Sie sind auf Seite 1von 4

www.waldirdepinhoveloso.

com

I Seminário de Literatura Brasileira:


Escritores mineiros e Contemplações de
Minas: Tradições e Rupturas
“Pensa na escuridão e no grande frio

Que reinam nesse vale, onde soam lamentos.”

(Brecht, Ópera dos três vinténs)

O Estado de Minas Gerais, a partir do seu próprio nome, apresenta uma pluralidade geográfica e
cultural, o que constitui uma riqueza para a humanidade. Já são bem conhecidas de uma boa parte
do mundo as nossas cidades históricas, como Ouro Preto, Diamantina, Mariana, São João Del Rei,
entre tantas outras. A arte sacra em nosso Estado é um patrimônio universal. Por outra via, menos
material, temos uma História extremamente importante para a formação do sentido de Pátria
(Inconfidência Mineira) e de Nação brasileira. A literatura produzida em Minas Gerais é também
um marco significativo da brasilidade, em diálogo com a cultura européia e de outras nações, a
partir dos árcades Cláudio Manoel da Costa e Tomás Antônio Gonzaga, apenas para citar alguns
exemplos.

Dessa forma, a História, o Imaginário e a Cultura mineiras consolidaram-se no panorama nacional


como Tradições, já que Minas são tantas. Justificando melhor, os aspectos culturais acima
mencionados são mais conhecidos na região considerada histórica de Minas Gerais, cujas cidades
encontram-se, geograficamente, mais próximas da capital, Belo Horizonte. A época gloriosa da
exploração do ouro e de diamantes demarcou um “lugar” na memória coletiva para aquelas cidades
e suas representações culturais. Mas o que falar do Norte deste Estado, considerado extremamente
pobre e “aculturado”? A amplidão do Norte de Minas Gerais, Vale do Jequitinhonha, Vale do
Mucuri e da região Noroeste torna esses espaços e suas manifestações artísticas ainda praticamente
desconhecidas, não fossem as obras de João Guimarães Rosa terem focalizado o sertão e o sertanejo
norte-mineiro.

Mesmo assim, temos o olhar de um homem “vindo de fora” para escrever sobre esse lugar
longínquo e culturalmente diversificado e rico. É certo que muitos escritores e obras de Minas
Gerais precisam ser descobertos e discutidos; é imprescindível que a Universidade Estadual de
Montes Claros – Unimontes, inserida nesse sertão agreste e pleno de religiosidades, histórias,
folclores e mitos, realize seminários, colóquios, congressos, palestras e debates que fomentem as
pesquisas em direção a esses “esquecidos” do cânone literário.

Segundo Walter Benjamin (1997), existe um encontro secreto marcado entre as gerações passadas e
a nossa, como se alguém estivesse, no passado, à nossa espera, para ser resgatado. Para esse autor,
“foi-nos concedida uma frágil força messiânica para a qual o passado dirige um apelo. Esse apelo
não pode ser rejeitado impunemente” (BENJAMIN, 1997: 223). Como se vê, o pensamento de
Benjamin dialoga muito bem com o texto de Brecht, em epígrafe, uma vez que, no vale da
escuridão da memória, onde estão autores e obras esquecidos pelo processo histórico, ecoam
lamentos, apelos para serem ajudados e saírem desse vale frio e tenebroso do silenciamento e da
invisibilidade.

Obrigado por visitar www.waldirdepinhoveloso.com


www.waldirdepinhoveloso.com

Com esse seminário, sem aceitar o caráter messiânico de que nos fala Benjamin, poderemos discutir
como os escritores mineiros se relacionaram com a literatura dos outros estados brasileiros e de
outras nacionalidades. Mapearemos, assim, não apenas o nosso processo de formação literária,
resgatando a nossa memória histórica e literária, mas apontaremos, também, como essa literatura
produzida em Minas Gerais estabelece um diálogo com a literatura nacional e universal.

Como afirma Andreas Huyssen, em seu livro Memórias do Modernismo (1997:14): “O passado não
está simplesmente ali na memória, mas tem de ser articulado para se transformar em memória”.
Assim, é preciso pôr em exercício contínuo esse passado, para que se transforme em memória de
fato e acessível aos leitores de outros tempos. Em busca de autores e obras esquecidos ou não
conhecidos, não será desmerecida a atenção aos escritores já lidos e discutidos nas universidades e
na sociedade. Mas será importante pensar de que maneira Minas Gerais possui tradições culturais e
literárias e que rupturas podem ser percebidas nesses diálogos com outras literaturas, já que, como
observa Leyla Perrone-Moisés, na mesma linha de Bakhtin e Kristeva, toda literatura é absorção,
transformação.

PROGRAMAÇÃO
23 DE MAIO – QUARTA-FEIRA
15h às 16h

Entrega do material

19h

Mesa de Abertura

Diretor do Centro de Ciências Humanas,


Chefe do Departamento de Comunicação e Letras,
Coordenador da Área de Pós-Graduação em Letras/Estudos Literários,
Coordenadores da Área de Graduação, Coordenadores do Encontro.

20h às 22h

Conferências: Literatura de Montes Claros em perspectiva

Prof. Dr. Osmar Pereira Oliva (coordenador – Unimontes)


Profª. Drª. Constância Lima Duarte (UFMG)

24 DE MAIO – QUINTA-FEIRA
13h 30min

Mesa Plenária: Contemplações de Minas: História, Memória, Ficção

Obrigado por visitar www.waldirdepinhoveloso.com


www.waldirdepinhoveloso.com

Profª. Drª. Ilca Vieira de Oliveira (coordenadora - Unimontes)


Profª. Drª. Maria Cecília Bruzzi Boechat (UFMG)
Prof. Dr. Renato da Silva Dias (Unimontes)
Prof. Dr. Élcio Lucas de Oliveira (Unimontes)

15h às 18h

Comunicações

19h 30min

Mesa plenária: Escritores Mineiros: travessias - do sertão às metrópolis

Profª. Drª. Maria Generosa Ferreira Souto (Coordenadora - Unimontes)


Profª Drª. Lyslei de Souza Nascimento (UFMG)
Prof. Dr. Anelito Pereira de Oliveira (Unimontes)
Profª. Drª. Kátia Costa dos Santos (Unimontes)

25 DE MAIO – SEXTA-FEIRA
13h 30min

Mesa Plenária: Literatura de Minas e outras literaturas – diálogos do (im)possível

Profª. Drª. Telma Borges da Silva (coordenadora - Unimontes)


Profª. Drª. Nícea Helena Almeida Nogueira (CES/Juiz de Fora)
Profª. Drª. Eliane Fernanda Cunha Ferreira (Fapemig/Unimontes)
Prof. Dr. Franscino Oliveira Silva (Unimontes)

15h às 18h

Comunicações

19h 30min

Mesa plenária: Literatura de Minas: Tradições e rupturas

Doutoranda Rita de Cássia Silva Dionísio (coordenadora - Unimontes)


Prof. Dr. Sérgio Alves Peixoto (UFMG)
Prof. Dr. Rodrigo Guimarães Silva (Fapemig/Unimontes)
Prof. Dr. Dorival Souza Barreto Júnior

Obrigado por visitar www.waldirdepinhoveloso.com


www.waldirdepinhoveloso.com

Telefones: (38) 3229.8234 (Departamento de Comunicação e Letras da


Unimontes) e (38) 3229.8244 (Grupo de Pesquisa em Estudos Literários)

Endereço da Secretaria Geral do Evento: G.E.L. Grupo de Pesquisa em


Estudos Literários

Departamento de Comunicação e Letras da Unimontes (C.C.H )


Aos cuidados de Osmar Pereira Oliva
Av. Dr. Rui Braga, s/n. Vila Mauricéia – Montes Claros – MG – Cep.: 39.401-089

ESTA DIVULGAÇÃO É UMA COLABORAÇÃO DA


ESCRITORA PROFESSORA DOUTORA MARIA GENEROSA
FERREIRA SOUTO

Obrigado por visitar www.waldirdepinhoveloso.com

Verwandte Interessen