You are on page 1of 8

DISTRIBUIÇÕES DISCRETAS DE

PROBABILIDADE:
- BERNOULLI
- BINOMIAL
- HIPERGEOMÉTRICA
- POISSON

Prof. Weber Campos


webercampos@gmail.com

www.OLAAMIGOS.com.br
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

DISTRIBUIÇÕES DISCRETAS DE PROBABILIDADE

1. DISTRIBUIÇÃO DE BERNOULLI
A distribuição de Bernoulli se caracteriza pela existência de apenas dois eventos, mutuamente
exclusivos, que denominaremos de sucesso e fracasso, num experimento que é realizado uma única vez. Se
a probabilidade de sucesso é p, a probabilidade de fracasso é, evidentemente, 1-p.
É uma distribuição deste tipo o lançamento de uma moeda uma única vez. Se apostarmos na cara,
sendo esta, então, a probabilidade de sucesso é p = 1/2. e a probabilidade de fracasso (coroa) é 1-p = 1-
1/2 = 1/2.
Da mesma forma se, num lançamento de um dado, apostamos num número, digamos, o 3, este será
o sucesso, sendo qualquer um dos outros cinco números o fracasso. Nesse caso, a probabilidade de
sucesso é p = 1/6, e a probabilidade de fracasso é 1-p = 1 - 1/6 = 5/6.
Outros exemplos de v.a. de Bernoulli:
- O sexo do primeiro filho de um casal ser masculino ou feminino.
- Uma peça produzida por uma fábrica ser perfeita ou defeituosa.

Associando-se uma variável aleatória X aos possíveis resultados do experimento, de forma que:
X = 1, se o resultado for sucesso e
X = 0, se o resultado for fracasso.
Então, a variável aleatória X tem distribuição de Bernoulli, com p sendo a probabilidade de ocorrer
sucesso e (1-p) a probabilidade de ocorrer fracasso.
P(X=x) = (1-p) para x = 0
p para x = 1
A média e a variância de uma variável aleatória de Bernoulli são dadas por:
E(X) = p e Var(X) = p(1-p)

2. DISTRIBUIÇÃO BINOMIAL
Em uma questão de distribuição binomial normalmente não vem explícito no enunciado que se trata
de tal distribuição, então temos que saber reconhecer uma distribuição binomial, e faremos isso verificando
as seguintes características:
1) Ela tratará de um experimento que se repetirá n vezes, sempre mantidas as mesmas condições originais.
2) Este experimento só admite dois resultados: sucesso e fracasso.
3) A cada repetição do experimento, as probabilidades de sucesso p e de fracasso q se mantêm
constantes.
Se todas as características acima forem satisfeitas, então estaremos diante de uma questão de
distribuição binomial.
Se uma variável tem distribuição binomial, diremos que:
X B(n,p)
Essa simbologia significa que os parâmetros n e p definem uma distribuição binomial.

2
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

 Fórmula da Probabilidade Binomial:


A questão de distribuição binomial fará a seguinte pergunta:
Qual a probabilidade de se obter exatamente S sucessos, em n tentativas?
A resposta será encontrada a partir da seguinte fórmula:
Prob(S sucessos)=Cn,S.(p)S.(q)F
Onde:
n!
Cn,s=
s!(n  s)!
n é o número de repetições do experimento;
p é a probabilidade de ocorrência de sucesso;
q é a probabilidade de ocorrência de fracasso;
S é o número de sucessos desejados;
F é o número de fracassos.
A média e a variância de uma variável aleatória Binomial são dadas por:
E(X) = np e Var(X) = np(1-p)

3. DISTRIBUIÇÃO HIPERGEOMÉTRICA
Quando a retirada de itens é feita sem reposição, a probabilidade de sucesso é modificada à
medida que os itens são retirados, desta forma não podemos aplicar a probabilidade Binomial. A distribuição
hipergeométrica é a distribuição discreta de probabilidade apropriada quando existir retiradas sem reposição.
Fórmula para determinar a probabilidade hipergeométrica:
P(S sucessos) = Cm,S.CN-m,n-S / CN,n
Onde:
N = quantidade total de elementos do grupo.
n = número de sorteios (retiradas aleatórias).
S = quantidade desejada de repetição do elemento especificado nos n sorteios.
m = número de ocorrências do elemento especificado no grupo.

4. DISTRIBUIÇÃO DE POISSON
A distribuição de Poisson é empregada em experimentos nos quais não se está interessado no
número de sucessos obtidos em n tentativas, como ocorre no caso da distribuição binomial, mas sim no
número de sucessos ocorridos durante um intervalo contínuo, que pode ser um intervalo de tempo, espaço,
etc. Como por exemplo:
- O número de vezes que o telefone toca em um dia.
- O número de acidentes automobilísticos ocorridos numa rodovia em um mês.
- O número de defeitos encontrados em um rolo de arame de 500m.

Note que nos exemplos acima, não há interesse em se determinar a probabilidade do telefone tocar,
ou do acidente ocorrer, ou do defeito existir,... mas sim a freqüência de sua ocorrência, como, por exemplo, o
telefone tocar 10 vezes por dia.

3
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

 Fórmula da Probabilidade de Poisson:


Uma questão de probabilidade com a distribuição de Poisson fará a seguinte pergunta:
Qual a probabilidade de se obter S sucessos, neste determinado intervalo (de tempo, de espaço etc)?
E essa probabilidade é obtida a partir da fórmula:

 S  e 
Prob(S) =
S!
Onde: Prob(S) é a probabilidade de S ocorrências no intervalo;
 é o valor esperado ou número médio de ocorrências no intervalo;
e = 2,71828...

4
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

EXERCÍCIOS

DISTRIBUIÇÃO BINOMIAL

01. (MPOG 2006 ESAF) Um experimento binomial é um experimento que comporta um número
fixo de provas independentes, n. Cada prova tem os resultados classificados em apenas duas
categorias, a saber: sucesso ou fracasso. Muito embora essa classificação seja arbitrária,
costuma-se denotar a probabilidade de sucesso por p, e a probabilidade de fracasso por q.
Desse modo, realizando-se 50 provas, a probabilidade de se obter 30 sucessos é dada por
a) C50,30 p30 q20 d) C50,30 p q20
b) C50,30 p20 q30 e) C50,30 p30 q0
0 20
c) C50,30 p q

02. (Auditor Fiscal de Natal 2008 ESAF) Apontando por V – Verdadeiro e F – Falso, indique a opção
correta para as seguintes sentenças:
I. Uma v. a. – variável aleatória que pode assumir somente dois valores, diz-se possuir distribuição
de Bernoulli e sua integral, no intervalo [a; b], possui distribuição Binomial.
II. Uma v. a. com distribuição de Bernoulli, se acumulados os resultados sem reposição, geram uma
distribuição hipergeométrica e se for com reposição geram uma distribuição Binomial.
Assinale o respectivo conjunto:
a) F, V d) V, V
b) V, F e) pode ser V, F
c) F, F

03. (Fiscal de Rendas RJ 2010 FGV) 40% dos eleitores de uma certa população votaram, na última
eleição, num certo candidato A. Se cinco eleitores forem escolhidos ao acaso, com reposição, a
probabilidade de que três tenham votado no candidato A é igual a:
(A) 12,48%.
(B) 17,58%.
(C) 23,04%.
(D) 25,78%.
(E) 28,64%.

04. (Auditor da Receita Estadual do Amapá 2010 FGV) Uma urna contém 50 bolinhas idênticas
numeradas de 1 a 50. Se quatro bolinhas são aleatoriamente sorteadas com reposição, a
probabilidade de que, dos quatro números sorteados, dois sejam pares e dois sejam impares é
igual a:
(A) 12,5%.
(B) 25,0%.
(C) 37,5%.
(D) 50,0%.
(E) 62,5%.

5
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

05. (ISS Campinas 2011 Cetro) Se 10% das peças produzidas por uma máquina são defeituosas,
então a probabilidade de, entre 5 peças escolhidas ao acaso, no máximo 2 peças serem
defeituosas é de, aproximadamente,
(A) 97,21%.
(B) 99,14%.
(C) 98,24%.
(D) 92,71%.
(E) 90,16%.

06. (MPU 2004 ESAF) Os membros do departamento de vendas de uma Cia aérea sabem que com
probabilidade 5% um passageiro com reserva confirmada não se apresenta para o vôo. Nesse
contexto a política de vendas da Cia é vender 52 passagens para um vôo que acomoda no
máximo 50 passageiros. Assinale a opção que corresponde a probabilidade de que haja um
lugar disponível para todo passageiro que se apresente para o vôo.
Sabe-se que (0,95)51 = 0,0731 e que (0,95)52 = 0,0694
a) 0,500 d) 0,835
b) 0,738 e) 0,741
c) 0,830

07. (AFRFB 2009 ESAF) Em um experimento binomial com três provas, a probabilidade de
ocorrerem dois sucessos é doze vezes a probabilidade de ocorrerem três sucessos. Desse modo,
as probabilidades de sucesso e fracasso são, em percentuais, respectivamente, iguais a:
a) 20 % e 80 %
b) 80 % e 20 %
c) 60 % e 40 %
d) 30 % e 70 %
e) 25 % e 75 %

DISTRIBUIÇÃO HIPERGEOMÉTRICA

08. (AFT 2010 ESAF) Em uma amostra aleatória simples de 100 pessoas de uma população, 15 das
40 mulheres da amostra são fumantes e 15 dos 60 homens da amostra também são fumantes.
Ao se escolher ao acaso cinco pessoas da amostra, sem reposição, a probabilidade de
exatamente quatro delas serem homens fumantes é dada por:
a) Cn.k pk (1-p)n-k, sendo p=0,15, n=5 e k=4.
b) Cm,k CN-m,n-k /CN,n, sendo N=100, n=5, m=15 e k=4.
c) Cm,k CN-m,n-k /CN,n, sendo N=100, n=5, m=60 e k=4.
d) Cm,k CN-m,n-k /CN,n, sendo N=100, n=15, m=5 e k=4.
e) Cn.k pk (1-p)n-k, sendo p=0,25, n=5 e k=4.

09. (SUSEP 2010 ESAF) Considere um grupo de 15 pessoas dos quais 5 são estrangeiros. Ao se
escolher ao acaso 3 pessoas do grupo, sem reposição, qual a probabilidade de exatamente uma
das três pessoas escolhidas ser um estrangeiro?
a) 45/91 d) 2/9

6
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

b) 1/3 e) 42/81
c) 4/9

DISTRIBUIÇÃO DE POISSON

10. (MPOG 2006 ESAF) Uma variável aleatória X tem distribuição de Poisson, com parâmetro “m”, e
k = 0, 1, 2, 3...... se e somente se
me  m mk e
a) P(X=k) = d) P(X=k) =
k k!
k m
m e m k e m
b) P(X=k) = e) P(X=k) =
k k!
k m
m e
c) P(X=k) =
k

11. (AFRFB 2009 ESAF) O número de petroleiros que chegam a uma refinaria ocorre segundo uma
distribuição de Poisson, com média de dois petroleiros por dia. Desse modo, a probabilidade de
a refinaria receber no máximo três petroleiros em dois dias é igual a:
a) d)

b) e)

c)

12. (ICMS-SP 2009 FCC) O número de pessoas que chega ao guichê de uma repartição pública para
autuação de processos apresenta uma distribuição de Poisson a uma taxa de duas pessoas por
minuto. A probabilidade de que nos próximos 2 minutos chegue pelo menos uma pessoa neste
guichê é (Observação: e = 2,71828...)
(A) (e4 − 1).e−4
(B) 4.e−4
(C) (e4 − 4).e−4
(D) 2.[(e2 − 1) ].e−2
(E) (e2 − 2).e−2

13. (Fiscal de Rendas RJ 2009 FGV) O número de clientes que buscam, em cada dia, os serviços de
um renomado cirurgião tem uma distribuição de Poisson com média de 2 pacientes por dia.
Para cada cirurgia efetuada, o cirurgião recebe R$ 10.000,00. No entanto, ele consegue fazer o
máximo de duas cirurgias em um dia; clientes excedentes são perdidos para outros cirurgiões.
Assinale a alternativa que indique o valor esperado da receita diária do cirurgião. (considere e–2
= 0,14)
(A) R$ 5.600,00.
(B) R$ 8.400,00.
(C) R$ 10.000,00.
(D) R$ 14.400,00.
(E) R$ 20.000,00.

7
www.OLAAMIGOS.com.br Prof. Weber Campos

14. (MPU 2007 FCC) O número de pacientes atendidos por um clínico geral segue uma distribuição
de Poisson com taxa média de 4 pacientes por hora. A probabilidade de que pelo menos um
paciente consulte o clínico geral em um período de 15 minutos é
(A) 1–e–1 (C) e–4 (E) e–1
(B) 1–e4 (D) e4

15. (AFPS 2002 ESAF) Sabe-se que o número de clientes que procuram atendimento numa agência
da previdência no período das 17 às 18 horas tem distribuição de Poisson com média de 3
clientes. Assinale a opção que dá o valor da probabilidade de que mais de 2 clientes apareçam
no período. Sabe-se que e-3 = 0,0498, sendo e o número neperiano.
a) 0,776 c) 0,500 e) 1,000
b) 0,667 d) 0,577

DISTRIBUIÇÃO MULTINOMIAL

16. Um dado é lançado 8 vezes. Calcule as probabilidades seguintes:

a) Qual é a probabilidade de o número 1 aparecer três vezes?

b) Qual é a probabilidade de o número 1 aparecer três vezes, o número 2 aparecer quatro vezes e o
número 6 aparecer uma vez?

c) Qual é a probabilidade de o número 1 aparecer três vezes e o número 6 aparecer cinco vezes?

d) Qual é a probabilidade de o número 1 aparecer duas vezes e o número 6 aparecer três vezes?

Gabarito:
01. a
02. a
03. c
04. c
05. b
06. e
07. a
08. a
09. a
10. e
11. e
12. a
13. d
14. a
15. d