Sie sind auf Seite 1von 6

INSTITUTO DE ENSINO APLICADO-INAPI

CUSO PREPARATÓRIO PARA O CONCURSO DE ANALISTA PROCESSUAL MPE


PI
DISCIPLINA: DIREITO PENAL
PROFESSORA ALYNNE PATRICIO DE ALMEIDA SANTOS

EMENTA DA DISCIPLINA:

DIREITO PENAL: 1 Aplicação da Lei Penal: princip ́ ios da legalidade e da anterioridade,


a Lei Penal no tempo e no espaço, o fato tip ́ ico e seus elementos, relação de
causalidade, culpabilidade, superveniência de causa independente. 2 Crime:
consumado, tentado e impossível; desistência voluntária e arrependimento eficaz;
arrependimento posterior; crime doloso e culposo. 3 Erro de tipo: erro de proibição, erro
sobre a pessoa, coação irresistiv́ el e obediência hierárquica, causas excludentes de
ilicitude. 4 Imputabilidade penal: concurso de pessoas; concurso de crimes. 5 Penas:
espécies, cominação, aplicação, suspensão condicional da pena, livramento
condicional, efeitos da condenação e da reabilitação, medidas de segurança. 6 Ação
penal pública e privada: extinção da punibilidade; execução das penas em espécie:
penas privativas de liberdade, penas alternativas (Lei no 9.714/1998), regimes,
autorizações de said́ a, remição e incidentes de execução. 7 Crimes contra a fé pública.
8 Crimes contra a Administração Pública. 9 Lei no 4.898/1965 e suas alterações (Crimes
de abuso de autoridade). 10 Lei no 10.028/2000 (Crimes contra as finanças públicas).
11 Crimes contra a pessoa. 12 Crimes contra o patrimônio. 13 Lei no 8.137/1990 e suas
alterações (Crimes contra a ordem tributária). 14 Lei no 8.072/1990 e suas alterações
(Crimes hediondos). 15 Lei no 9.605/1998 e suas alterações (Crimes contra o meio
ambiente). 16 Lei no 9.455/1997 e suas alterações (Crimes de tortura). 17 Crimes contra
a administração da justiça. 18 Crimes previstos na Lei no 11.343/2006 e suas
alterações. 19 Lei no 11.340/2006 e suas alterações. 20 Lei no 12.850/2013 e suas
alterações. 21 Jurisprudência aplicada dos tribunais superiores.

EMENTA AULA 4: 5 Penas: espécies, cominação, aplicação, suspensão condicional


da pena, livramento condicional, efeitos da condenação e da reabilitação, medidas de
segurança. 6 Ação penal pública e privada: extinção da punibilidade; execução das
penas em espécie: penas privativas de liberdade, penas alternativas (Lei no
9.714/1998), regimes, autorizações de said
́ a, remição e incidentes de execução.

QUESTÕES CESPE

1. CESPE PGE PE 2018. É considerada circunstância atenuante da pena o fato de


o agente
a)praticar o delito em estado de embriaguez voluntária.
bpraticar o crime sob a influência de multidão em tumulto, ainda que o tenha provocado.
c)possuir baixo grau de instrução do agente, no caso de crimes ambientais.
d)praticar crime ambiental em período de defeso à fauna.
e)possuir bons antecedentes.

2. CESPE DELTA MA 2018. A respeito das teorias que tratam das funções da pena,
assinale a opção correta.
a)A teoria correcionalista considera que a pena se esgota na ideia da retribuição como
resposta ao mal causado pelo autor do crime.
b)A teoria preventiva geral positiva considera que a pena tem a função de inibir
comportamentos antissociais e moldar comportamentos socialmente aceitos.
c)A teoria absoluta considera que a pena possui caráter retributivo, preventivo e
ressocializador.
d)A teoria preventiva geral considera a pena como um meio para prevenir a reincidência
do indivíduo.
e)A teoria preventiva especial considera a pena como um meio para intimidar os
potenciais praticantes de condutas delituosas.
3. TRE TO 2017. A respeito das penas e das medidas de segurança, assinale a
opção correta.
a)A atenuante da confissão espontânea é preponderante em relação à reincidência,
impossibilitando a compensação plena entre uma e outra na segunda fase da
dosimetria.
b)São espécies de penas privativas de liberdade a reclusão, a detenção, a prisão
simples e a prisão especial.
c)São espécies de penas restritivas de direitos a prestação de serviços à comunidade,
a interdição temporária de direitos e a obrigação de reparar o dano causado pelo crime.
d)São princípios constitucionais aplicáveis à pena a personalidade ou responsabilidade
pessoal, a legalidade, a inderrogabilidade, a proporcionalidade, a individualização e a
humanização.
e)A duração da medida de segurança é por tempo indeterminado, e o condenado só
será liberado depois que perícia médica atestar a cessação de sua periculosidade.

4. TRE BA 2017. A respeito de penas, julgue os itens a seguir.


I O trabalho externo é admissível no regime fechado.
II Em se tratando de reincidentes em crimes dolosos, as penas restritivas de direitos
não podem ser autônomas.
III São penas restritivas de direitos: interdição temporária de direitos e pagamento
de multa.
IV A limitação de final de semana é uma das penas restritivas de direitos e consiste
em permanecer em casa de albergado por cinco horas aos finais de semana.
Estão certos apenas os itens
a)I e III.
b)I e IV.
c)II e III.
d)II e IV.
e)III e IV.
5. STJ 2018. O réu sentenciado provisoriamente que se encontre em prisão especial
deverá aguardar o trânsito em julgado da sentença com a definição da pena para
que seja aplicada a progressão de regime de execução da pena.

6. DPE PE 2018. A respeito da progressão de regime para o cumprimento de pena,


assinale a opção correta de acordo com a jurisprudência dos tribunais superiores.
a)O estrangeiro que estiver em situação irregular no país e que estiver preso estará
impedido de obter a progressão de regime.
b)O juízo da execução penal deverá negar o pedido de progressão do regime fechado
diretamente para o aberto: no ordenamento jurídico pátrio não se admite salto na
progressão.
c)A base de cálculo para a progressão de regime dos presos condenados a mais de
trinta anos por diversos crimes fica limitada ao tempo máximo de cumprimento de pena
disposto na lei penal, isto é, a trinta anos.
d)O juízo da execução penal decidirá quanto à progressão de regime a partir da
conclusão do exame criminológico, que deve ser obrigatoriamente realizado.
e)O cometimento de falta grave não motiva a interrupção do prazo para a progressão
de regime.

7. DPE PE 2018. Em se tratando de regime aberto, a pena deverá ser cumprida em


a)casa de albergado.
b)penitenciária.
c)centro de observação.
d)colônia agrícola.
e)cadeia pública.

8. DPE PE 2018. Assinale a opção correta, a respeito das regras do regime fechado
de cumprimento das penas privativas de liberdade previstas na legislação vigente.
a)Em regra, o condenado a pena privativa de liberdade superior a quatro anos iniciará
o seu cumprimento no regime fechado.
b)A pena de reclusão deve ser cumprida exclusivamente em regime fechado.
c)A execução da pena em regime fechado deverá ocorrer exclusivamente em
estabelecimento de segurança máxima.
d)O condenado que cumpre pena no regime fechado pode ser autorizado a realizar
trabalho externo em serviços ou obras públicas.
e)O condenado que cumpre a pena no regime fechado deve ficar isolado durante o
repouso noturno e, durante o dia, deve trabalhar em colônia agrícola, industrial ou
estabelecimento similar.
9. TRE TO 2017. A respeito das penas e das medidas de segurança, assinale a
opção correta.
a)A atenuante da confissão espontânea é preponderante em relação à reincidência,
impossibilitando a compensação plena entre uma e outra na segunda fase da
dosimetria.
b)São espécies de penas privativas de liberdade a reclusão, a detenção, a prisão
simples e a prisão especial.
c)São espécies de penas restritivas de direitos a prestação de serviços à comunidade,
a interdição temporária de direitos e a obrigação de reparar o dano causado pelo crime.
d)São princípios constitucionais aplicáveis à pena a personalidade ou responsabilidade
pessoal, a legalidade, a inderrogabilidade, a proporcionalidade, a individualização e a
humanização.
e)A duração da medida de segurança é por tempo indeterminado, e o condenado só
será liberado depois que perícia médica atestar a cessação de sua periculosidade.

10. MPE PI 2012. Tratando-se de medida de segurança, o início de cumprimento da


sanção interrompe o lapso prescricional da medida, extinguindo-se a punibilidade
com o decurso do lapso temporal máximo de pena prevista para o delito ou o máximo
de tempo de cumprimento de pena, nos termos do Código Penal. No cômputo da
prescrição, considera-se a atenuante da menoridade relativa, o que reduz pela
metade os prazos prescricionais.

11.TJ DFT 2015. Segundo o entendimento pacificado do STJ, a execução de medida


de segurança perdurará enquanto não cessar a periculosidade do inimputável,
sujeitando-se, independentemente do delito, ao tempo máximo de duração de trinta
anos.

12. DPE AL 2017. Inexiste, nas agravantes e atenuantes genéricas, previsão legal
taxativa acerca do quantum a ser aplicado, cabendo ao juiz defini-lo.

13. TRE BA 2017. Depois de finalizado o devido processo legal, um indivíduo foi
condenado à pena concreta mínima de um ano de reclusão e de dez dias-multa por
ter praticado crime de estelionato.
De acordo com o Código Penal e com o entendimento dos tribunais superiores,
nesse caso é permitido ao juiz, na sentença condenatória,
a)converter a pena de reclusão aplicada em duas penas restritivas de direitos, sendo
uma de prestação de serviços comunitários e outra de prestação pecuniária.
b)estabelecer prestação de serviços comunitários como condição do regime aberto.
c)aplicar o regime aberto, ainda que o condenado seja reincidente.
d)estabelecer regime mais severo que o permitido em lei, ainda que a pena base tenha
se mantido no mínimo legal.
e)converter a pena de reclusão aplicada em uma pena de multa.
14. MPE RR 2017. O inadimplemento da pena de multa imposta ao sentenciado impede
a sua progressão de regime, salvo se ele comprovar absoluta impossibilidade
econômica.

15. TRE RS 2015. Em relação às penas, assinale a opção correta.


a)Poderá ser substituída por pena restritiva de direitos a pena privativa de liberdade
aplicada a réu reincidente, anteriormente condenado pela prática do crime de lesões
corporais culposas e sentenciado a pena de cinco anos de reclusão pela prática
de homicídio culposo.
b)Não se admite que o condenado a prisão em regime fechado execute trabalho
externo.
c)A pena de reclusão será cumprida em regime fechado, semiaberto ou aberto; a de
detenção, por sua vez, será cumprida em regime semiaberto ou aberto, vedada
a transferência para o regime fechado.
d)De acordo com o CP, o condenado a pena de seis anos de reclusão poderá cumpri-
la em regime semiaberto, ainda que seja reincidente.
e)A pena de multa aplicada de forma isolada, injustificadamente inadimplida pelo
condenado, poderá ser convertida em pena privativa de liberdade.

16. AGI 2015. A pena de multa, que poderia ser fixada em percentual do proveito
econômico obtido com a prática do crime, ou do prejuízo causado à administração,
terá de ser executada pela procuradoria da fazenda, na vara de execuções fiscais.

17. CESPE PGM BH 2017. Acerca da aplicação e da execução da pena, assinale a


opção correta, conforme o entendimento do STJ.
a)De acordo com o entendimento jurisprudencial, o tempo da internação para o
cumprimento de medida de segurança é indeterminado, perdurando enquanto não for
averiguada a cessação da periculosidade.
b)No momento da aplicação da pena, o juiz pode compensar a atenuante da confissão
espontânea com a agravante da promessa de recompensa.
c)É vedada a concessão de trabalho externo a apenado em empresa familiar em que
um dos sócios seja seu irmão.
d)Confissão ocorrida na delegacia de polícia e não confirmada em juízo não pode ser
utilizada como atenuante, mesmo que o juiz a utilize para fundamentar o seu
convencimento.

18. CESPE DPE AL 2017. Celso, réu primário, condenado definitivamente por
homicídio qualificado, conseguiu livramento condicional. Durante o cumprimento do
livramento condicional, ele foi condenado novamente pelo crime de roubo, o qual
havia sido praticado antes da vigência do benefício.
A respeito dessa situação hipotética, assinale a opção correta.
a)A situação de Celso enseja prorrogação imediata do período de prova do livramento
condicional.
b)O livramento condicional não poderá ser novamente concedido a Celso, em razão da
reincidência específica em crimes dolosos.
c)As penas de Celso devem somar-se, para efeito do livramento, quando ocorrer o
trânsito em julgado da sentença condenatória.
d)O período em que Celso ficou em liberdade não será computado na pena.
e)A nova condenação de Celso, independentemente do trânsito em julgado da
sentença, resulta na revogação imediata do benefício de livramento condicional.
19. CESPE TRE RS 2015. A respeito dos efeitos da condenação, da ação penal e
das causas de extinção da punibilidade previstas no Código Penal (CP), assinale a
opção correta.a)Constitui efeito extrapenal automático da condenação pela prática do
crime de corrupção passiva a perda do cargo ocupado por servidor, desde que a pena
aplicada ao condenado seja igual ou superior a um ano.
b)O prazo decadencial de seis meses para a propositura de queixa-crime por crime para
o qual se prevê ação penal privada tem início na data em que ocorrer o fato contra o
ofendido, independentemente do dia em que tenha tido conhecimento da identidade do
autor do crime.
c)A perda do cargo público imposta na sentença penal condenatória, como efeito
extrapenal, possui efeitos permanentes, contudo não implica impossibilidade
de investidura em outro cargo público.
d)As causas de extinção da punibilidade que atingem a pretensão executória eliminam
todos os efeitos penais de eventual sentença condenatória, não podendo ser
pressuposto da reincidência tampouco ser usada como título executivo judicial na área
cível.
e)A anistia destina-se a um indivíduo determinado, condenado irrecorrivelmente,
podendo, assim como o indulto, ser concedida de forma total ou parcial.

20. STJ 2018. A contagem do prazo prescricional se inicia no dia em que transita em
julgado definitivamente a sentença condenatória.

21. STJ 2018. Situação hipotética: Jorge foi condenado a treze anos de reclusão,
cujo prazo prescricional para execução da pena é de vinte anos. Após cumprir seis
anos de pena, ele fugiu. Assertiva: Nessa situação, o prazo prescricional da
execução da pena de Jorge deverá ser contado com base nos anos que faltavam
ser cumpridos.

22. DPE PE 2018. Com relação à punibilidade e às causas de sua extinção, julgue
os itens a seguir.
I A morte do agente extingue todos os efeitos penais, exceto a cobrança da pena
de multa e da pena alternativa pecuniária, que poderão ser cobradas dos herdeiros.
II O instrumento normativo para instrumentalizar o indulto e a anistia é o decreto
presidencial; enquanto a graça é concedida por lei.
III De acordo com o Código Penal, o recebimento de indenização pelo dano
resultante do crime caracteriza renúncia tácita ao direito de prestar queixa.
IV A retratação, prevista no Código Penal, é admitida nos casos de crimes contra a
honra, mas apenas se tratar-se de calúnia e difamação, sendo inadmissível na
injúria.
V Em se tratando de crimes contra honra, o Código Penal prevê a possibilidade de
retratação exclusivamente pessoal, ou seja, ela não se comunica aos demais
ofensores.
Estão certos apenas os itens
a)I e II.
b)I e III.
c)II e V.
d)III e IV.
e)IV e V.

23. CESPE TRF 1ª REGIÃO. Em caso de morte do agente, extingue-se a punibilidade,


não podendo a pena alcançar os herdeiros do agente, salvo quanto à obrigação de
reparação de dano, no limite do patrimônio herdado.

24. CESPE TRF 1ª REGIÃO. O cumprimento de pena no estrangeiro é causa


interruptiva de prescrição, assim como a reincidência.
25. MPE PI 2012. A existência de condenação transitada em julgado por fatos
posteriores ao delito objeto da ação penal não serve para caracterizar maus
antecedentes, tampouco reincidência

26. MPE PI 2012. Os inquéritos policiais ou ações penais em andamento não podem,
em razão do princípio constitucional do estado presumido de inocência, ser
considerados para fins de exasperação da pena-base, seja a título de maus
antecedentes, seja de má conduta social ou personalidade, salvo motivação judicial
específica, com lastro em elementos concretos existentes nos autos.

27. MPE PI 2012. O condenado que cumpre pena em regime aberto ou semiaberto
poderá remir a pena pela frequência a curso de ensino regular ou de educação
profissional. Caso o condenado conclua o ensino fundamental, médio ou superior
durante o cumprimento da pena, desde que certificada pelo órgão competente do
sistema de educação, o tempo a remir em função das horas de estudo será acrescido
de um terço

28. MPE PI 2012. Nos crimes praticados por servidor público contra a administração,
a exoneração da função pública, decorrente de condenação criminal, resulta como
efeito automático da sentença, desde que reconhecida a existência de abuso de
poder ou violação de dever funcional, consoante tratamento diferenciado
estabelecido no Código Penal.