Sie sind auf Seite 1von 2

Governo provisório

Logo após assumir o poder,Getúlio Cargas revogou(anulou) a constituição


de 1891 e passou a governar através de decretos-leis,que eram criados por
ele mesmo.Desfez o Congresso e as Assembléias Estaduais,destituiu os
governadores e nomeou interventores para governar os estados.

Em alguns estados houve resistência aos interventores,como em São


Paulo,culminando os protestos em um movimento armado,em 1932,que
ficou conhecido como Revolução Constitucionalista.A oligarquia paulista
tentava retornar ao poder,mas foi derrotada,conseguindo porém que Getúlio
Vargas convocasse uma Assembléia Constituinte.

No dia 16 de junho de 1934 é promulgada a Segunda Constituição da


República,que teve como principais características:

-Instalação do voto secreto.

-A extensão do voto a mulher.

-Criação da Justiça Eleitoral,órgão do Poder Judiciário encarregado de


fiscalizar o processo eleitoral,com o objetivo de evitar fraudes.

-Regulamentação de direitos trabalhistas,tais como o salário mínimo,jornada


de 8 horas diárias,férias remuneradas,proibição do trabalho do menor de 14
anos,licença maternidade de 3 meses e outros.

- Forte caráter nacionalista.

-Extinguiu o cargo de vice-presidente

-Ensino primário obrigatório e gratuito.

-Restrição à imigração (principalmente japoneses)

-Três poderes:Executivo,Legislativo e judiciário.

A Constituição seguia os princípios da democracia liberal.O federalismo foi


preservado,mas o poder central ,ampliado.A própria Assembléia
Constituinte que elaborou esta Constituição,elegeu Vargas o novo
Presidente da República para um mandato de 4 anos. Já em 1935, suas
garantias foram suspensas através do estado de sítio.
Governo Constitucional

Período no qual surgiram duas correntes político ideológicas: Aliança


Nacional Libertadora(ALN),que vinculava-se ao movimento socialista;Ação
Integralista Brasileira (AIB),que tinha inspiração nitidamente fascista.

Os integralistas defendiam a existência de um governo forte e centralizador,


com apenas um partido político e conseguiram apoio de muitos setores da
classe média,incluindo militares e a igreja católica.Eles reuniam multidões e
desfilavam pelas principais cidades do país usando um uniforme de
“camisas verdes” e tendo como grito de saudação “Anauê”,em tupi guarani.

Já os seguidores da ALN,liderados por Luís Carlos Prestes,defendiam a


nacionalização das empresas estrangeiras,o combate ao latifúndio e o
cancelamento da dívida externa.Também obtiveram apoio entre a classe
média e os trabalhadores,ganhando bastante projecção em poucos
meses.Estima-se que em julho de 1935 ela contava com 70 mil a 100 mil
pessoas.

Em 1935,a ALN tentaram um levante contra Vargas.O movimento foi


facilmente controlado pelo governo e Prestes foi preso,juntamente com
todos os outros que estavam no levante.Episódio conhecido com Intentona
Comunista.

Em 1937,Vargas divulga o Plano Cohen ,um dossiê comunista cujo autor


do documento seria um judeu,que indicava uma insurreição,na qual vários
partidos políticos e personalidades seriam assassinados.O plano era
falso,mas Getúlio fingiu não saber e usou a insurreição comunista como
justificativa para dar um golpe,criando vários casos de “ameaças
comunistas”,de modo a convencer a população de que um governo forte era
indispensável.

Em 1937,às vésperas das eleições presidenciais,sob o pretexto de proteger


o Brasil das ameaças comunistas,Vargas deu um golpe de
estado,inaugurando uma nova fase em sua era.