Sie sind auf Seite 1von 2

1.

RESULTADOS E DISCUSSÃO – MATERIAIS DE


HIGIENE/DESCARTÁVEIS/DE ESRITÓRIO/TELEFONE

Segundo Abreu, Spinelli e Pinto (2011) os materiais de higiene, descartáveis e de


escritório devem ser utilizados de forma racional, ou seja, que a estocagem dos produtos
sejam de maneira adequada a fim de evitar perdas desnecessárias. Ademais, é preciso
orientar o operário da unidade de produção quanto ao uso corretos dos materiais de
limpeza principalmente no que diz respeito a diluição dos produtos.

 MATERIAIS DE HIGIENE E LIMPEZA

De acordo com Silveira (2002) os materiais de higiene e limpeza necessários em uma


Unidade de produção correspondem ao:

1. Detergente líquido usado para limpeza geral dos utensílios, pisos e superfícies;
2. Detergente a base de amoníaco utilizado para limpeza pesada;
3. Detergente para máquina de lavar louça incluindo agente antiespumante;
4. Secante destinado para máquina de lavar louça;
5. Desencrostante de máquina de lavar louça;
6. Detergente e desinfetante que contém cloro orgânico;
7. Água sanitária usada como desinfetante de panos;
8. Álcool 70° destinado para desinfecção do termômetro;
9. Desinfectante de hortifrutigranjeiros;
10. Sabonete líquido para correta higienização das mãos.

Durante a realização da visita foi possível constatar que a unidade de produção faz a
utilização dos produtos necessários para a manutenção da higiene e limpeza do
estabelecimento possibilitando dessa maneira o adequado funcionamento do restaurante.
Concomitante a isso, tem-se o fato que a utilização desses produtos leva a diminuição
de possíveis riscos de contaminações microbiológicas o que comprometeria tanto a
saúde dos funcionários quanto dos clientes da empresa.

 MATERIAIS DESCARTÁVEIS

A partir do check-list foi possível verificar que o restaurante universitário utiliza sempre
que possível os materiais reutilizáveis. Desse modo, a empresa não faz a utilização de
utensílios de plásticos tais como copos e/ou talheres de plástico. Entretanto, durante a
visita foi possível observar as sobremesas armazenadas em copinhos de plástico
individual. A unidade por sua vez faz uso de guardanapos de papel e de embalagens
para “viagem” tais como marmitex de isopor.

Segundo Bilck et al (2009) apud CFN as embalagens apesar de serem úteis em proteger,
transportar e acondicionar os alimentos tornam-se um grande problema no pós
consumo principalmente quando não são submetidas ao processo de reciclagem
possivelmente por se tratarem de materiais de difícil decomposição, que por sua vez
favorecem ao aumento do volume de lixo e possíveis danos ao meio ambiente.

 MATERIAS DESCARTÁVEIS DE ESCRITÓRIO E TELEFONE

De acordo com a nutricionista responsável pela unidade da alimentação coletiva, o local


está sempre que possível procurando evitar desperdícios quanto a utilização de matérias
de escritório. Dessa maneira, há grande economia no uso de papel através do uso de
rascunhos, impressão reduzida, uso de tonner entre outros, não sendo observando
portanto, desperdícios quanto ao uso de materiais de escritório. Com relação ao uso de
telefone, foi negado que o estabelecimento faz uso constantemente desse equipamento
representando dessa forma uma conscientização referente as despesas que a unidade
apresenta, tais como contas de luz, água, manutenção de funcionários, compras de
gêneros alimentícios entre outros.