Sie sind auf Seite 1von 4

STJ00105993

luri Bolesina

rORLAL:
xandre Morais da Rosa (U FSC e UN1VA LI )
André Karam Trindade (IM ED-RS)
Augusto Johim do Amaral (PUCRS)
lrdo Rcgis de Figueiredo e Silva (ESM ESC)
h:into Nelson de Miranda Coutinho (UF PR )
Juarez Tavares (UERJ)
Luis Ca rlos CanceJlier de Olivo (UFSC)
Márcio Starren (IMED-RS )
Paul o Mareio Cru7 (UNIVALI)
Rui Cunha Martins (Coimbra-PT)
Thiago M. Minagé (UNESA/RJ)
o DIREITO À EXTIMIDADE:

AS INTER-RELAÇÕES ENTRE IDENTIDADE,

~o CIBERESPAÇO E PRIVACIDADE

LIVROS, RJ

tn: idt"ntidade, cib.:respaço c


[SC] : Enwõrio do Direito, 201 7.

lçào. 2. Redes de relações sociais. 3.

342.7

'l'"UlJ , ;"clltlH't.1 ,/IIr.JllfV à\ C(l/'(~ C'J(>ri,' li(;as gráficas d

\' ,fs', LL'II'" jO,695, cle O/IU7/1003J, .mjt'ltando-.\'e

à Empório do Direito
Im, .
118036-540 - Trindade - Fl orianópolis/Se
emporiodod ireito. com.br
empono
êliteito
.combr
STJ00105993

rm

empório
C:lireito
.oom.br

Copyrigh t© 20/7 by luri Bolesina


EdilOr Responsável: Aline Goslinski
Capa e Diagramação: Carla 80110 de Barros

CONSELHO EDITORIAL:
Aldacy Rachid Coutinho (UFPR) Alexandre Morais da Rosa (UFSC e UNIVALI)
Aline Gostin ski (UFSC) André Kara m Trindade (IMED-RS )
Antônio Gavazzoni (UNOESC) AuguslO Jobim do Amaral (PUCRS)
Aury Lopes Jr. (PUCRS ) Claudio Eduardo Regis de Figueiredo e Silva (ESMES C)
Eduardo Lam y (U FSC) Jac into Nelson de Miranda Coutinho (UFPR)
Juan Carlos Vezw lla (IMAP-PT) Juarez Tavares (UERJ)
Julio C~S3r Marcd ino Jr. (UNISUL) Lui s Carlos Cancellier de Olivo (UFSC)
Marco Aurélio Marrafon (UERJ) Márcio Staffen (IMED-RS)
Orlando Ce lso da Silva Neto (UFSC) Paulo Marcio Cruz (UNIVALl)
Rubens R. R. Casara (lBMEC-RJ) Rui Cunha Martins (Coimbra-PT)
S~rgio Ricardo h 'rnandes de Aquino (lMED) Thiago M. Minagé (UN ESA/RJ )

CIP-BRASll.. CATALOGAÇÃO NA PUBUCAÇÃO


SINDICA TO NACIONAL DOS .EDITORES DE UVROS, RJ

B673d

Boles ina, luri


O d ireito ~ eX! unidade: as inter-rda<,:õ es entre identidade, ciberespaço e
privacidade / lu ri Bolesina . - 1. ed. - Florianópolis [SC]: Empório do Direito, 2017.
284p.

ISBN 978-85-9477-084-4

I. Internet (Redes de compu tação) - Legislação . 2. Redes de relações soc iais. 3.


Direito a pri\"~~idade. 1. Título.

17-42621
CDU: 342.7

É proibida u rcprodu~:u{) lolal 01/ parcial. por quulquer meio ou PI'O('l'.no. inclusive quonlo às curaclerislicos graJicas eI
ou edilorini\,

A \'ú) /aç'iío de dirçilnJ autorais OJI/Slirui crime (Cúdigo Penal. UI'I, 184 (! §~r Lei n O 10 695. de 01107/200 3), sUJt!llando-se

iJ hU.lC:U j,.' opreelllõo e inde nizaçüt'_\ dh!c,.~ as (L e i nOfJ,61O/YS).

TudoJ Oj ditY?ilw de~ /a l'Jú;UO Il.'.ll 'n 'udw à t:mpól'Ío do Dil't.'Íto Editoro,

1ft3~4i
rm
empório
Todos os direi/os desta edição reservados à Empório do Direito
Rua : Santa Luzia, 100 - sala 61 O- CEP 88036-540 - Trindade - Florianópolis/Se
êliteito .mm.br i
www.emporiododireilo.com .br-editora(fl.emporiododireito.com.br

Impresso no Brasil ! Prinfed in Brazil


STJ00105993

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO . ................................................ 9

INTRODUÇÃO . ................................................. . 11

CAPÍTULO 1

DIREITO. nVIL Co.Nn.:.\1po.RAKEo. E TEo.RIA CRÍTICA: SC\


Co.NDIÇÃO, ~vfJTo.S E IDEo.Lo.GIA ATUA IS NO BRASIL. . . . . . . . .... . ... 17

1.1 Panorama histórico-teórico do direito civil: do direito moderno ao

direito contemporâneo. . . . . . . . . . . . . . . ......................... 17

1.2 O direito civil contemporâneo: constitucionalizado e repersonalizado ... 30

1.3 Teoria crítica "no" direito civil: crítica à ideologia que estimula o direito ... 44

1.4 l\titos na teoria tradicional do di.reito civil e o s desafios à teoria crí­


tica: as construções mitológicas da modernidade jurídica que movi­
mentam o direito ............. . .. . . . ............ . ........ . ..... 57

CAPÍTULO 2

:\ RAZI\o.-D E- SL R Do.S DIREITo.S D,\ PERSo.NALIDADE A LUZ DA

T Eo.RIA CRÍT IC A Do.S DIRFITo.S HU1'vu\ N o.S E A QUEST.Ão. DA

IDENTIDADE PESSOAL. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . ...... . . . . .. ... 71

2.1 A Teoria Crítica dos Direitos Humanos ............................ 71

2.2 O estado-da-arte dos direitos da personalidade no direito civil

brasileiro: por onde anda a teoria tradicional. ....................... 84

2.3 Direitos da personalidade enquanto direitos humanos: wna leitura

da razão-de-ser do s direitos da personalidade a partir da teoria crítica

dos direito s humanos... . . ...... . ............................... 97

2.4 A identidade pessoal e a diferença identitária condignas: porque a

"identidade vacila" ... . ..................................... . . . 112

CAPÍTULO 3

,\S INTER-RELi\ ÇÕ E S ENTRE IDENTIDADE, CIBERESPAÇo.,

PRf\'"\CIDADE E PROTEÇ.\o. DE DADo.S PESSÜ1\IS ............. . .. . .... . . 127

3.1 As (inter)relações entre identidade, ciberespaço, privacidade e dados

pessoaIs.... .. . . ..................................... . .... . . . 128

3.2 As transformações da privacidade e a insuficiência da sua visão tradi­


cional (defensiva-passiva) na contemporaneidade .......... . .. . .. . . . 139

3.3 O direito à proteção de dados pessoais .................... . . ... . . 152

3.4 Os esforço s jurídicos brasileiros para a específica proteção de dado s

pessoaIs...................................... . .......... . ... 165

CAPÍTULO 4

C) DIRE ITO.r\ E XTIl\IIDADE: o. f'''"ENÔMENo., o.S PRESSUPo.STo.S E o.

DIR EITO. . . . . . . . . . . . ............................... . ....... 171

STJ00105993
8

4.1 Uma premissa: o virtual enqu an to um segm ento do real e seus

efeitos so bre a identidade pessoa l ........ . ...... .... . . . . . . ....... 172

4.2 _-\ ex timidade (e... .1imite): enquanro fenômeno e eng uanto comportamento ... 182

4.3 O primeiro pressupo sro do direito à extimidade: W11 direito à intimi­


dade de "duplo viés" à luz de uma teoria critica dos direitos human os .. 195

4.4 O segundo pressuposto do di reito à ex timidade: um direito à

liberdade de expressão sub stancialmente democrático . .. ... . .... . .. . 210

4.5 O terceiro pressuposto do di reito à extimidade: "o jogo de lu z e

so mbra" . f\ tran sformação da dico romia p úblico-privado. ,-\ "nova"

situação da intimidade: a ex timidade ... . .. . . .. .... . .. . .... . ...... . 222

4.6 O di reito à extimidade no ciberespaço: a concreti zaçào de wn elo

emancipado r da identid ade pessoal. . _. . ... . . .... . . ...... . . ... . . . . 234

CONCLUSÃO . .................. . ... . ............ . . . .... .. ..... 247

REFERÊNCIAS .................. . ............ . . ... ....... . ..... 261