Sie sind auf Seite 1von 6

1

A REGIONALIZAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO dividido alguns anos depois, dando origem ao estado de Mato
Grosso do Sul.
Regionalizar é dividir um espaço ou território em unidades
de área que apresentam características semelhantes. Essa Com as mudanças realizadas em virtude da Constituição
regionalização pode ser estabelecida segundo critérios físicos, de 1988., ficou definida a divisão brasileira que permanece até os
culturais ou socioeconômicos e tem como objetivos, políticas dias atuais. O Estado do Tocantins foi criado após o
administrativas, de planejamento e didáticos. desmembramento do norte de Goiás e incorporado à região Norte;
Roraima, Amapá e Rondônia tornaram-se estados autônomos;
Fernando de Noronha deixou de ser federal e foi incorporado ao
Principais Regionalizações do Território Brasileiro estado de Pernambuco.

As principais regionalizações do espaço brasileiro são: as


macrorregiões do IBGE, as regiões geoeconômicas e o meio- Regiões Geoeconômicas
técnico-científico-informacional.
As macrorregiões do IBGE

A divisão por macrorregião foi organizada pelo IBGE


(Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e é adotada como
oficial do Brasil.

Essa regionalização trata-se de uma proposta não oficial


elaborada em 1967 pelo geógrafo Pedro Pinchas Geiger.
A divisão estabelece três regiões: Amazônia, Nordeste e Centro-Sul.
As regiões geoeconômicas do Brasil não seguem os limites das
fronteiras dos estados, visto que seus critérios mais importantes são
Em 1941, o Instituto de Geografia e Estatística (IBGE) os aspectos sociais e econômicos, havendo grande dinamismo na
elaborou uma nova proposta de divisão para o país que, além dos delimitação espacial.
elementos físicos, considerou os aspectos socioeconômicos. A
região Norte era composta pelos estados do Amazonas, Pará,
Maranhão e Piauí e pelo território do Acre. Goiás e Mato Grosso Complexo Amazônico
formavam com Minas Gerais, a região Centro. Bahia, Sergipe e
Espírito Santo formavam a região Leste. O Nordeste era composto A região tem aproximadamente 5 milhões de km2,
por Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba e Alagoas. extensão que corresponde a quase 60% do território brasileiro.
Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Compreende todos os Estados da região Norte (com exceção do
Janeiro pertenciam à região Sul. extremo sul de Tocantins), o oeste do Maranhão e praticamente
todo o Mato Grosso.
Em 1945, o Brasil passou a ter sete regiões: Norte,
Nordeste Ocidental, Nordeste Oriental, Centro-Oeste, Leste As principais atividades econômicas desenvolvidas na
Setentrional, Leste Meridional e Sul. Na porção norte do Amazonas região amazónica são a agropecuária, que constitui o setor mais
foi criado o território de Rio Branco, atual estado de Roraima; no importante, e que inclusive é responsável por grande parte das
norte do Pará foi criado o Estado do Amapá. Mato Grosso perdeu queimadas na floreta Amazônica, o extrativismo vegetal, a
uma porção a noroeste (batizado como território de Guaporé) e mineração, e o setor industrial, com destaque par a zona industrial
outra ao sul (chamado território de Ponta Porã). O Sul, Paraná e de Manaus. A região é um fronteira que está a ser expandida e uma
Santa Catarina foram cortados a oeste, criando o território de reserva de recursos que está sendo explorada. Medidas foram
Iguaçu. adotadas para possibilitar maior integração entre a Amazônia e
Em 1969, o Brasil recebeu o desenho regional atual. Foi principalmente o Centro-Sul, como a construção de rodovias como
criada a região Sudeste, composta pelos estados de São Paulo e a Belém-Brasília, Brasília-Acre, além dos investimentos
Rio de Janeiro, sendo agrupados a Minas Gerais e Espírito Santo. principalmente na Zona Franca de Manaus, tentando integrar a
O Nordeste recebeu Bahia e Sergipe. Todo o território de Goiás, região à economia do país de forma mais efetiva.
ainda não dividido, pertencia ao Centro-Oeste. Mato Grosso foi

2
Complexo Regional Centro-Sul O critério estabelecido foi da divisão do meio-técnico-
científico-informacional, que trata da diferença do grau de
É composto pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa modernização, informação e das finanças no território brasileiro.
Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Essa divisão estabelece quatro regiões ou de “quatro
Grosso do Sul, Goiás, boa parte de Minas Gerais e uma pequena brasis”: Amazônia, Nordeste, Centro-Oeste e Região Concentrada.
área de Tocantins e Mato Grosso.

A região apresenta as duas maiores metrópoles brasileiras EXERCÍCIOS


(Rio de Janeiro e São Paulo), possui a maior parte da população do
país, cerca de dois terços dos habitantes. Além disso, também 1. (UERJ)
registra os maiores índices de urbanização e as maiores densidades
demográficas. Também concentra a maior parte das indústrias
brasileiras, o maior número de recursos econômicos, as atividades
agropecuárias mais avançadas tecnologicamente e o maior peso
sobre o PIB, com quase 80% das riquezas produzidas pelo país.

Complexo Regional Nordestino

Abrange inteiramente os estados do Alagoas, Bahia,


Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe,
além do leste do Maranhão e o norte de Minas Gerais.
É o segundo complexo regional mais populoso do país com
uma população de aproximadamente 48 milhões de habitantes,
sendo que cerca de 61% esta concentrada na área urbana.
Devido às diferentes particularidades físicas que possuí, a
área encontra-se separada em quatro sub-regiões: zona da mata,
agreste, sertão e meio-norte, e, tendo índices muito instáveis de
desenvolvimento humano no decorrer de suas zonas geográficas.

A região vem passando por um expressivo crescimento


econômico nos últimos anos, principalmente com a instalação de
indústrias. Muitas indústrias deixaram a região Sudeste e se
instalaram no Nordeste em busca de benefícios fiscais.
Faroeste caboclo
Na agricultura, a cana-de-açúcar é o principal produto da
região, produzido principalmente − Não tinha medo o tal João de Santo Cristo.
por Alagoas, Pernambuco e Paraíba. Era o que todos diziam quando ele se perdeu.
Deixou pra trás todo o marasmo da fazenda
Também é importante destacar os plantios de soja (Bahia, (...)
Maranhão e Piauí). No sertão nordestino os projetos de irrigação
viabilizaram o avanço de uma moderna agricultura: a fruticultura Ele queria sair para ver o mar
para exportação e produção de vinho, presente principalmente na E as coisas que ele via na televisão
área em torno de Petrolina em Pernambuco e Juazeiro na Bahia. Juntou dinheiro para poder viajar
De escolha própria, escolheu a solidão

Meio-técnico-científico-informacional (...)
E encontrou um boiadeiro com quem foi falar
Essa divisão foi criada em 1999 pelo geógrafo Milton Santos. (...)

Dizia ele: − Estou indo pra Brasília


Neste país lugar melhor não há.
(...)

E João aceitou sua proposta


E num ônibus entrou no
Planalto Central
Ele ficou bestificado com a cidade
(...)

E João não conseguiu o que queria quando veio pra


Brasília, com o diabo ter
Ele queria era falar pro presidente
Pra ajudar toda essa gente
Que só faz sofrer.

Renato Russo, “Que país é este?”, EMI, 1987.

O enredo do filme Faroeste caboclo, inspirado na letra da canção


de Renato Russo, foi contado muitas vezes na literatura brasileira:
o retirante que abandona o sertão em busca de melhores condições
de vida.

3
A existência de retirantes está associada fundamentalmente à d) A região Nordeste do país compreende 09 estados brasileiros,
seguinte característica da sociedade brasileira: excetuando-se apenas o estado do Maranhão e incluindo o norte
de Minas Gerais.
a) expansão acelerada da violência urbana e) A figura representa as três grandes regiões geoeconômicas, ou
b) retração produtiva dos setores industriais complexos regionais, que obedecem acritérios ligados aos
c) disparidade econômica entre as regiões nacionais aspectos naturais e ao processo de formação sócio-espacial do
d) crescimento desordenado das áreas metropolitanas território brasileiro. Trata- se de uma proposta não oficial
difundida entre os pesquisadores e na mídia em geral.

2. (PUC-SP) Leia com atenção:


4. (IFG) Sobre a região Norte do Brasil, é correto afirmar que:
“[...] todo espaço regional é fruto de uma história geológica,
geomorfológica, pedológica e hidrológica, modificado por a) possui altíssima densidade demográfica, isto é, grandes vazios
sucessivas formas de atividades antrópicas, às vezes bastante populacionais, principalmente no estado do Amazonas.
perturbadoras.” b) sob fomento de políticas públicas, vários projetos agropecuários,
de mineração e industriais foram desenvolvidos, a exemplo da
(Aziz Ab'Sáber. Escritos ecológicos. São Paulo: Lazuli Editora, 2006. P. 34) Zona Franca de Manaus.
c) possui a maior floresta tropical xerófila do mundo, que vem sendo
Segundo o autor, vários são os processos que formam o espaço devastada a cada ano e também se estende por estados da
regional. A partir do que ele diz, pode-se perceber, nas realidades região nordeste e por outros países da América do Sul.
regionais, que d) devido à apropriação ilegal, terras devolutas, posseiros e grileiros,
a região apresenta inúmeros conflitos por terra, especialmente
a) numa região tropical, as ações humanas juntamente com os no norte de Mato Grosso.
fenômenos geológicos são os principais elementos na e) sua diversidade cultural é resultado da colonização efetuada por
constituição do perfil da região. japoneses, italianos e negros, no final do período colonial, além
b) ações humanas como a urbanização e a modificação do curso de portugueses e dos povos indígenas.
dos rios, por exemplo, somente são importantes na forma de
uma região, se forem perturbadoras.
c) por serem perturbadoras, especialmente quando mal planejadas,
as ações humanas terminam dando o tom principal das 5. (UFAL) O gráfico mostra o percentual de municípios com taxas
características de uma região. de analfabetismo igual ou superior a 25% da população no Brasil e
d) uma região condensa em suas características a complexidade por estados.
tanto dos fenômenos naturais, como da produção social do
espaço.
e) a história dos processos naturais, embora marcada pelos tempos
longos da natureza, tem menor importância na determinação dos
quadros regionais.

3. (UENP) Com base na figura seguinte, assinale a alternativa


correta.

Disponível em: http://www.ipea.gov.br. Acesso em: 30/11/2013.

O gráfico demonstra claramente que há um descompasso entre as


regiões brasileiras, pois

a) os estados do sudeste não aparecem no gráfico, demonstrando


que não possuem nenhum município com mais de 25% da
população analfabeta.
b) todos os estados nordestinos aparecem no gráfico e apresentam
índices superiores a média do Brasil.
a) A figura destaca as três macrorregiões naturais do Brasil, c) todas as regiões são representadas no gráfico, mas apenas duas
segundo o IBGE (1960), que dividiu o país em Amazônia, apresentam índices acima da média nacional.
Nordeste e Centro Sul. d) os índices dos estados da região norte superam a média
b) A Amazônia corresponde à região Norte, incluindo os estados de brasileira e se aproximam da média do nordeste.
Tocantins, Mato Grosso e Maranhão. e) apesar de todos os estados do centro-oeste aparecerem no
c) A região Centro Sul corresponde às regiões Sul, Sudeste e Centro gráfico, seu índice é abaixo da média brasileira.
Oeste, além do Distrito Federal e do vale do rio São Francisco.

4
6. (UFRN) O espaço brasileiro pode ser dividido a partir de d) O número 7 indica o estado de Pernambuco, que é um estado
diferentes critérios de regionalização. Um desses critérios está muito rico em diversidade cultural, podemos destacar o Rei do
representado no mapa a seguir. Baião que nasceu na cidade de Exú. Merece destaque também
o Carnaval de Olinda.
e) O número 1 indica o estado do Piauí, que tem por capital a cidade
de Teresina e possui o complexo industrial de Camaçari.
Destaca-se também o turismo arqueológico em São Raimundo
Nonato e Sete Cidades.

8. (UFRN) O turismo representa um importante segmento da


economia do Rio Grande do Norte. Essa atividade, explorada
sobretudo na área litorânea, tem na paisagem um dos seus
principais atributos. Dentre os elementos da paisagem que são
valorizados turisticamente, no estado, destacam-se

a) as falésias que se constituem canais de comunicação entre o mar


e as lagoas.
b) as dunas que se constituem em formações arenosas decorrentes
da ação dos ventos.
c) as enseadas que se apresentam com formas de relevo
escarpadas resultantes do movimento das águas oceânicas.
d) as penínsulas que se apresentam como barreiras que bloqueiam
o movimento das ondas.

Disponível em: www.cienciamao.usp.br. Acesso em 24 jul. 2013. 9. (UNIFENAS) O mapa a seguir apresenta a proposta de
regionalização do Brasil baseada em três grandes complexos
A divisão regional do Brasil, apresentada nesse mapa, está baseada regionais ou regiões geoeconômicas.
no critério

a) geoambiental.
b) político-administrativo.
c) geoeconômico.
d) político-cultural.

7. (URCA) Tendo como base a figura que representa o território do


Nordeste, assinale a alternativa que traz informações corretas
quanto ao número indicado.

A regionalização proposta no mapa

I) adota exclusivamente o critério político-administrativo, e suas


fronteiras coincidem com as fronteiras dos estados.
II) utiliza critérios abrangentes como o processo de formação
histórico e econômico do Brasil, associado à modernização
brasileira, através de suas atividades produtivas;
III) desconsidera os limites entre os estados como estratégia de
valorização da organização político-administrativa
proposta pelo IBGE, em 1969, para a criação da chamada região
a) O número 3 indica o estado do Ceará, que tem por capital a concentrada.
cidade de Fortaleza, é drenado pelo rio Jaguaribe e faz parte da IV) engloba uma porção do norte de Minas Gerais no complexo
região de Clima Tropical Úmido do Nordeste. nordestino, tendo em vista suas características semiáridas e o
b) O número 4 indica o estado da Paraíba, que é atravessado pela seu baixo dinamismo econômico regional.
Linha do Equador, tem como atrações turísticas o São João de V) inclui o estado do Maranhão, em sua totalidade, no Complexo
Campina Grande e as formações rochosas da Barreira do Amazônico.
Inferno no Litoral de João Pessoa.
c) O número 1 indica o estado do Maranhão, cuja capital, São Luis, Estão corretas apenas
localiza-se em uma ilha, destaca-se também pela presença do
Porto de Itaqui que é muito importante para exportação de a) I e II.
minério de ferro. b) II e IV.

5
c) III, IV e V.
d) IV e V.
e) I, II, III e IV.

10. (FACASPER) No final da década de 1990, foi proposta uma nova


regionalização para o país, conforme se pode observar abaixo.

(Santos, Milton & Silveira, Maria Laura. O Brasil: Território e sociedade no


início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2001. p.308)

Essa divisão regional foi realizada a partir de critérios

a) morfoestruturais e climáticos, sendo que 1 corresponde à região


de grandes rios e terras baixas florestadas que ainda
permanecem com grandes espaços praticamente intocados.
b) de planejamento estratégico, sendo que 2 corresponde à região
com maior número de estudos e políticas de intervenção, a
exemplo do recente projeto de transposição das águas do rio
São Francisco.
c) de concentração de meios técnico-científicos e de difusão de
informações, sendo que 3 corresponde à região que concentra
maior número de atividades associadas ao processo de
globalização.
d) relacionados à biodiversidade, sendo que 1 e 4 são regiões que
se destacam pela grande variedade de animais e formações
vegetais, a exemplo da floresta Amazônica, do Cerrado e do
Pantanal.
e) político-administrativos, sendo que 2 e 3 são regiões que
englobam mais da metade dos eleitores do país e, portanto,
usufruem de maior representatividade popular no Congresso
Nacional.

GABARITO

01 – C 02 – D 03 – E
04 – B 05 – B 06 – C
07 – D 08 – B 09 – B
10 – C