Sie sind auf Seite 1von 34

Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Físico Ruído

Químico Poeiras e névoas

Montagem de Mobilização da frente de


OBRA Eventual
Caixilhos serviço
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Esforço físico intenso e


Ergonômico
postura inadequada

Montagem de Mobilização da frente de


OBRA Eventual
Caixilhos serviço

Contato involuntário com


Acidentes rede e energizada;
Choque Elétrico
Montagem de Mobilização da frente de
Análise Preliminar de Ri
OBRA Eventual
Caixilhos serviço

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Queda de Mesmo Nível /


Obstáculos e desníveis nas
Acidentes
áreas de trabalho, falta de
atenção
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Acidente Queda de nivel diferente


Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Montagem de
OBRA Montagem Eventual
Caixilhos

Queda de materiais e
Acidente
ferramentas
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Montagem de
OBRA Montagem Eventual
Caixilhos
Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Queda de materiais e
Acidente
ferramentas
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

tombamento da estrutura
Acidente
do andaime

Acidente Queda de nivel diferente

Montagem de
OBRA Montagem Eventual
Caixilhos
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Montagem de Exposição
OBRA Montagem Eventual
Caixilhos

Queda de materiais e
Acidente
ferramentas
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

tombamento da estrutura
Acidente
do andaime

Acidente Queda de nivel diferente

Montagem de
OBRA Montagem Eventual Queda de materiais e
Caixilhos Acidente
ferramentas
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Montagem de
OBRA Montagem Eventual
Caixilhos
Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Improvisação de
Acidente
ferramentas

GESTOR DO PROCESSO / RESPONSÁVEL: SEGURANÇA DO TRABALHO FERBECK

Data Data
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

Executantes
Nome \ Função

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição
____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________
Análise Preliminar de Ri

Atividades TRABALHO EM ALTURA OBRA: SESC GUARULHOS

Identificação de perigo

Perigo / Evento
Área Processo Atividade Status Risco perigoso /
Exposição
____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________

____________________________________________ ______________________________
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

Perda Auditiva Realização do DDS em conjunto com o


responsável pela produção antes do inicio das
atividades;
Utilização de protetor auricular tipo plug;
Treinamentos periódicos sobre proteção auditiva;
Sinalização de segurança para advertência e
orientação;
Utilização de máscara de Proteção respiratória
Poeiras e névoas PFF2 e ventilação das áreas;
Sinalização de segurança para advertência e
orientação;
Treinamentos de ergonomia;
Equipamentos adequados com a NR10;
EPI`S adequados para a função;
Realizar inspeção nos equipamentos elétricos e
cabos antes do inicio das atividades;
Verificando se a carcaça do motor está aterrada Capacete com jugular;
adequadamente; Protetor Auricular tipo Plug;
Não deixar cabos/fios expostos a água ou NR - 01 Óculos de proteção;
condições que ofereçam riscos de choque NR - 06 Máscara de proteção
elétrico: NR - 07 respiratória;
Sempre manter passagem aérea dos cabos NR - 09 Luva de vaqueta;
elétricos e evitar contato com água; NR - 17 Bota de segurança com bico
Somente realizar atividades em ambientes com protetor;
nálise Preliminar de Risco
Realização do DDS em conjunto com o
responsável pela produção antes do inicio das
Área atividades; Revisão Daniel Machado
Utilização de protetor auricular tipo plug;
Treinamentos periódicos sobre proteção auditiva; Revisão data:
OBRA
Sinalização de segurança para advertência e Pág.
orientação;
Utilização deSistema
máscarade de Controle
Proteção de
respiratória
Risco
PFF2 e ventilação das áreas;
Sinalização de segurança para advertência e Requisitos
Dano orientação;
Medidas de controle existentes Legais EPIS
Treinamentos de ergonomia; Aplicáveis
Equipamentos adequados com a NR10;
EPI`S adequados para a função;
Realizar inspeção nos equipamentos elétricos e
cabos antes do inicio das atividades;
Verificando se a carcaça do motor está aterrada Capacete com jugular;
adequadamente; Protetor Auricular tipo Plug;
Problemas posturais / lombares e Não deixar cabos/fios expostos a água ou NR - 01 Óculos de proteção;
de coluna condições que ofereçam riscos de choque NR - 06 Máscara de proteção
elétrico: NR - 07 respiratória;
Sempre manter passagem aérea dos cabos NR - 09 Luva de vaqueta;
elétricos e evitar contato com água; NR - 17 Bota de segurança com bico
Somente realizar atividades em ambientes com NR - 18 protetor;
iluminação; NR - 35 Cinto de Segurança Tipo
Todos envolvidos na atividade com rede paraquedista com talabarte
energizada, devem possuir treinamentos duplo
específicos como rege a norma NR10 e carta de
Queimaduras / taquicardia anuência;
Todos colaboradores envolvidos nas atividades
estarem ambientados pelo SESMT Guardian;
Manter sempre os ambientes o mais limpo
possível afim de evitar que os colaboradores
andem por cima de materiais diversos; Fechar
todos os vãos com chapas de aço, a fim de evitar
acidentes ou queda de pessoas;
Manter sempre os ambientes o mais limpo
possível afim de evitar que os colaboradores
andem por cima de materiais diversos;
Fechar todos os vãos com chapas de aço, a fim
cabos antes do inicio das atividades;
Verificando se a carcaça do motor está aterrada Capacete com jugular;
adequadamente; Protetor Auricular tipo Plug;
Não deixar cabos/fios expostos a água ou NR - 01 Óculos de proteção;
condições que ofereçam riscos de choque NR - 06 Máscara de proteção
nálise Preliminar de Risco elétrico: NR - 07 respiratória;
Sempre manter passagem aérea dos cabos NR - 09 Luva de vaqueta;
elétricos e evitar contato com água;
Área NR - 17
Revisão Bota de
Daniel segurança com bico
Machado
Somente realizar atividades em ambientes com NR - 18 protetor;
iluminação; Revisão data: Cinto de Segurança Tipo
OBRA NR - 35
Todos envolvidos na atividade com rede Pág. paraquedista com talabarte
energizada, devem possuir treinamentos duplo
específicos como rege a norma NR10 e carta
Sistema de Controle de Risco de
anuência;
Todos colaboradores envolvidos nas atividades Requisitos
Dano estarem ambientados pelo SESMT
Medidas de controle existentes Guardian; Legais EPIS
Manter sempre os ambientes o mais limpo Aplicáveis
possível afim de evitar que os colaboradores
andem por cima de materiais diversos; Fechar
todos os vãos com chapas de aço, a fim de evitar
acidentes ou queda de pessoas;
Manter sempre os ambientes o mais limpo
possível afim de evitar que os colaboradores
andem por cima de materiais diversos;
Cortes / Contusões / Escoriações
Fechar todos os vãos com chapas de aço, a fim
/ Impacto contra Objetos
de evitar acidentes ou queda de pessoas;
Isolar local antes do inciocio da montagem;
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

Realizar a aferição da pressão arterial antes de


iniciar a primeira montagem;
Manter sempre o cinto de segurança tipo pára-
quedista atracado em local seguro e a um nível
Cortes / Contusões / Escoriações mais elevado que a cabeça;
/ fraturas. Toda montagem de torre para execução de
andaimes deverá ter acompanhamento do
encarregado responsável:
Somente colaboradores treinados para executar;
O encarregado deverá orientar sempre a equipe
sobre o serviço a ser executado;
Verificar as condições dos módulos antes de
iniciar a montagem da torre, eliminando os que
apresentarem desgastes, trincas, empenamentos,
etc;
Toda torre deverá possuir uma sapata (chapa de
ferro) 20x20 cm com encaixe para a colocação
dos pés do primeiro módulo,a fim de facilitar o Capacete com jugular;
nivelamento da torre caso necessite; Protetor Auricular tipo Plug;
Manter as ferramentas amarradas com cabo de NR - 01 Óculos de proteção;
aço ou similar nas atividades de trabalho em NR - 06 Máscara de proteção
Realizar a aferição da pressão arterial antes de
iniciar a primeira montagem;
Manter sempre o cinto de segurança tipo pára-
quedista atracado em local seguro e a um nível
nálise Preliminar de Risco mais elevado que a cabeça;
Toda montagem de torre para execução de
Área
andaimes deverá ter acompanhamento do Revisão Daniel Machado
encarregado responsável: Revisão data:
OBRAcolaboradores treinados para executar;
Somente
O encarregado deverá orientar sempre a equipe Pág.
sobre o serviço a ser executado;
Sistema de
Verificar as condições dosControle
módulosde Risco
antes de
iniciar a montagem da torre, eliminando os que
apresentarem desgastes, trincas, empenamentos, Requisitos
Dano Medidas de controle
etc; existentes Legais EPIS
Toda torre deverá possuir uma sapata (chapa de Aplicáveis
ferro) 20x20 cm com encaixe para a colocação
dos pés do primeiro módulo,a fim de facilitar o Capacete com jugular;
nivelamento da torre caso necessite; Protetor Auricular tipo Plug;
Manter as ferramentas amarradas com cabo de NR - 01 Óculos de proteção;
aço ou similar nas atividades de trabalho em NR - 06 Máscara de proteção
altura, com a área isolada abaixo; NR - 07 respiratória;
Efetuar o primeiro travamento quando os módulos NR - 09 Luva de vaqueta;
atingirem 03 metros ( três metros) de altura, e só NR - 17 Bota de segurança com bico
continuar a montagem da torre depois deste NR - 18 protetor;
travamento realizado, colocar o travamento a NR - 35 Cinto de Segurança Tipo
cada 03 metros de módulos montados; paraquedista com talabarte
Efetuar o travamento utilizando tubo rohr ou duplo
similar fazendo a amarração nas torres;
Após a montagem do segundo módulo, trabalhar
na parte interna da estrutura fazendo uso
constante do cinto de segurança tipo pára-
quedista atracado em local seguro;
Impacto contra / escoriações / Utilizar tábuas resistentes e de boa qualidade nas
contusões estruturas da torre para apoio dos pés e
movimentação segura do corpo;
As tábuas deverão ser amarradas
adequadamente a fim de evitar seu deslizamento;
Utilizar cordas novas e de boa qualidade para
içamento dos módulos.
Proceder o içamento de 01 ( um ) módulo de cada
vez;
Amarrar adequadamente os módulos;
Verificar as condições dos módulos antes de
iniciar a montagem da torre, eliminando os que
apresentarem desgastes, trincas, empenamentos,
etc;
Toda torre deverá possuir uma sapata (chapa de
nálise Preliminar de Risco ferro) 20x20 cm com encaixe para a colocação
dos pés do primeiro módulo,a fim de facilitar o Capacete com jugular;
Área
nivelamento da torre caso necessite; Revisão Daniel Machado
Protetor Auricular tipo Plug;
Manter as ferramentas amarradas com cabo de Revisão data:NR - 01 Óculos de proteção;
aço ou similar nas atividades de trabalho em
OBRA NR - 06 Máscara de proteção
altura, com a área isolada abaixo; Pág.
NR - 07 respiratória;
Efetuar o primeiro travamento quando os módulos NR - 09 Luva de vaqueta;
Sistema
atingirem 03 metros de metros)
( três Controle
dede Risco
altura, e só NR - 17 Bota de segurança com bico
continuar a montagem da torre depois deste NR - 18 protetor;
travamento realizado, colocar o travamento a Requisitos Cinto de Segurança Tipo
NR - 35
Dano cadaMedidas de controle
03 metros existentes
de módulos montados; Legais paraquedistaEPIS
com talabarte
Efetuar o travamento utilizando tubo rohr ou Aplicáveis duplo
similar fazendo a amarração nas torres;
Após a montagem do segundo módulo, trabalhar
na parte interna da estrutura fazendo uso
constante do cinto de segurança tipo pára-
quedista atracado em local seguro;
Impacto contra / escoriações / Utilizar tábuas resistentes e de boa qualidade nas
contusões estruturas da torre para apoio dos pés e
movimentação segura do corpo;
As tábuas deverão ser amarradas
adequadamente a fim de evitar seu deslizamento;
Utilizar cordas novas e de boa qualidade para
içamento dos módulos.
Proceder o içamento de 01 ( um ) módulo de cada
vez;
Amarrar adequadamente os módulos;
Afastar-se do local enquanto estiver subindo e
montando os módulos;
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

impacto contra / trauma / fratura Os andaimes devem ser dimensionados e


/ contusões construídos de forma a suportar com segurança
as cargas de trabalhos a que estarão sujeitos;
Devem ser providos de passarela, plataforma de
trabalho resistente, sem vãos livres, travado nas
extremidades do tablado;
Os montantes dos andaimes devem ser apoiados
sobre calços ou sapatas capazes de resistir aos
esforços e as cargas transmitidas e ser
compatível com a resistência do solo;
Os andaimes devem dispor de guarda corpo de
Cortes / Contusões / 0,90 a 1,20 metros, confeccionado de material
Escoriações / fraturas. resistente e rodapé de 0,20 metros;
Capacete com jugular;
Os andaimes devem ser travados para evitar seu
Protetor Auricular tipo Plug;
tombamento; NR - 01 Óculos de proteção;
É permitido o trabalho em alturas sobre andaime NR - 06 Máscara de proteção
apoiado em cavaletes, desde que possuam altura
NR - 07 respiratória;
máxima de 2 metros;
NR - 09 Luva de vaqueta;
Não acumular materiais nas passarelas ou
NR - 17 Bota de segurança com bico
plataformas de trabalhos dos andaimes afim de
NR - 18 protetor;
não comprometer sua estabilidade;
NR - 35 Cinto de Segurança Tipo
Os andaimes devem ser providos de escadas de
paraquedista com talabarte
acesso, construída de material resistente, o
duplo
construídos de forma a suportar com segurança
as cargas de trabalhos a que estarão sujeitos;
Devem ser providos de passarela, plataforma de
trabalho resistente, sem vãos livres, travado nas
extremidades do tablado;
nálise Preliminar de Risco Os montantes dos andaimes devem ser apoiados
sobre calços ou sapatas capazes de resistir aos
esforços e as cargas transmitidas e ser
Área Revisão Daniel Machado
compatível com a resistência do solo;
Os andaimes devem dispor de guarda corpo de Revisão data:
OBRA
0,90 a 1,20 metros, confeccionado de material Pág.
resistente e rodapé de 0,20 metros;
Capacete com jugular;
Os andaimes devem serde
Sistema travados para
Controle deevitar
Riscoseu Protetor Auricular tipo Plug;
tombamento; NR - 01 Óculos de proteção;
É permitido o trabalho em alturas sobre andaime Requisitos
NR - 06 Máscara de proteção
Dano apoiado Medidas
em cavaletes, desde que
de controle possuam altura
existentes Legais EPIS
NR - 07 respiratória;
máxima de 2 metros; Aplicáveis
NR - 09 Luva de vaqueta;
Não acumular materiais nas passarelas ou
NR - 17 Bota de segurança com bico
plataformas de trabalhos dos andaimes afim de
NR - 18 protetor;
não comprometer sua estabilidade;
NR - 35 Cinto de Segurança Tipo
Os andaimes devem ser providos de escadas de
paraquedista com talabarte
acesso, construída de material resistente, o
duplo
espaçamento entre os degraus deve ser uniforme,
não exceder a 30 centímetros e corrimão dos dois
lados sem apresentar farpas ou saliências;
Nos trabalhos em altura superior a dois metros,
fazer uso constante do cinto de segurança tipo
Impacto contra / escoriações / pára-quedista atracado em local seguro e a um
contusões nível de altura mais elevado que a cabeça;
Não permitir o uso de passagem ou acesso
improvisado quando os andaimes forem
instalados em área com movimentação;
Manter as ferramentas amarradas com cabo de
aço ou similar nas atividades de trabalho em
altura, com a área isolada abaixo;
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

impacto contra / trauma / fratura


/ contusões

Manter sempre o cinto de segurança tipo pára-


quedista atracado em local seguro e a um nível
Cortes / Contusões / mais elevado que a cabeça;
Escoriações / fraturas. Toda a desmontagem de andaimes deverá ter
acompanhamento do encarregado responsável:
Retirar os travamentos de cima para baixo, na Capacete com jugular;
medida em que desformando os módulos; Protetor Auricular tipo Plug;
Fazer o remanejamento das tábuas utilizadas NR - 01 Óculos de proteção;
para apoio dos pés, a cada módulo desformado; NR - 06 Máscara de proteção
Manter todos os módulos da estrutura empilhados NR - 07 respiratória;
Impacto contra / escoriações / adequadamente em local que não interfira com NR - 09 Luva de vaqueta;
contusões movimentação de veículos, equipamentos ou NR - 17 Bota de segurança com bico
pessoas; NR - 18 protetor;
Afastar os funcionários quando da descida dos NR - 35 Cinto de Segurança Tipo
módulos; paraquedista com talabarte
Esta análise de risco deve ser levada ao duplo
conhecimento de todos os envolvidos através do
DDS;
Nunca Improvisar nenhum tipo de ferramenta e/ou
fazer alguma adaptação entendendo ser mais
fácil para realização da atividade.
Manter sempre o cinto de segurança tipo pára-
quedista atracado em local seguro e a um nível
mais elevado que a cabeça;
Toda a desmontagem de andaimes deverá ter
nálise Preliminar de Risco acompanhamento do encarregado responsável:
Retirar os travamentos de cima para baixo, na Capacete com jugular;
Área em que desformando os módulos;
medida Revisão Daniel Machado
Protetor Auricular tipo Plug;
Fazer o remanejamento das tábuas utilizadas NR - 01 Óculos de proteção;
Revisão data:
NR - 06
paraOBRA
apoio dos pés, a cada módulo desformado; Máscara de proteção
Manter todos os módulos da estrutura empilhados Pág.
NR - 07 respiratória;
adequadamente em local que não interfira com NR - 09 Luva de vaqueta;
movimentação de veículos,
Sistema equipamentos
de Controle ou
de Risco NR - 17 Bota de segurança com bico
pessoas; NR - 18 protetor;
Afastar os funcionários quando da descida dos Requisitos
NR - 35 Cinto de Segurança Tipo
Dano Medidas demódulos;
controle existentes Legais paraquedistaEPIS
com talabarte
Esta análise de risco deve ser levada ao Aplicáveis duplo
conhecimento de todos os envolvidos através do
DDS;
Nunca Improvisar nenhum tipo de ferramenta e/ou
fazer alguma adaptação entendendo ser mais
Contusões / Queimaduras / fácil para realização da atividade.
Impacto de Objeto contra /
Lesões Oculares / Esmagamento
e soterramento

DO TRABALHO FERBECK SEGURANÇA DO TRABALHO GUARDIAN


Data
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

tantes
Assinatura

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis
_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________
nálise Preliminar de Risco
Área Revisão Daniel Machado
Revisão data:
OBRA
Pág.

Sistema de Controle de Risco

Requisitos
Dano Medidas de controle existentes Legais EPIS
Aplicáveis
_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________

_______________ ___________________________________________
Plano de ação para medidas adicionais

No. Plano de ação como


nais

quando Status