Sie sind auf Seite 1von 29

TREINAMENTO DE

BLOQUEIO - LOTO

JOSÉ APARECIDO LEAL


Engenheiro civil
Engenheiro de Segurança do Trablho
MBA de Gestão de Eng. de Segurança do Trabalho
Técnólogo de Processos Gerenciais
Técnico em Segurança do Trablho
Técnico em Mecânica
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

OBJETIVO

• Definir conceitos, ações e responsabilidades para o travamento


de fontes de energia, assegurando que na realização de
trabalhos com máquinas, equipamentos e instalações, estes
estejam totalmente desenergizados.

• Regulamentar o uso e guarda de chaves de múltiplo uso, que


restrinja acessos em algumas operações especificas, tais como
ajustes de máquinas, manobras em cubículos de alta tensão.
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

ABRANGÊNCIA

Aplica-se a todas as unidades da ....., quando da necessidade de intervenção


em máquinas, equipamentos e instalações, nos casos de:
• motores elétricos à explosão;
• Bombas;
• Compressores;
• Turbinas;
• Eixos;
• Hélices;
• Pistões e demais transmissores de movimento, dispositivos de emergência;
• Ajustes Gerais;
• Novas Instalações;
• Outras Situações.
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

DEFINIÇÕES

ENERGIA: Qualquer fonte de alimentação de máquinas, equipamentos


ou sistemas. As mais usuais são: elétrica, pneumática, mecânica e
térmica.

ENERGIA RESIDUAL: Energia latente que pode se apresentar após o


desligamento da fonte de alimentação (ex.: gravitacional, estática,
térmica, pressão residual, etc).

ENERGIA ZERO: Condição do equipamento, instalação ou sistema, onde


todas as formas de energia estão bloqueadas e ou desativadas, não
existindo presença de energia residual.
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

DISPOSITIVO DE BLOQUEIO: Qualquer dispositivo que previna


fisicamente a transmissão ou liberação de energia, não se limitando a
cortadores de circuitos elétricos, tendo ainda dispositivos para bloqueio
de válvulas, registros, chaves, etc.

Travamento para Travamento para Travamento para válvulas


disjuntores e plugs elétricos tipo “registro”
interruptores elétricos
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

CADEADO DE SEGURANÇA: Fechadura portátil, numerada com o


registro do empregado habilitado. Deve ser acoplado diretamente no
equipamento a ser bloqueado (painel, válvula, etc.) e ou associados a um
dispositivo de bloqueio (ex.: dispositivo para múltiplos cadeados; cabos de
aço; bloqueadores mecânicos, etc.)

Dispositivo para múltiplos Cadeados de segurança


cadeados e cabo de aço
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

CARTÃO DE TRAVAMENTO: Documento individual, nominativo, que identifica a


energia bloqueada e o responsável pelo bloqueio.

Cartões de Travamento
TREINAMENO DE FONTE DE ENERGIA

CARTÃO DE TRAVAMENTO
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

CARTÃO DE TRAVAMENTO
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA

INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS DE BLOQUEIO: Consiste no levantamento


sucinto e detalhado, passo a passo, para o emprego dos sistemas de
bloqueio, tais como: Elétrico, Hidráulico, Pressão, mecânico, etc.

INSTRUÇÃO ESPECÍFICA PARA TRAVAMENTO E ETIQUETAGEM DE FONTES DE ENERGIA EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS - LOTO

Tag : EP 0101 Máquina: Expander - 01 Área: Preparação Nº 001

ANTES DE EFETUAR O BLOQUEIO DO EQUIPAMENTO, OBSERVE E AVALIE


- Preparar a área de trabalho, identificando e eliminando os riscos que possam causar acidentes;
- Informe ao responsável pela área, ao operador do equipamento e às pessoas afetadas sobre a intervenção no equipamento;
- Prepare e observe toda a área ao redor do equipamento e Isole a área para o trabalho;
- Pegue os cadeados, etiquetas e dispositivos necessários para efetuar o bloqueio;
- Observe como é o ciclo normal, sua duração, o que está errado e quais as fontes de energia do equipamento antes de efetuar o bloqueio;
- Preencha a documentação necessária para o LOTO (Lock Out Tag Out) conforme Procedimento Corporativo 09;
- Depois de aplicado o LOTO faça obrigatoriamente o teste na máquina para certificar-se de que a fonte de energia foi totalmente eliminada;
- Assegure-se de que toda energia residual foi liberada e/ou dissipada.
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA
CONTINUAÇÃO DAS INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS DE BLOQUEIO
Obs: Eletricista, nos casos de serviços em partes elétricas, deverá certificar-se com o voltímetro se a fonte de energia atingiu o estado de energia zero.
Localização do Código
INSTRUÇÃO PARA BLOQUEIO Sequência Energia Magnitude Onde Bloquear
Bloqueio Bloqueio

1 - Desligar a botoeira de acionamento do equipamento no painel de comando.


2 - Desligar a Chave Geral E2 e Testar se Atingiu o Estado de Energia Zero na botoeira E2.
3 - Aplicar o LOTO na Chave Geral E2. 1 Elétrica 380 V Chave Geral Painel Principal E1 e E2
4 - Testar o bloqueio no botão de comando liga E1, para certificar-se de que não ocorre nenhum
movimento da Máquina.
5 - Realizar os trabalhos evolvendo a parte elétrica.
6 - Desligar a botoeira do motor sistema hidráulico H1 para impedir a passar de óleo até a Pressão do Sistema atingir Zero na
Válvula
expander.
7 - Fechar a válvula de alimentação de vapor para impedir a passar de vapor e atingir Zero.
8 - Aplicar o LOTO na Válvula Hidráulica H1 e na válvula de vapor P2. 2 Hidráulica 50 Bar Hidráulica Unidade Hidráulica H1
9 - Iniciar os trabalhos propostos no sistema.
10 - Feche a válvula de alimentação de produto na expander com Dispositivo Mecânico M1 Válvula de
11 - Efetuar os Trabalhos Mecânicos Mecânica N/A alimentação Bloqueio a vávula M1
3

E E H P M
1 2 1 1 1
TREINAMENTO DE FONTE DE ENERGIA
CONTINUAÇÃO DAS INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS DE BLOQUEIO
Depois de aplicado o LOTO faça obrigatoriamente o teste na máquina para certificar-se de que todas as fontes de energia foram totalmente eliminadaS.

RETORNO AO SERVIÇO
- Verificar o equipamento e as áreas ao seu redor para certificar se todos os itens desnecessários foram removidos.
- Verificar a Área de Trabalho e Certificar-se de que todos os envolvidos nas atividades estão seguramente fora da Área de Risco
- Nas Fontes de Bloqueios, E1 , E2, H1, P2 e M1 ,Remover os Dispositivos do LOTO e Desbloqueá-lo
- Energizar a máquina e movimentá-la.
- Remover todos os Dispositivos Mecânicos.
- Retirar toda a Documentação do LOTO e Entregá-la ao Supervisor responsável pela manutenção.
- Iniciar todos os Testes de funcionamento da Máquina juntamente com o Operador e Liberá-la para Produção.
OBSERVAÇÕES RESPONSÁVEL PELA
DATA DA REVISÃO
REVISÃO

/ /

José Leal e Jackson 25 /04 /13

Elaboração / Data 25/04/13 Aprovação / Data Avaliação Resp. SHE Data da Emissão:
/ /
Fábio Saad Barbosa José Leal e Jackson 25/04/2013
QUEM PODE EXECUTAR UM LOTO

Colaboradores ou
contratados
habilitados, capacitados
através de cursos. Estes
devem constar na lista de
autorização.
RESPONSÁVEL DA ÁREA

AÇÕES PARA TRAVAMENTO, BLOQUEIO E ACESSO ÀS FONTES DE


ENERGIA

COMUNICAR: Solicitação formal feita pelo responsável do setor do


equipamento e ou instalação, ao setor de manutenção, onde deve constar
o tipo de equipamento, localização e as energias a serem bloqueadas.
AÇÕES PARA TRAVAMENTO, BLOQUEIO E FONTES DE
ENERGIA

ANALISAR: Com base na ordem de reparo ou serviço, o responsável pela


manutenção, em conjunto com o responsável do setor solicitante, devem
analisar todos os riscos existentes e determinar as recomendações
preventivas que devem ser aplicadas para a execução da atividade (usar o
checklist de verificação). Nos casos de trabalho em altura, ambiente
confinado, trabalho a quente, trabalhos especiais, etc., deverá ser emitida a
A.T.R.(Autorização para Trabalho de Riscos).
AÇÕES PARA TRAVAMENTO, BLOQUEIO E FONTES DE
ENERGIA

BLOQUEAR/ETIQUETAR: Após cumpridas as etapas de comunicação e


análise, deve-se proceder o bloqueio e etiquetagem da fonte de energia,
que são feitos por:
a) Dispositivos específicos (flanges, cadeados de segurança, trava
múltipla, etc.);
b) Cartão de travamento do responsável pelo bloqueio;
c) Dispositivo para múltiplos cadeados, quando mais de uma pessoa
estiver envolvida no trabalho.
TESTE DE ENERGIA

TESTE DE ENERGIA: Após bloqueadas as energias, deve-se fazer o teste


de “ENERGIA ZERO”, para garantir a segurança do bloqueio. Os
procedimentos e instrumentos para este teste serão definidos pelas áreas
de manutenção de acordo com o tipo de energia.
LIBERAÇÃO

LIBERAR A ATIVIDADE DE REPARO / MANUTENÇÃO: Após


cumpridas todas as etapas anteriores e inspeção final do local, o
equipamento/instalação estará liberado para o início do serviço.
RELIGAR O EQUIPAMENTO OU SISTEMA

RELIGAR O EQUIPAMENTO OU SISTEMA: Após efetuado o reparo


deverá ser verificado se todos os sistemas de proteção estão em
funcionamento e o equipamento esta seguro para voltar a operar. Em
seguida serão retirados os dispositivos de bloqueio e cartões de
travamento.
MUDANÇA DE TURNO

OBSERVAÇÕES: Durante as mudanças de turno, os equipamentos ou


sistema, a etiqueta de transferência deverá ser utilizada. Portanto a nova
equipe que estiver assumindo o trabalho substituirá os dispositivos de
bloqueio, o cadeado de segurança e o cartão de travamento.
RESPONSABILIDADES

RESPONSÁVEL DO SETOR SOLICITANTE:

Participar com o responsável pela execução dos trabalhos na


identificação preliminar das fontes de perigos e riscos nas
atividades/serviços a executar, que necessitem de travamento,
bloqueio, etiquetagem de dispositivos, sistemas de manobras e
comandos de fontes de energia para evitar à ocorrência de acidentes.
Providenciar, quando necessário, os recursos/facilidades para a
colocação de travas para o travamento, bloqueio de equipamentos,
máquinas, instalações, etc.
RESPONSABILIDADES

RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO:

• Participar com o responsável pela execução dos trabalhos;


• Realizar treinamento dos colaboradores executantes;
• Manter o treinamento de reciclagem conforme listagem de
pessoas autorizada e capacitada;
• Autorizar a executar dos bloqueios, Travamentos,
Etiquetagem;
• Definir colaboradores autorizados a aplicar o LOTO;
• Realizar Auditorias de LOTO semestralmente;
• Efetuar reciclagem dos colaboradores treinados em LOTO;
• Numerar os cadeados.
RESPONSABILIDADES

COLABORADORES DE EXECUÇÃO/AUTORIZADOS:

• Executar os trabalhos que necessitam de travamento, bloqueio,


etiquetagem de fonte de energia somente após estar treinado e
autorizado;
• Após receber os cadeados de bloqueio com a chave conforme
Anexo 05 (Cadeado cor azul para os mecânicos e de cor Vermelha
para os Eletricistas/ Instrumentistas);
• Ajudar no planejamento das atividades envolvendo LOTO;
• Qualquer novo perigo identificado durante a execução dos
trabalhos, informar ao supervisor/ encarregado imediato e aguardar
orientações complementares;
• Ter a guarda da chave do cadeado;
• Após o término das atividades, fazer o seu desbloqueio e informar
ao supervisor/encarregado para a liberação.
RESPONSABILIDADES

SHE DA UNIDADE:

• Disponibilizar os formulários dos ANEXOS 01, 02, 03, 04, 05 e


06, e controlar sua distribuição;
• Realizar treinamento de conscientização dos usuários sobre a
importância do modo de utilização do cartão de bloqueio de
equipamento;
• Definir com o Gerente da Unidade e o setor de manutenção
quem irá utilizar o sistema de bloqueio na unidade.
RESPONSABILIDADES

GERENTE DA UNIDADE

• Garantir que todos os colaboradores executantes/autorizados


recebam o treinamento de qualificação e capacitação contida
neste procedimento.
• Garantir a implantação de todo o conteúdo especificado neste
procedimento de LOTO.
RESPONSABILIDADES

TREINAMENTO

• O T&D deve garantir que todos os colaboradores que executam o


serviço de manutenção, limpeza ou inspeção em máquina,
equipamento ou instalação, com possibilidade de risco de acidente,
seja ele colaborador próprio ou terceiros, recebam treinamento de
qualificação e capacitação, conforme Elemento 10 de modo a
demonstrar de modo efetivo que entende o processo do Sistema de
Bloqueio e Sinalização (LOTO).

• Todo e qualquer colaborador terceiro que for desempenhar função


de manutenção, inspeção ou limpeza em equipamento sujeito a
risco e que se enquadre nestes procedimentos deve receber o
treinamento deste procedimento antes de iniciar as suas atividades.
PLANO DE AÇÃO

PLANO DE AÇÃO

• Levantamento dos meios de travamento necessários e


quantidades (cadeado, cartão, trava múltipla, dispositivos, etc.);

• Levantamento do número de colaboradores envolvidos e


necessidade de treinamento;

• Levantamento dos equipamentos que necessitam de adequação


para a utilização do sistema de travamento de fontes de energia.
Segurança
é
Inegociável!