Sie sind auf Seite 1von 2

Escala Diminuta

A Escala Diminuta possui oito notas, portanto temos uma escala octatônica, devido a sua simetria
possui apenas três tonalidades, que iremos considerar aqui (A, D e E) tônica, quarto e quinto grau.
As outras tonalidades se harmonizam entre si devido a simetria da escala, seu deslocamento
intervalar ocorre de um tom e meio tom, escala muito usada no Jazz, Bossa Nova e Rock
Progressivo, estilos onde a sofisticação harmônica se faz mais presente, escala conhecida também
por ser uma inversão da Escala Dom Dim.

Relação Intervalar:

T 2M 3m 4J 5dim 6m 6M 7M
1T 1/2T 1T 1/2T 1T 1/2T 1T

Aplicando nas tonalidades:

T 2M 3m 4J 5dim 6m 6M 7M
A B C D Eb F F# G#
D E F G Ab Bb B C#
E F# G A Bb C C# D#

Relação Simétrica e Tonalidade

A tríade ou a tétrade diminuta possui uma simetria entre os seus graus, ou seja, entre as notas
envolvidas no acorde temos sempre o deslocamento um tom e meio, isso faz com que a tonalidade
do acorde sirva para as outras notas que são envolvidas no acorde em termos de
improvisação, da seguinte maneira:

Adim = A - C - Eb - Gbb
Ddim = D - F - Ab - Cb
Edim = E - G - Bb – Db

Então de acordo com a simetria, subdividimos o tom para as suas tensões, completando, como
mostra o esquema acima os doze sons.

Aplicação e uso da escala:

As escalas alteradas possuem, geralmente um uso muito particular, no caso, a escala diminuta
tem como principal função resolver o acorde diminuto, porém podemos ter mais algumas funções
com essa escala, como temos o sexto grau maior, podemos usá-la na função dórica e também
através do sétimo grau maior podemos usá-la para resolver o acorde dominante do Campo
Harmônico da Escala Harmônica.
Se aplicarmos essa escala no terceiro grau, o relativo, teremos o 6M dessa escala fazendo a 4A
desse acorde, tendo então o Modo Lídio, desconsiderando sua terça, sobre esse mesmo grau, ainda
desconsiderando a terça temos o 7M da escala que fará uma escala aumentada em relação ao
terceiro grau.

Pegando pelo quinto grau, o Sexto maior da escala caracterizará o Modo Frígio em relação á esse
grau. O quarto grau da escala traz uma intenção da escala harmônica, e a tônica traria uma
intenção de escala aumentada.

No sétimo grau pegando o sétimo grau maior da escala teremos um modo Frígio, o terceiro da
escala, desconsiderando sua terça forma o modo Lídio, p quinto grau através de sua terça nos traz
o modo dórico, e o sexto grau menor, traz a intenção da escala harmônica.
Enfim, são infinitas as opções de uso dentro dessa escala, ainda mais quando consideramos
cadências, as funções dessas notas das escalas são inúmeras perante aos outros acordes. Tudo isso
é possível pois a melodia funciona como uma extensão do acorde, então a nota que você estiver
colocando sobre um devido acorde ela terá uma função e uma classificação, independentemente
se ela está ou não na escala, ela tem uma função direta em relação ao acorde.

Shapes

Devido a simetria possuiremos dois shapes que se distribuirão no braço através da própria relação
de simetria da escala, basicamente cada shape se subdividirá em quatro, correspondendo a
relação simétrica da tétrade, e são distribuídas através do braço do instrumento de acordo com
a distribuição intervalar da escala (1 tom, meio tom).
cursosguitartech@gmail.com