Sie sind auf Seite 1von 29

Metodologia de Pesquisa para

Ciência da Computação

http://publicationslist.org/junio
Prof. Raul Sidnei Wazlawick, 2009

Profs. Junior e Agma


ICMC-USP

http://publicationslist.org/junio
Provocação
• Por que vc está fazendo Pós-Graduação?
• Busca de novos conhecimentos, aprimoramento profissional
• Trazer retorno positivo para a sociedade
• Ingresso na carreira docente (Academia)

http://publicationslist.org/junio
• Disputar posições na Indústria que exigem Doutorado
• Iniciar uma carreira em Pesquisas
• Evolução na carreira docente
• Aprimoramento profissional para apoio à empresa
• Preparação para ingresso no mercado
• ....

http://publicationslist.org/junio

2
Provocação
• Como obter sucesso/destaque no meu curso de Pós-Graduação?
• O que é sucesso na PG?

• Knowledge and Information Management: Is it possible to do


interesting and important research, get funded, be useful and have

http://publicationslist.org/junio
fun?
• Dr. Maria Zemankova, National Science Foundation
• Keynote III: 11th International Conference on Information and Knowledge Management
(CIKM'02)

http://publicationslist.org/junio

3
Definições
• Método (do grego met'hodos)
• “caminho para chegar a um fim”
• portanto, o caminho em direção a um objetivo;

http://publicationslist.org/junio
• Metodologia é o estudo do método,
• o corpo de regras e procedimentos estabelecidos
para alcançar um objetivo

• Metodologia científica é o estudo sistemático e lógico


dos métodos empregados nas ciências, seus
fundamentos, sua validade e sua relação com as teorias
científicas.
http://publicationslist.org/junio

4
Discussão

O conceito de “Ciência”, como o conhecemos hoje, e que


é a base para a evolução do conhecimento humano, foi
“formalizado” pelo filósofo francês Renè Descartes, no

http://publicationslist.org/junio
século XVII.
É baseado em três aspectos fundamentais:
• Observação
• Explicação
• Validação pelos pares

http://publicationslist.org/junio

5
Passos da Caminhada
Científica
• Pensar criticamente;
• Selecionar os problemas que são relevantes;

http://publicationslist.org/junio
• Buscar soluções apropriadas;
• Comparar sua solução com as existentes;
• Apresentar convenientemente as soluções obtidas,
destacando os benefícios alcançados.
Demanda Método/disciplina,
curiosidade,
gostar de desafios,
ser persistente,
ser resiliente,
não procrastinar http://publicationslist.org/junio

6
http://publicationslist.org/junio
Capítulo 1
Introdução

http://publicationslist.org/junio

7
Era uma vez...
♦ Um aluno de mestrado
♦ Um problema: havia um rio cortando a
cidade ao meio e não havia meio seguro de

http://publicationslist.org/junio
atravessá-lo

http://publicationslist.org/junio

8
http://publicationslist.org/junio
http://publicationslist.org/junio

9
Era uma vez...
♦ Um aluno de mestrado
♦ Um problema: havia um rio cortando a
cidade ao meio e não havia meio seguro de

http://publicationslist.org/junio
atravessá-lo
♦ O aluno estudou:
♦ molécula de água, comportamento de
rios, correnteza, e gravidade

http://publicationslist.org/junio

10
Era uma vez...
♦ Um aluno de mestrado
♦ Um problema: havia um rio cortando a
cidade ao meio e não havia meio seguro de

http://publicationslist.org/junio
atravessá-lo
♦ O aluno estudou:
♦ molécula de água, comportamento de
rios, correnteza, e gravidade
♦ Solução encontrada: catapultar as pessoas
para que atravessassem o rio

http://publicationslist.org/junio

11
http://publicationslist.org/junio
http://publicationslist.org/junio

12
http://publicationslist.org/junio
http://publicationslist.org/junio

13
Experimentos

http://publicationslist.org/junio
http://publicationslist.org/junio

14
Experimentos
♦ 1º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta – 5%
sobreviveram
♦ Conclusão: solução com potencial que podia ser
melhorada

http://publicationslist.org/junio
http://publicationslist.org/junio

15
Experimentos
♦ 1º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta – 5%
sobreviveram
♦ Conclusão: solução com potencial que podia ser
melhorada

http://publicationslist.org/junio
♦ 2º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta
usando paraquedas – 50% sobreviveram
♦ Conclusão: melhora substancial (1.000%), mas
que ainda podia ser melhorada

http://publicationslist.org/junio

16
Experimentos
♦ 1º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta – 5%
sobreviveram
♦ Conclusão: solução com potencial que podia ser
melhorada

http://publicationslist.org/junio
♦ 2º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta
usando paraquedas – 50% sobreviveram
♦ Conclusão: melhora substancial (1.000%), mas
que ainda podia ser melhorada
♦ 3º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta e
aterrisaram em um colchão de ar do outro lado – 95%
sobreviveram
♦ Conclusão: resultados satisfatórios
♦ Trabalho futuro: usar um algoritmo para ajustar a
catapulta de acordo com o peso da pessoa
http://publicationslist.org/junio

17
Experimentos
♦ 1º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta – 5%
sobreviveram
♦ Conclusão: solução com potencial que podia ser
melhoradaDissertação pronta, texto entregue.

http://publicationslist.org/junio
♦ 2º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta
usando paraquedas – 50% sobreviveram
♦ Conclusão: melhora substancial (1.000%), mas
que ainda podia ser melhorada
♦ 3º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta e
aterrisaram em um colchão de ar do outro lado – 95%
sobreviveram
♦ Conclusão: resultados satisfatórios
♦ Trabalho futuro: usar um algoritmo para ajustar a
catapulta de acordo com o peso da pessoa
http://publicationslist.org/junio

18
Experimentos
♦ 1º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta – 5%
sobreviveram
♦ Conclusão: solução com potencial que podia ser
melhoradaDissertação pronta, texto entregue.

http://publicationslist.org/junio
♦ 2º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta
usando paraquedas – 50% sobreviveram
♦ Conclusão:No entanto,
melhorao aluno foi reprovado.
substancial (1.000%), mas
que ainda podia ser melhorada
♦ 3º.: 100 pessoas atravessaram o rio via catapulta e
aterrisaram em um colchão de ar do outro lado – 95%
sobreviveram
♦ Conclusão: resultados satisfatórios
♦ Trabalho futuro: usar um algoritmo para ajustar a
catapulta de acordo com o peso da pessoa
http://publicationslist.org/junio

19
Porque o aluno foi reprovado?

http://publicationslist.org/junio
http://publicationslist.org/junio

20
Porque o aluno foi reprovado?
1) Não fez a correta revisão bibliográfica:
maneiras já existentes de se atravessar um rio
como pontes, teleféricos, e barcos (~100% de
sobreviventes) – acreditava ser a primeira pessoa

http://publicationslist.org/junio
a tentar resolver o problema

http://publicationslist.org/junio

21
Porque o aluno foi reprovado?
1) Não fez a correta revisão bibliográfica:
maneiras já existentes de se atravessar um rio
como pontes, teleféricos, e barcos (~100% de
sobreviventes) – acreditava ser a primeira pessoa

http://publicationslist.org/junio
a tentar resolver o problema
2) Usou a primeira ferramenta que encontrou

http://publicationslist.org/junio

22
Porque o aluno foi reprovado?
1) Não fez a correta revisão bibliográfica:
maneiras já existentes de se atravessar um rio
como pontes, teleféricos, e barcos (~100% de
sobreviventes) – acreditava ser a primeira pessoa

http://publicationslist.org/junio
a tentar resolver o problema
2) Usou a primeira ferramenta que encontrou
3) Comparação dos resultados com seu próprio
trabalho

http://publicationslist.org/junio

23
Porque o aluno foi reprovado?
1) Não fez a correta revisão bibliográfica:
maneiras já existentes de se atravessar um rio
como pontes, teleféricos, e barcos (~100% de
sobreviventes) – acreditava ser a primeira pessoa

http://publicationslist.org/junio
a tentar resolver o problema
2) Usou a primeira ferramenta que encontrou
3) Comparação dos resultados com seu próprio
trabalho
4) Escolheu um problema local que, talvez, não
fosse de interesse para todo mundo

http://publicationslist.org/junio

24
Porque o aluno foi reprovado?
1) Não fez a correta revisão bibliográfica:
maneiras já existentes de se atravessar um rio
como pontes, teleféricos, e barcos (~100% de
sobreviventes) – acreditava ser a primeira pessoa

http://publicationslist.org/junio
a tentar resolver o problema
2) Usou a primeira ferramenta que encontrou
3) Comparação dos resultados com seu próprio
trabalho
4) Escolheu um problema local que, talvez, não
fosse de interesse para todo mundo
5) Falta de comunicação com o orientador

http://publicationslist.org/junio

25
Porque o aluno foi reprovado?
1) Não fez a correta revisão bibliográfica:
maneiras já existentes de se atravessar um rio
como pontes, teleféricos, e barcos (~100% de
sobreviventes) – acreditava ser a primeira pessoa

http://publicationslist.org/junio
a tentar resolver o problema
2) Usou a primeira ferramenta que encontrou
3) Comparação dos resultados com seu próprio
trabalho
4) Escolheu um problema local que, talvez, não
fosse de interesse para todo mundo
5) Falta de comunicação com o orientador
6) Escolha da variável errada
http://publicationslist.org/junio

26
Dois “Lados” da Pesquisa

http://publicationslist.org/junio
Entrada Saida
- Aprender novo - Divulgar novo
conhecimento conhecimento
- Buscar - Contribuimos
inspiração para a expansão
- Buscar parcerias do estado da arte

http://publicationslist.org/junio

27
DAVIS, M. Scientific papers
Bibliografia
and presentations. San Diego: Academic
Press, 1997.
ECO, H. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1985.
GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 3. ed. São Paulo: Atlas,
1996.
GIL, A. C. Pesquisa Social. São Paulo: Atlas, 1994.

http://publicationslist.org/junio
LAKATOS, E. M., MARCONI, M. de A. Fundamentos da metodologia
científica. São Paulo: Atlas, 1996.
MATTAR NETO, J. A.. Metodologia científica na era da informática. São
Paulo: Saraiva, 2002.
MEDEIROS, J. B.. Redação científica: a prática de fichamentos, resumos,
resenhas. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2000.
OLIVEIRA, S. L.. Tratado de metodologia científica: projetos de pesquisas,
TGI, TCC, monografias, dissertações e teses. São Paulo: Pioneira,
2001.
SALOMON, D. Como fazer uma monografia. 4ªEdição. São Paulo: Martins
Fontes, 1996.
SEVERINO, A. J.. Metodologia do trabalho científico. 22 ed. São Paulo:
Cortez, 2000.
http://publicationslist.org/junio

www.bu.ufsc.br
28
Layout e bibliografia extraídos de http://goo.gl/m9i0m

O conteúdo da apresentação não é uma reprodução exata do conteúdo


do livro, não sendo, portanto, de responsabilidade do autor Prof. Raul

http://publicationslist.org/junio
Sidnei Wazlawick

http://publicationslist.org/junio

29