Sie sind auf Seite 1von 21

UNIP INTERATIVA

Projeto Integrado Multidisciplinar

Cursos Superiores de Tecnologia

PIM 5 PROJETO MULTIDISCIPLINAR

PROJETO DE SOLUÇÃO DE TI

PARA EMPRESA CHALLENGE

Pedreira – SP

2018
UNIP INTERATIVA

Projeto Integrado Multidisciplinar

Cursos Superiores de Tecnologia

PIM 5 PROJETO MULTIDISCIPLINAR

PROJETO DE SOLUÇÃO DE TI

PARA EMPRESA CHALLENGE

Fábio Luciano de Souza

RA: 1715971

Pedreira – SP

2018
RESUMO

O presente trabalho para o PIM 5 (Projeto multidisciplinar) terá como foco


principal a elaboração de um projeto de plano e definição da solução de TI pela
empresa PIM V visando a capacitação do ambiente de TI com tecnologia de
comunicação, redundância e alta disponibilidade para a Empresa Challenge.
A empresa Challenge está localizada com sua matriz na cidade de São Paulo
e possui mais cinco filiais no Brasil e uma no exterior.
Neste projeto será colocado em prática os ensinamentos adquiridos nas
disciplinas de Redes 1 de Longa Distância e Alto Desempenho, Economia e
Mercado e Gestão Estratégica de Recursos Humanos.
Através de pesquisas bibliográficas amparadas em uma leitura crítica a serem
realizadas em sites de busca confiáveis, livros, revistas e outros materiais será
possível à elaboração de um trabalho completo com as informações necessárias e
pontuais que o projeto exige.
Palavras-chaves: Pesquisa, Projeto, Prática e Conhecimento
ABSTRACT

The present work for PIM 5 (Multidisciplinary Project) will have as main focus
the elaboration of a project design and definition of the IT solution by the company
PIM V aimed at enabling the IT environment with communication technology,
redundancy and high availability for the Challenge Company.
The company Challenge is located with its headquarters in the city of São
Paulo and has five other branches in Brazil and one abroad.
In this project will be put into practice the lessons learned in the disciplines of
Networks 1of Long Distance and High Performance, Economy and Market and
Strategic Management of Human Resources.
Through bibliographic research supported by a critical reading to be carried
out in reliable search sites, books, magazines and other materials will be possible to
prepare a complete work with the necessary and timely information that the project
requires.
Keywords: Research, Project, Practice and Knowledge
SUMÁRIO

1 Introdução ............................................................................................................. 6
2 Metodologia ........................................................................................................... 7
3 Empresa Challenge .............................................................................................. 8
4 Estrutura Organizacional da empresa Challenge ............................................... 8
4.1 Organograma da empresa Challenge ............................................................... 9
5 Visão da empresa Challenge na questão de Economia e Mercado ................... 9
6 Contratação da empresa UNIP PIM V para a implantação da Rede de
Computadores da empresa Challenge ................................................................. 10
7 Definição de Projeto de Rede ............................................................................. 10
8 Plano de endereçamento IPV4 para o projeto de rede de todas as unidades da
empresa Challenge ................................................................................................ 11
9 Planejamento de Cabeamento Estruturado ..................................................... 13
10 Tecnologias WAN escolhidas para o projeto .................................................. 13
10.1 VPN (Redes Virtuais Privadas) ...................................................................... 13
10.2 MPLS (Multi-Protocol Label Switching) ........................................................ 14
11 Topologia de rede da matriz da empresa CHALLENGE ................................. 15
11.1 Topologia de rede da matriz .......................................................................... 15
11.2 Topologia de rede das filiais ......................................................................... 16
12 Topologia de rede entre a matriz de São Paulo e a filial de Detroit para o site
backup do database .............................................................................................. 18
13 Conclusão.......................................................................................................... 20
14 Referências ....................................................................................................... 21
6

1 INTRODUÇÃO

O presente trabalho realizado através do projeto integrado multidisciplinar


(PIM 5) vem apresentar o conhecimento teórico de maneira prática adquirido com a
integração multidisciplinar através de pesquisas realizadas a fontes confiáveis sobre
os assuntos abordados nesse projeto.
Este projeto foi elaborado com dedicação e seriedade buscando sempre a
veracidade, coerência e transparência das informações neste contidas.
7

2 METODOLOGIA
Para o desenvolvimento deste projeto será utilizada a modalidade de
pesquisa bibliográfica onde a metodologia irá conter tópicos como:
- dados a serem obtidos;
- forma de obtenção dos dados;
- tratamento e análise dos dados.
Para Trujillo (1982, p.229 apud BARROS; LEHFELD 2000, p.75) a pesquisa
de campo não é, simplesmente, realizar uma coleta de dados, é preciso
preestabelecer os objetivos que discriminam o que deve ser realmente coletado.
Recomenda-se iniciar esta fase realizando uma pesquisa bibliográfica, para que o
autor fique ciente de tudo o que já foi relatado sobre o assunto que está sendo
estudado.
8

3 EMPRESA CHALLENGE
A Empresa Challenge atua à 20 anos no ramo de vendas no atacado de
equipamentos e acessórios de informática para todo o Brasil e Estados Unidos.
A matriz da empresa está localizada na cidade de São Paulo e existem mais
cinco filiais no Brasil, nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Distrito
Federal e Rio de Janeiro, e no exterior, uma filial em Detroit nos EUA. A matriz de
São Paulo possui cerca de 200 funcionários. As filiais são unidades de
representação comercial da empresa, possuem cerca de 100 funcionários em cada
unidade.
Com o crescimento da empresa, esta passou a dar grande importância à
gestão de recursos humanos, na busca pelos melhores níveis de excelência,
produtividade e competitividade, A Challenge entende que sucesso da empresa,
depende, primordialmente, dos recursos humanos de que ela dispõe para
desenvolver seus negócios e alcançar seus objetivos.

imagem: http://www.solucoesindustriais.com.br/empresa/identificacao/forprint-
informatica/produtos/equipamentos-e-acessorios-de-informatica
4 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DA EMPRESA CHALLENGE
A empresa Challenge adotou desde os seus primeiros anos de existência a
estrutura de organização funcional onde cada funcionário possui um superior
claramente definido. Nela, as equipes são organizadas por especialidade, como é o
caso de equipe de vendas, de marketing, de produção, de engenharia, de compras
etc. Nesse caso, quando se cria um projeto envolvendo funcionários de várias áreas,
ocorre que a autoridade do gerente de projetos é pequena, pois suas ordens são
diluídas nos limites de comando de cada área funcional envolvida.
9

4.1 ORGANOGRAMA DA EMPRESA CHALLENGE

imagem: https://www.nibo.com.br/blog/modelos-de-organograma-empresarial/
5 VISÃO DA EMPRESA CHALENGE NA QUESTÃO DE ECONOMIA E MERCADO

Imagem: http://cdlcabofrio.com.br/noticias/economia-brasileira-ainda-vai-mal-para-
81-dos-consumidores-mostra-indicador-do-spc-brasil-e-da-cndl/
10

A empresa Challenge através de seus analistas de mercado esta sempre


atenta aos indicadores da economia como inflação, nível de emprego, taxa de
câmbio, exportações e atividades econômicas que podem diminuir as vendas,
dificultar contratações e aumentar os custos.
A Challenge sabe da importância de observar a evolução do mercado em que
atua, os hábitos dos consumidores, as inovações e o aquecimento, além da
concorrência. Apesar disso, alguns fatores que parecem mais distantes como os
indicadores gerais da economia podem estar mais próximos do que se imagina.
Longe de serem números imparciais, dados como inflação, índice de emprego,
consumo, entre outros, podem afetar as vendas e a movimentação.
O principal foco da Challenge nos últimos anos é se a economia está num
ritmo crescente, estagnado ou até decrescente. Os efeitos desse indicador são
sentidos nas vendas que sobem quando a economia esta em alta ou podem até cair
em épocas de recessão.
6 CONTRATAÇÃO DA EMPRESA UNIP PIM V PARA A IMPLANTAÇÃO DA
REDE DE COMPUTADORES DA EMPRESA CHALLENGE
A empresa Challenge após realizar pesquisas e cotações no mercado,
contratou a empresa UNIP PIM V localizada em São Paulo e especializada em
projetos de implantação de Redes de Computadores para empresas de médio e
grande porte, para elaborar e implantar um projeto de Redes de Computadores em
todas as 7 unidades da empresa Challenge.
7 DEFINIÇÃO DE PROJETO DE REDE
Projeto é um empreendimento único e não repetitivo, de duração
determinada, formalmente organizado e que congrega e aplica recursos visando o
cumprimento de objetivos pré-estabelecidos. Esta definição de projeto mostra que
cada projeto é exclusivo, não existindo um projeto igual a outro, toda tarefa repetitiva
não é um projeto. Deve ter início, meio e fim e deve ter objetivos pré-estabelecidos,
para que possamos medir seu sucesso ao final do mesmo. Um projeto tem
elaboração progressiva, ou seja, devemos proceder por etapas, continuar de forma
determinada, por incrementos.
As características dos produtos a serem construídos são amplamente
definidas bem cedo no projeto e se tornam mais explícitas e detalhadas assim que a
equipe adquire uma melhor e mais completa percepção do produto. Portanto, há
necessidade de coordenação com a correta definição do escopo do projeto, que
11

define todo trabalho a ser realizado no projeto e deve permanecer constante, ainda
que as características do produto estejam sendo elaboradas progressivamente.
Desenvolver um projeto de redes de computadores geralmente é uma
atividade complexa, pois envolve componentes com características distintas, como
cabeamento, switches, roteadores, firewalls, protocolos da camada de enlace e de
rede, entre outros. Além disso, frequentemente são disponibilizadas novas
tecnologias e protocolos pelos fornecedores de hardware e software para atender às
demandas crescentes de segurança, escalabilidade, confiabilidade, acesso remoto e
largura de banda. Assim, os projetistas são desafiados a criar estruturas que sejam
o estado da arte da tecnologia para redes de computadores, mesmo com esta em
contínua evolução.
8 PLANO DE ENDEREÇAMENTO IPV4 PARA O PROJETO DE REDE DE TODAS
AS UNIDADES DA EMPRESA CHALLENGE
No projeto da rede funcional das 7 unidades da empresa Challenge optou-se
por elaborar redes classe C por serem redes pequenas com apenas duzentos
postos de trabalho na matriz e 100 postos de trabalho em cada uma das 6 filiais,
onde as mesmas já estarão adequadas para o plano de crescimento de 8% em três
anos.
Ao configurarmos a rede local de cada filial, usaremos uma das faixas de
endereços reservados que não existem na internet e que, por isso, poderão ser
utilizados livremente nestas redes particulares, a faixa reservada para a classe C é a
de192.168.0.X até 192.168.255.X, com máscara de sub-rede 255.255.255.0, sendo
assim as redes serão configuradas com as seguintes faixas de endereços ip.
Os endereços IP disponíveis de Rede para a matriz serão de 192.168.0.0 a
192.168.0.255 onde o primeiro endereço será o do roteador da rede e o último
endereço será o de broadcast restando 254 endereços validos para os hosts.
Os endereços IP 192.168.0.250, 192.168.0.251 e 192.168.0.252 e
192.168.0.253. serão destinados nesta sequência para o database (Oracle) e os
servidores de e-mail, arquivos, e web na rede da matriz.
Os endereços IP disponibilizados de Rede para a filial de Belo Horizonte
serão de 192.168.1.0 a 192.168.1.255 onde o primeiro endereço será o do roteador
da rede e o último endereço será o de broadcast restando 254 endereços válidos
para os hosts.
Os endereços IP disponibilizados de Rede para a filial de Curitiba serão de
12

192.168.2.0 a 192.168.2.255 onde o primeiro endereço será o do roteador da rede e


o último endereço será o de broadcast restando 254 endereços válidos para os
hosts.
Os endereços IP disponibilizados de Rede para a filial de Florianópolis serão
de 192.168.3.0 a 192.168.3.255 onde o primeiro endereço será o do roteador da
rede e o último endereço será o de broadcast restando 254 endereços válidos para
os hosts.
Os endereços IP disponibilizados de Rede para a filial do Distrito Federal
serão de 192.168.4.0 a 192.168.4.255 onde o primeiro endereço será o do roteador
da rede e o último endereço será o de broadcast restando 254 endereços válidos
para os hosts.
Os endereços IP disponibilizados de Rede para a filial do Rio de Janeiro
serão de 192.168.5.0 a 192.168.5.255 onde o primeiro endereço será o do roteador
da rede e o último endereço será o de broadcast restando 254 endereços válidos
para os hosts.
Os endereços IP disponibilizados de Rede para a filial de Detroit (EUA) serão
de 192.168.6.0 a 192.168.6.255 onde o primeiro endereço será o do roteador da
rede e o último endereço será o de broadcast restando 254 endereços válidos para
os hosts. O endereço IP 192.168.6.254 será destinado para o backup do database
(Oracle)
No projeto das redes de computadores das unidades da empresa Challenge
não serão criadas Sub Redes.
O protocolo DHCP possibilitara a distribuição automática dos endereços IP de
forma manual, dinâmica ou automática para os computadores das redes.
O serviço DHCP irá distribuir a faixa de endereço IP para cada uma das redes
com máscara padrão 255.255.255.0 para a classe C onde apenas o último octeto
refere-se ao Host.
Se converter o número “255” para binário, você verá que ele corresponde ao
binário “11111111”, enquanto o número o corresponde ao binário “00000000”. Eles
são usados na composição das máscaras justamente porque indicam que todos, ou
que nenhum dos bits do octeto correspondente são usados para endereçar a rede.
Na redes LAN das unidades da empresa Challenge vamos inserir os ip’s nas
máquinas na forma manual selecionando o ícone “Usar o seguinte endereço IP”
conforme exemplo abaixo da rede da matriz:
13

Imagem: painel de controle/conexão local/geral


9 PLANEJAMENTO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO
O sistema de cabeamento é capaz de prover tráfego de informações
diferenciadas dentro de um mesmo sistema em rede, levando até o usuário serviços
de dados, voz, imagem, telefone, sistemas de monitoramento, alarmes, etc, num
único sistema de administração centralizada. O sistema é genérico e se adapta a
qualquer plataforma de topologia de rede ou características de algum fabricante, e,
por isso, é planejado dentro de normas técnicas que devem ser obedecidas, neste
projeto a etapa de cabeamento estruturado dos computadores de todas as unidades
da empresa Challenge serão elaborados de acordo com a normativa NBR ISO
14565 EIA/TIA 568.
10 TECNOLOGIAS WAN ESCOLHIDAS PARA O PROJETO
O projeto de rede da empresa Challenge com o objetivo principal de promover
a integração das unidades filiais com a matriz serão compostos por duas tecnologias
de WAN distintas para o acesso a nuvem da operadora, para isso foram escolhidas
as tecnologias MPLS e VPN sendo respeitadas exigências como as de segurança,
economia e eficiência da rede.
10.1 VPN (REDES VIRTUAIS PRIVADADAS)
A tecnologia VPN que permite obter uma conexão protegida a baixo custo foi
escolhida como opção de redundância do projeto de rede das unidades da empresa
Challenge para o acesso a nuvem da operadora.
A tecnologia VPN adotada no projeto baseia se em um protocolo, chamado de
protocolo de túnel, isto é, um protocolo que criptográfica os dados transmitidos de
um lado da VPN para o outro.
A palavra túnel é usada para simbolizar o fato de que os dados são
criptografados a partir do momento em que entram até que saiam da VPN e, por
14

isso, são incompreensíveis para qualquer pessoa que não se encontre em uma das
extremidades da rede, como se os dados passassem por um túnel. No caso de uma
VPN estabelecida entre duas máquinas, o cliente VPN é a parte que codifica e
decodifica os dados do lado usuário e o servidor VPN (comumente chamado de
servidor de acesso remoto) é o elemento que decifra o lado dos dados da
organização.
Desta maneira, quando um usuário precisa acessar a rede privada virtual, o
seu pedido é transmitido sem criptografia para o sistema de gateway, que se
conecta a rede remota através da infraestrutura de rede pública como intermediário.
Em seguida, ele transmite o pedido de forma criptografada. O computador remoto
fornece os dados para o servidor VPN em sua rede, que vai transmitir a resposta
criptografada. Quando o cliente VPN do usuário recebe os dados, ele decifra e,
finalmente, envia para o usuário.
Entre os protocolos que são normalmente aplicados em uma VPN estão o
Layer 2 Tunneling Protocol (L2TP), L2F, Point-to-Point Tunneling Protocol (PPTP) e
o IP Security Protocol (IPsec). Quando adequadamente implementados, estes
protocolos podem assegurar comunicações seguras através de redes inseguras.

Imagem: http://www.redescisco.net/sitio/2010/10/07/interconectando-sucursales-
mediante-una-vpn-ipsec-site-site/
10.2 MPLS (MULTI-PROTOCOL LABEL SWITCHING)
A tecnologia MPLS foi escolhida como opção de Link principal do projeto de
rede das unidades da empresa Challenge para o acesso a nuvem da operadora.
O MPLS é uma tecnologia que é implementada especificamente em
backbones, porém também é aplicada como solução de problemas de conectividade
15

para usuários finais, proporcionando a eles alta flexibilidade, velocidade


escalabilidade e gerenciamento da qualidade dos serviços, além de associar a
necessidade de engenharia de trafego ao meio físico.
A aplicação mais interessante do MPLS consiste na sua utilização em
conjunto com o IP. Dessa forma, tem-se vantagens como do roteamento de pacotes
e da comutação de circuitos, criação de caminhos entre os roteadores que suportam
a MPLS e mecanismos para o tratamento de fluxos de dados entre hardware ou
mesmos aplicações distintas.

Imagem: figura 74, página 196 do livro texto de Redes 1- Longa distância e alto
desempenho
11 TOPOLOGIA DE REDE DA MATRIZ E FILIAIS DA EMPRESA CHALLENGE
Definido no projeto o plano de endereçamento IPV4, o planejamento de
cabeamento estruturado e as duas tecnologias de WAN distintas para o acesso a
nuvem da operadora promovendo a integração das unidades filiais com a matriz,
será demonstrado a seguir a topologia e o descritivo de funcionamento da rede da
matriz e filiais da empresa Challenge.
11.1 TOPOLOGIA DE REDE DA MATRIZ
A matriz da empresa Challenge localizada na cidade de São Paulo possui 200
computadores ligados em 5 switches Cisco de 48 portas cada. A switch 1 tem
conectado em suas portas 36 computadores e também os outros 4 switches que por
sua vez estão recebendo os outros 164 computadores conectados em suas portas
onde os switches 2, 3 e 4 recebem 42 computadores cada conectados em suas
portas e o switch 5 recebe 38 computadores conectados em suas portas e também
os servidores de e-mail, de arquivo e de web. Foi escolhida a opção de conectar os
16

switches 2,3,4 e 5 no switch 1 e não diretamente no roteador pois conectar vários


switches a um roteador, sendo que todos estes switches são parte integrante de um
mesmo seguimento de rede, causará uma despesa desnecessária, pois será
necessário acrescentar módulos fast ou giga ethernet para ser possível fazer estas
conexões. Tais módulos tem preço alto, e exigirá um chassis(roteador) também com
maior custo para que seja possível a inclusão destes módulos adicionais. Esta
configuração exige, também, maior complexidade o que traz um gasto maior com a
hora do analista que faz a configuração, utilização de CPU e maior sujeição a bugs
que exigiriam reset do equipamento parando por alguns minutos toda comunicação
com o mundo externo.
Ao switch 1 esta conectado o data base Oracle (Banco de Dados) de 800
Gigabytes de memória e também é neste switch que esta conectado o roteador
Cisco da rede, o roteador é a porta de saída da rede para o acesso a nuvem da
operadora através das duas tecnologias de WAN, a MPLS e a VPN escolhidas para
este projeto.
11.2 TOPOLOGIA DE REDE DAS FILIAIS
As filiais da empresa Challenge localizadas nas cidades de Belo Horizonte,
Curitiba, Florianópolis, Distrito Federal e Rio de Janeiro, e em Detroit nos EUA
possuem a mesma topologia de rede e a mesma quantidade de equipamentos, onde
cada filial possui 100 computadores, 3 switches Cisco de 48 portas e um roteador. A
única diferença esta na unidade de Detroit que além desses equipamentos possui
um data base Oracle (Banco de Dados) de 800 Gigabytes de memória conectado ao
switch 1. Em cada filial na switch 1 estão conectados 30 computadores, na switch 2
estão conectados 35 computadores e na switch 3 estão conectados também 35
computadores, em todas as filiais foi escolhida a opção de conectar os switches 2 e
3 no switch 1 e não diretamente no roteador pelo mesmo motivo já explicado na rede
da matriz.
No switch 1 de cada filial esta conectado um roteador Cisco da rede, o
roteador é a porta de saída da rede para o acesso a nuvem da operadora através
das duas tecnologias de WAN, a MPLS e a VPN escolhidas para este projeto.
17
18

Imagem: Topologias elaboradas utilizando como fonte o software Packet Tracer


Student da Cisco.
12 TOPOLOGIA DE REDE ENTRE A MATRIZ DE SÃO PAULO E A FILIAL DE
DETROIT PARA O SITE BACKUP DO DATABASE
O database (ORACLE) da matriz São Paulo possui o tamanho aproximado de
800 Gigabytes. A filial de Detroit terá um site backup do database da matriz São
Paulo, seguindo as condições de replicação de dados que consiste na criação de
cópias de um mesmo dado em locais diferentes.
O banco de dados de Detroit estará sincronizado em tempo real com o banco
de dados de São Paulo, serão replicadas cerca de 3800 transações diárias que é o
número médio de transações diárias entre todas as unidades da empresa Challenge
onde cada transação terá o tamanho de 830 Kbytes. As 3800 transações terão o
tamanho de 3,154 Gigabytes o que da uma média de 450 Megabytes diários por
unidade da empresa Challenge.
Considerando que os dois bancos de dados são idênticos uma consulta a um
dado poderá ser feita a qualquer um dos bancos, provendo assim um cenário de alta
disponibilidade e escalabilidade. A indisponibilidade de um dos bancos não
compromete as consultas, uma vez que um esteja indisponível é possível
redirecionar as consultas para o outro banco de dados.
19

A replicação de dados possui algumas aplicabilidades como diminuir a


contensão em um único banco de dados um vez que o dado em mais de um banco
evita concentração de acesso, possibilitar o processamento paralelo entre os
bancos, melhorar o desempenho aproximando o dado do usuário diminuindo atrasos
na transmissão, permitir o uso de dados em aplicações desconectadas, pois essas
podem trabalhar off-line e replicar os dados posteriormente.

imagem: https://www.youtube.com/watch?v=Nft1vWLd7jg

Imagem: Topologia elaborada utilizando como fonte o software Packet Tracer


Student da Cisco.
20

13 CONCLUSÃO

O presente trabalho para o PIM 5 (Projeto multidisciplinar) teve como foco


principal a elaboração de um projeto de plano e definição da solução de TI pela
empresa PIM V visando a capacitação do ambiente de TI com tecnologia de
comunicação, redundância e alta disponibilidade para a Empresa Challenge.
Através do trabalho elaborado foi possível inicialmente com os conhecimentos
adquiridos na matéria de Gestão Estratégica de Recurso Humanos conhecer como é
a estrutura organizacional da empresa Challenge e como esta empresa valoriza à
sua gestão de recursos humanos, na busca pelos melhores níveis de excelência,
produtividade e competitividade.
Com os conhecimentos adquiridos na matéria de Economia e Mercado foi
possível entender que com a microeconomia podemos ter uma visão ampla de
assuntos importantes no planejamento de um projeto que é o custo beneficio, e que
a teoria microeconômica não é um manual de técnicas para a tomada de decisão do
dia-a-dia, e sim, representa uma ferramenta indispensável para estabelecer políticas
e estratégias, dentro de um horizonte de planejamento, tanto no âmbito empresarial
quanto no de política econômica.
No desenvolvimento do projeto com o conhecimento adquirido na matéria de
Redes 1 de Longa Distância e Alto Desempenho foi possível a elaboração de toda a
estrutura de rede da empresa Challenge, a escolha das tecnologias de comunicação
em longa distância para o acesso a nuvem da operadora de telecom e a implantação
do site backup do database da matriz.
21

14 REFERÊNCIAS
http://www.solucoesindustriais.com.br/empresa/identificacao/forprintinformatica/prod
utos/equipamentos-e-acessorios-de-informatica Acesso em 21 de março de 2018
https://www.nibo.com.br/blog/modelos-de-organograma-empresarial/ Acesso em 24
de março de 2018
https://br.ccm.net/contents/260-vpn-redes-privadas-virtuais#o-que-e-uma-rede-
privada-virtual Acesso em 28 de março de 2018
https://pt.wikipedia.org/wiki/Virtual_private_network Acesso em 28 de março de 2018
http://www.redescisco.net/sitio/2010/10/07/interconectando-sucursales-mediante-
una-vpn-ipsec-site-site/ Acesso em 28 de março de 2018
https://www.youtube.com/watch?v=Nft1vWLd7jg Acesso em 31 de março de 2018
https://exame.abril.com.br/pme/como-indicadores-da-economia-afetam-a-sua-
empresa/ Acesso em 01 de abril de 2018
http://cdlcabofrio.com.br/noticias/economia-brasileira-ainda-vai-mal-para-81-dos-
consumidores-mostra-indicador-do-spc-brasil-e-da-cndl/ Acesso em 01 de abril de
2018
Livros texto das matérias de Livros texto das matérias de Redes 1 de Longa
Distância e Alto Desempenho, Economia e Mercado e Gestão Estratégica de
Recursos Humanos