Sie sind auf Seite 1von 24

Apresent

ação
Por que nasci aqui? Por que nesta família, nesta casa, nesta cidade? Por
que Deus me criou? Qual o verdadeiro propósito de minha vida? Talvez você
mesma já se tenha feito essas perguntas. Toda mulher, em qualquer momento
de sua vida, talvez já tenha feito essas mesmas perguntas. Mesmo que você
não tenha ainda encontrado as respostas, estas existem! Deus tem um grande
propósito para cada um de seus filhos e filhas, e você é, com certeza, uma filha
muito amada!

Ao voltarmos os olhos para o início da igreja de Cristo, aqui na terra, lá em
seu primeiro século de existência, vamos encontrar mulheres que, como qual-
quer uma de nós, traziam dentro de si as mesmas indagações e sentimentos,
mas também o desejo de viverem suas vidas sob nobres propósitos, aos olhos
de seu Senhor. Entre elas, Priscila, cooperadora do apóstolo Paulo, esposa, dona
de casa, hospitaleira, evangelista, grande conhecedora da Palavra, mulher de dis-
cernimento ímpar e espiritualidade sadia, uma irmã em Cristo que decidiu “viver
para ser bênção!”.

Você é nossa convidada a, numa caminhada pelas Sagradas Escrituras, ana-


lisar conosco algumas das qualidades dessa mulher, que podem ser usadas como
referencial no trabalho feminino na igreja, e refletir também sobre a melhor ma-
neira de aplicar essas verdades em sua vida diária.

Bom estudo!

apostila .indd 3 08/07/2009 15:19:13


Projet
o Priscila

SEMINÁRIO SOBRE PRISCILA fé daquele casal ia se consolidando cada dia mais,


e o Senhor os preparava num ‘seminário intensivo
Conhecendo a Personagem de teologia’, aos pés do apóstolo Paulo. “Ela gravou
na mente que o segredo da mensagem poderosa
Se pudéssemos retornar à cidade de Roma, por de Paulo era a pregação e o ensino centralizados
volta de 49 d.C., encontraríamos Priscila arrumando em Jesus Cristo. Era a partir de Cristo que ele
as malas. Ela e seu marido, Áquila, estavam de discorria sobre os demais assuntos da fé cristã.
mudança para Corinto. Era preciso deixar a casa, Cristo era sempre a base, o alicerce e a origem de
os amigos e a família. Cláudio, imperador romano, suas palavras poderosas”.2
baixara um decreto por meio do qual grande
número de judeus estava sendo expulso de seus Depois disso, Paulo foi para Éfeso e,
domínios. Priscila e Áquila eram judeus. Ele, natural novamente, Priscila e Áquila estavam fazendo as
da província asiática do Ponto. malas. O apóstolo os convidou para irem com ele,
e eles, que já haviam aprendido a identificar o
Priscila e Áquila, sempre citados juntos, são o agir de Deus em suas vidas, entenderam ser este
único casal cristão citado pelos nomes, no livro de o propósito divino para eles naquele momento.
Atos (18:1-3,18,26) e nas cartas (Romanos 16:3-5;
I Coríntios 16:19 e II Timóteo 4:19). Das seis vezes Na cidade de Éfeso, Paulo entrava nas sinagogas,
em que o casal é mencionado, em quatro delas, o pregava aos judeus e muitos destes eram levados
nome de Priscila é citado em primeiro lugar. Esse ao conhecimento do evangelho de Cristo. Apesar
fato levanta duas suposições entre os estudiosos: do progresso do evangelho naquele lugar, uma
uma delas é que Priscila pertencia a uma família crescente oposição ao cristianismo era visível.
de classe social superior à de seu esposo; a Por isso, Paulo permaneceu por pouco tempo, em
outra, que Priscila possuía uma maior liderança e Éfeso, e prosseguiu em sua viagem missionária,
proeminência na igreja local. pedindo ao casal de amigos que continuasse ali o
trabalho que ele havia iniciado.
Corinto havia sido a cidade escolhida para
nova moradia. Tratava-se de uma cidade Certo sábado, na sinagoga, conheceram a Apolo,
portuária e grande centro comercial, famosa um judeu da cidade de Alexandria; homem de
por sua inclinação para o vício; “um lugar onde grande eloquência e conhecimento das Escrituras,
a liberdade se misturava com a licenciosidade, a que, com precisão, falava de tudo quanto sabia.
imoralidade, os vícios, a idolatria, o pecado”.1 E Porém, Priscila e Áquila, logo que o ouviram falar,
foi exatamente para lá que Deus enviou aquele foram capazes de identificar uma deficiência em
casal. Porém, as bases de sua vida cristã haviam sua pregação. Imediatamente, o convidaram para
sido bem fundamentadas, e o casal pôde manter- estar com eles em sua casa e, lá, instruíram-no com
se firme naquilo que aprendera. mais exatidão sobre o caminho de Cristo.

Quando Paulo chegou à cidade de Corinto, As Escrituras Sagradas não mencionam muito
Priscila e Áquila já estavam estabelecidos ali. A mais que essas informações sobre a vida de
profissão em comum (fabricantes de tendas) foi, Priscila e Áquila. Mas, em seus últimos dias de
talvez, o elo inicial entre eles. Logo, convidaram-no vida, quando Paulo, da prisão, em Roma, escreve
para ficar em sua casa e trabalharem juntos, onde sua última carta a Timóteo, seu filho na fé, envia
permaneceram por cerca de um ano e meio. Dia saudações e este casal amigo.
após dia, Paulo anunciava aos judeus que “Jesus é
o Cristo” (At 18:5). Dia após dia, Priscila e Áquila Que tal analisarmos, juntas, algumas das
ouviam a mesma mensagem: “Jesus é o Cristo”! A qualidades encontradas nessa mulher virtuosa?
1
Lições Bíblicas, nº 282, 1º trimestre 2008, p. 90. 2
Idem.

apostila .indd 4 08/07/2009 15:19:20


Projet
o Priscila

PRISCILA: UMA MULHER Muitos que se dizem cristãos acabam por


CONHECEDORA DA PALAVRA preocupar-se em conhecer, por exemplo, as
estratégias de Satanás para melhor se defenderem
Muitos judeus, até hoje, aguardam a chegada dele. Certa ilustração diz que um professor de
do Messias. Muitos dos judeus contemporâneos teologia, em seu primeiro dia de aula, entregou
do Mestre, apesar de terem sido testemunhas aos novos alunos uma folha em branco para
oculares de seus feitos, de ouvirem sua uma atividade. Pediu-lhes que registrassem em
mensagem, de conhecerem as profecias que um lado da folha, todos os atributos que eles
falavam sobre sua vinda, não conseguiram conheciam sobre Deus. Do outro lado da folha,
identificar sua divindade. Não foi assim com deveriam registrar os atributos que conheciam
Priscila. Ela creu no Senhor Jesus. sobre Satanás. Um dos alunos começou com
diligência sua tarefa, esforçando-se por colocar
Crer no Senhor Jesus é o primeiro passo da os predicados divinos: Deus é Amor, Deus é
verdadeira vida cristã. Os apóstolos e muitos Santo, Deus é justo, Deus é Onipotente, Deus é
de nossos irmãos da igreja primitiva viram o longânimo, Deus é verdadeiro. Enfim, se empolgou
Senhor e creram nele de todo o coração, mas tanto que virou a página e continuou: Deus é fiel,
o próprio Jesus disse: Felizes os que não viram Deus é misericordioso, Deus é Soberano, Deus
e creram (Jo20:29). Priscila era uma mulher é onipresente, Deus é onisciente, Deus é puro.
feliz. É indispensável conhecermos as Escrituras Quando se deu conta, havia preenchido os dois
Sagradas. Porém, é muito importante dizer que lados da folha com os atributos de Deus. Escreveu
apenas conhecê-la não é suficiente! Até mesmo embaixo da última linha da folha: E pra Satanás,
Satanás a conhece, a ponto de usá-la para tentar não tem espaço!
o próprio Salvador da humanidade (Mt 4:1-11).
Ocupemos nossa vida com o conhecimento
O conhecimento das Escrituras Sagradas só de Deus! Quando conhecemos a verdade,
revela seu valor em nossa vida, quando nos leva à identificamos a mentira com facilidade. Quando
prática de seus ensinamentos. Essa Palavra precisa conhecemos a Palavra, qualquer outra fala que
estar impressa em nós de tal forma que nosso não confira com ela, pode ser reconhecida. Ao
sentir, nosso modo de falar, de pensar, de agir nos depararmos com alguma pregação que
sejam totalmente influenciados por ela. Ela precisa acrescenta ou diminui o que a palavra de Deus
estar em nossa mente e em nosso coração. diz, logo a identificaremos.

Ela é viva, e fala conosco em toda e qualquer Foi assim com Priscila. Ela ouviu a mensagem de
circunstância. Ela é útil para ensinar a verdade, Paulo, em Corinto, durante um ano e meio. Todos
condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a os dias, a palavra de Deus e a pessoa de Cristo eram
maneira certa de viver (II Tm 3:16-NTLH). Ela a base para os diálogos e aprendizado. Ela não se
pode moldar nosso caráter, e refletir a imagem de cansou de ouvir, nem achou que já sabia o suficiente
Cristo em nós. e não mais precisava deste ensinamento.

E quanto mais nos expomos a ela, quanto mais A revelação de Deus para nós, através de
a conhecemos, mais ela se torna viva em nós. Essa sua palavra é gradativa. Não amadurecemos no
intimidade com Deus não precisa, nem deve ser conhecimento de Deus de um dia para o outro.
buscada em outras fontes, que não a sua Palavra. Diariamente, através dela, o Espírito Santo vai
É preciso conhecer a Deus e prosseguir nessa produzindo em nós uma maior compreensão e
busca de conhecimento (Os 6:3), mas sempre entendimento, e nos moldando.
tendo por base a imutável palavra de Deus. Ela é
suficiente e única. Quando conheceu Apolo, “ela prestou atenção

apostila .indd 5 08/07/2009 15:19:25


Projet
o Priscila

no conteúdo da mensagem e analisou a linha de localidades, o progresso da igreja de Cristo era


argumentação do pregador, e concluiu que Apolo visível. Em Corinto, muitos dos coríntios, ouvindo-o,
só havia entendido uma parte do evangelho: ele creram e foram batizados (At 18:8). Também, em
era eloquente e poderoso nas Escrituras, instruído Éfeso, as boas novas do evangelho prosperavam,
no caminho do Senhor, ensinava com precisão alcançando a muitos (At 19). Porém, na mesma
a respeito de Jesus, porém conhecia somente o intensidade, os cristãos eram perseguidos por
batismo de João (At 18:24-25). Em outras palavras, amor a este evangelho. Muitas vezes, Priscila
Apolo pregava baseado na visão de João Batista, presenciou levantes contra a igreja e seus
cuja principal missão era ser o precursor de Jesus, líderes. Muitas pessoas que acompanhavam o
o que fizera com êxito. Apolo, portanto, precisava apóstolo, nos primeiros anos da igreja, desistiram
atualizar sua pregação, mostrar a seus ouvintes um do evangelho por não suportarem as aflições;
Jesus pós-João Batista, ou seja, um Salvador que cansaram da caminhada, tiveram medo da
se encarnara, morrera, ressuscitara, está vivo, à perseguição e da morte, traíram e abandonaram
direita de Deus, e voltará para buscar os que nele a Paulo, conforme ele menciona em sua segunda
crêem e lhe obedecem”.3 Sem demora, Priscila carta a Timóteo, capítulo 4:10,14,16.
e seu esposo o convidaram para ir à sua casa, e,
com precisão, lhe ensinaram sobre “o que ele não Mas Priscila não! Ela testemunhou muitas
sabia a respeito da mensagem bíblica, instruíram- situações e algumas vezes, junto ao esposo
no na fé, tiraram-lhe as inadequações teológicas e Áquila, arriscou a vida por Paulo (Rm 16:4). Afinal,
devolveram-no ao campo missionário”.4 a mensagem do evangelho era por eles vivida
diariamente. E quanto mais ela conhecia a Palavra
Depois disso, vamos encontrar Apolo de Deus, mais ela se comprometia com o Deus da
retornando a Corinto, onde, com argumentos Palavra. Afinal, como retroceder? Como virar as
fortes, derrotava os judeus nas discussões costas à verdade do evangelho? Como viver longe
públicas, provando pelas Escrituras Sagradas que de Cristo após tê-lo encontrado? É como disse
Jesus é o Messias (At 18:28-NTLH). inspiradamente o apóstolo Pedro: Senhor, para
quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida
“Priscila era uma mulher que via, percebia, eterna (Jo 6:68). Ela não podia voltar atrás!
analisava, pensava, raciocinava. Priscila conhecia a
Deus, conhecia a Cristo e sua palavra; era cheia do Em Éfeso, “Priscila havia presenciado uma
Espírito Santo, mas não desprezava o conhecimento cena insólita: viu um homem endemoninhado
do evangelho; era mulher estudiosa da Bíblia”.5 dar uma surra em sete homens espiritualmente
Ainda hoje, Deus procura mulheres dispostas a despreparados, filhos do sacerdote Ceva. Eles
buscarem esse conhecimento, a fim de serem tentaram libertar o possesso usando a autoridade
usadas por ele para ajudarem outras pessoas a de Paulo; disseram ao demônio: Esconjuro-vos
compreenderem as verdades eternas contidas em por Jesus, a quem Paulo prega (At 19:13b). E a
sua Palavra. Você pode ser uma conhecedora da resposta do demônio foi esta: Conheço a Jesus e
palavra de Deus, como foi Priscila! sei quem é Paulo; mas vós, quem sois? (At 19:14).
Em seguida, o homem que estava dominado pelo
PRISCILA: UMA MULHER DE espírito mau os atacou e bateu neles com tanta
ESPIRITUALIDADE SAUDÁVEL violência, que eles fugiram daquela casa feridos e
com as roupas rasgadas. (At 19:15 – NTLH)”.6
A todos os lugares por onde o apóstolo Paulo
passava, chegava o evangelho de Cristo. Nessas Priscila entendeu que vida espiritual é coisa
3
Idem, p.91 e 92 séria. Que não dá para se valer da autoridade da
4
Idem, p.92 6
Idem, p.89
5
Idem, p.94

apostila .indd 6 08/07/2009 15:19:30


Projet
o Priscila

vida de outra pessoa. No corpo de Cristo, cada por vezes, nos parece nobre. Mas muitos não
um de nós precisa beber diretamente da fonte se agradam da ideia de servir ao próximo. Como
de água viva, que é Cristo. Somente estando corpo de Cristo, fomos chamados a servir a Deus
devidamente saciadas (Jo 4:14, 6:51), alimentadas e aos homens! Servir é a nossa missão e devemos
pela palavra de Deus (Jr 15:16), e revestidas do desempenhá-la com alegria, testemunhando,
poder do Espírito Santo (Lc 24:49) é que estaremos como disse João Batista: É necessário que Ele
preparadas para toda boa obra. cresça e que eu diminua (Jo 2:30).

Não dá para viver a vida cristã apoiada na fé de PRISCILA: UMA MULHER COOPERADORA
outra pessoa. Cada uma de nós precisa amadurecer E EVANGELISTA
na fé em Cristo Jesus, e essa é uma experiência
pessoal, intransferível e imprescindível, pois sem É interessante pensarmos em como os
fé é impossível agradar a Deus (Hb 11:6). propósitos de Deus se cumpriram na vida de Priscila.
A aristocracia romana, predominantemente
Outro detalhe que nos chama atenção, na masculina, impedia que as mulheres tomassem
espiritualidade de Priscila, tem a ver com a sua posição de liderança. A religião judaica separava
atitude em relação a Apolo. Paulo já havia deixado a os adoradores por raça e gênero. Mas aprouve
cidade de Éfeso, e havia confiado a Priscila e Áquila a ao Senhor, nosso Deus, enviá-la justamente para
responsabilidade de continuarem o trabalho naquela uma cidade e uma cultura em que, além de ser
cidade. Quando ouviram a pregação de Apolo, logo aceita, podia também exercer influência para a
perceberam a deficiência em sua mensagem, mas causa do evangelho.
também o valor daquele homem. O casal não se
sentiu enciumado, diante do potencial de Apolo, Priscila, com certeza, não era uma mulher
nem tripudiou sobre suas falhas. Champlin diz que acomodada. No livro de Atos, vamos encontrá-
“Alguns pregadores e mestres, até mesmo no meio la sempre trabalhando diligentemente. Além de
evangélico, teriam agido assim erroneamente, ainda trabalhar com o marido, fabricando tendas, era
que talvez sob formas indiretas”.7 uma mulher hospitaleira, pois abriu seu lar, na
cidade de Corinto, para receber Paulo, por um
Priscila entendia que cada pessoa é única e tem longo período, e, em Éfeso, convidou Apolo para
o seu próprio valor e sua função no corpo de Cristo ir a sua casa, após o culto. Ali, na casa de Priscila
(I Co 12:12). Somos diferentes umas das outras, e Áquila, nasceu a igreja de Éfeso. Priscila, com
mas Deus colocou os membros no corpo, cada um alegria e disposição, abriu as portas de sua casa,
como Ele quis (I Co 12:18). Priscila também sabia a fim de que a igreja de Cristo pudesse se reunir,
que cada membro do corpo recebeu de Deus pois a religião cristã era ainda nova, e não havia
diferentes ministérios (I Co 12:28-31), mas que, templos. Daí a importância desse gesto do casal,
em qualquer função no corpo de Cristo, é sempre que aparece nas Escrituras sempre fazendo um
DE CRISTO toda a glória e louvor. ótimo trabalho em equipe.

O cristão espiritualmente sadio e maduro na Hospitalidade não é uma virtude muito


fé sempre sentirá alegria em dividir o que sabe, cultivada em nossos dias, principalmente para
em ajudar o irmão a crescer na fé, em orientar aqueles que vivem em grandes centros. É cada
com amor aqueles que precisam de orientação, vez mais raro encontrarmos pessoas que tenham
em compartilhar aquilo que aprendeu, enfim, em o hábito de receber outras em suas casas.
doar-se como servo. A ideia de servir a Cristo, Vivemos dias muito corridos e atarefados, e
7
CHAMPLIN, Russel Norman. O Novo Testamento temos a tendência de sermos influenciados por
Interpretado Versículo por Versículo. São Paulo: Mile- este rítmo.
nium, 1986, Vol. 3, p.404.

apostila .indd 7 08/07/2009 15:19:36


Projet
o Priscila

Mesmo nas igrejas evangélicas, muitas intelectuais. Priscila e Áquila eram comerciantes,
vezes, tem sido difícil encontrarmos esse perfil também cultos e estudiosos da palavra de Deus,
hospitaleiro. Afinal, receber alguém em casa exige e certamente não negligenciaram a pregação do
certo trabalho e desprendimento. E nem todos evangelho também para essas pessoas.
estão dispostos a isso. Imaginemos se tais visitas
se reunissem em sua casa todos os sábados, e, Champlin cita que “a proeminência conferida a
talvez, nos domingos, ou, ainda fizessem algumas Priscila na instrução dada a Apolo, subtende que
reuniões na semana. O que você acharia? Priscila ela era mulher de cultura acima do comum, uma
se sentia privilegiada por ser cooperadora de estudiosa das antigas Escrituras sagradas, mulher
Deus. Sabemos que uma mulher dificilmente se apta, dotada de discernimento profético, a ponto
sujeitaria a fazer algo desse tipo, por tanto tempo, de ter podido ajudar um intelectual como ele a
se não sentisse vontade e alegria em fazê-lo. Se compreender melhor a verdade do que até então
não quisermos receber visitas consecutivas, logo ele a entendia”.8
isso fica explícito, na forma como recebemos,
a ponto de nossas visitas desistirem de fazê- É importante refletirmos sobre esse aspecto,
lo. Ao conviver e aprender com Paulo, Priscila, porque, muitas vezes, evidenciamos nossas ações
provavelmente, partilhou com ele esse enorme evangelísticas voltadas para as classes menos
senso de responsabilidade pela pregação do favorecidas socialmente, ressaltamos a influência
evangelho (I Co 9:16). Era uma evangelista nata! benéfica do evangelho de Cristo nas vidas dessas
Que dom maravilhoso ela recebeu! pessoas, e esquecemos que milhares de pessoas
ricas e intelectuais talvez sejam negligenciadas em
No tempo em que estivera em Corinto, é nossa atuação. São pessoas que também carecem
possível imaginarmos os três zelosos obreiros de da salvação que Cristo tem para oferecer-lhes. E é
Cristo (Paulo, Priscila e Áquila), após a jornada exatamente a igreja, o instrumento deixado por
diária de trabalho, dedicando-se ao evangelismo Deus, aqui na terra, como agência de salvação,
pessoal e ao discipulado entre vizinhos, novos que precisa levar-lhes essa mensagem.
amigos e simpatizantes da fé cristã. E, em meio
a uma cidade de valores morais tão corrompidos, Que privilégio, em nossos dias, têm as mulheres
eles pregavam muito mais com suas ações do que que podem ser reconhecidamente hospitaleiras
com suas palavras. e cooperadoras, como Priscila! Há tanto a ser
feito e tamanho é o nosso desejo de vermos
O testemunho pessoal é uma ferramenta nosso Senhor Jesus voltar a buscar a sua igreja.
evangelizadora poderosíssima! Como cristãs, Tantas pessoas ainda podem ser alcançadas pelo
somos diariamente observadas por nossos evangelho de Cristo e nós podemos ser usadas
filhos (importantes discípulos que o Senhor por Deus como cooperadoras nessa obra. Basta
nos concedeu), por nossos vizinhos, colegas de nos dispormos! Você está à disposição do Senhor
trabalho, pessoas com as quais convivemos em Jesus para este serviço?
nossa rotina diária. Tenha sempre em mente
que, mesmo se você não tiver a facilidade de CONCLUSÃO:
evangelizar com suas palavras, suas ações estão
sempre dando testemunho de Cristo. Deus espera Quanta alegria sentimos, ao conhecermos
que esse testemunho seja edificante! mais profundamente a vida dessa mulher
valorosa. Quanta disposição em sua vida e
A cidade de Éfeso, depois que Jerusalém foi quantos exemplos dignos de serem seguidos!
destruída, no ano 70 d.C., tornou-se o centro Há uma grande quantidade de serviços a serem
cristão mais importante da época. Era uma feitos na igreja de Deus, que podem e devem ser
cidade rica, que abrigava muitas pessoas ricas e 8
Idem

apostila .indd 8 08/07/2009 15:19:42


Projet
o Priscila

desempenhados por nós, mulheres. Há algumas


situações e lugares a que as mulheres têm mais
acesso que os homens. Se estivermos bem
preparadas, com as qualidades que encontramos
em Priscila, podemos fazer a diferença em nossa
geração. Jesus, o Senhor da igreja, continua
esperando que mulheres dispostas a servi-lo
juntem-se ao rol daquelas que, desde os primeiros
séculos, o fizeram com dedicação e alegria.
O nosso desejo é que Deus mova o seu coração
de tal maneira que você queira ser também uma
mulher notável, como foi nossa irmã Priscila.

apostila .indd 9 08/07/2009 15:19:47


Projet
o Priscila

APRENDENDO SOBRE A perseguição, que fosse valente e desse testemu-


ESPIRITUALIDADE SAUDÁVEL nho de Jesus Cristo.
Timóteo é instruído a ensinar os cristãos a evi-
Priscila, Áquila e Timóteo foram discipulados tarem discussões tolas (II Tm 2:14,23-26), a ensi-
por Paulo. As orientações recebidas foram de nar a palavra de Deus como Mestre (II Tm 2:15-
fundamental importância para uma vida dedica- 19), a fugir da má conduta e a seguir a justiça, a fé,
da, comprometida com Deus, com sua Palavra, o amor e a paz, buscando do Senhor vida verda-
tornando-os espiritualmente maduros e sadios. deira (II Tm 2:22), a evitar os falsos mestres – ego-
Nas cartas de Paulo a Timóteo, veremos que a ístas, avarentos, orgulhosos, vaidosos, xingadores,
mesma preocupação é demonstrada com os cren- ingratos, desobedientes aos pais, sem respeito à
tes da igreja de Éfeso, ao transmitir orientações religião e contra a verdade (II Tm 3:1-5). Timóteo
para o ministério do jovem pastor, que deveria é chamado a permanecer fiel, seguindo o mesmo
levá-los a serem espiritualmente sadios. propósito de vida de Paulo, na fé, na paciência, no
Aproveitemos esses ensinamentos, extraindo amor, na perseverança (II Tm 3: 11-13), e a pregar
deles toda a vontade de Deus para a mulher pro- o evangelho com paciência (II Tm 4:1,2), porque o
messista. povo iria rejeitar a sã doutrina (II Tm 4:3-4). Timó-
teo é chamado a continuar o trabalho de Paulo (II
As Cartas - I e II Timóteo Tm 4:5,6).

As cartas de Paulo a Timóteo e a Tito são cha- Espiritualidade Sadia


madas “Cartas pastorais”, pois contêm diretrizes
para pastores e líderes na direção da igreja. Toda Escritura é útil para o ensino. (II Tm 3:16-17)
Provavelmente, da Macedônia, Paulo escreve A Palavra de Deus pode tornar-te sábio para a sal-
a primeira carta a Timóteo, que estava em Éfe- vação pela fé em Cristo Jesus. (II Tm 3:15)
so como seu representante na igreja (I Tm 1:3). Aumentar o amor que vem de um coração puro, de
Essa carta foi escrita para animá-lo, encorajá-lo uma consciência limpa e de uma fé verdadeira. (I Tm 1:5)
ao trabalho, para dar-lhe instruções a respeito da Timóteo observou e aprendeu com a experiên-
sã doutrina, a fim de que estivesse alerta contra cia e os conselhos de Paulo: Procura apresentar-te a
os falsos mestres e as falsas doutrinas; a respeito Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se
da atitude na oração, do relacionamento com as envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade
pessoas de sua convivência, como tratar a cada (II Tm 2:15). Foi um obreiro que não se envergonhou
um (I Tm 5:1-3), sendo exemplo para os outros, e por um trabalho de má qualidade, mas que ensinou
também a respeito das qualidades necessárias a corretamente a mensagem da verdade.
pastores e diáconos (I Tm 3:1-13). A sua missão era pregar a doutrina pura e fazer
Timóteo é orientado a fazer parar os falsos mes- parar falsas doutrinas na igreja em Éfeso. Precisa-
tres, pois estavam ensinando doutrina diferente da va fazer parar o erro (I Tm 1:3-5, 6:3-5), ensinar
verdade do evangelho (I Tm 4:1-2, 6:3-4), visando ao a verdade (I Tm 4:13 -16, 6:17-18), combater o
lucro na parte material (I Tm 6:5); a fugir do amor ao falso ensino com a sã doutrina, ensinar a palavra
dinheiro (I Tm 6:9-10); a seguir a verdadeira fonte de de Deus e a conduta cristã, rejeitar tudo que era
riquezas, pois para isso fora chamado por Deus (I Tm contra a doutrina sadia e fortalecer a doutrina sa-
6:11-12), e a lutar no combate pela fé para ganhar a dia e fortalecê-la.
vida eterna (I Tm 6:12). Precisamos entender que tudo que difere ou
Sabendo que sua morte estava perto, Paulo se opõe ao evangelho de Cristo deve ser comba-
escreveu sua segunda carta a Timóteo, pedindo tido e rejeitado. Jesus Cristo deve ser o centro da
que o visitasse, pois estava preso em Roma. Por nossa adoração e da nossa pregação. As inova-
causa da perseguição que sofria, muitos o aban- ções, os modernismos e as invenções não devem
donaram. Ele pediu a Timóteo que não temesse a ser seguidos.

10

apostila .indd 10 08/07/2009 15:19:52


Projet
o Priscila

Nos dias de hoje, no mundo evangélico, vemos Lembre-se de Jesus Cristo, que foi ressusci-
um aumento de ensinos diferentes do recomenda- tado e que era descendente de Davi, de acor-
do pelas Escrituras Sagradas. Como boa parte des- do com a Boa-Notícia do Evangelho que eu
ses ensinamentos é transmitida via TV ou Internet, anuncio. E sofro porque a anuncio e até estou
possivelmente teremos, entre nós, mulheres que acorrentado como se fosse um criminoso. Mas
podem estar confusas ou até mesmo sendo enga- a mensagem de Deus não está presa, e por isso
nadas. Os falsos ensinamentos levam as pessoas suporto tudo por causa do povo escolhido de
ao engano e ou à negação da fé. Deus. Faço isso para que possam ganhar a sal-
Chegou o tempo em que as pessoas não escu- vação que está em Cristo Jesus e a glória eterna.
tam mais o verdadeiro ensinamento e ouvem dos (II Tim. 2:8-10)
muitos mestres apenas o que querem ouvir e o
que lhes convém (II Tm 4:3). Mesmo num tempo Como tem sido o trabalho feminino na Sofap?
difícil como este, é possível ter uma espirituali- Em nosso trabalho, existem interesses pessoais?
dade sadia. Veremos, abaixo, algumas evidências Temos feito o nosso trabalho com o objetivo de
de uma espiritualidade sadia, para que possamos receber elogios, reconhecimentos e exaltação
buscá-la. própria ou obter vantagens? Preocupamo-nos
com as outras pessoas, com as irmãs de uma for-
1. A Espiritualidade Sadia é abnegada ma geral? Procuramos o interesse dos outros?
Vivemos numa sociedade materialista em que Fugimos de ensinamentos errados a respeito da
se valoriza a parte material e os bens que se pos- prosperidade, exigindo as bênçãos de Deus?
sui. Até mesmo Igrejas incentivam a prosperidade Não façam nada por interesse pessoal ou por
exigindo de Deus suas bênçãos. O homem moder- desejos tolos de receber elogios... Que cada um
no quer levar vantagem em tudo acima de qual- procure os interesses dos outros. (Fl 2:3-4)
quer coisa. Timóteo nos ensina com seu exemplo de ab-
Paulo orientou Timóteo que haveria pessoas negação: tudo por Cristo, pelo evangelho anun-
ensinando que religião é uma forma de enrique- ciado, pela igreja e pela salvação de vidas.
cer. Esse pensamento dissemina inveja, brigas,
calúnias, desconfianças e discussões sem fim. O 2. A Espiritualidade Sadia é humilde
apóstolo o aconselha a fugir disso, pois o amor ao Na igreja em Corinto, havia todos os dons, e,
dinheiro é fonte de todos os tipos de males, levan- apesar de se acharem espirituais, muitos deles
do à desgraça e à destruição (I Tm 6:3-10). eram arrogantes (II Co 10:12), orgulhosos (I Co
Timóteo não fazia o seu trabalho por interes- 5:6-8), imorais (I Co 5:1, 6:18-20) e se deixavam
ses próprios. Nele não se via o desejo de obter levar pelo pecado da idolatria (I Co 10:14-22).
vantagens pessoais. Era um lutador, um bata- Também havia divisões na igreja: uns gostavam
lhador com compromisso. A sua mensagem era de Apolo; outros, de Paulo; outros, de Pedro (I Co
centralizada em Cristo. A sua confiança estava em 1:10 -17). Paulo os orientou a que se unissem e
Deus. A sua fé era sincera, verdadeira, queria ver que não houvesse divisões entre eles.
a igreja crescer. Para ele, o evangelho de Cristo À semelhança do que acontecia em Corinto,
era importante. Pregava e anunciava as Boas-No- há pessoas que se consideram muito espirituais,
tícias com paciência, cumprindo assim a sua mis- gostam de ser seguidas e procuradas para uma
são como servo de Deus (II Tim. 4:1-5). “consulta espiritual”; outras que dizem que o Se-
Ele aprendeu que a verdadeira prosperidade nhor falou, quando, na verdade, houve exageros
é depender da bondade de Deus, ter Jesus Cristo carnais; pessoas que acham que, pelo fato de se-
como Senhor e Salvador, não tirar o foco de Jesus, rem mais barulhentas na oração, são mais espiri-
crer que ele voltará para buscar os escolhidos, tuais que as outras.
que o verá e terá a glória de estar para sempre A soberba e a arrogância aborreço (Pv 16:5)
com o Senhor. A arrogância, o fato de se sentir mais espiritual,

11

apostila .indd 11 08/07/2009 15:19:58


Projet
o Priscila

enviou. Agora vocês conhecem esta verdade e, se a


de achar que tem o conhecimento, que já aprendeu praticarem, serão felizes. (João 13: 14-17)
tudo e é melhor, o orgulho, o espírito de discórdia,
a insubmissão e a falta de perdão fazem parte do
nosso comportamento? Os dons espirituais de- 3. A Espiritualidade sadia é sofredora
vem ser usados de forma decente e ordenada (I Co Timóteo foi um lutador, um batalhador por
14:39), com amor cristão (I Co 13), para edificação Cristo, pela igreja, pelo ensino da verdade, pela
da igreja. É preciso ter sabedoria de Deus para evi- propagação do evangelho, mesmo que isso o le-
tar os abusos e a exaltação própria. vasse ao sofrimento por causa de Cristo.
Sejam humildes, cada um considere os outros Paulo, prevendo o sofrimento por que Timóteo
superiores a si mesmo. (Fl 2:3, última parte) passaria, principalmente pelos falsos ensinamen-
Timóteo recebeu de seu mestre lições de rela- tos que viriam a enganar o povo, orientou assim:
cionamento na igreja: Mas você, seja ajuizado em todas as situações.
Suporte o sofrimento, faça o trabalho de um prega-
• Respeitar os idosos como se fos- dor da boa notícia do Evangelho e cumpra completa-
sem pai e mãe (I Tm 5:1-2). mente o seu dever como servo de Deus. (II Tm 4:5)

• Ser como um irmão para os jovens (I Tm 5:1). Jesus no sermão do monte disse aos discípulos:

• Ser como um irmão para as moças (I Tm 5:2). Felizes os que sofrem perseguição por fazerem
a vontade de Deus, pois o reino do céu é deles.
• Agir sem preconceito e sem parcialidade (Mt 5:10)
(I Tm 5:21).
Vemos que o autor da carta aos Hebreus men-
Todos os irmãos que moravam em Listra e Icô- ciona a prisão de Timóteo.
nio falavam bem de Timóteo (At 16:2). O bom re-
lacionamento que tinha com Paulo, mesmo com Quero que saibam que o nosso irmão Timóteo
grande diferença de idade, serve como exemplo já saiu da prisão. Se ele vier logo, eu o levarei co-
para todos; mostra a importância da humildade. migo quando for ver vocês. (Hb 13:23)
Timóteo valorizava a experiência de Paulo, via-o
como um homem de Deus, respeitava sua autori- Timóteo também ficou preso, mas, com cer-
dade, e conseguia assimilar seu ensino. Nos dias teza, a mensagem da boa notícia não ficou presa,
de hoje, muitos não querem ouvir os mais velhos, porque ela chegou até nós. O que estamos fazen-
não respeitam o pastor ou o consagrado. Timóteo do para que a mensagem da cruz seja conhecida?
não só ouviu como aprendeu com o apóstolo e Aguentamos algum tipo de sofrimento?
seguiu seus sábios ensinamentos.
Deus resiste aos soberbos e aos humildes con- 4. A Espiritualidade Sadia é ensinável
cede o seu favor. (Tg 4:6)
Temos o exemplo de Jesus, que, sendo Senhor Procura apresentar-te a Deus aprovado, como
e Mestre, lavou os pés dos seus discípulos. De- obreiro que não tem de que se envergonhar, que
monstremos humildade como Jesus. maneja bem a palavra da verdade. (II Tm 2:15)

Quanto a você, continue firme nas verdades


Sou o Senhor e Mestre e lavei os pés de vocês. Por que aprendeu e em que creu com todo o coração.
isso vocês devem lavar os pés uns dos outros porque (II Tm 3:14)
dei o exemplo para que façam o que eu fiz. Eu afirmo
que o empregado não é superior ao patrão, nem o Lembro-me da sua fé sincera, a mesma fé que a
mensageiro é mais importante do que aquele que o sua avó Loide e a sua mãe Eunice tinham. E tenho

12

apostila .indd 12 08/07/2009 15:20:03


Projet
o Priscila

certeza de que você também a tem. (II Tm 1:5) as outras? Ou, na hora em que é necessária a nos-
sa presença, nós ficamos longe ou até abandona-
Timóteo recebeu orientações, desde pequeno, mos? Como é o nosso comportamento? A indife-
de sua mãe e de sua avó. Foi criado num lar em rença, o egoísmo, o individualismo e a discrimi-
que havia fé sincera e espiritualidade sadia. nação têm feito parte de nossas vidas? Timóteo
Há mulheres que receberam de seus pais e foi orientado a ensinar a igreja a fazer o bem, a
avós exemplos e ensinamentos para seguirem praticar boas ações, ser generosa e a repartir (I
uma fé sincera e uma doutrina pura. As que rece- Tm 6:18-19). Podemos ser solidárias como Timó-
beram esses exemplos de vida, que permaneçam teo, ajudar a quem precisa, oferecer nossa ami-
naquilo que aprenderam e que possam transmitir zade às pessoas que passam por momentos difí-
aos filhos e netos, de geração a geração, para que ceis, visitar e orar por quem passa por problemas
o nome de Jesus Cristo seja glorificado. ou enfermidades, levar o pão a quem tem fome,
Outras mulheres não tiveram esse ensinamen- agasalho a quem tem frio, doar ou emprestar um
to, quando crianças, mas Jesus Cristo já libertou bom livro, fazer a doação de uma Bíblia ou de um
de todo pecado, e, agora, livres de todo mal, co- folheto. Muitas vezes, uma palavra basta, pois é
nhecem a palavra de Deus e podem dar esses somente disso que a pessoa precisa. Para sermos
ensinamentos a filhos e netos. Podem também solidárias, amar é fundamental.
aprender mais através da leitura e meditação da
Bíblia Sagrada, do estudo das Lições Bíblicas, e, se Deus ama ao que dá com alegria. E Deus pode
assim desejarem, a igreja disponibilizará o curso dar muito mais do que vocês precisam para que
da FATAP no Brasil todo. tenham sempre tudo o que necessitam e ainda
O aprendizado é muito importante e a ajuda mais do que o necessário para toda boa causa. (II
de um bom orientador é indispensável. Mesmo Co 9:6-11)
longe, em suas cartas, Paulo orientava Timóteo
para a necessidade do ensino, até que ele voltas- Queremos ter uma espiritualidade sadia? Então
se (I Tm 4:13-16). Foi muito bem orientado por vamos seguir o exemplo de Timóteo, que foi com-
Paulo, que insistia no ensino. panheiro e solidário, em todos os momentos.

5. A Espiritualidade Sadia é solidária Conclusão

Paulo, na sua carta aos Filipenses, fez referên- Mulheres promessistas, como estamos? O que
cia a Timóteo e disse que o enviaria para lá para fazemos é certo? Quando é necessário e somos
receber boas notícias. Também afirmou que, en- corrigidas, nós aceitamos? Acatamos correções
tre os demais, era o que sentia junto com ele as e admoestações de nossos líderes? Submetemo-
preocupações e que, de fato, se interessava pelo nos às orientações de nossos pastores? E quando
bem-estar dos filipenses. (Fl 2:19-24). acontecem exageros? Sabemos a responsabilida-
Timóteo estava junto com Paulo quando este de que é o uso dos dons? Aceitamos as ordens de
escreveu as cartas aos Filipenses, Colossenses, I Deus contidas na sua Palavra? Temos o conheci-
e II Tessalonicenses, demonstrando solidarieda- mento da palavra de Deus e o colocamos em prá-
de e companheirismo. Porém, não só nos bons tica? Como está a nossa fé?
momentos de Paulo ele demonstrou solidarie-
dade, como também quando Paulo estava preso Timóteo recebeu orientação e as aceitou.
por causa do evangelho e reclamou que alguns o Não questionou. Seguiu o conselho de seu velho
abandonaram, pediu para Timóteo não demorar companheiro Paulo. Que nós possamos seguir o
a ir ao seu encontro em Roma. Deu atenção até o exemplo de Timóteo, no respeito, na considera-
fim ao seu orientador e mestre. ção e na submissão aos pastores.
Como nós agimos? Somos solidárias umas com

13

apostila .indd 13 08/07/2009 15:20:08


Projet
o Priscila

Obedeçam aos seus líderes e sigam as suas or-


dens, pois eles cuidam sempre das necessidades
espirituais de vocês, sabendo que vão prestar con-
tas disso a Deus. Se vocês obedecerem eles farão
o trabalho com alegria; porque, se eles fizerem o
trabalho com tristeza, isso não ajudará vocês em
nada. (Hb 13:17)

É preciso apegar-se à fidelidade da palavra de


Deus, para que haja saúde espiritual entre nós (I
Tm 4:6). Que as práticas não condizentes com a
palavra de Deus sejam eliminadas (Ef 5:5; Fl 3:18).
A nossa fé deve estar firmada em Cristo Jesus,
que veio ao mundo para salvar os pecadores (I Tm
1:12-16).

Se você tem amor pelas vidas – o Espírito do


Senhor nos enche de poder, de amor e de domí-
nio próprio (II Tm 1:7b) –, ajude com instruções
para que o falso ensinamento não prospere em
nosso meio. Evite que outras pessoas sejam en-
ganadas (I Tm 4:6-11).

Que haja crescimento espiritual entre as mu-


lheres, que estejamos prontas para obedecer a
Deus, seguirmos bons exemplos e sermos conhe-
cidas por uma espiritualidade sadia.

14

apostila .indd 14 08/07/2009 15:20:14


Projet
o Priscila

aprendendo sobre Por que evangelizar?


Evangelismo
Mt 28:18-20 • Porque Jesus ordenou: “Ide” (Mc 16:15).
• Porque temos recebido talentos (Rm 12: 4-8).
Evangelho significa “boa notícia”. Para evan- • Porque o pecador sem Jesus está perdido
gelizar, precisamos ensinar, pregar e proclamar (Lc 19:10).
as boas notícias. O evangelho de Jesus Cristo foi • Porque Deus nos amou tanto e enviou
anunciado com grande entusiasmo e coragem seu Filho amado para morrer pelos nossos peca-
pelos discípulos, no primeiro século, porque eles dos. Assim como Deus nos amou, devemos amar
acreditavam realmente que Deus amou o mundo outros e transmitir-lhes a boa notícia do evange-
de tal maneira que deu o seu único Filho para que lho (I Jo 4:10,11-12).
o mundo pudesse ser salvo (Jo 3:16-17). • Porque foi-nos dada a responsabilidade,
lembrando que é nosso dever levar a mensagem
É preciso falar, hoje, com a mesma convicção, de salvação a outros (I Co 9:16).
a mesma mensagem de boas notícias. As palavras • Porque precisamos seguir o exemplo do
de Jesus, em Mt 28:18-20, devem nos encorajar a Mestre. Ele é o Mestre dos mestres, no que se re-
cumprir, com todas as nossas forças, o seu desejo: fere a anunciar a salvação de Deus aos homens.
Jesus veio para fazer a vontade do Pai. Realizou
Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizan- essa obra pregando, ensinando, curando e falando
do-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito San- com o povo. Usou o seu tempo entre os discípulos,
to, ensinando-as a guardar todas as coisas que eu escribas, grupos de pessoas e indivíduos, doentes,
vos tenho mandado, e eis que eu estou convosco pobres e ricos e seus próprios inimigos. O Mestre
todos os dias, até a consumação dos séculos. estava sempre pronto a ensinar (Mt 9:35).

Como evangelizar?
Cristo direciona essas palavras a todos os seus
seguidores, em todas as gerações. Não é apenas • Devemos evangelizar orando
ao diretor de evangelismo da igreja, ao departa-
mento de evangelismo da Sofap, ao missionário ou A igreja primitiva crescia, e todo o movimento
ao responsável pelo campo. O “Ide” de Jesus está foi marcado pela oração. Os doze apóstolos dedi-
direcionado, também, a mim e a você. Precisamos caram seu tempo às duas coisas principais: à ora-
colocar em prática essas palavras de Jesus e cum- ção e ao ministério da palavra de Deus. Antes de
prir o desejo do Mestre, nosso Salvador. enviar homens para evangelizar, a igreja orava. Ela
necessitava da ajuda divina, sabia que as palavras
Se estamos fazendo pouco, precisamos mudar de Jesus eram promessas em que podiam confiar.
de atitude com relação ao evangelismo. Somos o
povo de Deus, escolhido por ele para proclamar o Por isso vos digo que tudo quanto em oração
amor de Deus e o evangelho de Jesus Cristo. Somos pedirdes, crede que recebestes, e será assim con-
raça eleita que ele capacitou com poder para cum- vosco (Mc 11:24). Eles não duvidaram das pro-
prir a nossa tarefa neste mundo. Vamos abrir nos- messas de Jesus e a oração tornou-se, assim, uma
so coração e permitir que o amor de Deus penetre, arma poderosa na evangelização.
para nos compadecermos dos que estão perdidos.
Que as palavras de Jesus, neste versículo, pe-
Há alegria no céu quando um pecador se arre- netrem bem fundo em nossos corações, para en-
pende (Lc 15:7,10). Os anjos se alegram, a igreja tendermos como é poderosa a oração da fé e que
se alegra e a pessoa que está evangelizando mui- ele cumpre suas promessas.
to se alegra e agradece a Deus.

15

apostila .indd 15 08/07/2009 15:20:19


Projet
o Priscila

• Devemos evangelizar sendo exemplo Quando se faz evangelismo pessoal?


Paulo garante aos seus filhos na fé: Nossa carta
de recomendação são vocês mesmos (...) conhecida É espontâneo e depende da oportunidade.
e lida por todos os homens (II Co 3:2). Jesus deu ên- Pode ocorrer a qualquer momento (II Tm 4:2).
fase ao exemplo, quando disse: Vocês são o sal da Em Atos 8:26-39, lemos a história de Filipe, que
terra (...) e a luz do mundo (...) Assim também a luz obedeceu ao “Ide” e foi para o lugar que o anjo
de vocês deve brilhar para que outros vejam as coisas indicou e encontrou, lá, um etíope, eunuco, lendo
boas que fazem e louvem o Pai que está nos céus” o Profeta Isaías. Filipe explicou o texto e anunciou
(Mt 5:13a, 14 e 16). Jesus. O eunuco creu em Jesus e foi batizado.

Como se faz Evangelismo Pessoal?


Nossas ações falam mais alto do que nossas
palavras; e, em todo tempo, somos observados É no poder e na dependência do Espírito Santo,
em nossa conduta diária. Nosso exemplo deve com oração e intercessão pelas pessoas a serem
dar testemunho de que Cristo vive em nós, a fim evangelizadas. O evangelista precisa conhecer o
de que, dessa maneira, outras pessoas também plano de salvação para poder transmitir aos que
possam vir a Cristo. ainda não conhecem Jesus. Há muitas pessoas
que estão próximas de nós, que precisam de uma
• Devemos evangelizar agindo explicação sobre o plano de salvação.

A oração e o exemplo pessoal são importan- Grupos de Estudo Bíblico


tes; porém, devem vir acompanhados de ação. É
preciso ir, é preciso falar, anunciar as boas novas O evangelismo através de grupos faz com que
a quem ainda não conhece Jesus. Vamos deixar a igreja cresça em número e também em quali-
crescer, dentro dos nossos corações, o amor pelo dade, pois as pessoas recebem o ensino através
próximo, a compaixão pelos perdidos. de estudos bíblicos, participam de momentos de
adoração, louvor e oração em conjunto, o que
A visão da IAP é “O Senhor Deus acrescentando proporciona comunhão, edificação e fortaleci-
o número dos salvos a cada dia em todas as igrejas mento da fé.
Adventistas da Promessa” (At 2:47). Isso só será al-
cançado quando cada uma de nós fizer a sua parte! Esses estudos devem acontecer sistematica-
Podemos orar e pedir a Deus que nos dê sabedoria mente (uma vez por semana, por exemplo). De-
para aproveitarmos bem as oportunidades diárias vem ser utilizados os estudos recomendados pela
que o Senhor nos dá, e estarmos preparadas sem- igreja e os mais adequados ao grupo. Um grupo
pre para agirmos nesse sentido. que não teve ainda nenhum contato com a Bí-
blia, por exemplo, deve utilizar um estudo mais
Formas de evangelizar simples, como “Vida Feliz”. Um grupo que já tem
algum conhecimento bíblico ou doutrinário pode
Evangelismo Pessoal utilizar um estudo mais detalhado, como “Tesouros
da Verdade” ou “Rudimentos da Doutrina”. Podem
É a obra do Espírito Santo, através de um cren- acontecer nos lares das famílias da igreja, de pes-
te salvo que se aproxima de pessoas não salvas, soas interessadas, ou na igreja, em programações
para falar sobre a salvação de Deus em Cristo Je- específicas (de mulheres, de jovens, infantis, etc.).
sus (At 8:26-39, 13:6-7).
O Deme (Departamento de Missões e Evangelis-
mo) elaborou, neste ano, um “Guia para Implanta-
ção de Grupos de Estudos Bíblicos”. Esse guia, junto

16

apostila .indd 16 08/07/2009 15:20:24


Projet
o Priscila

com a Bíblia que você já conhece, não foi elaborado crescer. Então, colabore para isso. Desempenhe seu
somente para os pastores e líderes de evangelismo, papel no corpo de Cristo e seja um canal de bênção!
mas para você, mulher promessista, que crê pia-
mente na promessa do Espírito Santo e no segundo Veja, a seguir, a II parte do Guia para Im-
advento de Cristo, e, com certeza, o aguarda com plantação de Grupos de Estudos Bíblicos, edi-
grande anseio. Você foi chamada por Cristo para tado pelo Deme, reproduzido, aqui, na íntegra:
anunciar essa promessa.

Neste guia, você verá instruções práticas de como O PREPARO E AS ATITUDES


anunciar Jesus de casa em casa, assim como a igreja DO EVANGELISTA
de Atos fazia: ... e cada dia o Senhor juntava ao grupo
as pessoas que iam sendo salvas (At 2: 46-47). Maldito aquele que fizer a obra do Senhor
fraudulentamente (Jr 48:10).
Você terá em mãos um Guia que abordará os
seguintes tópicos: O evangelista deve, antes de tudo, estar ciente
de que sua missão é divina e que, devido a isso,
l - Anunciar a salvação é um mandamento divino; precisa desempenhá-la de forma que não traga
escândalo para o reino de Deus. Diante disso, tal
II - O preparo e as atitudes do evangelista; qual um homem que se prepara árdua e detalha-
damente para colocar em prática um projeto pes-
III - Quanto à didática no Grupo de Estudos Bíblicos; soal, os que militam à frente da missão divina não
podem mostrar-se descuidados quanto ao prepa-
IV - Cuidados básicos para o bom funcionamento ro necessário para que a tarefa seja exercida com
do Grupo de Estudos Bíblicos; maturidade.

V - Passos para a implantação da metodologia A missão de quem está à frente de um Gru-


do Grupo de Estudos Bíblicos e po de Estudos Bíblicos é o de ensinar a salvação
em Jesus Cristo, transformando seus integrantes
VI - Programa do Curso Bíblico. em seus discípulos. Entretanto, no sentido de que
se logre êxito na divina incumbência de ensinar
Você poderá esclarecer todas as suas dúvidas e tudo que o Senhor nos tem mandado (Mt 28:20),
ter toda orientação, de uma forma simples e prática é preciso que o evangelista esteja ciente de al-
para montar um Grupo de Estudos em sua casa ou guns requisitos básicos que listaremos a seguir:
na casa dos interessados. Depois de ler, será a hora
de colocar a “mão na massa”. E olha que mulher 1. Oração: A oração é uma ferramenta indis-
entende muito bem disso! pensável no dia a dia daqueles que estão a ser-
viço de Cristo, uma vez que não temos que lutar
No dia 24 de janeiro de 2009, foi lançado, em contra a carne e o sangue, mas sim contra os prin-
todas as igrejas adventistas da promessa, o proje- cipados, contra as potestades, contra os príncipes
to: Dê trabalho para o seu pastor - Um milhão das trevas deste século, contra as hostes espiri-
de contatos missionários. Dizemos mais: Trabalhe tuais da maldade, nos lugares celestiais (Ef 6:12).
com o seu pastor! Comece, desde já, a oferecer um Da mesma forma, devemos estar cientes de que
estudo bíblico. Sua parte é oferecer, e é claro que, Satanás tentará, de alguma forma, arrancar a se-
se você tiver habilidade para ministrá-lo, não hesi- mente do evangelho, que está sendo lançada nos
te! Faça parte de um projeto que resgatará mui- corações dos que estiverem presentes ao estudo
tas vidas e você, querida irmã, poderá nos ajudar bíblico. Por isso, é aconselhável que se ore antes
muito nisso! A igreja de Deus foi estabelecida para de iniciar qualquer reunião de estudo das Sagra-

17

apostila .indd 17 08/07/2009 15:20:29


Projet
o Priscila

das Escrituras. Em seguida, repasse mentalmente te surgirão à sua frente, quando no exercício de
o estudo que você pretende ministrar e peça ao sua missão, principalmente perto dos não cristãos.
Senhor Jesus Cristo que, através do Espírito San-
to, conduza satisfatoriamente o estudo da lição. 5. Preparo: Uma das atitudes indispen-
sáveis para que se tenha uma ministração que
2. Pontualidade: Outro fator que não deve alcance o resultado desejado é a de se prepa-
ser negligenciado por parte do evangelista é rar com antecedência para isso. Dessa forma, é
o que diz respeito ao início e ao fim do estudo aconselhável que o evangelista tenha pronto,
bíblico. Neste caso, o tempo de duração deve uma hora antes do início da aula, tudo o que irá
permanecer em torno de uma hora, aproxima- usar na ocasião, e evite chegar atrasado ao estu-
damente. O estudo bíblico deve ser iniciado, im- do. Lembre que não devemos participar de ne-
preterivelmente, no horário combinado, pois a nhuma atividade na igreja de Cristo para a qual
seriedade com que o compromisso é tratado por não tenhamos tempo suficiente para interceder
parte do evangelista gera credibilidade, e o res- e nos preparar, pois maldito daquele que fizer
peito demonstrado nessa atitude será bem visto a obra do Senhor fraudulentamente (Jr 48:10).
por parte dos demais componentes do grupo.
6. Postura: Cuide para que todos possam
3. Gentileza: Mantenha o bom humor e o se sentar em cadeiras próximas umas das outras,
bom senso. Não faça comentários negativos em pois isso ajuda na participação e no envolvimento
relação a outras pessoas, ou mesmo a alguma geral. Não se coloque de pé (a não ser em casos
outra denominação religiosa. A ética nos ensi- especiais), à frente do grupo. Sente-se com todos,
na que só se permite citar nomes de pessoas ou junto ao grupo. Sempre que possível, coloque as
denominações religiosas no sentido de valorizar cadeias em forma de “U”, pois isso facilitará o en-
seus pontos positivos. Mesmo quando for neces- sino e a dinâmica em torno do assunto exposto.
sário mostrar nossas divergências doutrinárias, a
recomendação bíblica é que o façamos com se- 7. Discrição: Seja discreto com aqueles
riedade e honradez: A vossa palavra seja sempre que falam em demasia, bem como aqueles que,
agradável, temperada com sal, para que saibais sendo tímidos, dificilmente terão a iniciativa
como vos convém responder a cada um (Cl 4:6). de se pronunciar junto ao grupo, no sentido de
Não demonstre irritação, quando for confrontado não lhes causar constrangimento. Não faça per-
com algum questionamento diferente daqueles guntas que lhes tragam embaraços, e evite pia-
que esteja ministrando. É necessário que o evan- das. Respeite as pessoas em suas individualida-
gelista compreenda que as pessoas que fazem des, pois umas têm maior facilidade que outras
parte do seu Grupo de Estudos Bíblicos têm suas no aprendizado. Por isso, independentemente
próprias convicções. É possível que estejam equi- da facilidade de aprender um determinado as-
vocadas em algumas delas; entretanto, o amor e sunto, todos devem ser amados e valorizados.
o carinho são o único caminho possível para que
elas se deixem admoestar. Também, nesse caso, é 8. Apelo sem apelação: Ninguém pode ser
bom colocar em prática a orientação das Sagradas evangelizado à força, nem ser constrangido a
Escrituras, que dizem: A resposta branda desvia fazer algum tipo de sinal favorável à mensagem
o furor, mas a palavra dura suscita ira (Pv 15:1). de Cristo, caso seu coração não esteja realmen-
te convencido desta verdade. Atitudes que visam
4. Entusiasmo: Seja entusiasmada! Mostre forçar algo nesta direção só conduzem o pecador
que você realmente gosta de ministrar cursos bí- contra o evangelho. Mesmo as verdades que nos
blicos e que, sobretudo, tem convicção de que foi parecem mais cristalinas poderão ser vistas de ou-
chamada por Deus para cumprir essa divina tarefa. tra forma pelo aluno. Entretanto, caso se faça ne-
Nunca reclame das dificuldades que possivelmen- cessário, repasse os ensinamentos da forma que

18

apostila .indd 18 08/07/2009 15:20:35


Projet
o Priscila

possa lhe parecer mais compreensível, e somente • Amigos pessoais: que não fazem parte do
quando a compreensão lhe tenha sido suficiente, Corpo de Cristo e não frequentam a igreja.
siga avante com os demais estudos. Recomenda-
se que o apelo para que a pessoa aceite a verdade • Cônjuges: amigos casados, ou um dos
exposta seja gentil. Não faça apelo com apelação. cônjuges que não seja cristão. O cônjuge cristão
pode ajudar.
9. Vestir-se com moderação: A simplicidade
deve ser uma preocupação constante de todos os • Filhos: muitas famílias da igreja têm filhos
servos de Deus. Nesse caso em particular, é aconse- que ainda não obedecem à palavra de Deus.
lhável que se evite ostentação quanto à vestimenta.
• Parentes: quando não cristãos, com cer-
10. Higiene pessoal: Em se tratando da apa- teza respeitam você pela sua fidelidade a Cristo.
rência, todos os cuidados devem ser tomados, tanto Então, aproveite a oportunidade para ensinar.
em relação à vestimenta quanto à higiene pessoal.
• Vizinhos: eles devem notar que sua vida
11. Manter um tom de voz agradável: Evite é dedicada a Deus e a sua Igreja. São ótimos con-
o tom de mando e de exortação. Fale com mansi- tatos para evangelização.
dão e respeito; utilize uma tonalidade de voz que
não agrida os tímpanos das pessoas que estão • Visitantes na igreja: aja com os visitantes
sendo ministradas. como se estivesse recebendo uma visita em sua
própria casa; converse com eles. A presença deles
Como se tornar uma boa mostra que têm interesse na vida espiritual. O vi-
componente de Grupos sitante tem prioridade sempre.
de Estudo Bíblico
• Assistência social da igreja: O serviço de
• Acreditar no sucesso do ministério da assistência social pode resultar em bons contatos
visitação. de evangelismo.

• Desenvolver o seu potencial, preparando- Onde evangelizar?


se adequadamente: espiritual e didaticamente,
manejando bem a Palavra da verdade (II Tm 2:15). • Cerimônias de casamento: aproveitar a
oportunidade para receber bem os convidados
• Ser corajosa, perseverante, saber fazer para que queiram retornar.
amizade, mostrar simpatia.
• Funerais: neste momento, as pessoas
• Saber guardar segredo, exercitar a fé, visi- ficam mais sensíveis e dispostas a ouvir sobre a
tar no poder do Senhor. palavra de Deus.

• Orar sempre. Procure consagrar-se ao Se- • No trabalho: temos oportunidade para


nhor, intercedendo pelo grupo e por si mesma. mostrar Cristo através de uma vida reta no de-
sempenho de nosso serviço. O seu companheiro
Como encontrar contatos de trabalho vai notar a sua honestidade e vai se
interessar por saber mais da vida cristã.
Uma visão ampla e um coração cheio de
amor resultarão em contatos. É interessante fazer • Hospitais: todos apreciam atenção e cari-
uma lista com o nome de conhecidos: nho, especialmente na hora da doença. Ore com
eles, deixe um folheto com o endereço da igreja.

19

apostila .indd 19 08/07/2009 15:20:40


Projet
o Priscila

• Em outros lugares: nas filas do banco, do O EVANGELISMO DINÂMICO NO


supermercado, e outras; nos transportes coleti- MINISTÉRIO FEMININO
vos, nas escolas, em restaurantes e comércio em (PRÁTICA)
geral, enfim, onde você estiver, deve evangelizar.
O importante é ensinar, plantar a semente. Deus PARA AS REUNIÕES DA SOFAP
dará o crescimento no tempo certo.
Para que haja empenho, compromisso, dedi-
Como agir em visitas cação e participação ativa de todas as mulheres
a hospitais promessistas, sugerimos que, numa reunião da
Sofap, a dinâmica abaixo seja realizada, a fim de
• Entrar somente com autorização da por- conscientizar sobre a importância do nosso papel
taria, sempre em horário de visita. na evangelização.

• A visita deve ser rápida. Dinâmica de Evangelismo (Conscientização)

• Não forçar, se a visita estiver proibida por Objetivo: Levar o grupo a refletir sobre a for-
recomendação médica. ma de assimilarmos a palavra de Deus.

• Não sentar na cama do doente. Material: uma bolinha de isopor, um giz, um


vidro vazio (de remédio, por exemplo), uma es-
• Não contar seus problemas ao doente. ponja e uma vasilha com água.

• Não ficar ao pé da cama, mas ao lado do Primeiro passo: explicar que a água represen-
doente. ta a palavra de Deus e os objetos representam
cada um de nós.
• Nunca ajudar o paciente a deitar-se ou
sair da cama. Segundo passo: colocar a água na vasilha e
pedir para alguém colocar a bolinha de isopor na
• Nunca visitar, se você estiver com uma água. Compartilhar com o grupo o que acontece:
doença transmissível. o isopor não afunda e nem absorve a água.

• Mostrar-se alegre. Refletir: Somos também impermeáveis? Te-


mos encontrado na palavra de Deus verdades que
• Dizer palavras amáveis as outras pessoas se aplicam sempre as outras pessoas e não a nós?
no quarto. Temos reconhecido os defeitos dos outros e não
os nossos? Será que, quando vemos a situação
• Deixar o aposento, quando solicitado. das pessoas no mundo, ficamos apáticas, não nos
deixamos atingir com a situação de miséria, com
• Oferecer-se para orar com o paciente, e a falta de amor, de paz, com a falta de Deus para
fazê-lo de maneira discreta. a humanidade?

• Ter disponível literatura ou folhetos que Terceiro passo: Pedir para alguém mergulhar
possam ser oferecidos aos pacientes. o giz na água. Compartilhar com o grupo o que
acontece: o giz retém a água só para si.
• Ao sair, agradecer a quem permitiu a entrada.
Refletir: E nós? Estamos agindo como o giz, ao
retermos os ensinamentos da palavra de Deus só

20

apostila .indd 20 08/07/2009 15:20:45


Projet
o Priscila

para nós, sem compartilhar com outras pessoas? Batata quente bíblica: Forme um círculo com
Vamos à igreja, ouvimos falar do amor de Deus, da todas as participantes. Você preparará um brinde
paz e do poder de transformação que o evangelho que deverá ter várias embalagens (uma sobre a
produz, mas esquecemos a voz do mestre, que nos outra). Oriente o grupo que deverá passar o paco-
diz: Ide e pregai a toda criatura! (Mc 16:15). te de mão em mão, enquanto ouve uma música.
Quando a música for interrompida, a participante
Quarto passo: Encher o vidro com água e, em que segura o pacote, deverá abri-lo, tirar um pa-
seguida, esvaziá-lo, diante do grupo. Comparti- pel, dizer o seu nome, e continuar a brincadeira.
lhar com o grupo sobre o que acontece: o vidro Comunique que aquela que tirar a última emba-
ficou vazio! lagem realizará uma tarefa. A tarefa é ficar com o
brinde! Sugerimos que o brinde seja uma Bíblia.
Refletir: o vidro até esteve cheio de água, mas
esvaziou-se, foi incapaz de reter um pouco para si. Sorteio diferente: Anotar, em papéis, os no-
Assim agem as pessoas que se expõem à palavra mes de todos que chegarem para a realização de
de Deus, sem se deixarem trabalhar por ela. Até um sorteio diferente. Explicar que o ganhador do
frequentam as escolas bíblicas, ouvem as men- presente vai ser o último papel sorteado. À me-
sagens proferidas nos cultos, mas não guardam dida que forem sorteadas, você pode solicitar
nada do que ouvem, nem aplicam seu conteúdo a que cada participante levante a sua mão; assim
sua própria vida. o grupo irá se conhecendo. A partir daí, siga as
orientações contidas no “Guia para implantação
Quinto passo: Mergulhar a esponja na água e, em de Grupos de Estudos Bíblicos”.
seguida, espremê-la de forma a eliminar a água.
Através de Chás ou Encontros Evangelísticos:
Compartilhar com grupo o que acontece: a es-
ponja cede grande parte da água, mas permane- Pode ser na casa de uma sócia ou na igreja. Esta
ce molhada. pode ser uma excelente oportunidade para levá-las
a ouvir a palavra de Deus. A ideia é que cada sócia
Refletir: Assim devemos absorver a palavra de da Sofap convide uma amiga para o Chá da Tarde,
Deus! Enchemo-nos e nos fortalecemos do poder quando, num batepapo, poderão ser abordados
de Deus. Devemos querer compartilhá-la, transmi- temas específicos (depressão, saúde da mulher,
tir aos outros as boas novas do evangelho de Cristo educação de filhos, beleza, etiqueta, etc.). Pode-
e as ricas bênçãos que ele tem para nos oferecer. se falar da importância da amizade e reforçar que
Porém, precisamos permanecer “molhadas”. o melhor amigo que alguém pode ter é o Senhor
Jesus Cristo. O modelo de planejamento que você
EVANGELIZANDO MULHERES pode adaptar a sua realidade é o seguinte:

Através de Grupos de Estudo Bíblico: 1. O QUÊ? Encontro de mulheres.

Ao convidar suas amigas, pense numa ma- 2. POR QUÊ? Para estabelecer um relacio-
neira especial para fazê-lo. Faça um convite bem namento com as convidadas e as mulheres pro-
bonito! Nós, mulheres, gostamos de beleza e sim- messistas.
plicidade. Então, capriche! Se não souber fazer,
peça ajuda. Temos muitas irmãs habilidosas que 3. QUAL FINALIDADE? Evangelística.
podem nos auxiliar. No primeiro encontro, inicie
com uma dinâmica (quebragelo). Isso vai propor- 4. QUANDO? Agendar uma data em reunião.
cionar a descontração e apresentação das partici-
pantes. Segue dois exemplos: 5. QUEM? A Sofap

21

apostila .indd 21 08/07/2009 15:20:50


Projet
o Priscila

6. COMO? Com oração, jejum e envio de É imprescindível:


convites. Cada irmã deve trazer, no mínimo, uma
convidada. • Qualquer trabalho evangelístico precisa
de um programa de consagração prévia, conten-
7. QUANTO? Fazer o orçamento de gastos do muita oração, jejum e perseverança. Todas as
(Tesouraria da Sofap). sócias precisam ser envolvidas.

8. ONDE? A definir. EVANGELIZANDO CRIANÇAS

Sugestão de itens para Instrui o menino no caminho que deve andar, e até
a programação: quando envelhecer não se desviará dele. (Pv 22:6)

• Saudação As crianças também precisam da salvação.


Em nosso contato diário com elas, somos o tem-
• Louvores po todo observadas. Elas nos copiam, querendo
imitar-nos em tudo. Por isso, temos que vigiar em
• Leitura Bíblica nossa maneira de ser, falar, agir e vestir, a fim de
sermos sempre bons exemplos para elas. Muitas
• Oração mães querem trabalhar para o Senhor, e se des-
cuidam da missão de evangelizar seus próprios fi-
• Meditação Bíblica lhos. Precisamos cuidar para que isso não aconte-
ça e proporcionar-lhes acesso à palavra de Deus:
• Poesias
Em casa:
• Curiosidades sobre algumas mulheres da Bíblia
Devemos ensinar às crianças que elas
• Dicas de Saúde precisam da salvação, que o caminho
para alcançá-la é Jesus e que o maior
• Palestras presente que Deus nos concedeu foi a
salvação, através de seu filho.
• Apelo
• Ore com seus filhos. Isso deve ser fei-
É aconselhável: to num momento tranquilo, sem brincadeiras,
mas com expressão de amor, pois, através da ora-
• Confeccionar convites para serem entre- ção, elas aprenderão a ter intimidade com Deus.
gues com antecedência.
• Ajude-os no estudo diário da lição bíblica infantil.
• Preparar uma ficha de identificação das
participantes, contendo basicamente os seguintes • Ajude-os a memorizar versículos bíblicos.
dados: nome completo, endereço (rua, nº, bairro,
cidade, CEP, telefone, email) e quem a convidou. • Ajude-os a crescerem na fé em Deus,
dando-lhes a oportunidade de exercitarem-na, no
• Providenciar brindes para sorteios. dia a dia da família.

• Lembrancinhas para o final. • Incentive-os a participarem da Escola Bí-


blica (e outras atividades da igreja), sendo bons
• Doação de Bíblias para não crentes. exemplos neste item. Se os pais não valorizam

22

apostila .indd 22 08/07/2009 15:20:55


Projet
o Priscila

sua própria participação, não conseguirão ensinar • Ao buscar as crianças na escola.


isso aos filhos.
• No percurso de ida (ou de volta) para o
Através de gincanas trabalho.
e brincadeiras:
EVANGELIZANDO ATRAVÉS
• Testes bíblicos: quem encontra o livro do DO ENVIO DE CARTAS:
versículo citado mais rápido.
• Cartas para irmãs presidiárias:
• Batata quente: fala
de cor o versículo ou repete É também possível enviar uma carta do pró-
com ajuda da mãe a criança que estiver com o ob- prio punho, como fez Jeremias ao usar Baruque
jeto, quando a música parar. (Jr 36:17-18). Essa estratégia foi largamente usada
pelos apóstolos (l Co 16:21; Gl 6:11). Temos nossas
• Complete o versículo: você inicia e quem irmãs presidiárias, que anseiam receber mensagem
terminar corretamente ganha. de apoio, amor e fé. Podemos auxiliar, desta forma,
o ministério da capelania prisional.
• Quem consegue, num determinado tem-
po, dizer o maior número de nomes de persona- • Cartas para os nossos vizinhos:
gens bíblicos.
Mais vale o vizinho perto do que o irmão lon-
Aproveitando as ge (Pv 27:10b). Envie cartas para os vizinhos com
férias escolares: palavras de bênçãos, falando do grande amor de
Deus. Há muitos testemunhos de pessoas que fo-
Aproveite o período das férias escolares, para ram socorridas, altas horas da noite, pelo vizinho
receber, em casa, amiguinhos de seus filhos e mais próximo, quer seja com um remédio, com
falar-lhes do amor de Deus. Através de músicas, uma carona ao hospital, etc. Também é correto
brincadeiras e histórias bíblicas, você poderá convidar os vizinhos a participarem da alegria que
plantar nos corações destas crianças o amor por Jesus Cristo nos proporciona, ao encontrarmos a
Deus. Se tiver dificuldades de comunicação com ovelha que perdemos: Alegrai-vos comigo; achei
as crianças, peça ajuda a alguém do Dijap de sua minha ovelha perdida (Lucas 15:6).
igreja.
Devemos ser participantes em momentos de
EVANGELIZANDO ATRAVÉS DA DIS- dificuldade, seja com alimentos, seja com pala-
TRIBUIÇÃO DE FOLHETOS: vras. Com bom testemunho, será mais fácil que
ele aceite seu convite para um grupo de estudo
O folheto evangelístico é uma ótima ferramen- bíblico, um culto, etc.
ta, acessível a qualquer uma de nós. Precisamos
adquirir o hábito de ter sempre alguns exempla- Metodologia:
res conosco, que podem ser utilizados nos mais
variados lugares e ocasiões, como: Primeiro passo: Faça uma lista com os nomes
dos vizinhos mais próximos (da direita e da es-
• Na ida ao mercado, à feira, à padaria, à querda).
farmácia, etc.
Segundo passo: Adquira minivioletas e ela-
• Colocando dentro das caixas de correio bore cartinhas com um texto específico sobre o
dos vizinhos. amor de Deus, com uma chamada impactante:

23

apostila .indd 23 08/07/2009 15:21:00


Projet
o Priscila

Quer conhecer melhor este amor? Compareça


dia ____ às 15h, no _____(seu endereço)___ .

Terceiro passo: No dia e horário marcado, es-


teja pronta para recebê-los com alegria, seguindo
as orientações para realização de um Chá da Tar-
de, por exemplo. Esse poderá ser o início de um
grupo de estudo bíblico.

Quarto passo: providencie um caderno, que


deverá ser seu caderno de oração. Nele, você po-
derá registrar os pedidos de oração, ao final de
cada encontro.

Conclusão

O próprio Senhor Jesus nos diz: E será prega-


do este evangelho do reino por todo o mundo,
para testemunho a todas as nações. Então, virá
o fim (Mt 24:14). Vamos, então, evangelizar e
dizer: Vem Senhor Jesus! Ora vem Senhor Jesus!
(Ap 22:20).

24

apostila .indd 24 08/07/2009 15:21:05


Projet
o Priscila

Referências Bibliográficas:

PEARLMAN, Myer. Através da Bíblia: Livro por Livro. São Paulo: editora Vida, 1996.

BUCKLAND, A. R. Dicionário Bíblico Universal. São Paulo: Editora Vida, 1996.

SILVA, Genilson S. da. A fé sincera. In: de onde foi tirado o artigo. Cidade: Editora, ano.

COELHO FILHO, Isaltino Gomes. In: Estudo preparado para os pastores batistas. Cabo Frio, 2004.

Evangelismo – Amor em Ação

Garner Allen Dutton

Momento Missionário

Lições Bíblicas da IAP; Edição 270 – Jan/Fev/Mar/05

Departamento de Missões e Evangelismo da IAP. Guia para implantação de Grupos de Estudos

Bíblicos - Parte II. São Paulo, Editora A Voz do Cenáculo, 2009.

GARDNER, Paul. Quem é Quem na Bíblia Sagrada. São Paulo: Vida, 2002.

CHAMPLIN, Russel Norman. O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo. São

Paulo: Milenium, 1986.

CHAMPLIN, Russel Norman. Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia. São Paulo: Hagnos,

2001.

FARIAS Fº, José Lima. Priscila, uma mulher de coragem. In: Vidas que Ensinam. Lições para

Estudo Bíblico da Igreja Adventista da Promessa. Editora A Voz do Cenáculo, 2008.

25

apostila .indd 25 08/07/2009 15:21:10


Projet
o Priscila

26

apostila .indd 26 08/07/2009 15:21:16