDAMENTAL
Litros Descontos (em R$)
10 1 "Quando o produto de dois números é igual ao produto
20 2 de dois outros, os quatro números formam uma
proporção".
30 3
40 4
Observação:
50 5
Para verificar se quatro números formam uma
O desconto será de R$ 5,00 proporção, efetuamos o produto do número maior pelo
menor e verificamos se esse produto é igual aos outro
O 0
,845,
6 2
dois. Assim, os quatro números 4,10,16 e 40 formam 2.
M o
do
:  0
,
84x
=(5
,
6) x
=37
,
33
uma proporção, pois os produtos 4 ´ 40 e 10 ´ 16, tem 5,
6x
como resultado 160.

QUARTA PROPORCIONAL Se, contudo, a média for previamente fixada, só haverá


uma das resoluções.
"Chama-se Quarta Proporcional a três números dados,
um quarto número que forma com os mesmos uma 2) Achar a terceira proporcional a 3 e 9, sendo 9 a
proporção". média.

Exemplo: Resolução:

Vamos encontrar a quarta proporcional aos 39


números 16, 12 e 48.  3
x=8
1x
=27
Representando por x o termo procurado, 9x
veremos que o problema admite três soluções,
PROPRIEDADES GERAIS DAS PROPORÇÕES
correspondentes às proporções, pois a posição do
número x é arbitrária.
PROPRIEDADE 1

1216 "Em uma proporção, a soma dos dois primeiros termos


I-)   x
1=64 está para o primeiro termo, assim como a soma dos
48 x
1
dois últimos termos está para o terceiro termo".

12 x
II-)  2x
2=36 a c ab cd
1648   
b d a c
1248 PROPRIEDADE 2
III-)   x
3=4
x3 16
"Em uma proporção, a soma dos dois primeiros termos
Só há três soluções porque em cada solução o produto está para o segundo termo, assim como a soma dos
de um dos números dados por x é igual ao produto dos dois últimos está para o quarto termo".
outros dois. Em geral, considera-se a solução obtida,
conservando na proporção a ordem dos números
a c ab cd
dados, e considerando como incógnita o último termo.   
b d b d
PROPORÇÃO CONTÍNUA
PROPRIEDADE 3
"Proporção contínua é aquela em que os meios e os
extremos são iguais". "Numa proporção, a diferença dos dois primeiros
termos está para o primeiro termo, assim como a
diferença dos dois últimos termos está para o terceiro
46 termo".
E
x
e
mp
l
o:(o
s
me
io
s

oi
gu
ai
s
)
69
Na proporção contínua, o termo igual é a c ab cd
denominado média proporcional ou geométrica, e   
qualquer um dos outros termos (4 ou 9) é denominado b d a c
terceira proporcional. No exemplo acima, 4 é a terceira
proporcional entre 9 e 6, sendo 9 a terceira
PROPRIEDADE 4
proporcional entre 4 e 6.
"Numa proporção, a diferença dos dois primeiros
termos está para o segundo termo, assim como a
diferença dos dois últimos termos está para o quarto
termo".
Exercícios Resolvidos
a c ab cd
1) Achar a terceira proporcional a 5,6 e 0,84.
  
b d b d
Resolução: PROPRIEDADE 5
Observando que, se a média não for
previamente fixada, haverá duas soluções: "Numa proporção, a somados antecedentes está para
a soma dos conseqüentes, assim como cada
O 5,60,
84 2
antecedente está para seu conseqüente".
1.M
o
do
:  5,
6x=
(0
,8
4)x
=0,
126
0,
84 x
a c ac a ac c
   e  PROPORÇÃO PROLONGADA
b d bd b bd d
Proporção prolongada é a sucessão de três ou
mais razões iguais.
PROPRIEDADE 6

"Numa proporção, a diferença dos antecedentes está 2 6 8


Exemplo:  
para a diferença dos conseqüentes, assim como cada 4 12 16
antecedente está para seu conseqüente".

PROPRIEDADE DAS PROPORÇÕES


a c ac a ac c
   e  PROLONGADAS
b d bd b bd d
"Numa proporção prolongada, a soma dos
PROPRIEDADE 7 antecedentes está para a soma dos conseqüentes,
assim como qualquer antecedente está para seu
"Em toda proporção, o produto dos antecedentes está conseqüente".
para o produto dos conseqüentes assim como o
quadrado de qualquer antecedente está para o 2 6 8 268
quadrado do respectivo conseqüente". Exemplo:   
4 12 16 4  12  16
a c a  c a2 a  c c2
   e 
b d b  d b2 b  d d2
Exercício Resolvido

a b c
Exercícios Resolvidos  
1) Achar a, b, c na seguinte proporção 3 4 6
1o Exercício sabendo-se que a soma é a + b + c = 26.
A diferença entre os antecedentes de uma proporção é
10 e os conseqüentes 9 e 7. Achar os antecedentes. Resolução:
Aplicando-se a propriedade das proporções
Resolução: prolongadas temos:
Representando por a e b os antecedentes, formamos a
a b a b c a  b  c 26
     2
3 4 6 3  4  6 13
proporção: 9 7 aplicando-se a propriedade relativa à
diferença, vem que: Logo,


aba 10
a a
 2
a=
9
0a=
45  =
 2a
=6

979 29 3
logo, b = 35 b
 =
 
2 b
=8
4
Resposta: c
Os antecedentes são, respectivamente 45 e 35. 

 =2c=
12
6
2o Exercício

x  y  20 NÚMEROS PROPORCIONAIS

Resolver o sistema  x y NÚMEROS DIRETAMENTE PROPORCIONAIS
 3  7
Resolução: "Duas seqüências A e B de números reais, não nulos,
Aplicando-se a propriedade relativa à soma, vem: são diretamente proporcionais se, e somente se, a
razão dos termos correspondentes são todas iguais
entre si".
xy x 20x
  x=6
37 3 103 Exemplo:

logo, y = 14 Sejam as seqüências: (2, 5, 6, 9) e (8, 20, 24, 36).


Essas seqüências são diretamente proporcionais
Resposta: porque:
Os antecedentes procurados são respectivamente 6 e
14.
2 5 6 9 xyz
x
yz32
   =k  = =2
8 20 24 36 358
3
5
8 16

1 substituindo os valores:
O valorcom u mdas r
a
z
õ
e
sé k= ,um acons
ta
n te não nu
la
. x
4   = 2  x = 6
3
"K é denominado fator constante ou coeficiente de y
proporcionalidade".   = 2  y = 1
0
5
z
    = 2  z= 1
6
8
NÚMEROS INVERSAMENTE PROPORCIONAIS

"Duas seqüências A e B de números reais são Exercício Resolvido


inversamente proporcionais, quando o produto entre
qualquer termo da primeira seqüência e seu 1) Dividir 153 em partes diretamente proporcionais aos
correspondente na segunda, é sempre uma constante 2 3
k não nula". 4.
números 3 e
Exemplo:
Resolução:
Neste caso, o número 153 deve ser dividido em duas
Sejam as seqüências: (20, 25, 40, 50) e (10, 8,
parcelas, x e y:
5, 4). Essas seqüências apresentam números
inversamente proporcionais porque o produto dos x y x  y 153 153 15312
termos correspondentes é sempre 200.      = 9  12 k =108
2 3 2 3 89 17 17
Observe: 20 ´ 10 = 200; 25 ´ 8 = 200; 40 ´ 5 = 200; 50 ´ 
4 = 200. 3 4 3 4 12 12
O produto k = 200 denomina-se coeficiente de Uma vez que encontramos o coeficiente de
proporcionalidade. proporcionalidade:
Podemos escrever esses produtos, também, da
seguinte forma: x 2
 x
108=.
10
8x=
72
2 3
20 25 40 50 3
   =k
1 1 1 1 y 3

 y
108= 1
0
8y=
81
10 8 5 4 3 4
4
Logo 20, 25, 40, 50 são diretamente proporcionais aos
Resposta:
111
1
,,, Os números procurados são 72 e 81.
números: 10
85
4
DIVISÃO ENTRE AS PARTES INVERSAMENTE
DIVISÃO PROPORCIONAL PROPORCIONAIS

DIVISÃO ENTRE AS PARTES DIRETAMENTE Exemplo:


PROPORCIONAIS Vamos dividir o número 273 em partes inversamente
112
Exemplo: , e.
proporcionais a 347
Vamos dividir o número 32 em parcelas que sejam O problema consiste em encontrar três
diretamente proporcionais aos números 3, 5, 8. parcelas cuja soma seja 273, e que sejam
inversamente proporcionais aos números
Resolução:
O problema consiste em encontrar três
112
,,.
parcelas cuja soma seja 32, e que sejam proporcionais 347
aos números 3, 5, 8. Chamamos essas parcelas de x, y e z temos:
Chamamos essas parcelas de x, y e z temos:
x y z
x y z x+y+z=2
73e  
x+y+z=32e   3 4 7
3 5 8
2
Pela propriedade da proporção: note que invertemos os número, no denominador das
razões. Pela propriedade da proporção:
x y z x y z 273 273 273  2 durante 3, 5 e 7 meses. Qual a parcela de lucro de
       K  26 cada um?
3 4 7 7 14  7 21 21
3 4
2 2 2 2 P12) Um prêmio de R$ 152.000,00 será distribuído aos
cinco participantes de um jogo de futebol de salão, de
Substituindo os valores: forma inversamente proporcional às faltas cometidas
por cada jogador. Quanto caberá a cada um, se as
faltas foram 1, 2, 2, 3 e 5?
x

=2
6x
=7
8
3 P13) Distribuir o lucro de R$ 28.200,00 entre dois sócios
de uma firma, sabendo que o primeiro aplicou R$
y

 =2
6
y =
10
4 80.000,00 na sociedade durante 9 meses e que o
4 segundo aplicou R$ 20.000,00 durante 11 meses.
z 7

 =2
6 z=.2
6z= P14) Um comerciante deseja premiar, no primeiro dia útil
7 2 de cada mês, os três primeiros fregueses que
chegarem ao seu estabelecimento com a quantia de R$
2 507.000,00 divididas em partes inversamente
9
1
12
2,1
EXERCÍCIOS - PROPORÇÕES proporcionais a 4 3 e 1,2. Nessas condições,
qual o prêmio de menor valor a ser pago?

x y P15) Uma pessoa deseja repartir 135 balas para duas



P1) Calcular x e y, na proporção 4 5 , sabendo que x crianças, em partes que sejam ao mesmo tempo
+ y = 45. diretamente proporcionais a 2/3 e 4/7 e inversamente
proporcionais a 4/3 e 2/21. Quantas balas cada criança
receberá?
x y

P2) Calcular x e y, na proporção 5 3 , sabendo que x P16) Um pai distribuiu 284 bombons entre os filhos
- y = 14. Hudson, Larissa e Carol, em partes diretamente
proporcionais à nota de Matemática e inversamente
x y z proporcional a idade dos filhos. Calcule o número de
  bombons recebidos de acordo com os dados:
P3) Calcular x, y e z na proporção 2 3 4 sabendo
Hudson: 10 anos e nota 7;
que 2x + 3y + 4z = 58. Larissa: 12 anos e nota 5;
Carol: 8 anos e nota 10.
P4) Calcular x, y e z sabendo que 2xy = 3xz = 4yz e que
x + y + z = 18. GABARITO - PROPORÇÕES
P5) Determinar o coeficiente de proporcionalidade entre P1) x = 20; y = 25
os seguintes grupos de números proporcionais:
2 5 8 1 P2) x = 35; y = 21
, , ,
14 35 56 7
P3) x = 4; y = 6; z = 8
P6) Verificar se as seguintes seqüências (45, 60, 75) e
(3, 4, 5) são proporcionais. P4) x = 8; y = 6; z = 4
1
P7) Achar x nas sucessões proporcionais (2, 8, 3) e (4, P
5
)k
=
16, x). 7

P8) A grandeza x é diretamente proporcional a y. P6) Sim, k = 15


Quando a grandeza y tem o valor 8, x tem o valor 40.
Determinar o valor da grandeza x, quando y vale 10. P7) x = 6

P9) Em 18 gramas de água, há 2 de hidrogênio e 16 de P8) x = 50


oxigênio; em 45 gramas de água há 5 de hidrogênio e
40 de oxigênio. Verificar se há proporcionalidade entre
2
P
9
)
Si
m,
k=
as massas de água e hidrogênio, água e oxigênio, 5
hidrogênio e oxigênio. Em caso afirmativo determinar
os coeficientes de proporcionalidade. P10) 45, 60, 75

P10) Dividir 180 em três partes, diretamente P11) Sócio1: R$ 2.700,00; Sócio2: R$ 4.500,00; Sócio 3:
proporcionais a 3, 4 e 5. R$6.300,00

P11) Três sócios querem dividir um lucro de R$ P12) R$ 60.000,00; R$ 30.000,00; R$ 30.000,00; R$
13.500,00. Sabendo que participaram da sociedade 20.000,00; R$12.000,00
dobro de tinta; triplicando-se a área, gasta-se o
P13) R$ 21.600,00; R$6.600,00 triplo de tinta.
Quando compramos laranjas na feira, o preço que
P14) R$ 120.000,00 pagamos é diretamente proporcional à quantidade
de laranjas que compramos; duplicando-se a
P15) 27 e 108 quantidade de laranjas, o preço também duplica;
triplicando-se a quantidade de laranjas, o preço
P16) Hudson: 84; Larissa: 50; Carol: 150. também triplica.

GRANDEZAS INVERSAMENTE PROPORCIONAIS

Consideremos a seguinte situação:


REGRA DE TRÊS
A professora de Português da 6ª série tem 48 livros
É uma técnica de cálculo por meio da qual são para distribuir entre seus melhores alunos. Vamos
solucionados problemas sobre grandezas observar que:
proporcionais. Se ela escolher apenas os dois melhores alunos,
Estes problemas são de dois tipos: cada um receberá 24 livros.
Se ela escolher os quatro melhores alunos, cada
1) Regra de Três Simples: quando se referem a duas um receberá 12 livros.
grandezas diretamente ou inversamente proporcionais. Se ela escolher os seis melhores alunos, cada um
receberá 8 livros.
2) Regra de Três Composta: quando se referem a mais
de duas grandezas diretamente ou inversamente Vamos colocar esses dados no quadro seguinte:
proporcionais.
Número de alunos Número de livros
GRANDEZAS DIRETAMENTE PROPORCIONAIS escolhidos distribuído a cada aluna
2 24
Consideremos a seguinte situação: 4 12
6 8
Sobre uma mola são colocados corpos de
massa diferentes. A seguir, medindo o comprimento da Pela tabela podemos notar que:
mola, que se modifica com a massa do corpo colocado
sobre ela, pode-se organizar a seguinte tabela: Se o número de alunos duplica, o número de livros
cai pela metade.
Se o número de alunos triplica, o número de livros
Massa do corpo (em kg) Comprimento da mola cai para a terça parte.
(em cm)
10 50 Usando os números que expressam as grandezas,
20 100 temos:
30 150
1-) Quando o número de alunos passa de 2 para 4,
Pela tabela pode-se notar que: 2
Se a massa do corpo duplica, o comprimento da dizemos que o número de alunos varia na razão: 4 .
mola também duplica. Enquanto isso, o número de livros passa de 24 para 12,
Se a massa do corpo triplica, o comprimento da 24
mola também triplica.
variando na razão: 12 .
Note que a massa do corpo e o comprimento
da mola variam sempre na mesma razão; dizemos, Note que essas razões não são iguais, elas são
então, que a massa do corpo é uma grandeza 2124
2
DIRETAMENTE PROPORCIONAL ao comprimento da =e=
mola. inversas, ou seja: 4212
1

"Quando duas grandezas variam sempre na mesma Nessas condições, o número de alunos
razão, dizemos que essas grandezas são diretamente escolhidos e o número de livros distribuídos variam
proporcionais, ou seja, quando a razão entre os valores sempre na razão inversa; dizemos então que o número
da primeira é igual a razão da segunda". de alunos escolhidos é INVERSAMENTE
PROPORCIONAL ao número de livros distribuídos.
Veja outros exemplos de grandezas diretamente
proporcionais: "Quando duas grandezas variam sempre uma na razão
inversa da outra, dizemos que essas grandezas são
Quando vamos pintar uma parede, a quantidade de inversamente proporcionais, ou seja, quando a razão
tinta que usamos é diretamente proporcional à área entre os valores da primeira é igual ao inverso da razão
a ser pintada duplicando-se a área, gasta-se o entre os valores da segunda".
vai de São Paulo a Belo Horizonte em 42 minutos. Se
Veja outros exemplos de grandezas inversamente voar a 600km, por hora em quanto tempo fará a mesma
proporcionais: viagem?

Quando vamos fazer uma construção, o tempo que As duas grandezas são: velocidade do avião e tempo
se gasta nessa construção é inversamente de vôo.
proporcional ao número de operários que se
contrata; duplicando-se o número de operários o Observemos que, se a velocidade do avião aumenta, o
tempo cai pela metade. tempo de vôo diminui, logo a velocidade e o tempo são
Quando fazemos uma viagem, o tempo que se leva grandezas inversamente proporcionais.
é inversamente proporcional à velocidade do
veículo usado: dobrando-se a velocidade do Chamando de x o tempo necessário para voar de São
veículo, o tempo gasto na viagem cai pela metade. Paulo à Belo Horizonte a 600km por hora, temos:

Tempo de vôo Velocidade


42 800
X 600

REGRA DE TRÊS SIMPLES 42


600
42
3
 3
x=
16
8x
=5
6m
i
nut
os
x800
x4
Consideremos as seguintes situações:

1º) Um carro faz 180km com 15 litros de álcool. Resposta:


Quantos litros de álcool este carro gastaria para
percorrer 210km? O avião vai de São Paulo a Belo Horizonte em 56
minutos, voando a 600km/h.
O problema envolve duas grandezas: distância e litros
de álcool.
Indiquemos por x o número de litros de álcool a ser REGRA DE TRÊS COMPOSTA
consumido.
A regra de três composta se refere a problemas
Coloquemos as grandezas de mesma espécie em uma que envolvem mais de duas grandezas. A grandeza
mesma coluna e as grandezas de espécies diferentes cujo valor procuramos pode ser diretamente ou
que se correspondem em uma mesma linha. inversamente proporcional a todas as outras, ou até
mesmo diretamente proporcional a umas e
Distância Litros de álcool inversamente proporcional a outras.
180 15
210 x 1O) Em quatro dias oito máquinas produziram 160
peças. Em quanto tempo 6 máquinas iguais às
Na coluna "litros de álcool" vamos colocar uma flecha primeiras produzirão 360 dessas peças?
apontada para o x.
Resolução:

Distância Litros de álcool Indiquemos o número de dias por x. Coloquemos as


180 15 grandezas de mesma espécie em uma só coluna, e as
210 x grandezas de espécies diferentes que se
correspondem em uma mesma linha.
Observe que aumentando a distância, aumenta Na coluna "dias" coloquemos uma flecha apontada
também o consumo de álcool. Então, as grandezas para x.
distância e litros de álcool, são diretamente
proporcionais. No esquema que estamos montando, Máquinas Peças Dias
indicamos isso colocando uma flecha no mesmo 8 160 4
sentido da anterior. 6 360 x

Distância Litros de álcool Comparemos cada grandeza com aquela onde está o
180 15 x.
210 x
As grandezas, peças e dias são diretamente
proporcionais. No nosso esquema isso será indicado
180
15615 colocando-se na coluna "peças" uma flecha no mesmo
 6
x=
10
5x
=1
7,
5l
210
x 7x sentido da flecha da coluna "dias".

Máquinas Peças Dias


Resposta: O carro gastaria 17,5 litros de álcool. 8 160 4
6 360 x
2º) Um avião voando à velocidade de 800km por hora
As grandezas máquinas e dias são
inversamente proporcionais (quanto maior o número de P1) Um automóvel gasta 10 litros de gasolina para
máquinas, menos dias para se efetuar o trabalho). No percorrer 65km. Quantos litros gastará num percurso
nosso esquema isso será indicado colocando-se na de 910km?
coluna "máquinas" uma flecha no sentido contrario na
coluna "dias" P2) Qual o tempo gasto por 12 homens para executar
um trabalho que 8 homens nas mesmas condições
Máquinas Peças Dias executam em 9 dias?
8 160 4
6 360 x P3) Um fonte dá 38 litros de água em 5 minutos;
quantos litros dará em uma hora e meia?
Agora vamos montar a proporção, igualando a razão
4 P4) Para tecer 19m de um tecido com 50cm de largura
são gastos 38kg de lã. Quantos metros serão tecidos
que contém o x, que é x , como o produto das outras com 93kg da mesma lã, sendo a largura de 60cm?
razões, obtidas segundo orientação das flechas:
P5) Numa transmissão de correia, a polia maior tem
30cm de diâmetro e a menor 18cm. Qual o número de
4 1 8 4 4 3 4 601 1 4 1
=   =    =    =  rotações por minuto da menor polia, se a maior dá 45
x 3 6 x 9 4 x603 1 x 3 no mesmo tempo?
 x = 12
P6) Com 9 há de gasto podem ser mantidas 20 cabeças
Resposta: 12 dias. de gado. Quantos há serão necessários para manter
360 cabeças?
2º) Trabalhando durante 6 dias, 5 operários produzem
400 peças. Quantas peças desse mesmo tipo serão P7) Uma máquina, que funciona 4 horas por dia durante
produzidas por 7 operários trabalhando durante 9 dias? 6 dias produz 2000 unidades. Quantas horas deverá
funcionar por dia para produzir 20.000 unidades em 30
Resolução: dias?
Inicialmente vamos organizar os dados no
seguinte quadro, indicando o número de peças pedido P8) Um automóvel, com a velocidade de 80km por hora,
pela letra x. percorreu certa distância em 6 horas. Que tempo
gastará para percorrer a mesma distância se reduzir a
Operários Dias Peças velocidade para 50km por hora?
5 6 400
7 9 x P9) Um automóvel percorreu certa distância em 4h,
A B C com a velocidade de 60km por hora. Qual o tempo que
gastará para percorrer a mesma distância com a
Fixando a grandeza A, vamos relacionar as velocidade de 90km por hora?
grandezas B e C, se aumentarmos o número de
P10) Se três homens podem arar um campo de 8 há em
dias, o número de peças também aumentará; logo,
as grandezas B e C são diretamente proporcionais. 5 dias, trabalhando 8 horas diárias, em quantos dias 8
homens poderão arar 192 há trabalhando 12 horas
diárias?
Fixando a grandeza B, vamos relacionar as
grandezas A e C, se aumentarmos o número de
P11) Com 16 máquinas de costura aprontaram-se 720
operários, o número de peças também aumentará,
uniformes em 8 dias de trabalho. Quantas máquinas
logo, as grandezas A e C são diretamente
serão necessárias para confeccionarem 2160
proporcionais.
uniformes em 24 dias?
Então, a grandeza C é diretamente
P12) Se 54 operários trabalhando 5 horas por dia
proporcional às grandezas A e B; logo seus valores são
levaram 45 dias para construir uma praça de forma
diretamente proporcionais aos produtos dos valores
retangular de 225m de comprimento por 150m de
das grandezas A e B, ou seja:
largura, quantos operários serão necessários para
400
5
6 400
5
2 400
10
construir em 18 dias, trabalhando 12 horas por dia,
==
=
x7
9 x7
3 x outra praça retangular de 195m de comprimento por
21
120m de largura?
1
40 P13) Para construir um canal de 104m de comprimento

=
x
=
40
.
2
1x
=
8
40
x
21 por 5m de profundidade e 7m de largura, 100
Resposta: operários, trabalhando 7 horas por dia, levaram 2
Produzirão 840 peças. meses e meio. Aumentando de 40 o número de
operários e fazendo-os trabalhar 10 horas por dia,
pergunta-se: em quanto tempo os operários
construíram um segundo canal, com o mesmo
comprimento do primeiro, porém de profundidade e
EXERCÍCIOS largura duplas da do primeiro?
P14) Se com 1000 litros de água se rega um campo de P12) 39 operários
450 há durante 20 dias, qual é a quantidade de água
necessária para se regar outro campo de 200 há P13) 5 meses
durante 30 dias?
P14) 666,666 litros
P15) Para o piso de uma sala empregam-se 750 tacos
de madeira de 5cm de comprimento por 3cm de P15) 75 tacos
largura. Quantos tacos de 40cm de comprimento por
7,5cm de largura são necessários para um piso cuja P16) 3,15 dias
superfície é dupla da anterior?
P17) 3190 kg
P16) Se 10 operários, trabalhando 8 horas diárias,
levantam em 5 1/2 dias uma parede de 22m de 1
comprimento por 0,45 de espessura em quanto tempo 3
16 operários, trabalhando também 8 horas por dia, P18)
levantam outra parede de 18m de comprimento, 0,30
de espessura e de altura duas vezes maior que a 1
primeira? P19) 6

P17) Um bloco de mármore de 3m de comprimento, P20) 15 horas


1,50m de largura e 0,60 de altura pesa 4350kg. Quanto
pesará um bloco do mesmo mármore cujas dimensões
são: comprimento 2,20 largura 0,75m e altura 1,20?

P18) Um navio tem viveres para 20 dias de viagem.


Porém um imprevisto deixou-o ancorado em alto mar
durante 10 dias, onde o comandante do navio foi
avisado da previsão do atraso. Em quanto se deve
reduzir a ração diária da tripulação, para que não
faltasse comida até o fim da viagem?

P19) Uma pessoa calculou que o dinheiro que dispunha


seria suficiente para passar 20 dias na Europa. Ao
chegar, resolveu prolongar sua viagem por mais 4 dias.
A quanto teve de reduzir o sue gasto diário médio?

P20) Alguns operários devem terminar certo serviço em


36 dias, trabalhando 8 horas por dia. O encarregado,
após 20 dias, verifica que só 0,4 da obra estava pronta.
Para entregar o serviço na data fixada; quantas horas
por dia devem os operários trabalhar nos dias
restantes?

GABARITO - REGRA DE TRÊS

P1) 140 litros

P2) 6 dias

P3) 684 litros

P4) 38,75 metros

P5) 75 rotações

P6) 162 há

P7) 8 horas por dia

P8) 9 horas e 36min

P9) 2 h e 45min

P10) 30 dias

P11) 12 máquinas