Sie sind auf Seite 1von 8

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS

SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA


SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DE ENSINO DE PATROCÍNIO

ATIVIDADES DE REVISÃO
PREPARAÇÃO PARA O PROEB

CICLO COMPLEMENTAR 5º ANO

SEGUNDO SEMESTRE – 2013

LÍNGUA PORTUGUESA

ATIVIDADES DE REVISÃO 3
QUESTÃO 1: D11 - Reconhecer relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conjunções,
advérbios etc.
(Prova Brasil). Leia o texto abaixo.
Poluição do solo
É na camada mais externa da superfície terrestre, chamada solo, que se desenvolvem os
vegetais. Quando o solo é contaminado, tanto os cursos subterrâneos de água como as plantas
podem ser envenenadas.
Os principais poluentes do solo são os produtos químicos usados na agricultura. Eles servem
para destruir pragas e ervas daninhas, mas também causam sérios estragos ambientais.
O lixo produzido pelas fábricas e residências também pode poluir o solo. Baterias e pilhas
jogadas no lixo, por exemplo, liberam líquidos tóxicos e corrosivos. Nos aterros, onde o lixo das
cidades é despejado, a decomposição da matéria orgânica gera um líquido escuro e de mau cheiro
chamado chorume, que penetra no solo e contamina mesmo os cursos de água que passam bem
abaixo da superfície.
{...}
Almanaque Recreio. São Paulo: Abril. lmanaques CDD_056-9. 2003.

No trecho “É na camada mais externa da superfície terrestre” (ℓ.1), a expressão sublinhada


indica:

(A) causa.
(B) finalidade.
(C) lugar.
(D) tempo
_________________________________________________________________________________
____
QUESTÃO 2: D23 - Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados.
(Prova Brasil). Leia o texto abaixo.
Continho

Era uma vez um menino triste, magro e barrigudinho. Na soalheira danada de meio-dia, ele
estava sentado na poeira do caminho, imaginando bobagem, quando passou um vigário a cavalo.
— Você, aí, menino, para onde vai essa estrada?
— Ela não vai não: nós é que vamos nela.
— Engraçadinho duma figa! Como você se chama?
— Eu não me chamo, não, os outros é que me chamam de Zé.

MENDES CAMPOS, Paulo, Para gostar de ler - Crônicas. São Paulo: Ática, 1996, v. 1 p. 76.

Há traço de humor no trecho:


(A) “Era uma vez um menino triste, magro”. (ℓ. 1)
(B) “ele estava sentado na poeira do caminho”. (ℓ. 3)
(C) “quando passou um vigário”. (ℓ. 4)
(D) “Ela não vai não: nós é que vamos nela”. (ℓ. 7)
_________________________________________________________________________________
____
QUESTÃO 3: D21 - Reconhecer o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações.
(SAEPE). Leia o texto abaixo.
A palavra AHÁÁ!!, no último quadrinho, está escrita com letras maiores:
(A) porque a palavra é sem sentido.
(B) para enfatizar a reação de satisfação da mulher.
(C) porque a palavra é pequena.
(D) para enfatizar a reação de desespero do homem
__________________________________________________________________________________________
_
QUESTÃO 04: D7 Identificar a função de diferentes gêneros

(Prova Brasil). Leia o texto abaixo.

A finalidade do texto é

(A) dar um recado.


(B) dar uma orientação.
(C) convidar para uma festa.
(D) ensinar a fazer uma festa de aniversário.
_________________________________________________________________________________
____
QUESTÃO 5: D11 - Reconhecer relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conjunções,
advérbios etc.

Leia o texto abaixo.


No trecho ― “Tchau, mãe! Vou brincar lá fora.”, a expressão lá fora dá uma ideia de”
A) causa.
B) lugar.
C) modo.
D) tempo.

_________________________________________________________________________________________
____
QUESTÃO 06: D13 - Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados

(SPAECE). Leia o texto abaixo

Disponível em: <http://www.monica.com.br>. Acesso em: 16 jul. 2009.

O humor desse texto está


A) na expressão de força do menino atleta, no primeiro quadro.
B) na posição invertida dos meninos, no último quadro.
C) no cansaço do menino atleta, no terceiro quadro.
D) no olhar do menino fotógrafo, no segundo quadro.
______________________________________________________________________________________
_
QUESTÃO 7: D21 - Reconhecer o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações.

(Prova brasil). Leia o texto abaixo.

O que disse o passarinho

Um passarinho me contou
que o elefante brigou
com a formiga só porque
enquanto dançavam (segundo ele)
ela pisou no pé dele!
Um passarinho me contou
que o jacaré se engasgou
e teve de cuspi-lo inteirinho
quando tentou engolir,
imaginem só, um porco-espinho!

Um passarinho me contou
que o namoro do tatu e a tartaruga
deu num casamento de fazer dó:
cada qual ficou morando em sua casca
em vez de morar numa casca só.

Um passarinho me contou
que a ostra é muito fechada,
que a cobra é muito enrolada
que a arara é uma cabeça oca,
e que o leão-marinho e a foca...

Xô xô, passarinho, chega de fofoca!

PAES, José Paulo. O que disse o passarinho. In: ____.Um passarinho me contou. São Paulo: Editora Ática, 1996.

A pontuação usada no final do verso “e que o leão-marinho e a foca...” (ℓ. 20) sugere que o
passarinho

(A) está cansado.


(B) está confuso.
(C) não tem mais fofocas para contar.
(D) ainda tem fofocas para contar
__________________________________________________________________________
____
QUESTÃO 08: D3 Inferir informações implícitas em um texto

(Prova Brasil). Leia o texto abaixo.


MEU DIÁRIO
7 de julho

Pai é um negócio fogo, o meu, o do Toninho, do Mauro, do Joca, do Zé Luís e do Beto são mais
ou menos. O meu deixa jogar na rua, mas nada de chegar perto da avenida. O Toninho está
terminantemente proibido de ir ao bar do Seu Porfírio. O do Beto é bem bravo, só que nunca está em
casa: por isso, o Beto é o maior folgado e faz o que quer. Também, quando o pai chega, mixou a
brincadeira. O do Joca é que nem o meu. O do Zé Luís deixa, mas é obrigatório voltar às seis em
ponto e o do Mauro às vezes deixa tudo, outras dá bronca que Deus me livre, tudo na tal língua
estrangeira que ele inventou.
AZEVEDO, Ricardo. Nossa rua tem um problema. São Paulo: Paulinas, 1986.
Podemos deduzir que as falas do texto:

A) tratam dos horários impostos pelos pais


B) Comentam sobre as broncas dos pais
C) Falam sobre as brincadeiras dos pais
D) Discutem sobre o que os pais fazem

QUESTÃO 09: D3 – Inferir informações implícitas em um texto.

A pipa Pepita

Zezito era o dono de Pepita, uma pipa verde e rosa, de carinha graciosa. Zezito preparou Pepita para
concorrer no grande campeonato de pipas. Fitas coloridas saíam de suas pontas. O dia amanheceu.
O Sol estava forte e o céu azul. De toda parte chegava gente grande, gente pequena, com suas
pipas de todos os jeitos. Tinha pipa-estrela, pipa-bicho, pipas de todos os jeitos. Um apito deu o sinal
e as pipas voaram no céu. Ele ficou colorido, como um dia de carnaval. Pepita foi subindo...Passou
por várias nuvens e deixou as outras pipas para trás. Lá no alto, Pepita gritou:
— Até um dia, Zezito! Vou fazer um grande vôo. Se você olhar para o céu nas noites estreladas, verá
Pepita, com seus cabelos de fita.
GOES, Lúcia Pimentel. A pipa Pepita. São Paulo: Scipione, 1988

No final dessa história, Zezito

(A) ficou olhando as pipas no céu.


(B) ganhou o campeonato.
(C) perdeu sua colorida pipa.
(D) preparou a pipa para o campeonato.
_________________________________________________________________________________
____
QUESTÃO 10: D8 – Interpretar texto que conjuga linguagem verbal e não-verbal.

Leia o texto abaixo para responder as questões a e b:


a) No último quadrinho, o que a Mônica não entendeu?

(A) Onde foi que seu pedaço de pizza caiu.


(B) O que aconteceu com seu pedaço de pizza.
(C) Como a Magali consegue ser tão magrinha.
(D) Porque a Magali come muito e não engorda.
_________________________________________________________________________________
____

D23 – Identificar efeitos de ironia e humor em textos.


b) Em qual dos quadrinhos torna a tirinha engraçada?
(A) Terceiro quadrinho
(B) Primeiro quadrinho
(C) Segundo quadrinho
(D) Nenhum dos quadrinhos
_______________________________________________________________
_

Verwandte Interessen