Sie sind auf Seite 1von 33

Valdir – O Pipoqueiro

Empreendedor

• Qual era a visão do Valdir?

• Quais os valores que o


Valdir possuía?
Qual a visão da PIB Curitiba?
“Levar pessoas a um
relacionamento intenso
com Deus, amar e servir
ao próximo e fazer Jesus
conhecido em todos os
povos, no poder do
Espírito Santo.”
Esta frase define a nossa visão. A visão e uma imagem clara de algo
que o líder quer que seu grupo seja ou faça. Basicamente ela serve
para dois propósitos:

a) Dar o rumo a ser seguido


E a visão que apontara a direção.

b) Definir a identidade do ministério


Como igreja local necessitamos de uma definição clara do
tipo de ministério que desenvolvemos.
E para que consigamos alcançar a nossa
visão que é:

Levar pessoas a um relacionamento intenso com Deus;

Amar e servir ao próximo; e

Fazer Jesus conhecido em todos os povos...


... Sabemos que não podemos confiar em nossas próprias forcas e
capacidades, mas sim no poder do Espírito Santo.
Devemos crescer em três direções:
PRIMEIRA:
PARA O ALTO

• Isto se relaciona com a


nossa vida de comunhão
com Deus.
• Efésios 2.21

• Efésios 4.15 e 16

• Colossenses 1.10

• Colossenses 2.19

• 2 Pedro 3.18
SEGUNDA:
PARA FORA

• Nesta direção olhamos


para o mundo. Não
queremos ficar entre as
quatro paredes da igreja.
• Mateus 28.18-20

• Mateus 18.14

• Atos 1.8
Sendo assim, crescer para fora torna-se imperativo para nossa igreja.
Nos queremos alcançar o mundo para Cristo!
TERCEIRA:
PARA DENTRO

• Crescer nesta direção e


melhorar cada vez mais os
nossos relacionamentos
individuais que devem ser
baseados no amor ao próximo
como a nos mesmos, como nos
ensina Jesus em Marcos 12.31.
• Atos 2.42

• Filipenses 2.1-8

• Efésios 4.31-32
Como funciona a PIB?
Celebrações:

Celebrações: Cremos que precisamos ser edificados uns com os outros


através de nossos cultos. Esse é o momento de louvarmos a Deus juntos,
escutar a palavra de Deus, orarmos uns pelos outros, entre outras.
Ministérios:

Cremos que cada membro da PIB Curitiba pode servir a Deus através de
seus dons. Neste sentido, ele poderá se envolver nos diversos
ministérios da igreja, sentindo-se útil no Reino de Deus.
Célula:

Cremos que cada membro da nossa igreja precisa viver comunhão


intensa no Corpo de Cristo. Assim, as células existem pra que ele
desfrute de uma família espiritual que vai ajudá-lo na sua
caminhada cristã.
A Visão de Células
Conceito

As células não são uma invenção moderna. Ao olharmos para a igreja


neotestamentaria veremos que as reuniões nas casas eram essenciais
para o cumprimento da sua missão. Estas reuniões não eram meros
encontros amigáveis, mas sim, uma estratégia eficiente para a pregação
do Evangelho e pastoreio mutuo. O livro de Atos nos mostra que no
inicio da igreja primitiva o seu crescimento se dava a partir do ministério
desenvolvido nas casas. (At. 42, 46-47)
Bases fundamentais

Resistir às perseguições

Penetrar no mundo

Equipar os santos

Mudar a sociedade

Adorar a Deus

Edificar a si mesma

Treinar líderes
Dois fatores importantíssimos garantiam
aquele povo esta capacidade de trabalho:

Primeiro: A presença de Cristo


Segundo: A comunidade dos grupos pequenos - A igreja naquele
tempo era baseada nas casas. Eles entendiam que eram uma
grande família.
Desenvolvimento das Células ao
longo da História
No ano de 312 a igreja começou a perder o equilíbrio entre as reuniões
de celebração no templo e nas casas.
No ano de 1517, Martinho Lutero deu início à reforma protestante e
transformou a teologia, mas não conseguiu mudar a estrutura da igreja.
Logo depois da reforma surgiram os anabatistas, vindos das igrejas
reformadas. Estes não só mantiveram a mudança na teologia feita pelos
reformadores como também começaram a mudar a estrutura da igreja.
Posteriormente surgiram os puritanos, considerados os primeiros
crentes da igreja evangélica. Um dos dirigentes puritanos foi Felipe
Spener, que continuou fazendo reuniões de células nas casas.
No ano de 1738, João Wesley, inspirado no Movimento Morabo deu início a
reuniões de pequenos grupos denominados Círculos Santos em que os crentes
oravam, estudavam a Bíblia e encorajavam-se mutuamente.
Assim chegamos ao século XX, época em que começa o que chamamos “o
movimento celular moderno” no qual nos encontramos hoje. O pai do
movimento de células moderno é o Pastor David Yonggi Cho. Esse movimento
nasceu em 1964, em Seul, Coréia, com 20 células.
Células? Pra quê? Por quê?
As células conduzem as pessoas a um comprometimento real com o
Senhor Jesus Cristo e de uns para com os outros.
A comunhão fortalece o Corpo de Cristo e traz à unidade do Espírito
Assim, as células
foram criadas:

Para desenvolver o espírito


comunitário, nutrindo seus
membros, capacitando-os a
serem testemunhas do
evangelho e do poder de Deus;
Para que seus membros se tornem íntimos, ajudando-se mutuamente,
praticando o amor e o serviço, aprendendo a orar, perdoar, amar o
próximo, compartilhar a fé, suas necessidades, enxergar as necessidades
do irmão e exercitar os dons espirituais;
Para que seus membros sejam levados ao treinamento de liderança,
multiplicando as células;
Para desenvolver a visão de ministério para o serviço, assim como o
evangelismo e o discipulado.
Nesta semana, você deverá ler a Palavra de
Deus e escrever em um papel o seguinte:

Onde quero chegar como líder de célula?

Quais as motivações que me encorajam a ser um líder?

Minhas motivações estão corretas segundo a Palavra de Deus?