Sie sind auf Seite 1von 1

LIDERANÇA DE EFEITO NA IGREJA LOCAL

1- Precisamos de empenho

E percorria Jesus todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e
curando toda sorte de doenças e enfermidades.”

Jesus não somente nos mandou pregar e ensinar todas as coisas que Ele nos ordenou (Mt 28:18-20), Ele mesmo
o fez, dando-nos o exemplo. Esse é o caráter de um verdadeiro líder: envolver-se com o projeto que lidera. Jesus
ensinava e pregava porque para isso fora enviado pelo Pai, esse era seu propósito, sua vocação. Agora é a nossa
vez, já que ele nos enviou como foi enviado (Jo 20:21,22). Também é interessante notar a coerência do Evangelho
que Jesus estava ensinando e pregando. As boas notícias que Jesus anunciava não eram de cura, nem de
riqueza. O Evangelho de Jesus era o Evangelho do Reino, a boa notícia era que as pessoas não precisavam
mais ser dominadas pela carne, pelo mundo ou pelo Diabo. Deus iria agora governá-las, com muito melhor
resultado. infelizmente, hoje, muitos se opõem a isso e pregam boas notícias que nada têm a ver com o governo de
Deus sobre as pessoas e, portanto, não são o verdadeiro evangelho.
NÚMEROS 13, JOSUÉ 1.
2- Precisamos da visão de Deus

“Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm
pastor.”

Ao evangelizar, Jesus não se preocupou com métodos, materiais e estratégias, Ele olhou para as pessoas, sentiu
suas necessidades e foi isso que determinou o que, como, onde, quando e quanto Jesus realizou. Pessoas: essa
era a visão de Jesus. Material, estratégia e mensagem são as primeiras coisas em que os crentes pensam quando
decidem evangelizar. Muitos gastam todo o tempo ensaiando, planejando e depois não ganham ninguém. Jesus
olhava para as pessoas e isso determinava tudo o que ele fazia.
1 SAMUEL 17, JOÃO 4.

LIDERANÇA DE EFEITO NA IGREJA LOCAL

1- Precisamos de empenho

E percorria Jesus todas as cidades e povoados, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e
curando toda sorte de doenças e enfermidades.”

Jesus não somente nos mandou pregar e ensinar todas as coisas que Ele nos ordenou (Mt 28:18-20), Ele mesmo
o fez, dando-nos o exemplo. Esse é o caráter de um verdadeiro líder: envolver-se com o projeto que lidera. Jesus
ensinava e pregava porque para isso fora enviado pelo Pai, esse era seu propósito, sua vocação. Agora é a nossa
vez, já que ele nos enviou como foi enviado (Jo 20:21,22). Também é interessante notar a coerência do Evangelho
que Jesus estava ensinando e pregando. As boas notícias que Jesus anunciava não eram de cura, nem de
riqueza. O Evangelho de Jesus era o Evangelho do Reino, a boa notícia era que as pessoas não precisavam
mais ser dominadas pela carne, pelo mundo ou pelo Diabo. Deus iria agora governá-las, com muito melhor
resultado. infelizmente, hoje, muitos se opõem a isso e pregam boas notícias que nada têm a ver com o governo de
Deus sobre as pessoas e, portanto, não são o verdadeiro evangelho.
NÚMEROS 13, JOSUÉ 1.
2- Precisamos da visão de Deus

“Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm
pastor.”

Ao evangelizar, Jesus não se preocupou com métodos, materiais e estratégias, Ele olhou para as pessoas, sentiu
suas necessidades e foi isso que determinou o que, como, onde, quando e quanto Jesus realizou. Pessoas: essa
era a visão de Jesus. Material, estratégia e mensagem são as primeiras coisas em que os crentes pensam quando
decidem evangelizar. Muitos gastam todo o tempo ensaiando, planejando e depois não ganham ninguém. Jesus
olhava para as pessoas e isso determinava tudo o que ele fazia.
1 SAMUEL 17, JOÃO 4.